MÓDULO ESPECIAL

DE
EXERCÍCIOS
(Resoluções)
Confira as soluções dos exercícios no
.c7s.com.br
Portal Educacional: www
www.c7s.com.br
ou na sua biblioteca

Sumário
Leitura e Gramática I .................................................................................................................................... 3
Leitura e Gramática II ................................................................................................................................... 4
Leitura e Produção Textual ............................................................................................................................ 5
Literatura I..................................................................................................................................................... 5
Literatura II ................................................................................................................................................... 7
Inglês ............................................................................................................................................................ 7
Espanhol ....................................................................................................................................................... 8
História I ....................................................................................................................................................... 9
História II ...................................................................................................................................................... 10
História III ..................................................................................................................................................... 12
História IV ..................................................................................................................................................... 14
Geografia I .................................................................................................................................................... 15
Geografia II ................................................................................................................................................... 16

Supervisão Geral e Pedagógica - Clayton Lima
Coordenação Editorial e Design - Junior Gomes
Concepção e Projeto Editorial - Bookmaker Edições Ltda
Editoração Eletrônica - Bookmaker Edições Ltda e
FEMAG Empreendimentos Editoriais Ltda.
Pesquisa e Coordenação de Produção - Solange Gomes
Capa - Rogers Tabosa
Revisão - Mauri Costa e Renata Arruda
Impressão - Tiprogresso

ANO 2006

Todos os direitos reservados à Editora Ipiranga
Av. do Imperador, 1262 - Centro - CEP 60015-052 – Fortaleza - CE.
Fones: (85) 3488-7885 / 3261-5066
4ª Edição

Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

Leitura e Gramática I

20 Resposta pessoal
21 Discussão com o(a) professor(a).

1

2

3

u ⇒ o fonema u tem o valor de uma semivogal
A) No vocábulo vou
u ra, o fonema u é uma vogal alta,
/w/; ao passo que em cu
fechada, posterior ⇒ /u/.
B) Os dois fonemas das palavras em estudo, por serem fechados,
expressam uma incerteza ou até certo ponto um medo quanto
à cura da doença.
A) ditongos crescentes:
qua
rio
qualidade – curio
riosa – suas
ditongos decrescentes:
zam – vai
chão – sertão – seus – são – deslizam
B) dígrafos vocálicos:
um
an
en
am – im
deslum
umbran
ante – imen
ensas – deslizam
importantes
C) encontros consonantais:
br
br
gr
brante – plantas etc.
descobr
brir – segr
gredo – deslumbr
D) hiatos:
a s – fantasia
as – confio
curiosa – sua
Número de letras iguais de fonema – nítida, vida
Número de letras maior que o de fonemas – passando, aquilo
Número de letras menor que o de fonemas – também, sexual

22 Resposta pessoal
23 Resposta pessoal
24 E

Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

4

B

6

“Aterrorizado” e “terrorismo” são derivadas de terror e não de terra.

7

A)
B)
C)
D)
E)

península
superprodução
desamparar
onisciente/onisciência
tresnoitar

A)
B)
C)
D)
E)

acéfalo
analgia
ateu
anacrônico – atemporal
analfabeto

8

9

5

C

______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

D

10 A

11

D

______________________________________________________________________________________________________________

12 A

13 E

14

B

______________________________________________________________________________________________________________

15 A)
B)
C)
D)
E)
16 B
18 (1)
(2)
(3)
(4)
(5)
(6)
(7)

_____________________________________________________________________________________________________________

Topônimo
Anacrônico
Neologismo
Hipnotizar
Iconoclasta

________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________

17 B
– algia (3) adoração
– fobia (5) adivinhação
– latria (6) doença
– logia (1) dor
– mancia (7) tratamento
– patia (2) medo
– terapia (4) ciência

________________________________________________________________________________________________________________
(1)
(2)
(3)
(4)
(5)
(6)
(7)

neuragia
hidrofobia
idolatria
geologia
quiromancia
homeopatia
hidroterapia

______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________

19 é

peço

rogo

imploro –
suplico –
será

possa

acredito –
seja

tem

se chama –
estarei

2006

pres. indicativo
pres. indicativo
pres. indicativo
pres. indicativo
pres. indicativo
futuro do presente indicativo
pres. subjuntivo
pres. indicativo
pres. subjuntivo
pres. indicativo
pres. indicativo
futuro do presente indicativo

________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________

3

Módulo
Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

Leitura e Gramática II
1

Resposta pessoal

2

C

3

Resposta pessoal

4

D

6

B–B–A–A–A–B–A

7

Resposta pessoal

8

Resposta pessoal

9

A)

a adolescência

B)

o governo estadual

5

D

22 A)
B)
C)
D)

a crítica aos corruptos é indispensável.
a persistência no bem é uma prática cristã.
os jovens têm esperança de oportunidades na vida.
o colégio pensa na contratação de novos professores
professores.

23 A) Todos têm o desejo de felicidade
felicidade.
B) Os alunos são gratos aos seus professores
professores.
C) Os políticos corruptos agem contrariamente às leis
leis.
24 A) A atitude do professor foi inesperada para seis alunos da
turma
B) O bem-estar é indispensável a todos.
C) A viagem aos países do leste europeu é inesquecível.
A necessidade de você estudar é muito forte.
Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________

a enchente
C) a casa
José de Alencar
D) A ventania
... que
E)

os comerciais dirigidos a crianças

10 C
predicado verbal
verbo transitivo-transmite uma informação

____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________

11 Resposta pessoal

________________________________________________________________________________________________________________

12 A) Toda a humanidade.
B) Não existe sujeito.

_______________________________________________________________________________________________________________

13 A)
B)
C)
D)

“... o sentimento predominante na frustação”
oração sem sujeito
“Ser sertanejo”
você (desinencial)

14 Resposta pessoal

______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________

15 E

______________________________________________________________________________________________________________

16 Resposta pessoal

____________________________________________________________________________________________________________

17 o desejo = OD
o desejo = sujeito; desejo = OI

______________________________________________________________________________________________________________

18 A)

_____________________________________________________________________________________________________________

B)

I. Resposta pessoal
II. Resposta pessoal
I. Resposta pessoal
II. Resposta pessoal

19 uma página (OD)
dez (OD) – (a palavra página está subentendida)
uma novela (OD)
um livro (OD)
mediana aptidão (OD)
leitura (OD)
a (pronome oblíquo) = (OD)
o desejo (OD)
o (que) (OD; (o) que (OD))

______________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________

20 Resposta pessoal

____________________________________________________________________________________________________________

21 Resposta pessoal

______________________________________________________________________________________________________________

4

2006

Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

Leitura e Produção Textual
1

à 22

Resposta pessoal

23 1. Linguagem concisa e bem fundamentada.
2. Seqüência discursiva coesa e coerente, períodos bem
articulados e pontuação adequada.
3. Informações científicas elaboradas em língua padrão,
vocabulário específico e claro.
4. A precisão lingüística na estrutura formal do texto.

Literatura I
1

B
É uma paródia ao soneto “Sete anos de pastor...”, de Camões.

2

E
Trata-se do uso do abstrato (nobreza) no lugar de “homens nobres”
(concreto)

3

A) Prosopopéia
O mar, ser inanimado, sofre um processo de personificação,
apresentando-se como agente de uma ação libidinosa.
B) Antítese
A estrofe é composta por idéias constrastantes – o eu lírico, a
partir desse recurso, aponta a efemeridade das coisas do
mundo, concluindo que a única coisa constante é a
incostância das coisas.
C) Metáfora
Estabelece-se uma comparação implícita: o eu lírico compara
a sedução da amada à imagem refletida de Narciso que o
fez perder-se nas profundezas das águas.
D) Ironia
Ironia: a nota chama a atenção, em verdade, para a falha dos
serviços prestados pelas companhias telefônicas, - fato que
implica prejuízos de tempo, bem como financeiros, para o
consumidor, longe de contribuir para o seu refinamento cultural.
E) Onomatopéia
A imitação dos sons através das palavras é provacada pelo
ritmo acelerado dos três primeiros versos, bem como pela
pausa em interjeição da expressão "Virgem Maria" e o ritmo
prolongado da interrogação que a ela se segue.

4

E
O autor faz uma releitura da máxima: o dinheiro como fonte
dos males do mundo; em seguida, enumera os prodígios que o
dinheiro pode realizar; mas a referência ao psicanalista aponta
a verdadeira intenção do texto.

5

D
O narrador, contrariando o discurso burguês, entrelaça dinheiro
e amor, com isso, simplesmente, reforça a idéia de que, em
verdade, "Marcela" não o amou, no máximo usufruiu o dinheiro
que ele possuía

6

A
I. O corpo de Cristo é composto a partir da união de suas
partes: "braços", "olhos", "pés", "sangue", "cabeça";
II. O texto é construído a partir de um jogo de palavras,
recorrendo a figuras de sentido (metonímia) e figuras de
sintaxe e de repetição;
III. Nos tercetos, há a omissão da expressão "correndo vou";
IV. Cristo, crucificado pelos homens, sofre para que seus algozes
possam ser salvos, configurando sua grandiosidade, sendo,
pois, aberto ao perdão.

7

A
O texto defende a tese de que só Cristo amou, uma vez que amou
sabendo: "Não serviu por Lia debaixo da imaginação de Raquel",
como fez Jacob, pois o homem não conhece "a quem ama".

8

D
O eu lírico associa o ser humano, quando vaidoso, a uma
"rosa", a uma "planta" e a uma "nau", apontando-lhe, assim, a
brevidade de sua existência, pois a rosa murcha à tarde; a planta
é decepada pelo machado; e a nau, pelo penhasco; com isso,
reforça o desengano em que vive o homem.

9

D
Santa Rita Durão, por exemplo, é autor de "Caramuru" - um
poema épico que canta o descobrimento e a conquista da Bahia

24 Resposta pessoal

Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________

2006

5

Módulo
Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções
por Diogo Álvares Correia, a partir de um naufrágio próximo ao
litoral baiano.
10 B
Cláudio Manuel da Costa, mesmo filiado ao Arcadismo, traz
em sua poesia a influência marcante do Barroco e da lírica
camoniana: sua poética, mesmo povoada de pastores e pastoras,
cultiva, principalmente, os temas do desencanto com a vida,
com a brevidade do amor, – tão caros aos barrocos.
11 B
O mundo campestre e pastoril, freqüentemente expresso na poesia
árcade, não resulta de um contato direto com a natureza, mas
da transposição da Arcádia (a região grega do pastoreio),
presente nos clássicos, para a contemporaneidade dos poetas
do Arcadismo. Advém, assim, uma natureza convencional
(campos verdejantes, riachos tranqüilos), contemplada à
distância como se fosse um quadro. Daí a "voz divina" da amada
superar, em doçura, a voz do "vento".
12 A
O eu lírico parte de uma contemplação da noite: "É bela a
noite" quando lança sobre a terra o seu "negro manto" salpicado
pelo brilho das estrelas; depois, vê na noite a projeção de seu
estado d'alma: o silêncio, a escuridão convertem-se na expressão
do desespero, da dor e do tédio que lhe consomem o espírito.
13 D
No Romantismo, a natureza além de ser uma extensão da
própria pátria, ou mesmo um lugar de refúgio onde se possa
alcançar a paz de espírito, converte-se, também, numa projeção
do eu lírico ou de seu estado emocional; o que pode ser
comprovado a partir da leitura de fragmentos do poema "Amemos
a dama negra", de Castro Alves: "Por que tardas, meu anjo! Oh!
vem comigo./ Serei teu, serás minha... É um doce abrigo/ a
tenda dos amores./ Longe a tormenta agita as penedias.../ Aqui,
ao som das errantes harmonias,/ se adormece entre flores.///
Quando a chuva atravessa o peregrino/ quando a rajada a
galopar sem tino/ açoita-lhe a face,/ e em meio à noite, em
cima dos rochedos/ rasga-se o coração, ferem-se os dedos,/ e a
dor cresce e renasce..." (A imagem: "...em cima dos rochedos,/
rasga-se o coração..." demarca bem a postura romântica: o
desvio para os rochedos e o desconforto são um modo de valorizar
o oposto - ou seja, o prazer amoroso cultivado na tranqüilidade
da vida doméstica.)
14 C
O eu lírico reconhece na aflição do canto da rola, envolto de saudades
e de melancolia, a profunda tristeza que lhe envolve a alma.
15 E
Estabelece-se uma distância espacial entre o eu lírico e a amada:
esta, "embalada pela maré", ou, "anjo", "entre nuvens d'alvorada",
não tornará possível um contato físico com aquele. Semelhante
postura encontra-se no poema "Idéias íntimas", de Álvares de
Azevedo: " Oh! Ter vinte anos sem gozar de leve/ a ventura de
uma alma de donzela!/ E sem na vida ter sentido nunca/ na
suave atração de um róseo corpo/ meus olhos turvos se fecharem
de gozo!"
16 C
A identificação entre a natureza e os estados d'alma, o
sofrimento dos amantes, separados por leis morais ou sociais,
o desprendimento dos bens materiais, o sentimento de solidão
são constantes da poesia e da prosa românticas. Tudo isso se
converte numa atitude de desengano, consoante os versos de
Junqueira Freire: "Mas eu não tive os dias de ventura/ dos
sonhos que sonhei:/mas eu não tive o plácido sossego/ que
tanto procurei.../// Tive as paixões que a solidão formava/
crescendo-me no peito./ Tive, em lugar de rosas que esperava,/
espinhos no meu leito".

6

17 Do Romantismo, os versos de Álvares de Azevedo apresentam o
individualismo ("meus"; "me"; "eu"); a idealização ("sonhos de
amor"); frustração e pessimismo ("Me abandonar tão cedo");
auto-ironia ("e eu acordava/ arquejando a beijar meu
travesseiro").
18 A
O que se constata pelo uso de “meus sonhos” e “Me abandonar
tão cedo”
19

C
A atmosfera é de pessimismo, desenvolvendo o tema da morte.

20

D
Nesse caso, o indígena constituia o herói brasileiro,
correspondente nosso aos cavaleiros medievais para os europeus.

21 E
Dentre os autores destacados, foi o único a desenvolver a temática
social.
22 A
O nacionalismo é a corrente de Gonçalves Dias; a timidez
amorosa se faz presente em Álvares de Azevedo; Castro Alves é
condoreiro.
23 C
O autor se enquadra na corrente “Mal-do-século”.
24 C
Ao “dormir” o eu lírico busca o mundo dos sonhos, fugindo,
assim, da realidade.
25 C
O amor impossível é temática recorrente em Álvares de Azevedo,
para quem a mulher habita o mundo do sonho.
26 A
É autor, por exemplo, do poema épico “Y-Juca Pirama” e da
“Canção de exílio”.
27 C
A natureza é vista como amiga do artista, lugar de cura física e
espiritual.
Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________

2006

Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

Literatura II

Inglês

1

D

2

D

3

D

4

B

5

A

6

C

7

B

8

E

9

B

10 E
Um dos procedimentos narrativos consiste em retomar, a partir
de um determinado momento, frases ou momentos do conto;
também é comum a presença de fatos extraordinários.
11 C
A introspecção se faz presente nos dois autores.
12 A
Há necrofia e assassinato em "A vinha dos esquecidos"; há muitas
mortes e agressões em "Dos valores do inimigo".

1

E
Skimming question. Para responder corretamente a esta questão,
o aluno deve perceber a intenção do texto como um todo. No
primeiro parágrafo, o autor coloca a importância de relaxar em
diversas situações nos três parágrafos finais, ou seja, na maior
parte do texto o autor enfatiza a importância de relaxar, o que se
constitui no assunto principal.

2

B
Vocabulary leisure time = free time.

3

4

13 C
Fundem-se a voz do narrador e os pensamentos da personagem.
14 A
O primeiro é um romance; o segundo, um livro de contos.
15 O fato de apresentar unidade dramática; tempo, espaço e
personagens reduzidos.
16 Porque estabelece fronteiras com o conto, o ensaio, a poesia, o
diário e o memorialismo.

