YÔGA

A SÉRIO
Esclarecimentos de ordem ética, filosófica, prática e pedagógica sobre o Yôga Antigo

SOB A CHANCELA DA

UNIVERSIDADE DE Y ÔGA
registrada nos termos dos artigos 45 e 46 do Código Civil Brasileiro sob o no. 37959

Al. Jaú, 2000 − Tel.(00 55 11) 3081-9821 − São Paulo Endereços nas demais cidades encontram-se no website:

www.uni-yoga.org

Copyright 2006 -De Rose, L.S.A. 1ª. edição: março de 2007 – 10 000 exemplares 2ª. edição: abril de 2007 – 10 000 exemplares 3ª. edição: setembro de 2007 – 10 000 exemplares 4ª. edição: janeiro de 2008 – 50 000 exemplares 5ª. edição: Capa: Miguel de Castro Produção Gráfica: DeRose Editora Impressão: Cromosete Gráfica e Editora Ltda., diretamente de arquivo em Word DADOS INTERNACIONAIS DE CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO (CIP)

ELABORADO PELO AUTOR
De Rose, L.S.A., 1944 Yôga a sério/ De Rose. - São Paulo : DeRose Editora. 1. Yôga 2. De Rose 3. Yôga na literatura. I. Título CDD- 181.45
PERMISSÃO DO AUTOR PARA A TRANSCRIÇÃO E CITAÇÃO Resguardados os direitos da Editora, o autor concede permissão de uso e transcrição de trechos desta obra, desde que seja obtida autorização por escrito e a fonte seja citada. A DeRose Editora se reserva o direito de não permitir que nenhuma parte desta obra seja reproduzida, copiada, transcrita ou mesmo transmitida por meios eletrônicos ou gravações, sem a devida permissão, por escrito, da referida editora. Os infratores serão punidos de acordo com a Lei nº 9.610/98.

Impresso no Brasil/Printed in Brazil

O AUTOR COM ALGUMAS DE SUAS OBRAS

Mais de um milhão de livros vendidos.
Dados sobre o Mestre DeRose encontram-se no final deste volume.

DEMONSTRAÇÃO DE QUE A PALAVRA YÔGA TEM ACENTO
NO SEU ORIGINAL EM ALFABETO DÊVANÁGARÍ:

y

y+a yaeg

YA, curto. YAA ∴ Á, longo. YOO ∴ YÔ, longo. YÔGA.

y + ae

a

Este sinal é um a-ki-mátrá (acento do a). Este sinal é um ô-ki-mátrá (acento do o).

ae

Portanto, a palavra em questão deve ser acentuada.

* Embora grafemos didaticamente acima YOO, este artifício é utilizado apenas para o melhor entendimento do leitor leigo em sânscrito. Devemos esclarecer que o fonema ô é resultante da fusão do a com o u e, por isso, é sempre longo, pois contém duas letras. Nesta convenção, o acento agudo é aplicado sobre as letras longas quando ocorre crase ou fusão de letras iguais (á, í, ú). O acento circunflexo é aplicado quando ocorre crase ou fusão de letras diferentes (a + i = ê; a + u = ô), por exemplo, em sa+íshwara=sêshwara e AUM, que se pronuncia ÔM. Daí grafarmos Vêdánta. O acento circunflexo não é usado para fechar a pronúncia do ô ou do ê, já que esses fonemas são sempre fechados. Não existe, portanto, a pronúncia “véda” nem “yóga”.
O acento circunflexo na palavra Yôga é tão importante que mesmo em livros publicados em inglês e castelhano, línguas que não possuem o circunflexo, ele é usado para grafar este vocábulo.

BIBLIOGRAFIA PARA O IDIOMA ESPANHOL: Léxico de Filosofía Hindú, de Kastberger, Editorial Kier, Buenos Aires. BIBLIOGRAFIA PARA O IDIOMA INGLÊS: Aphorisms of Yôga, de Srí Purôhit Swámi, Faber and Faber, Londres. BIBLIOGRAFIA PARA O IDIOMA PORTUGUÊS: Poema do Senhor, de Vyasa, Editora Relógio d’Água, Lisboa.
Se alguém declarar que a palavra Yôga não tem acento, peça-lhe para mostrar como se escreve o ô-ki-mátrá (ô-ki-mátrá é um termo hindi utilizado atualmente na Índia para sinalizar a sílaba forte). Depois, peça-lhe para indicar onde o ô-ki-mátrá ( ae) aparece na palavra Yôga (yaeg). Ele aparece logo depois da letra y (y = ya), transformando-a em yae = yô, longa. Em seguida, pergunte-lhe o que significa o termo ô-ki-mátrá. O eventual debatedor, se conhecer bem o assunto, deverá responder que ô é a letra o e mátrá traduz-se como acento, pausa ou intervalo que indica uma vogal longa. Logo, ô-ki-mátrá traduz-se como “acento do o”. Consulte o Sanskrit-English Dictionary, de Sir Monier-Williams, o mais conceituado dicionário de sânscrito, página 804. Então, mais uma vez, provado está que a palavra Yôga tem acento. A palavra SwáSthya (SvaSWy), por outro lado, possui um a-ki-mátrá (a) depois da letra v ou w (v = va ou wa), pois seu acento (crase de a+a, aa = á) está na letra a (va = vá ou wá).

...uni-yoga........................CONTEÚDO DO YÔGA A SÉRIO Um livrinho pequeno por fora e grande por dentro.............................................................. O que é uma codificação .. Endereços de instrutores de Yôga .. Um novo conceito ..... yôganidrá............................................................ Kundaliní Yôga............................... Quadro Sinótico da Cronologia Histórica do Yôga ... Rája Yôga...................... pránáyáma.........................................................) Abaixo a doutrinação! ............... Introdução ............................... mantra.... Demonstração de que a palavra Yôga tem acento ................... Jñána Yôga......................................................................................... Yôga Integral................... www.................. Layá Yôga..... O que é o SwáSthya Yôga ................... Suddha Rája Yôga.. Mas como é na Índia? ................... Tantra Yôga..................... Aulas grátis abertas ao público .................................................................. pújá. Algumas outras obras recomendadas ........................ O que é a Universidade de Yôga ...org o site referência do Yôga ............ Sobre o autor ... kriyá...................) 6 9 11 14 15 16 18 21 23 29 32 34 35 47 51 Alguns dos 108 tipos de Yôga .. Porque o Método DeRose é tão respeitado no exterior Evidências da existência do Yôga Primitivo ................ Em 5000 anos muita deturpação pode acontecer.................................... Só tenho uma escola e não trabalho com franquia ........... (Ásana Yôga......................................................... Siddha Yôga. Karma Yôga.......................... Kriyá Yôga... samyama......... Nossa proposta cultural ..................... Bhakti Yôga.......... Mantendo os jovens longe das drogas .. Análise dos 8 angas que constituem a prática ortodoxa (mudrá......................... Mantra Yôga.... Um Yôga autêntico ............................... Ações sociais e filantropia ..................................... Yôga Clássico e Hatha Yôga....... 59 61 63 64 65 69 77 79 80 ...... ásana.................................................

org . www.uni-yoga.Instrutoras Carla Cordeiro e Karla Juliane da Cia. SwáSthya de Artes Cênicas. coreógrafa Laura Ferro Fotografia de Rodolpho Pajuaba Esta é uma das centenas de fotos que você encontra no site da Universidade de Yôga.

geralmente. deixando que suas crenças ou sua cultura regional interfiram na visão mais clara do assunto. novo e mais abrangente. nesta ordem: . se possível. em que cada volume aborde um tema em particular. interpretam de uma forma um tanto limitada. que possibilitarão ao público travar contato com o Yôga Antigo mais facilmente. Para o leitor ter uma visão mais ampla do tema. que este educador ministra desde a década de 1970 nas Universidades Federais. bem como em Universidades da Europa. decidimos lançar uma coleção de livros menores. em atenção ao leitor interessado num tema específico. o escritor abordará a matéria sob um prisma diferente.a INTRODUÇÃO Alguns livros do DeRose são obras de fôlego. Por esse motivo. Como sempre. Este opúsculo tratará de mais um tema que desperta muito interesse e que as pessoas. pertinente ao Curso de Formação de Instrutores. com 500 a 900 páginas. Estaduais e Católicas de vários estados do Brasil. recomendamos que leia todos os volumes. Isso nos permitirá editar livros mais acessíveis. Os livros desta coleção pocket permitem leitura rápida e fácil para o iniciante e são complementares.

fornecendo dados inestimáveis para proteger o consumidor que fica desorientado com tantas informações contraditórias a respeito desta modalidade.8 COLEÇÃO POCKET YÔGA A SÉRIO – O título provocativo e bem humorado sugere a leveza da leitura. luta. quando surgiu. Pode ser complementado com os anteriores (acima). religião. desde que estejam com a saúde perfeita. arranjo floral? Tudo sobre Yôga orienta inclusive para a formação de instrutores de Yôga e é livro-texto da Universidade de Yôga. Proporciona também esclarecimentos sobre várias técnicas e diversos outros tipos de Yôga (Ásana Yôga. Bhakti Yôga. SwáSthya. pode adquirir o CD ou o DVD com a gravação que ensina a mesma Prática Básica contida no pocket book. Comissão Editorial . relaxamento. Se o leitor desejar uma orientação melhor. a sistematização do Yôga Pré-Clássico. Kundaliní Yôga. pois eles são sempre fruto da ignorância. 3. procedimentos corporais. Esperamos que você fique satisfeito com as informações prestadas nesta coleção e que usufrua de uma prática saudável e autêntica de Yôga. tudo já montado na forma de uma aula completa e equilibrada. A prática é muito fácil de ser seguida por iniciantes sem nenhuma experiência. filosófica e pedagógica sobre o Yôga Antigo. Hatha Yôga e outros). meditação. Karma Yôga. É ideal para que o praticante de qualquer linha de Yôga o presenteie aos seus amigos e parentes a fim de que deixem de manifestar atitudes discriminatórias ou observações estereotipadas e equivocadas. Este livro informa e esclarece o leitor e tem a proposta de demolir preconceitos. acima). terapia. prática. Jñána Yôga. Mantra Yôga. Várias ilustrações auxiliam o praticante para a compreensão da técnica descrita. mantra etc.. Tudo o que você nunca quis saber sobre Yôga 2. Tantra Yôga. qual a sua pronúncia correta. esclarecendo: o que é o Yôga. Layá Yôga. Rája Yôga. Pode ser complementado com o título seguinte (no. Zen noção – Quem pratica o Método DeRose não é “zen”. 3. 1. Yôga a sério – Esclarecimentos de ordem teórica. Prática Básica de Yôga (para iniciantes) – Tendo já conhecido o conteúdo dos livros anteriores (nos. qual a proposta original. onde surgiu. ética. entre respiratórios. 4. dança. 2 e 3. a quem se destina? Há alguma restrição alimentar ou da sexualidade? Yôga será uma espécie de ginástica. está na hora de praticar. O leitor vai encontrar neste livro 84 técnicas. qual sua origem. 1. para que serve. abaixo). Estruturada em perguntas e respostas. Este livro discorre sobre a verdadeira proposta de um trabalho de Yôga com seriedade. Os dois livros abaixo complementam este primeiro (e vice-versa). Siddha Yôga.

É o resgate da imagem de um Yôga Ancestral que. o Yôga Pré-Clássico é extremamente completo e diferente de tudo o que você possa estereotipar com o cliché “Yôga”. Muito se escreveu e escreve-se sobre o Yôga Moderno. por . que é muito mais fascinante.a UM YÔGA AUTÊNTICO A proposta desta coleção é proporcionar aos estudiosos o resultado de uma pesquisa desenvolvida durante mais de 40 anos. considerada extinta na própria Índia. Não obstante. Além disso. o mais autêntico de todos. já não se encontra em parte alguma.000 anos. logo. ao estudar essa modalidade. independentemente desse valor como raridade. sendo 24 anos de viagens à Índia. no entanto. temos ainda a satisfação incontida de estar dedicando-nos ao Yôga original. mas quase nada há escrito sobre o Yôga Antigo. Depois. O que é raro é mais valioso. O Yôga Pré-Clássico é uma peça viva de arqueologia cultural. fora da nossa linhagem. seu país de origem há mais de 5. como estudar o Yôga mais antigo se não há quase nenhuma bibliografia disponível? No início não existia a escrita e o conhecimento era passado por transmissão oral. na fase do Yôga Clássico.

por incêndios. do Yôga Moderno praticamente tudo foi preservado. Assim. o entulho dos séculos. os livros tinham de ser escritos a mão e reproduzidos um a um pelos copistas. Depois. enchentes. O resultado disso é que hoje quase todos os livros.. esquadrinhei a ver- . Por essa época havia uma quantidade irrisória de obras e uma tiragem de sucesso teria algo como uma centena de exemplares.C. Pior: a maior parte está contaminada pelos paradigmas da fase anterior e confunde-se com o Medieval. Por outro lado. sempre haveria uns quantos exemplares em outro local quando ocorressem os incêndios. foi relativamente fácil perderem-se obras inteiras. guerras ou. sem dispor de vias já trilhadas de acesso ao Yôga mais antigo. O Yôga Contemporâneo ainda não teve tempo suficiente para uma produção editorial relevante. simplesmente. as enchentes. Primeiramente analisei o Yôga Contemporâneo. até pelos próprios jargões utilizados e pela distorção do significado dos termos técnicos aplicados. Depois. voltando para o passado mais próximo. Assim sendo. terremotos. devido ao menor decurso de tempo que transcorreu entre a época da publicação e o momento presente. graças ao advento da tipografia. não existia a imprensa. Não nos restou quase nada. muito mais obras foram escritas e suas tiragens alcançaram a cifra dos milhares de cópias. polegada por polegada. com o barateamento dos livros. o que tornava o produto literário muito caro e as edições bem restritas. Primeiro. as guerras ou as perseguições. para chegar aonde cheguei foi necessário ir revolvendo. os terremotos.10 YÔGA A SÉRIO volta do século III a. Dessa forma. por perseguições ideológicas. escolas e instrutores de Yôga são de linha Medieval ou fortemente influenciados por ela.

