WWW.DEUSEMDEBATE.BLOGSPOT.

COM

APOLOGÉTICA, RAZÃO, FÉ E FILOSOFIA (Pt. 4)
WILLIAM LANE CRAIG
Uma das questões mais comuns sobre o Cristianismo é "E aqueles que nunca ouviram sobre Jesus Cristo? Qual é o seu destino eterno?" Bem vindo ao “Fé Racional”, conversas com o Dr. William Lane Craig. Eu sou Kevin Harris e estou feliz em ter você conosco. Quero lembrar você que há muitos recursos como esse podcast disponíveis no ReasonableFaith.Org Transcrições e gravações de debates do Dr. Craig em campus universitários do mundo inteiro, artigos, perguntas e respostas, um fórum de discussão e muito mais disponíveis agora no ReasonableFaith.Org

Kevin Harris, anfitrião do “Fé Racional” Kevin: Dr. Craig, as Escrituras dizem que devemos amar a Deus com toda nossa mente. Isso significa que devemos ser bons pensadores? Craig: Eu acho que significa sim. Eu acho que há um certo discipulado da mente que é parte integrante da espiritualidade e da formação cristã. Então, frequentemente nós cristãos pensamos no discipulado cristão como envolvendo estudo bíblico, oração, meditação, jejum e outros tipos de disciplinas espirituais. Mas, como pessoas completas, o que inclui nossa mente, nós devemos também discipular a mente. E isso é parte do que Paulo fala: Ser transformado pela renovação da sua mente. E existe, eu acho, um componente vital do discipulado cristão que envolve a transformação e o cultivo de uma mente cristã como crentes em Cristo. Kevin: E se eu não for muito inteligente? Craig: Você ainda precisa trazer mente ao discipulado a Jesus Cristo! O problema com muitas pessoas nas igrejas americanas é que elas estão convertidas espiritualmente mas ainda pensam

como não-cristãos. E, como resultado, seu impacto para Cristo é diminuído, porque elas se comportam como não-cristãos, elas pensam como não cristãos, como pessoas seculares. Então, não é uma questão de ser inteligente, é uma questão de trazer a sua vida mental e seu raciocínio à submissão à Verdade de Deus e a Jesus Cristo. E, qualquer um, não importa o seu nível de inteligência, precisa fazer isso como parte do discipulado cristão completo. Senão, você está completamente discipulado, enquanto sua mente continua não submissa a Cristo em sua plenitude e pensando em categorias não-cristãs. Kevin: Dr. Craig, me parece que temos uma longa herança, uma verdadeira herança na história da Igreja, de termos grandes pensadores. Talvez Os grandes pensadores!

Craig: Isso é verdade. Uma das coisas que eu acho que os cristãos precisam fazer é estudar um pouco de histórica da Igreja. Porque, é maravilhosos perceber que o Cristianismo não começou com Billy Graham no século XX. Nós estamos sobre os ombros de gigantes! Pessoas como Tertuliano, Orígenes, Agostinho, São João de Damasco, Anselmo, Aquino, Lutero, Calvino, Jonathan Edwards, John Wesley, todas as grandes mentes da igreja cristã! Os grandes intelectuais do mundo ocidental foram, em sua maioria, pensadores cristãos! E é tão trágico que essa grande herança esteja perdida na mente do cristão comum, que está simplesmente inconsciente dos tesouros e da herança que ele herdou. E nós precisamos recapturar isso. Eu acho que, como leigos, nós precisamos treinar as pessoas em história da Igreja, assim como na doutrina e apologética. Kevin: Porque você acha que perdemos isso? É quase como se hoje tivéssemos dito, "Vocês secularistas, fiquem com o pensamento. Nós ficaremos com o sentimento." Craig: Bem, eu acho que nesse país, pelo menos, como resultado da Controvérsia Fundamentalista que ocorreu nos anos de 1920, houve uma retirada da Universidade e da arena pública por parte dos cristãos bíblicos. Eles começaram a se isolar culturalmente, a se retirar das instituições que foram originalmente fundadas por cristãos e a cada vez mais

fundar suas próprias universidades, suas próprias sociedades, eventualmente nós começamos a publicar com nossos próprios publicadores cristãos. E nós realmente nos retiramos para uma espécie de armários intelectuais de fundamentalismo. Agora, o que foi errado no fundamentalismo não foi a doutrina. Os fundamentalistas, eu acho, estavam certos em se apegar firmemente a doutrinas como o nascimento virginal, a divindade e a ressurreição corpórea de Jesus. Mas o que eu acho que foi um erro catastrófico foi esse ostracismo cultural, que depreciou a vida mental e a importância de interagir com nossa cultura em geral. E foi apenas após os anos 40 que começamos a ressurgir desses armários intelectuais nesse país. E, isso tem acelerado agora em um passo tremendo onde eu acho que a Igreja cristã está rapidamente reconquistando território perdido e reconquistando a vida mental de uma forma bastante dramática. Na verdade, temos vivido em uma era de um tremendo renascimento da filosofia cristã durante os últimos 40 anos que me deixa bastante otimista sobre o que o futuro reserva para a fé cristã nesse país e ao redor do mundo. Kevin: A filosofia é uma boa palavra porque simplesmente significa "amor à sabedoria." Craig: Sim, é verdade. E, como cristãos, acreditamos que, em Cristo, estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento, segundo Paulo em Colossenses. Então, nós temos um profundo investimento em fazer uma boa filosofia cristã. Kevin: Bill, pode ser que a Evolução Darwiniana, a Teoria da Evolução, tenha intimidado muitos na Igreja, de forma que eles se sentiram sem chance e excluídos da academia, por causa daquela teoria dominante e por ela ser tão proeminente. Craig: Eu acho que, em geral, é verdade, Kevin, que o século XX, em especial o final do século XX, foi dominado por um tipo de naturalismo científico do qual a teoria darwiniana foi uma mera parte que dizia que a ciência nos dá o caminho para a verdade e que tudo que não possa ser descoberto pelas ciências naturais é sem sentido e, portanto, não é conhecimento. E o que isso significava é que a teologia não é uma fonte de conhecimento, a ética não é conhecimento,

somente a ciência nos dá a verdade sobre o mundo. Então, fornecendo explicações puramente naturalistas da vida e dos seres humanos, a teoria darwiniana pareceu ter eliminado Deus do quadro e O isolando em um domínio de insignificância ou apenas emoção. Então, eu acho que houve um enorme impacto cultural, como resultado do naturalismo científico, que começou recentemente a ceder, mas que certamente foi forte na primeira parte do século XX. Kevin: Dr. Craig, me parece muito difícil escapar da conclusão de que as universidades têm um real impacto na cultura, que idéias, coisas formuladas na universidade, atingem o leigo, atingem as ruas e a cultura. Craig: Certo. Eu acho que a universidade é a instituição cultural mais importante moldando a sociedade americana. E, por isso, eu tenho meu ministério direcionado para professores e estudantes universitários. Se nós pudermos mudar a universidade, mudaremos a cultura através daqueles que moldam a cultura. Na universidade, nossos futuros líderes de negócios, nossos futuros líderes políticos, nossos futuros artistas, nossos futuros advogados, doutores e cientistas serão treinados. Então, é absolutamente vital que a visão cristã do mundo e da vida tenha um lugar de respeito na universidade, um lugar na mesa de discussão de idéias. E eu sou muito encorajado pelo renascimento que eu vejo na filosofia cristã, que está acontecendo na universidade agora onde muitos de nossos melhores filósofos cristãos nesse país ensinam nas mais prestigiosas instituições seculares, em departamentos seculares de filosofia. E eu acho que isso vai ter um efeito em toda a universidade na próxima geração, quando esse renascimento na filosofia cristã começar a influenciar outros campos. Porque a filosofia é a mais fundamental de todas as disciplinas. Toda disciplina tem um componente filosófico: Filosofia da educação, filosofia da lei, filosofia da história, filosofia da ciência. Então, se você impacta a filosofia de uma disciplina, você muda aquela disciplina1. Então, por esse motivo, eu sou muito otimista para o que o futuro reserva para o estado da fé cristã em nossa universidade e, finalmente, na nossa cultura americana.
Leia também o artigo “Conselhos para apologistas cristãos” no blog DeusEmDebate onde Craig discute como as pressuposições filosóficas de um indivíduo podem influenciar a forma como ele interpreta as evidências cristãs.
1

Kevin: Com isso em mente, de que forma deveríamos encorajar nossos filhos que podem estar indo para a faculdade?

Craig: Essa é uma enorme pergunta, Kevin, porque você está pergunta aí, "Nós deveríamos encorajar nossos filhos a ir para universidades seculares ou para universidades cristãs?" E, minha inclinação é dizer que, por mais que eu pense que as universidades seculares são importantes que, para um treinamento na visão cristã de mundo e da vida, eu encorajaria os estudantes a irem para nossas melhores universidades cristãs e, então, fazer suas pósgraduações nas nossas melhores instituições seculares. Mas, eu acho que é importante lançar as fundações de uma visão cristã de mundo e da vida fazendo o que eu fiz: ir para uma instituição de graduação que o ajudará a formar uma apropriada visão cristã de mundo e da vida de forma que, quando você continuar em sua disciplina para aprofundar seus estudos, você estará equipado para lidar com os desafios e obstáculos que se apresentarão lá. Kevin: Dr. Craig, ao chegarmos ao fim desse programa, encoraje mais uma vez os ouvintes a amarem a Deus com todas suas mentes, estando na universidade ou não. Craig: Sim, quer uma pessoa vá para estudos avançados ou não, todos nós como cristãos somos chamados a trazer todo aspecto de nosso ser à submissão a Cristo. Corpo, alma e espírito. Eu quero encorajar nossos ouvintes a embarcar em um programa de discipulado intelectual a Cristo que envolverá um programa regular de leitura, envolverá estar em grupos de discussão, e envolverá moldar as suas mentes para pensar em categorias cristãs. Kevin: Para mais recursos como esse do Dr. William Lane Craig, vá para o ReasonableFaith.Org2 e muito obrigado por ouvir ao "Fé Racional", com William Lane Craig.

2

Ou para o blog DeusEmDebate.blogspot.com!!! 