You are on page 1of 5

1.

(Unesp) Na segunda metade do século XVIII alguns monarcas da Europa empreenderam reformas
sem abandonar o antigo sistema político. Como foram denominados esses monarcas? Esclareça o
caráter de conciliação das medidas que tomaram.

2. (Unesp) Ao final da Época Moderna, a civilização européia expandia e se transformava. A ação


coletiva da salvação começou a ser suplantada pela busca da felicidade individual. Nova concepção
acerca do mundo repercutia em vários setores do conhecimento. A partir deste contexto, demonstre
que a burguesia já podia encontrar a expressão de suas necessidades e aspirações nas páginas do
livro INVESTIGAÇÕES SOBRE A NATUREZA E AS CAUSAS DA RIQUEZA DAS NAÇÕES (1776),
escrito pelo escocês Adam Smith.

3. (Unicamp) O princípio da divisão do Estado em três poderes independentes - legislativo, executivo


e judiciário - foi proposto pelos defensores das formas constitucionais de governo a partir do século
17, na Inglaterra, até o final do século 18, na França.
Que tipo de sociedade e de organização estatal eles combatiam e qual forma de governo almejavam
implantar?

4. (Unicamp) O pensamento iluminista do século XVIII tem na ENCICLOPÉDIA, dirigida por Diderot e
d'Alembert, uma obra de 35 volumes, editada entre 1751 e 1780, que reúne a totalidade dos
conhecimentos da época. Por usarem os princípios da razão para questionar os fundamentos da
sociedade em que viviam, os enciclopedistas foram considerados defensores de um pensamento
revolucionário.
a) Qual a característica principal do pensamento das luzes?
b) O que significa afirmar que esses pensadores usavam em suas críticas sociais os princípios da
razão?
c) Contra quais valores da época se dirigiam as críticas dos pensadores iluministas?

5. (Unicamp) O historiador Pierre Deyon diz:

"O mercantilismo foi definido e batizado por seus adversários", ou seja, o mercantilismo, enquanto
sistema de pensamento e intervenção na vida econômica, foi definido pelos liberais do século XVIII.

Cite três características da política mercantilista e explique por que o liberalismo critica o
mercantilismo.

6. (Unicamp) Para os pensadores do século XVII, precursores do Iluminismo, a busca do


conhecimento deveria ser guiada pela razão.
a) Aponte três características do pensamento científico do século XVII.
b) Cite dois precursores do Iluminismo.

7. (Unicamp) "Todo o poder vem de Deus. Os governantes, pois, agem como ministros de Deus e
seus representantes na terra. Conseqüentemente, o trono real não é o trono de um homem, mas o
trono do próprio Deus".
(Jacques Bossuet, POLÍTICA TIRADA DAS PALAVRAS DA SAGRADA ESCRITURA, 1709)

"(...) que seja prefixada à Constituição uma declaração de que todo o poder é originalmente
concedido ao povo e, conseqüentemente, emanou do povo".
(Emenda Constitucional proposta por Madison em 8 de junho de 1789)

a) Explique a concepção de Estado em cada um dos textos.


b) Qual a relação entre indivíduo e Estado em cada um dos textos?
8. (Cesgranrio) Entre os séculos XVI e XVIII ocorreram diversas transformações culturais na Europa
ocidental. Assinale a seguir a opção que identifica corretamente uma dessas transformações:
a) o desenvolvimento do pensamento científico, nos séculos XVII e XVIII, baseava-se na crítica, no
empirismo e no naturalismo.
b) o movimento reformista, no século XVI, caracterizou-se por uma unidade de pensamento e práticas
nos diversos países nos quais se difundiu.
c) a Contra-Reforma, expressa no Concílio de Trento, entre 1545 e 1563, alterou os dogmas católicos
a partir de um enfoque humanista, que extinguiu os Tribunais da Santa Inquisição.
d) o Iluminismo, no século XVIII, baseando-se no racionalismo, criticou os fundamentos do poder da
Igreja, apoiando os princípios do poder monárquico absoluto.
e) o Liberalismo econômico, na segunda metade do século XVIII, criticava o sistema colonial,
defendendo a manutenção dos monopólios como geradores de riqueza da sociedade.

9. (Faap) Os pensadores do liberalismo econômico, como Adam Smith, Malthus e outros, defendiam:
a) intervenção do Estado na economia
b) o mercantilismo como política econômica nacional
c) socialização dos meios de produção
d) liberdade para as atividades econômicas
e) implantação do capitalismo de Estado

10. (Faap) "A população, quando não controlada, aumenta numa razão geométrica. A subsistência
aumenta apenas em proporção aritmética... ... Isso significa um controle forte e constante sobre a
população, provocado pela dificuldade de subsistência. Essa dificuldade deve recair em alguma parte
e deve necessariamente ser fortemente sentida por grande parte da humanidade... ..."

O autor desse texto só pode ser:


a) Pascal
b) Karl Marx
c) Adam Smith
d) Ricardo
e) Malthus

11. (Fatec) As grandes revoluções burguesas do século XVIII refletem, em parte, algumas idéias dos
filósofos iluministas, dentre as quais podemos destacar a que
a) apontou a necessidade de limitar a liberdade individual para impedir que o excesso degenerasse
em anarquismo.
b) acentuou que o Estado não possui poder ilimitado, o qual nada mais é do que a somatória do
poder dos membros da sociedade.
c) visou defender a tese de que apenas a federalização política é compatível com a democracia
orgânica.
d) mostrou que, sem centralização e dependência dos poderes ao Executivo, não há paz social.
e) procurou salientar que a sociedade industrial somente se desenvolverá a partir de minucioso
planejamento econômico.

12. (Fuvest-gv) Qual das opções a seguir ordena corretamente a seqüência cronológica do processo
histórico:
a) Crise do sistema feudal - Liberalismo Burguês - Revolução Francesa - Formação dos Estados
Absolutos.
b) Iluminismo - absolutismo monárquico - capitalismo industrial - descoberta da América.
c) Renascimento - capitalismo monopolista - expansão islâmica - mercantilismo.
d) Feudalismo - expansão ultramarina - Reforma - despotismo esclarecido.
e) Capitalismo comercial - Revolução Industrial - colonialismo português - as Cruzadas.
13. (Ufmg) Todas as alternativas contêm afirmações corretas sobre o pensamento de Adam Smith,
expresso em 'A RIQUEZA DAS NAÇÕES', EXCETO:
a) A eficácia do trabalho nas sociedades civilizadas repousa na divisão social do trabalho.
b) A produção, enfatizada em seu aspecto social, é o que distingue Adam Smith dos mercantilistas e
fisiocratas.
c) As corporações devem colocar obstáculos às necessidades do liberalismo e à apropriação privada
do capital.
d) O Estado se exime de intervir nos negócios individuais e no comércio internacional.
e) O trabalho, na concepção de Adam Smith, é inseparável de sua noção da liberdade natural.

14. (Unesp) "Os fenômenos econômicos (...) processam-se livre e independentemente de qualquer
coação exterior, segundo uma ordem imposta pela natureza e regida por leis naturais. Cumpre, pois,
conhecer essas leis naturais e deixá-las atuar."
(Paul Hugon - HISTÓRIA DAS DOUTRINAS ECONÔMICAS).

O trecho acima sintetiza o pensamento econômico dos


a) fisiocratas.
b) mercantilistas.
c) marxistas.
d) keynesianos.
e) marginalistas.

15. (Unesp) "Os filósofos adulam os monarcas e os monarcas adulam os filósofos".

Assim se refere o historiador Jean Touchard à forma de Estado europeu que floresceu na segunda
metade do século XVIII. Os "reis filósofos", temendo revoluções sociais, introduziram reformas
inspiradas nos ideais iluministas.
Estas observações se aplicam:
a) às Monarquias Constitucionais.
b) ao Despotismo Esclarecido.
c) às Monarquias Parlamentares.
d) ao Regime Social-Democrático.
e) aos Principados ítalo-germânicos.
GABARITO

1. Déspotas esclarecidos, praticaram reformas inspirados no iluminismo para manter-se no poder.

2. Nessa obra, Adam Smith defendia a idéia de ordem natural para a relação produtor/consumidor. A
fixação dos salários seria natural, assim como a luta de classes.

3. Combatiam o Absolutismo e defendiam a República.

4. a) O racionalismo.
b) Defendiam o fim das injustiças, leis para regularem a convivência humana, liberdade de expressão.
c) Ao Absolutismo e o poder soberano e inquestionável do chefe de Estado.

5. Protecionismo, intervencionismo e exclusivismo. Para o liberalismo a expansão de mercado é


fundamental, não podendo haver o monopólio exclusivo.

6. a) Racionalismo, experimentalismo e cientificismo.


b) Rousseau e Robespierre.

7. a) O primeiro: absolutismo e o segundo: democracia liberal.


b) Submissão do indivíduo ao Estado e igualdade civil-jurídica.

8. [A]

9. [D]

10. [E]

11. [B]

12. [D]

13. [C]

14. [A]

15. [B]
RESUMO

Número das questões:


documento banco fixo

1 377 3176
2 167 1387
3 345 3144
4 346 3145
5 151 1371
6 106 1236
7 381 3671
8 388 3748
9 568 5942
10 596 5970
11 628 6003
12 301 2788
13 876 6252
14 44 486
15 286 2727