Em Bombaim (atual Mumbai) enfurnei-me no Yôga Clássico e nos Himalayas em tradições. mais antigas. indo e vindo da Índia. descortinei uma modalidade que ficara perdida durante séculos. Um belo dia. É esse resultado que vou expor no texto desta coleção de trinta títulos publicados sob a chancela da Universidade de Yôga.org. Estude o quadro da Cronologia Histórica. na meditação e nos debates com swámis e saddhus de várias Escolas. durante os quais. O resultado foi impactante e pode mudar a História do Yôga. estava na hora de viajar à Índia para pesquisar in loco. que é explicado em detalhe no nosso livro Tratado de Yôga. Eles podem ser acessados sem custo porque a nossa proposta é cultural e não comercial. Mais 20 anos se passaram. mais de dez livros de minha autoria encontram-se disponíveis para download gratuito no website www. talvez.DeROSE 11 tente do período anterior. Trabalhamos por ideal. Passados uns bons 15 anos de estudos. tratei de aprofundar minha pesquisa nos Shástras. Desejo uma boa leitura para você. o Yôga Pré-Clássico. o Yôga Medieval 1 . porque acreditamos no ser humano e temos a esperança de melhorar o mundo. . Dentre eles. tendo esgotado a literatura disponível. 1 Numa história de 5000 anos.uni-yoga. Medieval é considerado Moderno.

3. Sámkhya e Tantra. SE DESEJAR UMA BIBLIOGRAFIA COM MUITOS OUTROS AUTORES E SOBRE DIVERSOS RAMOS DE YÔGA. Uni-Yôga.. 4. Origens do Yôga Antigo. DeRose. Joris. 50 Aulas práticas de SwáSthya Yôga. 5. idem. 15. DeRose. 18. Rodrigo. Barcesat. SwáSthya Yôga nas empresas. Nobel. Rosângela. edição da autora. Flores. futuramente pela Nobel. Flores. Santos. Quando é preciso ser forte. 11. 14. Nobel..12 YÔGA A SÉRIO ALGUMAS OUTRAS OBRAS RECOMENDADAS 1. Caramella. futuramente pela Nobel. Yael. Nobel. DeRose. Sútras – máximas de lucidez e êxtase. edição do autor. 2. Gourmet vegetariano. 6. Técnicas corporais do Yôga Antigo. DeRose. Boas Maneiras no Yôga. idem. Eu me lembro. 9. Nobel. Nobel. DeRose. Edgardo. Alimentação vegetariana: chega de abobrinha!. Kier. 13. De Bona. Tratado de Yôga. Uni-Yôga. Pújá – A força da gratidão. 8. Uni-Yôga. 10. Buenos Aires. Marengo. Complementación pedagogica. La dieta del Yôga. 16. Melina. Anahí.. 12. Santos. DeRose. DeRose. 17. Yôga. 7. Instrutores Carla Cordeiro e Heduan Pinheiro Fotografia de Rodolpho Pajuaba . Joris. Sérgio. Nobel. A parábola do croissant. Chakras e kundaliní. Coreografias. DeRose. Sérgio. Castro. Nobel. Nobel. CONSULTE O CAPÍTULO BIBLIOGRAFIA DO LIVRO TRATADO DE YÔGA. Marengo.

mais polidas. Recomendo que eventuais conflitos sejam solucionados elegantemente. não estão interessados em paliativos para mascarar as mazelas do trivial diário. De . Sugiro uma revolução comportamental. foi sugerido que nossa profissão se denominasse sócio-humanismo). costumes etc. Pois bem. propondo uma forma mais sensível e amorosa de relacionamento com a família. sem confrontos. crenças.a NOSSA PROPOSTA CULTURAL Os candidatos. com os amigos. quando me procuram. mais cultas. que distinguem um grupo social. mais viajadas. boas maneiras. Nossa Cultura é uma reeducação comportamental que contempla especialmente o bom relacionamento entre os seres humanos e tudo o que possa estar associado com isso (por esse motivo. Segundo o Dicionário Houaiss. contos. que aprimorem até sua linguagem e suas boas maneiras. etc. Eles estão interessados em absorver uma cultura. Escrevo sobre vários temas: comportamento. com o parceiro afetivo. Os que me lêem e assistem às minhas aulas reeduco-os para que se tornem pessoas melhores. gastronomia. biografia. filosofia. mais refinadas. ficção. conhecimentos. mais civilizadas. cultura significa. com os subordinados e com os desconhecidos. entre outras coisas: conjunto de padrões de comportamento.

MANTENDO OS JOVENS LONGE DAS DROGAS Se o meu trabalho e o de todas as instituições filiadas ao meu método não servisse para mais nada. proporcionando condições culturais e sociais para que os jovens se mantenham longe das drogas. como algumas pessoas entendem. em última análise. ficamos atrelados ao Ministério da Cultura e não ao Ministério da Educação. conduz ao autoconhecimento. Como efeito colateral benéfico. nem sair para a balada conduzido(a) por um amigo alcoolizado na direção de um veículo assassino. como relaxar. ele seria válido apenas pelo seu aspecto de manter milhares de jovens longe das drogas.14 YÔGA A SÉRIO quebra. . Tudo isso junto. Em reunião que tive em Brasília com o Ministro Gilberto Gil. ele me disse uma frase memorável: “Conhecimento é com o Ministério da Educação. Autoconhecimento é com o Ministério da Cultura” que é o nosso caso. mas que ensinamos uma cultura. do fumo e do álcool. ensino como respirar melhor. se não proporcionasse nenhuma outra contribuição social. coisas de saltimbancos. O grande sonho de todo pai ou mãe é ter a certeza de que seu filho ou filha está em boa companhia e não vai se envolver com drogas. Esta proposta seleciona o público mais afeito à cultura e faz alusão ao fato de que não ensinamos apenas algumas macaquices. como concentrar-se e cultivar a qualidade de vida.

eu estou indo ao velório dele. Fica-nos a sensação de confiança que recebemos dos pais e mães. mas estou aqui. depois da aula. Quero lhe agradecer. e o sentimento de responsabilidade com que devemos corresponder àquele privilégio. pois também era instrutor de SwáSthya. Hoje. vivo. Os pais reconhecem isso. Ele vê aquela moçada bonita. A gente enchia a cara e saía por aí. Você salvou mesmo a minha vida. Mas para ser aceito pela galera tem que ser cara-limpa.DeROSE 15 Durante um curso de SwáSthya Yôga. Encheu a cara. Há tempos um pai me perguntou como conseguimos o que ele nunca havia logrado: como conseguimos que a garotada se afaste das drogas. Eu tinha um amigo e costumava sair com ele para a night. é a boa companhia. são os demais jovens com quem o recém-chegado vai conviver. gente alegre e feliz. corpos sarados. Eu podia estar lá. Felizmente. quem consegue isso é o ambiente saudável. cada vez mais pais e mães compreendem e . Ele quer participar daquela tribo. o jovem Vinicius Machado dirigiu-se a mim e fez uma declaração pública que comoveu os presentes: – Professor. porque você salvou a minha vida. bateu com o carro e morreu. Mas Vini explicou: – Não. da bebida e até do fumo? Na verdade. digo que você salvou a minha vida. Respondi que ele também estava salvando a vida de muita gente. Por isso.

têm uma história de guerras. Estamos no século XXI da Era Cristã. Em pouco tempo. Nesses cinco milênios. que ia incorporando outras culturas (ao absorver do Lácio o latim. artista ou instrutor de Yôga! EM 5000 ANOS MUITA DETURPAÇÃO PODE ACONTECER O Yôga tem 5000 anos de existência. que é legitimamente brasileira. foi desvirtuado sucessivas vezes. Tem suas raízes em tradições africanas. escultura. esse novo império absorve a Capoeira. conquistas e império. dentro de alguns anos. Façamos uma comparação. esses sim. Como ocorreu com o Império Romano. tal como os drávidas que viviam na Índia há 5. Imagine que. da Grécia a arquitetura. Existe uma luta chamada Capoeira.000 anos. ainda que seja a de músico. Eles invadem o Brasil que. Muito bem.). tal como os subbárbaros arianos que invadiram a Índia e cometeram o primeiro grande desnaturamento do Yôga.16 YÔGA A SÉRIO apóiam seus filhos para que sigam a profissão que tiverem escolhido. classificam-na como dança (“afi- . não tem tradição guerreira. mitologia. a Amazônia fosse invadida com o pretexto de ocupá-la para salvar tal patrimônio da humanidade das mãos desses latino-americanos irresponsáveis que a estão destruindo. hipoteticamente. porém nasceu no nosso país. Já os invasores. digamos. um século. etc.

a qual teria existido há tanto tempo que caiu no esquecimento. Passado mais um milênio. pois isso de bater atabaques e tocar um instrumento de cordas com uma corda só é muito primitivo.DeROSE 17 nal. com acompanhamento de “sincretizador” (que substituirá o computador. decidiram que Capoeira é uma terapia. aquela máquina primitiva que vivia “dando pau” e pegando vírus). Ninguém mais se lembra das suas origens. Só que agora. eles não dançam?”). ocorre outra invasão. Alguns eruditos defendem que a Capoeira . Essa vertente passa a ser conhecida como Capoeira Clássica. uma dança ritual. Mais um milênio se passa. E a reestruturam. Passam-se mil anos. nem habita neste território o mesmo povo e a Floresta Amazônica nem existe mais. Estamos lá pelo ano 5000 d. já não se fala a mesma língua. após alguns concílios. Passa a ser uma dança espiritual terapêutica. Criam mitologias. templos e igrejas do culto Capoeirista. Surgem mosteiros. Eliminam os tambores e substituem o berimbau pela guitarra eletrobioplásmica. em torno do ano 4000. Surpreendentemente. eles não se benzem antes de jogar?”). Lá pelo ano 3000 da era Cristã.C. O Brasil é ocupado por uma terceira etnia e novos Mestres de Capoeira introduzem uma codificação que a define como religião (“afinal. Uma dança religiosa. Surgem versões negando que a Capoeira tenha surgido numa nação mítica chamada Brasil. a Capoeira sobreviveu e tem mesmo um sólido sistema cultural que a preserva.

Bem. Outros mil anos são transcorridos. ou o que você preferir. terapêutica. já que essa filosofia conta com cinco mil anos de existência. do ano 2000 ao ano 6000 d. ou uma ginástica esdrúxula. e ameaça de punição quem se atrever a insistir nessa invencionice subversiva. nós só imaginamos 4000 anos de deturpações. A opinião pública de então. A Capoeira passa a ser classificada como uma dança espiritual. Eu quis dizer uma terapia mística. mas a etnia então dominante nega-o peremptoriamente. Torna-se uma dança espiritual terapêutica para idosos. A Capoeira é institucionalizada como uma prática para a terceira idade.C. apagadas intencionalmente pelos cientistas e religiosos desse novo período histórico. no caso da Capoeira. passa a ser acusado de discriminar os enfermos. Quem afirmar que a Capoeira legítima é uma luta. varizes e que rejuvenesce. . que é ótima para TPM. é acusado de ser polêmico. torna-se perseguido e severamente castigado com a difamação. decide que Capoeira é para mulheres. Juro. Estamos agora no ano 6000 da Era Cristã. os idosos e as mulheres. destinada a pessoas jovens e saudáveis. gestação. Todas as evidências de uma civilização latino-americana desapareceram. para idosos e para mulheres. rugas. celulite.18 YÔGA A SÉRIO teria sido criada pelos negros escravos. a execração e ameaças de morte. No caso do Yôga precisamos computar mais um milênio de distorções. Oh! Céus! Eu disse filosofia? Foi sem querer.

em todos eles.DeROSE 19 MAS COMO É NA ÍNDIA? Eu viajei para a Índia durante 24 anos. Freqüentei vários tipos de estabelecimentos. observaram: . Mas. ocorria um mesmo fenômeno. Os ocidentais. que nenhuma indiana veste)? Durante a aula de Yôga. ou que nenhum indiano está vestindo a tal de “roupa indiana” (especialmente as famosas “saias indianas”. Os alunos indianos entravam na sala de aula com cara normal e roupa normal. sorriem. desde as escolas até os mosteiros. Os ocidentais. no entanto. às vezes até fazem gracejos. para conhecer o verdadeiro Yôga da Índia. os hindus preservam a fisionomia de pessoas perfeitamente normais. muitas vezes praticando de calça e camisa. babam um pouco. dos mais sérios aos que já estavam contaminados pelo consumismo ocidental – e percebi as diferenças. Freqüentemente os instrutores que levei em minhas viagens. interagem com os colegas e com o instrutor. isto é. mantêm-se muito taciturnos. pareciam um bando de alucinados que se destacavam dos hindus por serem os únicos a estar vestidos com “roupa indiana”. às vezes. pelo contrário. Será que os gringos não percebem que nenhum brasileiro está portando aquelas camisas espalhafatosas. o equivalente àquelas camisas hipercoloridas e cheias de flores que os turistas estrangeiros usam no Brasil por acharem que aqui é assim que o povo se veste. com cara de santo cristão e.

olha. com ô fechado. A nós brasileiros e . mas não escuta. arroz integral.20 YÔGA A SÉRIO – DeRose. assim como já existem escolas de Yôga para satisfazer os devaneios dos que pagam bem para que lhes vendam o que eles querem comprar. non è!” CONCESSÃO A UMA PITADA DE VEEMÊNCIA Tenho consciência de que meu discurso é muito categórico. bem temperada e. Ouve. É uma questão de paradigma. você já percebeu que os ocidentais ficam com cara de malucos quando entram numa sala de Yôga e que os indianos são como nós do SwáSthya e preservam a cara e a atitude normal? Pois é. açúcar mascavo e outros modismos ocidentais. Tanto que volta falando “ióga”. Depois ele viaja para a Índia e não consegue perceber que lá é diferente do clima cristianizado. Contudo. Aí está o x da questão. aquilo que o ocidental pensa que o Yôga é. Nas escolas de Yôga come-se muito bem. normal. Só que não é assim. Hoje já há alguns estabelecimentos com opções integrais para atender a turistas. naturéba e alternativóide que grassa no Ocidente. desfruta-se uma comida deliciosa. Uma das fantasias é que na Índia – e nas escolas de Yôga desse país – só se coma pão integral. não é minha intenção agredir ou ofender ninguém. O ocidental enfurnou no bestunto que Yôga deveria ser de uma determinada forma. fora isso. ou seja. mas não vê. Nutro boas razões para tanto. “Eppur. embora todos lá pronunciem Yôga. O ocidental vai à Índia.

Tomamos essa liberdade para contrabalançar a atitude internacional com relação ao nosso país e à América Majoritária. Nunca o de transmiti-la. primeiro por que foram os latinos que difundiram o latim. Desde 1975 dou cursos em países europeus. chamada de Latina.. um mercado que merece respeito. Itália. florestal e agrária capaz de alimentar o mundo todo.DeROSE 21 latino-americanos é-nos concedido carregar um pouco nas tintas quando nos referimos ao nosso valor. Inglaterra. sendo que um quinto desse número habita o Brasil). Espanha. Disso temos um duplo orgulho. PORQUE O MÉTODO DeROSE É TÃO RESPEITADO NO EXTERIOR Consegui inverter o fluxo nas correntes da transmissão de conhecimento. do Centro e a porção ocupada pelo México na América do Norte. os quais estão se intensificando cada vez mais. língua nobre do Ocidente. Pois bem. teremos o que chamo de América Maior. Alemanha. Durante séculos. segundo. Bélgica. . Graças à Uni-Yôga os brasileiros que viajam para o exterior experimentam um gostinho sem precedentes que é o de entrar falando português nos nossos afiliados na França. porque se somarmos os habitantes das Américas do Sul. durante décadas. a Universidade de Yôga foi a primeira entidade cultural brasileira a exportar cultura para a Europa. sistematicamente. com um número esmagador de habitantes (perto de um bilhão.. Estados Unidos. o Brasil só teve o privilégio de comprar cultura. uma enorme riqueza mineral.

Minhas aulas. Nós o devemos à Universidade de Yôga e não às outras áreas acadêmicas. difundido pelos ingleses. Nem à Física. sim. palestras e noites de autógrafos na Europa são realizadas em português. Isso é inédito. O melhor boxeador peso galo de todos os tempos foi o vegetariano brasileiro Éder Jofre. No entanto.22 YÔGA A SÉRIO Até então. com tradução simultânea às vezes para seis línguas. nem à Medicina. nem ao Direito. e sim ao Yôga. nem à Arquitetura. O mesmo ocorreu com o football. mas que teve por pentacampeões mundiais nada menos que os habitantes da Terra de Santa Cruz. E ninguém precisa ir à Índia para encontrar o melhor Yôga técnico do mundo. mesmo para contratos assinados no Brasil! Um desrespeito inominável. Quem domina o Jiu-jitsu no mundo não são os japoneses e sim os brasileiros. precisa. Empresários brasileiros para fechar negócios com outros países sempre tiveram que falar inglês. sempre fiz negócios no exterior falando português2 . sempre precisávamos falar inglês para ser atendidos lá fora. . Os vencedores da Fórmula Um foram os brasileiros Emerson Fittipaldi e Airton Senna. 2 Com exceção dos países que são nossos parceiros latino-americanos e merecem que eu fale em espanhol. nem à Engenharia. pois é onde ele está nos albores do Terceiro Milênio. embora eu fale quatro línguas. ir ao Brasil.

acatavam os testes mensais e faziam os trabalhos escritos. muito bem representado pelo presente livro? A resposta é simples. nem estudava. mas ninguém se dedicava. agora é universidade. . Depois que introduzi o Yôga nas universidades. a mesma matéria e os mesmos livros. mas então todos se dedicavam. Na década de 70 do século passado eu introduzi o Yôga nas universidades federais.DeROSE 23 A curiosidade é: como o Brasil se tornou o berço dessa reviravolta e desse resgate histórico. Isso fez toda a diferença. nem fazia os trabalhos escritos. estaduais e católicas de muitos estados do nosso país como curso de extensão universitária para a formação de instrutores. a mesma matéria. estudavam. Qual a razão da mudança de atitude? Os alunos me respondiam candidamente: “Ah! Professor. né?” Os cursos de formação de instrutores de Yôga nos outros países não haviam entrado nas universidades 3 como ocorreu no Brasil. nem acatava os testes mensais. já que os estudantes passaram a levar sua preparação muito mais a sério. era o mesmo professor. Antes. continuava sendo o mesmo professor. Isso fez com que os nossos professores durante quase quarenta anos de gerações sucessivas se tornassem cada vez mais qualificados. os mesmos livros. A conseqüência foi um salto evolutivo que colocou os brasileiros entre os melhores profissionais da área no 3 A não ser os que fiz introduzir mais tarde em Portugal e na Argentina.

leia os anúncios dos mencionados cursos nas revistas do ramo publicadas no exterior. Em quase todos eles a formação profissional se processa em um week-end. seguidos pelos portugueses e argentinos. ética. conseguimos reverter esse estado de coisas e o mundo aceita nos escutar e aprender conosco. porque detemos o melhor know-how de Yôga técnico do mundo. Outro efeito colateral da boa formação dos nossos profissionais foi que no Brasil.24 YÔGA A SÉRIO mundo. documentação. com a Universidade de Yôga. supervisão. Ora. Não é vaidade. e com todos os brasileiros. É orgulho sadio que quero compartilhar com você. Essa vitória ganha ainda maior relevância por sabermos que o bloco dos países mais ricos insiste em nos olhar de soslaio. com o Método DeRose. que qualidade pode ter um Yôga teacher que entrou como aluno no sábado e saiu como profissional na segunda-feira? Se não acredita. confederação e Sindicato Nacional de Yôga como não existe em nenhum outro país. modéstia às favas. nestes meus quase cinqüenta anos de luta pela regulamentação passamos a contar com uma infra-estrutura de exames. Estamos mais de duzentos anos à frente da maior parte dos países autodenominados como “Primeiro Mundo”. . No entanto. estimado leitor. federações.

Diretora da Unidade Jardins. Fernanda Neis.DeROSE 25 Quando comemorei o primeiro milhão de livros vendidos em vários países percebi que nosso trabalho estava tendo aceitação de uma relevante maioria. em São Paulo – SP . Profa.

Entregando as caixas à Primeira Dama. Dona Lu Alckmin.Participação na Campanha do Agasalho. em São Paulo . no Palácio dos Bandeirantes.

pré-vêdico. Nada nasce já clássico. E assim foi com o Yôga. muito tempo depois. nada nasce já clássico. Pré-Clássico. nasceu o Yôga Primitivo. A dança é outro exemplo eloqüente. Declaram eles com freqüência que o Yôga mais antigo é o Yôga Clássico. do qual ter-se-iam originado todos os demais. pré-ariano. apareceu a música clássica. É muito fácil provar que estão sofrendo de cegueira paradigmática. Inicialmente. Ele precisou se transformar durante milhares . protohistórico. Primeiro nasceu a música primitiva que foi origem de todas as outras até que. A música não surgiu como música clássica. Primeiro surgiu a dança primitiva que deu origem a todas as outras modalidades e precisou consumir milhares de anos até chegar a um tipo chamado dança clássica.a EVIDÊNCIAS DA EXISTÊNCIA DO YÔGA PRIMITIVO NADA NASCE JÁ CLÁSSICO Em nossos estudos e mais de 20 anos de viagens à Índia detectamos um erro gravíssimo cometido pela maior parte dos autores de livros e pelos professores de Yôga. Para começo de conversa.

de etnia dravídica. e textos que precederam essa época já citavam o Yôga. depois de haver conquistado a arte da arquitetura. após a ocupação ariana passou séculos sem arquitetura alguma. não nasceu dele. pois seus dominadores sabiam . Conforme registraram muitos historiadores. Precisou evoluir mil e quinhentos anos para ascender à categoria de bárbaro durante o Império Romano. os áryas eram na época um povo nômade guerreiro sub-bárbaro. em termos de matemática! Mas como doutos escritores e Mestres honestos puderam cometer um erro tão primário? Acontece que a Índia foi ocupada pelos áryas. cujas últimas vagas de ocupação ocorreram em cerca de 1500 a. a maioria declara que o Yôga mais antigo é o Clássico. não nasceram dele todos os demais – o Pré-Clássico. o que constitui incoerência. conseqüentemente. Isso foi o golpe de misericórdia na Civilização Harappiana. criando uma lacuna de 3000 anos. Além dessa demonstração.28 YÔGA A SÉRIO de anos para chegar a ser considerado Yôga Clássico. É interessante porque. Provado está que o Yôga Clássico não é o mais antigo. A Índia foi o único país que. no mínimo. ao mesmo tempo em que todos os autores afirmam que o Yôga tem mais de 5000 anos de existência. por exemplo. nas escavações em diversos sítios arqueológicos foram encontradas evidências de posições de Yôga muito anteriores ao período clássico. o qual foi surgir apenas no século terceiro antes da Era Cristã.C.

as maiores pirâmides do mundo. Tudo o que fosse dravídico era considerado inferior. Essa eliminação de registros foi tão eficiente que ninguém na Índia e no mundo inteiro sabia da existência da Civilização Harappiana. Como sempre. pecaminoso e sacrílego. indigno e. até o final do século XIX. das suas crenças e da sua engenharia que construiu Machu Picchu. quando o Yôga já havia sido arianizado. até mesmo. já que eram nômades e viviam em tendas de peles de animais. mas não sabiam construir. . inferior. os templos e as fortalezas. Por isso. as Escrituras hindus ignoram o Yôga Primitivo e começam a História no meio do caminho. cortando a rocha com tanta perfeição sem o conhecimento do ferro e movendo-as sem a utilização da roda. assim como o fizeram nossos antepassados europeus ao dizimar os aborígines das Américas e usurpar suas terras. quando o arqueólogo inglês Alexander Cunningham começou a investigar umas ruínas em 1873. Faz pouco menos de quinhentos anos que a cultura européia destruiu as Civilizações Pré-Colombianas e já quase não há vestígio das línguas (a maioria foi extinta).DeROSE 29 destruir. assim como da sua medicina. primitivo. “ai dos vencidos”. O que era da cultura indígena passou a ser considerado selvagem. Os arianos aclamaram-se raça superior (isto lembra-nos algum evento mais recente envolvendo os mesmos arianos?) promoveram uma “limpeza étnica” e destruíram todas as evidências da civilização anterior.

Os pergaminhos estão legíveis e contêm ensinamentos importantes sobre a origem e a utilização . pois os utensílios antigos eram muito fortes. Pré-Clássico. lacrada pelo tempo. construídos com arte e feitos para durar. sim. acabou encontrando um painel que parecia esconder alguma coisa dentro. Era uma gaveta esquecida e. pré-ariano. prévêdico. após mil e tantos anos de dominação ariana. sinetes.30 YÔGA A SÉRIO Da mesma forma. que era muito mais completo. O Yôga mais antigo? “Só podia ser ariano!” Descoberto o erro histórico há mais de cem anos. por isso mesmo. O QUE É UMA CODIFICAÇÃO Imagine que você ganhou como herança um armário muito antigo (no nosso caso. finalmente você consegue abrir. mexer e remexer nele. não restara vestígio algum da extinta Civilização Dravídica. justamente por ser o original. De tanto admirá-lo. de cinco mil anos). limpá-lo. na Índia. Lá dentro você contempla extasiado um tesouro arqueológico: ferramentas. esculturas! Uma inestimável contribuição cultural! As ferramentas ainda funcionam. Depois de muito tempo. mais forte e mais autêntico. pergaminhos. já era hora de os autores de livros sobre o assunto pararem de simplesmente repetir o que outros escreveram antes dessa descoberta e admitirem que existira. trabalho e esforço para não danificar essa preciosidade. um Yôga arcaico.

Pergaminhos aqui. sistematizou. não adaptar. você apenas limpa cuidadosamente e arruma a gaveta. cuja herança nos foi deixada pelos Mestres ancestrais.DeROSE 31 das ferramentas e dos sinetes. . nossa codificação foi muito bem aceita pela maioria dos estudiosos. esse método sistematizado no Brasil existe em todos os Continentes. agora sempre disponível e arrumada. que nós jamais teríamos a petulância de querer alterar. As ferramentas são as técnicas do Yôga. Se alguém não o conhecer pelo nome de SwáSthya Yôga. conhecerá seguramente pelo nome erudito e antigo: DakshinacharatántrikaNiríshwarasámkhya Yôga. codificou. sinetes à esquerda. Então. esculturas à direita. embaralhado e com a poeira dos séculos. Isto foi a sistematização do SwáSthya Yôga. bem como sobre o significado histórico das esculturas. Depois você fecha de novo a gaveta. nem ocidentalizar coisa alguma. ferramentas acolá. Tudo está intacto sim. Por ter sido honesta e cuidadosa em não modificar. A gaveta é um comprimento de onda peculiar no inconsciente coletivo. O que foi que você tirou da gaveta? O que acrescentou? Nada. O armário é o Yôga antigo. Pois foi apenas isso que fizemos. mas tremendamente desarrumado. Os pergaminhos são os ensinamentos dos Mestres do passado. Hoje. Você apenas organizou.

. CRONOLOGIA HISTÓRICA DO YÔGA DIVISÃO TENDÊNCIA PERÍODO ÉPOCA MESTRE LITERATURA FASE FONTE POVO LINHA YÔGA ANTIGO YÔGA MODERNO Sámkhya Yôga Pré-Clássico Yôga Clássico Mais de 5.000 anos Shiva Upanishad Proto-Histórica Shruti Drávida Tantra séc. XI d. Pátañjali Yôga Sútra séc.C. Sámkhya e Tantra.C. Esse quadro sinótico é explicado no livro Tratado de Yôga. Gôrakshanatha Contemporâneo Século XX Rámakrishna e Aurobindo 4 Vários livros Vivêka Chudamani Hatha Yôga Histórica Smriti Árya Brahmácharya No quadro acima. Mais esclarecimentos nos livros Tratado de Yôga deste autor. deste autor. conquanto continuem surgindo mais e mais evidências da existência de um Yôga anterior ao Clássico. III a. pré-ariano) era de fundamentação Tantra e Sámkhya. Editora Nobel.C. o Yôga Pré-Clássico está sombreado por se encontrar no limbo da História oficial. Editora Nobel. no período contemporâneo começa a se instalar uma tendência tântrica (dakshinachara) representada por Aurobindo e Rámakrishna.32 YÔGA A SÉRIO Seu nome já denota as origens ancestrais uma vez que o Yôga mais antigo (pré-clássico. Compare estas informações com o quadro da Cronologia Histórica que reproduzimos a seguir. 4 Embora a tendência da maior parte dos Mestres e Escolas continue sendo brahmácharya. Shankara Vêdánta Yôga Medieval séc. VIII d. Yôga. do Mestre Sérgio Santos.

significa auto-suficiência (swa = seu próprio). pronuncia-se “suásti”. Não permita que pessoas pouco informadas confundam SwáSthya. Nesse caso. método antigo. sânscrito. . Pré-Clássico. Consulte a respeito o Sanskrit-English Dictionary. Também embute os significados de saúde. de Sir MonierWilliams. hindi. língua morta da Índia. o mais respeitado dicionário de sânscrito. conforto. significa simplesmente saúde. Pronuncia-se “suástia”. o Yôga mais completo do mundo. satisfação.a O QUE É O SWÁSTHYA YÔGA SwáSthya. bem estar. com o sotaque hindi. que daria uma interpretação equivocada com conotação terapêutica. A DEFINIÇÃO FORMAL DO NOSSO YÔGA SwáSthya Yôga é o nome da sistematização do Yôga Antigo. a língua mais falada na Índia. com SwáSthya (“suásti”). Em hindi. em sânscrito.

A etapa final – tem por objetivo despertar a energia kundaliní. a eclosão da hiperconsciência chamada samádhi. seus poderes paranormais e. O resultado desse preparo prévio é o reforço da estrutura biológica com um aumento sensível e imediato da vitalidade. finalmente. A etapa inicial – tem por objetivo preparar o praticante para suportar o empuxo evolutivo que ocorrerá na etapa final. . 3. A etapa medial – tem por objetivo a purificação mais intensiva e energização da libido. com o conseqüente desenvolvimento dos chakras.34 YÔGA A SÉRIO A ESTRUTURA DO SWÁSTHYA YÔGA ETAPA FASE 1 2 3 4 5 6 ESTÁGIO pré-Yôga ashtánga sádhana bhúta shuddhi maithuna kundaliní samádhi EM QUE CONSISTE preparatório antes de ter acesso ao Yôga reforço da estrutura biológica período de purificação corporal intensiva canalização da energia sexual despertamento da energia criadora estado de hiperconsciência INICIAL MEDIAL FINAL O MÉTODO CONSISTE EM TRÊS ETAPAS: 1. 2.

a fase inicial vai içá-lo até à normalidade plena. Para isso. satisfeitas com os ótimos resultados obtidos. há que adquirir estrutura. mantra.DeROSE 35 Noutras palavras. kriyá. Daí poderemos fazer um bom trabalho de desenvolvimento interior equilibrado e seguro. a etapa inicial visa a proporcionar saúde e força suficientes para que o praticante agüente as prodigiosas alterações biológicas resultantes de uma evolução pessoal acelerada que ocorrerá na etapa final. a saber: mudrá. ásana. Por isso. pránáyáma. sádhana = prática). pújá. Por esse motivo. há uma legião de pessoas que adotam o Yôga apenas visando os benefícios propiciados pela prática introdutória e por aí ficam. no qual o praticante vai conquistar a evolução de um milhão de anos em uma década. É que a fase final vai trabalhar para tornar o praticante uma pessoa fora da faixa da normalidade. yôganidrá. anga = parte. CARACTERÍSTICAS DO SWÁSTHYA 1) ASHTÁNGA SÁDHANA A característica principal do SwáSthya Yôga é sua prática ortodoxa denominada ashtánga sádhana (ashta = oito. Se alguém está fora dessa faixa para baixo. a etapa inicial tende a proporcionar todos aqueles proverbiais efeitos do Yôga. Trata-se de uma prática integrada em oito partes. I. . conferindo-lhe uma cota ótima de saúde e vitalidade. acima dela.

após o contacto com o SwáSthya. tais como uma anteflexão (paschimôttanásana). uma retroflexão (bhujangásana) e uma lateroflexão (trikônásana). podemos demonstrar que as regras gerais constituíram apenas uma descoberta e não uma adaptação. a menos que venham a ser incorporadas a partir de agora. 2) REGRAS GERAIS DE EXECUÇÃO Uma das mais notáveis contribuições históricas da nossa sistematização foi o advento das regras gerais.36 YÔGA A SÉRIO samyama. Por outro lado. Em nenhum deles vai ser encontrada referência alguma às regras gerais de execução. as quais não são encontradas em nenhum outro tipo de Yôga. Já temos testemunhado exemplos dessa tendência em aulas e textos de vários tipos de Yôga em diferentes países. Você vai se surpreender: as execuções serão equivalentes em mais de 90% ... É fácil constatar que as regras e demais características do nosso método não eram conhecidas nem utilizadas anteriormente: basta consultar os livros das várias modalidades de Yôga publicados antes da codificação do SwáSthya. Estes elementos serão explicados em detalhe mais adiante. e execute-os de acordo com as regras do SwáSthya Yôga. Tome para exemplo alguns exercícios quaisquer. por influência do SwáSthya Yôga. Depois consulte um livro de Hatha Yôga e faça as mesmas posições seguindo suas extensas descrições para cada ásana. pois sempre estiveram presentes subjacentemente.

As técnicas antigas. No SwáSthya Yôga as regras ajudam bastante. Tal fato passou despercebido a tantas gerações de Mestres do mundo inteiro durante milhares de anos e foi descoberto somente na entrada do terceiro milênio da Era Cristã. além disso. habitualmente gasto com descrições e instruções desnecessárias. da mesma forma como a lei da gravidade passou sem ser registrada pelos grandes sábios e físicos da Grécia. que consiste em execuções mais naturais. Elas sempre estiveram lá. simplificando a aprendizagem e acelerando a evolução do praticante. só vindo a ser descoberta bem recentemente por Newton. tornavam-se ligadas entre si por encadeamentos espontâneos. No SwáSthya Yôga esses encadeamentos constituem movimentos de ligação entre os ásanas não . 3) SEQÜÊNCIAS COREOGRÁFICAS Outra importante característica do SwáSthya Yôga é o resgate do conceito primitivo de treinamento. Esse padrão foi identificado por nós e sintetizado na forma de regras gerais. Assim como Newton não inventou a gravidade. Índia. existe um padrão de comportamento. poupa um tempo precioso. mas ninguém notou. Egito e do mundo todo. também não inventamos as regras gerais de execução. A instituição do sistema repetitivo é muito mais recente do que se imagina. Ao instrutor. livres das limitações impostas pela repetição. Portanto. China. anteriores ao costume de repetir os ásanas.DeROSE 37 dos casos.

são conseqüências umas das outras.38 YÔGA A SÉRIO repetitivos nem estanques. característica sua. Quem não consegue infundir nos seus alunos o entusiasmo pela prática em forma de coreografia. etc. cerca de 4.000 anos após a origem primeira do Yôga. Vale lembrar que o Hatha Yôga é um Yôga moderno. Assim. mudrás. é a mais ancestral prática do Yôga: o súrya namaskara! Ocorre que o súrya namaskara é a única reminiscência de coreografia registrada nas lembranças do Yôga moderno. pois ainda não compreendeu o ensinamento do codificador do SwáSthya Yôga. mas não monta a aula inteira com formato de coreografia não está transmitindo um SwáSthya 100% legítimo. um dos últimos a surgir. As coreografias também não são uma criação contemporânea. Importante: o instrutor que declara ensinar SwáSthya Yôga. O último rudimento dessa maneira primitiva de execução coreográfica. [A] a não repetição. portanto. e fazem parte desta terceira característica do SwáSthya Yôga. Esse conceito remonta ao Yôga primitivo. [B] as passagens (movimentos de ligação) e [C] as coreografias (com ásanas. kriyás. Não constitui. bandhas.). . precisa fazer mais cursos e estreitar o contato com a nossa egrégora. do tempo em que o Homem não tinha religiões institucionalizadas e adorava o Sol. o que predispõe à elaboração de execuções coreográficas. reciprocamente. já no século XI depois de Cristo.

estarão tecnicamente praticando o método preconizado. . reuniões. que fazer tudo isso. mas querer fazê-lo com a farinha inadequada.DeROSE 4) PÚBLICO IDENTIFICADO 39 É fundamental que se compreenda: para tratar-se realmente de SwáSthya Yôga não basta a fidelidade ao método. eventos. viagens e festas do SwáSthya Yôga. Sentimento gregário é o que induz cada um de nós a perceber. pois isso nos dá prazer. 5) SENTIMENTO GREGÁRIO O sentimento gregário é a força de coesão que nos fez crescer e tornar-nos tão fortes. ético etc. É preciso que as pessoas que o praticam sejam o público identificado. pedagógico. mas uma satisfação. ao fim e ao cabo. filosófico. Sentimento gregário é a satisfação incontida com a qual compartilhamos nossas descobertas e dicas para o aprimoramento técnico. não é uma obrigação. mas. É o poder invisível que nos confere sucesso em tudo o que fizermos. não estarão exercendo o SwáSthya Yôga. Caso contrário. Sentimento gregário é a energia que nos mobiliza para participar de todos os cursos. Sentimento gregário é o sentimento de gratidão que eclode no nosso peito pelo privilégio de estar juntos e participando de tudo ao lado de pessoas tão especiais. graças ao apoio que os colegas nos ofertam com a maior boa vontade. participar de tudo isso. Seria o mesmo que dispor da tecnologia certa para produzir um pão de excelente qualidade. bem no âmago da nossa alma.

desde a honestidade de propósitos – uma honestidade fundamentalista – até o cuidado extremado de não fazer nenhum tipo de doutrinação. saiba que é preferível perder o nobre metal a perder um amigo. maduros e honestos ao realizar negócios.40 6) SERIEDADE SUPERLATIVA YÔGA A SÉRIO Ao travar contato com a Nossa Cultura. Essa seriedade manifesta-se em todos os níveis. quanto no trabalho. ao cultivar a elegância e . Devemos mostrar-nos profundamente responsáveis. não se encontra tal cuidado na maior parte das demais modalidades de aprimoramento pessoal. Fazemos questão absoluta de que nossos instrutores e alunos sejam rigorosamente éticos em todas as suas atitudes. Em se tratando de dinheiro. nem promessas de terapia. na família e em todas as circunstâncias da vida. nas relações afetivas. ao buscar aprimoramento em boas maneiras. Devemos lembrarnos de que. tanto no nosso círculo cultural. ao fazer declarações. somos representantes do Yôga Antigo e a opinião pública julgará a validade da proposta a partir do nosso comportamento e imagem. ou perder o bom nome. nem proselitismo. mesmo enquanto alunos. linguagem e procedimentos. uma das primeiras impressões observadas pelos estudiosos é a superlativa seriedade que se percebe nos nossos textos. ao evitar conflitos. Definitivamente. ou perder a classe.

