Curso Aprovação | Artigos

Página 1 de 7

Contabilidade Geral

Mário Mendes de Barros (PR)
08/02/05 - Exercitando a "DOAR" - Parte I de V
xercitando a "DOAR" Olá amigo(a), como foi a virada do ano? Muitos planos?

Faço votos que Deus esteja com você durante todo o ano que se inicia e que ele também permita que este seja o ano do seu êxito num grande e interessante concurso para a Receita Federal ou para o INSS, torcendo para que a união dos fiscos não se concretize. Começo o ano me desculpando pela demora no envio deste novo material. Da última vez teorizei sobre a DOAR e prometi voltar com questões práticas sobre o assunto. O tempo passou, muitos acontecimentos me ocuparam... E nada! Assim, depois de toda a demora, venho quitar a dívida do ano passado (com juros e correção monetária).

Só para relembrar... A DOAR apresenta a variação do CCL. A variação do CCL é positiva quando ele aumenta e negativa quando ele diminui. O seu aumento é, na DOAR, chamado de origens e a sua diminuição de aplicações. Veja o quadro acima. Fatos que afetam o CCL, necessariamente, DEVEM "cruzar" a "fronteira" do "circulante/nãocirculante". Veja a figura abaixo:

Fatos que NÃO afetam o CCL, necessariamente, NÃO podem "cruzar" a "fronteira" do "circulante/não-circulante". Veja a figura:

http://www.cursoaprovacao.com.br/cms/artigo.php?cod=960

6/8/2008

Curso Aprovação | Artigos

Página 2 de 7

Vamos então às questões: 1.(PERITO CONTÁBIL-CESPE/Unb 2002)

DOAR do período encerrado em 31 de dezembro de 2000 (em R$ mil) Origens recursos gerados pelas operações empréstimos de longo prazo aumento do capital social total Aplicações investimentos aquisição de ativo imobilizado aplicações financeiras de longo prazo total capital 125.000 250.000 25.000 400.000 215.275 125.375 150.000 490.650

variação líquido

do

circulante 90.650

Julgue os itens a seguir, acerca da demonstração das origens e aplicações de recursos (DOAR) acima apresentada e da legislação pertinente. 1. Considerando que houve variação positiva do capital circulante líquido, é correto afirmar que, no período considerado, os passivos circulantes cresceram mais que os ativos circulantes. 2. O valor apresentado como recursos gerados pelas operações dá a evidência absolutamente certa de que a empresa gerou lucro líquido no período. 3. Na preparação da DOAR, é considerada como aplicação de recursos a transferência de empréstimos ativos de longo prazo para o circulante. 4. As aplicações havidas no período considerado foram financiadas por recursos próprios e de terceiros. 5. As aplicações financeiras de longo prazo se referem a um aumento havido no ativo realizável a longo prazo.

CONSIDERAÇÕES: 1. Quando o Ativo Circulante cresce mais que o Passivo Circulante ocorre variação positiva no CCL e não o contrário. 2. Em prova de concurso, quase sempre que o examinador utiliza-se de termos do tipo "sempre", "nunca", "jamais", "todas", "nenhum" etc, pode-se dizer que existe grande probabilidade de a afirmação estar incorreta. É o caso do item 2 desta questão. Embora o valor dos "recursos gerados pelas operações" sugere estar acontecendo o que se descreve, nada garante que não tenha ocorrido um prejuízo e o fato da rubrica estar sendo apresentada com o sinal positivo (em tese) pode referir-se a Resultado de Exercícios Futuros. 3. Partindo do que ocorre com o longo prazo na situação descrita, teríamos aí um decréscimo

http://www.cursoaprovacao.com.br/cms/artigo.php?cod=960

6/8/2008

Curso Aprovação | Artigos

Página 3 de 7

do ativo não circulante que conforme quadro de auxílio, refere-se a uma origem e não aplicação. 4. Nesse caso a afirmação está correta por não haver uma terceira espécie de recurso. Existem apenas os próprios e os de terceiros. 5. Este item, a exemplo do anterior, está certo por não existir exceção para o descrito. RESPOSTA: E E E C C 2. (CESPE/INSS-97) A demonstração das origens e aplicações de recursos é utilizada para indicar as modificações na posição financeira da companhia e deve discriminar 1. os empréstimos de curto prazo tomados pela companhia no período.

2. o lucro do exercício, acrescido de depreciação, amortização ou exaustão e ajustado pela variação nos resultados de exercícios futuros. 3. 4. 5. os dividendos propostos sobre o lucro do exercício. as aquisições de estoques circulantes. as reservas de lucros constituídas.

CONSIDERAÇÕES: 1. 2. 3. 4. 5. de longo prazo sim, de curto não sem comentários (é o próprio conteúdo da lei) idem anterior nesta demonstração não se discrimina elementos circulantes isso é assunto a ser discriminado na DLPA

RESPOSTA: E C C E E 3. (CESPE/INSS-97) O capital circulante líquido, que é a folga financeira da empresa a curto prazo, é obtido pela diferença entre o ativo circulante e o passivo circulante. As transações que podem aumentar o capital circulante líquido incluem 1. A aquisição a prazo de estoques de mercadorias para revenda.

2. A venda à vista, com lucro, de um equipamento obsoleto que estava classificado no imobilizado. 3. 4. 5. Pagamento de despesas com o conserto de máquinas não provisionadas. Recebimento em dinheiro de uma duplicata já baixada anteriormente como prejuízo. A aquisição à vista de participações societárias de uma empresa controlada.

CONSIDERAÇÕES:

http://www.cursoaprovacao.com.br/cms/artigo.php?cod=960

6/8/2008

Curso Aprovação | Artigos

Página 4 de 7

1. 2. 3. 4. 5.

Se for "a longo prazo" poderá aumentar o CCL. "Com lucro" aumenta o PL, conseqüentemente o CCL. "Despesa" reduz o PL, conseqüentemente o CCL. "Receita" aumenta o PL, conseqüentemente o CCL. Tal procedimento aumenta o ANC, logo: reduz o CCL.

RESPOSTA: C C E C E 4. (MEMORIAL/1999-SP) A demonstração das origens e aplicações de recursos indicará as modificações na posição financeira da companhia, discriminando as aplicações de recursos, agrupadas em: a) b) dividendos recebidos; aquisição de obrigações do ativo imobilizado;

c) aumento do ativo realizável a longo prazo, dos investimentos e do ativo diferido; redução do passivo exigível a longo prazo. d) e) receitas a vista n.d.a.

Sem necessidade de comentários. Qualquer dúvida me escreva! RESPOSTA: "c" 5. (MEMORIAL/1999-SP) A Demonstração Contábil que informa o valor dos bens da entidade adquiridos durante o ano: a) Balanço Patrimonial b) Demonstração do Resultado do Exercício c) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido d) Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos e) n.d.a. Sem necessidade de comentários. Qualquer dúvida me escreva! RESPOSTA: "d" 6. (MEMORIAL/1999-SP) A Demonstração Contábil que informa o valor dos novos empréstimos bancários que ingressaram na entidade durante o exercício social: a) b) c) Notas Explicativas Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

http://www.cursoaprovacao.com.br/cms/artigo.php?cod=960

6/8/2008

Curso Aprovação | Artigos

Página 5 de 7

d) e)

Demonstração do Resultado do Exercício n.d.a.

Sem necessidade de comentários. Qualquer dúvida me escreva! RESPOSTA: "b" 7. (CVM/2001) A variação do Capital Circulante Líquido é evidenciada na demonstração da(s) a) b) c) d) e) Mutações do Patrimônio Líquido Origens e Aplicações de Recursos Flutuações dos Valores Circulantes Geração do Caixa Operacional Flutuações dos Valores Não-Circulantes

Sem necessidade de comentários. Qualquer dúvida me escreva! RESPOSTA: "b" 8. (AFRF-2001) Aumentam o Capital Circulante Líquido:

a) os aumentos do Ativo Circulante e do Passivo Circulante b) os aumentos do Passivo Circulante e dos Investimentos c) a redução do Passivo Exigível a Longo Prazo e o aumento do Ativo Realizável a Longo Prazo d) o aumento do Passivo Exigível a Longo Prazo e a redução do Ativo Permanente e) o aumento do Ativo Realizável a Longo Prazo e a Contribuição para Reserva de Capital Sem necessidade de comentários. Veja o quadro das origens e aplicações no início da matéria. RESPOSTA: "d" 9. (CESPE/STF-99) A demonstração das origens e aplicações de recursos indicará as modificações na posição financeira da companhia, discriminando, entre as origens, o a) prejuízo do período. b) acréscimo do ativo imobilizado, por aquisição de nova planta industrial. c) aumento do capital social com a utilização de reservas de lucros de anos anteriores. d) aumento do capital social por emissão de novas ações e as contribuições para reservas de capital. e) aumento de contas a receber vencíveis até noventa dias. Sem necessidade de comentários. Veja o quadro das origens e aplicações no início da matéria.

http://www.cursoaprovacao.com.br/cms/artigo.php?cod=960

6/8/2008

Curso Aprovação | Artigos

Página 6 de 7

RESPOSTA: "d" 10. (AFC/SFC-1996) Um exemplo de operação que não afeta o Capital Circulante Líquido é: a) b) c) d) e) distribuição de Lucros ou Dividendos aumento de Capital em dinheiro formação de Provisão p/Devedores Duvidosos aumento de Capital com Lucros Acumulados compra de Equipamentos para o Ativo Imobilizado

Sem necessidade de comentários. Veja as figuras no início da matéria. RESPOSTA: "d" 11. (AFTN-1991) Na "Demonstração das origens e Aplicações de Recursos",

a) a realização do capital é uma aplicação b) o aumento do ativo diferido é uma origem c) o encargo de depreciação é uma origem d) o aumento do exigível a longo prazo é uma aplicação e) a contribuição do subscritor de ações que ultrapassar o valor nominal é uma aplicação Sem necessidade de comentários. Veja o quadro das origens e aplicações no início da matéria. RESPOSTA: "c" 12. (CVM/2001) Na Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos, as depreciações de ativos realizadas durante o exercício social são consideradas a) grupo de origens de recursos b) grupo de aplicações de recursos c) acréscimo ao lucro líquido do exercício d) redução do lucro líquido do exercício e) valor não considerado na sua apresentação Sem necessidade de comentários. Veja o quadro das origens e aplicações no início da matéria. RESPOSTA: "c" 13. (CESPE-STM-99) Para fins de preparação da demonstração das origens aplicações de recursos, o valor de um empréstimo tomado registrado no passivo exigível a longo prazo será considerado como uma

http://www.cursoaprovacao.com.br/cms/artigo.php?cod=960

6/8/2008

Curso Aprovação | Artigos

Página 7 de 7

a) aplicação de recursos. b) redução do capital circulante líquido. c) variação das disponibilidades. d) origem de recursos. e) retificação das origens de recursos. Sem necessidade de comentários. Veja o quadro das origens e aplicações no início da matéria. RESPOSTA: "d" 14. (CESPE/BACEN-97) A demonstração das origens e aplicações de recursos deve informar as modificações ocorridas no patrimônio da empresa e o seu efeito em termos de variação do capital circulante líquido. Considerando as normas legais que regem essa matéria, julgue os itens que se seguem. 1. A aquisição de direitos do ativo imobilizado deve ser classificada como uma origem de recursos. 2. Os dividendos distribuídos fazem parte das aplicações de recursos. 3. O aumento do capital social, com a emissão de novas ações e a subseqüente entrada de novos recursos, deve ser considerado como origem de recursos. 4. A redução do passivo exigível a longo prazo deve ser considerada como origem de recursos. 5. O lucro do exercício deve ser contemplado como aplicação de recursos, acrescido de depreciação, amortização e exaustão e ajustado pela variação do resultado de exercícios futuros, sempre que o valor for positivo. Sem necessidade de comentários. Veja o quadro das origens e aplicações no início da matéria. RESPOSTA: E C C E E (continua na próxima aula)

Os conceitos e opiniões veiculadas nos textos são de responsabilidade exclusiva do autor.

http://www.cursoaprovacao.com.br/cms/artigo.php?cod=960

6/8/2008

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful