Revit Architecture 2010 Tutoriais Métricos Março de 2009 © 2009 Autodesk, Inc. All Rights Reserved. Except as otherwise permitted by Autodesk, Inc., this publication, or parts thereof, may not be reproduced in any form, by any method, for any purpose. Certain materials included in this publication are reprinted with the permission of the copyright holder. Disclaimer THIS PUBLICATION AND THE INFORMATION CONTAINED HEREIN IS MADE AVAILABLE BY AUTODESK, INC. "AS IS." AUTODESK, INC. DISCLAIMS ALL WARRANTIES, EITHER EXPRESS OR IMPLIED, INCLUDING BUT NOT LIMITED TO ANY IMPLIED WARRANTIES OF MERCHANTABILITY OR FITNESS FOR A PARTICULAR PURPOSE REGARDING THESE MATERIALS. Trademarks The following are registered trademarks or trademarks of Autodesk, Inc., in the USA and other countries: 3DEC (design/logo), 3December, 3December.com, 3ds Max, ADI, Alias, Alias (swirl design/logo), AliasStudio, Alias|Wavefront (design/logo), ATC, AUGI, AutoCAD, AutoCAD Learning Assistance, AutoCAD LT, AutoCAD Simulator, AutoCAD SQL Extension, AutoCAD SQL Interface, Autodesk, Autodesk Envision, Autodesk Insight, Autodesk Intent, Autodesk Inventor, Autodesk Map, Autodesk MapGuide, Autodesk Streamline, AutoLISP, AutoSnap, AutoSketch, AutoTrack, Backdraft, Built with ObjectARX (logo), Burn, Buzzsaw, CAiCE, Can You Imagine, Character Studio, Cinestream, Civil 3D, Cleaner, Cleaner Central, ClearScale, Colour Warper, Combustion, Communication Specification, Constructware, Content Explorer, Create>what's>Next> (design/logo), Dancing Baby (image), DesignCenter, Design Doctor, Designer's Toolkit, DesignKids, DesignProf, DesignServer, DesignStudio, Design|Studio (design/logo), Design Web Format, Discreet, DWF, DWG, DWG (logo), DWG Extreme, DWG TrueConvert, DWG TrueView, DXF, Ecotect, Exposure, Extending the Design Team, Face Robot, FBX, Filmbox, Fire, Flame, Flint, FMDesktop, Freewheel, Frost, GDX Driver, Gmax, Green Building Studio, Heads-up Design, Heidi, HumanIK, IDEA Server, i-drop, ImageModeler, iMOUT, Incinerator, Inferno, Inventor, Inventor LT, Kaydara, Kaydara (design/logo), Kynapse, Kynogon, LandXplorer, LocationLogic, Lustre, Matchmover, Maya, Mechanical Desktop, Moonbox, MotionBuilder, Movimento, Mudbox, NavisWorks, ObjectARX, ObjectDBX, Open Reality, Opticore, Opticore Opus, PolarSnap, PortfolioWall, Powered with Autodesk Technology, Productstream, ProjectPoint, ProMaterials, RasterDWG, Reactor, RealDWG, Real-time Roto, REALVIZ, Recognize, Render Queue, Retimer,Reveal, Revit, Showcase, ShowMotion, SketchBook, Smoke, Softimage, Softimage|XSI (design/logo), SteeringWheels, Stitcher, Stone, StudioTools, Topobase, Toxik, TrustedDWG, ViewCube, Visual, Visual Construction, Visual Drainage, Visual Landscape, Visual Survey, Visual Toolbox, Visual LISP, Voice Reality, Volo, Vtour, Wire, Wiretap, WiretapCentral, XSI, and XSI (design/logo). The following are registered trademarks or trademarks of Autodesk Canada Co. in the USA and/or Canada and other countries: Backburner,Multi-Master Editing, River, and Sparks. The following are registered trademarks or trademarks of MoldflowCorp. in the USA and/or other countries: Moldflow, MPA, MPA (design/logo),Moldflow Plastics Advisers, MPI, MPI (design/logo), Moldflow Plastics Insight,MPX, MPX (design/logo), Moldflow Plastics Xpert. Third Party Software Program Credits ACIS Copyright© 1989-2001 Spatial Corp. Portions Copyright© 2002 Autodesk, Inc. Flash ® is a registered trademark of Macromedia, Inc. in the United States and/or other countries. International CorrectSpell™ Spelling Correction System© 1995 by Lernout & Hauspie Speech Products, N.V. All rights reserved. InstallShield™ 3.0. Copyright© 1997 InstallShield Software Corporation. All rights reserved. PANTONE® Colors displayed in the software application or in the user documentation may not match PANTONE-identified standards. Consult current PANTONE Color Publications for accurate color. PANTONE Color Data and/or Software shall not be copied onto another disk or into memory unless as part of the execution of this Autodesk software product. Portions Copyright© 1991-1996 Arthur D. Applegate. All rights reserved. Portions of this software are based on the work of the Independent JPEG Group. RAL DESIGN© RAL, Sankt Augustin, 2002 RAL CLASSIC© RAL, Sankt Augustin, 2002 Representation of the RAL Colors is done with the approval of RAL Deutsches Institut für Gütesicherung und Kennzeichnung e.V. (RAL German Institute for Quality Assurance and Certification, re. Assoc.), D-53757 Sankt Augustin. Typefaces from the Bitstream® typeface library copyright 1992. Typefaces from Payne Loving Trust© 1996. All rights reserved. Printed manual and help produced with Idiom WorldServer™. WindowBlinds: DirectSkin™ OCX © Stardock® AnswerWorks 4.0 ©; 1997-2003 WexTech Systems, Inc. Portions of this software © Vantage-Knexys. All rights reserved. The Director General of the Geographic Survey Institute has issued the approval for the coordinates exchange numbered TKY2JGD for Japan Geodetic Datum 2000, also known as technical information No H1-N0.2 of the Geographic Survey Institute, to be installed and used within this software product (Approval No.: 646 issued by GSI, April 8, 2002). Portions of this computer program are copyright © 1995-1999 LizardTech, Inc. All rights reserved. MrSID is protected by U.S. Patent No. 5,710,835. Foreign Patents Pending. Portions of this computer program are Copyright ©; 2000 Earth Resource Mapping, Inc. OSTN97 © Crown Copyright 1997. All rights reserved. OSTN02 © Crown copyright 2002. All rights reserved. OSGM02 © Crown copyright 2002, © Ordnance Survey Ireland, 2002. FME Objects Engine © 2005 SAFE Software. All rights reserved. ETABS is a registered trademark of Computers and Structures, Inc. ETABS © copyright 1984-2005 Computers and Structures, Inc. All rights reserved. RISA is a trademark of RISA Technologies. RISA-3D copyright © 1993-2005 RISA Technologies. All rights reserved. Portions relating to JPEG © Copyright 1991-1998 Thomas G. Lane. All rights reserved. This software is based in part on the work of the Independent JPEG Group. Portions relating to TIFF © Copyright 1997-1998 Sam Leffler. © Copyright 1991-1997 Silicon Graphics, Inc. All rights reserved. The Tiff portions of this software are provided by the copyright holders and contributors “as is” and any express or implied warranties, including, but not limited to, the implied warranties or merchantability and fitness for a particular purpose are disclaimed. In no event shall the copyright owner or contributors of the TIFF portions be liable for any direct, indirect, incidental, special, exemplary, or consequential damages (including, but not limited to, procurement of substitute goods or services; loss of use, data, or profits; or business interruption) however caused and on any theory of liability, whether in contract, strict liability, or tort (including negligence or otherwise) arising in any way out of the use of the TIFF portions of this software, even if advised of the possibility of such damage. Portions of Libtiff 3.5.7 Copyright © 1988-1997 Sam Leffler. Copyright © 1991-1997 Silicon Graphics, Inc. Permission to use, copy, modify, distribute, and sell this software and its documentation for any purpose is hereby granted without fee, provided that (i) the above copyright notices and this permission notice appear in all copies of the software and related documentation, and (ii) the names of Sam Leffler and Silicon Graphics may not be used in any advertising or publicity relating to the software without the specific, prior written permission of Sam Leffler and Silicon Graphics. Portions of Libxml2 2.6.4 Copyright © 1998-2003 Daniel Veillard. All Rights Reserved. Permission is hereby granted, free of charge, to any person obtaining a copy of this software and associated documentation files (the “Software”), to deal in the Software without restriction, including without limitation the rights to use, copy, modify, merge, publish, distribute, sublicense, and/or sell copies of the Software, and to permit persons to whom the Software is furnished to do so, subject to the following conditions: The above copyright notices and this permission notice shall be included in all copies or substantial portions of the Software. Government Use Use, duplication, or disclosure by the U.S. Government is subject to restrictions as set forth in FAR 12.212 (Commercial Computer Software-Restricted Rights) and DFAR 227.7202 (Rights in Technical Data and Computer Software), as applicable. Sumário Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Capítulo 1 Usando os tutoriais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 O que está contido nos tutoriais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 Acessando Arquivos de treinamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 Capítulo 2 Noções básicas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 Entendendo os conceitos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 Utilizando a interface do usuário do Revit Architecture . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 Partes da interface do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 Modificando a vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20 Executando tarefas comuns . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22 Iniciando um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27 Capítulo 3 Modificando configurações do sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 Modificando as opções gerais do sistema . Especificando a localização do arquivo . . Especificando opções de ortografia . . . . Modificando configurações de snap . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29 . 31 . 33 . 34 Capítulo 4 Modificando configurações do projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 Modificando padrões e estilos de linha/Controlando estilos de objeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39 Especificando unidades de medida, cotas temporárias e opções de nível de detalhamento . . . . . . . 44 Modificando a organização do Navegador de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45 Capítulo 5 Criando um terreno . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49 Criando uma superfície topográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49 Adicionando linhas de divisa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 55 Criando uma sub-região de superfície topográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58 v Adicionando uma plataforma de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 61 Adicionando espaços de estacionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 65 Adicionando componentes de vegetação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70 Modelando um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77 Capítulo 6 Criando dados do projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79 Adicionando níveis de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79 Criando linhas de eixo do projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 83 Ajustando linhas de eixo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93 Capítulo 7 Utilizando massas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99 Usando ferramentas de massas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99 Criando uma análise de estudo de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 104 Utilizando a ferramenta Gerador de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 108 Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 117 Adicionando colunas . . . . . . Editando pisos . . . . . . . . . Editando um telhado plano . . Criando um telhado inclinado . Adicionando paredes . . . . . . Colocando janelas e portas . . . Adicionando forros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118 . 122 . 127 . 132 . 136 . 145 . 149 Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155 Especificando configurações para exportar para gbXML . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 156 Modificando a geometria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 158 Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 171 Adicionando uma escada reta . . . . . Adicionando uma escada em forma de Modificando guarda-corpos . . . . . . Colocando guarda-corpos . . . . . . . . . U. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 171 . 177 . 181 . 187 Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 191 Colocando ambientes . . . . . . . . . . Definindo um esquema de cores de área . Criando uma planta de área . . . . . . . Adicionando mobiliário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 191 . 194 . 197 . 202 Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 209 Modificando componentes de parede . . . . . . Definindo uma parede cortina . . . . . . . . . . Alterando os tipos de famílias . . . . . . . . . . Adicionando portas à parede cortina . . . . . . Adicionando uma varredura de parede e frisos . Adicionando relacionamentos paramétricos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 210 . 214 . 216 . 218 . 225 . 230 Documentando um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 235 Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 237 vi | Sumário Duplicando e modificando vistas . . . Criando vistas de corte e de elevação . Criando vistas de chamada de detalhe . Criando folhas . . . . . . . . . . . . . Colocando vistas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 238 . 241 . 246 . 251 . 253 Capítulo 14 Anotando e aplicando cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 257 Criando cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 257 Criando cotas de parede automáticas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 259 Criando anotações de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 263 Capítulo 15 Identificando objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 267 Colocando e identificando ambientes seqüencialmente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 267 Identificando portas, janelas e paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 271 Capítulo 16 Definindo tabelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 277 Criando uma tabela de portas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 277 Criando uma tabela chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 279 Criando uma tabela de acabamentos de ambientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 282 Capítulo 17 Detalhamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 289 Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 290 Criando um detalhe e adicionando anotações de nota-chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 304 Importando um detalhe para uma vista de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 314 Apresentando um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 321 Capítulo 18 Efetuando a renderização em uma vista externa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 323 Aplicando materiais e texturas ao modelo de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 324 Criando uma vista em perspectiva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 328 Criando uma renderização diurna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 332 Capítulo 19 Efetuando a renderização em uma vista interna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 337 Adicionando RPC People . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 338 Ajustando as configurações para a renderização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 343 Criando uma renderização noturna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 348 Capítulo 20 Criando e gravando percursos virtuais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 353 Criando um caminho de percurso virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 354 Modificando a posição da câmera e o caminho do percurso virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 358 Gravando o percurso virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 363 Sumário | vii viii Introdução Esta introdução ajuda você nos primeiros contatos com os tutoriais do Autodesk Revit Architecture 2010 e apresenta conceitos fundamentais do produto, incluindo: ■ ■ ■ Como o Revit Architecture funciona. Uma visão geral dos conceitos e termos utilizados no produto. Como realizar algumas tarefas comuns no produto. 1 2 Usando os tutoriais 1 Esta lição fornece informações sobre como iniciar com os tutoriais do Revit® Architecture 2010, incluindo uma visão geral do modelo de informações de construção que você desenha nos tutoriais, e onde encontrar os arquivos de treinamento necessários para completar os exercícios. A guia Conteúdo da janela de tutoriais do Revit Architecture exibe os títulos dos tutoriais disponíveis. Expanda um título para obter uma lista de lições no tutorial. Expanda um título de lição para obter uma lista de exercícios na lição. OBSERVAÇÃO Pode ser útil imprimir um tutorial para facilitar a consulta das instruções enquanto você trabalha com o Revit Architecture. Os tutoriais também estão disponíveis no formato PDF ao clicar no menu Ajuda ➤ Documentos na Web no Revit Architecture. O que está contido nos tutoriais Nestes tutoriais, você aprende a projetar um modelo de informações de construção (BIM) no Revit Architecture. A instalação de treinamento técnico que você projeta foi um produto de competição de projeto em Munique, Alemanha. Esta construção também é utilizada como o modelo nos tutoriais do Revit® Structure e Revit® MEP 2010. Como os tutoriais são organizados Os tutoriais foram projetados para seguir o fluxo de trabalho típico de arquitetura. As seguintes atividades são completadas: ■ ■ ■ ■ ■ Estabelecer um terreno e efetuar seu layout. Adicionar elementos básicos de construção, como pisos, paredes e telhados. Adicionar elementos mais detalhados, como escadas, ambientes e mobiliário. Efetuar o ajuste fino dos elementos de construção. Criar tabelas, vistas e folhas para documentar o projeto. 3 ■ Preparar vistas de apresentação como renderizações e percursos virtuais. Os exercícios do tutorial são projetados para serem básicos e curtos. Você não projeta todo o edifício, mas somente o suficiente para aprender a utilizar as ferramentas e opções do produto. Por exemplo, quando você efetua o layout de paredes internas, somente desenha paredes para um piso de uma ala do edifício. Quando você abre um arquivo de treinamento, poderá observar que os elementos de construção que estão incluídos não foram especificamente adicionados em um exercício. Por exemplo, para obter um projeto de construção mais elaborado e com mais acabamento, elementos como clarabóias, persianas solares e acabamentos internos são incorporados em arquivos de treinamento subseqüentes. Estes elementos aprimoram os exercícios que você completa, como vistas de renderização ou apresentação. Acessando Arquivos de treinamento Os arquivos de treinamento são projetos, modelos e famílias do Revit Architecture que foram criados especialmente para serem utilizados com os tutoriais. Neste exercício, você aprende a localizar os arquivos de treinamento, assim como a abrir e salvar esses arquivos. Localizar os arquivos de treinamento A opção Tutoriais no menu Ajuda do Autodesk Revit Architecture 2010 fornece um link para o website de instalação para o conteúdo do tutorial e os arquivos de treinamento. Quando você instala os arquivos de treinamento como instruído, eles são copiados para a localização padrão C:\Documents and Settings\All Users\Application Data\Autodesk\RAC 2010\Training. Os arquivos de treinamento são agrupados em 3 pastas dentro da pasta Treinamento: ■ ■ Comum: arquivos de desenho comuns para usuários com unidades imperiais e métricas. Imperial: arquivos para trabalhar com a unidade imperial. Os nomes de arquivos imperiais têm um sufixo _i. Métrico: arquivos para trabalhar com a unidade métrica. Os nomes de arquivos métricos têm um sufixo _m. ■ OBSERVAÇÃO Dependendo da instalação, a sua pasta Treinamento pode estar em uma localização diferente. Contate o administrador do CAD para obter mais informações. IMPORTANTE O conteúdo usado nos tutoriais, como modelos e famílias, está localizado e é acessado no local dos arquivos de treinamento. Embora este conteúdo possa ser instalado em outras localizações em seu sistema, todo o conteúdo utilizado nos tutoriais são instalados na localização dos arquivos de treinamento para assegurar que todas as audiências acessem os arquivos corretos. Utilizar os arquivos de treinamento Um arquivo de treinamento é um projeto do Revit Architecture que define um modelo de informações de construção e vistas do modelo que são utilizadas para completar as etapas em um tutorial. Os tutoriais incluem uma seção Arquivos de treinamento, que indica o arquivo de treinamento a ser utilizado com o tutorial. Os arquivos de treinamento incluem um ponto inicial para cada exercício do tutorial. Portanto, você pode completar qualquer exercício sem completar os exercícios precedentes. Na guia Conteúdo, os tutoriais são agrupados e apresentados em uma ordem recomendada para o aprendizado otimizado. No entanto, os exercícios e lições podem ser completados em qualquer ordem. 4 | Capítulo 1 Usando os tutoriais Abrir um arquivo de treinamento 1 Clique em ➤ Abrir. OBSERVAÇÃO Se você clica na palavra Abrir no menu, a caixa de diálogo Abrir é exibida, e é possível abrir qualquer tipo de arquivo suportado. Se você clica na seta na direita da opção Abrir, uma lista de tipos de arquivos é exibida. Clique em um tipo de arquivo para exibir a caixa de diálogo Abrir para o tipo de arquivo especificado. 2 No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, role para baixo e clique no ícone Arquivos de treinamento. 3 No painel direito, clique duas vezes em Comum, Imperial ou Métrico, dependendo das instruções no tutorial. 4 Clique no nome do arquivo de treinamento, e clique em Abrir. Salvar um arquivo de treinamento ➤ Salvar como. 5 Para salvar um arquivo de treinamento com um novo nome clique em OBSERVAÇÃO Não é necessário salvar seu trabalho em um arquivo de treinamento. Um arquivo de treinamento é fornecido como um ponto inicial para cada exercício. 6 Para completar as informações na caixa de diálogo Salvar como: ■ Em Salvar em, selecione a pasta onde o novo arquivo será salvo. Você pode salvar o arquivo na pasta Arquivos de projeto ou em outro local. Em Nome do arquivo, insira o novo nome de arquivo. Uma boa prática é a de salvar o arquivo de treinamento com um nome único após você ter efetuado alterações. Por exemplo, se você abre settings.rvt e efetua alterações, deveria salvar este arquivo com um novo nome como settings_modified.rvt. Para Arquivos do tipo, verifique se Arquivos de projeto (*.rvt) está selecionado, e clique em Salvar. ■ ■ Acessando Arquivos de treinamento | 5 Fechar um arquivo de treinamento ➤ Fechar. 7 Clique em 8 Se você fez alterações, será solicitado a salvar as alterações. Você pode fechar o arquivo salvando ou não as alterações. 6 | Capítulo 1 Usando os tutoriais Noções básicas 2 Nesta lição, você aprenderá em que consiste o Revit Architecture e como o mecanismo de alteração paramétrica beneficia você e o seu trabalho. Você começa com os conceitos fundamentais com os quais o Revit Architecture foi desenvolvido. Você aprende a terminologia, a hierarquia de elementos, e como executar algumas das tarefas comuns no produto. Entendendo os conceitos Em que consiste o Autodesk Revit Architecture 2010? A plataforma do Revit Architecture para a modelagem de informações de construção é um sistema de projeto e documentação que suporta o projeto, desenhos e tabelas requeridas para um projeto de construção. A modelagem de informações de construção (BIM) oferece informações sobre o desenho do projeto, escopo, quantidades e fases, quando forem necessárias. No modelo do Revit Architecture, todas as folhas de desenho, as vistas 2D e 3D e as tabelas consistem em apresentações de informações do mesmo conjunto de dados do modelo de construção subjacente. Enquanto você trabalha com vistas de tabela e desenho, o Revit Architecture coleta informações sobre o projeto de construção e coordena essas informações por todas as outras representações do projeto. O mecanismo de alteração paramétrica do Revit Architecture coordena automaticamente as alterações realizadas em qualquer parte — em vistas de modelo, folhas de desenho, tabelas, cortes e plantas. O que significa paramétrico? O termo paramétrico refere-se à relação que o Revit Architecture oferece entre todos os elementos do modelo que permite a coordenação e o gerenciamento de alterações. Estas relações são criadas tanto automaticamente pelo software quanto por você enquanto trabalha. Em CAD matemáticos e mecânicos, os números ou características que definem estes tipos de relações são denominados parâmetros. Portanto, a operação do software é paramétrica. Esta capacidade oferece a coordenação fundamental e os benefícios de produtividade do Revit Architecture: altere qualquer coisa a qualquer momento e em qualquer lugar no projeto, e o Revit Architecture coordena aquela alteração através de todo o projeto. Os seguintes exemplos são demonstrações destas relações entre elementos: ■ O lado de fora do batente de uma porta tem uma cota fixa do lado da articulação a partir de uma divisória perpendicular. Se a divisória for movida, a porta conservará essa relação com a divisória. As janelas ou pilastras apresentam-se igualmente espaçadas em uma dada elevação. Se o comprimento da elevação for alterado, a relação de igualdade de espaçamento será mantida. Neste caso, o parâmetro não é um número, mas sim uma característica proporcional. ■ 7 ■ A borda de um piso ou de um telhado está relacionada com a parede externa de tal maneira que quando a parede externa for movida, o piso ou telhado permanecerá unido a ela. Neste caso, o parâmetro é de associação ou conexão. Como o Autodesk Revit Architecture 2010 mantém tudo atualizado? Um característica fundamental de um aplicativo de modelagem de informações de construção é sua habilidade de coordenar alterações e manter a consistência a todo momento. Você não terá que interferir nas atualizações de desenhos ou links. Quando você faz uma alteração, o Revit Architecture determina imediatamente o que foi afetado pela alteração e reflete esta alteração em todos os elementos afetados. O Revit Architecture usa dois conceitos-chave que o tornam especialmente poderoso e fácil de ser utilizado. O primeiro consiste na captura de relações enquanto o projetista trabalha. O segundo consiste na propagação das alterações na construção. O resultado destes conceitos é um software que trabalha como você, sem exigir registros de dados sem importância para o seu projeto. Comportamento de elementos em um modelador paramétrico Em projetos, o Revit Architecture, utiliza três tipos de elementos: ■ Elementos do modelo que representam a geometria real 3D de uma construção. Eles são exibidos em vistas relevantes do modelo. Por exemplo, paredes, janelas, portas e telhados são elementos do modelo. Elementos de dados ajudam a definir o contexto do projeto. Por exemplo, níveis, eixos e planos de referência são elementos de dados. Elementos específicos da vista somente são exibidos em vistas nas quais são colocados. Eles ajudam a descrever ou documentar o modelo. Por exemplo, cotas, identificadores e componentes de detalhe 2D são elementos específicos da vista. ■ ■ Há dois tipos de elementos de modelo: ■ Hospedeiros (ou elementos hospedeiros) são geralmente construídos no local do terreno da construção. Por exemplo, paredes e telhados são hospedeiros. Componentes do modelo são todos os outros tipos de elementos no modelo de construção. Por exemplo, janelas, portas e armários são componentes do modelo. ■ 8 | Capítulo 2 Noções básicas Há dois tipos elementos específicos da vista: ■ Elementos de anotação são componentes 2D que documentam o modelo e mantêm a escala no papel. Por exemplo, cotas, identificadores e notas-chave são elementos de anotação. Detalhes são itens 2D que fornecem detalhes sobre o modelo de construção em uma determinada vista. Os exemplos incluem as linhas de detalhe, regiões preenchidas e componentes de detalhe 2D. ■ Esta implementação oferece flexibilidade aos projetistas. Os elementos do Revit Architecture foram projetados para serem criados e modificados diretamente por você. Não é necessário programação. Se puder desenhar, poderá definir novos elementos paramétricos no Revit Architecture. No Revit Architecture, os elementos determinam seu comportamento principalmente a partir do contexto em que se encontram na construção. O contexto é determinado pelo modo como o componente é desenhado e pelas relações de restrição estabelecidas com outros componentes. Em geral, você não faz nada para estabelecer estas relações. Elas são deduzidas pelo que você faz e pelo modo como desenha. Em outros casos é possível controlar as relações de forma explícita, por exemplo, ao bloquear uma cota ou alinhar duas paredes. Entendendo os termos do Autodesk Revit Architecture 2010 A maioria dos termos usados para identificar os objetos no Revit Architecture são termos comuns e padrões do setor, familiares à maioria dos arquitetos. No entanto, alguns termos são únicos para o Revit Architecture. A compreensão dos termos a seguir é crucial para entender o software. Projeto: no Revit Architecture, o projeto consiste em um banco de dados único com informações para seu projeto — o modelo de informações de construção. O arquivo do projeto contém todas as informações para o projeto de construção, da geometria aos dados de construção. Estas informações correspondem aos componentes usados para projetar o modelo, as vistas do projeto e os desenhos. Ao utilizar um único arquivo de projeto, o Revit Architecture torna fácil alterar o projeto e ter as alterações refletidas em todas as áreas associadas (vistas de planta, vistas de elevação, vistas de corte, tabelas, e assim por diante). Ter somente um único arquivo para controlar também torna mais fácil o gerenciamento do projeto. Nível: os níveis consistem em planos horizontais infinitos que atuam como referência para os elementos hospedados em níveis, como telhados, pisos e forros. Em geral, os níveis são usados para definir uma altura vertical ou os andares de uma construção. É criado um nível para cada andar conhecido ou outra referência necessária da construção. Por exemplo, primeiro andar, parte superior da parede ou parte inferior da fundação. Para posicionar os níveis, é preciso estar em uma vista de corte ou de elevação. Entendendo os conceitos | 9 Plano de trabalho do nível 2 cortando através da vista 3D com a planta de piso correspondente junto ao mesmo Elemento: ao criar um projeto, você adiciona elementos de construção paramétricos do Revit Architecture no projeto. O Revit Architecture classifica os elementos por categorias, famílias e tipos. Categoria: uma categoria é um grupo de elementos usado para modelar ou documentar um projeto de construção. Por exemplo, categorias de elementos do modelo incluem paredes e vigas. Categorias de elementos de anotação incluem identificadores e notas de texto. Família: famílias são classes de elementos em uma categoria. Uma família agrupa elementos com um conjunto comum de parâmetros (propriedades), de uso idêntico, e com uma representação gráfica similar. Os elementos diferentes de uma família podem ter diferentes valores para algumas ou todas as propriedades, mas o conjunto de propriedades — seus nomes e significados — é o mesmo. Por exemplo, portas coloniais de seis painéis podem ser consideradas como uma família, embora as portas que compõem a família tenham diferentes tamanhos e materiais. Existem 3 tipos de famílias: ■ As famílias carregáveis podem ser carregadas em um projeto e criadas a partir de modelos de família. Você pode determinar o conjunto de propriedades e a representação gráfica da família. 10 | Capítulo 2 Noções básicas ■ As famílias do sistema incluem paredes, cotas, forros, telhados, pisos e níveis. Elas não estão disponíveis para serem carregadas ou criadas como arquivos separados. ■ O Revit Architecture predefine o conjunto de propriedades e a representação gráfica das famílias de sistemas. Você pode utilizar os tipos predefinidos para gerar novos tipos pertencentes a esta família dentro do projeto. Por exemplo, o comportamento de uma parede é predefinido no sistema. No entanto, é possível criar diferentes tipos de paredes com diferentes composições. As famílias de sistemas podem ser transferidas entre os projetos. ■ ■ ■ As famílias no local são famílias personalizadas que você cria no contexto de um projeto. Crie uma família específica do projeto quando o seu projeto necessitar de geometria única que você não pretenda reutilizar ou geometria que precise manter uma ou várias relações com outras geometrias do projeto. ■ Já que famílias no local são planejadas para uso limitado em um projeto, cada família específica do projeto contém um único tipo. É possível criar múltiplas famílias no local em seus projetos, e você pode colocar cópias do mesmo elemento de família específica do projeto em seus projetos. Diferente de famílias de componentes do sistema e padrão, não é possível duplicar tipos de famílias específicas do projeto para criar múltiplos tipos. Tipo: cada família pode ter diferentes tipos. Um tipo pode consistir em um tamanho específico de uma família, como um bloco de margens e carimbo A0 ou uma porta 910 x 2110. Um tipo também pode consistir em um estilo, como um estilo alinhado-padrão ou um estilo angular-padrão para cotas. Instância: instâncias são os itens reais (elementos individuais) colocados em um projeto e têm localizações específicas na construção (instâncias de modelo) ou em uma folha de desenho (instâncias de anotação). Utilizando a interface do usuário do Revit Architecture O Revit Architecture é um poderoso produto de CAD desenvolvido para o sistema operacional Microsoft® Windows. Esta interface se parece com a de outros produtos Windows, com uma faixa de opções que contém as ferramentas utilizadas para completar tarefas. Na interface do Revit Architecture muitos dos componentes (como paredes, vigas e colunas) estão disponíveis com o clique de um botão. É possível colocar esses componentes no desenho e imediatamente determinar se eles atendem aos requisitos do projeto. Partes da interface do Revit A interface do Revit Architecture é projetada para simplificar seu fluxo de trabalho. Com alguns cliques é possível alterar a interface para melhor suportar a forma com a qual se trabalha. Por exemplo, é possível definir a faixa de opções com uma das três configurações de exibição para a utilização ótima da interface. Também é possível exibir diversas vistas de projeto de uma só vez ou colocar as vistas em camadas para somente visualizar a que está no topo. Leia os tópicos a seguir para se familiarizar com as partes básicas da interface do Revit. Em seguida, experimente usá-las, ocultando, exibindo e reorganizando os componentes da interface para suportar a forma com que trabalha. Utilizando a interface do usuário do Revit Architecture | 11 Visão geral da faixa de opções A faixa de opções é automaticamente exibida quando você cria ou abre um arquivo e fornece todas as ferramentas necessárias para criar seu arquivo. Personalize a faixa de opções alterando a ordem dos painéis ou movendo um painel da faixa de opções para a área de trabalho. A faixa de opções pode ser minimizada para a utilização máxima da área de desenho. Para mover os painéis: ■ ■ Clique na legenda do painel e arraste-o para o local desejado na faixa de opções. Clique na legenda do painel e arraste-o para fora da faixa de opções para a área de trabalho. Para retornar o painel para a faixa de opções, clique no botão Retornar painéis para a faixa de opções ou arraste o painel de volta para sua guia original da faixa de opções. Para minimizar a faixa de opções 1 Clique em (Exibir a faixa de opções completa) à direita das guias da faixa de opções. 2 Existem as seguintes opções de minimização: ■ ■ ■ Exibir a faixa de opções completa: exibe toda a faixa de opções. Minimizar para painéis lado-a-lado: exibe as legendas das guias e painéis. Minimizar para guias: exibe as legendas das guias. 12 | Capítulo 2 Noções básicas Guias e painéis da faixa de opções Exemplo da faixa de opções DICA Quando você vê um botão que mostra um linha dividindo-o em dois lados, poderá clicar no topo (ou no lado esquerdo) para acessar a ferramenta que utiliza com maior freqüência. Clique no outro lado para expor uma lista de outras ferramentas relacionadas. Exemplos de botões que podem ser clicados nos dois lados A tabela a seguir descreve as guias da faixa de opções e os tipos de comandos que elas contêm. Há diversos tipos de botões na faixa de opções. Guia da faixa de opções Início Inclui comandos para... muitas das ferramentas necessárias para criar o modelo de construção. muitas das ferramentas necessárias para criar e modificar um família de elementos. ferramentas para adicionar e gerenciar itens secundários, como imagens raster e arquivos CAD. ferramentas utilizadas para adicionar informações 2D em um projeto. ferramentas utilizadas para editar elementos, dados e sistemas existentes. Ao trabalhar com a guia Modificar, primeiro selecione a ferramenta, e a seguir selecione o que deseja modificar. ferramentas para modelagem e modificação de famílias de massa conceitual e objetos de terreno. Criar (somente arquivos de família) Inserir Anotação Modificar Massa e Terreno Partes da interface do Revit | 13 Guia da faixa de opções Colaborar Inclui comandos para... ferramentas para a colaboração entre membros internos e externos da equipe de projeto. ferramentas utilizadas para gerenciar e modificar a vista atual e para alternar entre vistas. parâmetros e configurações de projeto e sistema. ferramentas de terceiros utilizadas com o Autodesk Revit Architecture 2010. A guia Ferramentas adicionais somente é ativada quando uma ferramenta de terceiro é instalada. Vista Gerenciar Ferramentas adicionais Painéis expandidos Uma seta suspensa na parte inferior do painel indica que você pode expandir o painel para exibir ferramentas e controles adicionais. Por padrão, um painel expandido é automaticamente fechado quando você clica em outro painel. Para manter um painel expandido, clique no ícone de pino no canto inferior esquerdo do painel expandido. Uma seta iniciadora de uma caixa de diálogo na parte inferior de um painel abre uma caixa de diálogo. Guias contextuais da faixa de opções Quando você executa determinados comandos ou seleciona um elemento, um guia contextual especial da faixa de opções é exibida e contém um conjunto de ferramentas que se relacionam somente ao contexto do comando. Por exemplo, ao arrastar paredes, a guia contextual Colocar parede é exibida com 3 painéis: ■ ■ ■ Selecionar: contém o comando Modificar. Elemento: contém as Propriedades do elemento e o Seletor de tipo. Desenhar: contém os editores de desenho necessários para criar a parede. Esta guia contextual da faixa de opções é fechada quando você finaliza o comando. 14 | Capítulo 2 Noções básicas Visão geral do quadro do aplicativo O quadro do aplicativo contém ferramentas e fornece o feedback para ajudá-lo a gerenciar seus projetos do Revit Architecture. Este quadro do aplicativo consiste em cinco áreas principais descritas na tabela a seguir: Ferramenta Janela do aplicativo Descrição abre o menu do aplicativo (clique único) fecha o menu do aplicativo (duplo clique). fornece acesso às ferramentas comuns. exibe as ferramentas de uso freqüente. fornece as informações solicitadas. exibe informações relativas ao estado atual de uma operação Revit. Botão do aplicativo Menu do aplicativo Barra de ferramentas Acesso rápido InfoCenter Barra de status O menu do Aplicativo O menu do Aplicativo fornece o acesso a muitas ações comuns de arquivo e também permite gerenciar seus arquivos utilizando comandos mais avançados, como Exportar e Publicar. OBSERVAÇÃO As opções do Revit Architecture são definidas em Opções no menu do Aplicativo. Partes da interface do Revit | 15 Acesso às ferramentas comuns Acesse as ferramentas comuns para iniciar ou publicar um arquivo no menu do aplicativo. Clique em ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ para executar rapidamente as seguintes ações: Criar um arquivo Abrir um arquivo existente Salvar um arquivo Exporta um arquivo para outro formato de arquivo Publica um arquivo e o coloca em uma localização central ou compartilhada Imprimir um arquivo Acessa as informações da licença Fechar o aplicativo Você pode acessar rapidamente as seguintes caixas de diálogo a partir do menu do aplicativo: Clique no lado esquerdo em... (Novo) para abrir a... Caixa de diálogo Novo projeto (Abrir) Caixa de diálogo Abrir (Publicar) Caixa de diálogo Configurações de publicação DWF Caixa de diálogo Imprimir (Imprimir) (Licenciamento) Caixa de diálogo Informações do produto e licença Utilizando a barra de ferramentas Acesso rápido A barra de ferramentas Acesso rápido contém os seguintes itens por padrão: Personalizar o item da barra de ferra- Descrição mentas Acesso rápido (Abrir) abre um arquivo de projeto, família, anotação ou modelo. salva o arquivo do projeto, família, anotação ou modelo atual. cancela a última opção por padrão. Exibe uma lista de todas as ações executadas durante a sessão. (Salvar) (Desfazer) 16 | Capítulo 2 Noções básicas Personalizar o item da barra de ferra- Descrição mentas Acesso rápido (Refazer) restaura a última ação cancelada e também exibe um lista de todas as ações restauradas executadas durante a sessão. sincroniza um arquivo local com um arquivo no servidor central. (Modificando configurações antes da sincronização) (Vista 3D) fornece vistas incluindo 3D padrão, Câmera e Percurso virtual. entre no modo de seleção e termina a operação atual. personaliza os itens exibidos na barra de ferramentas Acesso rápido. Para ativar ou desativar um item da ferramenta, clique junto a mesma no menu suspenso Personalizar a barra de ferramentas de acesso rápido. OBSERVAÇÃO Novo é exibido no menu suspenso Personalizar da barra de ferramentas Acesso rápido, mas não é ativado por padrão. (Modificar) (Personalizar a barra de ferramentas de acesso rápido) Para desfazer ou refazer uma série de operações, clique no menu suspenso na direita dos botões Desfazer e Refazer. Isto exibe o histórico do comando em uma lista. Iniciando com o comando mais recente, você pode selecionar diversos comandos anteriores para serem incluídos na operação Desfazer ou Refazer. A barra de ferramentas Acesso rápido pode ser exibida abaixo da faixa de opções. Clique em Exibir abaixo da faixa de opções em Personalizar a barra de ferramentas de acesso rápido para alterar a configuração de exibição. É possível personalizar a barra de ferramentas de acesso rápido para incluir comandos que você freqüentemente. Para adicionar uma faixa de opções à barra de ferramentas de acesso rápido, clique com o botão direito no botão na faixa de opções e clique em Adicionar na barra de ferramentas de acesso rápido. Os botões são adicionados à direita dos comandos padrão na barra de ferramentas de acesso rápido. Quando estiver no modo de edição (como Colocar uma parede), ou no Editor de família, os itens que são adicionados na barra de ferramentas Acesso rápido do painel Criar, Modificar, Agrupar, Área de transferência ou Gráficos da vista, persistem na barra de ferramentas para aquele modo. No entanto, quando você alterna para outro modo de edição, estes itens não são exibidos e precisam ser readicionados na barra de ferramentas Acesso rápido. OBSERVAÇÃO Há algumas ferramentas nas guias contextuais que não podem ser adicionadas na barra de ferramentas Acesso rápido. Partes da interface do Revit | 17 Barra de status A barra de status está localizada ao longo da parte inferior do quadro do aplicativo Revit Architecture. Quando estiver usando um comando, o lado esquerdo da barra de status fornecerá dicas sobre o que fazer. Quando se realça um elemento ou componente, a barra de status exibe o nome da família e o tipo. Diversos outros controles aparecem no lado direito da barra de status ■ ■ Pressionar e arrastar: permite clicar e arrastar um elemento sem primeiro selecioná-lo. Somente editável: filtra as seleções para somente selecionar componentes com compartilhamento de trabalho editáveis. Somente ativo: filtra as seleções para somente selecionar componentes de opção de desenho ativos. Excluir opções: filtra as seleções para excluir componentes que façam parte de uma opção de desenho. Botão Filtrar: exibe quantos elementos estão selecionados e efetua o ajuste fino das categorias de elementos selecionadas na vista. ■ ■ ■ Para ocultar a barra de status, clique na guia Vista ➤ painel Janelas ➤ menu suspenso Interface do usuário. Limpe a marca de seleção da Barra de status. Para reexibir a barra de status, repita o comando. Obtendo dicas sobre o que fazer a seguir Se iniciar um comando (como Girar) e não tiver certeza do que fazer a seguir, verifique a barra de status. Ela, com freqüência, exibe dicas sobre o que fazer a seguir para o comando atual. Além disso, uma dica de ferramenta aparece junto ao cursor, exibindo as mesmas informações. Para cancelar ou sair do documento, faça um dos seguintes: ■ ■ Pressione duas vezes a tecla Esc. Na barra de ferramentas Acesso rápido, clique em (Modificar). Barra de opções A Barra de opções está localizada abaixo da faixa de opções. Seu conteúdo muda dependendo do comando atual ou do elemento selecionado. Seletor de tipo O Seletor de tipo está localizado no painel Elemento para ferramenta no momento chamada, por exemplo, Colocar uma parede. Seu conteúdo muda dependendo da função atual ou dos elementos selecionados. Quando um elemento é colocado em um desenho, use o Seletor de tipo para especificar o tipo de elemento a ser adicionado. 18 | Capítulo 2 Noções básicas Para alterar elementos existentes para outro tipo, selecione um ou mais elementos da mesma categoria. A seguir, utilize o Seletor de tipos para selecionar o tipo desejado. Barra de controle de vista A Barra de controle da vista está localizada na parte inferior da janela Revit, acima da barra de status. Ela fornece rápido acesso às funções que afetam a área de desenho, incluindo as seguintes: ■ ■ ■ ■ ■ Escala Nível de detalhe Estilo de gráfico de modelo Sombras ativadas/desativadas Caixa de diálogo Exibir/Ocultar renderização (Somente disponível quando a área de desenho exibe uma vista 3D). Vista de corte ativada/desativada Exibir/Ocultar região de corte Ocultar/Isolar temporário Revelar elementos ocultos ■ ■ ■ ■ Partes da interface do Revit | 19 Modificando a vista Neste exercício, aprenda como modificar as vistas no seu projeto do Revit Architecture. Após se familiarizar com estas tarefas, será mais fácil trabalhar no Revit Architecture, e focar nas lições de cada tutorial. Usar os comandos de zoom para ajustar a vista Nos tutoriais, você receberá instruções para usar um comando de zoom para ajustar a área visível na janela. Por exemplo, pode ser necessário efetuar zoom para ampliar uma determinada região de uma vista ou para encaixar toda a construção ou uma planta de piso na vista. Entender como ajustar a vista facilitará o trabalho com o modelo de construção na janela. Há diversas maneiras para acessar as opções de zoom. Nas etapas a seguir, você abre um arquivo de treinamento e pratica o ajuste da vista com diferentes comandos de zoom. 1 Clique em ➤ Abrir. 2 No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_UB_02_Common_Tasks_m.rvt. A vista isométrica 3D é exibida: 3 Clique na Barra de navegação ➤ menu suspenso Zoom na região para exibir o menu de zoom. (A barra Navegação está localizada no canto superior direito da vista). O menu de zoom lista as opções de zoom. OBSERVAÇÃO Clicando no ícone Zoom, o comando de zoom atualmente selecionado é ativado. 4 Clique em Diminuir zoom (2x). Na área de desenho, a vista se afasta do modelo de construção. 5 Clique em Zoom para ajustar. A vista do modelo de construção é dimensionada para caber na janela disponível. 20 | Capítulo 2 Noções básicas 6 Clique na área de desenho e digite o atalho ZR para aproximar o zoom na região. O cursor se transforma em uma lupa. 7 Clique no canto superior esquerdo e no canto inferior direito da região para ampliar; isto se refere como uma seleção transversal. Ao soltar o botão do mouse, a vista se aproxima da área selecionada. 8 Caso utilize um mouse que tenha uma roda no meio, poderá girar a roda para aproximar o zoom na vista. Use a roda do mouse para diminuir o zoom e visualizar toda a construção. Caso não tenha um mouse com roda, utilize um comando de menu ou a opção na barra de ferramenta para afastar o zoom. OBSERVAÇÃO Quando você aproxima e afasta o zoom, o Revit Architecture utiliza o maior incremento de snap que represente menos que 2 mm na área desenho. Para modificar ou adicionar incrementos de snap, clique em Configurações ➤ Snaps. O zoom também está disponível no SteeringWheels. O SteeringWheels fornece ferramentas de navegação 2D e 3D. 9 Para exibir o SteeringWheels, na Barra de navegação, clique em O círculo Navegação completa é exibido na área de desenho. . Quando você move o cursor, o círculo segue o cursor em torno da área de desenho. 10 Mova o cursor sobre a cunha Zoom do círculo para que seja realçado. 11 Clique e mantenha pressionado o botão do mouse. O cursor exibe um ponto de pivô para a ferramenta Zoom. Modificando a vista | 21 12 Arraste o cursor para baixo ou para a esquerda apara afastar o zoom. 13 Arraste o cursor para cima ou para a direita para aproximar o zoom. É possível alterar o ponto de pivô ao soltar o botão do mouse, movendo o círculo para a posição desejada, e a seguir usar novamente a ferramenta Zoom. Para obter mais informações sobre o SteeringWheels, clique no menu suspenso do círculo Navegação completa, e clique em Ajuda. Para definir as configurações para o SteeringWheels, clique em ➤ Opções (localizado no canto inferior direito do menu do aplicativo), e clique na guia SteeringWheels. 14 Para sair do círculo, pressione Esc. 15 Feche o arquivo sem salvar as alterações realizadas. Executando tarefas comuns Neste exercício, você aprenderá a realizar algumas das tarefas comuns do Revit Architecture incluídas nos tutoriais. Após se familiarizar com estas tarefas, será mais fácil trabalhar no Revit Architecture, e focar nas lições de cada tutorial. Redimensionar elementos usando os controles de arraste 1 Clique em ➤ Abrir. 2 No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_UB_02_Common_Tasks_m.rvt. 3 No Navegador de projeto, expanda Vistas (todas), expanda Plantas de piso e clique duas vezes em 2º piso. Cnst. Ao desenhar ou modificar um modelo de construção, é importante entender como ajustar o tamanho dos componentes na área de desenho. Pequenos pontos azuis, denominados controles de arraste, são exibidos nas extremidades das linhas e paredes selecionadas em uma vista da planta. Controles similares, referidos como manipuladores de forma, são exibidos na parte final, inferior e superior da paredes selecionadas em vistas de elevação e vistas 3D. 4 Digite ZR, aproximar o zoom no canto superior esquerdo da planta de piso, e selecione a parede, como mostrado. Observe os pequenos pontos azuis exibidos em ambas as extremidades da parede. São os controles de arraste. 22 | Capítulo 2 Noções básicas 5 Clique e arraste o controle esquerdo, movendo o cursor horizontalmente para a esquerda, para aumentar o comprimento da parede. 6 Clique na área de desenho para desfazer a seleção da parede. Mover um elemento 7 Role a vista para baixo para poder ver o sofá e a mesa na planta de piso. 8 Selecione a tabela Craftsman02, e no painel Modificar, clique em Mover. Alguns comandos, como Mover e Copiar, requerem dois cliques para completar o comando. Após selecionar o elemento a ser movido, por exemplo, clique para especificar a posição inicial, e clique novamente para especificar a posição final. Neste caso, você quer mover a mesa para mais perto da parede. 9 Clique no canto inferior esquerdo da mesa. Executando tarefas comuns | 23 10 Clique próximo à parede inferior, como mostra a ilustração. A tabela move para baixo, e o canto inferior esquerdo é colocado no ponto final do movimento. Outra forma de mover um elemento é selecioná-lo e arrastá-lo para a nova posição. 11 Selecione a planta e arraste-a sobre a parte superior da mesa. Comandos para desfazer 12 Na barra de ferramentas Acesso rápido, clique no menu suspenso próximo a (Desfazer). Todas as alterações feitas em um projeto são exibidas. O comando Desfazer permite reverter os efeitos de um ou mais comandos. Neste exemplo, você decide que prefere a mesa em sua posição original. 13 No menu Desfazer, selecione o segundo item da lista, Mover. Selecionando o segundo item na lista irá desfazer as duas últimas ações. Todos os comandos são cancelados, incluindo o comando selecionado. A mesa e a planta voltam à posição de origem. 24 | Capítulo 2 Noções básicas OBSERVAÇÃO Para desfazer rapidamente a ação anterior, na barra de ferramentas Acesso rápido, clique em Finalizar um comando 14 Clique na guia Início ➤ painel Modelo ➤ Linha de modelo. Alguns comandos, como o comando Linhas, permanece ativo até que outro comando seja escolhido ou finalizado. 15 Clique na área de desenho para iniciar a linha e clique novamente para finalizá-la. Observe que o comando Linhas ainda está ativo e é possível continuar a desenhar linhas. 16 Para finalizar o comando, use um dos métodos seguintes: ■ ■ ■ , ou pressione Ctrl+Z. Escolha outra comando. No painel Seleção, clique em Modificar. Pressione duas vezes a tecla Esc. 17 Feche o arquivo sem salvar as alterações realizadas. Executando tarefas comuns | 25 26 Iniciando um projeto Utilize as lições neste tutorial para definir o projeto de amostra, incluindo: ■ ■ ■ Especificar as configurações gerais do sistema e as localizações de arquivos. Modificar as configurações do projeto para personalizar o ambiente de trabalho. Criar um terreno para o projeto, da superfície topográfica à plataforma de construção e áreas de estacionamento. 27 28 Modificando configurações do sistema 3 Nesta lição, você aprende como controlar as configurações do sistema para o Revit Architecture. As configurações do sistema são locais para cada computador e são aplicadas em todos os projetos. Elas não são salvas em arquivos e projeto ou arquivos de modelo. Você aprende a modificar: ■ ■ Opções gerais, como as cores para e exibição do segundo plano e seleção. Localizações padrão de arquivos, incluindo caminhos de arquivo para o modelo do projeto, modelo de família e biblioteca de famílias. Opções de ortografia, incluindo adicionar termos no dicionário pessoal. Configurações de snap, como incrementos para snap o comprimento e cotas angulares. ■ ■ Modificando as opções gerais do sistema Neste exercício, você modifica as configurações que controlam seu ambiente de trabalho no Revit Architecture local. Estas configurações controlam os gráficos, opções de seleção padrão, preferências de notificação, opções de limpeza do registro, e seu nome de usuário ao utilizar o compartilhamento de trabalho. Configurar as configurações dos gráficos 1 Clique em ➤ Opções. (O botão Opções fica no canto inferior direito do menu.) 2 Na caixa de diálogo Opções, clique na guia Gráficos. 3 Em Cores, marque Inverter cor de fundo e clique em OK. 4 Clique em ➤ Novo ➤ Projeto para abrir um novo projeto do Revit Architecture. 5 Na caixa de diálogo Novo projeto, no arquivo Modelo, clique em Procurar. 6 No painel esquerdo da caixa de diálogo Escolher modelo, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Templates\RAC_MSS_Tutorial_Default_m.rte. 7 Na caixa de diálogo Novo projeto, clique em OK. Observe que a área de desenho tem a cor preta. 8 Clique em ➤ Opções. 29 9 Na caixa de diálogo Opções, clique na guia Gráficos. 10 Em Cores, clique no valor para Seleção de cor. 11 Na caixa de diálogo Cor, selecione a cor amarela e clique em OK. OBSERVAÇÃO Também é possível especificar as cores de Realce e Alerta. Quando você move o cursor sobre um elemento na área de desenho, o elemento é exibido usando a cor de Realce. Quando ocorre um erro, os elementos causando o erro são exibidos utilizando a cor de Alerta. 12 Clique na guia Geral. 13 Em Notificações, especifique as seguintes opções: ■ ■ Para Intervalo de lembrete para salvar, Selecione Uma hora. Para Dica de ferramenta de ajuda, selecione Nenhuma. 14 Clique em OK. 15 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede. 16 Desenhe uma parede reta horizontal no centro da área de desenho. 17 Clique em Modificar. 18 Na área de desenho, selecione a parede. Observe que a parede selecionada é amarela, em vez do azul padrão. 19 Pressione Esc. 20 Coloque o cursor sobre a parede, mas não a selecione. Observe que a dica de ferramenta não é exibida. No entanto, a barra de status exibe informações sobre o elemento realçado. 21 Clique em ➤ Fechar. 22 Quando solicitado para salvar as alterações, clique em Não. 23 Clique em ➤ Abrir. 24 No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_MSS_01_System_Options_m.rvt. Observe que as configurações do sistema são aplicáveis a este projeto. 25 Clique em ■ ■ ➤ Opções. 26 Na caixa de diálogo Opções, clique na guia Gráficos, e faça as seguintes alterações: Em Cores, limpe Inverter cor de plano de fundo. Para Cor de seleção, selecione azul. 30 | Capítulo 3 Modificando configurações do sistema 27 Clique na guia Geral e faça as seguintes alterações: ■ Em Notificações, selecione seu Intervalo de lembrete para salvar preferido. Para Dica de ferramenta de ajuda, selecione Normal. Em Nome de usuário, digite o nome que deseja usar durante o trabalho compartilhado. Por padrão, é exibido seu nome de login. Em Limpeza de arquivo de registro, selecione os valores em Quando o número de registros exceder e Excluir registros com mais de (dias). Os arquivos de registro são excluídos automaticamente quando excederem o número que você determinou. Os arquivos de registro são documentos de texto que registram cada etapa realizada durante as sessões do Revit Architecture. Estes arquivos são utilizados no processo de suporte do software. Os diários podem ser executados para detectar um problema ou para recriar etapas ou arquivos perdidas. São salvos ao final de cada sessão do Revit Architecture. ■ ■ 28 Clique em OK. Observe que as cores de fundo já não estão invertidas e que as dicas de ferramenta são exibidas ao colocar o cursor sobre qualquer componente da construção. 29 Clique em ➤ Fechar. Se solicitado, não salve as alterações. Especificando a localização do arquivo Neste exercício, você especifica as localizações-padrão de arquivos. Estas configurações controlam as localizações de importantes arquivos do Revit Architecture, incluindo seu modelo padrão de projeto, arquivos de modelos de famílias e bibliotecas de famílias. Configurar a localização do arquivo 1 Clique em ➤ Opções. 2 Na caixa de diálogo Opções, clique na guia Localização de arquivo. 3 Em Arquivo modelo padrão, clique em Procurar. Observe que você pode escolher um modelo específico da indústria como seu modelo padrão. DICA Para visualizar um modelo, inicie um novo projeto com tal modelo. Clique em ➤ Novo ➤ Projeto, e clique em Procurar para selecionar um modelo. 4 Clique em Cancelar. 5 Em Caminho padrão para arquivos de usuário, clique em Procurar. 6 Na caixa de diálogo Procurar por pasta, selecione a pasta para salvar seus arquivos por padrão, e clique em Abrir. 7 Na caixa de diálogo Opções, em Caminho padrão para arquivos modelo de família, clique em Procurar. Este caminho é definido automaticamente durante o processo de instalação. Estes são os modelos de família que usará para criar novas famílias. É aconselhável não alterar este caminho. Entretanto, você pode ter que alterar o caminho em algumas circunstâncias, como em uma empresa de arquitetura grande e centralizada, onde os modelos personalizados se encontram em uma unidade de rede. 8 Clique em Cancelar. Especificando a localização do arquivo | 31 Especificar as configurações da biblioteca e criar uma biblioteca. 9 Na caixa de diálogo Opções, clique em Locais. 10 Na caixa de diálogo Locais, observe a lista dos nomes de bibliotecas. A lista depende das opções que foram selecionadas durante a instalação. Cada caminho de biblioteca leva o Revit Architecture a uma pasta de famílias ou arquivos de treinamento. Você pode alterar o caminho e os nomes de biblioteca existentes e criar novas bibliotecas. No painel esquerdo de todas as caixas de diálogo Abrir, Salvar, Carregar e Importar do Revit Architecture é exibido um ícone para cada biblioteca. Ao abrir, salvar ou carregar um arquivo do Revit Architecture, você pode clicar na pasta biblioteca localizada no painel esquerdo da caixa de diálogo. Na ilustração seguinte, observe que as bibliotecas são exibidas como ícones no painel esquerdo da caixa de diálogo. Você pode navegar no painel esquerdo para acessar todos os ícones da biblioteca. 11 Na caixa de diálogo Locais, em Bibliotecas, clique em (Adicionar valor). 12 Clique no campo Nome da biblioteca da nova biblioteca e altere o nome para Minha biblioteca. 13 Clique no campo Caminho da biblioteca, e clique no ícone campo. que é exibido no lado direito do 14 Navegue para C:\Meu documentos ou para uma pasta onde deseja criar uma biblioteca pessoal do Revit Architecture projetos, modelos ou famílias, e clique em Abrir. DICA Crie primeiro uma nova pasta e depois a selecione como o caminho da biblioteca. 32 | Capítulo 3 Modificando configurações do sistema No painel esquerdo de todas as caixas de diálogo Abrir, Salvar, Carregar e Importar do Revit Architecture é exibido um ícone para a nova biblioteca. 15 Clique duas vezes em OK. 16 Clique em ➤ Abrir. 17 No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique no ícone Minha biblioteca. Observe que Revit Architecture vai diretamente ao caminho da biblioteca. Se você trabalha em um escritório grande, poderá desejar configurar uma biblioteca no escritório em um caminho de rede para aumentar a produtividade e manter as normas do escritório. 18 Clique em Cancelar. 19 Clique em ➤ Opções. 20 Clique na guia Localização de arquivo. 21 Clique em Locais. 22 Selecione Minha biblioteca. 23 Clique em 24 Clique em OK. Especificar as configurações de renderização 25 Clique na guia Renderização. 26 Em Localização da biblioteca de aparência de renderização, visualize o caminho atual. Este caminho especifica a localização da Biblioteca de aparência de renderização. Este caminho é definido durante a instalação. Um arquivo de projeto pode ser utilizado para criar uma biblioteca de material padrão. A seguir você pode utilizar a opção Transferir normas do projeto para tornar os materiais disponíveis no projeto atual. Em Caminhos de aparências adicionais de renderização, é possível especificar as localizações de outros arquivos utilizados para definir aparências de renderização, como mapas de saliência, arquivos de cores personalizadas e arquivos de imagens de decalques. Estes arquivos podem ser armazenados em um recurso de rede. 27 Clique em OK. (Remover valor) para excluir a biblioteca. Especificando opções de ortografia Neste exercício, você alterará as configurações de ortografia e personalizará os dicionários do Revit Architecture. Especificando opções de ortografia | 33 Alterar as configurações de ortografia 1 Clique em ➤ Opções. 2 Na caixa de diálogo Opções, clique na guia Ortografia. 3 Em Configurações, selecione Ignorar palavras maiúsculas (DWG). 4 No dicionário Particular que contém as palavras adicionadas durante a correção ortográfica, clique em Editar. O dicionário personalizado se abre no editor de texto padrão. 5 No editor de texto, insira sheetmtl-Cu, e pressione Enter. Pressionar Enter adiciona uma linha em branco como a última entrada no dicionário. O dicionários personalizado e os dicionários da indústria de construção precisam terminar com uma linha em branco (uma linha sem texto). 6 Clique no menu Arquivo ➤ Salvar. 7 Clique no menu Arquivo ➤ Sair. 8 Em Dicionário de construção, clique em Editar. 9 No editor de texto, observe a lista dos termos da área de construção. 10 Clique no menu Arquivo ➤ Sair. 11 Na caixa de diálogo Opções, clique em OK. 12 Clique em ➤ Novo. 13 Na caixa de diálogo Novo projeto, clique em OK para abrir um novo projeto do Revit Architecture usando o modelo padrão. 14 Clique na guia Anotar ➤ painel Texto ➤ Texto. 15 Clique na área de desenho e digite This is sheetmtl-Cu and SHTMTL-CU. 16 Clique em Modificar. 17 Clique na guia Anotar ➤ painel Texto ➤ Ortografia. Observe que o corretor ortográfico aceita sheetmtl-Cu porque você o adicionou ao dicionário personalizado. Aceita SHTMTL-CU porque você definiu nas opções de ortografia que fossem ignoradas as palavras em maiúsculas. 18 Clique em ➤ Opções. 19 Na caixa de diálogo Opções, clique na guia Ortografia. 20 Em Configurações, clique em Restaurar padrões. Este comando reinicializa as configurações de ortografia para sua configuração original. 21 Em Dicionário pessoal, clique em Editar. O dicionário personalizado se abre no editor de texto padrão. 22 No editor de texto, exclua sheetmtl-Cu. 23 No editor de texto, clique no menu Arquivo ➤ Salvar, e a seguir clique no menu Arquivo ➤ Sair. 24 Na caixa de diálogo Opções, clique em OK. 25 Feche o arquivo sem salvar. Modificando configurações de snap Neste exercício, você modificará as configurações de snap. As configurações de snap são configurações do sistema aplicadas em todos os projetos e que não podem ser salvas dentro de um arquivo de projeto. Você 34 | Capítulo 3 Modificando configurações do sistema pode ativar ou desativar as configurações de snap ou usar as teclas de atalho para induzir um método de snap em particular. Neste exercício, você modificará os incrementos de snap, trabalhará com o snap ativado e usará teclas de atalho para controlar o snap em uma base de exemplo. Modificar os incrementos de snap 1 Clique em ➤ Novo ➤ Projeto para abrir um novo projeto do Revit Architecture. 2 Na caixa de diálogo Novo projeto, no arquivo Modelo, clique em Procurar. 3 No painel esquerdo da caixa de diálogo Escolher modelo, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Templates\RAC_MSS_Tutorial_Default_m.rte. 4 Na caixa de diálogo Novo projeto, clique em OK. 5 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Snaps. Observe que é possível modificar os incrementos de snap tanto no comprimento quanto nos ângulos. Quando você efetua zoom a uma vista, o Revit Architecture usa o maior incremento que representa menos de 2 mm da área de desenho. É possível aumentar esse valor digitando após este um ponto e vírgula. 6 Em Snaps de cota, dê um clique na caixa Incrementos de snap de cota de comprimento depois dos valores 1000; e digite 500 ;. 7 Em Snap a objeto, observe os acrônimos de 2 letras junta a cada opção de snap. É possível utilizar estas teclas de atalho a qualquer momento enquanto trabalha no desenho. Por exemplo, caso deseje efetuar o snap a um objeto para um ponto central da parede, insira SM, e somente pontos central de snaps serão reconhecidos até você cometer uma ação. Após dar um clique para posicionar o objeto no ponto central, a inserção faz o sistema voltar a sua configuração padrão. 8 Na caixa de diálogo Snaps, clique em OK. 9 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede. 10 Na Barra de opções, desmarque Cadeia. 11 Clique no centro da área de desenho e mova o cursor para a direita. Modificando configurações de snap | 35 Observe que os snaps de cota de escuta sofrem incremento em 1000 mm. Se isso não ocorrer, diminua o zoom até que ocorra. Uma cota interativa se refere a cota que é exibida enquanto você está desenhando. Esta cota reage ao movimento do cursor e as entradas no teclado numérico. DICA Para efetuar o zoom ao desenhar, utilize o botão de roda de seu mouse. Caso não tenha um botão de roda, poderá clicar com o botão direito do mouse e selecionar uma opção de zoom no menu de atalho. Ao desenhar, também é possível utilizar as teclas de atalho de zoom como ZO para afastar o zoom. 12 Ao desenhar uma parede reta genérica, aproxime o zoom até que o incremento de snap da cota interativa muda para 500 mm. Este é o incremento que você adicionou anteriormente Desenhar sem efetuar o snap 13 Ao desenhar a parede, tecle a tecla de atalho SO para desativar o snap. Observe que, quando o snap está totalmente desativado, a cota de escuta reflete o tamanho exato da parede conforme o cursor é movido para a esquerda ou para a direita. 14 Dê um clique para determinar o ponto final da parede. 15 Clique na área de desenho para iniciar uma segunda parede e mova o cursor para a direita. Não determine o ponto final da parede. Observe que o snap ainda está ativo. Ao usar as teclas de atalho para controlar o snap, o comando estará ativo somente com um clique do mouse. Usar as teclas de atalho de snap 16 Clique em Modificar. 17 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede. 36 | Capítulo 3 Modificando configurações do sistema 18 Posicione o cursor sobre a parede horizontal adicionada anteriormente. Observe que o cursor faz snap a vários pontos da parede. Se mover o cursor ao longo da parede, este fará snaps aos pontos finais, ao ponto central e às bordas da parede. 19 Insira SM. Esta é a tecla de atalho de snap que limita todos snaps aos pontos centrais. 20 Observe que o cursor faz snap somente ao ponto central da parede. 21 Dê um clique para iniciar a parede no ponto central 22 Mova o cursor para baixo e especifique o ponto final da parede. 23 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Snaps. 24 Em Snaps de cota, clique na caixa Comprimento de incremento de snap a cota e exclua os valores 500 ;. Certifique-se de que os ponto-e-vírgulas também foram excluídos . 25 Clique em OK. 26 Feche o arquivo sem salvar. Modificando configurações de snap | 37 38 Modificando configurações do projeto 4 Nesta lição, você aprenderá como controlar o ambiente do projeto utilizando as opções disponíveis no menu Configurações. Utilizando estas opções, você modifica a aparência de componentes e subcomponentes em um projeto. Você aprende a: ■ ■ ■ Modificar padrões e estilos de linha. Identificar onde modificar estilos de objeto para o projeto. Modificar unidades de medida do projeto, preferências de snap de cotas temporárias e escalas da vista para níveis de detalhe. Modificar a organização do Navegador de projeto. ■ Modificando padrões e estilos de linha/Controlando estilos de objeto Neste exercício, você cria um padrão de linha e aplica na borda do telhado em um projeto de amostra. Você então cria um estilo de linha para marcar o recuo de zoneamento da linha de divisa. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_MPS_01_Object_Styles_m.rvt. Criar um padrão de linha 1 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em {3D}. 2 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Padrões de linha. 3 Na caixa de diálogo Padrões de linha, clique em Nova. 4 Na caixa de diálogo Propriedades de padrão de linha, para Nome, insira Linha do telhado. 5 Insira Tipos e valores mostrados na seguinte ilustração: 39 6 Clique em OK duas vezes. Agora que você criou um padrão de linha, poderá aplicá-lo utilizando um dos seguintes métodos: ■ Utilize as configurações de Visibilidade/Gráficos para modificar a aparência em uma vista específica. Utilize estilos de objeto para aplicar a alteração em todas as vistas. ■ 7 Na Barra de controle da vista, clique em Estilo de gráfico do modelo ➤ Linha oculta. 8 No painel Configurações do projeto, clique no menu suspenso Configurações ➤ Estilos de objeto. 9 Na caixa de diálogo Estilos de objeto, em Categoria, selecione Telhado. 10 Para Cor da linha, selecione Vermelha. 11 Para Padrão da linha, selecione Linha do telhado. 12 Clique em OK. O estilo de linha é aplicado no telhado nesta vista. 40 | Capítulo 4 Modificando configurações do projeto OBSERVAÇÃO Os estilos de objeto para o projeto podem ser modificados. Por exemplo, os valores de Projeção e de Espessura de linha de corte podem ser modificados para coincidir com as normas do escritório. 13 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em Construção. 14 Na Barra de controle de vista, clique em Estilo de gráfico de modelo e certifique-se de que Linha oculta está selecionado. Observe que, nesta vista, é exibida a cor de linha, mas não o padrão de linha. OBSERVAÇÃO O padrão de linha é mais adequado em vistas de planta. O padrão não é aplicado em uma vista em perspectiva ou de câmera, na qual se espera ver uma linha sólida. Vistas 3D de plantas, cortes, elevações e ortogonais mostram a cor e o padrão de linha. 15 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 03 Telhado. Modificando padrões e estilos de linha/Controlando estilos de objeto | 41 16 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Estilos de objeto. 17 Na caixa de diálogo Estilos de objeto, em Categoria, selecione Telhado. 18 Para Cor da linha, selecione Preta. 19 Para Padrão da linha, selecione Sólido. 20 Clique em OK. 21 Clique na guia Vista ➤ painel Gráficos ➤ Visibilidade/Gráficos. 22 Na guia Categorias de modelo, para Visibilidade, selecione Telhados. 23 Para Linhas de projeção/superfície, clique em Sobrepor. Esta configuração sobrepõe a aparência do telhado somente na vista atual. 24 Na caixa de diálogo Gráficos de linha, especifique as seguintes opções: ■ ■ ■ Para Espessura, selecione 5. Para Cor, selecione Azul. Para Padrão, selecione Linha do telhado. 25 Clique duas vezes em OK. Observe que somente a aparência da linha de projeção do telhado é modificada. Você não especificou uma sobreposição de gráficos para as linhas de corte, então elas permanecem inalteradas. Criar um estilo de linha 26 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em Terreno. 42 | Capítulo 4 Modificando configurações do projeto Observe a topografia do terreno e as linhas de divisa. 27 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Estilos de linha. 28 Na caixa de diálogo Estilos de linha, em Modificar subcategorias, clique em Nova. 29 Para Nome, insira Recuo de zoneamento, e clique em OK. 30 Na categoria Recuo de zoneamento, especifique os seguintes valores: ■ ■ ■ Para Projeção de espessura de linha, selecione 2. Para Cor da linha, selecione Vermelha. Para Padrão de linha, selecione Tracejado duplo. 31 Clique em OK. 32 Clique na guia Início ➤ painel Modelo ➤ Linha de modelo. 33 No painel Elemento, no Seletor de tipos, selecione Recuo de zoneamento. 34 Na Barra de opções, para Plano de colocação, selecione Nível: 02 Nível de entrada. Isto coloca a linha acima da topografia. 35 No painel Desenhar, clique em (Linha). 36 Arraste as linhas do recuo aproximadamente como é mostrado: OBSERVAÇÃO Se desejar que o recuo seja exibido somente na vista de terreno, clique na guia Anotar ➤ painel Detalhe ➤ Linha de detalhe As Linhas de detalhe são exibidas somente na vista onde foram criadas, como se tivessem sido colocadas em uma camada da vista. 37 Clique em Modificar. 38 Na barra de ferramentas de Acesso rápido, clique em (Vista 3D). Observe que as linhas Recuo de zoneamento são exibidas nesta vista. 39 Clique na guia Vista ➤ painel Gráficos ➤ Visibilidade/Gráficos. Modificando padrões e estilos de linha/Controlando estilos de objeto | 43 40 Na guia Categoriais de modelos, expanda Linhas e desmarque a seleção de Recuo de zoneamento. Isto desativa a visibilidade das linhas de Recuo de zoneamento somente nesta vista. 41 Clique em OK. 42 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 02 Nível da entrada. 43 Clique na guia Vista ➤ painel Gráficos ➤ Visibilidade/Gráficos. 44 Na guia Categorias de modelo: ■ ■ Expanda Linhas e limpe Recuo de zoneamento. Expanda Terreno e limpe Linhas de divisa. OBSERVAÇÃO Se Terreno não estiver selecionado, selecione-o, e a seguir limpe Linhas de divisa. 45 Clique em OK. 46 Na barra de ferramentas de Acesso rápido, clique em 47 Feche o arquivo salvando-o ou não. (Vista 3D). Especificando unidades de medida, cotas temporárias e opções de nível de detalhamento Neste exercício, você modifica três configurações que tem amplo impacto no projeto. Na primeira parte, você especificará as unidades de medida do projeto. A menos que sejam anulados, os valores de cota exibidos utilizam esta configuração. Na segunda parte, modificará as configurações da cota temporária. Na última parte, modificará as atribuições do nível de detalhamento. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_MPS_01_Object_Styles_m.rvt. Configurar unidades de medida 1 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ Unidades do projeto. 2 Na caixa de diálogo Unidades do projeto, para Comprimento, clique no valor padrão. 3 Na caixa de diálogo Formato, para Arredondamento, selecione Para o 100 mais próximo, e clique em OK. 4 Na caixa de diálogo Unidades do projeto, para Área, clique no valor padrão. 5 Na caixa de diálogo Formato: ■ ■ ■ Para Arredondamento, selecione 0 casas decimais. Para Símbolo da unidade, selecione metros quadrados. Clique em OK. As modificações para o arredondamento de área são exibidas em tabelas e identificadores de área. 6 Clique em OK. A menos que sejam anuladas, as cotas utilizam estas configurações de projeto. 44 | Capítulo 4 Modificando configurações do projeto Especificar propriedades de cota temporária 7 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Cotas temporárias. 8 Em Paredes, selecione Faces. 9 Em Portas e janelas, selecione Aberturas e clique em OK. Neste projeto, as cotas temporárias são inseridas nas faces da parede e nas aberturas de portas e janelas. A localização de linhas de chamada temporárias pode ser alterada ao clicar em seus controles. Especificar níveis de detalhe 10 No painel Configurações do projeto, clique no menu suspenso Configurações ➤ Nível de detalhe. Ao criar uma nova vista e especificar a escala desta vista, o nível de detalhamento é automaticamente especificado de acordo com a ordem na tabela. DICA É possível anular o nível de detalhamento em qualquer momento especificando o parâmetro de Nível de detalhamento na caixa de diálogo Exibir propriedades ou o ícone Nível de detalhamento na Barra de controle de vista. Nesta tabela, você usará as setas entre as colunas para mover as escalas de vista de um nível de detalhamento para outro. Você não selecionou uma escala de vista para movê-la. A escala de vista se move tanto da parte inferior quanto da parte superior da coluna com base na direção. 11 Entre as colunas Grossa e média, clique em . Observe que a escala de vista 1 : 50 passou para a coluna Média. Qualquer nova vista criada com esta escala é automaticamente atribuída ao nível de detalhamento Média. 12 Clique em OK. 13 Feche o arquivo salvando-o ou não. Modificando a organização do Navegador de projeto Em um projeto típico, são produzidos geralmente vários pacotes de desenhos relacionados. Estes desenhos e folhas podem tornar-se tão numerosos que navegar uma longa lista do Navegador de projeto pode ser muito incômodo. Para organizar as vistas e folhas em conjuntos de entregas, você pode utilizar as configurações do Navegador de projeto para modificar instantaneamente como o Navegador de projeto agrupa e classifica. Neste exercício, você modifica a organização do Navegador de projeto e cria métodos para agrupar e classificar as vistas e folhas. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_MPS_03_Browser_Org_m.rvt. Organizar o Navegador de projeto por vistas 1 No Navegador de projeto, expanda Vistas (todas), expanda Planta de piso e, em seguida, expanda Vista em 3D. Observe que as vistas estão em ordem alfabética. 2 No Navegador de projeto, expanda Folhas (todas). Modificando a organização do Navegador de projeto | 45 Observe que as folha se encontram em ordem alfanumérica com base no número da folha. 3 Abra cada uma das vistas 3D na ordem seguinte e observe a progressão de cada vista: ■ ■ ■ ■ ■ ■ Construção principal - Fase 1-Estrutura Ala leste - Fase 2-Estrutura Ala oeste - Fase 3-Estrutura Projeto-Estrutura concluído Estrutura concluída com telhado e pisos Projeto concluído Cada uma das vistas varia por fase e disciplina. 4 Clique na guia Vista ➤ painel Janela ➤ menu suspenso Interface do usuário ➤ Organização do navegador. 5 Na guia Vistas da caixa de diálogo Organização do navegador, selecione Disciplina, e clique em OK. No Navegador de projeto, observe que Vistas estão divididas nas disciplinas de Arquitetura e Estrutural. 6 No Navegador de projeto, expanda as vistas Arquitetônica e Estrutural. 7 No painel Janelas, clique no menu suspenso Interface do usuário ➤ Organização do navegador. 8 Selecione Fase e clique em Aplicar. No Navegador de projeto, observe que as vistas são agrupadas por fase. 9 Na caixa de diálogo Organização de navegador, selecione Tipo/Disciplina e clique em OK. 10 No Navegador de projeto, expanda cada um dos tipos de vista e observe que estão agrupados por disciplina. Organizar o Navegador de projeto por folhas 11 No painel Janelas, clique no menu suspenso Interface do usuário ➤ Organização do navegador. 12 Clique na guia Folhas. 13 Selecione Prefixo de folha e clique em OK. 14 No Navegador de projeto, em Folhas, expanda cada um dos conjuntos de folha. 46 | Capítulo 4 Modificando configurações do projeto Criar um nome da organização do navegador 15 No painel Janelas, clique no menu suspenso Interface do usuário ➤ Organização do navegador. 16 Clique na guia Vistas e, em seguida, clique em Nova. 17 Insira Fase/Tipo/Disciplina e clique em OK. 18 Na caixa de diálogo Propriedades de organização de navegador, clique na guia Pastas e especifique o seguinte: ■ ■ ■ Agrupar por: Fase Depois por: Família e tipo Depois por: Disciplina 19 Clique em OK. 20 Na caixa de diálogo Organização de navegador, selecione Fase/Tipo/Disciplina como a organização de navegador atual e clique em OK. 21 No Navegador de projeto, em Vistas, expanda Completo, expanda Vista em 3D e, em seguida, expanda Arquitetônica e Estrutural. Observe que o Navegador de projeto reorganizou todas as vistas deste projeto de acordo com Fase, Tipo de vista (Família e tipo) e Disciplina. 22 Feche o arquivo salvando-o ou não. Modificando a organização do Navegador de projeto | 47 48 Criando um terreno 5 Nesta lição, você usa as ferramentas de terreno para adicionar e modificar componentes de terreno em um projeto. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ Importar dados de curva de nível e convertê-los em uma superfície topográfica 3D. Criar e identificar linhas de divisa utilizando as informações do arquivo DWG importado. Adicionar um sub-região na área para definir as ruas de acesso e a área de estacionamento. Adicionar uma plataforma de construção. Adicionar componentes de estacionamento e vegetação. Criando uma superfície topográfica Neste exercício, você cria uma superfície topográfica ao importar dados de curva de nível de um arquivo DWG e utilizando-o para criar a superfície topográfica do projeto. Você adiciona uma caixa de corte na vista 3D da superfície topográfica para cortar o terreno e visualizar a topografia de forma mais clara. 49 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Novo ➤ Projeto. Na caixa de diálogo Novo projeto, para Arquivo de modelo, clique em Procurar, e abra Training Files\Metric\Templates\DefaultMetric.rte. Clique em OK. ■ Importar dados de curva de nível para criar a superfície topográfica 1 Clique na guia Inserir ➤ painel Importar ➤ Importar CAD. 2 Na caixa de diálogo Importar formatos CAD: ■ ■ ■ No painel esquerdo, clique em Arquivos de treinamento, e selecione Common\Site Plan.dwg. Para Cores, selecione Preservar. Verifique se a opção Somente a vista atual localizada no lado esquerdo da caixa de diálogo está desmarcada. OBSERVAÇÃO Se você seleciona a opção Somente a vista atual ao importar o DWG, então o desenho é adicionado como um item de desenho e é específico da vista. Não é possível usar um item de desenho para criar superfície de topografia. ■ Clique em Abrir. 3 Aproxime o zoom para ajustar o desenho na vista. O desenho precisa ser movido para a direita para assegurar que a construção seja modelada perto da origem do projeto. Os marcadores de elevação no modelo do projeto apontam para a origem. É crítico que os projetos do Revit Architecture sejam criados o mais perto possível desta origem. 50 | Capítulo 5 Criando um terreno 4 Na área de desenho, selecione a planta importada do terreno. 5 Clique na guia Modificar planta do terreno.dwg ➤ painel Modificar ➤ Mover. 6 Clique perto do centro do edifício para inserir o ponto inicial do movimento, como mostrado. 7 Clique perto do lado externo direito do edifício para inserir o ponto final do movimento, como mostrado. Posicione o centro do edifício perto da área central indicada pelos marcadores de elevação. (A localização exata não é importante). Criando uma superfície topográfica | 51 8 Pressione Esc. 9 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Vista 3D ➤ 3D padrão. Você pode ver os resultados de forma mais clara ao criar a superfície topográfica a partir de uma vista 3D. OBSERVAÇÃO As curvas de nível no arquivo DWG importado são desenhadas com um valor z. O Revit Architecture utiliza estes valores para criar pontos 3D e gerar o objeto da superfície topográfica. 10 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Terreno do modelo ➤ Superfície topográfica. 11 Clique na guia Criar superfície topográfica ➤ painel Ferramentas ➤ menu suspenso Criar do importado ➤ Selecionar instância importada. 12 Na área de desenho, selecione a planta do terreno. 13 Na caixa de diálogo Adicionar pontos de camadas selecionadas: ■ ■ ■ ■ Clique em Marcar nenhum. Selecione C-TOPO-MAJR. Selecione C-TOPO-MINR. Clique em OK. 52 | Capítulo 5 Criando um terreno A planta do terreno DWG contém informações adicionais sobre as linhas de contorno. Utilize a caixa de diálogo Adicionar pontos de camadas selecionadas para filtrar as linhas que não deseja utilizar para criar a superfície topográfica. 14 Clique na guia Criar superfície topográfica ➤ painel Superfície ➤ Concluir superfície. OBSERVAÇÃO Utilizando uma instância importada, como um arquivo DWG ou um arquivo de pontos, diminui o tempo necessário para inserir pontos e criar a superfície topográfica. Além disso, é possível criar ou adicionar pontos utilizados para definir a superfície topográfica manualmente. Para obter informações adicionais sobre o processo manual de criação de uma superfície topográfica, consulte a ajuda do Autodesk Revit Architecture 2010. Desativar a visibilidade do DWG 15 No Navegador de projeto, expanda Vista em 3D, clique com o botão direito do mouse em {3D}, e clique em Propriedades. 16 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Sobreposições de visibilidade/gráficos, clique em Editar. 17 Na guia Categorias importadas da caixa de diálogo Sobreposições de visibilidade/gráficos, para a vista 3D {3D}, em Visibilidade, desmarque Site Plan.dwg, e clique em OK. Criando uma superfície topográfica | 53 18 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, em Extensões, selecione Caixa de corte, e clique em OK. O DWG não mais é exibido, e uma caixa de corte é desenhada nas extensões da geometria da superfície topográfica. Criar uma aresta cortada 19 Na área de desenho, selecione a caixa de corte. 20 Arraste os controles para ajustar as arestas da caixa de corte para cortar a superfície topográfica com a caixa. (A colocação exata da aresta não é importante). Quando a aresta da caixa de corte, corta a superfície topográfica, um padrão de corte é exibido na aresta da superfície topográfica, tornando mais fácil visualizar a superfície topográfica. 54 | Capítulo 5 Criando um terreno Visualizar a superfície topográfica 21 Clique com o botão direito do mouse na caixa de corte, e clique em Ocultar na vista ➤ Elementos. 22 Na Barra de controle da vista, clique em Gráficos de modelo ➤ Sombreamento com arestas. 23 Na barra de navegação clique em (Círculo de navegação completa), e utilize a ferramenta Órbita para girar a superfície topográfica para visualizá-la em diversos ângulos. 24 Clique em ➤ Fechar, e feche o arquivo sem salvar. Adicionando linhas de divisa Neste exercício, você utiliza o arquivo DWG importado para criar linhas de divisa. Utilize a ferramenta Identificador para legendar as linhas de divisa com as informações de distância e direção. Adicionando linhas de divisa | 55 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CS_02_Property_Lines_m.rvt. Adicionar linhas de propriedade 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em Terreno. 2 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Terreno do modelo ➤ Linha de divisa. 3 Na caixa de diálogo Criar linha de divisa, selecione Criar ao desenhar. Você utiliza a opção de croqui porque o DWG já contém informações de linhas de divisa. A opção da tabela também pode ser utilizada, dependendo das informações disponíveis ao usuário no momento em que esteja criando as linhas de divisa em um projeto. Para obter mais informações sobre o método de tabela, consulte a ajuda do Autodesk Revit Architecture 2010. 4 Clique na guia Criar croqui de linha de divisa ➤ painel Desenhar ➤ (Selecionar linhas). Utilizando o método de seleção de linhas, você pode utilizar a geometria existente no projeto como a base para as linhas de divisa. 5 Na Barra de controle de vista, clique em Estilo do modelo gráfico ➤ Estrutura de arame. Modifique o estilo de Estrutura de arame para exibir a linha de divisa a esquerda. Ela é ocultada pela superfície topográfica 3D no estilo de Linha oculta. 6 Selecione as 4 linhas de divisa, como mostrado. ■ Linha direita. ■ Linha superior. 56 | Capítulo 5 Criando um terreno ■ Linha esquerda. ■ Linha inferior. 7 Clique na guia Criar croqui da linha de divisa ➤ painel Linha de divisa ➤ Concluir linha de divisa. Indicando linhas de divisa 8 Clique na guia Anotar ➤ painel Identificador ➤ Identificar por categoria. 9 Na Barra de Opções, clique em Chamada de detalhe. 10 Selecione o ponto médio da linha de divisa norte. Não há identificadores carregados para os segmentos de linha de divisa neste projeto. Adicionando linhas de divisa | 57 11 Na caixa de diálogo, clique em Sim para carregar uma família de identificadores de linha de divisa para ser utilizada neste projeto. 12 No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_Property Line Tag.rfa. 13 Clique para identificar cada uma das 4 linhas de divisa. 14 Pressione Esc. O identificador da linha de propriedade é muito pequeno. Altere a escala da vista para tornar os identificadores mais fáceis de serem lidos. 15 Na Barra de controle da vista, para Escala, selecione 1:500. OBSERVAÇÃO O Norte do Projeto e o Norte verdadeiro podem ser manipulados no projeto para as informações apropriadas de direção. Consulte a ajuda do Autodesk Revit Architecture 2010 para obter mais informações. 16 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma sub-região de superfície topográfica Neste exercício, você cria uma sub-região para definir o layout das ruas de acesso e da área de estacionamento. A criação de uma sub-região não resulta em superfícies separadas; ela define uma área da superfície onde você pode aplicar um conjunto diferente de propriedades, como um material. 58 | Capítulo 5 Criando um terreno Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CS_03_Subregion_m.rvt. Selecionar a geometria DWG para a rua e estacionamento 1 Aproxime o zoom na área da rua e estacionamento, como mostrado. 2 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Modificar terreno ➤ Sub-região. 3 Clique na guia Criar limite de sub-região ➤ painel Desenhar ➤ (Selecionar linhas). 4 Na área de desenho, posicione o cursor sobre a linha magenta. (As linhas magenta indicam as ruas e as áreas de estacionamento). ■ Pressione Tab até que a Barra de status indique que uma Cadeia de paredes ou linhas está realçada. Clique para selecionar a cadeia de linhas. ■ OBSERVAÇÃO Uma cadeia é uma série de linhas ou segmentos de arco conectadas por seus respectivos pontos finais. Você pode utilizar esta técnica para selecionar com rapidez cada uma das cadeias de linhas na cor magenta. Criando uma sub-região de superfície topográfica | 59 5 Utilizando o método anterior, selecione todas as linhas magenta. Desenhar linhas para completar o ciclo 6 Clique na guia Criar limite de sub-região ➤ painel Desenhar ➤ 7 Na Barra de opções, desmarque Cadeia. O limite precisa ser um ciclo fechado. Utilize a opção de desenho para fechar a sub-região nas 2 ruas. OBSERVAÇÃO Desmarque a opção Cadeia para desenhar segmentos de linha individuais. Selecione a opção Cadeia para desenha uma série de linhas e arcos conectados em seus pontos finais. 8 Desenhe a linha para fechar o limite onde a rua esquerda efetua a intersecção com o limite do terreno. Clique na intersecção da rua e da linha do terreno na esquerda. (Linha). Mova o cursor na horizontal, e clique na intersecção da linha na direita, como mostrado. 60 | Capítulo 5 Criando um terreno 9 Utilizando o mesmo método, desenhe uma linha através da rua na direita para fechar o limite. 10 Pressione Esc. Alterar o material da sub-região 11 Clique na guia Criar limite de sub-região ➤ painel Elemento ➤ Propriedades de sub-região. 12 Na caixa de diálogo Propriedades, em Materiais e Acabamentos, para Material, clique em 13 Na caixa de diálogo Materiais, navegue e selecione Terreno - Macadame. 14 Clique duas vezes em OK. 15 Clique na guia Criar limite de sub-região ➤ painel Sub-região ➤ Concluir sub-região. 16 Clique na barra de ferramentas de acesso rápido, clique em (3D padrão). . 17 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando uma plataforma de construção Neste exercício, você cria uma plataforma de construção. Uma plataforma de construção é em um elemento hospedado em superfície topográfica e só pode ser adicionado em uma superfície topográfica. Quando você adiciona uma plataforma de construção, a plataforma irá cortar a superfície topográfica, ou a superfície topográfica será desenvolvida, como necessário para a colocação do objeto plataforma. Adicionando uma plataforma de construção | 61 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CS_04_Building_Pad_m.rvt. Adicionar uma plataforma de construção ao projeto 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em Terreno. 2 Aproxime o zoom no perímetro da construção. 3 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Terreno do modelo ➤ Plataforma de construção. OBSERVAÇÃO Por padrão, o comando Selecionar paredes está ativo. Se você tiver um modelo de construção existente, poderá selecionar as paredes externas para definir a plataforma de construção. 4 Clique na guia Criar limite da plataforma ➤ painel Desenhar ➤ (Selecionar linhas). Você utiliza as informações DWG para estabelecer o limite do objeto de plataforma. 5 Selecione todas as linhas que representam as extensões do edifício. (Estas são as linhas na cor azul escuro, incluindo os pequenos quadrados que representam o pavilhão). 62 | Capítulo 5 Criando um terreno OBSERVAÇÃO Opcionalmente, posicione o cursor sobre uma linha, pressione Tab até que a Barra de status indique que uma cadeia de linhas está realçada, e clique para selecioná-la. As linhas mudam de cor quando você as seleciona. 6 Clique na guia Criar limite de plataforma ➤ painel Seleção ➤ Modificar. 7 Clique na guia Criar limite de plataforma ➤ painel Editar ➤ Dividir. Você utiliza as ferramentas Dividir e Aparar para modificar as linhas para obter um limite de ciclo fechado. Ao desenhar no Revit Architecture, é importante que os limites sejam estabelecidos como ciclos fechados sem nenhuma linha de intersecção. 8 Clique na linha vertical direita do edifício onde ela se conecta com o pavilhão, como mostrado. (A localização exata da divisão não é importante, desde que esteja entre as linhas da aresta do pavilhão). Adicionando uma plataforma de construção | 63 9 Clique na guia Criar limite da plataforma ➤ painel Editar ➤ Aparar. 10 Selecione as seguintes linhas para aparar o limite. ■ Linha vertical do edifício acima da divisão. ■ Linha horizontal superior do pavilhão. ■ Linha vertical do edifício abaixo da divisão. 64 | Capítulo 5 Criando um terreno ■ Linha horizontal inferior do pavilhão. 11 Clique na guia Criar limite da plataforma ➤ painel Plataforma de construção ➤ Concluir plataforma de construção. 12 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Vista 3D ➤ 3D padrão. 13 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando espaços de estacionamento Neste exercício, você adiciona espaços de estacionamento na superfície do terreno. Você também cria uma tabela para exibir o número total de espaços de estacionamento. Adicionando espaços de estacionamento | 65 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CS_05_Parking_m.rvt. Adicionar componentes de estacionamento 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em Terreno. 2 Aproxime o zoom na área de estacionamento. 3 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Terreno do modelo ➤ Componente de estacionamento. 4 No painel Elemento, no Seletor de tipo, em M_Espaço de estacionamento, selecione 5480 x 2740 mm - 90 deg. Como as sub-regiões do Revit Architecture não suportam o snap, utilize a manipulação dos estilos de linha DWG para colocar o componente de estacionamento. 5 Alinhe o espaço de estacionamento no canto superior direito da área de estacionamento, e clique para colocar um componente de estacionamento, como mostrado. 66 | Capítulo 5 Criando um terreno 6 Pressione a Barra de espaço duas vezes para rotacionar o componente de estacionamento, e clique para colocar outro espaço de estacionamento no canto inferior esquerdo da área de estacionamento, como mostrado. 7 Clique em Modificar. Criar uma matriz de espaços de estacionamento 8 Selecione o espaço de estacionamento no canto superior direito. 9 Clique na guia Modificar ➤ painel Modificar ➤ Matriz. 10 Crie a matriz dos componentes de estacionamento na área superior da área de estacionamento. ■ Clique no canto superior direito do espaço de estacionamento para especificar o ponto final da matriz. ■ Mova o cursor para a esquerda, digite 2740 mm, e pressione Enter. Este valor define a distância para a colocação do 2º objeto na matriz. Adicionando espaços de estacionamento | 67 ■ Digite 16, e pressione Enter para definir a contagem da matriz (o número de objetos na matriz). 11 Pressione Esc. 12 Utilizando o mesmo método, defina uma matriz para os espaços de estacionamento no outro lado da área de estacionamento. Utilize as seguintes especificações: ■ ■ ■ Ponto final - canto inferior esquerdo. Distância entre os espaços 2740 mm. Contagem da matriz - 10. 68 | Capítulo 5 Criando um terreno 13 Pressione Esc. Modificar a matriz Observe que uma contagem de 10 espaços de estacionamento tinha uma a menos. É possível adicionar um espaço na matriz. Para adicionar uma instância na matriz, selecione 1 dos objetos na matriz e altere o valor de contagem da matriz. 14 Selecione um espaço de estacionamento na matriz , digite 11 para a contagem da matriz, e pressione Enter, como mostrado. 15 Pressione Esc. Criar uma tabela para contar os espaços de estacionamento 16 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Tabelas ➤ Tabela/Quantidades. 17 Na caixa de diálogo Nova tabela, para Categoria, selecione Estacionamento, e clique em OK. 18 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela, para Campos disponíveis, selecione Contagem, e clique em Adicionar. 19 Clique em OK. A tabela registra cada instância dos objetos de estacionamento. No entanto, Você gostaria que a tabela apresentasse um total. Adicionando espaços de estacionamento | 69 20 No Navegador de projeto, expanda Tabela/Quantidades, clique com o botão direito do mouse em Tabela de estacionamento, e clique em Propriedades. 21 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Classificar/Agrupar, clique em Editar. 22 Na guia Classificar/Agrupar da caixa de diálogo Propriedades da tabela, desmarque Itens de cada instância, e clique um OK. 23 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Formatação, clique em Editar. 24 Na guia Formatação da caixa de diálogo Propriedades da tabela, para Cabeçalho, digite Número de espaços. 25 Clique duas vezes em OK. 26 Na tabela, clique e arraste a borda direita para expandir a vista. Desativar a visibilidade do DWG 27 No Navegador de projeto, abra a vista de planta do terreno. 28 Aproxime o zoom, para ajustar a planta do terreno na vista. Você não mais precisa da planta de terreno DWG. É possível desativar a visibilidade (ou remover totalmente o desenho do projeto) para clarear a planta do terreno. 29 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Terreno, e clique em Propriedades da vista. 30 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Sobreposições de visibilidade/gráficos, clique em Editar. 31 Na guia Categorias importadas da caixa de diálogo Sobreposições de visibilidade/gráficos, desmarque Planta de Terreno.dwg. 32 Clique duas vezes em OK. 33 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando componentes de vegetação Neste exercício, você adiciona componentes de vegetação na superfície do terreno. Você também pode criar uma tabela para determinas as contagens do paisagismo. 70 | Capítulo 5 Criando um terreno Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CS_06_Planting_m.rvt. Adicionando famílias de vegetação no terreno 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em Terreno. 2 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Terreno do modelo ➤ Componente do terreno. 3 Clique para colocar uma arvore a esquerda da área de estacionamento, como mostrado. Nessa etapa, coloque uma árvore padrão que é selecionada. Para colocar uma variedade diferente de árvore (vegetação), escolha um outro tipo no Seletor de tipo no painel Elemento. 4 Clique para colocar 3 árvores no pátio do edifício, como mostrado. Adicionando componentes de vegetação | 71 5 No painel Elemento, no Seletor de tipo, selecione Alfarrobeira de Mel - 7.6 Metros. 6 Clique para colocar a árvore na ilha na esquerda do edifício. Carregar uma família de vegetação 7 Clique na guia Componente do terreno ➤ painel Modelo ➤ Carregar família. 8 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_RPC Shrub.rfa. 9 Clique para colocar 3 arbustos ao longo da parte interna da rua esquerda. 72 | Capítulo 5 Criando um terreno 10 Opcional: preencha o projeto com uma variedade de vegetações. (A variedade e colocação exata não são importantes.) Criar uma tabela de paisagismo Após completar o layout, você cria uma tabela de paisagismo para contar e classificar as seleções de vegetação. 11 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Tabelas ➤ Tabela/Quantidades. 12 Na caixa de diálogo Nova tabela: ■ ■ ■ Para Categoria, selecione Vegetação. Para Nome, digite Tabela de paisagismo. Clique em OK. 13 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela, especifique as opções: ■ ■ ■ Na guia Campos, selecione Tipo e clique em Adicionar. Selecione contagem e clique em adicionar. Na guia Classificar/Agrupas, desmarque Itens de cada instância. (Cada tipo de vegetação pode ser totalizada na tabela). Para Classificar por, selecione Tipo. Utilize o campo Classificar por, para classificar em ordem alfabética os nomes de vegetações. Na guia Formatação, para Cabeçalho, digite Nome da vegetação. Clique em OK. ■ ■ ■ 14 Na tabela, clique duas vezes nas bordas da coluna para expandir as colunas para que o texto caiba. O conteúdo da tabela irá variar dependendo do tipo de vegetação colocada. Adicionando componentes de vegetação | 73 15 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em {3D] para visualizar o layout do terreno com as vegetações. 16 Aproxime o zoom, para ajustar a planta do terreno na vista. 17 Na barra de navegação clique em (Círculo de navegação completa), e utilize a ferramenta Órbita para girar a superfície topográfica para visualizá-la em diversos ângulos. Observe como as árvores se conectam na vertical com a superfície topográfica. OBSERVAÇÃO As plantas são exibidas como geometria simples até serem renderizadas. 18 Se o cume das árvores parecem estar cortados, faça o seguinte para ajustar a caixa de corte: ■ ■ Na Barra de controle de vista, clique em (Revelar elementos ocultos). Selecione a caixa de corte, e utilize o controle para arrastar o topo da caixa de corte até que as árvores sejam corretamente exibidas. 74 | Capítulo 5 Criando um terreno ■ Na Barra de controle da vista, clique em (Fechar revelar elementos ocultos). 19 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando componentes de vegetação | 75 76 Modelando um projeto Neste tutorial, você utiliza um fluxo de trabalho recomendado para criar um Modelo de Informações de Construção (BIM) e efetuar o ajuste fino do modelo. 77 78 Criando dados do projeto 6 Nesta lição, são estabelecidos dados para o modelo de construção, incluindo: ■ ■ ■ Adicionando níveis. Criando linhas de eixo legendadas e cotadas. Ajustando o comprimento da linha de eixo e adicionando intervalos para otimizar o layout. Adicionando níveis de projeto Neste exercício, você adiciona níveis no projeto. Os níveis servem como dados para colocar objetos adicionais no projeto. 79 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CPD_01_Adding_Levels_m.rvt. Ajustando o nível existente 1 No Navegador de projeto, em Elevação (Elevação de construção), clique duas vezes em Sul. 2 Na vista de elevação, aproxime o zoom nos marcadores de níveis. 3 Na área de desenho, clique com o botão direito do mouse em uma árvore, e clique em Ocultar na vista ➤ Categoria. A visibilidade para a categoria de vegetação é desativada, reduzindo a confusão visual. 4 Aproxime o zoom nas legendas de níveis na direita. 5 Antes de adicionar níveis, ajuste a altura no Nível 2. ■ ■ ■ Selecione Nível 2. Clique no parâmetro de altura do Nível 2. Digite 3800 mm, e pressione Enter. 80 | Capítulo 6 Criando dados do projeto 6 Afaste o zoom até poder ver ambas as extremidades dos níveis existentes. Adicionar níveis 7 Clique na guia Início ➤ painel Dados ➤ Nível. 8 No lado esquerdo dos níveis existentes, clique para adicionar um terceiro nível 3800 mm acima do Nível 2, como mostrado. OBSERVAÇÃO Para localizar o ponto inicial, mova o cursor sobre o ponto final do Nível 2, e mova o cursor para acima, utilizando os auxílios de desenho exibidos para localizar o ponto inicial correto. 9 Mova o cursor para a direita, e clique para alinhar a aresta direita do marcador de nível com os níveis existentes. 10 Utilizando o método anterior, adicione um quarto nível 3800 mm acima do Nível 3, como mostrado. Adicionando níveis de projeto | 81 11 Na barra de opções, selecione Criar vista de planta. O próximo nível que você adiciona é utilizado para estabelecer a altura do parapeito da parede. Este nível é utilizado somente para referência, portanto, não é necessário criar uma vista da planta. 12 Utilizando o método anterior, adicione um quinto nível 2000 mm acima do Nível 4, como mostrado. 13 Clique na guia Colocar nível ➤ painel Selecionar ➤ Modificar. Modificar níveis 14 Aproxime o zoom nas cabeças do nível. 15 Selecione Nível 5, clique no parâmetro de altura, digite 12400 mm, e pressione Enter. 16 Ajuste o marcador do Nível 5 para que ele não sobreponha o texto do nível abaixo. ■ ■ Selecione Nível 5. Clique no controle para adicionar um cotovelo, como mostrado. ■ Arraste o cotovelo para ajustar a posição da legenda. (A localização exata não é importante). 82 | Capítulo 6 Criando dados do projeto Renomear níveis 17 Selecione Nível 1, clique na legenda Nível 1, digite 01 - Nível da entrada, e pressione Enter. 18 Na caixa de diálogo, clique em Sim para renomear as vistas correspondentes. 19 Utilizando o método anterior, renomeie os níveis remanescentes: Nome existente Nível 2 Nível 3 Nível 4 Nível 5 Novo nome 02 - Piso 03 - Piso Telhado Parapeito 20 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando linhas de eixo do projeto Neste exercício, você adiciona linhas de eixo no projeto. As linhas de eixo são numeradas e letradas automaticamente quando são colocadas. Você utiliza as ferramentas de cota para cotar os eixos e espaçá-los igualmente através da construção. Criando linhas de eixo do projeto | 83 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CPD_02_Grid_Lines_m.rvt. Ajustar a visibilidade da vista 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. A colocação de eixos nesta vista minimiza a necessidade de manipular os eixos em outras vistas. No entanto, também é possível exibir objetos de eixo em outros planos, da mesma forma. 2 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em 01 - Nível da entrada, e clique em Propriedades. Para tornar mais fácil o posicionamento doe eixos, você temporariamente exibe a plataforma de construção nesta vista. Para exibir a plataforma, ative a visibilidade da topografia e ajuste a faixa de visualização. 3 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Sobreposições de visibilidade/gráficos, clique em Editar. 4 Na guia Categorias do modelo da caixa de diálogo Sobreposições de visibilidade/gráficos, desmarque Vegetação, selecione Topografia, e clique em OK. 5 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, em Extensões, para Faixa da vista, clique em Editar. 6 Na caixa de diálogo Faixa da vista, em Profundidade da vista, para Nível, selecione Ilimitado, e clique em OK. 7 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Escala da vista (no topo da lista de parâmetros), selecione 1 : 200. A escala da vista é alterada para que as legendas de eixo sejam fáceis de serem vistas quando as linhas de eixo são colocadas. 84 | Capítulo 6 Criando dados do projeto 8 Clique em OK. Colocar linhas de eixo verticais 9 Aproxime o zoom na plataforma de construção para colocar os eixos com mais facilidade. 10 Clique na guia Início ➤ painel Dados ➤ Eixo. 11 Adicione o eixo utilizando a aresta da plataforma esquerda como o ponto de snap. ■ Clique no ponto final superior esquerdo da plataforma de construção. ■ Mova o cursor para baixo, e clique abaixo do canto inferior esquerdo da plataforma. Criando linhas de eixo do projeto | 85 12 Pressione duas vezes a tecla Esc. 13 Na área de desenho, clique na linha de eixo. 14 Clique e arraste as extremidades do modelo da linha de eixo para que fique sobre a plataforma em ambos os lados. (A colocação exata dos pontos finais do eixo não é importante). 15 Clique na caixa na extremidade superior da linha de eixo para alternar a visibilidade da legenda. 86 | Capítulo 6 Criando dados do projeto 16 Pressione duas vezes a tecla Esc. 17 Utilizando o mesmo método, adicione 9 linhas de eixo verticais. ■ ■ Utilize os pontos finais da primeira linha de eixo como os pontos de snap. A colocação das linhas de eixo adicionais não é importante. No entanto, o eixo 6 deve estar próximo da linha final da ala mais curta da construção. Criando linhas de eixo do projeto | 87 ■ Utilize pontos de snap para colocar o eixo 10 na linha final da ala mais longa. Em seguida, ajuste os pontos finais como necessário para alinhar com os outros eixos. 18 Clique em Modificar. 19 Alinhe a linha de eixo 6 com a linha final da ala mais curta do edifício. ■ ■ Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Alinhar. Clique na linha vertical direita da ala mais curta. ■ Clique na linha de eixo 6. 88 | Capítulo 6 Criando dados do projeto 20 Clique em Modificar. Cotar as linhas de eixo 21 Clique na guia Anotar ➤ painel Cota ➤ Alinhado. 22 Clique seqüencialmente nas linhas de eixo 1 a 6, e clique acima das linhas de eixo para colocar a seqüência de cotas. 23 Clique em EQ na seqüência de cotas para especificar o espaçamento igual entre as linhas de eixo entre os pontos cotados. Criando linhas de eixo do projeto | 89 24 Clique em Modificar. 25 Utilizando o método anterior, equalize os eixos de 6 para 10. 26 Clique em Modificar. 27 Selecione a cota esquerda e pressione Delete. OBSERVAÇÃO Cotas podem ser utilizadas para estabelecer restrições. Se uma cota utilizada para estabelecer uma restrição (neste caso o espaçamento EQ) é subseqüentemente excluída, é possível escolher manter a restrição ou cancelar a restrição dos elementos. 28 Na caixa de diálogo de aviso, clique em Cancelar restrição. 29 Utilizando o método anterior, exclua a seqüência da cota direita e remova a restrição das linhas do eixo. 90 | Capítulo 6 Criando dados do projeto Colocar e cotar linhas de eixo horizontais 30 Clique na guia Início ➤ painel Dados ➤ Eixo. 31 Clique no ponto final no canto superior direito da ala curta. 32 Desenhe a linha de eixo horizontal na esquerda, clique fora do edifício, e pressione Esc. Criando linhas de eixo do projeto | 91 33 Ajuste a saliência do eixo como desejado. 34 Utilize legendas alfabéticas de eixo para as linhas de eixo horizontal: ■ ■ Clique em legenda de eixo 11. Tipo A. ■ Pressione Enter. 35 Coloque 9 linhas de eixo adicionais no edifício. Os eixos utilizam automaticamente a seqüência alfabética para a legendagem. A linha de eixo C deveria alinhar com a parede inferior da ala curta e a linha de eixo H deveria alinhar com a parede superior da ala longa. 36 Utilizando as técnicas de cota e controle EQ, efetue o espaçamento dos eixos como segue: ■ ■ ■ A-C são equalizados na ala curta do edifício. C-H são equalizados através do corte central do edifício. H-J são equalizados na ala longa do edifício. 92 | Capítulo 6 Criando dados do projeto 37 Feche o arquivo salvando-o ou não. Ajustando linhas de eixo Neste exercício, ajuste as linhas de eixo para fins de clareza no projeto. Modifique os pontos finais e adicione intervalos nas linhas de eixo, onde irão simplificar a vista. Ajustando linhas de eixo | 93 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CPD_03_Adjust_Grids_m.rvt. Ajustar o comprimento da linha de eixo 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Na área de desenho, selecione a linha de eixo 7. 3 Clique no cadeado superior para remover a restrição. 4 Ajuste o ponto final da linha de eixo ao arrastá-la para baixo para perto da aresta da ala mais longa do edifício. 5 Utilizando o método anterior, ajuste as linhas de eixo 8-10 para o mesmo comprimento. As linhas de eixo irão fazer snap com o ponto final da linha do eixo 7 para auxiliar com o alinhamento. Lembre-se de clicar no cadeado para remover a restrição antes de ajustar o ponto final. (A localização exata não é importante). 6 Utilizando o método anterior, ajuste as linhas de eixo horizontais D-G para que elas fiquem próximas da beirada da seção do meio da construção. ■ ■ Selecione a linha de eixo. Clique no cadeado para remover a restrição. 94 | Capítulo 6 Criando dados do projeto ■ Araste o ponto final do modelo para a esquerda. Exibir legendas de linha de eixo 7 Exibir legendas de eixo para as linhas de eixo 1-6 para que o eixo seja legendado em ambos os lados da construção. ■ ■ Selecione a linha de eixo 2, e clique na caixa acima da linha do eixo. Utilizando o método anterior, exiba as legendas para as linhas de eixo 3-6. Alterar o tipo de eixo 8 Enquanto pressiona CTRL, selecione as linhas de eixo 4-6. 9 Clique na guia Modificar ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipo ➤ 6.5 mm Intervalo de bolha. O tipo de eixo é alterado para um que permita que um intervalo seja exibido na linha do eixo. Ajustando linhas de eixo | 95 10 Selecione a linha de eixo 6 e ajuste o intervalo: ■ Utilizando o controle, ajuste o ponto final superior do intervalo da linha do eixo para que ele se estenda abaixo da ala mais curta da construção, como mostrado. (A localização exata não é importante). ■ Ajuste o ponto final inferior do intervalo da linha do eixo para que ele se estenda acima da ala mais longa da construção, como mostrado. ■ Pressione Esc. 96 | Capítulo 6 Criando dados do projeto 11 Utilizando o método anterior, ajuste os pontos finais superior e inferior dos intervalos da linha do eixo para as linhas 4 e 5. 12 Feche o arquivo salvando-o ou não. Ajustando linhas de eixo | 97 98 Utilizando massas 7 Nesta lição, você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ Utilizar as ferramentas de massa para criar objetos de massa de construção. Criar pisos de massa com base nos níveis da construção. Tabular áreas de piso. Utilizar a ferramenta Gerador de construção para criar pisos, paredes e telhados de faces de massa. Criar uma vista em perspectiva. Usando ferramentas de massas Neste exercício, você cria a massa para o edifício principal. Você utiliza a plataforma de construção criada em um exercício anterior para estabelecer a massa. 99 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_UM_01_Massing_Tools_m.rvt. Criar uma massa para o edifício principal 1 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em {3D}. 2 Na Barra de controle da vista, clique em Estilo de gráfico do modelo ➤ Linha oculta. 3 Aproxime o zoom na plataforma de construção. 4 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Massa conceitual ➤ Massa no local. 5 Na caixa de diálogo Massa - Exibir massa ativado, clique em Fechar. 6 Na caixa de diálogo Nome, digite Edifício principal, e clique em OK. A massa que você cria para o edifício principal é uma extrusão simples da forma já estabelecida pelo objeto plataforma. 7 Clique na guia Modelar massa no local ➤ painel Desenhar ➤ Linha. 8 No painel Desenhar, clique em (Selecionar linhas). O limite pode ser estabelecido rapidamente utilizando a opção Selecionar linhas. 100 | Capítulo 7 Utilizando massas 9 No painel Colocação, clique em Plano de trabalho. 10 Posicione o cursor sobre o contorno da plataforma, e pressione TAB até a cadeia de paredes ou linhas seja exibida na barra de status. 11 Clique para selecionar o contorno. 12 No painel Seleção, clique em Modificar. A parte do edifício no pátio (o pavilhão) terá uma massa diferente. Remova essa porção do limite e utilize as ferramentas Aparar/Estender para fechar o ciclo do limite. 13 Mantendo pressionado Ctrl, selecione três linhas representando o pavilhão e a linha na esquerda do pavilhão, e pressione Delete. OBSERVAÇÃO Para selecionar um segmento de linha individual ao invés da cadeia de linhas, pressione Tab para realçar o segmento, e clique para selecioná-lo. Usando ferramentas de massas | 101 14 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Aparar. 15 Selecione a linha de limite de construção principal no lado esquerdo do pavilhão. 16 Selecione a linha na direita do pavilhão. O limite agora é um ciclo fechado. 17 Clique em Modificar. 18 Selecione o limite que acaba de criar. 19 Clique na guia Modificar linhas ➤ painel Forma ➤ menu suspenso Criar ➤ Forma. 102 | Capítulo 7 Utilizando massas 20 Na área de desenho, clique no valor da cota para a altura, digite 13000 mm, e pressione Enter. 21 Clique na guia Massa no local do modelo ➤ painel Editor no local ➤ Concluir massa. 22 Na Barra de controle da vista, clique em Gráficos de modelo ➤ Sombreamento com arestas. Usando ferramentas de massas | 103 23 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma análise de estudo de massa Neste exercício, você adiciona áreas de piso ao objeto de massa com base nos níveis criados em um exercício anterior. Você então tabula as áreas de piso para a análise preliminar da forma do edifício. Após adicionar uma massa para o pavilhão para o estudo, a tabela de área do piso é automaticamente atualizada. Áreas de piso definidas pelos níveis do edifício Tabela de piso de massa com a área bruta de piso Arquivo de treinamento ■ Clique em ➤ Abrir. 104 | Capítulo 7 Utilizando massas ■ No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_UM_02_Massing_Study_m.rvt. Atribuir pisos para a massa 1 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Massa conceitual ➤ Exibir massa. 2 Na área de desenho, selecione a massa. 3 Clique na guia Modificar massa ➤ painel Massa ➤ Pisos de massa. 4 Na caixa de diálogo Pisos de massa, selecione os níveis a seguir: ■ ■ ■ 01 - Nível da entrada 02 - Piso 03 - Piso Os níveis no projeto são reconhecidos como dados válidos que podem ser utilizados para estabelecer níveis de piso no objeto de massa. 5 Clique em OK. 6 Pressione Esc. Criando uma análise de estudo de massa | 105 Criar uma tabela para reportar áreas de piso de massa Crie uma tabela que totalize as áreas de piso de cada nível e que reporte a área de todo o edifício. 7 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Tabelas ➤ Tabela/Quantidades. 8 Na caixa de diálogo Nova tabela, em Categoria, selecione Pisos de massa, e clique em OK. 9 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela, em Campos disponíveis, selecione Massa: Família, e clique em Adicionar. 10 Utilizando o método anterior, adicione os campos a seguir: ■ ■ Nível Área de piso 11 Clique em OK. 12 Expanda as colunas para ver toda a tabela de piso de massa. Modificar as propriedades da tabela 13 No Navegador de projeto, em Tabelas/Quantidades, clique com o botão direito do mouse em Tabela de piso de massa, e clique em Propriedades. 14 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Formatação, clique em Editar. 15 Na guia Formatação da caixa de diálogo Propriedades da tabela, em Campo, selecione Área de piso, e em Formatação do campo, selecione Calcular totais. 16 Na guia Classificação/Agrupamento, selecione Total geral, e na lista suspensa, selecione Somente totais. 17 Clique duas vezes em OK. Adicionar uma massa para o pavilhão 18 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em {3D}. 19 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Massa conceitual ➤ Massa no local. Você adiciona o pavilhão no pátio do edifício. O pavilhão não é tão alto como as outras partes do edifício e somente tem um piso no primeiro nível. 20 Na caixa de diálogo Nome, digite Pavilhão, e clique em OK. 21 Aproxime o zoom na linha de contorno para o pavilhão. 22 Clique na guia Modelar massa no local ➤ painel Desenhar ➤ Linha. 23 No painel Desenhar, clique em (Selecionar linhas). 24 No painel Colocação, clique em Plano de trabalho. 25 Posicione o cursor sobre a aresta do pavilhão, pressione Tab até que a aresta seja realçada, e clique para selecioná-la. 106 | Capítulo 7 Utilizando massas OBSERVAÇÃO Caso seja difícil selecionar a aresta do pavilhão, utilize o ViewCube para alterar a orientação, como mostrado. 26 Utilizando o método anterior, selecione as outras três arestas da plataforma. Você somente será capaz de selecionar a aresta longa da massa do edifício principal para a aresta traseira do pavilhão. Apare essa aresta longa na próxima etapa. 27 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Aparar. 28 Apare a linha posterior longa para que ela complete o perímetro do pavilhão. 29 No painel Seleção, clique em Modificar. 30 Selecione o limite do pavilhão. 31 Clique na guia Massa no local do modelo ➤ painel Forma ➤ menu suspenso Criar forma ➤ Forma. 32 Clique no valor de comprimento da cota para a altura (valor da cota mais baixo), insira 6600 mm, e pressione Enter. 33 Clique na guia Massa no local do modelo ➤ painel Editor no local ➤ Concluir massa. Adicionar uma área de piso na massa do pavilhão 34 Selecione a massa do pavilhão. Criando uma análise de estudo de massa | 107 35 Clique na guia Modificar massa ➤ painel Massa ➤ Pisos de massa. 36 Na caixa de diálogo Pisos de massa, selecione 01 - Nível da entrada, e clique em OK. 37 No Navegador de projeto, em Tabelas/Quantidades, clique duas vezes em Tabela de piso de massa. Observe que a tabela de piso de massa é automaticamente atualizada para incluir o pavilhão. 38 Feche o arquivo salvando-o ou não. Utilizando a ferramenta Gerador de construção Neste exercício, você utiliza a massa do edifício estabelecida em exercícios anteriores para criar a concha externa do edifício. Você ajusta o tamanho da massa e recria as paredes para acomodar as alterações de massa. Após completar a concha, você cria uma vista de câmera para uma perspectiva 3D do pátio do edifício. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_UM_03_Building_Maker_m.rvt. 108 | Capítulo 7 Utilizando massas Criar pisos ao selecionar faces 1 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em {3D}. 2 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Massa conceitual ➤ Exibir massa. 3 Aproxime o zoom na área do edifício. 4 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Massa conceitual ➤ menu suspendo Modelar por face ➤ Piso. Utilize o comando Piso por face antes de adicionar paredes. Adicionando as paredes primeiro, torna difícil selecionar as faces do piso na massa. 5 Selecione o segundo piso no edifício principal. OBSERVAÇÃO Você começa no segundo piso por que nas etapas anteriores um objeto de plataforma foi colocada na terra. Esta plataforma está agindo como o piso para o nível de entrada. Utilizando a ferramenta Gerador de construção | 109 6 Clique na guia Colocar piso por face ➤ painel Seleção múltipla ➤ Criar piso. 7 Utilizando o método anterior, crie um piso para o terceiro nível. 8 Clique em Modificar. Criar paredes ao selecionar faces 9 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Massa conceitual ➤ menu suspenso Modelar por face ➤ Parede. 10 Na Barra de opções, para Linha de localização, selecione Concluir face: Interna. Especifique que a linha de localização da parede é a face interna da parede. 11 Selecione as faces externas do edifício. Não selecione as faces do pavilhão ou do edifício principal em direção ao pátio. 12 Após a parede externa ser colocada, utilize o ViewCube para girar o modelo para o lado traseiro direito, para que o pátio e as paredes do pavilhão possam ser colocadas. Estas paredes irão utilizar a família de paredes cortina. 110 | Capítulo 7 Utilizando massas 13 Clique na guia Colocar parede ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipo, e selecione Parede cortina. 14 Selecione as faces do pátio do edifício principal e as faces do pavilhão. 15 Clique em Modificar. Ajustar a altura do objeto de massa 16 Selecione a massa do edifício principal e utilize os controles para arrastar a altura da massa para cima. (A altura exata não é importante). A alteração da altura permite alinhar com mais facilidade o objeto de massa com o nível correto em uma vista de elevação. Utilizando a ferramenta Gerador de construção | 111 17 No Navegador de projeto, em Elevação (Elevação de construção), clique duas vezes em Sul. 18 Aplique zoom na construção. 19 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Alinhar. Em uma vista de elevação, utilize a ferramenta Alinhar para alinhar o topo da massa com o nível do parapeito do edifício. 20 Selecione o nível do parapeito. 21 Selecione o topo da massa do edifício principal. 112 | Capítulo 7 Utilizando massas 22 Pressione Esc para finalizar o comando Alinhar. 23 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em {3D}. Em uma vista 3D, é possível ver que as paredes não mais se alinham com a massa utilizada para criá-las. A ferramenta Recriar permite recriar as paredes se a massa for alterada. 24 Posicione o cursor sobre uma parede básica, e pressione Tab até que a cadeia de paredes ou linhas seja exibida na Barra de status. 25 Clique para selecionar as paredes. Todo o conjunto de seleção por ser recriado de uma só vez para tornar mais rápida a edição. 26 Clique na guia Modificar paredes ➤ painel Modelo por face ➤ Atualizar para face. Utilizando a ferramenta Gerador de construção | 113 27 Utilizando o método anterior, atualize as paredes cortina ao longo do pátio. OBSERVAÇÃO Mantendo pressionado Ctrl, clique para adicionar cada parede cortina no conjunto de seleção para ajustar todas as paredes de uma só vez. 28 Clique em Modificar. Adicionar um telhado 29 Clique na guia Massa e Terreno ➤ painel Massa conceitual ➤ menu suspenso Modelar por face ➤ Telhado. Adicione um telhado no edifício para terminar o esqueleto externo do edifício. 30 Selecione a face superior do edifício principal. 31 Clique na guia Colocar telhado por face ➤ painel Seleção múltipla ➤ Criar telhado. 32 Clique em Modificar. 33 Selecione o telhado, e clique na guia Modificar telhados ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades da instância. Ajuste as propriedades do telhado para que esteja deslocado da face da massa pela altura do parapeito. 34 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Deslocamento do nível, insira -1000 mm, e clique em OK. 35 Pressione Esc. Criar a vista em perspectiva 36 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 114 | Capítulo 7 Utilizando massas 37 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Vista 3D ➤ Câmera. ■ ■ Clique fora do edifício no canto superior direito para colocar a posição do olho da câmera. Clique abaixo do canto inferior esquerdo do edifício para colocar o alvo da vista. 38 Utilize os controles do limite de recorte para ajustar a vista, como necessário. OBSERVAÇÃO A vista também pode ser ajustada utilizando as ferramentas SteeringWheels na vista em perspectiva. 39 Na Barra de controle da vista, clique em Gráficos de modelo ➤ Sombreamento com arestas. 40 Clique na guia Massa e terreno ➤ painel Massa conceitual ➤ Exibir massa, para ocultar a massa. Utilizando a ferramenta Gerador de construção | 115 Renomear a vista 41 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Vista 3D 1, e clique em renomear. 42 Na caixa de diálogo Renomear vista, digite Pátio do edifício, e clique em OK. 43 Feche o arquivo salvando-o ou não. 116 | Capítulo 7 Utilizando massas Adicionando elementos básicos de construção 8 Nesta lição, você adiciona elementos básicos de construção ao modelo. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Colocar colunas estruturais, utilizando o eixo como uma ferramenta de layout. Utilizar ferramentas de desenho para editar a forma do piso para acomodar uma varanda no segundo piso. Modificar a forma e estrutura da aresta da laje para fornecer condições de dreno do telhado. Criar um telhado em forma de borboleta sobre o pavilhão, utilizando as paredes como o perímetro. Adicionar um layout de parede interna no nível da entrada, e modificar a parede externa para criar uma entrada. Colocar janelas e portas no layout do nível da entrada. Utilize 2 métodos para adicionar forros ao layout: colocar ao detectar automaticamente os limites do ambiente e colocar ao desenhar um limite. 117 Adicionando colunas Neste exercício, você coloca colunas estruturais no modelo. Ao colocar as colunas, você utiliza os eixos colocados durante os exercícios anteriores como uma ferramenta de layout. Você altera as colunas para atender requisitos do projeto, e as coloca em múltiplos níveis do modelo de construção. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_BBE_01_Add_Columns_m.rvt. Carregar uma família de colunas 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Coluna ➤ Pilar estrutural. O projeto pede uma coluna de concreto redonda. 3 Clique na guia Colocar pilar estrutural ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipo, e observe que a coluna circular não está disponível no projeto. 118 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Carregue a família de colunas de uma biblioteca externa. 4 Clique na guia Colocar pilar estrutural ➤ painel Detalhe ➤ Carregar família. 5 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_Concrete-Round-Column.rfa. Adicionar colunas 6 Clique na guia Colocar pilar estrutural ➤ painel Múltiplol ➤ Em eixos. Essa opção permite que você rapidamente selecione todas as intersecções de eixo onde as colunas podem ser colocadas. 7 Iniciando no canto inferior esquerdo e terminando no canto superior direito, desenhe uma janela de seleção em torno de toda a planta de piso. Todos os elementos do modelo são filtrados, exceto os eixos, fora do conjunto de seleção. 8 No painel Múltipla seleção, clique em Concluir seleção. As colunas são colocadas nas intersecções de todos os eixos selecionados. Adicionando colunas | 119 9 Clique em Modificar. As colunas colocadas nas intersecções do eixos C4-C6 e H4-H10 estão fora da parede cortina que cria o esqueleto do edifício no pátio. É preciso excluir essas colunas do projeto. 10 Desenhe uma caixa de seleção em torno das colunas colocadas nas intersecções dos eixos C4-C6, e pressione Excluir. 11 Utilizando o mesmo método, exclua as colunas colocadas nas intersecções dos eixos H4-H10. Modificar a altura da coluna 12 Utilizando a caixa de seleção, selecione toda a planta de piso. 13 Clique na guia Múltipla seleção ➤ painel Filtro ➤ Filtrar. Você filtra o conjunto de seleção para somente incluir os pilares estruturais. 14 Na caixa de diálogo Filtrar: ■ ■ ■ Clique em Marcar nenhum. Em Categoria, selecione Pilares estruturais. Clique em OK. 15 Clique na guia Múltipla seleção ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de instância. Você modifica as propriedades e aplica um deslocamento no topo das colunas para acomodar a espessura do piso acima. 16 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Deslocamento superior, digite -150 mm, e clique em OK. 120 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Colar colunas em níveis superiores 17 Enquanto as colunas ainda estão selecionadas, clique ➤ guia Múltipla seleção ➤ painel Área de transferência ➤ Copiar. 18 No painel Área de transferência, clique no menu suspenso Colar alinhado ➤ Selecionar níveis. 19 Na caixa de diálogo Selecionar níveis, enquanto pressiona Ctrl, selecione 02 - Piso e 03 - Piso. 20 Clique em OK. 21 Abra a vista {3D}. Na vista 3D, as colunas adicionadas aos 3 níveis são exibidas. Excluir colunas extras no pavilhão 22 Utilize o ViewCube para orientar a vista para o pavilhão. 23 Aproxime o zoom nas colunas no pavilhão. Embora as paredes do pavilhão se estendem dois níveis acima, ele somente tem um nível de piso, portanto, então é possível excluir as colunas no segundo e terceiro nível. 24 Selecione as colunas no segundo e terceiro nível do pavilhão (duas colunas em cada nível). Adicionando colunas | 121 25 Pressione Delete. 26 Feche o arquivo salvando-o ou não. Editando pisos Neste exercício, você modifica o piso para o segundo nível. O projeto pede uma varanda suspensa no segundo nível do edifício principal faceando para o pavilhão. O objeto de piso foi criado nos exercícios de massa e a forma da massa determina a forma do elemento. Você edita o piso existente para alterar a forma, como necessário. 122 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_BBE_02_Edit_Floor_m.rvt. Editar o piso 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 02 - Piso. 2 Posicione o cursor sobre a arestas do piso, pressione Tab até que a barra de status indique que o objeto do piso está realçado, e clique para selecioná-lo. 3 Clique na guia Modificar piso ➤ painel Editar ➤ Editar limite. Você modifica a forma que define as extensões do piso. Desenhar linhas para a nova forma do piso 4 Clique em Modificar pisos ➤ guia Editar limite ➤ painel Desenhar ➤ Linha de limite. 5 No painel Desenhar, clique em (Linha). Editando pisos | 123 6 Na Barra de opções, selecione Cadeia. 7 Clique na intersecção da linha de eixo F.1 e na linha de piso vertical direita. 8 Mova o cursor 1200 mm para a direita, e clique em OK. 9 No painel Desenhar, clique em (Arco passando através de três pontos). 10 Mova o cursor para baixo da intersecção da linha de eixo G, e clique para definir o ponto final do arco. 11 Clique para definir o terceiro ponto do arco, como mostrado. (Você ajusta o raio em uma etapa posterior). 124 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção 12 Clique na guia Editar limite ➤ painel Desenhar ➤ (Linha). 13 Mova o cursor para a esquerda, e clique na intersecção da linha de eixo G e na linha de piso existente. 14 Clique em Modificar. 15 Selecione a linha do limite curvado para a varanda, clique na cota, insira 3500, e pressione Enter. 16 Pressione Esc. Com a forma completa, modifique as linhas existentes para poder formar um ciclo fechado para o limite. As formas de limite precisam ser ciclos fechados para poder criar o objeto do limite. Editando pisos | 125 Criar um limite de ciclo fechado 17 Clique em Modificar pisos ➤ guia Editar limite ➤ painel Editar ➤ Dividir. 18 Clique próximo do ponto médio do piso vertical dentro da forma da varanda, como mostrado. 19 Clique em Modificar pisos ➤ guia Editar limite ➤ painel Editar ➤ Aparar. 20 Apare as linhas para formar um limite fechado incorporando a nova forma da varanda, como mostrado. 21 Clique na guia Editar limite ➤ painel Piso ➤ Concluir piso. A forma do piso é modificada para representar o novo projeto. 22 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em {3D}. 23 Utilize o ViewCube para orientar a vista para o pavilhão, onde você poderá ver a nova varanda suspensa. 126 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção 24 Feche o arquivo salvando-o ou não. Editando um telhado plano Neste exercício, você inclina a laje do telhado do edifício para permitir as condições de drenagem do telhado. Para este exercício, você somente modifica um corte do telhado. Você modifica a construção da laje para refletir com maior precisão a construção real do telhado e a forma em que a inclinação será acomodada na isolação do telhado. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_BBE_03_Edit_Roof_m.rvt. Editando um telhado plano | 127 Desenhar linhas do cume 1 Com a vista 3D aberta, selecione a laje do telhado. 2 Clique na guia Modificar telhados ➤ painel Edição de forma ➤ Adicionar linha divisória. Neste exercício, você trabalha em uma área específica da laje. Adicione linhas de cume para a laje para acomodar as condições, como requerido. 3 Desenhe uma linha de cume para separar a ala mais curta do edifício, como mostrado. Além das linhas de cume, você pode colocar pontos na superfície da laje. Então, é possível usar as linhas de cume e pontos para modificar a forma da laje do telhado. Colocar pontos 4 No painel Edição de forma, clique em Adicionar ponto. 128 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção 5 Clique para adicionar um ponto no meio do corte do telhado sobre a ala mais curta para representar a localização do dreno do telhado. (A colocação exata não é importante para este exercício). Modificar a elevação da aresta do telhado 6 No painel Edição da forma, clique em Modificar sub-elementos. Agora, é possível alterar a elevação das extremidades, cumes e pontos para criar uma laje moldada. Neste caso, você eleva as arestas em trono de um ponto de drenagem da posição original do telhado. 7 Coloque o cursor sobre a aresta do telhado da ala mais curta, pressione Tab até que a cadeia de paredes ou linhas sejam exibidas na barra de status, e clique para selecionar a cadeia de arestas do telhado. 8 Na Barra de opções, para Elevação, digite 150 mm, e pressione Enter. 9 Clique na área de desenho, e pressione Esc. A laje do telhado é exibida com extremidades representando as faces inclinadas levando para baixo para a drenagem do telhado. Você pode utilizar o mesmo método para o restante do telhado para acomodar as condições de drenagem. Editando um telhado plano | 129 Criar um corte 10 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique suas vezes em Telhado. 11 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ Corte. Você cria um corte através do edifício junto ao ponto inferior no corte inclinado do telhado. 12 Desenhe um corte vertical entre as linhas de eixo 4 e 5, através da ala mais curta do edifício. (A localização exata não é importante). 13 Pressione Esc. 14 Clique duas vezes na extremidade do corte para exibir o corte. 130 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Na vista de corte é possível ver que a laje está abaulada. O desenho especifica que a laje é plana ao longo da extremidade inferior e a inclinação é criada usando isolamento cônico. Você modifica a construção da laje para refletir este projeto. Modificar a estrutura da laje 15 Selecione o telhado. 16 No painel Elemento, no Seletor de tipo, selecione Telhado quente - Concreto. O tipo de telhado que você precisa não está no Seletor de tipo. Como o tipo de telhado é uma família de sistema e não pode ser carregado no projeto, é preciso criá-lo ou transferi-lo de um projeto existente. Para criar o tipo de telhado, selecione a família de telhados que mais se próxima do tipo requerido, duplique-a, e modifique as propriedades como necessário. OBSERVAÇÃO Para obter mais informações sobre como transferir uma família de sistema (por exemplo, um tipo de telhado) de um projeto existente, consulte Transferindo padrões do projeto na Ajuda on-line do Revit Architecture. 17 No painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. 18 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Duplicar. 19 No campo Nome, digite Deck de concreto - Isolação cônica, e clique em OK. 20 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Estrutura clique em Editar. 21 Altere a espessura e as propriedades do material: ■ Na caixa de diálogo Editar montagem, selecione Camada 3 Térmica/Camada de Ar [3], Material do telhado - Asfalto, e clique em Delete. Editando um telhado plano | 131 ■ ■ Utilizando o mesmo método, exclua Camada da membrana e substrato [2]. Na caixa de diálogo Editar montagem, para Camada 1 Acabamento 1 [4], clique no campo Material, e clique em . ■ ■ ■ ■ Na caixa de diálogo Materiais, selecione Telhado - Membrana EPDM, e clique em OK. Para Espessura da camada de acabamento, digite 2 mm. Para Espessura da camada de estrutura, digite 190 mm. Na caixa de diálogo Editar montagem, para Camada 2 (Camada Térmica/Ar), selecione Variável. Selecionar essa opção especifica que o isolamento e todas as camadas acima do isolamento são inclinadas, enquanto que as camadas do telhado permanecem na horizontal. Clique duas vezes em OK. ■ Alterar o nível de detalhe da vista 22 Na Barra de controle da vista, clique em Nível de detalhe ➤ Alta resolução. 23 Aproxime o zoom para ver como a camada de isolamento está inclinando. 24 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando um telhado inclinado Neste exercício, você adiciona um telhado de borboleta no pavilhão do edifício. Você utiliza a ferramenta Telhado por perímetro e define as inclinações como valores negativos para estabelecer a forma de borboleta. OBSERVAÇÃO Um telhado borboleta é criado ao inverter a aresta do telhado para que ela mergulhe no meio e lembre as asas de uma borboleta. 132 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_BBE_04_Sloped_Roof_m.rvt. Criar um telhado por perímetro 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 03 - Piso. Ao selecionar o terceiro piso como a vista, para utilizar no desenho do telhado, o telhado será associado com o Nível 3. Você escolhe este nível porque é o nível mais próximo onde o telhado do pavilhão será localizado. 2 Aproxime o zoom na área do pavilhão. 3 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Telhado ➤ Telhado por perímetro. 4 Na Barra de opções, para Saliência, digite 600 mm, e verifique se Define a inclinação está selecionada. 5 No painel Desenhar, verifique se (Selecionar paredes) está selecionada. A utilização da opção Selecionar paredes permite utilizar paredes existentes como guias para criar a geometria do telhado. 6 Clique nas paredes superiores e inferiores horizontais do pavilhão para que o deslocamento seja para o lado de fora. Criando um telhado inclinado | 133 7 Na Barra de opções, desmarque Define a inclinação, e para Saliência, digite 300 mm. Você altera o valor da saliência para o triângulo e a aresta. 8 Clique na parede vertical direita do pavilhão para que a saliência esteja na direita. 9 Clique na guia Criar perímetro de telhado ➤ painel Desenhar ➤ (Linha). Utilize a opção Linha para a última aresta fechando o ciclo. A parede nessa localização não é mais necessária. Usando a opção Linhas, em vez da opção Selecionar paredes, evita precisar de aparar as linhas próximas do ciclo. 10 Clique no ponto final esquerdo da linha superior, mova o cursor para baixo, e clique no ponto final esquerdo da linha inferior para fechar o limite. 11 Clique em Modificar. Alterar a inclinação do telhado 12 Selecione a linha da aresta horizontal superior, selecione a cota de inclinação, digite -20, e pressione Enter. 134 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Uma inclinação negativa é definida para as arestas, criando uma forma de borboleta. 13 Utilizando o método anterior, altere a inclinação para linha de limite inferior. 14 Clique na guia Criar perímetro do telhado ➤ painel Telhado ➤ Concluir telhado. 15 Na caixa de diálogo de prompt, clique em Não. Você não anexa agora as paredes ao telhado porque a parede longa do edifício principal está no conjunto de seleção. Neste ponto, não há forma de cancelar a seleção de uma parede específica. Você anexa as paredes do pavilhão ao telhado de forma manual em etapas posteriores. Abrir uma vista 3D 16 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Vista 3D ➤ 3D padrão, e aplique zoom no telhado borboleta. Anexar as paredes ao telhado 17 Selecione três paredes cortina para o pavilhão. Criando um telhado inclinado | 135 18 Clique na guia Modificar paredes ➤ painel Modificar parede ➤ Anexar. 19 Clique no telhado. 20 Pressione Esc. 21 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando paredes Neste exercício, você adiciona paredes internas em uma ala do nível da entrada. É possível aplicar os mesmos conceitos utilizados para fazer o layout dessa parte do edifício para projeto geral da parte interna do edifício. (Para este exercício, você somente trabalha com uma seção do edifício). 136 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_BBE_05_Add_Walls_m.rvt. Efetuar o layout das paredes do corredor 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede. Efetue o layout das paredes do corredor principal do edifício. Você utiliza paredes externas como guia e um valor de deslocamento para colocar a parede do corredor principal. 3 Clique na guia Colocar parede ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipo, e selecione Interior - 138 mm Divisória (1-hr). A construção exata da parede não foi determinada. No entanto, a parede genérica irá se parecer com a construção da parede final. Após a construção da parede ter sido decidida, o tipo de parede pode ser modificado para um tipo de parede mais preciso. 4 Na Barra de opções, para Linha de localização, selecione Concluir face: Externa. 5 Na Barra de opções, para Deslocamento, digite 8350, e pressione Enter. O valor do deslocamento é a medição da parede externa para a localização do novo corredor. 6 Iniciando no canto superior direito da parede externa, clique para efetuar o snap no ponto final. Você utiliza os snaps ao ponto final nas paredes externas ao efetuar o layout da parede do corredor. Utilize as ferramentas Zoom e Pan para realçar os pontos finais, como necessário. 7 Movendo no sentido anti-horário, clique no seguintes pontos finais na parede externa. Adicionando paredes | 137 OBSERVAÇÃO É preciso selecionar os pontos em um movimento anti-horário porque o valor do deslocamento é positivo e você deseja posicionar o corredor dentro do edifício. ■ ■ ■ Canto superior esquerdo. Canto inferior esquerdo. Canto inferior direito. 8 Clique em Modificar. Efetuar o layout das paredes internas 9 Aproxime o zoom na ala mais curta do edifício para colocar paredes para um layout interno. 10 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede. 11 Na Barra de opções: ■ ■ Para Linha de localização, selecione Linha central da parede. Desmarque Cadeia. Quando você desenha com a opção Cadeia selecionada, os segmentos de linha são conectados (em cadeia) para que o último ponto na linha anterior se torne o primeiro ponto da próxima linha. Neste caso, desmarque a opção Cadeia por que se deseja desenhas paredes individuais. Para Deslocamento, verifique 0.0. ■ 138 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção 12 Crie 4 paredes verticais a partir da parede externa para o corredor, como mostrado: (A colocação exata não é importante, porque as posições da parede serão ajustadas nas próximas etapas.) ■ ■ ■ ■ Para a direita da linha de eixo 3. Para a esquerda da linha de eixo 4. Para a esquerda da linha de eixo 5. Para a esquerda da linha de eixo 6. 13 Clique em Modificar. 14 Selecione a primeira parede vertical na esquerda. 15 Clique no controle da linha de chamada de cota para a cota temporária, e arraste-a para a esquerda para alinhá-la com a linha de eixo 3. 16 Clique na cota temporária esquerda, digite 1575, e pressione Enter. Adicionando paredes | 139 17 Utilizando o método anterior, e trabalhando da esquerda para direita, ajuste a posição das outras três paredes (paredes 2-4). Selecione cada uma das paredes, e modifique a cota temporária à esquerda. Consulte a tabela a seguir para obter os valores da cota: Parede (da esquerda para a direita) 2 3 4 Cota 3960 6020 6020 18 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede, e coloque as paredes adicionais. (A localização exata não é importante). 140 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Adicionar paredes para criar um entrada 19 Com a guia Colocar parede ainda ativa, no Seletor de tipo, selecione Genérica - 200 mm. 20 Na Barra de opções, para Linha de localização, selecione Concluir face: Interna. Utilize a face de acabamento interna para a linha de localização da parede porque é a colocação mais lógica da parede em relação às outras paredes. 21 Para Altura, selecione 02 - Piso. Defina a altura para ir ao nível do segundo piso. 22 Desenhe uma parede horizontal do canto superior esquerdo do corredor para a parede externa na esquerda, para criar um ambiente maior. Você pode precisar aproximar o zoom para selecionar o ponto final da face interna da parede. 23 Clique em Modificar. 24 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede. 25 Na Barra de opções, para Linha de localização, selecione Concluir face: Externa, e para Deslocamento, digite 610 mm. Utilize uma linha de eixo existente como uma ferramenta de layout para a parede e especifique um deslocamento para a colocação. Adicionando paredes | 141 26 Desenhe uma parede horizontal do corredor até a parede externa esquerda ao longo da linha do eixo E, colocando a parede abaixo da linha do eixo. 27 Clique em Modificar. Adicionar uma abertura na parede 28 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar geometria ➤ menu suspendo Aberturas ➤ Abertura de parede. Para atender os requisitos do projeto, você adiciona uma abertura de parede na parede externa entre as linhas de eixo B e E, que se estende para o segundo nível. 29 Clique na parede externa esquerda. 30 Clique na face inferior da parede horizontal perto da linha de eixo B, e clique na face superior da parede perto da linha de eixo E. OBSERVAÇÃO Utilize a ferramenta Alinhar no painel Editar para alinhar as arestas da abertura com as paredes adjacentes. 142 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção 31 Clique em Modificar. 32 Selecione a abertura e no painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de instância. OBSERVAÇÃO Mesmo que a abertura não esteja visível, quando se posiciona o cursor próximo da abertura, o elemento é realçado e pode ser selecionado. 33 Especifique as opções na caixa de diálogo Propriedades de instância. ■ ■ ■ ■ Para Restrição superior, selecione Acima para nível 02 - Piso. Para Deslocamento superior, digite 0. Para Altura não conectada, verifique 3800 mm. Clique em OK. Adicionar uma parede cortina 34 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede. 35 No painel Elemento, no Seletor de tipo, selecione Parede cortina. Você adiciona uma parede cortina para a parede do vestíbulo. Você utiliza a parede do corredor existente e a opção de deslocamento como um guia do layout. 36 Na Barra de opções, para Deslocamento, digite 2500 mm. 37 Clique no ponto final inferior da abertura no corredor. OBSERVAÇÃO É preciso desenhar da parte inferior porque o valor de deslocamento é positivo. Se necessário, efetue o zoom para selecionar o ponto final. Adicionando paredes | 143 38 Clique no ponto final superior da abertura para colocar a parede na esquerda do corredor. 39 Clique em Modificar. 40 Feche o arquivo salvando-o ou não. 144 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Colocando janelas e portas Neste exercício, você adiciona janelas e portas no layout criado nas etapas anteriores. Carregue uma família de portas no projeto e coloque instâncias da família no edifício. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_BBE_06_Doors_Windows_m.rvt. Adicionar janelas 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ Janela. 3 No painel Elemento, no Seletor de tipo, selecione 0915 x 1220 mm. 4 Na Barra de opções, desmarque Identificar na colocação. Identificadores podem ser adicionados automaticamente quando o objeto é colocado. No entanto, para esse exercício, coloque as janelas sem identificadores. 5 Coloque seis janelas na parede externa superior da ala curta entre as linhas de eixo 3 e 5, como mostrado (a colocação exata não é importante). OBSERVAÇÃO Quando a janela é colocada, o lado externo da janela é colocado no lado da parede mais próximo do cursor no momento da colocação. Colocando janelas e portas | 145 6 Clique em Modificar. Criar a cota e restringir as janelas 7 Clique na guia Anotar ➤ painel Cota ➤ Alinhado. Você utiliza a ferramenta cotar para posicionar os elementos de janela de forma igual. 8 Para as janelas no ambiente esquerdo, clique na parede esquerda, e a seguir no centro das duas janelas, e a seguir na parede direita, e clique para colocar a cota. 9 Clique em Q para equalizar as cotas. O símbolo EQ representa um elemento de restrição de igualdade aplicado às referências para esta cota. As referências (paredes e janelas, neste caso) permanecem em distâncias equivalentes entre si enquanto a restrição estiver ativada. Por exemplo, se você selecionar uma das janelas e movê-la, todas as janelas movem junto em uma distância fixa. 146 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção 10 Utilizando o método anterior, cote e equalize as quatro janelas no ambiente à direita. 11 Clique em Modificar. 12 Selecione a seqüência da cota e pressione Delete. 13 Na caixa de diálogo de aviso, clique em OK para manter as restrições aplicadas nas posições das janelas. É possível excluir a seqüência da cota, mas manter as restrições. Se Cancelar restrição for selecionada na caixa de alerta, as janelas irão permanecer na posição atual, mas não serão restritas de forma equivalente. Adicionar portas 14 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ Porta. 15 No painel Elemento, no Seletor de tipo, em M_Abertura única, selecione 0915 x 2134 mm. 16 Coloque nove portas, como mostrado. OBSERVAÇÃO A direção de abertura para a porta é determinada pelo lado da parede do qual o cursor está mais próximo no momento da colocação. O lado da dobradiça da porta também pode ser virado ao pressionar a Barra de espaço durante a colocação. Se a porta foi incorretamente colocada, a portar pode ser virada (direção de abertura e lado da dobradiça), ao utilizar os controles para virar que são exibidos quando a porta é selecionada. Colocando janelas e portas | 147 17 Clique em Modificar. Carregar uma família de portas 18 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ Porta. 19 Clique na guia Colocar porta ➤ painel Modelo ➤ Carregar família. Você carrega a nova família de portas que não está no projeto. Você então altera uma porta existente para utilizar o novo estilo de família de portas. 20 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_Double-Flush.rfa. 21 Clique em Modificar. Alterar uma porta existente 22 Selecione a segunda porta da esquerda que abre para o corredor. 23 No painel Elemento, no Seletor de tipo, em M_Abertura dupla, selecione 1830 x 2134 mm. Você altera a porta selecionada para utilizar a família de porta dupla. 24 Feche a caixa de diálogo de aviso que é exibida. Você ignora o aviso porque irá ajustar a posição da porta na próxima etapa. 25 Selecione a cota temporária superior esquerda, insira 1220, e pressione Enter. 148 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção 26 Pressione Esc. 27 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando forros Neste exercício, você adiciona forros. Novamente, o trabalho é focado no nível da entrada da ala curta do edifício. É possível adicionar forros através de detecção automática de limites ou ao desenhar o limite. Você utiliza ambos os métodos neste exercício. O processo de criar e modificar um forro é similar ao processo utilizado para criar um tipo de telhado em um exercício anterior. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_BBE_07_Add_Ceilings_m.rvt. Colocar um forro pela seleção do limite 1 No Navegador de projeto, em Plantas de forro, clique duas vezes em 01 Nível de entrada. 2 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ Forro. Adicionando forros | 149 3 Clique na guia Colocar forro ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipos, e selecione 600 x 600 mm Eixo. OBSERVAÇÃO Há dois tipos de forros: Básico e Composto. Utilize forros básicos somente para padrões já que eles não possuem profundidade. Eles são representados em um corte como uma linha única. Forros compostos possuem camadas de construção similares a pisos, telhados e paredes. 4 Clique para colocar objetos de forro nos quatro ambientes na ala mais curta, como mostrado. Observe que quando o forro é colocado, o limite é automaticamente detectado e realçado, e os eixos são centralizados no espaço. 5 No Seletor de tipos, selecione Simples. 6 Clique nos dois ambientes na esquerda da linha de eixo 4 para colocar forros adicionais, como mostrado. Observe que este tipo de forro não tem um padrão de eixo. 150 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Criar um forro ao desenhar um limite 7 No Seletor de tipo, selecione Eixo 600 x 600 mm. Você cria um forro nuvem no ambiente grande no canto superior esquerdo. 8 Clique na guia Colocar forro ➤ painel Forro ➤ Desenhar forro. Para parte do limite, utilize paredes existentes como uma ferramenta de layout. Você utiliza a opção Selecionar linhas e define um deslocamento para a linha. 9 Clique na guia Criar limite do forro ➤ painel Desenhar ➤ 10 Na Barra de opções, para Deslocamento, digite 915 mm. 11 Clique na parede horizontal superior para que a linha do limite seja posicionada dentro do ambiente. (Selecionar linhas). 12 Utilizando o método anterior, selecione as paredes verticais direitas e horizontais inferiores. 13 No painel Editar, clique em Aparar, e utilize a ferramenta Aparar para limpar as arestas com saliência. Adicionando forros | 151 14 No painel Desenhar, clique em Linha de limite, e clique em pontos). (Arco passando através de três Você cria um segmento de arco para fechar o limite no lado esquerdo. 15 Selecione três pontos para criar segmento de arco: ■ Clique para especificar o primeiro ponto do arco perto do ponto central entre a linha de eixo 1 e a 1.1 na linha de aresta superior. (A localização exata não é importante). Mova o cursor para baixo e clique para posicionar o segundo ponto na linha de forro inferior. Clique para especificar o terceiro ponto, que é o ponto intermediário, para definir o arco à esquerda. (O raio desenhado neste ponto não é importante. A linha efetua o snap no ponto onde o arco tem 180 graus). ■ ■ 16 Utilize a ferramenta Aparar para limpar o limite e fechar o ciclo. 17 Clique em Criar limite do forro ➤ painel Forro ➤ Concluir forro. 152 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção 18 Pressione Esc. Modificar os eixos do forro 19 Selecione a linha de eixo vertical no forro grande. 20 Clique na guia Modificar forros ➤ painel Modificar ➤ Rotacionar. É possível modificar as linhas de eixo dos forros utilizando as ferramentas Mover e Rotacionar. Todo o eixo do forro responde a qualquer modificação feita na linha 1. Neste caso, você rotaciona o eixo. 21 Clique na vertical acima do forro. 22 Clique na esquerda para especificar o ângulo para a rotação. (O ângulo exato não é importante). 23 Pressione Esc. Adicionando forros | 153 24 Feche o arquivo salvando-o ou não. 154 | Capítulo 8 Adicionando elementos básicos de construção Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio 9 Utilizando o serviço de análise de energia com base na web Autodesk® Green Building Studio®, é possível avaliar como esquemas de projeto alternativos podem impactar no consumo de energia, e aprimorar o desempenho econômico e ambiental de um projeto nos primeiros estágios do processo de criação. Nesta lição, você aprende como preparar um modelo de construção no Revit Architecture para alcançar os melhores resultados ao exportar o modelo para um arquivo gbXML para análises no Green Building Studio. Você aprende a: ■ Especificar configurações para fornecer informações necessárias no modelo de construção para exportar para um arquivo gbXML. Modificar a geometria do modelo de construção para criar um modelo analítico preciso. Revisar visualmente o modelo analítico por problemas em potencial antes de exportar para gbXML. ■ ■ Modelo de construção simplificado utilizado para exportar para gbXML 155 Vista das superfícies analíticas antes de exportar Melhores práticas para criar o modelo ■ Mantenha o modelo do Revit Architecture o mais simples possível. Um modelo simplificado permite comparar formas, quantidades brutas de vidraça, direções e sombreamento. Testar diferentes alternativas de projeto no início do processo de criação pode fornecer informações críticas para tomadas de decisão. O Green Building Studio somente necessita de superfícies, aberturas e ambientes para simular a construção. Apenas os espaços principais do modelo e espaços menores combinados que representam requisitos programáticos chaves do projeto, como espaços de escritório e núcleos de serviço. Não inclua todas as divisórias internas que farão parte da construção final eventualmente. Pisos, foros e telhados do modelo, junto com as paredes e janelas. Esses são itens essenciais quando se trata da análise de energia completa da construção. Modele as janelas e clarabóias que são possibilidades. Áreas envidraçadas contribuem bastante para o consumo de energia. Conecte todas as paredes, telhados, lajes e forros. Assegure-se que as paredes se conectem entre si, e com as suas respectivas lajes, forros e telhados. Não deixe brechas no modelo porque elas podem causar com que superfícies no modelo analítico sejam atribuídas com propriedades incorretas. ■ ■ ■ ■ OBSERVAÇÃO Somente arquivos de treinamento métricos são fornecidos para esta lição. Os procedimentos e conceitos apresentados nesta lição não dependem de unidades do projeto ou conteúdo específico da construção. Especificando configurações para exportar para gbXML Neste exercício, modifique as configurações do projeto para preparar o modelo de construção para exportar para um arquivo gbXML. Especifique as seguintes informações: ■ ■ ■ A localização do projeto para fornecer dados de tempo e clima. Informações sobre tipo de construção e plano de terra para fornecer dados sobre consumo de energia. Cálculos de volume de ambiente para fornecer dados necessários para gerar o modelo analítico. 156 | Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_GBS_01_Setup_m.rvt. Especificar a localização do projeto 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Localização do projeto ➤ Localização. Primeiro, estabeleça a localização do projeto do Revit Architecture. Essa informação é salva no arquivo gbXML e auxilia o pacote de análise a determinar os dados de tempo e clima para o modelo exportado. 3 Na guia Colocar da caixa de diálogo Gerenciar locais e localizações: ■ Para Cidade, selecione Manchester, NH. Quando você completa o campo Cidade, o recurso para completar automaticamente ajuda a rapidamente selecionar uma cidade da lista pré-propagada. Se uma cidade próxima da localização do projeto não estiver incluída na lista, é possível especificar os valores de longitude e latitude para o projeto. Selecione Automaticamente para ajustar o relógio para o horário de verão. Clique em OK. ■ ■ Especificar os dados de energia para a construção 4 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ Informações do projeto. Especifique dados de energia adicionais para o projeto Essa informação estabelece padrões para o consumo de energia da construção no modelo gbXML, assim como outras configurações utilizadas quando o modelo gbXML analítico é criado. 5 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, em Análise de energia, para Dados de energia, clique em Editar. Especificando configurações para exportar para gbXML | 157 6 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo: ■ Para Tipo de construção, selecione Escola ou Universidade. Especifique o tipo de construção para estabelecer padrões de utilização e configurações de operação típicas da construção. As escolhas de tipo de construção são predefinições do Revit Architecture e não podem ser editadas. Selecione a utilização que mais se aproxima do tipo de construção. No aplicativo de análise, é possível modificar os padrões para poder coincidir com a construção específica. Para Código postal, insira 03104. O Código postal fornece informações sobre condições de tempo típicas na localização do edifício para o arquivo gbXML. Novamente, esse valor pode ser modificado no software de análise se os valores padrão não forem como os requeridos. Para Plano de terra, selecione 01 - Nível de entrada O arquivo gbXML calcula espaços subterrâneos e condições de nível com base na especificação do plano de terra. ■ ■ 7 Clique duas vezes em OK. Ativar os cálculos de volume de ambiente 8 Na guia Início ➤ painel Ambiente e área ➤ menu suspenso Ambiente e área ➤ Cálculos de área e volume. Os volumes dos ambiente precisam ser calculados para que o arquivo gbXML gere um modelo analítico a partir da geometria do Revit Architecture. 9 Na caixa de diálogo Cálculos de área e volume: ■ Em Cálculos de volume, selecione Áreas e volumes. Ter essa configuração ativada, enquanto se trabalho com o modelo do Revit Architecture, pode afetar o desempenho. Selecione Cálculos de área e volume para exportar, e em seguida desative se a informação do volume do ambiente não for mais necessária. Opcionalmente, em Cálculos de área do ambiente, selecione No centro da parede. Essa configuração permite uma melhor visualização dos volumes dos ambientes em vistas de planta e corte. Se o cálculo de volume para uma localização diferente for importante, essa etapa não é crítica. O modelo analítico será calculado no centro da parede, indiferente dessa configuração. Isto é para o propósito de visualização somente. Clique em OK. ■ ■ 10 Feche a caixa de diálogo de aviso. Como os ambientes foram colocados sem se considerar os volumes, condições de erro podem ocorrer. Em outro exercício, você irá corrigir essas condições porque elas irão causar erros no arquivo gbXML durante a exportação. 11 Feche o arquivo salvando-o ou não. Modificando a geometria Neste exercício, você modifica a geometria do modelo de construção do Revit Architecture para poder fornecer um melhor modelo analítico para exportar para gbXML. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_GBS_02_Geometry_m.rvt. 158 | Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio Especificar a altura do ambiente 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. É preciso definir os ambientes no modelo para que eles não sobreponham um ao outro e que estabeleçam superfícies adjacentes para o modelo analítico. Selecione todos os objetos no primeiro nível, e filtre a seleção para incluir somente ambientes. 2 Desenhe uma janela de seleção em volta da planta de piso para selecionar todos os ambientes. 3 Clique na guia Múltipla seleção ➤ painel Filtro ➤ Filtrar. 4 Na caixa de diálogo Filtrar, clique em Marcar nenhum. 5 Em Categoria, selecione Ambientes, e clique em OK. Modificando a geometria | 159 6 Clique na guia Múltipla seleção ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de instância. 7 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Limite superior, selecione 02 - Piso. Defina as propriedades para os ambientes para que a altura seja determinada pelo nível acima. Isso assegura que o limite do ambiente seja definido pelo piso acima e o forro esteja completamente contido no objeto do ambiente. Se o topo do espaço não for até o piso acima, brechas no modelo analítico são criadas entre os pisos. Essas brechas são interpretadas no modelo analítico como espaço externo. No modelo analítico, uma superfície é determinada como interior ou exterior com base na adjacência de espaço. ■ Se os ambientes são encontrados em ambos os lados de uma superfície, ele é considerado como interno. Se um ambiente é encontrado em apenas um lado de uma superfície, ele é considerado como externo. Se um ambiente não é encontrado em nenhum dos lados de um objeto delimitador, ele é considerado como uma superfície de sombreamento. ■ ■ 8 Para Deslocamento limite, digite 0. 9 Clique em OK. 10 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 02 - Piso. 11 Utilizando o método anterior: ■ ■ Desenhe uma janela de seleção para selecionar a planta de piso. Filtro tudo exceto os ambientes. 160 | Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio ■ Especifique as propriedades da instância: ■ ■ Para Limite superior, selecione 03 - Piso. Para Deslocamento limite, digite 0. OBSERVAÇÃO Se originalmente você tiver criado ambientes acima das propriedades especificadas, essa etapa não é necessária. 12 Abra a vista de planta 03 - Piso. 13 Utilizando o método anterior: ■ ■ Desenhe uma janela de seleção para selecionar a planta de piso. Filtro tudo exceto os ambientes. Modificando a geometria | 161 ■ Especifique as propriedades da instância: ■ ■ Para Limite superior, selecione Telhado. Para Deslocamento limite, insira 4000. Um Deslocamento limite que se estende além do ponto mais alto do telhado é necessário no piso superior para estabelecer um telhado como uma superfície de telhado no modelo analítico. Especificando o valor do Deslocamento limite para os ambientes no piso superior, estende o limite deles além dos objetos do telhado. Isso é importante para estabelecer o telhado como um objeto de telhado no modelo analítico. Verificar se os ambientes estão contidos 14 Abra a vista Corte 1. É uma boa idéia verificar se os ambientes estão contidos e delimitados em múltiplas vistas de corte. É possível que um ambiente apareça contido em uma vista de planta, mas que tenha problemas em uma vista de corte. 15 Aproxime o zoom para ajustar a vista na janela. 16 No Navegador de projeto, em Cortes (Corte da construção), clique em Corte 1, e clique em Propriedades. 162 | Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio 17 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Sobreposições de visibilidade/gráficos, clique em Editar. 18 Em Sobreposições de visibilidade/gráficos para Corte: Corte 1, expanda ambientes, e selecione: ■ ■ ■ Preenchimento de cor. Preenchimento interno. Referência. Ative o preenchimento interno e marcação de referência para que possa inspecionar visualmente os ambientes para delimitação na vista de corte. 19 Clique duas vezes em OK. Todos os ambientes estão contidos, como esperado. Para alguns ambientes, o forro é definido para a limitação, prevenindo que ele se estende para o piso acima. Ao exportar para gbXML, o espaço entre o forro e o piso acima é considerado um espaço pleno não condicionado se o espaço for menos do que 2m. Se o espaço pleno for maior do que 2m ou planejado para ser condicionado, defina o forro como não limitador de ambiente, ou adicione um ambiente para registrar o espaço pleno. DICA Se o seu modelo incluir forros, considere selecionar todos os objetos de forro usando um filtro, e definir os objetos para não limitadores de ambiente para assegurar melhores resultados. 20 Na área de desenho, selecione um dos espaços no piso superior. Verifique que o deslocamento superior esteja colocado além de qualquer objeto de telhado. Isso assegura que o telhado será gerado corretamente no arquivo gbXML. Neste caso, é possível ver o preenchimento de cor do ambiente indo até os objetos de clarabóia. Modificar um ambiente de altura dupla 21 Abra a vista Corte 02, e selecione o ambiente do nível 02 - Piso. Esse corte da construção inclui um ambiente de altura dupla (pavilhão). Esse espaço é único por que possui uma saliência (varando do segundo nível) sendo projetada nele. Se o espaço no primeiro nível for aumentado além do telhado, o objeto protuberante iria produzir um intervalo entre as superfícies externas no modelo analítico. Por causa dessa condição, um espaço separado precisa ser definido no segundo nível. Modifique o ambiente no segundo nível para que o telhado sobre o pavilhão seja calculado como um telhado. Modificando a geometria | 163 22 Clique e arraste o controle superior acima do telhado do pavilhão (não acima do nível do telhado), como mostrado. Arrastando esse controle para cima altera o deslocamento limite superior do ambiente. 23 Abra a vista de planta do piso 01 - Nível de entrada. 24 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em 01 - Nível da entrada, e clique em Propriedades. 25 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Sobreposições de visibilidade/gráficos, clique em Editar. 26 Em Sobreposições de visibilidade/gráficos para Planta de piso: 01 - Nível de entrada, expanda Ambientes, e selecione: ■ ■ ■ Preenchimento de cor. Preenchimento interno. Referência. Ative o preenchimento do ambiente e as marcações de referência para verificar que todos os ambientes estejam limitados de acordo. 164 | Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio OBSERVAÇÃO Neste modelo, os ambientes são definidos no nível programático/utilização. Este nível de definição de ambiente no modelo de análise é adequado para a análise do Green Building Studio e torna mais fácil testar modificações e alternativas de projeto no Green Building Studio. 27 Clique duas vezes em OK. Especificar o valor de tolerância de espaços vazios. 28 Aproxime o zoom no meio da ala mais longa do edifício. Algumas áreas de um modelo de construção normalmente não são atribuídas um objeto de ambiente, a parede divisória e o poço do elevador neste exemplo. O modelo analítico utilize adjacências de espaço para determinar paredes externas. Pequenos espaços não preenchidos como estes podem fazer com que o modelo analítico atribua faces de parede externa para ambientes adjacentes. Especifique as configurações em dados de energia para o projeto para resolver essas questões. 29 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ Informações do projeto. 30 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Dados de energia, clique em Editar. 31 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Tolerância de espaço vazio, insira 600. Modificando a geometria | 165 O campo Tolerância de espaço vazio pode ser usado para se ter pequenos espaços (menores do que a tolerância de espaço vazio) ignorados quando o modelo gbXML é criado. Aumentando essa valor para 600 mm irá permitir que as paredes divisórias no projeto sejam ignoradas. 32 Para Complexidade de exportação, verifique se Simples com superfícies sombreadas esteja selecionado. Com essa opção selecionada, os valores sombreados são calculados no modelo gbXML. 33 Clique duas vezes em OK. Colocar um ambiente no poço do elevador O valor de Tolerância de espaço vazio não pode compreender todos os espaços pequenos no projeto. Neste caso, será necessário adicionar um ambiente para o poço do elevador para remover a área vazia no modelo analítico. 34 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente e Área ➤ menu suspenso Ambiente ➤ Ambiente. 35 Na Barra de opções, desmarque Identificar na colocação, e para Limite superior, selecione Telhado. 36 Clique no espaço do poço do elevador para colocar o ambiente. 37 Clique em Modificar. Verificar os dispositivos de sombreamento no modelo 38 Na barra de ferramentas de Acesso rápido, clique em (Vista 3D). Quando o sombreamento é importante para o modelo de energia da construção, é importante modelar os dispositivos de sombreamento com uma família que possam ser limitadas. Tipicamente, isso significa que os dispositivos de sombreamento precisam ser modelados como pisos, forros e telhados. Essas famílias, quando colocadas sem espaços adjacentes, são consideradas como superfícies de sombreamento. Verifique se os dispositivos de sombreamento no modelo foram criados corretamente. 39 Na área de desenho, selecione um dos planos horizontais na parte externa da construção. Observe na Barra de status que o objeto é uma família de piso. No Seletor de tipos, observe que o dispositivo de sombreamento foi modelado com um objeto de piso e será calculado como um dispositivo de sombreamento. OBSERVAÇÃO A condição de suporte para esta sombra não é modelada por que a escala e tamanho do suporte não iria impactar significativamente a análise. 166 | Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio 40 Pressione Esc. Especificar delimitações não de ambientes para colunas 41 Abra a vista de planta 01 - Nível de entrada, e aplique zoom para exibir as colunas. 42 Selecione uma coluna. Objetos de coluna podem limitar ambientes. Ao criar um modelo analítico, definir colunas para a limitação de ambientes irá resultar em muitas brechas no modelo analítico. Os intervalos causados pelas colunas irão criar muitas superfícies externas falsas. Essas superfícies externas falsas causam erros no cálculo, assim como aumentam o tempo de processamento. Portanto, é uma boa prática especificar todas as colunas no modelo como não delimitadoras de ambiente para exportar para gbXML. 43 Clique na guia Modificar pilares estruturais ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de instância. 44 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, em Restrições, desmarque Limitação de ambiente, e clique em OK. 45 Com a coluna selecionada, clique com o botão direito do mouse, e clique em Selecionar todas as instâncias. 46 Clique na guia Modificar pilares estruturais ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de instância. 47 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, em Restrições, desmarque Limitação de ambiente, e clique em OK. Modificando a geometria | 167 IMPORTANTE Lembre-se de ativar a propriedade de delimitação de ambiente para as colunas após o processo de exportar para gbXML ter sido concluído para assegurar cálculos de área corretos para os ambientes. Criar laje externa As lajes de piso no modelo são colocadas de forma genérica. Por padrão, assume-se que os pisos são objetos internos. Para assegurar os melhores resultados durante a análise, você deveria definir especificamente os objetos de piso como externos, como necessário. 48 Abra a vista Corte 1. 49 Selecione o objeto de piso do nível da entrada. (Verifique a barra de status para assegurar que você selecionou o piso e não a topografia). 50 Clique na guia Modificar pisos ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. 51 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Duplicar. 52 Na caixa de diálogo Nome, insira Genérico 150 mm - Externo e clique em OK. 53 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, em Construção, para Função, selecione Externo, e clique em OK. O modelo de construção é preparado para exportar para gbXML ou para ser carregado no Green Building Studio. 168 | Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio Exportar para gbXML 54 Clique em ➤ Exportar ➤ gbXML. Na caixa de diálogo Exportar gbXML, é possível revisar visualmente o modelo analítico por problemas em potencial antes de exportar para gbXML. 55 Na caixa de diálogo Exportar gbXML, clique na guia Detalhes, e selecione Superfícies analíticas. Na guia Detalhes, é possível inspecionar ambos os ambientes e superfícies analíticas. Modificando a geometria | 169 56 Clique em Exportar. 57 Na caixa de diálogo Exportar gbXML, clique em Salvar. O arquivo gbXML resultante pode então ser importado em um pacote de software analítico, como o Autodesk Green Building Studio. 58 Feche o arquivo salvando-o ou não. 170 | Capítulo 9 Exportando um modelo de construção do Revit Architecture para o Green Building Studio Adicionando escadas e guarda-corpos 10 Nesta lição, você adiciona objetos de escada e guarda-corpo no layout básico da construção. Você aprende a criar uma: ■ ■ ■ ■ Escada reta de múltiplos andares Escada em forma de U de múltiplos andares Tipo de família para guarda-corpos montados na parede, e aplique esse tipo na escada em forma de U. Guarda-corpo para a varanda suspensa sobre o pavilhão. Adicionando uma escada reta Neste exercício, você adiciona uma escada reta no projeto. Então modifique-o, criando uma escada de múltiplos andares ao adicionar uma escada do segundo ao terceiro andar. 171 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_SR_01_Straight_Stair_m.rvt. Criar a escada 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Aproxime o zoom na abertura na área inferior do saguão principal. As linhas tracejadas representam a abertura no piso acima para a escada. 3 Clique na guia Início ➤ painel Circulação ➤ Escadas. 4 Clique na guia Criar croqui das escadas ➤ painel Elemento ➤ Propriedades das escadas. Você verifica se o tipo correto de família de escadas está selecionado, e a seguir especifica a largura da escada. 5 Especifique os parâmetros na caixa de diálogo Propriedades de instância: ■ ■ ■ Para tipo, verifique se 150 mm espelho do degrau máx 300 mm piso está selecionado. Em Cotas, para Largura, digite 1625 mm. Clique em OK. 172 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos 6 No painel Desenhar, verifique se Lances está selecionado. Quando você utiliza a opção Lance, os espelhos do degrau são desenhados de acordo com as regras de cálculo nas propriedades de tipo da escada. Como você ainda não está certo quanto a forma da escada, desenhe a escada em uma distância da abertura, e então mova a escada para a posição correta. 7 Clique na direita da abertura para especificar o ponto inicial para a escada. Quando você desenha o lance, o indicador dinâmico exibe o número de espelhos de degrau criados e o número remanescentes. 8 Mova o cursor para cima para desenhar 13 espelhos de degrau, e clique para especificar o ponto final da escada. Você termina a escada para poder criar um patamar. 9 Mova o cursor para cima até que a segunda guia (linha tracejada horizontal) seja exibida, e clique para iniciar o segundo lance da escada. Ao criar patamares, as guias lhe ajudam a colocar o lance da escada. Neste exemplo, você cria um patamar com o mesmo comprimento como a largura da escada. 10 Mova o cursor para cima até que um espelho de degrau esteja remanescente e clique para finalizar o segundo lance. Interrompa o lance neste ponto para que coincida com a aresta do piso acima. Neste exemplo, a aresta do piso será utilizada e irá contar como o espelho de degrau final. Adicionando uma escada reta | 173 11 Clique em Modificar. 12 Desenhe uma caixa de seleção em torno da escada. Você seleciona a escada e a move para a posição no centro da abertura do piso. 13 Clique na guia Criar croqui das escadas ➤ painel Modificar ➤ Mover. 14 Selecione o ponto final do centro superior do segundo lance da escada. 15 Selecione o ponto do meio no topo da abertura para reposicionar a escada. 174 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos 16 Pressione Esc. 17 Clique na guia Criar croqui das escadas ➤ painel Escadas ➤ Concluir escadas. 18 Feche a caixa de diálogo de aviso que é exibida. (A aresta do piso irá contar como o espelho de degrau final). Criar uma vista de corte 19 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ Corte. 20 Clique acima da escada (no ponto médio horizontal da escada) para especificar o ponto inicial do corte, e clique abaixo da escada para especificar o ponto final. Adicionando uma escada reta | 175 21 Pressione Esc. 22 Clique duas vezes na extremidade do corte (no topo da linha de corte) para abrir a vista de corte. Modificar o objeto da escada para alcançar o terceiro andar 23 Selecione a escada. 24 Clique na guia Modificar escadas ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de instância. 25 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Nível superior de múltiplos andares, selecione 03 - Piso, e clique em OK. Ao criar uma escada de múltiplos andares, a geometria da escada é duplicada como necessário para alcançar o piso especificado. 176 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos 26 Pressione Esc. 27 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando uma escada em forma de U Neste exercício, você adiciona uma escada em forma de U ao projeto em uma das localizações de torre de escada. Modifique a escada de única para múltiplos andares, e a estenda até o terceiro andar. Adicionando uma escada em forma de U | 177 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_SR_02_U_Stair_m.rvt. Colocar a escada 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Aproxime o zoom na área da torre da escada na extremidade direita da ala mais longa do edifício. 3 Clique na guia Início ➤ painel Circulação ➤ Escadas. 4 Clique na guia Criar croqui das escadas ➤ painel Elemento ➤ Propriedades das escadas. 5 Especifique valores na caixa de diálogo Propriedades de instância: ■ ■ Para Tipo, selecione 150 mm espelho de degrau máx 300 mm piso. Para Nível superior de múltiplos andares, selecione 03 - Piso. Você cria a escada até o terceiro piso. Em Cotas, para Largura, digite 1140 mm. Clique em OK. ■ ■ 178 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos 6 Utilizando os planos de referência como um guia, coloque a escada. ■ Pressione Tab para realçar o ponto final superior esquerdo do plano de referência esquerdo, e clique para especificar o primeiro ponto da escada. Mova o cursor para baixo, e clique no ponto final inferior do plano de referência esquerdo. ■ O primeiro lance da escada é colocado. ■ Utilizando o método anterior, e iniciando na parte inferior do plano de referência direito, coloque o segundo lance da escadas. Observe que o patamar é automaticamente criado, formando uma escada em forma de U. A escada termina com um degrau remanescente porque o último degrau é a aresta do piso. Adicionando uma escada em forma de U | 179 7 Clique na guia Criar croqui das escadas ➤ painel Escadas ➤ Concluir escadas. 8 Feche a caixa de diálogo de aviso que é exibida. Criar uma vista de corte 9 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ Corte. 10 Clique acima do lance de escada esquerdo (no ponto médio horizontal do lance) para especificar o ponto inicial do corte, e clique abaixo da escada para especificar o ponto final. 180 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos 11 Pressione Esc. 12 Clique duas vezes na extremidade do corte (no topo da linha de corte) para abrir a vista de corte. 13 Feche o arquivo salvando-o ou não. Modificando guarda-corpos Neste exercício, você altera os corrimãos utilizados para a escada em todo o projeto para um tipo diferente. Você cria um tipo de família utilizado para guarda-corpos montados na parede e o aplica na escada em forma de U. Modificando guarda-corpos | 181 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_SR_03_Modify_Railing_m.rvt. Criar um tipo de corrimão montado na parede 1 Com a vista de corte para a escada em forma de U (Corte 2) aberta, selecione um guarda-corpo. 2 Clique com o botão direito, e clique em Selecionar todas as instâncias para selecionar todos os guarda-corpos do mesmo tipo em todo o projeto (não somente na vista). 3 Clique na guia Modificar guarda-corpos ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipo, e selecione 900 mm Tubo. 4 Clique na área de desenho para limpar a seleção. 182 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos 5 Selecione o corrimão no patamar da escada. Você altera a estruturas deste corrimão em um tipo que seja montado na parede. As extensões do corrimão também serão adicionadas no tipo de corrimão montado na parede. 6 No painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. 7 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Duplicar. OBSERVAÇÃO Ao duplicar um tipo existente de um objeto, é possível criar variações dos tipos de família. Duplicar um tipo similar ao que se necessita pode fornecer uma vantagem ao criar tipos de família. 8 Na caixa de diálogo Nome, digite Corrimão - Tubo montado na parede, e clique em OK. 9 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Estrutura do corrimão, clique em Editar. Você exclui todos os corrimãos desnecessários do novo tipo de corrimão montado na parede, deixando apenas um corrimão único. 10 Na caixa de diálogo Editar corrimão, selecione Corrimão 2, e clique em Delete. 11 Utilizando o método anterior, exclua todos os corrimãos exceto o Corrimão 1. 12 Clique duas vezes em OK. Modificando guarda-corpos | 183 13 Pressione Esc. Carregar famílias de balaustres 14 Clique na guia Inserir ➤ Carregar da biblioteca ➤ Carregar família. Você substitui os balaustres verticais do tipo de guarda-corpo com ganchos de parede e extensões do corrimão. Carregue essas famílias de balaustre no projeto para usar no tipo de guarda-corpos. 15 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Arquivos de treinamento, e navegue para Metric\Families. 16 Abra as seguintes famílias: ■ ■ ■ Handrail - Bracket.rfa Handrail - Round w Extension - End.rfa Handrail - Round w Extension - Start-Offset.rfa OBSERVAÇÃO Enquanto pressiona Ctrl, selecione todas as três famílias, e as carregue ao mesmo tempo. Substituir tipos de balaustres e postes 17 Selecione o corrimão no patamar da escada. 18 No painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. 19 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Colocação de balaustre. clique em Editar. 20 Especifique os tipos na caixa de diálogo Editar colocação do balaustre: ■ Na seção Padrão principal, para balaustre regular, Família de balaustres, selecione Corrimão - Gancho: Corrimão - Gancho. O poste vertical utilizado através do corpo principal do guarda-corpo é substituído por um gancho de corrimão. Na seção Poste, para a Família de balaustres de poste inicial, selecione Corrimão - Redondo com extensão - Inicial-Deslocamento : 1 1/2'' Corrimão. Para a Família de balaustres de poste de canto, selecione Corrimão - Gancho - Corrimão Gancho. Para a Família de balaustres de poste final, selecione Corrimão - Redondo com extensão Final: 1 1/2" Corrimão. ■ ■ ■ 184 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos Os postes colocados no início, fim e cantos dos guarda-corpos são substituídos pelas respectivas famílias que você carregou no projeto nas etapas anteriores. 21 Clique duas vezes em OK. Editar o guarda-corpo 22 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada,e aproxime o zoom na escada na ala mais longa. Não é necessário colocar o guarda-corpo contínuo ao longo da parede em torno do patamar da escada. Edite o guarda-corpo para que cada lance tenha um guarda-corpo único montado na parede. 23 Selecione o guarda-corpo externo, e clique na guia Modificar guarda-corpos ➤ painel Editar ➤ Editar caminho. 24 Mantendo pressionado Ctrl, selecione os segmentos do guarda-corpo no patamar e o lance da escada esquerdo, e pressione Delete. Os guarda-corpos precisam ser desenhados como uma linha única, portanto, não podem ser colocados como segmentos quebrados. Você cria o guarda-corpo no lance esquerdo da escada como um objeto de guarda-corpo separado. 25 Clique na guia Modificar guarda-corpos ➤ painel Guarda-corpo ➤ Concluir guarda-corpo. Adicionar um guarda-corpo na escada esquerda 26 Clique na guia Início ➤ painel Circulação ➤ Guarda-corpo. 27 Selecione o ponto final superior esquerdo na escada esquerda, e selecione o ponto final inferior esquerdo da escada. OBSERVAÇÃO Ao selecionar os pontos finais, assegure em clicar na aresta do banzo interno. caso contrário, o guarda-corpo será criado na parede. Modificando guarda-corpos | 185 28 Clique na guia Criar caminho do guarda-corpo ➤ painel Ferramentas ➤ Definir hospedeiro do guarda-corpo. É preciso especificar o objeto da escada como o hospedeiro do guarda-corpo para colocá-lo no ângulo correto na parede. 29 Selecione a escada. 30 Clique na guia Criar caminho do guarda-corpo ➤ painel Elemento ➤ Propriedades do guarda-corpo. 31 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Tipo, selecione Corrimão - Tubo montado na parede, e clique em OK. 32 Clique na guia Criar caminho do guarda-corpo ➤ painel Guarda-corpo ➤ Concluir guarda-corpo. Visualizar o guarda-corpo 33 Selecione o corte. 34 Clique no controle Virar corte. 186 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos 35 Pressione Esc. 36 Clique duas vezes no cabeçalho do corte. 37 Feche o arquivo salvando-o ou não. Colocando guarda-corpos Neste exercício, você coloca um guarda-corpo na varanda suspensa do pavilhão. É possível colocar guarda-corpos independente de uma escada. Colocando guarda-corpos | 187 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_SR_04_Place_Railing_m.rvt. Criar uma escada 1 No Navegador do projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 02 - Piso, e aplique zoom na varanda próxima ao centro da construção. 2 Clique na guia Início ➤ painel Circulação ➤ Guarda-corpo. 3 Clique na guia Criar caminho do guarda-corpo ➤ painel Elemento ➤ Propriedades do guarda-corpo. 4 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Tipo, selecione Guarda-corpo - Tubo, e clique em OK. 5 Clique na guia Criar caminho do guarda-corpo ➤ painel Desenhar ➤ 6 Na Barra de opções, para Deslocamento, digite 100 mm. Você utiliza a aresta de laje de piso como a base para a geometria do guarda-corpo. 7 Clique nas três arestas do piso da varanda suspensa para que o deslocamento esteja para dentro. OBSERVAÇÃO Para evitar ter que aparar o desenho, assegure em seleciona a aresta de piso para as linhas verticais ao invés da parede cortina. (Selecionar linhas). 188 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos 8 Clique na guia Criar caminho do guarda-corpo ➤ painel Guarda-corpo ➤ Concluir guarda-corpo. 9 Pressione Esc. Criar uma vista 3D 10 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Vista 3D ➤ Câmera. Coloque uma câmera para ver o guarda-corpo que foi colocado em uma vista 3D. 11 Clique para colocar a posição do olho e clique para colocar o alvo da vista, como mostrado. Colocando guarda-corpos | 189 12 Pressione Esc, e visualize o guarda-corpo na vista 3D. 13 Feche o arquivo salvando-o ou não. 190 | Capítulo 10 Adicionando escadas e guarda-corpos Adicionando outros elementos de desenho 11 Nesta lição, você adiciona objetos e elementos do projeto no layout básico da construção. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ Criar linhas de separação de ambientes e colocar ambientes. Definir um esquema de cores com base na área e aplicá-lo na vista. Criar plantas de área definir uma tabela para analisar a utilização do edifício. Adicionar uma layout de mobiliário na vista da planta e tabular os componentes. Esquema de cores e legenda de preenchimento de cor aplicada na vista Colocando ambientes Neste exercício, você coloca ambientes no projeto. Você adiciona linhas de separação de ambiente para dividir a área de circulação pública em três área separadas para permitir ter três ambientes separados. 191 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_ODE_01_Place_Rooms_m.rvt. Colocar ambientes 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente & Área ➤ menu suspenso Ambiente ➤ Ambiente. 3 Na Barra de opções, desmarque Identificador na colocação. Os identificadores podem ser adicionados aos ambientes já que são colocados no modelo. No entanto, para esse tutorial, adicione identificadores de ambientes em um exercício separado. 4 Clique para colocar o ambiente no vestíbulo, como mostrado. 5 Clique na direita na área de circulação pública. Como os limites do ambiente são determinados por paredes, todo o espaço de circulação pública é detectado e definido como um ambiente. A intenção do projeto é a de ter o espaço dividido em três ambientes. Você utiliza as linhas de separação de ambiente para dividir o espaço. 192 | Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho 6 Na barra de ferramentas Acesso rápido, clique em área de circulação pública. Adicionar linhas de separação de ambiente no corredor (Desfazer) para remover o ambiente na 7 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente e Área ➤ menu suspenso Ambiente ➤ Linha de separação de ambiente. 8 Adicione linhas de separação de ambiente para os corredores de cada ala. ■ Clique no canto interno do corredor na ala curta, mova o cursor para cima, e clique na parede, como mostrado. ■ Utilizando o método anterior, adicione uma linha de separação para o corredor na ala mais longa. Colocando ambientes | 193 Colocar todos os ambientes no nível da entrada 9 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente & Área ➤ menu suspenso Ambiente ➤ Ambiente. 10 Na Barra de opções, desmarque Identificador na colocação. 11 Clique para colocar os ambientes no modelo, como mostrado. 12 Feche o arquivo salvando-o ou não. Definindo um esquema de cores de área Neste exercício, você define um esquema de cores com base em faixas de tamanho de área. Após aplicar o esquema de cores a planta de piso, você adiciona uma legenda de preenchimento de cores na vista. 194 | Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_ODE_02_Color_Scheme_m.rvt. Definir um esquema de cores por área 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique com o botão direito do mouse em 01 -Nível a entrada, e clique em Propriedades. 3 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Esquema de cores, clique em . 4 Na caixa de diálogo Editar esquema de cores, em Esquemas, selecione Nome. Copie um esquema de cores existente e modifique a definição do esquema para utilizar o parâmetro Área. 5 Clique em (Duplicar). 6 Na caixa de diálogo Novo esquema de cores, digite Área, e clique em OK. 7 Em Definição do esquema, Para Cor, selecione Área. 8 Na caixa de diálogo de informação, clique em OK. 9 Na direita do campo Cor, selecione Por faixa. Quando o esquema de cores é criado pela primeira vez, ele é definido Por valor. Isto cria uma cor separada para cada valor, neste caso, Área. Você deseja criar este esquema de cor por faixa ao invés de por valor. 10 Defina as faixas da área que deseja ver separada por incrementos de 40 m2. ■ ■ Na segunda linha, no campo Ao menos, digite 40, e pressione Enter. Com a segunda linha selecionada, clique em (Adicionar valor). Isto adiciona outra faixa utilizando o incremento 40 m2. Utilizando o método anterior, adicione faixas de incremento 40 m2 até 360 m2, como mostrado. ■ Definindo um esquema de cores de área | 195 Selecione o maior valor na tabela antes de adicionar um novo valor para manter o incremento desejado. 11 Clique duas vezes em OK. O esquema de cores á aplicado na vista. Adicionar uma legenda de esquema de cores 12 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente e Área ➤ Legenda. 13 Clique no pátio para colocar a legenda. 196 | Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho 14 Aproxime o zoom na legenda. A legenda de preenchimento de cor possui propriedades e ponto de manipulação de formato para controlar o layout e tamanho da legenda. 15 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma planta de área Neste exercício, você cria uma planta de área. Você define as áreas como Administração, Serviços, Circulação e Instrução. Criando uma planta de área | 197 Após as plantas de área terem sido definidas, você cria uma tabela para analisar a utilização do edifício. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_ODE_03_Area_Plan_m.rvt. Criar uma planta de área 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Na guia Início ➤ painel Ambiente e Área ➤ menu suspenso Área ➤ Planta de área. Crie uma planta de área para o primeiro piso, utilizando o tipo de planta de área bruta de construção. 3 Na caixa de diálogo Nova planta e área, em Vistas de planta de área, selecione 01 - Nível da entrada. 4 Para Tipo, selecione Construção bruta. 5 Clique em OK. 6 Na caixa de diálogo de prompt, clique em Sim para criar automaticamente linhas de limite de área associadas com paredes externas. 7 Se uma caixa de diálogo de erro for exibida, clique em Excluir elemento(s). 8 No Navegador de projeto, expanda Plantas de área (Construção bruta), clique com o botão direito do mouse em 01 - Nível da entrada, e clique em Propriedades. Você modifica a visibilidade e gráficos da planta de área para ocultar a vegetação e topografia. 198 | Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho Ocultar a vegetação e topografia 9 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Sobreposições de visibilidade/gráficos, clique em Editar. 10 Na caixa de diálogo Sobreposições de visibilidade/gráficos para a planta de área (Construção bruta), desmarque Topografia e desmarque Vegetação. 11 Clique duas vezes em OK. Modificar limites de área 12 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Aparar. Modifique e coloque limites de área para poder colocar objetos de área. Normalmente, um limite de irá conter mais de um ambiente/espaço. Criando uma planta de área | 199 13 Clique no limite inferior esquerdo do ambiente superior. 14 Clique no limite vertical direito para circundar a área. A ala mais curta agora é uma área grande. 15 Na guia Início ➤ painel Ambiente e Área ➤ menu suspenso Área ➤ Linha de limite da área. 16 Aproxime o zoom na ala curta do edifício. 17 No painel Desenhar, clique em (Linha). 18 Desenhe um limite de área separando a ala mais curta em duas áreas, ao longo da parede vertical. como mostrado. 19 Clique em Modificar. 20 Na guia Início ➤ painel Ambiente e Área ➤ menu suspenso Área ➤ Área. 21 Clique para adicionar duas áreas na ala mais curta, como mostrado. 200 | Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho 22 Clique em Modificar. 23 Clique no identificador da área para a área à direita e arraste o identificador para o centro da área. Editar identificadores de área 24 Clique no identificador, e clique na legenda de texto para selecionar o identificador na área esquerda. 25 Digite Service, e pressione Enter. Os nomes que você aplica nas áreas será utilizado para criar um preenchimento de cor e uma tabela de área específica para o projeto. 26 Utilizando o método anterior, altere o identificador de área na área direita para Administração. Definir um preenchimento de cor 27 No Navegador de projeto, em Plantas de área (Construção bruta), clique com o botão direito do mouse em 01 - Nível da entrada, e clique em Propriedades. 28 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Esquema de cores, clique em . 29 Na caixa de diálogo Editar esquema de cores, em Seção de esquemas, selecione Área bruta construída, e na seção Definição do esquema, para Cor, selecione Nome. Você define um preenchimento de cor para a vista onde o nome da área é utilizada como o parâmetro para atribuir a cor. 30 Na caixa de diálogo de informação, clique em OK. 31 Clique duas vezes em OK. A planta de área pode passar por um ajuste fino como necessário pelo projeto. Para este exercício, um arquivo de treinamento completado foi fornecido onde as plantas de área já foram definidas). 32 Feche o arquivo salvando-o ou não. Abrir o arquivo de treinamento completado 33 Abrir o arquivo de treinamento completado: ■ Clique em ➤ Abrir. Criando uma planta de área | 201 ■ No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_ODE_04_Area_Plans_Complete_m.rvt. 34 Opcionalmente, no Navegador de projeto, expanda Plantas de área (Construção bruta), e abra as plantas de área preparadas. Criar uma tabela para analisar plantas de área 35 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Tabelas ➤ Tabela/Quantidades. 36 Na caixa de diálogo Nova tabela, para Categoria, selecione Áreas (Construção bruta), e clique em OK. 37 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela, para Campos disponíveis, selecione Nome, e clique em Adicionar. 38 Utilizando o método anterior, adicione Área. 39 Especifique opções na guia Classificar/Agrupar: ■ ■ ■ Selecione Totais gerais. Desmarque Classificar em itens cada instância. Para Classificar por, selecione Nome. 40 Na guia Formatação, em Campos, selecione Área. 41 Em Formatando campo, selecione Calcular totais e clique em OK. 42 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando mobiliário Neste exercício, você adiciona componente de mobiliário no projeto. Os processo é similar para adicionar quaisquer outros componentes em um projeto. Você também cria uma tabela para rastrear os componentes adicionados no projeto. 202 | Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_ODE_05_Add_Furniture_m.rvt. Adicionar mesas e cadeiras 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Aproxime o zoom na lado esquerdo da ala mais curta. 3 Clique na guia Inserir ➤ Carregar da biblioteca ➤ Carregar família. Você adiciona uma mesa de jantar e cadeiras na área da cafeteria. Como esta família não está no momento carregada no projeto, você a carrega de uma biblioteca externa. 4 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_Table-Dining Round w Chairs.rfa. 5 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Componente ➤ Colocar um componente. 6 No Seletor de tipo, verifique se o Diâmetro de Table-Dining Round w Chairs 0915 mm está selecionado. 7 Clique para colocar uma instância da mesa e cadeiras no canto superior esquerdo da cafeteria. 8 Coloque duas mesas/cadeiras adicionais, como mostrado. Adicionando mobiliário | 203 9 Clique em Modificar. Criar a matriz de mesas e cadeiras 10 Mantendo pressionado Ctrl, selecione três componentes de mesa/cadeira. 11 No painel Modificar, clique em Matriz. Utilize o comando Matriz para preencher com rapidez o ambiente com o layout da tabela. 12 Pressione Tab para realçar, e clique para selecionar o ponto do meio da tabela superior, mova o cursor para a direita, e clique para especificar a direção da matriz. (A distância exata não é importante). 13 Selecione o número da matriz e digite 7. Pressione Enter. 204 | Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho Excluir mobiliário excedente 14 Mantendo pressionado Ctrl, selecione as colunas 4-7 das tabelas, e no painel Grupo, clique em Desagrupar. Desagrupe os elementos da matriz para apagar as mesas e cadeiras desnecessárias do layout. 15 Pressione Esc. 16 Mantendo pressionado Ctrl, selecione as colunas 4-6 da tabela inferior, e toda a coluna 7 das tabelas, como mostrado. Pressione Delete. Alterar o esquema de cores para o primeiro plano 17 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique com o botão direito do mouse em 01 -Nível a entrada, e clique em Propriedades. 18 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Localização do esquema de cores, selecione Primeiro plano, e clique em OK. O arquivo de cores pode ser alternado de segundo plano (como mostrado) para primeiro plano, como requerido pelo projeto. Adicionando mobiliário | 205 Criar uma tabela de mobiliário 19 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Tabelas ➤ Tabela/Quantidades. Você cria uma tabela para contar os itens de mobiliário e para calcular o custo total. 20 Na caixa de diálogo Nova tabela, para Categoria, selecione Mobiliário, e clique em OK. 21 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela, especifique as opções: ■ ■ ■ Em Campos disponíveis, selecione Família e Tipo e clique em Adicionar. Utilizando o método anterior, adicione Contagem e Custo na tabela. Na guia Classificação/Agrupamento: ■ ■ ■ Para Classificar por selecione Família e Tipo. Selecione Totais gerais. Desmarque Classificar em itens cada instância. ■ Na guia Formatação: ■ ■ Em Campos, selecione Custo. Em Formatação do campo, selecione Calcular totais. O custo dos itens é calculado como um total acumulado. ■ Clique em OK. 22 Clicar duas vezes nos divisores de cabeçalho da coluna, expande as colunas para que as entradas caibam. Nenhuma informação sobre custo está sendo reportada porque os valores não foram especificados para este parâmetro na família. Você adiciona o valor do custo para o componente nos parâmetros da família para que o custo total possa ser calculado. Adicionar valores de custo nas famílias de mobiliário 23 No Navegador de projeto, expanda Famílias/Mobiliário/M_Chair-Breuer, e clique duas vezes em M_Chair-Breuer. 24 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Custo, digite 45, e clique em OK. 206 | Capítulo 11 Adicionando outros elementos de desenho 25 Utilizando o método anterior, para a família M_Table-Dining Round w Chairs/0915 mm Diâmetro, especifique um custo de 300. A tabela é atualizada com os valores de custo. 26 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando mobiliário | 207 208 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção 12 Nesta lição, você efetua alterações no modelo de construção ao adicionar detalhes e ao trocar tipos de componentes para atender os requisitos do projeto. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Criar um tipo de parede e substituir as paredes externas por um novo tipo. Definir um padrão de parede cortina e o aplicar nas paredes cortina. Carregar uma família de portas e alterar o tipo de porta de portas existentes no projeto. Criar uma porta de entrada dupla na parede cortina ao remover e substituir painéis. Adicionar uma varredura com parte da família utilizadas para paredes de parapeito. Adicionar um friso no local nas paredes externas. Identificar como usar relacionamento paramétricos para controlar o comportamento dos objetos, quando existem alterações no modelo. Porta de entrada dupla na parede cortina 209 Varreduras e frisos adicionados na parede externa Modificando componentes de parede Você utilizou elementos de argumentos genéricos durante o layout inicial da construção. Agora. é possível refinar esses elementos para coincidir com os requisitos do projeto. Neste exercício, você cria um tipo de parede e substitui as paredes externas por este novo tipo. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RM_01_Modify_Wall_m.rvt. Duplicar um tipo de parede 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Parede. 210 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção 3 Clique na guia Colocar parede ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipo, e selecione Externo- Tijolo em Montante. Batente. Para tornar mais fácil a criação da parede, selecione uma parede que tem uma construção similar a parede que precisa criar. 4 Clique na guia Colocar parede ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. 5 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Duplicar. 6 Na caixa de diálogo Nome, digite Externa- Isolação na alvenaria, e clique em OK. Modificar a estrutura da parede 7 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, em Construção, para Estrutura, clique em Editar. 8 Faça modificações na caixa de diálogo Editar montagem: ■ ■ ■ Selecione Camada 2 (Camada térmica/ar [3]), e clique em Excluir. Selecione Camada 3 (Substrato 2), e clique em Excluir. Para Camada 1, (Acabamento 1 [4]), clique no campo Material e clique em ■ . Na caixa de diálogo Materiais, selecione Isolação/Barreiras térmicas - Isolação da parede externa. Na guia Gráficos da caixa de diálogo Materiais, para Padrão da superfície, clique em, . Na caixa de diálogo Padrões de preenchimento,selecione Areia, e clique em OK. Na caixa de diálogo Materiais, em Sombreamento, selecione Utilizar aparência de renderização para sombreamento, e clique em OK. Ao modificar o padrão de preenchimento e parâmetros de material, você altera a forma como a parede é exibida nas vistas. ■ ■ ■ ■ ■ Para Camada 1 (Acabamento 1 [4]), para Espessura, digite 100 mm. Para Camada 4 (Estrutura [1]), clique no campo Material, e clique em ■ ■ . Na caixa de diálogo Materiais, selecione Alvenaria - Bloco de concreto. Em Sombreamento, selecione Utilizar aparência de renderização para sombreamento, e clique em OK. ■ Para Camada 4 (Estrutura [1]), para Espessura, digite 190 mm. Estrutura da parede modificada Modificando componentes de parede | 211 9 Clique duas vezes em OK. 10 Clique em Modificar. Alterar o tipo de parede externa 11 Aproxime o zoom na ala mais curta do edifício. 12 Selecione as paredes externas superior e direita. 13 Clique na guia Modificar paredes ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipo, e selecione Externo - Isolamento na alvenaria. 14 Na caixa de diálogo de erro, clique em Excluir elementos. 15 Pressione Esc. 16 Na Barra de controle da vista, clique em Nível de detalhe ➤ Médio. Modificar o nível de detalhe da vista exibe as camadas de material atribuídas a parede. 17 Aproxime o zoom na parede direita na ala mais curta perto do corredor. É possível modificar as condições de limpeza da parede após modificar a estrutura da parede. Neste caso, observe que justo abaixo da porta, a aresta da parede cortina não mais se encontra com a aresta da parede. 212 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção Limpar as condições da parede 18 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Alinhar. 19 Clique na face interna da parede básica. 20 Clique na aresta direita da parede cortina horizontal. 21 Na caixa de diálogo de erro, clique em Excluir elementos. 22 Clique em Modificar. 23 Feche o arquivo salvando-o ou não. Neste exercício, você somente alterou 2 paredes externas. Você poderia utilizar o método anterior para trocar todas as paredes no projeto. Modificando componentes de parede | 213 Definindo uma parede cortina Neste exercício, você define um padrão para a parede cortina externa do edifício. Após especificar o padrão para o tipo de parede cortina, você o aplica em todas as paredes cortina. Finalmente, modifique o plano de corte da vista para que os montantes verticais estejam visíveis no corte. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RM_02_Curtain_Wall_m.rvt. Modificar a parede cortina 1 Com a vista 01 Nível da entrada aberta, selecione a parede cortina na parte inferior da ala mais longa do edifício. 2 Clique na guia Modificar paredes ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades do tipo. Você modifica a parede cortina para coincidir com os requisitos do projeto. OBSERVAÇÃO Ao modificar um tipo existente, todas as instâncias já colocadas no modelo irão refletir a modificação. Neste caso, as alterações são feitas em todas as paredes cortina da construção. 3 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Renomear. 4 Na caixa de diálogo Renomear, para Nova, digite Parede cortina externa, e clique em OK. O novo nome é mais específico para o projeto. 214 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção 5 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Painel cortina, selecione Painel do sistema : Envidraçado. Defina o painel padrão para todos os preenchimentos de eixo. Isso é apenas um padrão, é possível modificar os painéis após eles estarem no local. 6 Em Condição de união selecione Eixo vertical contínuo. Neste caso, os montantes verticais serão contínuos quando desenhados na parede cortina. Definir o padrão de eixo vertical e horizontal 7 Em Padrão de eixo vertical: ■ ■ ■ Para Layout, selecione Distância fixa. Para Espaçamento, digite 2000 mm. Desmarque Ajustar para o tamanho do montante. 8 Em Padrão de eixo horizontal: ■ ■ ■ Para Layout, selecione Distância fixa. Para Espaçamento, digite 1260 mm. Desmarque Ajustar para o tamanho do montante. Definir tipos de montantes 9 Em Montantes verticais, selecione Montante retangular : 50 x 150 mm retangular para cada um dos tipos a seguir: ■ ■ ■ Tipo interno Tipo de borda 1 Tipo de borda 2 Neste exemplo, todos os montantes serão os mesmos. 10 Em Montantes horizontais, selecione o mesmo tipo de montante para todos os montantes horizontais. 11 Clique em OK. Definindo uma parede cortina | 215 Exibir a parede cortina 12 Na barra de ferramentas de Acesso rápido, clique em (Vista 3D). 13 Na Barra de controle da vista, clique em Gráficos de modelo ➤ Sombreamento com arestas. 14 Aproxime o zoom no edifício para visualizar a parede cortina. 15 No Navegador de projeto, em Plantas do piso, clique duas vezes em 01- Nível da entrada, e aproxime o zoom para visualizar a representação da planta apara a parede cortina. 16 Feche o arquivo salvando-o ou não. Alterando os tipos de famílias Assim como as paredes, é possível trocar outras famílias de conteúdo por uma família diferente na mesma categoria. Neste exercício, carregue uma família de portas no projeto, e a seguir atribua este tipo para uma porta existente. 216 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção Se precisar de modificações de parâmetro para uma família já carregada no projeto, crie um tipo com os parâmetros de que necessita. Você cria um tipo de porta classificada no projeto. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RM_03_Family_Types_m.rvt. Carregar a família de portas 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ Porta. 3 Clique na guia Colocar porta ➤ painel Modelo ➤ Carregar família. OBSERVAÇÃO Algumas famílias de portas são fornecidas com o Revit Architecture, mas famílias adicionais podem ser baixadas de recursos na Internet e também podem ser criadas pelos usuários. 4 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_Single-Flush-Dbl Acting.rfa. 5 Clique em Modificar. 6 No canto superior da cafeteria, selecione a porta. 7 Clique na guia Colocar porta ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Seletor de tipo, e sob M_Single-Flush-Dbl Acting, selecione 0915 x 2134 mm. 8 Pressione Esc. Os gráficos da família para a representação da planta são alterados para refletir a nova família de portas. Alterando os tipos de famílias | 217 Criar um tipo de porta a partir de uma porta existente 9 Selecione a porta na esquerda da porta dupla, como mostrado. 10 Clique na guia Colocar porta ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. Você seleciona a porta à qual o novo tipo será atribuído. Crie um novo tipo quando necessitar de um valor diferente para um ou mais parâmetros associados com o tipo de porta. 11 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Duplicar. Duplique o tipo para criar e efetuar modificações nos parâmetros, como necessário. 12 Na caixa de diálogo Nome, digite 0915 x 2134 mm 20 Classificada por minuto, e clique em OK. 13 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, em Dados de identidade, para Classificação de incêndio, digite 20 Minutos. 14 Clique em OK. 15 Pressione Esc. Os gráficos da porta não são alterados. No entanto, os parâmetros da porta mudam. Você vê os resultados desta alteração quando cria uma tabela de portas em outro exercício. 16 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando portas à parede cortina Neste exercício, você modifica uma parede cortina para conter uma porta. Você modifica os eixos e a seguir insere um painel cortina de substituição, neste caso, uma porta dupla. 218 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RM_04_Curtain_Wall_Doors_m.rvt. Criar uma vista de elevação 1 Com a planta de piso 10 - Nível da entrada aberta, aproxime o zoom na área em torno da entrada do edifício. 2 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Elevação ➤ Elevação. Você utiliza a ferramenta Elevação para criar uma vista de elevação para facilitar as modificações na parede cortina. Em muitos casos, vistas adicionais do modelo podem ser criadas para realizar uma tarefa específica e a seguir subsequentemente serem excluídas, porque não são necessárias para a documentação. 3 Clique para colocar um marcador de elevação na área de entrada, como mostrado. Adicionando portas à parede cortina | 219 4 Clique em Modificar. 5 Clique duas vezes na cabeça (seta) do marcador de elevação para abrir a vista. Você cria as portas nos segmentos da parede cortina inferior entre as linhas de eixo C e D. Primeiro é necessário remover os montantes e os cortes do eixo cortina, para que o painel em sua localização possa ser alterado para uma família de painéis cortina de porta dupla. Remover segmentos de parede cortina 6 Posicione o cursor sobre um montante de parede cortina horizontal na segunda linha de baixo para cima, pressione Tab até que a Barra de status indique que a linha de eixo da parede cortina está realçada, e clique para selecioná-la. 7 Clique na guia Modificar eixos de parede cortina ➤ painel Eixo cortina ➤ Adicionar/Remover segmentos. A remoção dos cortes do eixo cortina nesta localização cria o painel com 2 unidade de altura. 8 Selecione o e segmentos de eixo cortina horizontal, como mostrado, para removê-los. 220 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção 9 Pressione Esc. Ao remover segmentos de um eixo de parede cortina, o padrão retangular pode ser quebrado para acomodar os requisitos do projeto. Carregar uma família de painéis cortina 10 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ Porta. 11 Clique na guia Colocar porta ➤ painel Modelo ➤ Carregar família. Carregue a família de painéis cortina de porta dupla no projeto, para que possa ser utilizada como uma substituição para o painel de vidro padrão. 12 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_Curtain Wall Dbl Glass.rfa. 13 Clique em Modificar. Substituir o painel cortina 14 Coloque o cursor próximo da aresta do painel esquerdo, pressione Tab até que o painel cortina à esquerda seja realçado, e clique para selecioná-lo. 15 Clique no pino. Adicionando portas à parede cortina | 221 Objetos fixados não podem ser modificados, e desafixe o painel cortina para substituí-lo pelo painel de porta dupla. 16 No painel Elemento, no Seletor de tipo, selecione M_Curtain Wall Dbl Glass. 17 Coloque o cursor próximo do montante na parte inferior da porta dupla, pressione Tab até o montante seja realçada, e clique para selecioná-lo. 18 Clique no pino. 19 Pressione Delete. 20 Utilizando o método anterior, coloque uma porta dupla à direita da que acaba de colocar, e exclua o montante inferior. Copiar a parede cortina externa 21 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 222 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção Os requisitos do projeto também solicitam uma entrada com porta dupla na parede cortina interna. 22 Selecione a parede cortina que acabou de modificar (com as portas duplas), e no painel Modificar, clique em Copiar. Você copia a parede cortina externa, exclui a parede cortina interna existente, e posiciona a cópia da parede na localização correta. Copiar a parede é mais fácil do que efetuar as mesmas modificações na parede cortina interna. 23 Clique no ponto do meio da parede cortina externa para inserir um ponto inicial, mova o cursor para a direita, e clique para colocar a cópia. 24 Selecione a parede cortina interna existente, como mostrado (a direita da parede copiada). Adicionando portas à parede cortina | 223 25 Pressione Delete. 26 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Alinhar. 27 Na "Barra de Opções", para "Preferir", selecione "Linhas centrais de parede". Você alinha as linhas centrais da parede adjacente e da cópia da parede cortina. 28 Clique na parede básica, como mostrado. 224 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção 29 Clique na cópia da parede cortina. 30 Clique em Modificar. Portas duplas de vidro são adicionadas à entrada do edifício criando um saguão. 31 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando uma varredura de parede e frisos Neste exercício, adicione uma varredura e dois frisos no modelo de construção. É possível adicionar varreduras ou frisos como parte do tipo da parede ou adicioná-las no local. Adicionando uma varredura de parede e frisos | 225 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RM_05_Wall_Sweep_m.rvt. Editar as propriedades da parede 1 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em {3D}. Você adiciona a capa do parapeito na parede com a varredura como parte da definição do tipo. 2 Selecione uma parede de parapeito. 226 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção 3 Clique na guia Modificar paredes ➤ painel Elemento ➤ menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades do tipo. 4 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, em Construção, para Estrutura, clique em Editar. 5 Na caixa de diálogo Editar montagem, clique em Visualizar. O botão de varreduras e frisos na caixa de diálogo Editar montagem está ativo quando você expande a visualização da parede e especifica um vista de corte. 6 Na área Visualizar, para Vista, selecione Corte: Modificar os atributos de tipo. 7 Na caixa de diálogo Editar montagem, em Modificar estrutura vertical, clique em Varreduras. Carregar a família de perfis 8 Na caixa de diálogo Varreduras de parede, clique em Carregar perfil. As formas das varreduras e frisos são controladas por família de perfil. Neste caso, você carrega a família de perfis no projeto. 9 No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_Metal Parapet Cap.rfa. Adicionar a varredura e especificar o perfil. 10 Na caixa de diálogo Molduras de parede, clique em Adicionar. 11 No campo Perfil, selecione M_Capa do parapeito de metal : M_Capa do parapeito de metal. Você também pode controlar o material e a posição da varredura. 12 Clique no campo Material e clique em 14 Para De, selecione Topo. 15 Clique três vezes em OK para fechar todas as caixas de diálogo. 16 Pressione Esc. 17 Aproxime o zoom para ver a varredura em maior detalhe. A varredura é adicionada na parede de parapeito. . 13 Na caixa de diálogo Materiais, clique em Metal - Alumínio e clique em OK. Adicionando uma varredura de parede e frisos | 227 Adicionar frisos no local É possível adicionar varreduras e frisos no local. Quando você adiciona elementos no local, é possível colocá-los na vertical ou horizontal. 18 No Navegador de projeto, em Elevações (Elevação da construção), clique duas vezes em Sul. Para tornar mais fácil a colocação dos frisos, coloque-os em uma vista de elevação. 19 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Parede ➤ Friso. 20 Clique na guia Colocar friso ➤ painel Perfil ➤ Vertical. 21 Clique na linha de eixo 3 para colocar o friso justo à direita dela. 22 Clique na guia Colocar friso ➤ painel Perfil ➤ Concluir atual. 23 Clique na guia Colocar friso ➤ painel Perfil ➤ Horizontal. Você coloca um friso horizontal junto a linha do marcador do nível 2. 24 Selecione o marcador Nível 2 para que o friso seja colocado justo abaixo da linha. 228 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção 25 Clique na guia Colocar friso ➤ painel Perfil ➤ Concluir atual. 26 Clique em Modificar. Agora, é possível selecionar os frisos e modificar as extremidades, como necessário. Modificar pontos finais do friso 27 Selecione o friso ao longo da linha de eixo 3. 28 Selecione o ponto final da varredura de parede superior e arraste-o para baixo para encurtar o friso. 29 Selecione o friso horizontal ao longo do Nível 2, selecione o ponto final da varredura de parede direita, e arraste-o para a esquerda. Adicionando uma varredura de parede e frisos | 229 30 Pressione Esc. 31 Na barra de ferramentas de Acesso rápido, clique em (Vista 3D). 32 Feche o arquivo salvando-o ou não. Adicionando relacionamentos paramétricos Neste exercício, você estabelece relacionamentos paramétricos entre objetos do modelo. Esses relacionamentos podem ser utilizados para controlar o comportamento dos objetos quando alterações são feitas no modelo. Neste caso, você utiliza restrições para estabelecer um relacionamento entre portas e a parede adjacente. 230 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RM_06_Parametric_Relationships_m.rvt. Alinhar a parede interna com o montante da parede cortina 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Aproxime o zoom no meio da ala mais longa do edifício. 3 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Alinhar. 4 Na "Barra de Opções", para "Preferir", selecione "Linhas centrais de parede". Você alinha o centro da parede interna entre as linhas de eixo 5 e 6 com o montante da parede cortina para a direita da parede interna. 5 Clique no centro do montante da parede cortina à direita da parte inferior da parede interna (localizada entre as linhas de eixo 5 e 6), como mostrado. 6 Clique no centro da parede interna, como mostrado. Adicionando relacionamentos paramétricos | 231 Agora, a parede interna está alinhada. No entanto, ela faz intersecção com a porta na parede do corredor. 7 Feche a caixa de diálogo de aviso. 8 Clique em Modificar. 9 Na barra de ferramentas Acesso rápido, clique em (Desfazer). Para solucionar este problema, você estabelece um relacionamento paramétrico entre as portas e a parede adjacente. Primeiro, você cota da linha central da porta para a linha central da parede. Cotar as portas e a parede 10 Clique na guia Anotar ➤ painel Cota ➤ Alinhado. Você cota as portas e a parede interna que tentou alinhar anteriormente. 11 Clique no ponto médio da porta à esquerda, no centro da parede, e no ponto médio da porta à direita. Clique embaixo das portas para colocar a cota. 232 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção 12 Clique em para ambas as cotas. O bloqueio estabelece uma restrição entre as portas e a parede. 13 Clique em Modificar. Agora, é possível excluir a cota do projeto, enquanto mantém o relacionamento. 14 Selecione a seqüência da cota e pressione Delete. 15 Na caixa de diálogo de aviso, clique em OK. A mensagem avisa que um relacionamento irá permanecer sem as cotas. Feche a caixa de aviso, mantendo a restrição. Alinhar a parede e o montante 16 Utilizando o método anterior, alinhe o centro da parede com o montante. 17 Clique em Modificar. Observe que o bloqueio também aparece após você utilizar a ferramenta de alinhar. Agora, é possível criar um relacionamento entre a parede cortina e a parede interna. Adicionando relacionamentos paramétricos | 233 Agora quando os objetos são movidos, ambas as portas mantém o relacionamento como foi estabelecido. 18 Feche o arquivo salvando-o ou não. 234 | Capítulo 12 Efetuando o ajuste fino do modelo de construção Documentando um projeto Neste tutorial, você aprende a utilizar as ferramentas no Revit Architecture para documentar as informações do modelo de construção de um projeto. 235 236 Adicionando vistas e folhas a um projeto 13 Neste exercício, aprenda como criar vistas de um modelo de construção e como colocá-las nas folhas de documentação. Aprenda a criar: ■ ■ ■ ■ Vistas ao duplicar e modificar vistas existentes. Vistas de corte e de elevação. Vistas de chamadas de detalhe que são colocadas em outras vistas. Folhas que compõem o conjunto de documentos. Vista de corte da escada principal Vista de detalhe da parede 237 Folha com vistas de corte Duplicando e modificando vistas Neste exercício, crie uma vista da planta do modelo de construção copiando uma vista existente e a seguir modificando a vista copiada. Controle a visibilidade de categoriais na caixa de diálogo Visibilidade e Gráficos para a vista. Também é possível controlar a visibilidade ao manipular objetos utilizando opções no menu contextual. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_AVS_01_Duplicate_View_m.rvt. 238 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto Criar uma vista de layout de mobiliário 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 No Navegador de projeto, clique com o botão direito em 01 - Nível da entrada, e a seguir clique em Duplicar vista ➤ Duplicar com detalhes. Duplique a vista da planta para poder criar a planta de layout Mobiliário. Utilize a opção Duplicar com detalhamento porque as linhas de detalhe requeridas na planta de layout do mobiliário foram adicionadas para essa vista de planta do piso. Caso somente elementos do modelos sejam requeridos, utilize a opção Duplicar. 3 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Cópia de 01 - Nível da entrada e clique em Renomear. 4 Na caixa de diálogo Renomear, digite 01 - Nível da entrada - Layout do mobiliário, e clique em OK. Desativar a visibilidade de eixos e marcadores de elevação 5 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse na nova vista, e clique em Propriedades. Acesse os controles Visibilidade e Gráficos para vista na caixa de diálogo Propriedades de instância. 6 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Sobreposições de visibilidade/gráficos, clique em Editar. Todas as categorias do Revit Architecture são listadas. É possível controlar as categorias para essa vista. Nesse caso, oculte os eixos e as marcas de elevação na planta de layout do mobiliário. 7 Na guia Categorias de anotações da caixa de diálogo Sobreposições de visibilidade/gráficos, em Visibilidade, desmarque Eixos e desmarque Elevações. 8 Clique duas vezes em OK. As linhas de eixo e marcas de elevação não são mais exibidas nessa vista. No entanto, elas ainda fazem parte do projeto. Duplicando e modificando vistas | 239 Ocultar uma categoria de elementos 9 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. Agora, você desativa a visibilidade da categoria de mobiliário nesta vista. Controle a visibilidade de uma categoria de objetos usando o menu de contexto para o próprio objeto, assim como na caixa de diálogo Sobreposição de visibilidade/gráficos. 10 Selecione um objeto de mesa/cadeira. 11 Clique com o botão direito do mouse, e clique em Ocultar na vista ➤ Categoria. 12 Na Barra de controle de vista, clique em (Revelar elementos ocultos). Para rapidamente visualizar elementos desativados em uma vista, clique na ferramenta Revelar elementos ocultos na Barra de controle da vista. Os elementos ocultos na vista são realçados e podem ser selecionados e modificados. 240 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto 13 Na Barra de controle da vista, clique em 14 Feche o arquivo salvando-o ou não. (Fechar revelar elementos ocultos). Criando vistas de corte e de elevação Neste exercício, crie uma vista de corte através da escada principal do edifício. Divida o corte para que ele também corte através do shaft do elevador do edifício. Além disso, crie uma vista de elevação da ala sul do edifício, colocando um marcador de elevação e modificando as extensões do plano de elevação. Vista de corte da escada principal Vista de elevação do pátio Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_AVS_02_Section_Elevation_m.rvt. Criando vistas de corte e de elevação | 241 Criar uma vista de corte 1 Com a vista de planta 01 - Nível de entrada aberta, clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ Corte. 2 Desenhe um corte vertical entre as linhas de eixo 2 e 3, cortando através da escada, como mostrado. OBSERVAÇÃO Após desenhar a linha de corte, se ela não estiver cortando através das escadas principais do edifício, utilize a ferramenta Mover (clique na guia Modificar vistas ➤ painel Modificar ➤ Mover) para ajustá-la. (Se a linha de corte não está selecionada, clique na linha de corte para exibir a guia Modificar vistas). 242 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto 3 Clique três vezes no controle Girar extremidade do corte para exibir as opções de símbolo da extremidade do corte. 4 Arraste o controle de corte direito para a esquerda até que esteja à direita do pavilhão. (Se a linha de corte não está selecionada, clique na linha de corte para exibir os controles de arraste). Ajuste a profundidade do corte para somente incluir o que deseja exibir no corte. 5 No painel Corte, clique em Dividir segmento. Utilize a opção Dividir segmento para quebrar a linha de corte e mover parte do corte, para que ele passe através do shaft do elevador do edifício. 6 Clique na linha de corte abaixo do degrau inferior da escada, e mova o cursor para a direita para que a linha de corte através do shaft do elevador, e clique para colocar o corte, como mostrado. Criando vistas de corte e de elevação | 243 7 Pressione duas vezes a tecla Esc. Modificar a visibilidade do elemento na vista 8 Clique duas vezes no cabeçalho do corte para exibir a vista de corte. Dependendo de onde o corte foi feito, uma árvore pode estar visível na vista de corte. Opcionalmente, você pode desativar a exibição da categoria de vegetação nesta vista. 9 Opcionalmente, selecione a árvore na direita, clique com o botão direito do mouse, e clique em Ocultar na vista ➤ Categoria. 10 Selecione o limite da região de corte, e ajuste os limites ao arrastar os controles. 11 Na Barra de controle de vista, clique em (Ocultar região de recorte). 244 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto Renomear a vista 12 No Navegador de projeto, expanda Cortes (Corte do edifício), clique com o botão direito do mouse em Corte 1, e clique em Renomear. 13 Na caixa de diálogo Renomear vista, digite Corte através da escada principal, e clique em OK. Criar uma vista de elevação 14 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 15 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Elevação ➤ Elevação. 16 No Seletor de tipos, verifique se Elevação da construção está selecionado Quando você coloca um marcador de elevação, o contexto do modelo é detectado. Assegure-se que o lado da seta do marcador de elevação esteja apontando em direção a ala sul do edifício. 17 Clique para colocar o marcador (apontando para o sul) acima da ala mais longa do edifício, como mostrado. 18 Clique em Modificar. 19 Selecione a parte da seta do marcador de elevação. 20 Ajuste a posição e extensões do plano de elevação, como mostrado. Renomear a vista 21 No Navegador de projeto, em Elevações (Elevações da construção), clique com o botão direito do mouse em Elevação 1-a, e clique em Renomear. 22 Na caixa de diálogo Renomear vista, digite Elevação do pátio - Ala sul, e clique em OK. 23 No Navegador de projeto, clique duas vezes na nova vista de elevação para abri-la. Criando vistas de corte e de elevação | 245 24 Na Barra de controle de vista, clique em (Ocultar região de recorte) 25 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando vistas de chamada de detalhe Neste exercício, você cria vistas de chamadas de detalhe: um vista de corte da parede e uma vista de detalhe da parede. Para criar cada vista, desenhe uma chamada em torno da geometria em outra vista para especificar o conteúdo de cada nova vista de chamada de detalhe. Vista de corte da parede 246 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto Vista de detalhe da parede Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_AVS_03_Callout_Views_m.rvt. Criar uma chamada de detalhe para um corte da parede 1 No Navegador de projeto, em Cortes (Corte da construção), clique duas vezes em Corte através da escada principal. 2 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ Chamada de detalhe. 3 No painel Elemento, no Seletor de tipos, selecione Corte da parede. O tipo de chamada de detalhe determina onde a vista sendo criada será colocada no Navegador de projeto. 4 Na barra de Opções, para Escala, selecione 1:10. Você pode selecionar uma escala para a vista resultante antes de colocar a chamada de detalhe. 5 Para desenhar uma chamada de detalhe em torno da parede direita do edifício, clique para especificar o canto inferior esquerdo da chamada de detalhe, e clique para especificar o canto superior direito, como mostrado. Criando vistas de chamada de detalhe | 247 6 Ajuste a posição do cabeçalho da chamada de detalhe: ■ ■ Selecione a chamada de detalhe. Mantenha pressionado o controle Arrastar cabeçalho e mova o cabeçalho da chamada de detalhe para o canto superior direito da chamada de detalhe. Clique e segure o controle Arrastar e mova-o para cima para adicionar um ressalto à chamada, como mostrado. ■ 7 Pressione Esc. Abrir a vista de chamada de detalhe 8 Clique duas vezes na referência da vista (cabeçalho da chamada de detalhe) para abrir a vista da chamada de detalhe. 248 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto 9 Caso não visualize os padrões de material na vista de chamada de detalhe, na Barra de controle da vista, altere o nível de detalhe para Médio. 10 Na Barra de controle de vista, para Escala, selecione 1 : 20. Após a vista ser aberta, é possível modificar a escala como faria em qualquer outra vista. 11 Na Barra de controle da vista, clique em (Ocultar região de recorte) Criar uma chamada de detalhe 12 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ Chamada de detalhe. Criando vistas de chamada de detalhe | 249 Você cria uma chamada de detalhe para a condição de grade. 13 No Seletor de tipos, em Vista de detalhe, selecione Detalhe. 14 Na barra de opções, para Escala, selecione 1:10. 15 Desenhe uma chamada de detalhe em torno da parte inferior da parede, incluindo a grade, e ajuste a posição do cabeçalho da chamada de detalhe, como mostrado. 16 Pressione Esc. 17 Aproxime o zoom na área da chamada de detalhe. A espessura da linha dos limites da chamada de detalhe não tem a largura suficiente requerida pelas normas do escritório. É possível modificar os limites das chamadas de detalhe (ou outros objetos) ao alterar a sua espessura de linha na caixa de diálogo Estilos de objeto. Modificar a espessura da linha do limite da chamada de detalhe 18 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Estilos de objeto. 19 Na caixa de diálogo Estilos de objeto, clique na guia Objetos de anotação. 20 Para Limite da chamada de detalhe, para Projeção da espessura da linha, selecione 7, e clique em OK. 250 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto 21 Clique duas vezes na referência da vista para abrir a vista da chamada de detalhe. Renomear as vistas de chamada de detalhe 22 No Navegador de projeto, em Cortes (Corte de parede), clique com o botão direito do mouse em Chamada de detalhe de corte através da escada principal, e clique em Renomear. 23 Na caixa de diálogo Renomear vista, digite Corte de parede típica, e clique em OK. 24 Utilizando o método anterior, em Vistas de detalhe, renomeie Detalhe 0 para Detalhe no eixo. 25 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando folhas Neste exercício, adicione folhas de documentação no projeto. Após criar as folhas, coloque vistas do Navegador de projeto nas folhas compondo o conjunto de documentos. As vistas podem ser movidas com facilidade de uma folha para outra, como requerido pelo projeto. Criando folhas | 251 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_AVS_04_Create_Sheets_m.rvt. Criar uma folha 1 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Folhas (todas) e clique Nova folha. 2 Na caixa de diálogo Selecionar bloco de margens e carimbo, clique em Carregar. Blocos de margens e carimbo podem ser criados como famílias e a seguir carregados em projetos para criar folhas. Neste exemplo o tamanho correto do bloco de margens e carimbo não foi carregado no projeto. 3 No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric/Families/A0 metric.rfa. 4 Na caixa de diálogo Selecionar bloco de margens e carimbo, verifique que A Metric esteja selecionado e clique em OK. 252 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto 5 No Navegador do projeto, expanda Folhas (todas), clique com o botão direito do mouse em A101 - Não nomeada e clique em Renomear. É possível renumerar e renomear a folha para coincidir com normas do projeto ou do escritório. 6 Na caixa de diálogo Título da folha, para Número, digite A1, para Nome digite Planta de piso, e clique em OK. Criar uma segunda folha 7 Utilizando o método anterior, crie uma segunda folha. (Utilize o mesmo bloco de margens e carimbo, e nomeie a folha como Cortes). A segunda folha irá continuar a seqüência de numeração estabelecida para a primeira folha. Não é necessário atribuir um número. 8 Feche o arquivo salvando-o ou não. Colocando vistas Neste exercício, adicione vistas às folhas que criou no exercício anterior. Para colocar uma vista em uma folha, arraste-a do Navegador de projeto e posicione na folha. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_AVS_05_Place_Views_m.rvt. Adicionar uma vista de planta em uma folha 1 No Navegador de projeto, em Folhas (todas), clique duas vezes em A1 - Planta de vista. 2 No Navegador de projeto, clique na planta de piso 01 - Nível de entrada, arraste-a para a folha A1, e clique para colocá-la no centro da folha. Antes de clicar para colocar a vista, mova o cursor, posicionando a vista na folha, como necessário. Colocando vistas | 253 3 Aproxime o zoom no título da vista na folha (canto inferior esquerdo). O título da vista é composto do nome da vista do Navegador de projeto e da escala especificada na vista. Adicionar vistas de corte em uma folha 4 No Navegador de projeto, em Folhas (todas), clique duas vezes em A2 - Cortes. 5 Utilizando o mesmo método que acaba de aprender, coloque as seguintes vistas de corte na folha: ■ ■ ■ Corte através da escada principal Corte de parede típica Detalhe no eixo Observe que quando a vista Detalhe no eixo é colocada junto a vista Corte de parede típica, linhas guia são exibidas, para ajudá-lo a posicionar as vistas para que os títulos da vista estejam alinhados. 254 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto 6 Aproxime o zoom na chamada de detalhe na vista Corte através da escada principal. O cabeçalho da chamada de detalhe exibe os números de referência corretos de folha e vista. 7 No Navegador de projeto, em Folhas (todas), clique duas vezes em A1 - Planta de vista. 8 Aproxime o zoom no marcador de corte no topo da vista de planta. O marcador de corte exibe a folha e referências de número de vista corretos. Colocando vistas | 255 9 Feche o arquivo salvando-o ou não. 256 | Capítulo 13 Adicionando vistas e folhas a um projeto Anotando e aplicando cotas 14 Nesta lição, crie cotas permanentes para controlar e documentar o modelo de construção. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ Criar cotas ao clicar em pontos no modelo. Modificar opções de cota e criar cotas automáticas de parede. Ajustar a colocação de linhas temporárias em cotas. Modificar o valor da cota ao adicionar texto abaixo da cota. Criar e adicionar anotações de texto ao plano. Criando cotas Neste exercício, defina a cota para as linhas de eixo na ala norte da construção. 257 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_AD_01_Create_Dimensions_m.rvt. Cotar a ala norte 1 No Navegador de projeto, em Plantas do piso, clique duas vezes em 01- Nível da entrada, e aproxime o zoom na ala (Norte) mais curta do edifício. 2 Clique na guia Anotar ➤ painel Cota ➤ Alinhado. Coloque uma cota geral entre as linhas de eixo 1 e 6. 3 Para colocar a cota: ■ ■ ■ ■ Clique na linha de eixo 1. Clique na linha de eixo 6. Mova o cursor acima do modelo de construção. Clique para colocar a cota. 4 Utilizando o mesmo método, coloque uma seqüência de cotas ao clicar em cada linha de eixo, da esquerda para a direita, como mostrado. Observe que ao colocar a seqüência de cotas, ela efetua o snap na posição em relação à primeira seqüência de cotas colocadas. 258 | Capítulo 14 Anotando e aplicando cotas 5 Clique em Modificar. 6 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando cotas de parede automáticas Neste exercício, coloque cotas utilizando a opção Paredes inteiras. Utilizando essa opção, é possível cotar automaticamente a parede e todas as inserções e paredes e eixos fazendo interseção. Para adicionar claridade à cota colocada, mova uma linha temporária para uma nova referência de parede, e controle o intervalo entre a linha temporária e o elemento que ela está referenciando. Após adicionar uma cota nas paredes na escada, utilize a opção Texto da cota, para adicionar uma sobreposição ao valor da cota. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_AD_02_Auto_Wall_Dimensions_m.rvt. Criando cotas de parede automáticas | 259 Abrir a vista da planta de piso do Nível da entrada 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. Crie a cota da parede externa superior direita da ala norte. Selecionar as opções de definição automática de cota 2 Clique na guia Anotar ➤ painel Cota ➤ Alinhado. 3 Na Barra de opções: ■ ■ Para Selecionar, selecione Paredes inteiras. Clique em Opções. 4 Na caixa de diálogo Opções de cota automática: ■ ■ Em Selecionar referências, selecione Aberturas, e selecione Larguras. Clique em OK. Essas opções asseguram que a cota da parede inclua as aberturas, e que a seqüência da cota geral faça referência às larguras das aberturas. Colocar a cota 5 Selecione a parede externa superior. 6 Mova o cursor sobre a vista da planta e clique para colocar a seqüência de cota automática. Observe que a seqüência da cota efetua o snap na posição sob as seqüências de cotas existentes. 7 Clique em Modificar. Modificar a posição do texto da cota 8 Selecione a seqüência de cotas. 9 Selecione o controle de arraste de texto para o texto da terceira cota a partir da esquerda, e arraste-o para baixo e para a direita para torná-lo mais fácil de ser lido. 260 | Capítulo 14 Anotando e aplicando cotas 10 Aproxime o zoom na extremidade direita da seqüência de cotas. Alinhar a linha temporária com uma nova referência. 11 Selecione o controle Mover linha temporária na última linha de cota à direita, e mova a linha de cota para a direita até que esteja alinhada com a face externa da camada núcleo da Parede básica (Externa - Isolação na Alvenaria), como mostrado. OBSERVAÇÃO Mova o cursor para baixo até que a parede externa seja realçada, pressione Tab até que a face externa do núcleo da parede seja realçada, e clique para selecioná-la. A cota é alinhada com a face do núcleo estrutural da parede. 12 Pressione Esc. Criando cotas de parede automáticas | 261 Você ajusta a extremidade da linha temporária, para que esta não toque a parede, 13 Selecione a linha da cota direita, selecione a extremidade inferior, e arraste-a para cima para definir o intervalo entre a linha e a referência temporária, como mostrado. Adicionar uma cota nas paredes na escada 14 Clique na guia Anotar ➤ painel Cota ➤ Alinhado. 15 Na Barra de opções: ■ ■ Para Colocar cotas, selecione Faces da parede. Para Selecionar, selecione Referências individuais. As opções foram modificadas para selecionar as faces das paredes e referências individuais. 16 Na Área de desenho, posicione o cursor sobre a parede à esquerda na abertura para a escada, pressione Tab até que a Barra de status indique que a parede está realçada, e clique para selecioná-la. 17 Utilizando o método anterior, selecione a parede à direita na abertura para a escada, e clique para colocar a cota. 18 Clique em Modificar. Adicionar texto no valor da cota 19 Clique duas vezes no texto da cota. 20 Na caixa de diálogo Texto da cota, para Abaixo, digite Clear e clique em OK. Utilize as opções na caixa de diálogo Texto de cota para substituir ou anexar valores de cota com texto. Os valores não afetam a geometria do modelo. 262 | Capítulo 14 Anotando e aplicando cotas 21 Pressione Esc. 22 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando anotações de texto Neste exercício, adiciona-se uma nota de texto em uma vista da planta de piso. É possível adicionar notas com ou sem chamadas de detalhes. Também é possível adicionar ou remover chamadas de detalhes de uma nota de texto após ter colocado o texto. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_AD_03_Text_m.rvt. Adicionar uma nota de texto 1 Com a vista 01 - Nível de entrada aberta, aplique zoom na área da abóbada sobre a entrada à esquerda. 2 Clique na guia Anotar ➤ painel Texto ➤ Texto. 3 No Seletor de tipos, selecione Texto : 2.5 mm Arial. É possível adicionar tipos de famílias de texto para diferentes tamanhos ou estilos de texto, como itálico, sublinhado, e assim por diante. 4 No painel Chamada de detalhe, clique em Dois segmentos. 5 Adicione uma anotação de texto na abóbada da entrada: ■ Clique na linha curva para a abóbada. Criando anotações de texto | 263 ■ Clique acima e a esquerda para especificar o primeiro segmento. ■ Mova o cursor na horizontal para a esquerda, e clique para especificar o segundo segmento. 6 Na caixa de texto, digite Exterior overhead canopy (Abóbada de cobertura externa). See structural sheets for additional information/details (Consulte as folhas estruturais para obter mais informações/detalhes) . 7 Clique em Modificar. Modificar a caixa de delimitação de texto 8 Selecione a caixa de delimitação de texto, selecione a extremidade esquerda e arraste-a para a direita para tornar a caixa menor e fazer com que o texto mude de linha. É possível modificar o tamanho da caixa de delimitação de texto, como necessário. O texto muda automaticamente de linha para caber na caixa de delimitação. 264 | Capítulo 14 Anotando e aplicando cotas Adicionar uma chamada de detalhe direita 9 No painel Chamada de detalhe, clique em Adicionar chamada de detalhe: Reto à direita. 10 Arraste a extremidade da nova chamada de detalhe para a linha curva, e clique para posicionar a chamada de detalhe, como mostrado. 11 Pressione Esc. 12 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando anotações de texto | 265 266 Identificando objetos 15 Nessa lição, utilize ferramentas de anotação para identificar ambientes e outros objetos em uma vista de modelo de construção. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ Colocar e identificar seqüencialmente ambientes em uma planta de piso. Identificar ambientes que já foram colocados. Identificar portas e janelas automaticamente com a função Identificar todos os não identificados. Identificar paredes manualmente com a função Por categoria. Modificar um valor de identificador para um tipo de janela. Colocando e identificando ambientes seqüencialmente Neste exercício, você coloca e identifica seqüencialmente os ambientes da planta do terceiro piso. Ao utilizar o comando Ambiente com a opção Identificar na colocação, é possível usar um comando para colocar e identificar ambientes. Os ambientes são seqüencialmente numerados quando são colocados no projeto. Também é possível adicionar identificadores nos ambientes após eles terem sido colocados, identificando um por vez, ou usando a opção Identificar todos os não identificados. 267 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento e abra Metric\RAC_TO_01_Room_Tags_m.rvt. Adicionar ambientes na planta do terceiro piso 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 03 - Piso. 2 Aproxime o zoom no lado direito da ala mais longa do edifício. 268 | Capítulo 15 Identificando objetos 3 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente & Área ➤ menu suspenso Ambiente ➤ Ambiente. 4 Na Barra de opções, verifique se Identificar na colocação está selecionado. Quando você coloca o ambiente, um número é automaticamente atribuído. 5 Clique no ambientes para as escadas. O gráfico com ponteiro de mira representa a área do cômodo que está sendo identificada e o retângulo contém o identificador do cômodo. 6 Clique em Modificar. É possível modificar a seqüência de numeração ao alterar o número para ambiente que foi colocado. No entanto, o número do ambiente para o próxima ambiente que você coloca irá continuar a seqüência estabelecida por este número. Modificar a seqüência de numeração e nome do ambiente 7 Clique duas vezes no número do ambiente, insira 301, e pressione Enter. 8 Clique no nome do ambiente, insira Escada, e pressione Enter. Adicionar ambientes 9 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente & Área ➤ menu suspenso Ambiente ➤ Ambiente. 10 Coloque os ambientes à esquerda, como mostrado. A numeração de ambientes é resequenciada. (Letras sequenciais não são suportadas). Colocando e identificando ambientes seqüencialmente | 269 OBSERVAÇÃO Você alinha os identificadores ao mover o cursor até que uma linha azul tracejada seja exibida entre o identificador colocado e o que é exibido na ponta do cursor. 11 Opcionalmente, coloque todos os ambientes no layout. Após colocar os ambientes no terceiro nível, abra a vista de planta do primeiro nível para adicionar identificadores de ambiente para os ambientes que foram colocados. Adicionar manualmente identificadores de ambiente na planta de piso do primeiro nível 12 Abra a vista de planta 01 - Nível da entrada. 13 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente & Área ➤ menu suspenso Identificador ➤ Identificar ambiente. 14 Na área de entrada, clique no vestíbulo e no lobby para adicionar identificadores de ambiente. 270 | Capítulo 15 Identificando objetos 15 Clique em Modificar. 16 Aplique zoom para ajustar a planta na vista. Identificar automaticamente todos os ambientes remanescentes 17 Clique na guia Anotar ➤ painel Identificador ➤ Identificar todos. 18 Na caixa de diálogo Identificar todos os não identificados, selecione a entrada Identificadores de ambiente com o valor Identificadores carregados M_Identificador de ambiente, e clique e em OK. Todos os ambientes remanescentes são identificados. 19 Feche o arquivo salvando-o ou não. Identificando portas, janelas e paredes Neste exercício, você adiciona identificadores para portas e janelas utilizando a opção Identificar todos os não identificados. Você modifica valores de identificadores ao clicar no identificador e digitando valores. É preciso utilizar a opção Identificador para identificar manualmente paredes individuais no modelo. Identificando portas, janelas e paredes | 271 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento e abra Metric\RAC_TO_02_Tag_Doors_Walls_Windows_m.rvt. Identificar portas e janelas 1 No Navegador de projeto, em Plantas de piso, clique duas vezes em 01 - Nível da entrada. 2 Clique na guia Anotar ➤ painel Identificador ➤ Identificar todos. 3 Na caixa de diálogo Identificar todos não identificados, enquanto pressiona Ctrl, selecione Identificadores de porta e Identificadores de janela. 4 Clique em OK. As portas e janelas são automaticamente identificadas. Modificar texto do identificador 5 Aproxime o zoom no lado direito da ala mais curta do edifício. 272 | Capítulo 15 Identificando objetos 6 Selecione o identificador para a porta que conduz à escada. Um valor não é atribuído para essa porta porque é uma parede cortina, e foi colocada como um painel. Quando o painel foi colocado, um valor de marca não foi atribuído, e é atribuído quando se colocada uma família de porta. 7 Selecione o valor do identificador, insira 130A, e pressione Enter. 8 Pressione Esc. Identificar paredes individualmente 9 Clique na guia Anotar ➤ painel Identificador ➤ Identificar por categoria. Você seleciona individualmente cada parede a ser identificada. 10 Na área de desenho, selecione a parede direita da cafeteria. 11 Pressione Esc. Identificando portas, janelas e paredes | 273 12 Selecione o identificador, clique no valor do identificador, insira A1, e pressione Enter. OBSERVAÇÃO O símbolo do identificador e tamanho do texto são determinados pela família de identificadores. 13 Na caixa de diálogo de aviso clique em Sim. A caixa de diálogo de aviso é exibida porque esse identificador está associado com um parâmetro de tipo. A alteração do parâmetro de tipo em um objeto pode afetar muitos objetos em um modelo, portanto, precisa ser feito com cuidado. 14 Pressione Esc. 15 Clique na guia Anotar ➤ painel Identificador ➤ Identificar por categoria. 16 Clique na parede direita do ambiente Conferência. Dessa vez o valor do identificador é exibido automaticamente porque o parâmetro de tipo foi definido nas etapas anteriores. 274 | Capítulo 15 Identificando objetos 17 Feche o arquivo salvando-o ou não. Identificando portas, janelas e paredes | 275 276 Definindo tabelas 16 Nesta lição, defina tabelas de portas e ambientes. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ Criar uma tabela de portas, classificada por número da porta. Agrupar cabeçalhos da tabela para fins de clareza. Gerar uma tabela-chave para adicionar agrupamentos de ferragens de porta na tabela de portas. Criar uma tabela de acabamentos de ambientes. Criar ambientes na tabela de ambientes e adicioná-los ao projeto. OBSERVAÇÃO Em alguns casos destes exercícios, apenas imagens de tabela parciais são exibidas para fins de clareza. Tabela de portas com uma coluna de grupo de ferragens gerada a partir de uma tabela-chave Criando uma tabela de portas Neste exercício, crie uma tabela de portas. Após criar os campos, especifique a ordem de classificação e formate de novo os cabeçalhos para clarificar a organização da tabela. 277 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_DS_01_Door_Schedule_m.rvt. Criar uma tabela de portas 1 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Tabelas ➤ Tabela/Quantidades. 2 Na caixa de diálogo Nova tabela, em Categoria, selecione Portas e clique em OK. 3 Na guia Campos da caixa de diálogo Propriedades da tabela, em Campos disponíveis, selecione Marcar e clique em Adicionar. 4 Utilizando o método anterior, adicione os seguintes campos à tabela dentro dessa ordem: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Largura Altura Operação Tipo de moldura Material da moldura Classificação de incêndio Comentários 5 Na guia Classificação/Agrupamento, para Classificar por, selecione Marcar. A tabela será classificada pelo número da porta, 6 Na guia Formatação, em Campos, selecione Marcar, e para Cabeçalho, digite Nº. da porta. 7 Em campos, selecione Tipo de moldura, e apara Cabeçalho, digite Tipo. Posteriormente, Tipo de moldura e Material da moldura serão agrupados na tabela sob o cabeçalho Moldura, assim você exclui a palavra "moldura" dos cabeçalhos individuais. 8 Utilizando o método anterior, modifique o cabeçalho de Material da moldura para Material. 9 Clique em OK. A tabela é criada e exibida. Os valores já atribuídos aos objetos nos projetos, automaticamente preenchem a tabela de portas. 278 | Capítulo 16 Definindo tabelas Agrupar os cabeçalhos da tabela Agrupe os cabeçalhos para as colunas de moldura e para as colunas de tamanho da porta. 10 Clique e arraste o cursor para selecionar ambos os cabeçalhos das colunas Tipo e Material. 11 No painel Tabela, para Cabeçalhos, clique em Agrupar. 12 Clique no novo cabeçalho, e digite Moldura. 13 Utilizando o método anterior, agrupe as colunas Largura e Altura, e no cabeçalho, digite Tamanho. 14 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma tabela chave Neste exercício, utilize uma tabela-chave para adicionar agrupamentos de ferragens de portas na tabela de portas. É possível substituir a coluna Operação na tabela de portas pela coluna Grupo de ferragens gerada a partir da tabela-chave. Criando e usando a tabela-chave, é possível simplificar a entrada de dados na grande Tabela de ferragens. Criando uma tabela chave | 279 Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_DS_02_Key_Schedule_m.rvt. Criar uma tabela-chave 1 No Navegador do projeto, em Tabelas/Quantidades, clique duas vezes em Tabela de portas. 2 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Tabelas ➤ Tabela/Quantidades. 3 Na caixa de diálogo Nova tabela: ■ ■ ■ ■ ■ Em Categoria, selecione Portas. Para Nome, digite Tabela de ferragens. Selecione Chaves de tabelas. Para Nome-chave, digite Grupo de ferragens. Clique em OK. Adicionar parâmetros na tabela-chave 4 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela clique em Adicionar parâmetro. É possível adicionar parâmetros na tabela-chave para os componentes de ferragens que serão agrupados. 5 Na caixa de diálogo Propriedades de parâmetro: ■ ■ ■ Em Dados de parâmetro, para Nome, digite Conjunto de dobradiças. Para Parâmetro de tipo, verifique se Texto está selecionado. Clique em OK. O Conjunto de dobradiças é listado abaixo do Nome-chave, sob os campos Tabulado (na ordem). 6 Utilizando o método anterior, adicione outro parâmetro de texto, e nomeie como Função de bloqueio. 7 Utilizando o método anterior, adicione os seguintes parâmetros Sim/Não (para Parâmetro de tipo, seleciona Sim/Não): ■ ■ ■ ■ ■ Ferragem de saída Fecho Parar Espelho da fechadura Manter aberta 280 | Capítulo 16 Definindo tabelas 8 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela, clique em OK. A Tabela de ferragens é exibida. Adicionar linhas para criar o agrupamento de ferragens 9 No painel Tabela, para Linhas, clique em Novo 4 vezes. 10 Defina 4 grupos com as especificações, como mostrado: Somente 4 grupos são definidos por questão de simplicidade. É possível criar componentes de ferragens e configurações de grupo adicionais mais tarde, como requerido pelo projeto. É possível digitar entradas para preencher os campos na tabela, ou selecionar uma entrada da lista suspensa no campo. Por exemplo, após ter inserido 3 Junto de topo no primeiro campo Definir articulação, aquele valor está disponível a partir de uma lista suspensa nos outros campos Definir articulação. OBSERVAÇÃO As caixas de verificação (campos sim/não) podem ser selecionadas e desmarcadas mesmo que inicialmente sejam exibidas em cinza. Para um campo com uma caixa de verificação, clique para selecionar o campo, clique para ativar a caixa de verificação, e clique novamente para desmarcar ou selecionar a caixa de verificação. Adicionar o campo da tabela-chave na tabela de portas 11 Abra a tabela de portas. Criando uma tabela chave | 281 É possível substituir a coluna Operação na Tabela de portas pelo campo da tabela-chave, Grupo de ferragens. 12 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse na Tabela de portas, e clique em Propriedades. 13 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Campos, clique em Editar. 14 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela, em Campos tabulados (na ordem), selecione Operação, e clique em Remover. 15 Em Campos disponíveis, selecione Grupo de ferragens, e clique em Adicionar. 16 Clique em Mover acima para que o Grupo de ferragens seja posicionado acima do Tipo de moldura. 17 Clique duas vezes em OK. Atribuir grupos pela função da porta 18 Na Tabela de portas, para Porta 101A, Grupo de ferragens, selecione 3. É possível criar e atribuir grupos adicionais mais tarde. Nesse exercício, apenas 1 grupo é mostrado. 19 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma tabela de acabamentos de ambientes Neste exercício, você cria uma tabela acabamento de ambientes. Também é possível utilizar um ambiente como um programa de projeto e criar ambientes antes que eles sejam colocados no projeto. Em seguida, adicione os ambientes na tabela, e coloque-os no projeto. Finalmente, utilize um filtro para modificar a tabela de ambientes, para que somente inclua ambientes do Nível 02 - Piso. 282 | Capítulo 16 Definindo tabelas Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_DS_03_Finish_Schedule_m.rvt. Criar uma tabela de acabamentos de ambientes 1 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Tabelas ➤ Tabela/Quantidades. 2 Na caixa de diálogo Nova tabela, em Categoria, selecione Ambiente. 3 Para Nome, digite Tabela de acabamentos de ambientes, e clique em OK. 4 Na guia Campos da caixa de diálogo Propriedades da tabela, em Campos disponíveis, selecione Número e clique em Adicionar. O campo Número é exibido sob os campos tabulados. 5 Utilizando o método anterior, adicione os seguintes campos à tabela na ordem: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Nome Acabamento da base Acabamento do piso Acabamento da parede Acabamento do forro Área Comentários Nível 6 Na guia Classificar/Agrupar, para Classificar por, selecione Número. 7 Na guia Formatação, em Campos, selecione Acabamento base. 8 Em Cabeçalho, exclua a palavra Acabamento. Mais tarde, os campos de acabamento serão agrupados na tabela sob o cabeçalho Acabamentos, para que seja possível remover a palavra Acabamento do cabeçalho individual. 9 Utilizando o método anterior, selecione os campos Acabamento do piso, Acabamento da parede e Acabamento do forro, e remova a palavra Acabamento de cada cabeçalho. 10 Na caixa de diálogo Propriedades da tabela, clique em OK. A tabela de acabamentos de ambientes é exibida. Criando uma tabela de acabamentos de ambientes | 283 Agrupar os campos de acabamento 11 Clique e arraste o cursor para selecionar os cabeçalhos Base, Piso, Parede e Forro. 12 No painel Tabela, para Cabeçalhos, clique em Agrupar. 13 Clique em novo cabeçalho, e digite Acabamentos. Adicionar ambientes à tabela 14 No painel Tabela, para Linhas, clique em Novo. É possível adicionar novas linhas à tabela. Essas novas linhas são ambientes adicionados ao projeto, mas ainda não foram colocados no projeto. Observe que quando um ambiente é criado, ele é listado como Não colocado nas colunas Área e Nível. 15 Utilizando o método anterior, adicione mais 3 ambientes. Renomeie os ambientes 16 Renomeie os 4 ambientes para refletir o projeto de construção: ■ Saguão 284 | Capítulo 16 Definindo tabelas ■ ■ ■ Copiar/Imprimir Desenho Laboratório de informática OBSERVAÇÃO É possível digitar o nome, ou selecioná-lo de uma lista suspensa se o ambiente com aquele nome já existir no projeto. Colocar os novos ambientes 17 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 02 - Piso. 18 Aproxime o zoom na ala mais longa do edifício. Observe os 4 espaços sem uma legenda de ambiente. Coloque os 4 ambientes criados nas etapas anteriores nesses espaços. 19 Clique na guia Início ➤ painel Ambiente & Área ➤ menu suspenso Ambiente ➤ Ambiente. 20 Na barra de opções, verifique se Identificador na colocação está selecionado, e para Ambiente, selecione Saguão. Ao selecionar os ambientes na Barra de opções, é possível colocar um ambiente que já foi definido no projeto, mas ainda não colocado. 21 Clique no ambiente na esquerda do ambiente 205 Instrução, para colocar o Saguão. 22 Clique em Modificar. 23 Selecione o identificador de ambiente para o Saguão, clique no valor do número do ambiente, digite 206, e pressione Enter. Criando uma tabela de acabamentos de ambientes | 285 24 Utilizando o método anterior, coloque e numere os ambientes, como mostrado: ■ ■ ■ Copy/Print 207 Drafting 208 Computer Lab 209 Filtrar a tabela 25 Abra a Tabela de acabamentos de ambientes. Observe que agora a informação é exibida para os ambientes numerados 206 - 209. 26 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse na Tabela de acabamentos de ambientes, e clique em Propriedades. Utilizando um filtro, modifique a Tabela de acabamentos de ambientes para incluir somente os ambientes do segundo andar. 27 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Filtrar, clique em Editar. 28 Na guia Filtrar da caixa de diálogo Propriedades da tabela: ■ ■ ■ Para Filtrar por, selecione Nível. No segundo campo, verifique se o sinal de igual (=) esta selecionado. No terceiro campo, selecione 02 - Piso. 286 | Capítulo 16 Definindo tabelas Ocultar o campo de filtro na tabela 29 Na guia Formatação, para Campos, selecione Nível, e à direita, selecione o campo Ocultar. Especifique se deseja ocultar o campo Nível. O campo precisa ser incluído na tabela para que esta possa ser filtrada com base no Nível, no entanto, o campo não precisa estar visível na tabela final. 30 Clique em OK. Renomear a tabela 31 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, no campo Nome da vista, digite 02 Piso - Tabela de acabamentos de ambientes, e clique em OK. Renomeie a tabela para indicar que ela inclui somente ambientes do segundo andar. 32 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma tabela de acabamentos de ambientes | 287 288 Detalhamento 17 No Revit Architecture, os detalhes têm base na geometria do modelo de construção como uma vista de detalhe, ou são referenciados como uma vista de desenho com identificadores paramétricos que automaticamente acompanham e exibem automaticamente a vista de detalhe e a colocação da folha de desenho. Nesta lição, você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ ■ Utilizar componentes de detalhe para definir um corte da parede. Utilizar notas de texto para anotar um detalhe. Criar uma vista d detalhe com base no modelo. Usar notas-chave para anotar um detalhe. Criar uma chamada de detalhe e referenciar a vista de desenho. Criar uma vista de detalhe de desenho ao importar um arquivo DWG. Detalhes com notas-chave e referência de chamada de detalhe 289 Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto Neste exercício, você adiciona elementos de detalhe na vista de corte criada em um exercício anterior. Para completar o detalhe, você adiciona regiões preenchidas, linhas de detalhe e notas de texto com chamadas de detalhe. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_D_01_Detail_View_m.rvt. Modificar a visibilidade do elemento 1 No Navegador de projeto, em Vistas de detalhe (Detalhes), clique duas vezes em Detalhe no eixo. 290 | Capítulo 17 Detalhamento 2 Selecione o marcador 01 - Nível da entrada. O marcador de nível e a região de recorte da vista não são requeridos para a vista de detalhe, portanto, você oculta estes elementos. 3 Clique com o botão direito do mouse, e clique em Ocultar na vista ➤ Categoria. 4 Na Barra de controle de vista, clique em (Ocultar região de recorte) Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto | 291 Adicionar linhas de quebra na vista As linhas de quebra são famílias de componentes de detalhe. As famílias de componentes de detalhe são similares a outras famílias do Revit Architecture, exceto pelo fato que são somente visíveis na vista em que são colocadas. 5 Clique na guia Anotar ➤ painel Detalhe ➤ menu suspenso Componente ➤ Componente de detalhe. 6 No painel Detalhe, clique em Carregar família. A família de componentes de linhas de quebra não foi carregada no projeto. 7 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\Families\M_Break Line.rfa. 8 Clique para colocar uma linha de quebra no topo da parede. (A localização exata não é importante). 9 Pressione a Barra de espaço e clique para colocar uma linha de quebra na aresta da laje na esquerda. OBSERVAÇÃO Pressione a Barra de espaço para rotacionar o componente ao colocá-lo. Cada vez que você pressiona a Barra de espaço o componente rotaciona 90 graus. 292 | Capítulo 17 Detalhamento 10 Se necessário, utilize os manipuladores azuis de forma para cobrir corretamente o modelo. (Por exemplo, clique e arraste o manipulador de seta para baixo de forma para estender a linha de quebra para a parte inferior do modelo). Criar um detalhe repetitivo O detalhe da exibição do modelo para o CMU não foi satisfatório. É possível colocar componentes de detalhe no topo dos elementos do modelo para definir o detalhe. Como você precisa colocar mais de um bloco, cria um detalhe repetitivo com base no componente de detalhe CMU. Os detalhes repetitivos podem economizar tempo se for necessário colocar múltiplos itens do mesmo tipo em uma forma linear. 11 Clique na guia Anotar ➤ painel Detalhe ➤ menu suspenso Componente ➤ Detalhe repetitivo. 12 No painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. Você cria um tipo de detalhe repetitivo com base nos componentes de detalhe CMU. 13 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Duplicar. 14 Na caixa de diálogo Nome, digite Bloco de concreto, e clique em OK. 15 Defina as propriedades para o tipo de detalhe: ■ ■ Para Detalhe, selecione M_CMU-2 Núcleo-Corte : 200x200x400 mm. Para o espaçamento, insira 200, e pressione Enter. Especifique um espaçamento que corresponde ao componente de detalhe selecionado. Clique em OK. ■ Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto | 293 Colocar o detalhe repetitivo 16 Clique para iniciar o detalhe no ponto final interno esquerdo na parte inferior da parede, como mostrado. 17 Mova o cursor acima e clique acima da linha de quebra para finalizar o detalhe. Conforme você move o cursor para longe do ponto de origem, o componente de detalhe é ordenado de acordo com o espaçamento definido para o tipo. 18 Clique em Modificar. Observe que o detalhe repetitivo é exibido no topo do modelo. Também está no topo do símbolo da linha de quebra. Você ajusta a ordem de exibição nas próximas etapas. 294 | Capítulo 17 Detalhamento Adicionar grupos de detalhe Para manter o exercício breve, os grupos de detalhe foram criados a carregados no projeto. Os grupos foram criados ao colocar componentes de detalhe individuais, regiões preenchidas e linhas de detalhe, e então os elementos foram agrupados para que pudessem ser colocados como um item. Você pode desagrupar os grupos de detalhe após a colocação e manipular elementos individuais, como necessário. 19 No Navegador de projeto, expanda Grupos\Detalhes, clique com o botão direito do mouse em Sob a laje e clique em Criar instâncias. Este grupo de detalhe consiste em duas regiões preenchidas. A primeira região representa o preenchimento sob a laje e a segunda representa a isolação rígida. 20 Clique no ponto final inferior direito da fundação. 21 Clique em Modificar. Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto | 295 22 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Reforço e clique em Criar instância. O grupo de detalhe consiste em três famílias de detalhes de reforço, cada uma representando um diferente condição de reforço. 23 Clique no ponto final inferior esquerdo da fundação. 24 Clique em Modificar. 296 | Capítulo 17 Detalhamento 25 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Trilha inicial e clique em Criar instância. Este agrupamento consiste em linhas de detalhe que representam elementos piscantes e de membrana. Ele também consiste em uma região de máscara utilizada para ocultar uma parte da isolação no modelo. A região de máscara fornece um espaço claro para detalhar o sistema de brilho. 26 Clique no ponto final direito do piso. 27 Clique em Modificar. Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto | 297 Adicionar uma região preenchida 28 Aproxime o zoom na seção do bloco de concreto do detalhe. 29 Clique na guia Anotar ➤ painel Detalhe ➤ menu suspenso Região ➤ Região. Adicione uma região preenchida com arestas invisíveis e um preenchimento transparente para representar um reboco sólido. 30 Clique na guia Criar limite da região preenchida ➤ menu suspenso Elemento ➤ Propriedades de região. 31 Na caixa de diálogo Propriedades de instância clique em Editar tipo. 32 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Duplicar. 33 Na caixa de diálogo Nome, digite Concreto, e clique em OK. 34 Em Gráfico, clique no valor para Padrão de preenchimento e clique em 36 Para Plano de fundo, selecione Transparente. Utilizando o plano de fundo transparente, o desenho subjacente é visível através das porções brancas do padrão de preenchimento. 37 Clique duas vezes em OK. 38 No Seletor de tipo, selecione . Especifique linhas invisíveis para as arestas da região preenchida para evitar confusões com outras porções do detalhe. . 35 Na caixa de diálogo Padrões de preenchimento, selecione Concreto, e clique em OK. 298 | Capítulo 17 Detalhamento 39 No painel Desenhar, clique em (Retângulo). 40 Clique no canto inferior esquerdo e clique no canto superior direito para desenhar a borda da região preenchida. Desenhe a região perto da aresta interna do núcleo do bloco de concreto, sem tocar a aresta do núcleo, aproximadamente como mostrado. A região preenchida é selecionada na imagem a seguir para fins de ilustração. 41 No painel Região, clique em Concluir região. A região preenchida pode não estar visível por causa da ordem de desenho dos objetos. 42 Afaste o zoom e selecione o detalhe repetitivo dos blocos de concreto. Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto | 299 43 No painel Organizar, clique no menu suspenso Enviar para trás ➤ Enviar para trás. O detalhe está completado. 300 | Capítulo 17 Detalhamento Anotar o detalhe 44 Clique na guia Anotar ➤ painel Texto ➤ Texto. Você coloca texto com chamadas de detalhe para notar partes do detalhe. 45 No painel Chamada de detalhe, clique em Dois segmentos. 46 Clique na placa de gesso à esquerda do detalhe do bloco de concreto, clique à direita do desenho para especificar o primeiro segmento da chamada de detalhe, e clique novamente para especificar o segundo segmento, como mostrado. 47 Digite 13 mm Placa de gesso, e clique fora da caixa de texto. 48 Feche a caixa de diálogo de aviso que é exibida. Se uma nota está colocada e não está visível, é preciso modificar a região de recorte da anotação da vista. Ative a região de recorte e modifique o limite recorte da anotação da vista. 49 Clique em Modificar. 50 Na Barra de controle de vista, clique em (Exibir região de recorte). 51 Mova o cursor sobre o limite da região de recorte. A linha tracejada da região de recorte representa a região de recorte da anotação. É preciso colocar qualquer anotação nesta vista completamente dentro da região de recorte da anotação. De outra forma, ela fica oculta. Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto | 301 52 Selecione a região d recorte (a borda interna em torno do desenho), selecione o controle para o limite de recorte da anotação na direita, e arraste-o para a direita para revelar o texto da anotação. 53 Opcionalmente, utilize o método anterior para anotar o detalhe, como mostrado. 302 | Capítulo 17 Detalhamento 54 Na Barra de controle da vista, clique em para impressão. (Ocultar região de recorte) para preparar o detalhe Detalhamento da vista e adicionar anotação de texto | 303 55 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando um detalhe e adicionando anotações de nota-chave Neste exercício, você cria um detalhe para o parapeito da parede. Você utiliza uma exibição subjacente dos objetos do modelo para efetuar o layout dos elementos de detalhe. Após adicionar os componentes de detalhe, você desativa a visibilidade dos objetos do modelo. Finalmente, você adiciona anotações de nota-chave na vista. 304 | Capítulo 17 Detalhamento Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_D_02_Detail_Keynote_m.rvt. Adicionar um detalhe repetitivo 1 No Navegador de projeto, em Vistas de detalhe, clique duas vezes em Detalhe no parapeito. Alguns componentes já foram colocados nesta vista. Observe que os objetos do modelo são exibidos como uma subjacência (tom cinza), tornando mais fácil efetuar o layout dos componentes de detalhe. Criando um detalhe e adicionando anotações de nota-chave | 305 2 Clique na guia Anotar ➤ painel Detalhe ➤ menu suspenso Componente ➤ Detalhe repetitivo. Você coloca um detalhe repetitivo dos blocos CMU criados no exercício anterior para completar o detalhe. 3 No Seletor de tipos, selecione Bloco de concreto. 4 No canto inferior esquerdo da parede, clique no segundo ponto final da esquerda, mova o cursor para cima, e quando os 3 blocos de concreto forem exibidos, clique para finalizar o detalhe. 5 Clique em Modificar. Alinhar o detalhe com o telhado 6 Clique na guia Modificar ➤ painel Editar ➤ Alinhar. Você utiliza a ferramenta Alinhar, para alinhar o topo dos blocos de concreto com o nível Telhado. 7 Clique no nível Telhado e clique na linha horizontal superior do detalhe repetitivo. 306 | Capítulo 17 Detalhamento 8 Se necessário, utilize o método anterior para alinhar os blocos dentro das paredes, alinhando para a face interna do isolamento. 9 Clique em Modificar. Adicionar uma linha de quebra 10 Clique na guia Anotar ➤ painel Detalhe ➤ menu suspenso Componente ➤ Componente de detalhe. 11 No Seletor de tipo, selecione M_Break Line. 12 Pressione a Barra de espaço duas vezes para colocar a parte da máscara da linha de quebra em direção a parte inferior da parede, e clique para colocar o componente. 13 Clique e arraste os manipuladores azuis de forma para estender a linhas de quebra para mascarar a largura do detalhe. Criando um detalhe e adicionando anotações de nota-chave | 307 14 Clique em Modificar. Os componentes de detalhe estão completados. Ocultar elementos do modelo 15 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Detalhe no parapeito, e clique em Propriedades. 16 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Exibir modelo, selecione Não exibir, e clique em OK. Neste exemplo, o detalhe de acabamento é composto somente de componentes de detalhe. O modelo foi usado para propósitos de layout somente. Dependendo dos requisitos do projeto e preferências individuais, outros detalhes podem incluir o modelo em detalhe de acabamento. 308 | Capítulo 17 Detalhamento Adicionar notas chave 17 Clique na guia Anotar ➤ painel Identificador ➤ menu suspenso Notas-chave ➤ Elemento. É possível adicionar notas-chave nos componentes de detalhe. Os parâmetros na família de componente de detalhe geram os valores dos identificadores de notas-chave. 18 Clique para selecionar Cumieira-Corte, clique para especificar o primeiro segmento da chamada de detalhe, e clique novamente para especificar o segundo segmento. 19 Opcionalmente, utilize o método anterior para adicionar notas-chave, como mostrado. Criando um detalhe e adicionando anotações de nota-chave | 309 Selecionar o valor da nota-chave Alguns componentes de detalhe não têm os parâmetros de notas-chave especificados. Se este for o caso, você pode selecionar o valor da nota-chave ao colocar a nota-chave. 20 Utilizando método anteriormente aprendido, adicione uma nota-chave Cantoneira-Madeira-Corte no nível do parapeito. 21 Na caixa de diálogo Notas-chave, expanda Divisão 000600\06100\06110, e selecione 061100.A2 Bloco de madeira como necessário e clique em OK. A caixa de diálogo Notas-chave é aberta porque a família de componentes selecionada não contém informações da nota-chave. Selecione o valor correto no arquivo de nota-chave. 310 | Capítulo 17 Detalhamento 22 Clique em Modificar. Alterar o tipo de nota-chave Dependendo da família de identificadores de nota-chave que você seleciona, as notas-chave exibem a descrição de texto do arquivo da nota-chave, o número da nota-chave ou ambos. 23 Desenhe uma caixa de seleção para selecionar o desenho e as notas-chave. 24 No painel Filtro, clique em Filtro. 25 Na caixa de diálogo Filtro, selecione Identificadores de nota-chave, desmarque todas as outras opções, e clique em OK. 26 No Seletor de tipos, selecione Texto de nota-chave. Notas-chave são ocultadas no lado direito do desenho. 27 Na Barra de controle de vista, clique em (Exibir região de recorte). 28 Mova o cursor sobre o limite da região de recorte. A linha tracejada da região de recorte representa a região de recorte da anotação. É preciso colocar qualquer anotação nesta vista completamente dentro da região de recorte da anotação. De outra forma, ela fica oculta. 29 Selecione a borda da região de recorte. Criando um detalhe e adicionando anotações de nota-chave | 311 30 Selecione o controle para o limite de recorte da anotação na direita, e arraste-o para a direita para revelar as notas-chave. 31 Na Barra de controle de vista, clique em (Ocultar região de recorte) 312 | Capítulo 17 Detalhamento 32 Utilizando o método de filtragem anteriormente utilizado, selecione os identificadores de nota-chave. 33 No Seletor de tipo, selecione Identificador de nota-chave : Número de nota-chave - Em caixa. 34 Pressione Esc. Colocar uma chamada de detalhe 35 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ Chamada de detalhe. Você pode colocar chamadas de detalhe e marcadores de referência sem criar uma nova vista do modelo. Com uma chamada de detalhe, você cria e referencia uma vista de desenho. É possível usar vistas de desenho para documentar uma condição que somente será mostrada em um formato de detalhe, ou para importar arquivos DWG como detalhes. 36 Na Barra de opções, selecione Referenciar outra vista, e na lista suspensa, selecione . Criando um detalhe e adicionando anotações de nota-chave | 313 Você coloca um chamada de detalhe referenciando uma vista de desenho para o detalhe de terminação do telhado. Você adiciona o detalhe no projeto em outro exercício. 37 Desenhe uma chamada de detalhe em torno da área de terminação do telhado, como mostrado. 38 Selecione a chamada de detalhe, e arraste o controle para mover a referência para a esquerda superior. 39 Pressione Esc. 40 Feche o arquivo salvando-o ou não. Importando um detalhe para uma vista de desenho Nesse exercício, importe um arquivo DWG e o utilize como um detalhe na vista de desenho, que foi criado a partir de uma chamada de detalhe no exercício anterior. 314 | Capítulo 17 Detalhamento Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_D_03_Import_Detail_m.rvt. Importar um arquivo DWG 1 No Navegador de projeto, em Vistas de desenho (Detalhe), clique duas vezes em Chamada de detalhe no parapeito. Você importa o arquivo DWG em um vista de desenho em branco. Uma vista de desenho também poderia somente conter objetos de desenho criados no Revit Architecture. Utilize vistas de desenho para criar detalhes ou desenhos que não tenham nenhuma conexão ao modelo do projeto. 2 Clique na guia Inserir ➤ painel Importar ➤ Importar CAD. 3 No painel esquerdo da caixa de diálogo Importar formatos de CAD, clique em Arquivos de treinamento, e selecione Common\Roofing Detail.dwg. 4 Para Cores, selecione Preto e branco para importar as cores do desenho em preto e branco. 5 Clique em Abrir. O desenho é importado rapidamente, mas ele não é exibido até você efetuar o zoom para ajustar a vista na janela. 6 Aproxime o zoom para ajustar o desenho na vista. Importando um detalhe para uma vista de desenho | 315 Modificar a espessura da linha 7 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Estilos de objeto. É possível atribuir espessuras de linha por camada no arquivo DWG importado. Abra a caixa de diálogo Estilos de objeto para efetuar alterações nas espessuras de linha. 8 Na caixa de diálogo Estilos de objeto, clique na guia Objetos importados. 9 Especifique a espessura da linha para Roofing Detail.dwg: ■ ■ Para a categoria Média, Projeção de espessura de linha, selecione 3. Para a categoria Larga, Projeção de espessura de linha, selecione 5. 10 Clique em OK. Modificar a escala da vista 11 Na Barra de controle da vista, para Escala, selecione 1:2. Especifique uma escala na qual você consegue ver o detalhe corretamente. 316 | Capítulo 17 Detalhamento Renomear a vista 12 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Chamada de detalhe no parapeito, e clique em Renomear. 13 Na caixa de diálogo Renomear Vista, insira Detalhe de terminação do telhado , e clique em OK. Posicionar a vista em uma folha 14 Abra a vista das folhas A2 - Cortes. 15 Clique e arraste a vista Detalhe de terminação do telhado a partir do Navegador de projeto para a folha e clique para colocá-la. Importando um detalhe para uma vista de desenho | 317 16 Aproxime o zoom para ver o Detalhe de terminação do telhado. Aproxime o zoom para ver a chamada de detalhe do Detalhe no parapeito. 318 | Capítulo 17 Detalhamento 17 Feche o arquivo salvando-o ou não. Importando um detalhe para uma vista de desenho | 319 320 Apresentando um projeto Neste tutorial, você aprende a utilizar os recursos de renderização do Autodesk Revit Architecture 2010 para criar vistas internas e externas renderizadas de um modelo de informações de construção. Você também aprende como criar e gravar percursos virtuais com animação de um modelo. 321 322 Efetuando a renderização em uma vista externa 18 Nesta lição, você cria uma vista em perspectiva externa do modelo de construção e cria uma renderização diurna da vista. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ Criar e aplicar materiais no modelo de construção. Colocar uma câmera para criar uma vista em perspectiva. Ajustar as bordas e profundidade da vista. Especificar as configurações de hora e localização e como renderizar uma vista diurna. Exportar a imagem renderizada para um arquivo externo. Vista em perspectiva Vista renderizada 323 Aplicando materiais e texturas ao modelo de construção Neste exercício, você modifica os materiais utilizados no modelo para prepará-lo para a renderização. O material do terreno atribuído no momento é um material de terra, e você altera a atribuição para material de grama. Você também cria um material de alumínio anodizado preto e o aplica nos montantes da parede cortina e na cumieira do parapeito. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_REV_01_Material_Texture_m.rvt. Visualizar o material atribuído ao terreno 1 No Navegador de projeto, expanda Vistas 3D, e clique duas vezes em {3D}. 2 Na Barra de controle da vista, clique em Gráficos de modelo ➤ Sombreamento com arestas. 3 Selecione a topografia, e no painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de instância. Na caixa de diálogo Propriedades de instância, observe que o valor do material é . Isto significa que o material para este tipo de objeto é especificado no nível do projeto. (O mesmo material é aplicado para todos os objetos na categoria topografia). A alteração do material nesta 324 | Capítulo 18 Efetuando a renderização em uma vista externa caixa de diálogo iria alterar o material somente para esta instância do objeto. Para alterar o material no nível da categoria, você abre a caixa de diálogo Estilos de objeto. 4 Clique em OK. Alterar o material atribuído a uma categoria de objeto 5 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ menu suspenso Configurações ➤ Estilos de objeto. 6 Na caixa de diálogo Estilos de objeto, navegue e selecione a categoria Topografia. 7 Para Material, clique no valor e clique em 9 Para Padrão de corte, selecione Terra. O Material Terreno - Grama não possui um padrão de corte atribuído, então é preciso atribuir um para reter o padrão exibido nas vistas onde a topografia é cortada. 10 Clique duas vezes em OK. . 8 Na caixa de diálogo Materiais, selecione Terreno - Grama. Criar um material 11 Aproxime o zoom no edifício para que possa ver o material nos montantes da parede cortina. Crie um material no projeto e o atribua aos montantes. As definições de material são armazenadas no projeto, em vez de em uma biblioteca externa. Aplicando materiais e texturas ao modelo de construção | 325 12 Clique na guia Gerenciar ➤ painel Configurações do projeto ➤ Materiais. 13 Na caixa de diálogo Materiais, selecione Metal - Alumínio. 14 Clique em (Duplicar). Duplique um material que tem propriedades similares ao que necessita criar. 15 Na caixa de diálogo Duplicar material do Revit, digite Metal - Alumínio, Anodizado-Preto, e clique em OK. 16 Na guia Gráficos, em Sombreamento, verifique se Utilizar aparência de renderização para sombreamento está selecionado. 17 Clique na guia Aparência da renderização. 18 Clique em Substituir. Selecione uma aparência de renderização diferente para o material. 19 Na caixa de diálogo Biblioteca de aparência de renderização, clique em Alumínio Anodizado Preto e clique em OK. 20 Na caixa de diálogo Materiais, clique em OK. Atribuir um material aos montantes 21 Pressione Tab para realçar, e clique para selecionar um montante de parede cortina. 22 No painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. 326 | Capítulo 18 Efetuando a renderização em uma vista externa 23 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Material, selecione o valor, e clique em 24 Na caixa de diálogo Materiais, selecione Metal - Alumínio, Anodizado-Preto. 25 Clique duas vezes em OK. 26 Pressione Esc. . Também é necessário alterar a atribuição de material para a família de montantes de canto. Se um montante de canto não estiver em uma vista, é possível selecionar a família no Navegador do projeto. 27 No Navegador de projeto, expanda Famílias\Montantes de parede cortina\Montante de canto L, e clique duas vezes em de canto L 1. 28 Utilizando o método que acabou de aprender, altere o material para Metal - Alumínio, Anodizado-Preto. Atribuir um material para a varredura da cumieira 29 Selecione a parede do parapeito, e no painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. Aplicando materiais e texturas ao modelo de construção | 327 30 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, clique em Visualizar. 31 No painel Visualizar da caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Vista, selecione Corte:Modificar atributos de tipo. 32 No painel direito, em Construção, para Estrutura, clique em Editar. 33 Em Modificar estrutura vertical (somente Visualização de corte), clique em Varredura. 34 Na caixa de diálogo Varredura de parede, para Parapeito de metal, clique no valor Material, e clique em . 35 Na caixa de diálogo Materiais, selecione Metal - Alumínio, Anodizado-Preto. 36 Clique quatro vezes em OK para fechar todas as caixas de diálogo. 37 Pressione Esc. 38 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma vista em perspectiva Neste exercício, você cria uma vista em perspectiva da parte externa do edifício. Modifique a região de recorte e um ângulo da vista para compor a vista, como necessário para a apresentação. 328 | Capítulo 18 Efetuando a renderização em uma vista externa Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_REV_02_Create_Perspective_m.rvt. Colocar a câmera na vista do terreno 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em Terreno. Você coloca uma câmera para criar uma vista em perspectiva da planta do terreno. 2 Aproxime o zoom no canto inferior esquerdo da planta do terreno, incluindo a área de estacionamento e a ala mais longa do edifício. 3 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Vista 3D ➤ Câmera. 4 Clique para colocar a posição do olho, e clique para colocar o alvo da vista aproximadamente como mostrado. OBSERVAÇÃO A colocação exata não é importante, já que você pode modificar a vista como necessário. Criando uma vista em perspectiva | 329 A vista em perspectiva é aberta. O edifício é cortado neste vista por causa do plano de recorte traseiro da câmera. Ajustar o plano de recorte traseiro 5 Abra a vista da planta do terreno. OBSERVAÇÃO Se a câmera não é mostrada na vista, no Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse em Vista 3D 1, e clique em Exibir câmera. Com a câmera sendo exibida, é possível ajustar o triângulo que representa o campo de visão. 6 Arraste o controle azul até que esteja posicionado justo além da aresta da ala mais curta do edifício. 330 | Capítulo 18 Efetuando a renderização em uma vista externa Ajustar a região de recorte e o ângulo da câmera 7 Abra a vista 3D 1. 8 Arraste o controle azul para compor a vista, como mostrado. 9 Se necessário afaste o zoom, para que possa expandir a região de recorte para visualizar toda a face do edifício. Criando uma vista em perspectiva | 331 10 Aproxime o zoom para ajustar a vista em perspectiva na janela. Renomear a vista 11 No Navegador de projeto, em Vista em 3D, clique com o botão direito do mouse em Vista 3D 1, e clique em Renomear. 12 Na caixa de diálogo Renomear vista, digite Da área de estacionamento, e clique em OK. 13 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma renderização diurna Neste exercício, você especifica as configurações de hora e localização para a renderização, e renderiza um vista diurna do exterior. Após criar a imagem renderizada, você exporta a imagem para um arquivo externo e também a salva no projeto. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_REV_03_Day_Render_m.rvt. Exibir a vista em perspectiva 1 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em Da área de estacionamento. Especificar as configurações de renderização para uma vista diurna 2 Na Barra de controle de vista, clique em Sombras desativadas ➤ Sombras ativadas. A ativação de sombras pode ajudar a compor a vista e definir a hora do dia para obter os melhores resultados ao renderizar. Não é aconselhável deixar as sombras continuamente ativadas ao trabalhar no projeto, no entanto, já que elas podem afetar o desempenho. 3 Na Barra de controle da vista, clique em Sombras ativadas ➤ Opções de exibição gráfica. Atribua a localização e a data e hora para as sombras na vista. 332 | Capítulo 18 Efetuando a renderização em uma vista externa 4 Na caixa de diálogo Opções de exibição gráfica, para Posição do sol, clique em 6 Clique em Duplicar. . 5 Na guia Parado da caixa de diálogo Configurações de sol e sombras, clique em Solstício de verão. 7 Na caixa de diálogo Nome, digite Solstício de verão - Manchester NH, 15:00, e clique em OK. 8 Na caixa de diálogo Configurações de sol e sombras, em Configurações, selecione Por data, Hora e Colocar. 9 Para Colocar clique em . 10 Na caixa de diálogo Gerenciar lugar e localização, para Cidade, selecione Manchester, NH, e clique em OK. 11 Na caixa de diálogo Configurações de sol e sombras, para Data e Hora, selecione o valor da hora, 15:00, e clique em OK. 12 Na caixa de diálogo Opções de exibição gráfica, em Sol, selecione Usar posição do sol para a exibição sombreada, e clique em OK. Agora a vista está composta e pronta para a renderização. Renderizar uma região 13 Na Barra de controle da vista, clique (Exibir a caixa de diálogo de renderização). 14 Na caixa de diálogo Renderização, em Iluminação, para Sol, selecione Solstício de verão Manchester, NH, 15:00. Você utiliza a posição do sol criada nas etapas anteriores. 15 Em Segundo plano, para Estilo, selecione Céu: Nebuloso. Ajuste as configurações de nuvem, como necessário. Neste caso, o céu será um céu procedural gerado com base nas configurações de nuvem e a hora do dia. 16 Selecione Região (no topo da caixa de diálogo). Ao renderizar pela primeira vez uma cena, é possível utilizar a opção Região de renderização para limitar a parte da vista sendo renderizada. Uma região será rapidamente renderizada, permitindo verificar e ajustar materiais, iluminação e composição antes de renderizar toda a vista. Criando uma renderização diurna | 333 17 Na área de desenho, selecione a região de renderização, e arraste o controle azul para modificar as extensões da região, como mostrado. 18 Na caixa de diálogo Renderização, clique em Renderizar. 19 Na caixa de diálogo Renderização, clique em Exibir o modelo. Após a imagem ter sido renderizada, é possível alternar entre a vista renderizada e a vista do modelo, desde que a sessão do Revit Architecture esteja aberta. Renderizar a vista 20 Na caixa de diálogo Renderização: ■ Desmarque Região. Após o teste de renderização exibir resultados aceitáveis, renderize toda a vista. Em Qualidade, para Configuração, selecione Alta. Clique em Renderizar. ■ ■ Exportar a imagem renderizada para um arquivo externo. Após a renderização ter sido completada, é possível exportar a imagem para diversos formatos ou salvá-la no projeto. 21 Na caixa de diálogo Renderização, clique em Exportar. 334 | Capítulo 18 Efetuando a renderização em uma vista externa OBSERVAÇÃO Ao exportar, os formatos PGN e TIF salvam o segundo plano em um canal alpha, facilitando a substituição do segundo plano por uma imagem selecionada. 22 Na caixa de diálogo Salvar imagem: ■ ■ ■ No painel esquerdo, clique em Área de trabalho. Para Arquivos de tipo, selecione Portable Network Graphics (*.png). Clique em Salvar. A imagem é salva na área de trabalho para futura referência. Salvar a imagem no projeto 23 Na caixa de diálogo Renderização, clique em Salvar no projeto. OBSERVAÇÃO Salvar a imagem no projeto a coloca no Navegador de projeto. Salvar imagens renderizadas no projeto pode afetar significativamente o tamanho do arquivo. 24 Na caixa de diálogo Salvar no projeto, para Nome, digite Da área de estacionamento_15:00, e clique em OK. 25 Feche a caixa de diálogo Renderização. 26 No Navegador de projeto, em Renderizações, abra a vista Da área de estacionamento_15:00. 27 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma renderização diurna | 335 336 Efetuando a renderização em uma vista interna 19 Nesta lição, crie uma renderização diurna e noturna da vista interna do modelo de construção. Aprenda a: ■ ■ ■ ■ ■ ■ Adicionar ArchVision® realpeople (conteúdo RPC) na vista interna. Customizar configurações de renderização. Ativa os portais de luz natural (janelas, paredes cortina) para uma renderização diurna. Adicionar uma caixa de corte para limitar a geometria a ser incluída na renderização. Definir a iluminação artificial para uma renderização noturna. Ajustar a exposição em imagens renderizadas. Renderização diurna com portais de luz natural ativados 337 Renderização noturna com iluminação artificial Adicionando RPC People Neste exercício, coloque objetos de ambiente na cena para adicionar profundidade a renderização. Os objetos de ambiente que são colocados são figuras humanas com o ArchVision® RPC (Rich Photorealistic Content) People families. Em uma família RPC, a geometria é substituída no momento da renderização com uma fotografia representando o objeto. Representação 3D de pessoa RPC Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RIV_01_RPC_People_m.rvt. Adicionar figura RPC na vista 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em 03 - Piso. Você coloca o conteúdo RPC na cena da vista da planta. 338 | Capítulo 19 Efetuando a renderização em uma vista interna 2 Aproxime o zoom no saguão, como mostrado. 3 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Componente ➤ Colocar um componente. Assim como outros conteúdos Revit Architecture, os objetos de ambiente são fornecidos em arquivos de família. As famílias M_RPC Male e M_RPC Female precisam ser carregadas no projeto. 4 No painel Modelo, clique em Carregar família. 5 No painel esquerdo da caixa de diálogo Carregar família, clique em Treinamento, e carregue Metric\Families\M_RPC Male.rfa. 6 Figuras diferentes estão contidas na família, como diferentes tipos, como Alex e Jay. 7 No painel Elemento, no Seletor de tipos, em M_RPC Male, selecione Alex. 8 Clique para colocar o Alex no saguão direito perto do agrupamento de mobiliário, como mostrado. A porção apontada do símbolo representa a parte frontal da figura, e a linha de visão daquela figura. A seguir, utilize a ferramenta de rotação para girar a figura para que ela pareça estar se afastando da câmera na renderização. 9 No painel Seleção, clique em Modificar. Rotacionar a figura 10 Selecione a figura, e no painel Modificar, clique em Rotacionar. Adicionando RPC People | 339 11 Rotacione a figura: ■ Clique para definir o ponto inicial da rotação na linha de visão. ■ Rotacione e clique para que a figura seja posicionada, aproximadamente como mostrado. Colocar figuras RPC adicionais 12 Clique na guia Início ➤ painel Construir ➤ menu suspenso Componente ➤ Colocar um componente. 13 No painel Elemento, no Seletor de tipos, em M_RPC Male, selecione Jay. 14 Utilizando o método anterior, coloque Jay no saguão à esquerda acima da escada. 15 Pressione a Barra de espaço duas vezes antes de clicar para colocar a figura RPC para rotacionar a figura 180 graus. 340 | Capítulo 19 Efetuando a renderização em uma vista interna 16 Utilizando os métodos anteriores: ■ ■ Carregue a família M_RPC Female. Coloque uma instância da figura, Florence, perto de Jay. ■ Rotacione Florence e Jay para que estejam de frente uma para a outra, como se estivessem conversando. Adicionando RPC People | 341 Ativar as propriedades refletivas de figuras RPC 17 Abra a vista 03 - Piso público 3D. Na vista 3D, as figuras humanas são representadas na cena renderizada. Talvez seja preciso reposicionar as figuras para compor a imagem. 18 Selecione Alex (a figura em primeiro plano), e no painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades de tipo. Assim como com outras famílias do Revit Architecture, modifique os parâmetros para famílias RPC na caixa de diálogo Propriedades da instância. 19 Na caixa de diálogo Propriedades de tipo, para Propriedades de aparência da renderização, clique em Editar. 20 Na caixa de diálogo Propriedades de aparência da renderização, selecione Projetar reflexões, e clique em OK. Para poder exibir o reflexo da figura, as propriedades de reflexão precisam ser ativadas para aquele tipo de família. Por padrão, a reflexão de conteúdo RPC é desativada para otimizar o desempenho da renderização. Se os reflexos do conteúdo RPC são importantes para a renderização, selecione essa opção. (As reflexões não são de fato necessárias para esta cena, mas ative-as para esta figura). 21 Clique em OK. 22 Pressione Esc. 23 Feche o arquivo salvando-o ou não. 342 | Capítulo 19 Efetuando a renderização em uma vista interna Ajustando as configurações para a renderização Neste exercício, ajuste as configurações que controlam o tempo de processo e os resultados finais da imagem renderizada. Além de modificar as configurações, utilize uma caixa de corte para controlar o montante de geometria que será incluída na renderização. Ao trabalhar com estas técnicas, você aprende a otimizar a qualidade da imagem renderizada e quanto tempo leva para completar processo de renderização. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RIV_02_Adjust_Settings_m.rvt. Criar uma configuração personalizada 1 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique duas vezes em 03 - Piso público. 2 Na Barra de controle da vista, clique (Exibir a caixa de diálogo de renderização). 3 Na caixa de diálogo Renderização, em Qualidade, para Configuração, selecione Editar. Ao editar as configurações de renderização, você pode modificar os valores predefinidos para renderizações. Então, estes valores personalizados somente são aplicados nesta vista. É preciso repetir esse processo se desejar usar configurações personalizadas em outras vistas. Ajustando as configurações para a renderização | 343 4 Na caixa de diálogo Qualidade da renderização, para Configuração, selecione Média. 5 Clique em Copiar para personalizado. Os esquemas predefinidos são de somente leitura. Copie um esquema predefinido para as suas configurações personalizadas para fazer modificações, neste caso, para ativar os portais de luz natural. Configurações adicionais podem ser modificadas nesse momento como necessário, mas as configurações padrões são utilizadas para esse exercício. Ativar os portais de luz natural 6 Navegue na caixa de diálogo, e para Opções do portal de luz natural (somente se aplica aos ambientes internos com luz solar), selecione Janelas, Portas e Paredes cortina, e clique em OK. Por padrão, a luz natural é fornecida para um espaço interno, mas a qualidade pode ser aprimorada ao ativar os portais de luz natural. No entanto, isso também poderá aumentar significativamente o tempo de renderização. 7 Na caixa de diálogo Renderização, em Iluminação, para Esquema, selecione Interior: Somente sol. 8 Clique em Renderizar. 9 Na caixa de diálogo Andamento da renderização, clique em Cancelar. Como os portais de luz natural estão ativados, este processo leva um longo tempo para ser completado. Observe, no entanto, que na caixa de diálogo Andamento da renderização, que mais de 1.000 portais de luz natural estão selecionados ma renderização. Nas próximas etapas, utilize os métodos para reduzir o número de portais incluídos na renderização e encurtar o processo. 10 Na caixa de diálogo de confirmação, clique em Sim. 11 Feche a caixa de diálogo Renderização. Adicionar uma caixa de corte para limitar a geometria A geometria selecionada para a renderização pode ser limitada. Ao trabalhar com menos geometria o tempo de renderização será reduzido. Utilize uma caixa de corte para controlar a geometria selecionada. 12 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique com o botão direito do mouse em 03 - Piso público, e clique em Propriedades. 13 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, em Extensões, selecione Caixa de corte, e clique em OK. 14 Afaste o zoom para que a caixa de corte possa ser selecionada. 15 Se outras vistas estiverem abertas atualmente, clique na guia Vista ➤ painel Janela ➤ Fechar oculto. 16 Selecione a caixa de corte. 344 | Capítulo 19 Efetuando a renderização em uma vista interna Com a caixa de corte selecionada, você abre uma vista da planta e uma vista de corte do projeto. Estas vistas tornaram mais fácil modificar a caixa de corte que controla a seleção da geometria para renderização. 17 Abra a Vista da planta de piso do terreno, e a vista de corte, Corte através da escada principal. 18 Clique na guia Vista ➤ painel Janela ➤ Lado-a-lado. Utilize a opção Lado a lado para abrir todas as janelas na tela. 19 Faça ajustes na caixa de corte na vista de corte, como mostrado. (A extensão exata da caixa de corte não é importante). 20 Efetue ajustes na vista da planta. 21 Maximize a vista 3D. Ajustando as configurações para a renderização | 345 22 Clique com o botão direito do mouse na caixa de corte, e clique em Ocultar na vista ➤ Categoria. Desative a visibilidade da caixa de corte na vista. 23 Aproxime o zoom para ajustar a vista na janela. Renderizar a vista 24 Na Barra de controle da vista, clique (Exibir a caixa de diálogo de renderização). 25 Mantendo as mesmas configurações que você especificou anteriormente, clique em Renderizar. 26 Novamente, cancele o processo de renderização. Os portais de luz natural ainda estão ativados. Observe na caixa de diálogo Andamento da renderização, no entanto, que o número de portais de luz natural estão bem reduzidos em relação aos 1.000 portais incluídos nas etapas anteriores. A caixa de corte reduziu a geometria considerada para a renderização. 27 Feche a caixa de diálogo Renderização. Renomear a vista 28 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique com o botão direito do mouse em 03 - Piso público, e clique em Renomear. A vista será renderizada com luz natural e também com luz artificial. Renomeie a vista para refletir a vista de luz natural. Em outro exercício, duplique a vista e modifique as configurações para a renderização de luz artificial. 29 Na caixa de diálogo Renomear vista, digite 03 - Piso público - Renderização diurna, e clique em OK. Criar uma renderização de luz natural com qualidade mais baixa 30 Na Barra de controle da vista, clique (Exibir a caixa de diálogo de renderização). 31 Na caixa de diálogo Renderização, para Configuração, selecione Baixa. É uma boa prática renderizar cenas com uma configuração de qualidade mais baixa para poder efetuar o ajuste fino nas qualidades de iluminação e materiais, antes de criar uma renderização de alta qualidade (que levaria mais tempo para ser completada). 32 Clique em Renderizar. 33 Na caixa de diálogo Andamento da renderização, desmarque a caixa de diálogo Fechar quando a renderização for completada. 346 | Capítulo 19 Efetuando a renderização em uma vista interna Você pode decidir manter aberta a caixa de diálogo Andamento da renderização após a conclusão da renderização. Isto pode ser útil se a renderização não foi acompanhada durante a noite. A caixa de diálogo Andamento da renderização mostra a duração do processo de renderização e esta informação pode ser útil para planejar futuras renderizações de projetos. 34 Quando o andamento da renderização tiver sido completada, reveja a informação Tempo de renderização, e feche a caixa de diálogo. Ajustar a exposição 35 Na caixa de diálogo Renderização, clique em Ajustar exposição. Após a conclusão da renderização, você utiliza os controles na caixa de diálogo Renderizar para ajustar a imagem final. Neste caso, a renderização está sobre-exposta. Utilize os controles para escurecer a imagem para um nível apropriado. 36 No Controle de exposição, para Valor da exposição, digite 12.5, e clique em OK. Você pode ajustar e aplicar quaisquer destes controles de exposição sem fechar a caixa de diálogo. Esses valores são reutilizados se você executar renderizações subseqüentes em uma vista em particular durante a sessão. Se tiver fechado o Revit Architecture, e executar a renderização novamente, é preciso reiniciar os valores de exposição. Renderizar a vista com os portais de luz natural ativados Opcionalmente, complete as seguintes etapas para renderizar a vista com a configuração Personalizar especificada anteriormente (com os portais de luz natural ativados). Ajustando as configurações para a renderização | 347 37 Na caixa de diálogo Renderização, para Configurações, selecione Personalizado (específico da vista). 38 Clique em Renderizar. OBSERVAÇÃO Como este processo produz uma imagem de alta qualidade com iluminação natural realista, ele pode levar até 2 horas para ser completado. 39 Após a renderização estar completa, feche a caixa de diálogo Andamento de renderização. Observe que as configurações de exposição ajustadas se aplicam à vista e foram automaticamente utilizadas para esta renderização. OBSERVAÇÃO Você pode utilizar as opções de Imagem na caixa de diálogo Renderização para exportar a imagem final ou salvá-la no projeto. 40 Feche a caixa de diálogo Renderização. 41 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma renderização noturna Neste exercício, crie uma renderização interna utilizando iluminação artificial. Agrupe luzes para ser mais fácil acendê-las e apagá-las, como necessário. Também é possível fazer ajustes para controlar a saída da imagem renderizada antes da renderização, para que a imagem resultante tenha o tamanho e resolução corretos. 348 | Capítulo 19 Efetuando a renderização em uma vista interna Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_RIV_03_Night_Render_m.rvt. Duplicar a vista 1 No Navegador de projeto, em Vistas 3D, clique com o botão direito do mouse em 03 - Piso público - Renderização diurna, e clique em Duplicar vista ➤ Duplicar. 2 No Navegador de projeto, clique com o botão direito do mouse na vista duplicada, e clique em Renomear. 3 Na caixa de diálogo Renomear vista, digite 03 - Piso público - Renderização noturna, e clique em OK. Definir iluminação artificial 4 Na Barra de controle da vista, clique (Exibir a caixa de diálogo de renderização). 5 Na caixa de diálogo Renderização, em Iluminação, para Esquema, selecione Interior: Artificial somente. A opção Interior: Artificial somente, define a linha base para a exposição e outras configurações para uma renderização interna seu luz natural. É possível ajustar essas configurações após a renderização ser concluída usando a opção Ajustar exposição. 6 Clique em Luzes artificiais. 7 Na caixa de diálogo Luzes artificiais, em Opções de grupo, clique em Nova. Na caixa de diálogo Luzes artificiais, luzes individuais podem ser acessas e apagadas. As luzes também podem ser agrupadas, para que diversas luzes possam ser desligadas ao mesmo tempo. A luzes podem ser agrupadas em qualquer organização que seja apropriada para o projeto. Neste caso, crie grupos de iluminação para os tipos de famílias utilizados no projeto. 8 Na caixa de diálogo Novo grupo de luzes, digite Luzes pendentes, e clique em OK. Após o grupo ser criado, você pode mover luzes individuais ou múltiplas luzes para o grupo. 9 Em Luzes desagrupadas, selecione a primeira luz pendente na lista, e mantendo pressionado Shift, selecione a última luz pendente. (Selecione todas as luzes do tipo pendente na lista). 10 Clique em Mover para o grupo. 11 Na caixa de diálogo Grupos de luzes, selecione Luzes pendentes, e clique em OK. 12 Utilizando o método anterior, crie grupos para Luzes de arandela e Lâmpadas de mesa e mova as luzes apropriadas para estes grupos. Após ter agrupado as luzes, é possível ligar ou desligar todo o grupo. 13 Desmarque o grupo Lâmpadas de mesa para apagá-lo e selecione o grupo Lâmpadas de mesa para acendê-lo novamente. Deixe todas as luzes acesas para a renderização noturna. 14 Clique em OK. Alterar o tamanho da saída 15 Na caixa de diálogo Renderizar, em Configurações de saída, selecione Impressora. Para alterar o tamanho da saída das dimensões atualmente na tela, selecione Impressora. A imagem tem 189 mm de largura, mas é necessário que a imagem tenha somente 118 mm de largura. Redimensione a imagem para que tempo adicional não seja gasto na renderização para um tamanho que não é necessário. Criando uma renderização noturna | 349 16 Feche a caixa de diálogo Renderização. 17 Selecione a região de corte na vista. 18 Clique em Modificar câmeras ➤ painel Corte ➤ Corte de tamanho. 19 Selecione Escala (proporções bloqueadas). Bloqueie as proporções porque a imagem já foi composta como necessário, e não é desejável que a região de corte seja alterada. Toda a região será dimensionada proporcionalmente ao tamanho de entrada. 20 Para Largura, digite 100 mm, e clique em OK. Como bloquear as proporções foi selecionado, o valor da altura é automaticamente ajustado. Renderizar a vista 21 Na Barra de controle da vista, clique (Exibir a caixa de diálogo de renderização). O tamanho da imagem é menor e irá renderizar muito mais rápido. É possível alterar o valor de DPI para alterar o número de pixels renderizados (quanto mais alto o DPI, mais longo o tempo de renderização), mas o tamanho final será mantido. 22 Na caixa de diálogo Renderização, clique em Renderizar. OBSERVAÇÃO O processo de renderização pode levar 5 ou mais minutos para ser completado. 23 Feche a caixa de diálogo Andamento da renderização quando a renderização for concluída. 350 | Capítulo 19 Efetuando a renderização em uma vista interna Ajustar a exposição 24 Na caixa de diálogo Renderização, em Imagem, clique em Ajustar exposição. 25 Na caixa de diálogo Controle de exposição, para Valor da exposição, digite 6.5, e clique em OK. 26 Feche o arquivo salvando-o ou não. Criando uma renderização noturna | 351 352 Criando e gravando percursos virtuais 20 Nesta lição, crie um percurso virtual com animação do modelo de construção. Um percurso virtual é criado em uma vista em perspectiva 3D por padrão, mas também é possível criá-lo em uma vista ortogonal 3D. Após criar o percurso virtual, é possível gravá-lo ao exportá-lo para um arquivo AVI que pode ser reproduzido com qualquer aparelho de vídeo disponível. Você aprende a: ■ ■ ■ ■ ■ Criar um caminho de percurso virtual. Selecionar e executar o percurso virtual. Ajustar a vista da câmera em quadros-chave ao longo do caminho. Modificar a localização de pontos ao longo do caminho. Gravar o percurso virtual e exportá-lo como um arquivo AVI. Vista do quadro-chave do percurso virtual 353 Criando um caminho de percurso virtual Neste exercício, comece a criar um percurso virtual para fins de apresentação. A primeira etapa na criação do percurso virtual é a de definir o caminho e as propriedades gerais da câmera, como um campo de visão e a profundidade da vista (plano de recorte traseiro). Caminho do percurso virtual Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CW_01_Walkthrough_Path_m.rvt. Criar um percurso virtual do primeiro andar do modelo de construção 1 No Navegador de projeto, em Planta de piso, clique duas vezes em Terreno. 2 Clique na guia Vista ➤ painel Criar ➤ menu suspenso Vista 3D ➤ Percurso virtual. Ao definir o caminho, é possível especificar a elevação da câmera usando o valor de Deslocamento. Neste exemplo, é desejável que a câmera comece do alto e desça gradualmente ao entrar no edifício. Também é possível modificar a elevação da câmera após o caminho ter sido desenhado, mas é mais fácil estabelecer a elevação da câmera enquanto o caminho é definido. 3 Para criar um percurso virtual em uma vista em perspectiva 3D, na Barra de opções, verifique se Perspectiva está selecionado. 4 Na Barra de opções, para Deslocamento, digite 15240 mm. O valor do Deslocamento especifica a elevação da câmera. 5 Clique a direita da rua para especificar o primeiro ponto, como mostrado. 354 | Capítulo 20 Criando e gravando percursos virtuais 6 Utilizando o método anterior, e a tabela a seguir como guia, modifique o valor do deslocamento, e clique para especificar pontos para definir o caminho. (A colocação exata dos pontos não é importante). Defina o valor de deslocamento como: 7620 3048 Clique para especificar um ponto: Na área de estacionamento. Perto da árvore grande no canto inferior esquerdo. À direita das árvores perto do canto inferior esquerdo do edifício. À direita da rua circular junto da entrada frontal. Justo dentro da porta frontal. Abaixo da janela do atruim no saguão. 2440 1675 1675 1675 Pontos ao longo do caminho do percurso virtual Criando um caminho de percurso virtual | 355 Os pontos clicados ao estabelecer o caminho do percurso virtual representam quadros-chave na animação. O movimento da câmera e o ponto alvo terão sua média estabelecida entre os quadros-chave do percurso virtual. 7 No painel Percurso virtual, clique em Concluir percurso virtual. Renomear o percurso virtual 8 No Navegador de projeto, em Percurso virtual, clique com o botão direito do mouse em Percurso virtual 1, e clique em Renomear. 9 Na caixa de diálogo Renomear vista, digite Voar para dentro do edifício, e clique em OK. Ocultar o plano de recorte traseiro 10 No Navegador de projeto, em Percurso virtual, clique duas vezes em Voar para dentro do edifício. 11 Clique com o botão direito do mouse no percurso virtual Voar para dentro do edifício, e clique em Propriedades. A vista do percurso virtual está sendo cortada no plano de recorte traseiro da câmera. Nas propriedades do percurso virtual, modifique as configurações para desativar o plano de recorte traseiro. 356 | Capítulo 20 Criando e gravando percursos virtuais 12 Na caixa de diálogo Propriedades da instância, em Extensões, desmarque Ativar recorte afastado, e clique em OK. Com Recorte afastado desativado, a vista é ilimitada. Editar e executar o percurso virtual 13 Selecione a região de corte. 14 Clique na guia Modificar câmeras ➤ Painel Percurso virtual ➤ Editar percurso virtual. 15 Na Barra de opções, para Quadro, digite 1. 16 No painel Percurso virtual, clique em Executar. Utilize as opções de execução para visualizar o percurso virtual. É possível avançar o percurso virtual quadro a quadro ou quadro-chave a quadro-chave. OBSERVAÇÃO Para parar a reprodução do percurso virtual a qualquer momento, pressione Esc. Criando um caminho de percurso virtual | 357 17 Feche o arquivo salvando-o ou não. Modificando a posição da câmera e o caminho do percurso virtual Neste exercício, aprenda como editar o caminho do percurso virtual e como ajustar a posição da câmera no percurso virtual, que foi criado no exercício anterior. Vistas lado a lado tornam mais fácil modificar o percurso virtual. Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CW_02_Adjust_Camera_and_Path_m.rvt. Alterar as propriedades da câmera 1 No Navegador de projeto, em Percurso virtual, clique duas vezes em Voar para dentro do edifício. 2 Clique na guia Vista ➤ painel Janelas ➤ Fechar oculto. (Esta etapa somente é necessária se você tiver outras vistas abertas). 358 | Capítulo 20 Criando e gravando percursos virtuais 3 Na barra de ferramentas de Acesso rápido, clique em 4 Clique na guia Vista ➤ painel Janela ➤ Lado-a-lado. (Vista 3D). Ao colocar as vistas do modelo lado-a-lado, é muito mais fácil editar o percurso virtual. É possível editar em qualquer vista. Neste exercício, somente 2 vistas são abertas, mas é possível abrir vistas adicionais, como um plano ou elevação. 5 Efetue o zoom para ajustar a vista do percurso virtual na janela. 6 Aproxime o zoom no edifício na vista 3D. 7 Selecione a região de recorte no percurso virtual, e no painel Percurso virtual, clique em Editar percurso virtual. Câmera ativa é selecionada em Controles da Barra de opções. A câmera é selecionada e é possível ajustar o ponto alvo na vista 3D. 8 Selecione a janela para a vista 3D, e no painel Elemento, clique no menu suspenso Propriedades do elemento ➤ Propriedades da instância. Modificando a posição da câmera e o caminho do percurso virtual | 359 9 Na caixa de diálogo Propriedades da instância, em Extensões, selecione Recorte afastado ativo. A visão do cone da câmera é muito pequena e pode ser difícil alinhar ao ajustar o alvo da câmera. Desative temporariamente o plano de recorte afastado da câmera para que o cone de visão seja exibido em um tamanho maior. 10 Para Deslocamento de recorte afastado, insira 304800, e clique em OK. Ajustar o alvo da câmera 11 Utilize o ViewCube como necessário para orientar a vista. 12 Arraste o ponto alvo da câmera para que a vista esteja na direção da ala mais longa do edifício. (A posição alvo da câmera pode variar da ilustração). 360 | Capítulo 20 Criando e gravando percursos virtuais Utilize a vista em perspectiva do percurso virtual para verificar o alvo da câmera. É possível abrir múltiplas vistas para tornar mais fácil o ajuste do alvo. 13 No painel Percurso virtual, clique em Próximo quadro-chave. 14 Utilizando o método anterior, ajuste o alvo da câmera no quadro-chave para que a vista esteja na direção da construção. Modificando a posição da câmera e o caminho do percurso virtual | 361 15 Opcionalmente, continue a avançar o quadro-chave e ajuste o alvo da câmera para editar a vista do percurso virtual. OBSERVAÇÃO Utilize o ViewCube onde necessário para alterar a orientação da vista para uma edição mais fácil. Ajustar o caminho da câmera 16 Na Barra de opções, para Controles, selecione Caminho. Ao selecionar a opção Caminho, é possível ajustar os pontos de controle do caminho da câmera. Ajuste os pontos de controle ao clicar no ponto e arrastá-lo para uma nova localização. Também é possível ajustar esses pontos em múltiplas vistas para tornar a edição mais clara. 17 Selecione o ponto na área de estacionamento e arraste-o para que o caminho esteja à esquerda das árvores. 362 | Capítulo 20 Criando e gravando percursos virtuais 18 Utilizando o método anterior, continue a avançar para cada quadro-chave no percurso virtual e faça ajustes no caminho e no alvo da câmera, como necessário. 19 Feche o arquivo salvando-o ou não. Gravando o percurso virtual Neste exercício, grave o percurso virtual que criou no exercício anterior ao exportá-lo para um arquivo AVI. Quando o percurso virtual é exportado, é possível selecioná-lo para exibição em estrutura de arame, linhas ocultas, sombreado, sombreado com arestas ou renderizada. Este arquivo pode ser revisado e reproduzido em um media player para fins de apresentação. Quadro parado do percurso virtual gravado Arquivo de treinamento ■ ■ Clique em ➤ Abrir. No painel esquerdo da caixa de diálogo Abrir, clique em Arquivos de treinamento, e abra Metric\RAC_CW_03_Record_m.rvt. Configurações de renderização da vista para a câmera 1 No Navegador de projeto, em Percurso virtual, clique duas vezes em Voar para dentro do edifício. 2 Na vista do percurso virtual, selecione o limite de corte. Gravando o percurso virtual | 363 3 No painel Elemento, clique no menu suspendo Propriedades do elemento ➤ Propriedades de instância. As configurações de renderização para a câmera são definidas nas propriedades para o percurso virtual. Esta caixa de diálogo também pode ser utilizada para controlar o número de quadros renderizados para o percurso virtual. Uma maior quantidade de quadros irá tornar mais suave o percurso virtual, mas aumenta o tempo de renderização. 4 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Configurações de renderização, clique em Editar. Se precisar de um percurso virtual renderizado, é possível usar as mesmas opções de uma imagem estática renderizada. Neste exemplo, as configurações para criar um percurso virtual simples sombreado não são alteradas. 5 Clique em OK. Ajustar os valores dos quadros do percurso virtual 6 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Quadros do percurso virtual, clique no valor. É possível modificar o número de quadros utilizados para o percurso virtual e a taxa de sua reprodução. Valores maiores para o número de quadros e quadros por segundo, criam um percurso virtual mais suave, mas também aumentam o tempo de renderização. OBSERVAÇÃO Uma taxa de quadro acima de 30 por segundo não é recomendada. 7 Na caixa de diálogo Quadros do percurso virtual: ■ ■ Desmarque Velocidade uniforme. Para os quadros-chave 7 e 8, valor Acelerador, insira .5. Defina um valor de acelerador de .5, para diminuir a velocidade da câmera neste ponto no percurso virtual, porque a câmera está perto do edifício e deveria se mover mais lentamente. Clique em OK. ■ Selecionar configurações de sombra 8 Na caixa de diálogo Propriedades de instância, para Opções de exibição gráfica, clique em Editar. 9 Na caixa de diálogo Opções de exibição gráfica, para Posição do sol, clique em . 10 Na guia Parado da caixa de diálogo Configurações de sol e sombra, selecione Solstício de verão - Manchester NH, 15:00, e clique em OK. Especifique uma configuração de sombreamento que já exista no projeto. (Também é possível criar uma configuração de sombreamento.) 11 Na caixa de diálogo Opções de exibição gráfica, selecione Usar posição do sol para exibição sombreada. 12 Clique duas vezes em OK. 13 Na Barra de controle de vista, clique em Sombras desativadas ➤ Sombras ativadas. Especifique para exibir sombras no percurso virtual. 364 | Capítulo 20 Criando e gravando percursos virtuais Exportar o percurso virtual como um arquivo AVI 14 Clique em ➤ Exportar ➤ Imagens e anotações ➤ Percurso virtual. 15 Na caixa de diálogo Comprimento/Formato, para Zoom para (% do tamanho real), digite 50, e clique em OK. Nesta caixa de diálogo, é possível controlar o número de quadros sendo exportados, assim como o tamanho (em pixels). É possível especificar os pixels exatos ou um percentual de zoom. Lembre-se, um número pequeno de pixels irá resultar em uma renderização mais rápida, mas em uma baixa qualidade de saída. 16 Na caixa de diálogo Exportar percurso virtual, para Nome do arquivo, digite um nome para o arquivo AVI, e clique em Salvar. 17 Na caixa de diálogo Compressão de vídeo, para Compressor, selecione Cinepak Codec by Radius, e clique em OK. A compressão do vídeo irá reduzir o tamanho do arquivo do AVI terminado. A compressão do vídeo também pode resultar na perda de qualidade. OBSERVAÇÃO As opções disponíveis para Compressor são específicas para o sistema atual do computador. Se não tiver certeza de qual opção usar, utilize a opção Quadros completos (Sem compressão). Ela produz arquivos maiores que os arquivos comprimidos, mas não sofre a perda de dados devido a qualidade de compressão. 18 Opcionalmente, clique em Cancelar para parar o processo de exportação. IMPORTANTE Como o Revit Architecture renderiza cada um dos 300 quadros para exportar o AVI, este procedimento pode levar algumas horas para ser completado. Reproduzir o arquivo AVI 19 Clique duas vezes no arquivo AVI para reproduzir o percurso virtual da localização anteriormente especificada. Gravando o percurso virtual | 365 20 Feche o arquivo salvando-o ou não. 366 | Capítulo 20 Criando e gravando percursos virtuais
Sign up to vote on this title
UsefulNot useful