No entanto. Lutar com galhardia em defesa da justiça e da verdade é um atributo dos corajosos. 7) ALEGRIA SINCERA Seriedade e alegria não são mutuamente excludentes. Se o Yôga traz felicidade. seriíssima dentro dos preceitos comportamentais que regem a vida em sociedade. administre sua alegria para que não passe dos limites e não agrida os demais. Fugir à luta seria a mais desprezível covardia. Um praticante de Yôga sem alegria é inconcebível. A alegria é saudável e nos predispõe a uma vida longa e feliz. Você pode ser uma pessoa contagiantemente alegre e.DeROSE 41 a fidalguia. Pode até salvar casamentos. especialmente quando tivermos a obrigação moral de defender corajosamente nossos direitos e aquilo ou aqueles em que acreditamos. o sorriso e o comportamento descontraído são suas conseqüências inevitáveis. A alegria esculpe nossa fisionomia para que denote mais juventude e simpatia. sem ela. A alegria cativa e abre portas que. ao mesmo tempo. nos custariam mais esforço. lutar com elegância e dignidade é algo que poucos conseguem conquistar. A alegria pode conquistar amigos sinceros e preservar as amizades antigas. O mundo espera de nós um modelo de equilíbrio. Algumas pes- . Contudo.

colega ou companheiro. Nesse caso. lealdade ao Mestre. Há circunstâncias em que mudar faz parte da evolução e pode constituir a solução de um problema de estagnação. pessoa amada. não se trata de instabilidade emocional. Leal quando todos os demais já deixaram de sê-lo. tem como um dos seus atributos a renovação. indelicadas e invasivas. . O próprio Shiva. obviamente. Simbolicamente. lealdade ao seu tipo de Yôga. somos leais mesmo aos nossos objetos e à nossa casa. Leal quando todas as evidências apontam contra o seu ente querido. não há nada mais nobre que a lealdade. 8) LEALDADE INQUEBRANTÁVEL Lealdade aos ideais. Esse. ao evitar a substituição e a mudança pelo simples impulso de variar (Yôga chitta vritti nirôdhah). especialmente numa época em que tão poucos preservam essa virtude. lealdade aos amigos. procurando preservá-los e cultivar a estabilidade. No SwáSthya valorizamos até a lealdade aos clientes e aos fornecedores. mas você não teme comprometer-se e mantém-se leal até o fim. não é o caso do swáSthya yôgin. são também característica marcante do Yôga Antigo. Realmente.42 YÔGA A SÉRIO soas quando ficam alegres tornam-se ruidosas. Não há nada mais lindo que ser leal. é claro. criador do Yôga.

Retribuição ética de energia. muitas vezes.DeROSE II. Por exemplo: pújá pronuncia-se “púdja”. Denomina-se ádi (seguido de palavra iniciada por vogal o i se transforma em y. Entretanto. swa. Física). e yôganidrá pronuncia-se “yôganídra”. manasika e gupta ashtánga sádhana. O acento indica apenas onde está a sílaba longa. para alunos graduados. após a sistematização. yôganidrá 8. mas ocorre que. Vocalização de sons e ultra-sons. Atividade de purificação das mucosas. somente acessíveis a instrutores de Yôga. pránáyáma 5. se você não se identifica com esta forma mais completa. Depois virão mahá. existe a opção denominada Prática Heterodoxa. Técnica corporal (não tem nada a ver com Ed. Concentração. samyama Gesto reflexológico feito com as mãos. em oito partes. ády). kriyá 6. O SwáSthya Yôga mais autêntico é o ortodoxo. ásana 7. mudrá 2. Existem vários tipos de ashtánga sádhana. pújá 5 3. A estrutura acima é a primeira que o praticante aprende. no qual cada prática é constituída pelas oito partes seguintes: 1. Técnica de descontração. meditação e samádhi. O segundo tipo é o viparíta ashtánga sádhana. a tônica está noutro lugar. mantra 4. 5 . Expansão da bioenergia através de respiratórios. PRÁTICA ORTODOXA 43 SwáSthya Yôga é o próprio tronco de Yôga PréClássico.

ministrar um sádhana exclusivamente de ásana. A estrutura de cada prática é determinada pelo instrutor que a ministra. de preferência. Portanto. utilizar todos os angas. duas vezes por semana. Dessa maneira. na aplicação desta alternativa o instrutor deverá. Todavia. ou de yôganidrá. por exemplo. deste capítulo (Características do SwáSthya) e desde que haja uma orientação generalizada de acordo com a filosofia que preconizamos. Ou pode combinar alguns deles à sua vontade. terá proporcionado aos alunos a experimentação e os resultados de todos os oito angas. etc. a sessão pode ser constituída por um só anga. nas diversas aulas que ministrar durante o mês. ou de samyama. dois deles ou quantos o ministrante quiser utilizar. O ideal é que o instrutor não adote somente a versão heterodoxa e sim que a combine com a ortodoxa. PRÁTICA HETERODOXA Esta variedade é totalmente flexível. ou de pránáyáma. desde que obedeça às demais características do método mencionadas no subtítulo I. lecionando.44 YÔGA A SÉRIO III. uma com a primeira e outra com a segunda modalidade de prática. Pode. . por exemplo. e na ordem que melhor lhe aprouver. ou de mantra. conquanto possa fazê-lo em ocasiões diferentes e com intensidades variáveis. Ainda assim pode ser SwáSthya Yôga.

tem a finalidade de desesclerosar os canais para que o prána possa circular. conecta seu plug no compartimento certo do inconsciente coletivo e liga a corrente. estabelecendo uma expressiva troca de energias entre o discípulo e o Mestre. 3) mantra (vaikharí mantra: kirtan e japa) A vibração dos ultra-sons que acompanham o "vácuo" das vocalizações. ajuda o praticante a conseguir um estado de receptividade superlativa. seleciona um comprimento de onda adequado a esta modalidade de Yôga. ANÁLISE DOS OITO ANGAS QUE CONSTITUEM A PRÁTICA ORTODOXA 1) mudrá É o gesto ou selo que. Temos mais de 100 mudrás codificados no livro Tratado de Yôga.DeROSE 45 Já para os exames de habilitação de instrutores perante a Universidade Internacional de Yôga e pelas Federações Estaduais só é aceita a versão ortodoxa. Mesmo os que não são sensitivos podem entrar em estados alfa e théta já nesta introdução. 2) pújá (manasika pújá) É a técnica que estabelece uma perfeita sintonia do sádhaka com o arquétipo desta linhagem. Prána é o nome genérico da bio- . Com isso. neste caso do ády ashtánga sádhana. reflexologicamente.

antes do pránáyáma. 6) ásana Esta é a parte mais conhecida e característica do Yôga para o público leigo.46 YÔGA A SÉRIO energia. saguna e nirguna mantras. Em se tratando de Yôga. Por isso. vaikharí e manasika. Utilizamos mais de 100 mantras. que têm a finalidade de auxiliar a limpeza do organismo. 5) kriyá São atividades de purificação das mucosas. pode resultar inócuo ou até prejudicial. São os procedimentos orgânicos que produzem efeitos extraordinários em termos de . E também a fim de distribuí-lo entre os milhares de chakras que temos espalhados por todo o corpo. 4) pránáyáma (swara pránáyáma) São exercícios respiratórios que bombeiam o prána para que circule pelas nádís e vitalize todo o organismo. na área energética. secreções internas mal eliminadas e emoções intoxicantes. agora no nível orgânico. Não é ginástica e não tem nada a ver com Educação Física. Bombear aquela energia por dutos obstruídos pelos detritos decorrentes de maus hábitos alimentares. procedemos à prévia limpeza dos canais. O SwáSthya Yôga utiliza centenas de mantras: kirtan e japa. só se deve proceder às técnicas corporais após o cuidado de limpar o corpo por meio dos kriyás. Utilizamos 58 exercícios respiratórios diferentes. Somente depois dessa limpeza é que se pode fazer pránáyáma. Utilizamos 6 kriyás clássicos.

flexibilidade. musculatura. Mas atenção: yôganidrá não tem nada a ver com o shavásana do Hatha Yôga. etc. O yôganidrá aplica não apenas a melhor posição para relaxar. isto é. de cor. de respiração. Essa ciência se chama yôganidrá e ela não consta do currículo do Hatha Yôga. . Aplicamos milhares de ásanas. Por isso alguns instrutores de Hatha Yôga censuram o uso de música ou de indução verbal do ministrante durante o relaxamento. em seqüência. Para aproveitar ao máximo seu potencial. A eles. numa só sentada (etimologicamente. de indução verbal. equilíbrio de peso e saúde em geral. Os efeitos dos ásanas começam a se manifestar a partir do yôganidrá. 7) yôganidrá É a descontração que auxilia o yôgin na assimilação e manifestação dos efeitos produzidos por todos os angas. mas não é a ciência do relaxamento em si.DeROSE 47 boa forma. soma os próprios efeitos de uma boa recuperação muscular e nervosa. o melhor tipo de som. como o nome já diz. pránáyámas. dos quais. praticados juntos. etc. de iluminação. é apenas um ásana. em que se relaxa. mas também a melhor inclinação em relação à gravidade. os ásanas devem ser precedidos pelos kriyás.000 fotos constam do livro Tratado de Yôga. Shavásana. mais de 2. de perfume. 8) samyama Essa técnica compreende concentração. meditação e samádhi "ao mesmo tempo". uma posição.

Se o praticante vai fazer apenas concentração. É uma forma menos pretensiosa. isso dependerá exclusivamente do seu adiantamento pessoal. chegar à meditação ou atingir o samádhi. será bem avançada em comparação com qualquer outro tipo de Yôga. como este conjunto de oito feixes de técnicas que acabamos de analisar e que constitui a fase inicial do nosso método. também é correto denominar o oitavo anga de dhyána. mesmo uma prática de SwáSthya Yôga considerada para iniciantes. já se prevendo a possibilidade de atingir um sabíja samádhi. que significa meditação.48 YÔGA A SÉRIO samyama pode significar ir junto). Portanto. Assim. Instrutora Virgínia Barbosa .

em número homologado de 108.a ALGUNS DOS 108 TIPOS DE YÔGA No Yôga. Tantra e Brahmácharya também são opostos entre si. Brahmácharya-Sámkhya (Yôga Clássico – século III a.).C. pois o Sámkhya é naturalista. temos quatro grandes linhagens que são: Tantra-Sámkhya (Yôga Pré-Clássico – mais de 5. pois o Tantra é matriarcal. Cada linhagem possui uma fundamentação filosófica (Sámkhya ou Vêdánta) e uma fundamentação comportamental (Tantra ou Brahmácharya). Brahmácharya-Vêdánta (Yôga Medieval – século VIII d. enquanto que o Brahmácharya é patriarcal.C. não se devem misturar tipos de Yôga uns com os outros. Por isso. enquanto que o Vêdánta é espiritualista. e Tantra-Vêdánta (Yôga Contemporâneo – séculos XIX e XX).). e em que proporção. são como fórmulas ou receitas. . Sámkhya e Vêdánta são filosoficamente opostos entre si. que determinam quais as técnicas empregadas por cada modalidade. Já os ramos. sensorial e desrepressor.000 anos). antisensorial e respressor.

ásana. Trata-se de uma das divisões mais ancestrais. pránáyáma) com o que codificou-se o Yôga Clássico. etc. . O YÔGA DEVOCIONAL Bhakti significa devoção. dháraná (concentração mental). Consiste em quatro partes ou angas: pratyáhára (abstração dos sentidos). ásana. o Sol. niyama. RÁJA YÔGA. O YÔGA MENTAL Rája significa real (dos reis). as Árvores. os Rios. em torno do terceiro século antes de Cristo. Física. a estas quatro técnicas foi acrescentada uma introdução constituída por outras quatro (yama. BHAKTI YÔGA. Só utiliza um anga.50 YÔGA A SÉRIO ÁSANA YÔGA Ásana significa técnica corporal ou psico-orgânica. no entanto. O Bhakti Yôga pré-clássico consiste em cultuar as forças da Natureza. O Yôga devocional não é forçosamente espiritualista. Em suas origens préclássicas. nem relação alguma com Ed. dhyána (meditação) e samádhi (hiperconsciência). Trata-se de um ramo dedicado exclusivamente à relação entre o psiquismo e o funcionamento dos órgãos internos. Posteriormente. não tem nenhuma semelhança com ginástica. sua fundamentação era naturalista e na região em que floresceu não foram encontradas evidências da existência de religiões institucionalizadas. a Lua.

JÑÁNA YÔGA. ao trabalho. O YÔGA DA AÇÃO DESINTERESSADA Karma significa ação. DOMÍNIO DO SOM E DO ULTRA-SOM Mantra significa vocalização. até que não haja mais nenhum elemento que possa ser separado do Self e analisado. Por certo. todo o seu poder e sabedoria fluem diretamente para a consciência do praticante. O YÔGA DO AUTOCONHECIMENTO Jñána significa conhecimento. o praticante terá encontrado a Mônada. recompensas ou reconhecimento. A intenção neste tipo de Yôga é dissolver a personalidade. tal dinâmica em princípio não visa a benefícios pessoais. ao ser dissolvida a barreira da personam. ou o Ser. É um Yôga que induz à ação. LAYÁ YÔGA. Trata-se de um ramo de Yôga que pretende alcançar a meta através da resso- . ou seja. à realização. MANTRA YÔGA. Sua vertente medieval passou a ter conotações da filosofia Vêdánta.DeROSE 51 KARMA YÔGA. Como o Self ou Mônada é o próprio Absoluto que habita em cada ser vivente. O método dessa modalidade consiste em meditar na resposta que o seu psiquismo elaborar para a pergunta “quem sou eu?”. Nesse ponto. eliminar a barreira que existe entre o ego e o Self. quando na verdade a proposta é impelir à ação. o que lhe conferiu um ar de “ação desinteressada”. O YÔGA DAS PARANORMALIDADES Layá significa dissolução.

Layá . encordoamento (de um instrumento musical). conduzindo-os a um pleno despertar. tudo. satisfação. que descreveremos mais para frente. família. riqueza.52 YÔGA A SÉRIO nância transmitida aos centros de energia do próprio corpo. prosperidade. pois possui o gérmen do que. QUE COMPREENDE TODOS OS OITO ANTERIORES SwáSthya significa auto-suficiência. existe uma outra modalidade especializada no despertamento dessa força colossal: é o Kundaliní Yôga. plantas. meio ambiente. Ensina como relacionar-se consigo mesmo. Como conseqüência. Jñána Yôga. a consciência aumenta e o praticante atinge o samádhi. deu origem aos oito ramos mais antigos (Ásana Yôga. SWÁSTHYA YÔGA. Tantra Yôga enfatiza o trabalho sobre a kundaliní. saúde. O YÔGA DA SENSORIALIDADE Tantra significa. bem-estar. a maneira correta de fazer qualquer coisa. autoridade. TANTRA YÔGA. É a via do aprimoramento e evolução interior através do prazer. Pretende atingir a meta mediante o reforço e canalização da libido. O YÔGA DE RAÍZES PRÉCLÁSSICAS. contudo. enfim. com os outros seres humanos. Rája Yôga. conforto. Bhakti Yôga. É baseado em raízes muito antigas (Tantra-Sámkhya) e por isso é tão completo. entre outros sentidos. Karma Yôga. Também trata de tudo o que se refira à sensorialidade. séculos mais tarde. animais.

culminando num estado alterado da consciência denominado samádhi.000 anos. O YÔGA DO PODER Kundaliní significa aquela que tem a aparência de uma serpente. pránáyáma (respiratórios). UMA VARIEDADE DE RÁJA YÔGA MEDIEVAL. sofreu influência do Cristianismo e passou a ser exercido como um híbrido de religião cristã. KUNDALINÍ YÔGA. que é a meta do Yôga. Na verdade. SUDDHA RÁJA YÔGA. Mantra Yôga e Tantra Yôga). Trata-se da sistematização do Dakshinacharatantrika-Niríshwarasámkhya Yôga. pújá (sintonização com o arquétipo).DeROSE 53 Yôga. um proto-Yôga integrado de origens dravídicas com mais de 5. É um tipo de Yôga que visa ao despertamento da energia que leva o seu nome (kundaliní). Consiste em mantras e meditação. Atualmente é difícil de ser encontrado no Brasil. Essa energia está situada no períneo e tem relação direta com a sexualidade. Seu despertamento e ascensão pela medula espinhal até o cérebro produz uma constelação de paranormalidades. Aqui no Brasil. que são: mudrá (linguagem gestual). meditação e outras técnicas mais profundas). não apenas esta . yôganidrá (técnica de descontração) e samyama (concentração. mantra (vocalização de sons e ultra-sons). kriyá (purificação das mucosas). ásana (técnica corporal). PESADAMENTE MÍSTICO Suddha significa puro. Sua prática consiste em oito feixes de técnicas.

Há poucas entidades que o representam no Brasil. A maioria o estuda por livros. livro do século III a. AUTO-ESTUDO E AUTO-ENTREGA Kriyá significa atividade.C. O YÔGA QUE CONSISTE EM AUTOSUPERAÇÃO. Editorial Kier. pújá e meditação. Pratica-se muito mantra. mas com o qual manifesta pouca similaridade. SIDDHA YÔGA. Pelo nome. swadhyáya (auto-estudo) e íshwara pranidhana (auto-entrega). Nos Estados Unidos floresceu uma vertente de Kundaliní Yôga. dá a entender que tem parentesco com o Kundaliní Yôga. mas atualmente não se sabe se está ativo. mas todos os tipos autênticos de Yôga trabalham o despertamento da kundaliní. página 70. de Sivánanda. Essa é a úni- . transmitido por adeptos sikhs. Consiste em três niyamas (normas éticas): tapas (autosuperação). No Brasil. O YÔGA DA REVERÊNCIA AO GURU Siddha significa o perfeito. sendo a Bahia e o Rio de Janeiro seus principais redutos. Náda Yôga e Kriyá Yôga. conforme nos diz o Dr. mas a base é mesmo a reverência à personalidade do guru.54 YÔGA A SÉRIO modalidade. O melhor livro é o Tantra Yôga. Sivánanda em seu livro Kundaliní Yôga. Buenos Aires. KRIYÁ YÔGA. Trata-se de um Yôga muito difundido nos Estados Unidos na década de 50. havia um pequeno grupo de Siddha Yôga no Rio de Janeiro. É citado no Yôga Sútra. ou aquele que possui os siddhis (poderes paranormais).

sem fazer mistério. o que se vê no Ocidente são escolas que exploram o célebre nome desse ramo. cultural e artística do praticante. mas sua prática é inviável para o homem moderno devido à lentidão com que seus passos são trilhados. ásana. como algumas pessoas divulgam. COM RESTRIÇÕES SEXUAIS E OUTRAS O Yôga Clássico – ou Ashtánga Yôga – não é o Yôga mais antigo nem o mais completo. como o nome pode sugerir por associações com os alimentos integrais. YÔGA CLÁSSICO. O mais antigo e completo é o PréClássico. que defendia o desejo de que “o Yôga cesse de parecer alguma coisa mística e anormal que não tenha relações com os processos comuns da energia terrena”. UM YÔGA ÁRIDO E DURO. O Yôga Clássico tem um nome forte. pránáyáma. O Yôga Clássico é constituído por oito partes ou angas que são: yama. niyama. Por isso. Foi criado por Sri Aurobindo.DeROSE 55 ca obra que ensina abertamente o Kriyá Yôga. . O YÔGA DE INTEGRAÇÃO NAS ATIVIDADES DO DIA-A-DIA É chamado Yôga Integral não por ser mais integral que os outros. mas na prática ensinam Hatha Yôga. pratyáhára. YÔGA INTEGRAL. dháraná. A prática é tão restritiva e árida que ninguém pagaria para receber esse tipo de aprendizado. Denomina-se assim porque sua proposta é integrar-se na vida profissional.

da Editora Nobel. violência. pránáyáma). ciência da saúde perfeita. hoje está sobejamente suplantado pelo SwáSthya Yôga. No Brasil. No Brasil.000 anos depois da origem do Yôga primitivo! É constituído pelos quatro angas iniciais do Ashtánga Yôga (yama. niyama. Outras técnicas podem ser agregadas. é considerado um Yôga moderno. mudrás e kriyás. e não o poético “SolLua”. mas não forçosamente. A meditação não faz parte e não deve ser incluída numa prática de Hatha. Trata-se de uma vertente medieval. fundada no século XI da era Cristã. contudo. . surgido mais de 4. O melhor livro já publicado em português sobre o tema foi Hatha Yóga. samádhi. tais como bandhas. o melhor livro é o Yôga Sútra de Pátañjali. ásana. O YÔGA FÍSICO Hatha significa força. ficando na prática restrito apenas a ásana (técnicas corporais) e pránáyáma (respiratórios).56 YÔGA A SÉRIO dhyána. HATHA YÔGA. portanto. Já foi o Yôga mais popular no Ocidente. nos estabelecimentos de Yoga os dois primeiros angas não são ensinados. como declaram alguns livros. de Caio Miranda.

Nossos alunos e leitores são pessoas cultas. Todas as afirmações aureoladas como verdades. declara laconicamente: Não acredite. sofreram as distorções de cultura. lidas e viajadas. transmitida pela pessoa mais sincera. Em suma. dependendo do observador. nosso Axioma Número Um. Isso é uma verdadeira vacina contra seitas. nem nas notícias que chegam pelos jornais. neuroses e interesses dos que as aceitam como reais. Não acredite na informação mais honesta. Porque todas as “verdades” são relativas a uma ótica particular. sejam elas de cunho espiritual. . Pleno de coerência.a NADA DE MISTICISMO OU SECTARISMO Desaprovamos o sectarismo porque ele compromete o senso crítico. pois até essa sofreu distorção. Não acredite em mim e não acredite no que fala contra mim. pessoas amadurecidas e lúcidas. a capacidade de julgamento e a liberdade de ação do indivíduo. educadas. político ou qualquer outro. Não acredite na propaganda.

bastou morrer. torna nossa proposta cultural protegida contra qualquer eventual tendência ao equívoco. de quem quer que seja. Também por isso não somos ovelhas. seus discípulos fizeram da sua filosofia uma religião. nem negras. Não queremos entre os nossos a síndrome de rebanho. O fato de não professarmos nenhum credo. não preconizarmos nenhuma terapia. É preciso saber pensar livremente. quando na extinta União Soviética a religião foi proibida. na minha modesta opinião. pois não admitimos sequer ser ovelhas. o ser humano carrega em seu código genético um erro de projeto que o induz criar religiões. Costumamos dizer que não somos nem mesmo ovelhas negras. não oferecermos nenhum benefício. Só pode ser erro de projeto. As pessoas são assim. Não estou criticando as religiões. imediatamente substituiu-a o culto a Stalin. Refirome ao fato de que. não são o nosso público. . pois não estamos contestando a forma de viver dos outros. seitas. Pessoas suscetíveis a aceitar catequese. Livre pensar não é sinônimo de questionar compulsivamente. Estou apenas exercendo a observação de uma tendência de toda a Humanidade. Somos adeptos da diversidade de opções e da liberdade de escolha. Por isso.58 YÔGA A SÉRIO Doutrinação não funciona para a nossa proposta. Assim foi com Buddha que pregou uma antireligião e. Não me entenda mal. mesmo sob os protestos do objeto do seu culto. precisam cultuar alguma coisa ou pessoa. fundamentalismos e fanatismos.

entre outras coisas. cujo site na internet não venda . mas declaro abertamente preferir que procurem o nosso método por vocação de praticar um Yôga autêntico e não buscando benefícios pessoais. mantém poucos alunos por classe e exerce processo seletivo de admissão. Não nego que eles existam. Os diferenciais não param por aí. nenhuma das duas. seletiva e elitista. acusam a Universidade de Yôga de ter uma política de democratização excessiva pela grande difusão que faz do Yôga. seja o único que seleciona os candidatos. poucos alunos por turma. é uma coisa ou outra? Na verdade. Por esse motivo. Então. Afinal. usando os mesmos estereótipos aplicáveis às demais correntes. Zen? Nem pensar! Nossos alunos e instrutores se ofendem com tal apodo. e por outro lado acusam-na de ser muito fechada. Afinal.DeROSE 59 UM NOVO CONCEITO A Universidade de Yôga é uma escola de Yôga diferente de todas as outras: é difícil de entrar. A escola que fundei. Nosso trabalho é diferente. não acene com benefícios. não dá para pensar em DeRose. fácil de sair. é também a única entidade de ensino do Yôga que não trabalha com o foco nos benefícios. Um sistema que adote salas pequenas. Ao mesmo tempo. os que não compreendem o nosso posicionamento fazem críticas mutuamente contraditórias e que se anulam umas às outras. o Yôga é classificado como filosofia e não como terapia. que está no ensino do Yôga há quase meio século.

todos os interessados ganham grátis um livro ou CD-ROM para seu esclarecimento. Quando os demais profissionais do Yôga e da Yóga se declaram concorrentes da Uni-Yôga estão cometendo um erro crasso. como qualquer universidade. pois nosso método está aberto a pessoas de todos os sexos. Isso não significa que recusemos quem tiver mais idade. Conclusão: nosso trabalho é o mais profissional. credos. qualquer que seja o seu ADN (Antiga Data de Nascimento)! O fato é que ninguém fica sem ser atendido. . Também não defendo postura elitista alguma.60 YÔGA A SÉRIO nada e ainda permita free download de vários livros. como os melhores cursos profissionalizantes. MP3 e webclasses tudo gratuito. porém o menos comercial. direciona sua divulgação ao público jovem. Cerca de 10% dos nossos alunos estão na faixa dos 50 aos 60 anos. nem pode ter uma política de popularização. não é concorrente. A Uni-Yôga. Você pode praticar conosco. não pode ser considerada comercial. etnias e nacionalidades. sim. sem dúvida. É que a Universidade de Yôga não trabalha com o mesmo público. pois esse é o que melhor se ajusta à sua estrutura e. Independentemente de qualquer pagamento. nem tem o mesmo escopo. tem o direito de realizar um processo seletivo antes de aceitar a matrícula dos candidatos. logo.

não têm nenhum vínculo jurídico.uni-yoga. www.DeROSE 61 Atualmente. Então o que eu. mas colegas e parceiros. SÓ TENHO UMA ESCOLA. Yoga. mas logo verifiquei que não era adequado para a minha proposta e nunca mais quis saber de franchising. Trata-se de um acordo de cavalheiros. Essas entidades autônomas não pagam nada ao DeRose. Eu não trabalho com franquia 6 . Logo. o qual beneficia o nome. . federações) são todas autônomas e cada qual tem o seu proprietário. não somos concorrentes. associações. Os credenciados nos proporcionam um trabalho sério. em retribuição têm o direito de usar nos seus produtos a mesma marca.org é o website de referência do Yôga e indica os endereços de cerca de mil instrutores de diversas linhas de Yôga. diretor ou presidente. E NÃO COBRO ROYALTIES As Unidades Credenciadas ao meu método (escolas. trabalhando lado a lado. que é muito respeitada no Brasil e 6 Há vinte anos experimentei o sistema de franquia. Ióga e Ioga. que não fazem parte da Uni-Yôga. comercial ou trabalhista com o DeRose. administrativo. Utilizo o sistema de credenciamento de entidades autônomas. NÃO TRABALHO COM FRANQUIA. ganho com isso? Dignidade e um bom nome valem mais do que dinheiro. Yóga. DeRose. embora com objetivos diferentes e públicos distintos. espaços culturais. fiscal.

pois podem baixar esse material didático gratuitamente do nosso website. . associações. núcleos. que estudam pela internet. Isso representa um exército que se for bem orientado pode prestar inestimáveis serviços à comunidade. pelos meus livros. Levam o nome DeRose as entidades (escolas. Considerando apenas os alunos formalmente matriculados. Eu só tenho uma sede. 2000. Nem por isso alguém acha que são filiais ou franquias da professora Maria Montessori.62 YÔGA A SÉRIO principalmente fora dele. É como a rede mundial de escolas Montessori. Poderíamos construir um hospital ou uma escola todos os anos! Mas logo percebi que. AÇÕES SOCIAIS E FILANTROPIA Tempos atrás tive uma idéia. São milhares. e mais de um milhão de alunos informais à distância. vídeos e CDs sem pagar nada. na Alameda Jaú. federações) que reconhecem a importância da nossa obra e que acatam a metodologia proposta por nós. espaços culturais. Isso gera um círculo virtuoso que acaba beneficiando a todos e estimulando a opinião pública a buscar o ensinamento da Nossa Cultura em estabelecimentos sérios e em bons livros. Nossa instituição conta com mais de cinqüenta mil alunos matriculados nas escolas ou associações credenciadas. em São Paulo. se cada um doasse um real por mês poderíamos construir várias casas populares todos os meses para as populações carentes.

nossos alunos começam a tomar iniciativa própria de efetuar donativos. tive o privilégio de receber o título de Membro Honorário do Rotary. o que nos valeu uma medalha dessa entidade.DeROSE 63 embora lindo. Passei a encorajar nossos voluntários a que se engajassem em todas as campanhas nacionais. curiosamente. esse ideal poderia me vulnerabilizar por envolver dinheiro. a Unicef não se interessou. No Brasil. bem como visitar orfanatos. asilos e outras instituições para auxiliar no que for possível. tais como a Campanha do Agasalho. terei a oportunidade de servir bem melhor à comunidade. Natal sem Fome e a ajuda voluntária a entidades de assistência do seu bairro e da sua cidade. estaduais e municipais. mas conseguimos uma participação relevante nas ações sociais que já existem. . Em Portugal. Junto a ele. AULAS GRÁTIS ABERTAS AO PÚBLICO Paralelamente ao trabalho realizado pela Universidade de Yôga em suas dependências. Em 2007. Então optei por outra forma de ajudar os desvalidos. jardins e praias em várias cidades do Brasil e em diversos outros países pelos quais o nosso método se difundiu. Assim. Cultivando o instinto de ajudar. não mexemos com dinheiro. nossas escolas destinam uma parte da mensalidade de cada aluno para a Unicef da União Européia. Não tem importância. mantemos práticas gratuitas e abertas a todos em parques. Ajudaremos a outras instituições.

Pintura. Aí o interlocutor nos olha com uma indisfarçável perplexidade de quem acabou de despertar e. Para que ele consiga entender – mais ou menos – o que estamos dizendo. Capoeira. ao usar a palavra mágica “Yôga”. nada! Apesar disso. ou Pintura. não conseguisse absorver as informações corretamente. Golfe ou Ginástica Olímpica. Como pode. Ou seja.64 YÔGA A SÉRIO UMA QUESTÃO DE PARADIGMA Com quase 50 anos de trabalho nesta área de ensino. menos Yôga. Violino. cheguei à conclusão de que quando usamos o termo “Yôga”. ou Escultura? O objetivo Yôga não é “servir” para alguma . Aikidô. percebe que estava sendo preconceituoso nas suas interpretações anteriores. Isso ocorre quando alguém pergunta: “Mas o que é o Yôga?” Ora. ou Dança de salão. se for inteligente. as pessoas entendem qualquer coisa. Escultura. alguém perguntaria o que é Golfe? No entanto. precisamos pedir que substitua a palavra Yôga por outra como Ballet. como um HD mal programado. jornais e emissoras de televisão? “Para que serve o Yôga?” Alguém perguntaria para que serve Tênis. as pessoas sabem tanto sobre esse esporte quanto sabem sobre a nossa arte. ninguém pergunta o que é Golfe. então. tanta gente perguntar sistematicamente o que é o Yôga se há mais de meio século esse tema está sendo abordado em todas as revistas. É como se. o usuário disponibilizasse um drive defeituoso para ler o arquivo e.

arte ou modalidade esportiva e percebemos que o “drive” estava mesmo defeituoso e leu errado o conteúdo do arquivo.DeROSE 65 coisa a fim de que as pessoas o pratiquem. ninguém se melindra caso alguém declare que Ginástica Olímpica é para gente jovem. as mesmas atitudes são admiradas e elogiadas como exemplos de seriedade. O Mestre de Capoeira é respeitado em seu título. A disciplina e a reverência observadas em uma escola de Aikidô são muito semelhantes às que se preconizam em uma escola de Yôga. Mas sendo ambiente de Yôga. mas apenas que não direcionamos o nosso trabalho à terceira idade). pessoas essas que recusam-se petulantemente a lhe conceder o mesmo tratamento que confeririam a um Mestre de Jangada ou a um Mestre de Xadrez. No âmbito das artes marciais. seu grau legitimamente conquistado. . se substituirmos a palavra Yôga. Contudo. O Yôga é bem mais do que isso. Fenômeno idêntico se verifica quando este ou aquele indigna-se ao ler que o Yôga é para gente jovem (note bem: eu não insinuei que os mais velhos estivessem impedidos de praticar. mas o Mestre de Yôga tem que amargar as insolências de certas pessoas que se sentem incomodadas com o nome da sua profissão. tais atitudes são tachadas de misticismo. ordem e bom comportamento. ao contrário. Basta substituir a palavra Yôga pelo nome de alguma outra filosofia.

Nós entendemos por Yôga toda uma cultura muito mais abarcante. na alimentação e nos hábitos de vida. Então. quando aludimos ao Yôga. não estamos nos referindo à mesma coisa que nosso interlocutor está escutando. zen e tudo o que o Yôga não é. aprimoramento pessoal e evolução interior. As pessoas entendem por Yôga algo que o consumidor faz dentro da sala de uma academia: uns respiratórios. . religião. na arte.. aí o jornalista não escreve nada do que o entrevistado declarou e completa as lacunas por conta própria com os lugares-comuns que o editor-chefe lhe incumbira. terapia. umas técnicas esdrúxulas. Quer que respondamos perguntas sobre amenidades. bem. no esporte. Quando começamos a dissertar sobre o fascinante e expressivo universo do Yôga como uma cultura abrangente que está arrebatando o interesse de milhões de jovens em tantos países. nas relações afetivas. então. que inclui tudo o que façamos no trabalho.66 YÔGA A SÉRIO Uma das circunstâncias mais surrealistas é quando a Imprensa vem nos entrevistar sobre Yôga e não nos deixa falar de Yôga.. misticismo. Assim sendo. nos estudos. se as pessoas percebem por Yôga outra coisa. uns relaxamentos. mas que a população não compreende dessa forma? Decidimos denominar essa filosofia de “A Nossa Cultura”. proporcionando refinamento. celulite. a solução é evitar esse termo para minimizar os mal-entendidos. no relacionamento social. De que chamar. isso que nós chamamos de Yôga.

a primeira entidade a congregar instrutores e escolas de todas as modalidades de Yôga. Ainda em 82. Em 1982. Desde então. a União cresceu muito e conta hoje com centenas de escolas. publicou o primeiro livro (Prontuário de Yôga Antigo). A partir da década de setenta. Foi a União Nacional de Yôga que desencadeou o movimento de união. Em 1978 DeRose liderou a campanha pela criação e divulgação do Primeiro Projeto de Lei visando à Regulamentação da Profissão de Professor de Yôga. introduziu os Cursos de Extensão Universitária para a Formação de Instrutores de Yôga em praticamente todas as Universidades Federais. Em 1964 fundou o Instituto Brasileiro de Yôga. Em 1969. o qual despertou viva movimentação e acalorados debates de Norte a Sul do país. Em 1980. realizou o Primeiro Congresso Brasileiro de Yôga. pela Mestra Chiang Sing e por outras autoridades. praticamente no Brasil todo. o Guia .DeROSE Em 1960 DeRose começou a lecionar numa conhecida sociedade filosófica. que foi elogiado pelo próprio Ravi Shankar. Em 1975. e ainda em outros países das Américas e Europa. encontrou o apoio para fundar a União Nacional de Yôga. sem discriminação. Estaduais e Católicas. ética e respeito mútuo entre os profissionais dessa área de ensino. lançou o primeiro livro voltado especialmente para a orientação de instrutores. começou a ministrar cursos na própria Índia e a lecionar para instrutores de Yôga na Europa. já consagrado como um professor sincero.

fundou a Primeira Universidade de Yôga do Brasil e a Universidade Internacional de Yôga em Portugal. completando 20 anos de viagens à Índia. Desafortunadamente. em 2006. DeRose recebendo a Medalha da Paz. a mais importante obra do Yôga Clássico. e a primeira tradução do Yôga Sútra de Pátañjali. da ONU Brasil. DeRose. já feita por professor de Yôga brasileiro.68 YÔGA A SÉRIO do Instrutor de Yôga. . mais tornava-se alvo de uma perseguição impiedosa movida pelos concorrentes invejosos que sentiam-se prejudicados com a campanha de esclarecimento movida pelo Prof. Em 1997. quanto mais sobressaía. Em 1994. DeRose lançou os alicerces do Conselho Federal de Yôga e do Sindicato Nacional dos Profissionais de Yôga.

Rotary. Governo do Estado. agora pela Academia Brasileira de Arte. recebeu o grau de Cavaleiro. Polícia Militar. Comemorando 40 anos de carreira no ano 2000. Câmara Municipal. de Lisboa (Portugal). pela Ordem dos Nobres Cavaleiros de São Paulo. Câmara Brasileira de Cultura. 69 Assembléia Legislativa. Cultura e História. recebeu outro certificado de Mestre em Yôga (não-acadêmico) e Notório Saber em Yôga pela Universidade Estácio de Sá (SC) e mais um título de Comendador. Exército Brasileiro. pela Câmara Municipal de Curitiba (PR). Em 2001 recebeu da Sociedade Brasileira de Educação e Integração a Comenda da Ordem do Mérito de Educação e Integração. pela Universidade de Cruz Alta (RS). da Polícia Militar do Estado de São Paulo. pela Universidade do Porto (Portugal).DeROSE RECONHECIMENTO PELAS INSTITUIÇÕES CULTURAIS E HUMANITÁRIAS. pelas Faculdades Integradas Coração de Jesus (SP). recebeu em 2001 e 2002 o reconhecimento do título de Mestre em Yôga (não-acadêmico) e Notório Saber em Yôga pela FATEA – Faculdades Integradas Teresa d’Ávila (SP). pela Universidade Lusófona. e o Colar de José Bonifácio conferido pela Sociedade Brasileira de Heráldica e Medalhística. . reconhecida pelo Comando do Regimento de Cavalaria Nove de Julho. pela Universidade Estácio de Sá (MG). Em 2004. Ordem dos Parlamentares do Brasil etc. Em 2003.

recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Ordem dos Parlamentares do Brasil. No mesmo ano foi agraciado . recebeu o Diploma do Mérito Histórico e Cultural no grau de Grande Oficial. pela ONU Brasil. outro pela Soberana Ordem D. Em 2006. recebeu o título de Sócio Honorário do Rotary e a medalha Paul Harris da Fundação Rotária do Rotary International. Pedro I.70 YÔGA A SÉRIO Em 2005. em 2007. No mesmo ano. outro pela Câmara Brasileira de Cultura. Em 2007. recebeu a Medalha Tiradentes pela Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro e a Medalha da Paz. Foi nomeado Conselheiro da Ordem dos Parlamentares do Brasil. DeRose recebendo a Medalha Marechal Falconière. outro pela Universidade Livre da Potencialidade Humana e outro pela Faculdade de Artes do Paraná.

foi agraciado pelo Governador do Estado de São Paulo . Nesse mesmo ano recebeu a Cruz Acadêmica da Federação das Academias de Letras e Artes do Estado de São Paulo “por ações meritórias e enaltecedoras ao desenvolvimento da Nação”. No Dia Estadual do Yôga.DeROSE 71 com a Medalha Internacional dos Veteranos das Nações Unidas e dos Estados Americanos. Em março. Em 2008 recebeu a Láurea D. João VI em comemoração pelos 200 anos da Abertura dos Portos. Em 30 de janeiro de 2007. em 2007. 18 de fevereiro. recebeu da Câmara Municipal o título de Cidadão Paulistano. recebeu Moção de Votos de Júbilo e Congratulações da Câmara Municipal de São Paulo (RDS 3059/2006). das Nações Unidas). DeRose recebendo a Medalha da OEA (Organização dos Estados Americanos. das mãos do Coronel Lemos.

72

YÔGA A SÉRIO

com o Diploma Omnium Horarum Homo, da Defesa Civil. Neste ano, recebeu também a Cruz da Paz dos Veteranos da Segunda Guerra Mundial, a Medalha do Mérito da Força Expedicionária Brasileira, a Medalha MMDC pelo Comando da Polícia Militar do Estado de São Paulo, a Medalha do Bicentenário dos Dragões da Independência do Exército Brasileiro e a Medalha da Justiça Militar da União.

DeRose no Museu da Marinha do Brasil, recebendo a Láurea D. João VI em comemoração pelos 200 anos da Abertura dos Portos, em 2008.

Por lei estadual, a data do aniversário do Mestre DeRose, 18 de fevereiro, foi instituída como o Dia do Yôga em DOZE ESTADOS: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Goiás, Piauí. E mais o Distrito Federal.

DeROSE

73

Atualmente, DeRose comemora 25 livros escritos, publicados em vários países e mais de um milhão de exemplares vendidos. Por sua postura avessa ao mercantilismo, conseguiu o que nenhum autor obtivera antes do seu editor: a autorização para permitir free download de vários dos seus livros pela internet em português, espanhol, alemão e italiano, bem como MP3, sem ônus, dos CDs de prática e disponibilizou dezenas de webclasses gratuitamente no site www.Uni-Yoga.org, site esse que não vende nada.

Na Câmara Municipal de São Paulo, DeRose recebeu o título de Cidadão Paulistano no Dia Estadual do Yôga, 18 de fevereiro de 2008. Na foto, da esquerda para a Direita, o Presidente do Rotary São Paulo Morumbi, Dr. Gianpaolo Fabiano; o Deputado Dr. Dennys Serrano; o Vereador José Rolim; o Comendador DeRose; o Presidente da Associação Brasileira dos Expedicionários das Forças Internacionais de Paz da ONU, Dr. Walter Mello de Vargas; e o Coronel Alvaro Magalhães Porto, Oficial do Estado Maior do Comando Militar do Sudeste.

Todas essas coisas foram precedentes históricos. Isso fez de DeRose o mais citado e, sem dúvida, o mais importante Mestre de Yôga do Brasil, pela energia incansável com que tem divulgado o Yôga nos últimos quase

74

YÔGA A SÉRIO

50 anos em livros, jornais, revistas, rádio, televisão, conferências, cursos, viagens e formação de novos instrutores. Formou mais de 6000 bons instrutores e ajudou a fundar milhares de centros de Yôga, associações profissionais, Federações, Confederações e Sindicatos de Yôga. Hoje tem sua obra expandida por Portugal, Argentina, Chile, Espanha, França, Itália, Inglaterra, Escócia, Alemanha, Havaí, Indonésia, Estados Unidos, Canadá, Austrália etc.

O Mestre recebendo a medalha comemorativa pelos 25 anos de DeRose em Portugal. Da esquerda para a Direita, o escultor Zulmiro de Carvalho, os professores Luís Lopes, DeRose, António Pereira e o Vereador da Câmara Municipal de Gondomar, Fernando Paulo.

Sempre exigiu muita disciplina e correção daqueles que trabalham com o seu método de Yôga Antigo, o SwáSthya Yôga, o que lhe valeu a reputação de per-

DeROSE

75

feccionista, bem como muita oposição dos que sentiam-se incomodados com a relevância da sua obra.

DeRose na solenidade de recebimento da Medalha MMDC em 2008.

De Rose defende categoricamente o Yôga Antigo, préclássico, pré-vêdico, o qual sistematizou e denominou SwáSthya Yôga. Exemplo de seriedade, tornou-se célebre pela corajosa autocrítica com que sempre denunciou as falhas do métier sem, todavia, faltar com a ética profissional e jamais atacando outros professores. Isso despertou um novo espírito, combativo e elegante, em todos aqueles que são de fato seus discípulos. DeRose é apoiado por um expressivo número de instituições culturais, acadêmicas, humanitárias, militares e governamentais que reconhecem o valor da

DeRose . títulos e comendas. Comissão Editorial Comendador DeRose. ele sempre declara: “Aceito essas homenagens porque elas não são para engrandecer o ego de uma pessoa. recebendo a Medalha da Justiça Militar da União. É o Yôga que está sendo condecorado.76 YÔGA A SÉRIO obra de DeRose e o tornaram o Mestre de Yôga mais condecorado no mundo com medalhas. mas servem como reconhecimento ao Yôga pela sociedade e pelas instituições. Ser uma personalidade pública é uma maldição: implica em que lhe atribuam coisas boas que você nunca fez e coisas ruins que você jamais faria. em 2008. Contudo.” Ass.

558/94 no 3º. as Federações de Yôga dos Estados. Ofício e outro como UNIVERSIDADE INTERNACIONAL DE YÔGA. 37959 no 6º. para promover atividades culturais na América Latina e Europa. com jurisdição mais abrangente. Essa é a razão social. Inicialmente esta entidade não pretende ser um estabelecimento de ensino superior e sim ater-se ao conceito arcaico do termo universitas: totalidade. naquelas Universidades desde a década de 70 em praticamente todo o país. ao contrário. visando à formação de instrutores de Yôga em cursos de extensão universitária. registrada nos termos dos arts. foi aplicado ao conjunto de professores e alunos (universitas magis- . 232.O QUE É A UNIVERSIDADE DE YÔGA Universidade de Yôga é o nome da entidade legalmente registrada em cartório de Registro Civil das Pessoas Jurídicas. 45 e 46 do Código Civil Brasileiro sob o no. foi fundada em 1994 a Primeira Universidade de Yôga do Brasil. Nos moldes das grandes Universidades Livres que existem na Europa e Estados Unidos há muito tempo. Esse convênio apenas formaliza e dá continuidade ao programa de profissionalização que vem se realizando sob a nossa tutela. universitas veio a ser usada para designar “corporação”. Em Bolonha o termo foi aplicado à corporação de estudantes. Católicas ou outras particulares que o firmarem. Temos dois registros: um como PRIMEIRA UNIVERSIDADE DE YÔGA DO BRASIL. registrada sob o no. conjunto. Na Idade Média. Estaduais. RTD. e as Universidades Federais. PROPOSTA E JUSTIFICATIVA Queremos compartilhar com você uma das maiores conquistas da nossa classe profissional. DEFINIÇÃO JURÍDICA UNIVERSIDADE DE YÔGA é o nome do convênio firmado entre a União Nacional de Yôga. Em Paris.

o conceito de que Universidade seja um conjunto de faculdades é apenas um estereótipo contemporâneo. conjunto (de pessoas)”. Tampouco somos os primeiros a idealizar este tipo de instituição. nas Ordenações Afonsinas (Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa). totalidade. Generalidade. No Brasil. Conselheiro da Ordem dos Parlamentares do Brasil. Comendador e Notório Saber em Yôga pela Sociedade Brasileira de Educação e Integração. Em Portugal. da Academia das Ciências de Lisboa. Comendador pela Academia Brasileira de Arte. Conto com o seu apoio para fazermos uma UNIVERSIDADE DE YÔGA digna desse nome! Doutor Honoris Causa por várias entidades culturais e humanitárias.78 YÔGA A SÉRIO trorum et scholarium). a Universidade SEBRAE de Negócios (de Porto Alegre). O que importa é que a sementinha está lançada e queremos compartilhá-la com todos os nossos colegas de todas as modalidades de Yôga e de Yóga. universalidade”. E o Dicionário Houaiss. universalidade”. define como primeiro significado: “qualidade ou condição de universal”. O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea. a Universidade Corporativa Visa (de São Paulo). A Universidade Livre de Música Tom Jobim (mantida pelo Estado de São Paulo). o Dicionário Michaelis define como primeiro significado da palavra universidade: “totalidade. DeRose . universidade acha-se documentado no sentido de “totalidade. Portanto. a Universidade Livre do Meio Ambiente (de Curitiba). oferece como primeiro significado da palavra universidade: “conjunto de elementos ou de coisas consideradas no seu todo. a Universidade Holística (de Brasília). Cultura e História. independentemente da pronúncia e da escrita. a Universidade de Franchising (de São Paulo) e a Universidade do Cavalo (de São Paulo) são alguns dos muitos exemplos que podemos citar como precedentes.

os 108 ramos do Yôga.: (11) 30819821 ou da Universidade de Yôga. as 4 grandes linhas do Yôga. mantra. recomende nosso site aos seus amigos! . mantras. E. 2000 – TEL. além de CDs com aulas práticas de SwáSthya Yôga. hinduismo e escrituras hindus. Portugal.uni-yoga. DIAS FERREIRA. Yoga e ioga. e outras dezenas de assuntos interessantes.INSTRUTORES CREDENCIADOS EFETIVOS Dispomos de centenas de Instrutores Credenciados em todo o Brasil. Tantra. SÃO PAULO – AL. (21) 2259-8243. meditação.uni-yoga. Yóga.: (11) 3088-9491. a relação Mestre/discípulo na tradição oriental. Inglaterra. (11) 3081-9821 E 3088-9491. visite o nosso site www. Desejando a direção da Unidade mais próxima. França. Faça download gratuito de 15 livros do Mestre DeRose. Escócia. Itália. Os demais endereços atualizados você encontra no nosso website: www. além de acessar os endereços de mais de mil instrutores de diversas linhas de Yôga. alimentação biológica. tel. RIO DE JANEIRO – R. meditação. mensagens etc. sânscrito. Alemanha e Estados Unidos. terá o direito de freqüentar várias outras quando em viagem. relaxamento. desde que comprove estar em dia com a sua Unidade de origem e apresente os documentos solicitados (conveniência esta sujeita à disponibilidade de vaga). 259 COBERTURA – TEL. o tronco do Yôga Pré-Clássico. Argentina. karma e dharma. tel. GRATUIDADE: Se você estiver inscrito em qualquer uma das Unidades Credenciadas. corpos do homem e planos do universo.org ou entre em contato com a Central de Informações da União Nacional de Yôga. chakras. Chile. Espanha. kundaliní.. se gostar. JAÚ.org Entre no nosso site e assista gratuitamente mais de 60 aulas do Mestre DeRose sobre: origens do Yôga.

org O site referência de Yôga O website da Universidade de Yôga não vende nada.www. aulas e CDs que podem ser baixados sem custo para o usuário. Em experiência: Austrália. O site permite downloads gratuitos de vários livros em português e em espanhol (brevemente em francês. reprogramação emocional. Acreditamos que esse site brasileiro seja o maior site de Yôga do mundo. Inglaterra. Escócia. Portugal. Havaí e Indonésia. está disponível um farto material (cerca de 50 páginas!) muito bem classificado. inglês. Canadá. . terapias ou misticismos. fotos. especialmente para facilitar o trabalho de jornalistas que tenham alguma pauta relacionada com o tema. Chile. MP3 de diversos CDs com aulas práticas de SwáSthya Yôga em português e espanhol. É o único site de Yôga com essas características. etc. Divulgamos gratuitamente os endereços de mais de mil instrutores de todos os tipos de Yôga.uni-yoga. Alemanha.). Mas contém uma quantidade inimaginável de informações e instruções – teóricas e práticas – sobre o Yôga Antigo. alemão. mantras. Tudo sem ônus algum. sua filosofia de autoconhecimento e a formação profissionalizante de bons instrutores que tenham essa mesma visão. música. O trabalho da Uni-Yôga é sério e nosso foco é o Yôga Ancestral. meditação. possibilitando a interação com estudantes de todo o Brasil e de todo o mundo. França. Espanha. nem às invencionices comerciais. Disponibilizamos mais de 60 aulas gravadas pelo Mestre DeRose. Argentina. Nossa Jurisdição atualmente compreende Brasil. mensagens etc. considerando o conteúdo dos livros. Yoga e ioga. Não abrimos concessão aos modismos estereotipados. nem ao comportamento questionável de vender benefícios. Yóga. Itália e Estados Unidos. Além disso.

a mais completa do mundo em toda a História do Yôga. 108 mudrás do hinduísmo (gestos reflexológicos) com suas ilustrações.LEIA AGORA O TRATADO DE YÔGA TRATADO DE YÔGA (YÔGA SHÁSTRA): Um clássico. 54 exercícios de concentração e meditação. o desjejum.). Oferece ainda um capítulo sobre alimentação e outro de orientação para o dia-a-dia do praticante de Yôga (como despertar. o trabalho diário. etc. a meditação matinal. Apresenta capítulos sobre karma. 58 pránáyámas tradicionais (exercícios respiratórios) e 2100 ásanas (técnicas corporais). Indica uma bibliografia confiável. É o único livro que possui uma nota no final dos principais capítulos com orientações especialmente dirigidas aos instrutores de Yôga. mostra como identificar os bons livros e ensina a estudá-los. kundaliní (as paranormalidades) e samádhi (o autoconhecimento). 27 kriyás clássicos (atividades de purificação das mucosas). com 940 páginas e mais de 2000 fotografias. É considerada uma obra canônica. Contém 32 mantras em sânscrito. . o banho.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful