You are on page 1of 24

Gerência de Projetos de TI

4. Gerência de Escopo
4. Gerência do Escopo – Slide 2
Gerência de escopo
O que é a gerência de escopo?
Conjunto de processos que garantem que o
trabalho necessário, e somente ele, será feito
Escopo do produto:
Características e funções do produto ou serviço que
será feito pelo projeto
Escopo do projeto:
Trabalho que precisa ser realizado para entregar o
produto ou serviço
4. Gerência do Escopo – Slide 3
Processos da gestão de escopo
Gerência de Escopo
Planejamento do Escopo
Definição do Escopo
Criação da EAP
Verificação do Escopo
Controle do Escopo
4. Gerência do Escopo – Slide 4
Relações entre processos
DesenvoIver o
Termo de
Abertura
DesenvoIver a
DecIaração de
Escopo
Ativos de
Processos
Organizacionais
Fatores
Ambientais da
Empresa
PIanejamento do
Escopo
Definição do
Escopo
Criação da EAP
Verificação do
Escopo
ControIe do
Escopo
DesenvoIver o
PIano de Gestão
do Projeto
Orientar e
gerenciar a
execução
ReIatório de
Status
Encerrar o
Projeto
ControIe
Integrado de
Mudanças
4. Gerência do Escopo – Slide 5
Planejamento do escopo
Como o escopo do projeto será definido, verificado e
controlado, e como a EAP(Estrutura Analítica do Projeto)
será criada.
O Plano de Gestão do Escopo deve conter:
Processo de preparação da Declaração de Escopo
Processo de criação da EAP (WBS- work breakdown structure templates)) à partir
da DE
Processo de aceitação das entregas do projeto
Processo de controle das mudanças de escopo
Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas
Fatores ambientais da empresa
Ativos de processos da empresa
Termo de abertura do projeto
Declaração de Escopo preliminar
Plano de Gestão do Projeto
Opinião especializada
Modelos, formulários e normas
Plano de Gestão
do Escopo (PGE)
Plano de Gestão do Escopo
Metodologia Utilizada
Formatação do escopo
Formas de Apontamento do Cronograma
Reuniões de avaliação
Documentos utilizados (atas, termos de
validação, etc...)
Controle de versão
Definição de indicadores de Gestão do
Escopo
4. Gerência do Escopo – Slide 6
Plano de Gestão do Escopo
Metodologia utilizada
PMBOK da PMI
Formatação do Escopo
Primeiro Nível: Ciclo de Vida PMBOK
Segundo Nível: Macro escopo do Termo de
Abertura
Terceiro Nível: Tarefas
Quarto Nível: Subdivisões de Tarefas Complexas
4. Gerência do Escopo – Slide 7
4. Gerência do Escopo – Slide 8
Exemplo de WBS de Ativação de TI
Apontamento Cronograma
ORDEM DE SERVIÇO
O instrumento principal para registro das atividades realizadas será a Ordem de
Serviço (OS). É obrigação Gerente e Analistas a elaboração diária das OS’s
discriminando as atividades realizadas conforme cronograma.
O tempo de execução das tarefas serão especificados nas Ordens de Serviço, que
deverão ser assinadas, ficando uma via em posse do cliente e outra em posse do
profissional.
O cliente deve observar na Ordem de Serviço, com muita atenção: Hora de Início,
Hora de Término e Translado: conforme Contrato e de acordo com o horário
cumprido pelo analista.
O cliente terá 48h para contestar a Ordem de Serviço. Encaminhando solicitação de
reavaliação das tarefas e apontando e justificando os itens que discorda da Ordem
de Serviço
4. Gerência do Escopo – Slide 9
Exemplo de Ordem de Serviço
4. Gerência do Escopo – Slide 10
Reuniões de Avaliação (Feedbacks)
Deverão ser Quinzenais (exemplo)
Participantes: Gerente, representante cliente e
participantes do projeto.
Documentos Utilizados:
Email com a pauta
ATA de Reunião
Reunião deve iniciar com a discussão dos pontos
pendentes na última reunião.
Pontos pendentes de outras reuniões devem ser marcados
com: X vezes. Onde X é o número de reuniões que este
item persiste em sua solução
4. Gerência do Escopo – Slide 11
Documentos Utilizados
Atas para reuniões
Termo de Validação para finalização de tarefas ou fases
Solicitação de Mudanças de Escopo
Contestação de Ordem de Serviço
Plano de trabalho
Cronograma
Ordem de Serviço para apontamento de Cronograma
Planilha de indicadores de evolução da execução do
escopo
Planilha de Responsáveis X Tarefa ou Fase
4. Gerência do Escopo – Slide 12
Controle de Versão Cronograma
Quando congela o Cronograma Atual e monta
um novo.
Ocorrer a criação de novas tarefas nos Níveis 2 e 3
do cronograma
Quando o projeto possa ter um atraso maior que 30
dias.
4. Gerência do Escopo – Slide 13
Indicadores de controle de Escopo
Número de versões do Escopo
Quantidade de solicitações de Mudanças
Aprovadas X Reprovadas
Orçado X Realizado
Tempo tarefa/fase
Tempo de atraso causado por Retrabalho
Tempo de atraso causado por mudança de
escopo
Tempo de atraso causado por fatores
externos
4. Gerência do Escopo – Slide 14
Critérios para mudança de Escopo
Deverá ser revistos tempo e custos para a
solicitação de mudança
toda solicitação de mudança que
influenciará em atraso/custo do projeto
deverá ter aprovação do Gerente e
Patrocinador do projeto
A aprovação da mudança deverá ser feito
em reunião e descrito em Ata.
4. Gerência do Escopo – Slide 15
4. Gerência do Escopo – Slide 16
Definição do escopo
Desenvolvimento da DE detalhada que será base do projeto
Análise de produtos:
Técnicas de transformação de objetivos em requisitos
Identificação de alternativas:
Técnicas de gerações de cenários para execução
Análise das partes interessadas:
Seleção e priorização dos interesses dos stakeholders
Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas
Ativos de processos da empresa
Termo de abertura do projeto
Declaração de Escopo preliminar
Plano de Gestão do Escopo
Requisição de mudança aprovada
Análise de produtos
Identificação de alternativas
Opinião especializada
Análise das partes interessadas
Declaração de Escopo (DE)
Requisição de mudança
PGE atualizado
Criação da EAP (WBS)
4. Gerência do Escopo – Slide 17
Subdivisão das principais entregas do projeto e do trabalho em
componentes menores e gerenciáveis
Modelos de EAP (WBS):
Servem de guia inicial para construção de uma EAP (WBS)
Decomposição:
Divisão das entregas do projeto em componentes gerenciáveis até o nível
de pacotes de trabalho (atividades)
Para as atividades é possível definir prazo, custo, etc.
Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas
Ativos de processos da empresa
Declaração de Escopo
Plano de Gestão do Escopo
Requisição de mudança aprovada
Modelos (template) de EAP
Decomposição
DE atualizada
EAP ou WBS do projeto
Dicionário da EAP
Linha base do escopo
PGP atualizado
Requisição de mudança
4. Gerência do Escopo – Slide 18
Exemplo de WBS de Ativação de TI
4. Gerência do Escopo – Slide 19
Exemplo de WBS de software
4. Gerência do Escopo – Slide 20
Exemplo de WBS de aeronve
4. Gerência do Escopo – Slide 21
Verificação do escopo
Formaliza o aceite das entregas concluídas do projeto
Inspeção:
Verificação, exame e medições para determinar se as entregas
atendem aos requisitos e critérios de aceitação do produto
Entregas aceitas:
As entregas aceitas são registradas como tal
As rejeitadas são alvo de Requisições de Mudança
Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas
Declaração de Escopo
Dicionário da EAP
Plano de Gestão do Escopo
Entregas
Inspeção
Entregas aceitas
Requisição de mudança
Ações corretivas recomendadas
4. Gerência do Escopo – Slide 22
Controle do escopo
Controle das mudanças de escopo do projeto
Sistema de controle de mudança:
Procedimentos de apresentação, aprovação e execução de mudança
Análise de variação:
Quando o realizado está diferente do previsto replanejamento,
ações corretivas recomendadas e atualização da linha base
Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas
Declaração de Escopo
EAP ou WBS do projeto
Dicionário da EAP
Plano de Gestão do Escopo
Relatórios de Status
Requisição de mudança aprovada
Informações do desempenho
Sistema controle de mudança
Análise de variação
Replanejamento
Sistema gestão de configuração
Inspeção
DE atualizada
EAP ou WBS atualizada
Dicionário da EAP atualizado
Linha base atualizada
Requisição de mudança
Ação corretiva recomendada
Ativos processos atualizado
PGP atualizado
4. Gerência do Escopo – Slide 23
Gráfico de Gant
Gráfico de barras das atividades
4. Gerência do Escopo – Slide 24
Requisição de Mudança

Gerência de escopo
O que é a gerência de escopo?
Conjunto de processos que garantem que o trabalho necessário, e somente ele, será feito

Escopo do produto:
Características e funções do produto ou serviço que será feito pelo projeto

Escopo do projeto:
Trabalho que precisa ser realizado para entregar o produto ou serviço
4. Gerência do Escopo – Slide 2

Processos da gestão de escopo Gerência de Escopo Planejamento do Escopo Definição do Escopo Criação da EAP Verificação do Escopo Controle do Escopo 4. Gerência do Escopo – Slide 3 .

Relações entre processos ! " # % $ & ' 4. Gerência do Escopo – Slide 4 .

verificado e controlado. e como a EAP(Estrutura Analítica do Projeto) será criada.Planejamento do escopo Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Fatores ambientais da empresa Ativos de processos da empresa Opinião especializada Plano de Gestão Termo de abertura do projeto Modelos.work breakdown structure templates)) à partir da DE Processo de aceitação das entregas do projeto Processo de controle das mudanças de escopo 4. formulários e normas do Escopo (PGE) Declaração de Escopo preliminar Plano de Gestão do Projeto Como o escopo do projeto será definido. O Plano de Gestão do Escopo deve conter: Processo de preparação da Declaração de Escopo Processo de criação da EAP (WBS. Gerência do Escopo – Slide 5 .

.Plano de Gestão do Escopo Metodologia Utilizada Formatação do escopo Formas de Apontamento do Cronograma Reuniões de avaliação Documentos utilizados (atas. etc. Gerência do Escopo – Slide 6 .. termos de validação.) Controle de versão Definição de indicadores de Gestão do Escopo 4.

Gerência do Escopo – Slide 7 .Plano de Gestão do Escopo Metodologia utilizada PMBOK da PMI Formatação do Escopo Primeiro Nível: Ciclo de Vida PMBOK Segundo Nível: Macro escopo do Termo de Abertura Terceiro Nível: Tarefas Quarto Nível: Subdivisões de Tarefas Complexas 4.

Exemplo de WBS de Ativação de TI 4. Gerência do Escopo – Slide 8 .

com muita atenção: Hora de Início. Hora de Término e Translado: conforme Contrato e de acordo com o horário cumprido pelo analista. O tempo de execução das tarefas serão especificados nas Ordens de Serviço. O cliente terá 48h para contestar a Ordem de Serviço. que deverão ser assinadas. O cliente deve observar na Ordem de Serviço. Gerência do Escopo – Slide 9 . ficando uma via em posse do cliente e outra em posse do profissional. Encaminhando solicitação de reavaliação das tarefas e apontando e justificando os itens que discorda da Ordem de Serviço 4. É obrigação Gerente e Analistas a elaboração diária das OS’s discriminando as atividades realizadas conforme cronograma.Apontamento Cronograma ORDEM DE SERVIÇO O instrumento principal para registro das atividades realizadas será a Ordem de Serviço (OS).

Gerência do Escopo – Slide 10 .Exemplo de Ordem de Serviço 4.

Gerência do Escopo – Slide 11 . Documentos Utilizados: Email com a pauta ATA de Reunião Reunião deve iniciar com a discussão dos pontos pendentes na última reunião. Onde X é o número de reuniões que este item persiste em sua solução 4. Pontos pendentes de outras reuniões devem ser marcados com: X vezes. representante cliente e participantes do projeto.Reuniões de Avaliação (Feedbacks) Deverão ser Quinzenais (exemplo) Participantes: Gerente.

Gerência do Escopo – Slide 12 .Documentos Utilizados Atas para reuniões Termo de Validação para finalização de tarefas ou fases Solicitação de Mudanças de Escopo Contestação de Ordem de Serviço Plano de trabalho Cronograma Ordem de Serviço para apontamento de Cronograma Planilha de indicadores de evolução da execução do escopo Planilha de Responsáveis X Tarefa ou Fase 4.

Gerência do Escopo – Slide 13 . 4. Ocorrer a criação de novas tarefas nos Níveis 2 e 3 do cronograma Quando o projeto possa ter um atraso maior que 30 dias.Controle de Versão Cronograma Quando congela o Cronograma Atual e monta um novo.

Indicadores de controle de Escopo Número de versões do Escopo Quantidade de solicitações de Mudanças Aprovadas X Reprovadas Orçado X Realizado Tempo tarefa/fase Tempo de atraso causado por Retrabalho Tempo de atraso causado por mudança de escopo Tempo de atraso causado por fatores externos 4. Gerência do Escopo – Slide 14 .

4.Critérios para mudança de Escopo Deverá ser revistos tempo e custos para a solicitação de mudança toda solicitação de mudança que influenciará em atraso/custo do projeto deverá ter aprovação do Gerente e Patrocinador do projeto A aprovação da mudança deverá ser feito em reunião e descrito em Ata. Gerência do Escopo – Slide 15 .

Definição do escopo Entradas Ativos de processos da empresa Termo de abertura do projeto Declaração de Escopo preliminar Plano de Gestão do Escopo Requisição de mudança aprovada Ferramentas e Técnicas Saídas Análise de produtos Declaração de Escopo (DE) Identificação de alternativas Requisição de mudança Opinião especializada PGE atualizado Análise das partes interessadas Desenvolvimento da DE detalhada que será base do projeto Análise de produtos: Técnicas de transformação de objetivos em requisitos Identificação de alternativas: Técnicas de gerações de cenários para execução Análise das partes interessadas: Seleção e priorização dos interesses dos stakeholders 4. Gerência do Escopo – Slide 16 .

Gerência do Escopo – Slide 17 .Criação da EAP (WBS) Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas DE atualizada Ativos de processos da empresa EAP ou WBS do projeto Declaração de Escopo Modelos (template) de EAP Dicionário da EAP Plano de Gestão do Escopo Decomposição Linha base do escopo Requisição de mudança aprovada PGP atualizado Requisição de mudança Subdivisão das principais entregas do projeto e do trabalho em componentes menores e gerenciáveis Modelos de EAP (WBS): Servem de guia inicial para construção de uma EAP (WBS) Decomposição: Divisão das entregas do projeto em componentes gerenciáveis até o nível de pacotes de trabalho (atividades) Para as atividades é possível definir prazo. etc. custo. 4.

Exemplo de WBS de Ativação de TI 4. Gerência do Escopo – Slide 18 .

Gerência do Escopo – Slide 19 .Exemplo de WBS de software 4.

Exemplo de WBS de aeronve 4. Gerência do Escopo – Slide 20 .

Gerência do Escopo – Slide 21 .Verificação do escopo Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Entregas aceitas Requisição de mudança Ações corretivas recomendadas Declaração de Escopo Dicionário da EAP Inspeção Plano de Gestão do Escopo Entregas Formaliza o aceite das entregas concluídas do projeto Inspeção: Verificação. exame e medições para determinar se as entregas atendem aos requisitos e critérios de aceitação do produto Entregas aceitas: As entregas aceitas são registradas como tal As rejeitadas são alvo de Requisições de Mudança 4.

aprovação e execução de mudança Análise de variação: Quando o realizado está diferente do previsto replanejamento. ações corretivas recomendadas e atualização da linha base 4.Controle do escopo Entradas Declaração de Escopo EAP ou WBS do projeto Dicionário da EAP Plano de Gestão do Escopo Relatórios de Status Requisição de mudança aprovada Informações do desempenho Ferramentas e Técnicas Saídas DE atualizada EAP ou WBS atualizada Sistema controle de mudança Dicionário da EAP atualizado Análise de variação Linha base atualizada Replanejamento Requisição de mudança Sistema gestão de configuração Ação corretiva recomendada Inspeção Ativos processos atualizado PGP atualizado Controle das mudanças de escopo do projeto Sistema de controle de mudança: Procedimentos de apresentação. Gerência do Escopo – Slide 22 .

Gerência do Escopo – Slide 23 .Gráfico de Gant Gráfico de barras das atividades 4.

Gerência do Escopo – Slide 24 .Requisição de Mudança 4.