19 B
Trabalha na fábrica de seu Leandro, e, através do apito, chama
os demais funcionários ao serviço.
20 C
Projetam-se emoções e sentimentos individuais.
21 C
Movimento que trouxe o modernismo para o Ceará.
22 D
São freqüentes as alusões aos bairros boêmios da cidade, como
a Praia de Iracema.
23 A
O tom poético resulta das metáforas surpreendentes.
24 D
A temática da morte, do silêncio e o gosto por atmosferas
soturnas.
Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________

C
Vocabulary avoid = escape = evitar = escapar.

5

A
Reference question. O aluno deve perceber a relação entre o
pronome e o seu referente na mesma linha.

6

A
Scanning question. A resposta pode ser encontrada no
3o parágrafo. O autor não menciona a opção B como forma de
relaxar.

7

17 Milton Dias e Caio Cid.
18 D
Investigam-se as tensões da alma, bem como são apontadas as
mazelas sociais.

B
Scanning question. A resposta pode ser encontrada no
4o parágrafo. O autor não menciona a opção B como forma
de relaxar.

C
Reference question. O aluno deve perceber a relação entre o
pronome e seu referente na linha 23.

8

C
Themselves é notadamente um pronome reflexivo por definição.

9

B
Trata-se do presente perfeito sem dúvida, pois temos o uso do
verbo auxiliar have, assim como do verbo no seu particípio
passado.

10 A
Skimming question. Para responder corretamente a esta questão,
o aluno deve perceber a intenção do texto como um todo.
11 A
Scanning question. A resposta pode ser encontrada nas linhas
11 e 12.
12 E
Scanning question. A resposta pode ser encontrada nas linhas
15 e 27.
13 B
Wipe out = destroy.
14 C
Neste caso, o termo deliver tem o mesmo significado ou força
elocucionária de save
save.
15 E
Reference question. O aluno deve perceber a relação entre o
pronome e o seu referente na mesma linha.
16 D
Reference question. O aluno deve perceber a relação entre o
pronome e o seu referente na linha anterior.
17 A
Fazendo uma análise padigmática das estruturas sintáticas, os
pronomes us e our relacionam-se ao pronome pessoal we
we.

______________________________________________________________________________________________________________

2006

7

Módulo
Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

18 E
Can = be able to.
19 B
Skimming question. Para responder corretamente a esta questão,
o aluno deve perceber a intenção do texto como um todo. Todo
o resto do texto destina-se a provar a assertiva inicial do autor.
20 D
Reference question. O aluno deve perceber a relação entre o
pronome e o seu referente na linha anterior.
21 D
O avanço das tecnologias de segurança fez com que os críticos
não falassem tanto.

Espanhol
1

C

2

E

3

B

4

D

5

E

6

A

7

A

8

C

9

E

10 A

11

D

12 B

13 E

14

A

15 B

16 D

17

D

18 B

22 A
O vocábulo "Power", nesse caso específico, só pode ser traduzido
como energia.

19 C
Basta observar o texto entre as linhas 17 e 18.

23 E
Todas as palavras da lista são adjetivos.

20 A
Basta observar o texto entre as linhas 26 a 29.

24 C
A opção correta é a C , posto que esta não fala de uma vantagem,
mas sim de uma desvantagem.
Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

21 B
Temos a informação que comprova esta questão entre as linhas
30 a 36.
22 E
Basta observar o conteúdo geral do texto.
23 B
Hélade é sinónimo de Grecia.
24 C
A palavra fe não pode ser acentuada por ser um monosílabo.

_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________

Anotações

____________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________

____________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________

8

2006

Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

História I
1

C
O historiador inglês Eric Hobsbawm nos mostra que a
complexidades das relações sociais é que modificam a sociedade
e não profecias. Daí porque a mudança nos faz compreender
melhor essa relação passado-presente.

2

D
Nos voltamos ao passado para fazer indagações sobre o presente,
para melhor compreendê-lo. As relações e representações sociais
são exclusivas de cada época, essa visão determinista e mecânica
não condiz com a história moderna.

3

4

5

6

7

A
O historiador Hobsbawm, faz uma reflexão tentando mostrar
que os níveis de conduta moral, ética e pública das sociedades
modernas não são tão divergentes das civilizações que se
encontravam no estágio da barbárie, como exemplo: os
atentados terroristas, os assassinatos que ferem o racionalismo,
a fome, a exploração – formas de barbárie com outras roupagens.
A
O socialismo marxista surgiu como forma de acabar a excessiva
exploração que sofriam os trabalhadores das indústrias. Para Marx,
os operários das indústrias eram a verdadeira classe revolucionária.
C
Já houve uma "época, que os cantores e compositores se
preocupavam em produzir letras de música que abordavam um
posicionamento histórico, como é o caso de Milton Nascimento
e Fernando Brandt. Se você observar, a letra traz três nomes
populares, gente do povo, como Maria, João e José que querem
apenas sobreviver e fazer coisas ligadas ao cotidiano.
D
Se você analisar, o grande poeta alemão Bertold Brecht chama
atenção dos leitores que atrás dos grandes feitos, das grandes
batalhas e monumentos que edificam a história, tinha a mão, a
participação dos soldados, dos operários, dos artesãos e outros
setores populares que a historiografia tradicional tratou de omitir,
só dando ênfase as classes dominantes, aos grandes heróis como
bem feitores da humanidade.
A) (V) nas comunidades primitivas não haviam classes sociais,
não haviam dominantes e dominados.
B) (V) só com a sedentarização do homem e com o surgimento
da agricultura que irá surgir as classes sociais e o Estado.
C) (F) o governo representa o interesse da classe que está no
poder, daí não haver incapacidade.
D) (V) as minorias que detêm o poder controlam a ideologia
para melhor manipular a sociedade.
E) (V) Marx dizia que toda sociedade trazia consigo o germe da
sua própria desintegração.

8

C
O surgimento das instituições, o surgimento da agricultura, da
domesticação de animais e da religião forma de fundamental
importância para a sobrevivência dos povos do neolítico.

9

D
Pelo que foi exposto na resposta da questão acima, dá para
perceber que essas características pertencem ao período neolítico
e não paleolítico.

10 A) (V) os nomos eram comunidades autônomas e autosuficientes que se fixaram ao longo do vale do Nilo,
formando o reino do alto e do baixo Egito.
B) (V) essas revoltas irão dar maior poder aos nomarcas
diminuindo o poder do faraó.
C) (F) realmente o período do Novo Império foi caracterizado pelo
militarismo e pela expansão imperialista do Egito. No entanto,
o florescimento literário aconteceu no Antigo Império.
2006

D) (V) como já foi dito acima, o Novo Império foi marcado
pela expansão imperialista do Egito que dominou a
Mesopotâmia e a Ásia.
11 A
O Estado egípcio era uma monarquia teocrática representada
pela figura do faraó, mas que tinha constantes conflitos com as
elites locais. Daí porque o poder do faraó não era estável.
12 D
A identificação do faraó como filho de deus reforçava a ideologia
religiosa e seu poder político.
13 D
Apesar do conhecimento e das invenções que são atribuídas aos
sumérios como: a escrita cuneiforme, os tijolos de barro, a primeira
forma de organização de parlamento, etc., não se constituíram
num governo democrático, até porque o poder era exercido por
um chefe absoluto.
14 C
De terem se sedentarizado nos vales férteis de rios, de se
constituírem em Estados burocráticos, de fazerem obras
hidráulicas, da produção de excedentes e da distinção social.
15 A) (F) cada cidade era governada por um patesi que tinha o
poder político, econômico e militar, no entanto é
importante notar que na Mesopotâmia chegou a existir
propriedade privada.
B) (V) com certeza, como foi dito acima cada cidade possuía o
seu patesi que era represetante do deus local.
C) (V) Zigurate ou Ziggurats eram observatórios astronômicos
que representavam o poder ideológico e o poder da
cidade.
D) (F) como já foi dito, a Mesopotâmia chegou a existir
propriedade privada. Os camponeses tinham o usufruto
da terra e pagavam impostos ao Estado.
E) (V) os templos e construções como Zigurates representavam o
poder do patesi e da cidade.
16 E
O apogeu do Império persa ocorreu no governo de Dário I
quando conseguiu dividir um império em 30 satrápias ligando
cada uma delas com um sistema de estradas e correios, além de
fazer uma moeda para melhorar as transações comerciais.
17 B
Como foi comentado na questão acima, os persas possuíam
moeda e um rico império que impressionou o próprio Alexandre
da Macedônia quando o conquistou.
18 A) (F) depois que os persas migraram do Sul da Rússia e se
fixaram no Planalto Iraniano, inicialmente os medos
subjugaram os persas
B) (F) quem foi derrotado na Batalha de Maratona foi o próprio
Dário e não Ciro.
C) (F) quem se rebela e conquista os medos foi o rei dos persas
Ciro e não Dário.
D) (V) Xerxes foi derrotado na Batalha de Salamina pelos gregos.
E) (V) quando os persas eram governados por Dário III,
Alexandre, o grande dominou os persas.
19 D
O historiador tem que fazer uma análise crítica, levantar dados
e fatos para uma melhor compreensão e explicação da História.
20 B
Para Marx, só a luta armada feita pelo proletariado acabaria
com a exploração imposta pela burguesia. Só assim, seriam
abolidos os antagonismos de classes.
21 D
Os adversários da tória cultural marxista alegam que a teoria
marxista é reduzida, na medida que a atividade cultural seria
9

Módulo
Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções
um mero reflexo das relações socioeconômicas, enquanto para
outros essa idéia de “determinismo” uma adaptação errônea
das teses marxistas. De qualquer modo, para alguns historiadores
modernos, os artistas em determinadas condições produzem arte
sem estar diretamente ligada ao econômico.

História II
1

E
A partir do século XI, já no contexto da Baixa Idade Média, a
Europa Ocidental começou a viver intensas transformações, como
a Revolução Agrícola, que possibilitou a produção de excedentes
passíveis de trocas, viabilizando o renascimento comercial,
acompanhado do renascimento urbano. Formaram-se os burgos,
que logo trataram de buscar a sua emancipação por meio dos
Movimentos Comunais (séc. XI - XIII). Foi época também das
Cruzadas. Todas essas transformações contribuíram para formação
das Monarquias Nacionais, na fase final do período.

2

B
A Península Ibérica teve um desenvolvimento diferenciado do
restante da Europa Ocidental, em virtude da presença dos
mouros, que chegaram à região no contexto da expansão
muçulmana. A região adquiriu um perfil urbano e comercial
distinto do restante da Europa. O intercâmbio com o Oriente
colaboraria, inclusive, para o pioneirismo da região na expansão
marítima, que só foi possível após a expulsão dos mouros, no
que consistiu a Guerra de Reconquista.

3

C
As corporações de ofício reuniam os trabalhadores por
especialidade, estabelecendo para seus membros a exclusividade
de produção e padrões, de modo a garantir a qualidade dos
produtos, além de procurar evitar a concorrência dentro do burgo.

4

C
A questão analisa o processo de formação dos Estados Nacionais
modernos, especificamente, no tocante ao papel desempenhado
pela nobreza, que soube ceder alguns poderes de modo a manter
outros. A superioridade das Monarquias sobre senhores feudais
acentuou-se: os castelos feudais deixaram de ser invulneráveis
devido ao desenvolvimento da artilharia; a criação de exércitos
profissionais, convertidos em poderosos sustentáculos das
monarquias, libertaram-nas da até então imprescindível ajuda
da nobreza feudal, cuja principal instituição militar - a cavalaria
- tornou-se inútil diante da infantaria com seus arcabuzes e
mosquetes. Com isso, pode-se perceber o caráter político feudal
presente na formação dos Estados Nacionais.

5

E
A Idade Moderna (séc. XV-XVIII) foi um importante período de
transição, que preservou muitas marcas medievais, como a
presença da nobreza próxima ao poder; entretanto, dessa vez, a
nobreza teve que se adaptar ao novo modelo político, por meio
do qual o Rei, representando o Estado, voltava a ser soberano.

6

C
No processo de formação da Espanha, ocorrido ao longo da
Idade Média, é fundamental destacarmos dois eventos
interligados: o domínio muçulmano e a Reconquista, que foi a
luta empreendida pelos cristãos ibéricos para retomar a Península
Ibérica aos muçulmanos.
A Revolução de Avis (1383-1385) levou ao poder D. João I, fundador
da dinastia de Avis, reafirmando a independência do Reino português
e frustrando a solução antinacional e feudal defendida pela maioria
da nobreza e do clero, interessados na união com Castela, pois
ficariam submetidos à autoridade de um rei distante.
A Guerra dos Cem Anos (1337-1453), que foi marcada por
disputas territoriais entre Inglaterra e França, e a Guerra das
Duas Rosas (1455 -1485), que foi uma disputa puramente
aristocrática, opondo-se Lancaster (rosa vermelha) e York (rosa
branca), enfraqueceram a nobreza tanto da Inglaterra quanto
da França, facilitando a consolidação das Monarquias Nacionais.

7

E
O processo de expansão marítima, entre os século XV e XVI, foi
regido pelos países ibéricos, pioneiramente por Portugal, que

22 C
O aprendizado de História não se faz apenas com livros didáticos
e com aulas tradicionais, mas no cotidiano e o historiador tem
que estar atento ao que se passa ao seu redor e tem que ter uma
atitude crítica para uma maior conscientização da sociedade
em que vive.
23 C
O texto refere-se às instituições políticas gregas que, de uma
maneira geral, não possuem paralelo com as civilizações que a
precederam ou mesmo com muitas delas que foram suas
contemporâneas.
24 D
O rei Hamurábi foi responsável pela unificação dos sumérios e
acádios e pela elaboração de um dos primeiros códigos de leis
escritas: o Código de Hamurábi. Baseava-se na chamada Lei de
Talião (olho por olho, dente por dente).
As camadas mais altas na hierarquia social eram formadas
pelos reis e seus familiares, a nobreza fundiária, os sacerdotes e
os ricos mercadores. Na base da sociedade viviam os camponeses
e os escravos.

Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________

10

2006

Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções
pretendia superar o controle que as repúblicas mercantis italianas
exerciam sobre o comércio de especiarias, bastante lucrativo à época.
Com esse intuito, Vasco da Gama, em 1498, conseguiu chegar à
Índia, por meio do périplo africano, circunavegando a África.

representante era Tomás de Aquino. Os humanistas identificavam
o período medieval como tendo sido a Idade das Trevas, que
estava sendo superada agora pela cultura renascentista, inspirada
em valores culturais da Antigüidade.

8

B
Por meio da Expansão Marítima dos séculos XV e XVI, regida por
Portugal e Espanha, houve o declínio das atividades comerciais no
Mediterrâneo, que eram controladas pelas repúblicas mercantis italianas,
promovendo a mudança do eixo econômico para o Atlântico,
permitindo que Lusitânia e Andaluzia se tornassem o centro do mundo.

9

A
Portugueses e espanhóis, espalhados pelo Atlântico, detinham
o monopólio das expedições oceânicas, sendo seguidos por
outras nações a partir do século XVI, especialmente Inglaterra e
França; no entanto, os dois reinos ibéricos já haviam decidido a
partilha do mundo, antes mesmo que outras nações começassem
a se aventurar nos novos territórios: em 1493, era editada a Bula
Intercoetera, substituída no ano seguinte pelo Tratado de
Tordesilhas, que estipulava que todas as terras situadas a oeste
do meridiano de Tordesilhas, que, por sua vez, situava-se a 370
léguas a oeste do arquipélago de Cabo Verde, pertenceriam à
Espanha, enquanto as terras situadas a leste seriam portuguesas.

16 B
A Reforma Religiosa decorreu do somatório de fatores políticos,
econômicos, sociais, ideológicos, dentre outros; entretanto, a
motivação imediata foi a crise moral por que a Igreja Católica
passava. Era evidente o desprestígio do Papado em conseqüência
do comportamento escandaloso de pontífices, como Alexandre
VI, além de problemas como o Cisma do Ocidente, quando
coexistiram três Papas. Apegada a bens materiais, a Igreja recorria
a práticas abusivas, como o dízimo e a simonia (tráfico de
coisas religiosas), envolvendo a venda de relíquias e de
indulgências (perdão para as penas de um pecado).

10 A
O mercantilismo foi uma política de nacionalismo econômico
e ligou-se inteiramente ao surgimento do Estado Nacional
Moderno e ao fortalecimento do poder real, apresentando
variações significativas de um Estado para o outro. O
mercantilismo se fundamentava no metalismo, buscava a
manutenção da balança comercial favorável através do
desenvolvimento do comércio internacional, estabelecia um
modelo de Estado intervencionista e protecionista. Esse modelo
seria contestado pelos teóricos do liberalismo econômico.
11 B
A Idade Moderna – século XV a XVIII – é tida como uma fase de
transição do Feudalismo para o Capitalismo industrial, reunindo
resquícios medievais com prenúncios contemporâneos. O mercantilismo
se apresenta como o modelo econômico dessa transição, reunindo
objetivos no sentido de fortalecer o Estado Nacional.
12 B
O Estado português estabeleceu um modelo colonial de
exploração na América, por meio de um Pacto Colonial,
submetendo as colônias aos interesses da metrópole. O sistema
de plantation era a referência: grandes unidades produtivas
de exportação, monopólio e escravidão.
13 A
O Renascimento Cultural foi, em linhas gerais, a expressão do
movimento humanista nas Artes, Letras, Filosofia, Música e
Ciência, que teve, em suma, suas maiores manifestações de
1490 a 1560, sem se prender a esses limites. No tocante ao
Renascimento na Inglaterra, deve-se destacar Thomas Morus,
que em sua obra Utopia descreve uma comunidade perfeita,
tolerante, erguida em bases essencialmente racionais, que
condena a cobiça e o desejo pelo poder.
14 A
A questão traça um paralelo entre os modelos de arquitetura do
Período Medieval, da Antigüidade e do Renascimento. Durante
a Idade Média, era dominante a idéia de que Deus deveria ser o
centro das discussões – o Teocentrismo, dando sustentáculo ao
domínio da Igreja Católica sobre a sociedade; no início da Era
Moderna, o Renascimento Cultural resgatou a figura humana,
proclamando o antropocentrismo.
15 B
Os humanistas dirigiam suas críticas ao modelo cultural
dominado pela Igreja Católica, durante a Idade Média. O alvo
principal dessas críticas era a filosofia escolástica, cujo principal

2006

17 B
O calvinismo veio para consolidar e revigorar o movimento
reformista, refletindo o espírito leigo, místico e individualista do
seu criador, trazendo concepções que vieram ao encontro dos
anseios da burguesia. Os fundamentos encontravam-se no
princípio da predestinação absoluta, segundo o qual todos os
homens estavam sujeitos à vontade de Deus, mas apenas alguns
estariam destinados à salvação eterna. O sinal da graça estaria
em uma vida plena de virtudes, dentre as quais o trabalho
diligente, a sobriedade, a ordem e a contenção nos gastos,
características individuais necessárias às práticas comerciais.
18 B
A Reforma Religiosa foi fruto de uma multiplicidade de fatores
políticos – oposição dos reis ao supranacionalismo papal –,
econômicos – interesses da nobreza pelas terras da Igreja e da
burguesia na extinção da doutrina do "justo preço"–, e intelectuais
- ação do humanismo na sua crítica à Igreja. A Reforma
condenava a hierarquia eclesiástica e o culto aos santos. A
Reforma não foi uma reação às deliberações do Concílio de
Trento, e sim o contrário.
19 B
O movimento renascentista, ocorrido durante a transição da
Baixa Idade Média e o início da Idade Moderna, aconteceu
fruto do desenvolvimento do comércio, do crescimento das
cidades, da ascensão da burguesia. As transformações
socioeconômicas vinculam-se à mudança da maneira de
pensar, de como se vê o mundo.
Os valores medievais, que expressavam a hegemonia ideológica
da Igreja Católica, foram, gradativamente, sendo substituidas
pelas concepções burguesas da vida. O Renascimento não se
caracterizava por uma volta ao passado, mas pela instituição
de uma nova ótica sobre o mundo, baseada no racionalismo,
no individualismo, no antropocentrismo.
20 D
A Reforma Religiosa, posteriormente denominada de Protestante,
foi uma conseqüência das transformações econômicas, sociais,
políticas e ideológicas ocorridas no início dos tempos modernos.
Ela não teve uma homogeneidade de pensamento e de ação e
se expandiu em diversos países europeus conforme suas
particularidades locais. O choque o poder nacional, exercido
pelos reis, e o poder universal, identificado na figura do papa, o
interesse da burguesia em combater a idéia de que era usura
cobrar juros e obter lucros no comércio, foram fatores que
contribuíram para a eclosão do movimento reformista.
21 A
As corporações de ofícios procuravam unir os artesãos medievais
dentro de uma estrutura hierarquizada com o objetivo de
exercerem o controle sobre os preços dos produtos evitando sua
queda em função da redução da oferta, controlar também os
salários e imperdir que a concorrência pudesse afetar a atividade
artesanal.

11

Módulo
Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

22 B
O termo Renascimento foi usado para identificar o movimento de
valorização da cultura clássica greco-romana, associada ao
humanismo, ao antropocentrismo, que se opôs ao teocentrismo,
ao hedonismo em substituição ao ascetismo medieval. Para esse
movimento exercer um brilho especial nas artes destacaram-se os
“mecenas” que financiavam os artistas de sua época e lugar.
23 E
O feudalismo foi um sistema socioeconômico e político típico da
Europa Ocidental, cujo apogeu ocorreu durante a Idade Média.
A economia era predominantemente agrária, a sociedade rural e
estamental privilegiava ao clero e nobreza que exploravam o
trabalho servil, obrigando os camponeses a pagarem determinadas
taxas para manter o sustento dos segmentos exploradores. A corvéia
por exemplo, consistia na obrigação do servo trabalhar três dias,
sem receber remuneração, no manso senhorial.
24 D
O absolutismo monárquico caracterizou-se pela centralização
política-administrativa nas mãos dos reis, cuja vontade era
transformada em lei. A formação de um exércio nacional
profissional permanente representava o poder coercitivo do
Estado. Vários intelectuais procuraram justificar o poder do rei,
com destaque para Maquiavel, Thomas Hobbes, Jacques Bossuet
e Jean Bodin, usando argumentos que se baseavam num contrato
social, com base no qual os governados apoiavam a autoridade
do governante, ou utilizavam a ideologia religiosa para identificar
o poder do rei com a vontade de Deus, em função disso opor-se
ao rei representava contrariar a Deus.

História III
1

A
As outras potências européias de então, particularmente a França,
não aceitaram os termos do chamado Tratado de Tordesilhas,
que dividia as terras descobertas e ainda por descobrir entre
países ibéricos (portugueses e espanhóis).

2

D
A Revolução de Avis e os seus desdobramentos, criaram as condições para
a formação de Portugal como o primeiro Estado moderno da Europa,
possibilitando a centralização política e o início de grandes navegações.

3

E
A América Portuguesa integrou o Antigo Sistema Colonial da
época mercantilista, e enquanto colônia devia complementar a
economia da metrópole, assegurando o pacto colonial.

4

A
Enquanto o europeu colonizador tinha seu mundo do trabalho
associado a atividades predominantemente sedentárias, como
por exemplo a agricultura, o mundo do trabalho indígena era
bastante diferente, associado a atividades itinerantes, como a
caça, a pesca e a coleta tendo uma orientação subsistencial.

5

C
Os elementos para a pesquisa fornecidos pela arte rupestre podem
permitir estudos analíticos sobre a vida material e espiritual, sim;
no entanto, são insuficientes para explicar a exata significação da
arte rupestre.

6

A
A resistência indígena no Ceará caracterizou-se como uma
tentativa de impedir a invasão de suas terras pelos colonizadores
portugueses.

7

C
As determinações de D. João III a Tomé de Sousa, em 1549,
referem-se à criação do Governo Geral, criado para prestar ajuda
às capitanias, ampliar a colonização e organizar de forma mais
eficiente a defesa do território, diminuindo o poder dos
donatários.

8

A
A pecuária diferentemente de outras atividades econômicas da
colônia, possibilitou uma significativa utilização de mão-deobra livre ao lado da mão-de-obra escrava, não constituindo
uma atividade voltada para o mercado externo.

9

B
A região Norte e a região vicentina, no Período Colonial, de
uma certa maneira, ficaram fora do circuito de
complementaridade Metrópole-Colônia. Eram mais pobres,
utilizavam indígenas como mão-de-obra escrava e, por
decorrência, as populações locais tiveram maiores conflitos com
os jesuítas que eram contrários à escravização indígena.

Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________

12

10 B
Naquele período, a região era periférica em relação à economia
complementar da Metrópole, centrada no Nordeste açucareiro.
Nesse sentido, as dificuldades econômicas dos paulistas para
comprar escravos africanos levou à valorização da mão-deobra indígena como escravos, incentivando as atividades de
apresamento por parte dos bandeirantes.
11 E
Domingos Jorge Velho foi um dos expoentes das atividades de
apresamento de indígenas que passaram a ser utilizados nas
lavouras diante da escassez da mão-de-obra escrava africana.
12 E
O movimento bandeirante caracteriza-se por ser um instrumento
de penetração no interior ultrapassando a demarcação de

2006

Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções
Tordesilhas. Estas expedições estiveram associadas ao
apresamento de indígenas, à mineração e combateram também
escravos fugitivos.

procuraram de várias formas conhecer as culturas indígenas
como forma de transmitir e consolidar a fé católica entre
aqueles povos.

13 E
No intervalo dos séculos XVII-XVIII, os lusos ocuparam parte do
vale Amazônico, destacando-se a exploração econômica da
região por intermédio das entradas e missões jesuíticas, que
adquiriam dos indígenas as chamadas drogas do sertão ou
"especiarias do Brasil".

23 E
Quando comparada à açucareira, a economia mineradora
possibilitava a existência de pequenas e médias empresas, já
que exigia um baixo investimento inicial. Esse aspecto, por sua
vez, permitiu uma maior distribuição da renda e maior
mobilidade social.

14 D
As ações de apresamento de indígenas, de rebanhos livres e de
escravos fugitivos constituíram-se em fatores importantes de
penetração no interior da Colônia que resultaram na
ultrapassagem do meridiano de Tordesilhas sendo este papel
executado.

24 A
Considera-se que o tráfico de escravos constituiu-se como um
dos fatores importantes de acumulação de capitais no contexto
da história do Antigo Sistema Colonial da época mercantilista.

15 D
A expansão pelo interior foi em parte resultado da trajetória
descrita pelos rebanhos, desbravando o interior e seguindo o
curso dos rios e formando as fazendas de cria, como também da
atividade mineira que se deslocava para as jazidas desbravando
o interior, gerando o aparecimento de novas cidades.

Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

16 E
A tônica das Sociedades Libertadoras, e mesmo de certos segmentos
do governo brasileiro, era o fim da instituição escravista. A integração
do negro liberto na sociedade branca foi permeada por mecanismos
de controle social, aos quais estava sujeito todo trabalhador pobre
livre: o não acesso à terra, sob o controle dos latifundiários, e a
marca do preconceito, constituído a partir do referencial de cativo
e da inferioridade étnica. Ver a obra de Florestan Fernandes, Octávio
lanni, Roger Bastide, Clóvis Moura, entre outros.

____________________________________________________________________________________________________________

17 C
As missões foram utilizadas pelos jesuítas para a aculturação.
Nas missões os índios aprendiam a doutrina católica e os
costumes da cultura européia.
As missões jesuíticas eram o alvo predileto do ataque de colonos,
pois aí encontravam o índio ladino.

_____________________________________________________________________________________________________________

18 B
O tráfico de escravos teve um papel significativo no processo de
acumulação de capitais no período que antecede a Revolução
Industrial na Inglaterra.

________________________________________________________________________________________________________________

19 B
As informações disponíveis sobre a Pré-História do Brasil são
fragmentadas e, no estágio atual dos conhecimentos, não é
possível um relato mais rigoroso. Todavia, há vestígios de grupos
humanos encontrados na região do atual Estado do Piauí.
20 B
Ainda que até o século XVIII o Brasil fosse predominantemente
rural e agrário, já existiam núcleos urbanos.
Lugar de contato comercial entre a Colônia e a Metrópole, o
litoral foi ocupado por algumas pequenas cidades,
principalmente no Nordeste açucareiro.
Sertão adentro, os núcleos urbanos eram ainda menores. Eram
vilas e arraiais surgidos de pousos das expedições bandeirantes,
de aldeias indígenas, ou mesmo de assentamentos missionários.
21 C
De uma maneira geral, nas primeiras décadas do século XVI os
portugueses estavam mais interessados no comércio com as
Índias no Oriente. Entretanto, um conjunto de fatores levou ao
início da ocupação do Brasil a partir de 1532 (São Vicente,
primeira vila brasileira). Entre estes fatores destaca-se a cobiça
estrangeira – ingleses, franceses, espanhóis – na costa brasileira.
22 A
A Companhia de Jesus teve um papel de destaque no processo
de catequização dos povos indígenas da América. Para tanto,

2006

_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________

13

Módulo
Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

História IV
1

2

3

D
A Constituição republicana de 1891 estabeleceu, entre outros
aspectos, o federalismo, garantindo aos estados bastante
autonomia em relação ao governo central.
C
A II Revolta da Armada pretendia a deposição de Floriano Peixoto,
que negava-se de realizar o cumprimento da Constituição de
1891 decretando novas eleições diante da renúncia de Deodoro
da Fonseca.
B
Após a Guerra do Paraguai, o Exército ganha consistência, e o
positivismo, filosofia francesa de Auguste Comte divulgada na
Escola Militar por Benjamin Constant, compõe o quadro de
enfraquecimento do Império na chamada Questão Militar, que
entre outros aspectos levaria à proclamação da República.

4

A
Canudos exemplo de uma fazenda coletiva, ameaçava a ordem
oligárquica em questão na república velha, sendo combatida
pelo Estado, Igreja e exército.

5

C
As negociações do funding loan envolveram, entre outros
aspectos, uma moratória, um novo empréstimo e a adoção de
uma política econômica deflacionária.

6

A
A política dos governadores era baseada na troca de favores
entre o executivo federal e o estadual, os governadores elegiam
deputados e senadores que apoiassem o presidente e este em
troca enviava verbas para os Estados e impedia que as oposições
chegassem ao poder.

7

E
Esta resposta está correta, pois, de fato, Canudos tornou-se um
símbolo histórico do que continua a ocorrer no presente.

8

C
O coronelismo constituía-se na prática como sistema de
dominação local, onde uma liderança econômica através da
troca de favores assegurava seus interesses políticos sobre uma
massa de eleitores (curral eleitoral).

9

D
A Revolta da Vacina era, entre outros aspectos, contrária à
obrigatoriedade da vacina, que tinha sido proposta pelo médico
sanitarista Osvaldo Cruz com a finalidade de debelar o surto de
febre amarela no Rio de Janeiro.

10 B
Diante das precárias condições de trabalho os operários
articulavam movimentos grevistas, reivindicando direitos
trabalhistas.
11 E
As reformas urbanas do início do século estão associadas, entre
outros aspectos, a um processo incipiente de industrialização
que estava ocorrendo especialmente no Sudeste.
12 B
De uma maneira geral, o chamado tenentismo definia-se como
um movimento de crítica aos costumes políticos da República
Velha. Pregava a moralização dos costumes políticos e o voto
secreto.
13 E
O cangaço - como também os movimentos sociais de caráter
messiânico - expressam, de uma maneira geral, as difíceis condições

14

e sobretudo desníveis econômicos, sociais e políticos das regiões
onde emergem. Por envolver formas variadas de controle social,
prestam-se a ser instrumentalizados ora como forma de resistência
social, ora como forma de preservação da ordem estabelecida.
14 D
O texto expressa o pensamento anarquista que questiona, dentre
outras coisas, o Exército, a religião, a Igreja e, citando Proudhon,
entende a "propriedade privada como um roubo".
15 A
O quadriênio que corresponde ao governo Artur Bernardes (19221926) foi caracterizado por graves crises políticas dentre as quais
se destacam as revoltas tenentistas que pugnavam pela
moralização dos costumes políticos no país (Revolução de 1924,
São Paulo; Coluna Prestes-Miguel Costa).
16 A
O anarquismo se expandiu em diversos países como uma reação
à exploração capitalista. Para os seus adeptos, a eliminação de
qualquer forma de governo seria a solução.
17 B
Os museus fundados por Chateaubriand e Matarazzo Sobrinho
ajudaram a desenvolver o gosto pelas artes, visto que colocaram
o público brasileiro em contato com obras de artistas nacionais
e internacionais de grande expressão, como Pablo Picasso, Alfredo
Volpi, Paul Klee e Di Cavalcanti, entre outros.
18 A
Os anos 20 caracterizaram-se, entre outros aspectos, por
importantes mudanças, especialmente nos planos econômico e
político. Destacam-se, nesse contexto, o processo de
industrialização, a urbanização, a intensificação do movimento
operário e as revoltas tenentistas que culminaram com a
chamada Revolução de 1930.
19 C
No decorrer do século XIX era muito difundida a idéia de associar
“progresso” à “Eugenia” (“raça pura”). Assim, segundo essas
idéias as sociedades mestiças como a brasileira estavam
“condenadas ao atraso”. Portanto, era necessária a entrada de
“brancos” para “embranquecer” a sociedade.
20 A
Segundo o regime de parceria, o produto do trabalho era dividido
entre o fazendeiro e o trabalhador. Com o tempo, esse regime
tranformou-se em uma escravidão disfarçada, levando à
substituição desse sistema pelo trabalho assalariado.
21 B
A charge mostra um escravo incorporado ao Exército e ao mesmo
tempo um escravo sendo punido de forma violenta, o que
expressa de uma certa forma uma condenação à escravidão.
22 A
O texto de Teixeira Mendes foi produzido durante a ascensão do
movimento republicano no Brasil. Para muitos republicanos, a
decadência do Império abria uma nova era, mas com a preservação
de tradições que serviam à valorização da nacionalidade brasileira.
23 D
O texto faz referência aos efeitos da reforma financeira (1890) realizada
pelo ministro da Fazenda, Rui Barbosa, durante o primeiro governo
provisório da República, que ficou conhecido como Encilhamento.
Ocorreu uma facilitação do crédito, especulação financeira e por
fim um grave processo inflacionário e crise econômica-financeira.
24 C
A Ação Integralista Brasileira (AIB) teve no intelecta Plínio Salgado o
seu principal líder. Inspirados nas idéias fascistas, os “camisas-verdes”
tinham como idéias centrais a defesa de um nacionalismo extremado,
do anticomunismo radical, do autoritarismo, do culto ao chefe, da
estrutura corporativa e de um regime antidemocrático e antiliberal.

2006

Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

Geografia I
1

2

A
O item II está incorreto porque a latitude é apenas um dos
elementos climáticos, o relevo é outro, assim como as massa de
ar etc., nesse mesmo raciocínio, podemos explicar a incoerência
da afirmativa III.
E
De acordo com as coordenadas apenas a letra E estaria coerente,
pois o ponto encontra-se no hemisfério sul, o ponto 2 não é um
ponto oposto, ou seja, antípoda do ponto 1. O Brasil é um país
ocidental, logo não está representado pelo ponto 1.

3

E
A letra A está incorreta porque a antípoda de longitude de 0º
(Greenwich) é 180º.

4

B
A diferença de horas entre as regiões é estudada com base nos
meridianos. Cada fuso equivale a 15º ou 1 hora. Fortaleza
corresponde ao horário oficial do Brasil, pois está no fuso de 45º
W. As horas aumentam sempre que caminharmos no sentido
leste.

5

E
Cidades localizadas em hemisférios diferentes, somam-se os fusos
e os resultados devem ser dividido por 15º, ex.: (30º + 90º =
120º/15º – obtemos 8 horas que é a diferença de horário entre as
cidades. Como o horário procurado fica à leste do que temos,
então somamos a diferença de horas (08 + 06 = 14).

6

E
Fernando de Noronha fica 1 hora adiantada de Fortaleza, logo
os relógios deverão marcar 19h.

7

Objetivando sucesso nas investidas militares os generais,
estudavam com afinco os territórios a serem invadidos, seu relevo,
seu clima, sua hidrografia. Era necessário conhecer bem o espaço,
a natureza reinante. E construir mapas para planejar a melhor
estratégia militar, por terra, pelo mar ou ainda pelo ar.

8

9

A
O mapa é um instrumento que serve aos propósitos de muitos
profissionais. Atendeu por muitos anos às elites e ainda
contribuem com a eficiência dos ataques.
B
A letra B corresponde aos temas citados pelo comando da
questão.

10 Escalas grandes possibilitam uma visão dos detalhes do espaço
registrado, (1:20.000). As escalas pequenas permitem registrar
áreas de grande extensão como o planeta por inteiro,
(1:5.000.000).
11 E
Os mapas geológicos retratam a natureza das rochas. Quando
as curvas de nível estão muito próximas, elas estão indicando
formas íngremes de relevo. A legenda serve para entendermos as
formas representadas por qualquer tema que o mapa registre.
Todos os fusos brasileiros são oficiais.
12 B
Como se trata de uma área quadrada de 7 cm de lado, então
procederemos assim:
1 cm — 25 km2
49 cm — X
Logo (X = 1.225 km2)

2006

13 C
O item III está incorreto porque toda e qualquer projeção apresenta
algum tipo de distorção cartográfica. Já a projeção II só possibilita
representar parcialmente o globo terrestre.
14 D
O mapa está invertido não é sinal de incoerência, pois no
universo não é correto usarmos as expressões em cima e em
baixo. Portanto, o mapa embora apresente tamanho proporcional
verdadeiro para os continentes traz uma distorção que é do tipo
da projeção usada.
15 C
Este é o item incorreto porque afirma que a projeção cilíndrica
(apresenta grandes distorções) retrata com fidelidade regiões
que nem aparecem no mapa quando são elaborados por esta
projeção.
16 E
5 cm — 250 km
1 cm — X,

250
5
ou seja, X = 50 km
5.000.000, 1:5.000.000
logo X =

17 A
Como o comando da questão propõe a intersecção das linhas,
ou seja, o encontro das linhas em algum ponto do planisfério,
então podemos afirmar que se trata de uma localização
geográfica.
18 C
Todo mapa pressupõe algum tipo de distorção, seja em escala
grande ou pequena o mais comum nas cotas altimétricas presentes
nas curvas de nível é elas aumentarem da periferia em direção ao
centro, casos especiais como a retratação de depressões é que as
cotas tendem a diminuir para o centro das curvas.
19 A
A localização de qualquer ponto da superfície terrestre se dá
pelo sistema de coordenadas geográficas. Os paralelos (latitude)
e os meridianos (longitude).
20 C
Tendo em vista o número do denominador das escalas
apresentadas, concluímos que o mapa A
A, por ter um denominador
menor, apresenta mais detalhes.
21 B
A afirmativa 1 está incorreta pois o Equador é base para a
definição da latitude. A afirmativa 4 também está incorreta
pois o Brasil encontra-se 30oW de Greenwich no seu ponto mais
oriental.
22 E
45oE → 3H
75oW = ?
+45oE
120o 15o
8H

90oE = ?
– 45oE
45o

15o
3

75oW → Sentido W
–8:00
(03:00) Novo horário: 19:00 do dia anterior
90oE → Sentido E
+3:00
(03:00) Novo horário: 06:00 do mesmo dia.

15

Módulo
Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções

23 A
Mesmo raciocínio da questão 19 e da questão 20
20.
24 C
Apenas a afirmativa 2 está incorreta. Em grande escalas há
maior riqueza de detalhes e menor índice de distorções
cartográficas.

Geografia II
1

F, F, V, F, F, V
Sabemos que a regionalização de um espaço qualquer pode ser
feita baseada em vários fatores: físicos-naturais, econômicos,
administrativos, geopolíticos etc. Porém, a questão trata de um
zoneamento, estritamento natural, daí os itens (3) e (6) serem os
únicos verdadeiros.

2

A
Desde o começo do século XX não havia nenhuma nação que se
declarasse “socialista” e que tivesse uma economia planificada.
A primeira a fazê-lo tal denominação foi a Rússia em (1917).
Logo em seguida o domínio Russo se estendeu e forma-se em
(1922) a chamada URSS. A partir de 1980, porém uma profunda
crise atinge esse modelo de economia e de vida política. Já em
1990 praticamente todas essas nações vêm procurando eliminar
ou limitar essa forma de mercado procurando substituir por um
mecanismo de mercado. Atualmente o mundo se fundamenta
entre o contraste do Norte (rico) e do Sul (pobre).

3

D
“F. Ratzel encarou o homem como uma espécie animal e não
como um elemento social. O progresso ou decadência de um
estado depende de sua capacidade de expressão. Daí se
desenvolveria a idéia de espaço vital. (Andrade: 1987).

4

C
A Urbanização do fim do século XX foi marcada por profundas diferenças
e na estruturação dos espaços mundiais a internacionalização da
economia fez surgir as chamadas cidades globais.
A noção de cidade global não envolve número de habitantes,
mas leva em conta a economia, serviços, a rede financeira, as
telecomunicações, as empresas e os conhecimentos que além de
ligar essas cidades à economia mundial tornam-as dependentes
dessa economia. O número de cidades globais varia de 31 a 55.
Em todas as listas estão: Tóquio, Londres, Nova York. Algumas
listas: São Paulo, Cidade do México, Cingapura etc.

5

B
Dentre os aspectos ligados a geografia física ou natural podemos
afirmar que os elementos da 1a natureza se interligam dentro de
uma esfera complexa e harmônica.

6

B
O espaço geografico é também denominado de 2a natureza, ou
seja, é o espaço trabalhado e transformado pelo homem ao
longo do tempo-histórico. Portanto, o espaço geográfíco é a
base social de um estado.

7

C
Tratando-se de mapeamento geografico, hoje a cartografia dispõe
das mais modernas técnicas de mapeamento, através do
chamado sensoriamento remoto sendo utilizado imagens de
satélites, radares, computadores, GPS, geoprocessamento etc.

8

D
Trata de alguns aspectos da globalização da economia. Está
correta a alternativa D que corresponde às afirmativas I e III. O
processo de globalização propiciou o fim das barreiras comerciais
e a ampliação dos investimentos das empresas a nível mundial,
através de alianças entre empresas e bloco de países, para a
abertura de novos mercados. O desenvolvimento tecnológico
mudou a estrutura dos sistemas produtivos, mais profundamente
modificados pela descoberta e utilização da informática. A
modernização das comunicações, além de integrar países e
empresas, tornou os investimentos financeiros instantâneos.

9

B
Trata de alguns aspectos da globalização da economia. Está
correta a alternativa B que corresponde às afirmativas I e III. O

Anotações
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________

16

2006

Módulo Especial
Especial de Exercícios
Exercícios – Resoluções
Resoluções
processo de globalização propiciou o fim das barreiras comerciais
e a ampliação dos investimentos das empresas a nível mundial,
através de alianças entre empresas e bloco de países, para a
abertura de novos mercados. O desenvolvimento tecnológico
mudou a estrutura dos sistemas produtivos, mais profundamente
modificados pela descoberta e utilização da informática. A
modernização das comunicações, além de integrar países e
empresas, tornou os investimentos financeiros instantâneos.
10 D
As mudanças geopolíticas na estrutura mundial a partir dos
anos 90, são visíveis, podemos mencionar a tendência cada vez
mais forte do comércio internacional e na globalização: a criação
de mercados comuns entre grupos de nações e o aumento das
disparidades sociais marcam essa chamada “nova era”.
11 A
A SUDENE foi criada em 1959 e foi o primeiro organismo
brasileiro de organização das grandes regiões. Sua área de
influência atinge todo o Nordeste e o Norte de Minas Gerais.
Sua finalidade básica é o desenvolvimento da região citada.
12 C
A periferia privilegiada é formada pelos países mais ricos do Sul,
já a periferia intermediária apresenta uma sensível melhora
econômica. A periferia periférica é constituída pelas nações mais
pobres. Ver Aula 3.
13 D
A região norte-noroeste da África, possui clima mediterrâneo e
um índice pluviométrico muito acima da média africana por
conta da cadeia de Montanhas chamada Atlas que também
possibilita por conta disso o surgimento de rios de relevo que
beneficiam a região. Nos séculos XIII e XIV a região foi invadida
pelos islâmicos vindos do Oriente Médio que introduziram na
região cultivos os mais diversificados comercializando tais
produtos com a Europa.
14 E
Com a industrialização as matérias-primas e os produtos
agropecuários produzidos na zona rural, necessitam passar por
um determinado tipo de beneficiamento para então transformarse em mercadoria para consumo da população. Além do mais,
há uma necessidade de aumento do exército de reserva para o
rebaixamento dos salários, resultando num grande êxodo rural.
Tudo isso, subordina o campo à cidade.

19 A
Os elementos físicos da questão são: geossistemas (conjunto de
ecossistemas); biosfera (conjunto de seres vivos animais e
vegetais); padzolização (tipo de formação pedológica).
20 C
A periféria privilegiada é formada pelos países subdesenvolvidos
industrializados cujas as principais características são: razoável
mercado interno e externo, grande avanço industrial, formação
de uma economia mais dinâmica em relação as outras periférias,
chamadas de intermediária ou periféria mais periféria.
21 E
De uma forma resumida, podemos afirmar que a globalização
consiste em uma crescente interdependência da economia de
todas as nações, o que pode ser observado pelo volume constante
do comércio, turismo, empresas, transportes etc.
Porém, com o recente modelo neoliberal que evolui no contexto
atual da globalização, temos o reforço ainda mais acentuado
das desigualdades estruturais da sociedade, sufocada pela
idolatria da expansão pelo lucro, tais como injustiças sociais,
questões ambientais, xenofobias, terrorismo etc.
22 B
Até 1990 o mundo viveu o chamado mundo bipolar devido a
disputa pela hegemonia mundial entre os EUA e a URSS. Em
1991 com o colapso do socialismo e a desintegração soviética
o mundo assiste a uma correlação de forças denominadas de
muiltipolaridade.
Atualmente a organização do poderio econômico internacional
está baseado nos países do Norte (desenvolvidos) e os países do
Sul (subdesenvolvidos).
23 A
No sistema globalizado a interdependência é um fator de suma
importância. Atulamente mais de 85% do comércio mundial é
realizado por intermédio das alianças internacionais, apoiada
pela 3a via ou revolução técnico-científica que diminuíram as
distâncias do lucro.
24 Isso ocorre porque os artigos que eles exportam (matérias-primas
e gêneros alimentícios) custam bem menos que os bens
importados (manufaturados). Além disso, com o decorrer do
tempo, o valor de suas exportações sobe menos rapidamente
que o valor de suas importações.

15 A
O crescimento industrial brasileiro propiciado pela ditadura
militar no país possibilitou os maiores índices percentuais para
o Brasil, mas trouxe consigo o aumento da dívida externa e uma
maior dependência tecnológica ao estrangeiro. Mesmo assim, o
Brasil mudou, passou de um país agrário e rural, para um país
urbano e industrial.

Anotações

16 O país precisa investir mais na qualificação de sua mão-deobra para poder melhorar sua competitividade, em relação ao
mercado externo.

____________________________________________________________________________________________________________

17 D
Apenas a ex-URSS, a Rep. Pop. da China e o Brasil estão entre os
grandes produtores mundiais de minerais ferrosos. No caso da
ex-URSS e China as jazidas estão localizadas preferencialmente
em minas no subterrâneo e no caso do Brasil jazidas a céu
aberto.
18 B
O grupo dos sete é formado pelos países mais ricos do mundo,
são eles (EUA, Japão, Alemanha, Canadá, França, Reino Unido
e Itália). A sua participação no PIB mundial deverá aumentar,
porém com um percentual incerto, segundo os especialistas
socioeconômicos.

_____________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________________

2006

17

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful