56

INTERESSANTE SABER

Alquimia,
a fascinante busca do metal perfeito
Desde os tempos antigos o homem busca a transformação dos metais. Confira aqui uma breve história da alquimia
Há quase 2000 anos, um grupo de pessoas chamadas "alquimistas" arriscou suas vidas tentando fabricar ouro. Porém, até os dias de hoje não se sabe se o que eles buscavam era realmente ouro ou se tudo era apenas um pretexto para ocultar sua busca por algo maior. Mistérios abundam acerca da obscura história da alquimia. Apresentamos a seguir uma breve síntese dessa história. Desde o início da humanidade, o trabalho com os metais só foi possível graças ao domínio do fogo. No Egito e na China, a metalurgia era associada a uma arte espiritual. As etapas para a fabricação de utensílios e ferramentas com metais estavam relacionadas a práticas ligadas ao sacerdócio.

Os livros que tratavam deste assunto escondiam os segredos da transformação dos metais em meio a metáforas indecifráveis e misteriosas imagens que até hoje são consideradas bizarras. podiam deter este conhecimento. A partir do século III estes princípios começaram a ser divulgados entre grupos cristãos. em parte mitologia. Porém. Salomon Trismosin. representação simbólica da purificação da matéria prima Assim nasceu a alquimia. Surgiu nesta época o conceito da "pedra filosofal". século XVI. grotescas ou mesmo eróticas. uma atividade deliberadamente concebida para não ser compreendida pelo povo. e principalmente entre os muçulmanos. Os alquimistas trabalhavam para encontrar a pedra filosofal com base em manuscritos antigos e fórmulas secretas místicas que eram em parte metalurgia. Considerava-se então que só os escolhidos por Deus. um enigma com o qual se acreditava ser possível transformar mercúrio ou chumbo em ouro. os realmente puros e os capazes de decifrar seu simbolismo. em Alexandria e Bizâncio. interpretar estes manuscritos não parecia fácil.'Splendor Solis'. .

por meio dos muçulmanos. manipulando principalmente mercúrio e enxofre. Basil Valentin. Ainda que fosse arriscado. sob a acusação de bruxaria. não havia dúvida de que "o demônio estava presente".O Azoth dos Filósofos'. muitos alquimistas foram mortos na fogueira. Assim sendo. se entravam no laboratório do alquimista e cheiravam a enxofre. Porém. substâncias usadas também para a fabricação de detonadores e pólvora. em 1317. a alquimia passaria a fazer parte dos mais importantes aspectos da cultura medieval europeia. século XV. podiam voar pelos ares o forno. muitos deles continuaram com seus experimentos alquímicos em segredo. Se os alquimistas vertessem estas substâncias no momento errado. o alquimista e o laboratório inteiro . A partir dali.o que acontecia frequentemente naquela época. a prática foi proibida pelo Papa João XXII. . representação simbólica dos sete estágios da Obra Alquímica ' Alquimia na Europa Foi só a partir do século X que a alquimia conseguiu chegar à Europa ocidental cristã. seguindo o caminho anteriormente trilhado pela filosofia clássica helênica. Por esta razão.

HUTIN. há registros de transformações reais. O Andrôgino como a União dos dois princípios: Enxofre e Mercúrio frequente desta época que todos os nobres da Europa deveriam ter um alquimista em suas cortes. Heinrich Khunrath. . os falsos alquimistas eram enforcados por charlatanismo. 2007. Pelo atrativo de viver às custas dos nobres. desde então. 1979. que saía à luz. Átomo. Iniciava-se então uma era dourada para a alquimia. Ed. a era do Renascimento colocava fim ao antigo mundo medieval dominado pela igreja. passou a fazer parte da cultura medieval 'Amphitheatrum sapientiae aeternae'. a alquimia virou a profissão mais popular e também a fraude mais habitual daquela época. A Tradição Alquímica. No entanto. passou a fazer parte da cultura medieval No início do século XVI. Era pensamento interessante saber No século X a alquimia chegou à europa ocidental cristã e. provavelmente po FERNANDES DE FARIA. 1991. Serge. Ed. desde então. Serge. Moraes. A Alquimia. Na maioria dos casos. HUTIN. século XVI. Robson. História da Alquimia. Ed.No século X a alquimia chegou à europa ocidental cristã e. Pensamento.

que podiam ser elementos como a prata. No entanto. . os produtos fabricados por estes trabalhadores eram utilizados nos combates de importantes guerreiros. por meio das novas descobertas históricas. os alquimistas buscavam desvendar os segredos da matéria. History Channel.Alquimia ¿Magia o Ciencia? . No entanto. as atividades do forjador e do alquimista se tornaram muito diferentes. a forja dos metais foi cultuada como um trabalho místico. o fulminato de mercúrio ou até mesmo substâncias como o orvalho. com o passar do tempo. Por isso.Grandes Enigmas de la Historia. Geralmente. o antimônio. A linguagem utilizada pelos alquimistas era repleta de simbolismos bizarros e seus rituais envolviam receitas com os mais estranhos ingredientes. A Alquimia ficou gravada no imaginário da humanidade como a prática tola e obcecada que procurava transformar chumbo em ouro. A origem da Alquimia é atribuída aos primeiros forjadores que iniciaram o trabalho com os metais. recorrendo a recursos pseudocientíficos e rituais mágicos. Enquanto o forjador se dedicava exclusivamente à fabricação de utensílios com metais. sendo o ouro o último estágio Atualmente. CURIOSIDADES A visão alquímica dos metais Segundo alquimistas. entre outros. 2005. poderemos perceber que esta tradição adquiriu uma concepção diferente com o passar do tempo. metais seriam capazes de passar por um processo de amadurecimento. o que fez com que muitos deles acabassem introduzindo rituais religiosos e mágicos em seu trabalho com os metais. se estudarmos o histórico da Alquimia. Por vários séculos. é possível compreender melhor o real propósito dos alquimistas. Estes forjadores conheciam os processos metalúrgicos que conferiam às armas qualidades especiais para sua utilização. os forjadores passaram a agregar um sentido místico à sua atividade. a "água que não molha" e o "leite de virgem".

os metais eram considerados organismos vivos e. É interessante observar que os alquimistas atribuíam a cada um dos metais qualidades que correspondem às suas propriedades físicas reais. Para o monge beneditino e alquimista Basil Valentine (séc XV. afastado e velho do sistema planetário conhecido pelas civilizações do mundo antigo. Gravura da obra 'Opus medico-chymicum'. Acompanhe a seguir a visão alquímica de cada um destes sete metais. Alemanha) o processo de amadurecimento dos metais envolvia sete estágios. considerado o planeta mais tenebroso. Frankfurt. Com base nesta premissa. . os alquimistas acreditavam que era possível transformar chumbo em ouro apenas acelerando artificialmente o processo de amadurecimento do metal. de Johann Daniel Mylius. Para os alquimistas. os alquimistas atribuíam ao chumbo uma noção de limite. Chumbo Uma das características que incentivou a utilização do chumbo pelos seres humanos foi sua facilidade de extração e conformação. velhice e morte que se vê refletida em suas propriedades físicas. Assim. o chumbo é o metal correspondente ao planeta Saturno.'Basílica Filosófica'. como tais. porém. 1680 Para os alquimistas. começando no chumbo e culminando no ouro. em outra escala temporal. experimentavam um processo de amadurecimento natural.

antigamente. o estanho é regido por Júpiter – maior planeta do sistema solar – o que lhe atribuiria propriedades de cura. Estanho O estanho começou a ser usado pelo ser humano pela sua facilidade de se combinar com outros metais. Outras propriedades do estanho. Por isso. de Michael Maier. o chumbo é ideal para a fabricação de isolantes de radiação e som. Pelo seu aspecto sombrio. fixar a cor em tecidos e o aroma em sabonetes e perfumes. Oppenheim. assimilação e crescimento. Atualmente. Segundo os alquimistas. são a sua fusibilidade e facilidade em fazer ligas com outros metais.'A natureza ensina a natureza a vencer o fogo'. o chumbo também foi destinado à fabricação de munições e túmulos. 1618 Apresentando altos índices de densidade. e suas propriedades de retenção fazem com que seja também muito utilizado na fabricação de baterias e tintas. formando ligas como o bronze. Júpiter também era considerado o preservador da juventude. consideradas influências jupterianas. Vigésima gravura da obra 'Atalanta fugiens'. quando uma criança nascia. folha de flandres. o estanho é utilizado em finas camadas que são depositadas em chapas de aço com a finalidade de conservar alimentos. era costume oferecer como presente uma colher de estanho. Quando adicionado à liga. o .

o desenvolvimento de aços de alta resistência desempenhou um papel fundamental. . de Goossen Van Vreeswijk. o ferro representaria o poder masculino. Ao longo da história. este metal é muito comumente aplicado em soldas de equipamentos eletrônicos. Desta forma. Também na história da guerra. é de cor vermelha. 1675 o ferro estaria ligado à influência do planeta Marte. Ferro Este metal está presente em quantidades muito maiores na crosta da Terra do que os outros seis metais. o ferro contribuiu significativamente para a vida do ser humano. 'Oficina do ferreiro'. Este simbolismo tem raízes fisiológicas. eficiência. a De acordo com os alquimistas. Tanto que. o ferro é o mais combustível. a sociedade patriarcal. o planeta Marte é associado com o sangue. O mistério do ferro consiste em que uma quantidade muito pequena de carbono é capaz de mudar drasticamente as propriedades de resistência e dureza deste metal. Hoje. são forjadas com ferro. pois a hemoglobina no sangue. Dos sete metais. devido ao conteúdo das moléculas de ferro presentes nele. Amsterdã. instrumentos de dominação utilizados pelo homem. As armas e as algemas. que transpor ta o oxigênio pelo corpo. Trabalhando com este elemento. o homem percebeu a necessidade de desenvolver o alto-forno. pois possibilitou a dominação da natureza e de outros animais. a conquista e a guerra.estanho incrementa resistência à corrosão do composto. nos fogos de artifício. para que pudesse dominar melhor o controle do fogo. Muitas vezes. utiliza-se o brilho da limalha de ferro. Quarta gravura da obra 'Gabinete dos minerais'.

Tendo um papel importante na Alquimia. a Dadas as formas coloridas dos minérios de cobre e sua maciez e flexibilidade. mesmo porque os alquimistas consideravam seu trabalho mais uma arte do que uma ciência. Nesta época. No antigo Egito era utilizado também na composição de ferramentas para talhar o granito com que foram edificadas as pirâmides. Gravura da obra 'Semana Filosófica'. Frankfurt. Da mesma forma. . Já na Suméria e na Fenícia. Estas qualidades eram muito importantes para o trabalho alquímico. deusa Vênus está associada ao amor. à beleza e à harmonia. escudos e elmos (capacetes). Apenas séculos depois é que foi descoberta a técnica da fundição. os alquimistas associavam o metal ao planeta Vênus. o cobre era a matéria-prima de muitos objetos de uso cotidiano. o cobre é empregado em condutores elétricos e trocadores de calor. à criatividade. o cobre foi muito utilizado em seu estado natural e conformado por meio de marteladas. Sua alta ressonância torna este material adequado para a fabricação de instrumentos musicais. devido à sua alta condutividade elétrica e térmica. de Michael Maier. a música era retratada com frequência em tratados e gravuras que representavam esta prática. 'Extração do minério'. Atualmente. 1620 A presença do cobre nos ambientes confere uma atmosfera acolhedora e relaxante. o cobre foi utilizado para produzir armas.Cobre Utilizado pela primeira vez em regiões próximas do Oriente Médio.

os alquimistas acreditavam que uma dose certa deste metal poderia potencializar sua destreza mental. que quer dizer prata-líquida ou prata-viva.C. Exposição de 'Ouros de Eldorado' na Pinacoteca do Estado de São Paulo Mercúrio O nome químico do mercúrio. Por tal motivo. Outro traço característico do mercúrio é a sua capacidade de associação. Por outro lado. sua facilidade de se ligar a outros metais.8 x 11 cm fundido em ouro puro na região de Tolima. nos primórdios do planeta Terra. vem da palavra de origem grega hydrargyros. os metais existiam em estado líquido e que somente o mercúrio teria preservado este estado até os dias de hoje. Como metal líquido. hidrargírio (Hg). este elemento era associado ao planeta Mercúrio. Contudo. Por isso. dividindo-se em gotículas rapidamente. Colômbia (1 a.Peitoral antropozoomorfo de 18. a exposição abusiva ao mercúrio podia levar a desequilíbrios mentais. Naturalmente. podendo até mesmo unir elementos incompatíveis. o mercúrio é sensível e reage a qualquer movimento leve. atribuía-se a este metal a juventude eterna. a 700 d.). Os alquimistas acreditavam que. ou seja. este .C.

. Dado que a prata só pode vincular-se a um único elemento. consegue produzir sons muito puros. os alquimistas atribuíam a ela uma natureza monogâmica. bombas de vácuo e comutadores elétricos. Atualmente. o metal prata possui um alto índice de reflexão da luz. em instrumentos musicais. A prata também possui altos índices de condutividade elétrica e térmica e. Prata Tanto a prata quanto o ouro têm sido usados pelo homem desde os tempos pré-históricos. Esta propriedade faz com que o metal seja muito utilizado no revestimento de vidro para a fabricação de espelhos. o mercúrio é utilizado na fabricação de termômetros. como a pessoa que não consegue estar em contato com a realidade. Do mesmo modo que a luminosidade da lua é o reflexo da luz do sol. O termo lunático vem do extremo deste simbolismo. imaginativa e fantástica própria de escritores ou poetas.metal tirou a vida de muitos amadores da Alquimia pois. em sua forma de iodeto ou fulminato de mercúrio. barômetros. Já os alquimistas associavam a este metal a capacidade sonhadora. Este elemento possui também uma natureza sensível e receptiva. era utilizado como componente básico na fabricação de explosivos. Desde então a prata era associada à Lua.

Para os alquimistas. como tais. em outra escala temporal Por este motivo. porém. finas camadas de prata também são usadas na indústria da fotografia e do cinema para registrar imagens. . por mais curioso que pareça. experimentavam um processo de amadurecimento natural. a maior parte da prata do mundo inteiro está dissolvida nos oceanos. os metais eram considerados organismos vivos e. Foi essa natureza receptiva da prata que fez com que alguns alquimistas associassem este metal com o elemento água. E.

de onde seria distribuída para todo seu povo. O ouro é considerado um metal nobre. ♦ DE ROLA . além de possuir uma alta resistência a qualquer ataque químico. É muito empregado na joalheria por sua beleza e equilíbrio entre a maleabilidade e a capacidade de fundir. Com ele eram criados ornamentos e utensílios para deuses e reis. Por este motivo. Wezen em Krachten der Metalen. Doutor em Engenharia Mecânica e integrante do Grupo de Mecânica de Sólidos e Impacto em Estruturas da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. pois. que têm milhares de anos. Artigo produzido por Miguel Angel Calle Gonzales. The golden game. Stanislas Klossowski. Egito. o ouro sempre simbolizou o poder supremo. A History of Alchemy. por meio dela. pois dificilmente se combina com outros metais. Além disso. 1962. Tesouros de ouro da América do Sul. Bibliografia ♦ HUTIN. 1990. Mellie. Crenças antigas sugeriam que a coroa de um bom rei devia ser de ouro. . os alquimistas associavam o ouro com o astro rei. o ouro não se deteriora nem degenera com o tempo. 1988. Até os dias atuais a posse de ouro é símbolo de poder e tesourarias dos governos do mundo inteiro possuem estoques deste metal em seus cofres. Sua pureza é medida em quilates. ♦ UYLDERT. Serge. cuja escala 24 denota pureza absoluta. o fluxo de energia do Sol desceria à Terra e penetraria na cabeça real. ainda são tão perfeitos quanto no tempo em que foram criados. Pérsia e Índia. pois este é considerado o metal mais precioso sobre a terra. o Sol. o homem se sente atraído pelo ouro.Ouro Desde tempos antigos. Por sua vez.