You are on page 1of 7

A TROCA DE UM SEGREDO

Material necessário: pedaços de papel e lápis.

Desenvolvimento: os participantes deverão descrever, na papeleta, uma


dificuldade que sentem no relacionamento e que não gostariam de expor
oralmente;

A papeleta deve ser dobrada de forma idêntica, e uma vez recolhida,


misturará e distribuirá para cada participante, que assumirá o problema que está
na papeleta como se fosse ele mesmo o autor, esforçando-se por compreendê-lo.

Cada qual, por sua vez, lerá em voz alta o problema que estiver na
papeleta, usando a 1ª pessoa “eu” e fazendo as adaptações necessárias, dando a
solução ao problema apresentado.

Compartilhar: a importância de levarmos a cargas uns dos outros e


ajudarmos o nosso próximo.

AMNÉSIA

Material utilizado: Etiquetas adesivas e canetas

Procedimentos:

a) Distribua etiquetas adesivas em branco, com o papel protetor. Peça


para cada participante escrever o nome de uma pessoa bem conhecida, já
falecida, em sua etiqueta.

b) Peça que coloquem (grudem) a etiqueta na testa de outra pessoa sem


que esta veja o que está escrito.

c) Explique que todos estão sofrendo de amnésia, e não conseguem se


lembrar de quem são. Convide-os a circularem entre os colegas tentando
descobrir quem são unicamente através de perguntas que possam ser
respondidas com "sim" ou "não".

d) Ponha em discussão a dificuldade do exercício, e até que ponto as


perguntas os impediram de serem mais eficientes.

Comentário: Este jogo é uma variação de rótulos.


Variações:

a) Enquanto os participantes circulam, sugira que se comportem como


fariam diante daquela pessoa (exagerando, se quiserem);

b) Use pessoas vivas, personagens fictícios (da literatura, do cinema),


astros da TV ou qualquer outra categoria que o grupo inventar;

c) Use etiquetas preparadas antecipadamente;

d) Embaralhe as etiquetas e aplique-as você mesmo;

e) Use etiquetas indicando estados de espírito (alegre, cínico, etc);

f) Deixe os participantes usarem perguntas abertas (desde o início, ou a


partir de um certo momento).

CAIU EM MIM

Objetivo: Esta dinâmica pode ser considerada um exercício de integração,


no entanto, é mais adequada para grupos que já se conhecem, objetivando o laser
e a descontração.

Procedimentos:

1. Orientar para que todos fiquem assentados em círculo;


2. Distribuir papeletas e lápis para cada participante;
3. Cada pessoa escreverá na sua papeleta alguma coisa que o vizinho da
direita realizasse. Pode ser qualquer coisa: imitar alguém, cantar uma
música, imitar um animal, etc;
4. Deverão assinar o nome nas papeletas
5. O facilitador recolhe todas as papeletas;
6. Após recolher as papeletas, dá o mote: "Aquilo que você quiser para si
não deve desejar para os outros... Portanto, o que você escreveu na
sua papeleta, quem vai executar é você!
7. Iniciar por voluntários, até que todos tenham concluído.

TÉCNICA DA PENETRAÇÃO

Objetivos: Vivenciar o desejo de merecer consideração e interesse. Sentir


a alienação, o isolamento, a solidão, sensação de estar excluído de um grupo.
Tamanho do grupo: Qualquer tamanho

Tempo exigido: 20 minutos.

Ambiente físico: Uma sala suficientemente ampla para poder acomodar


todos os participantes.

Processo:

I. O animador escolhe umas cinco a sete pessoas que serão identificadas


como "de dentro" e que ficam de pé, no centro do grupo, formando um círculo
apertado com os braços entrelaçados. Tanto podem ficar viradas para dentro
como para fora;

II. A seguir, escolherá uma pessoa do grupo que será o "intruso" e que
deverá tentar penetrar no círculo da maneira que puder, e os componentes do
círculo procuram conservá-lo fora;

III. O "intruso" tentará abrir o círculo e toma seu lugar ao lado dos outros
como um membro regular, podendo o animador indicar outro membro como
"intruso", já que essa atividade costuma despertar grande empatia;

IV. No final do exercício, os "intrusos" e os outros membros, que


funcionaram como observadores, farão os comentários acerca da experiência. É
importante observar se os "intrusos" tentaram penetrar usando a força ou o
diálogo.

DINÂMICA PARA VENDAS

1ª Parte - A Dinâmica

Material: Sulfite - Canetas - Lápis - Pincéis p/ quadro magnético

Preparação:

 checar arrumação sala e materiais


 cortar as tiras com os 11 tipos psicológico e por num envelope para
sorteio.

Instruções:
Cada participante terá 20 min para que individualmente prepare uma
apresentação de 5 min de si mesmo para o grupo, devendo ser criativo e original,
como se ele próprio fosse um produto a ser vendido para os demais;

No momento que for iniciar a sua apresentação pessoal, retirará um papel


contendo um tipo psicológico, sem abri-lo.

Durante a apresentação, o coordenador dará um sinal, indicando que


deverá abrir o papel sorteado;

Sem paradas e sem perder o ritmo, deverá abrir o papel sorteado com um
tipo psicológico e continuar sua apresentação, imediatamente compondo o
personagem - SEM QUALQUER PARADA OU INTERRUPÇÃO para finalizar os 5
min.

Este papel, contendo o tipo psicológico não poderá ser mostrado ao


restante do grupo, devendo ser, após sua leitura, guardado no bolso.

Obs.: É opção do coordenador dar ou não o sinal, e no momento em que


achar viável.

Ao término da apresentação, anotar no quadro o nome do candidato e o


grupo todo indicará que tipo ele compôs, devendo ser anotado na frente do nome
correspondente.

Passar para outro candidato e assim sucessivamente.

No final, ir revelando, de acordo com a ordem em que se apresentaram o


tipo que cada um tentou compor e checar com a percepção do grupo que foi
anotada no quadro.

Tempo médio: 2h

2ª Parte - A Escolha

Anotar no quadro o nome de todos os participantes em coluna, deixando


espaço à frente do nome de cada um;

Individualmente e em ordem alfabética, cada um deverá votar em dois


participantes que escolheriam para ocupar o cargo em função da apresentação,
levando em consideração: jogo de cintura, criatividade, desenvoltura, agilidade,
segurança, etc;

Os participantes devem limitar-se a dar os dois nomes e não emitir


qualquer justificativa.

3ª Parte - Encerramento
Solicitar que cada um dê um feedback breve sobre a técnica, como se
sentiram, etc.

Agradecimentos e comprometimento em dar um retorno no dia seguinte.

Um trabalho de equipe

OBJETIVO: Demonstrar a eficiência de um trabalho de equipe.


TAMANHO DO GRUPO: Diversos subgrupos de 5 a 7 membros cada um.
TEMPO EXIGIDO: Aproximadamente 30 minutos.
MATERIAL UTILIZADO: Uma cópia para cada membro da "Avenida Complicada". Uma caneta ou
lápis.
AMBIENTE FÍSICO: Uma sala suficientemente ampla com carteiras para acomodar todos os
subgrupos formados para o exercício.
PROCESSO:
• A tarefa do grupo consiste em encontrar um método de trabalho que resolva com
máxima rapidez o problema da "Avenida Complicada";

• O animador formará subgrupos de 5 a 7 membros, entregando a cada participante


uma cópia da "Avenida Complicada";

• Todos os subgrupos procurarão resolver o problema da "Avenida Complicada",


com a ajuda de toda a equipe;

• Obedecendo às informações constantes da cópia da "Avenida Complicada", a


solução final deverá apresentar cada uma das 5 casas caracterizadas quanto à
cor, ao proprietário, à condução, à bebida e ao animal doméstico;

• Será vencedor da tarefa o subgrupo que apresentar por primeiro a solução do


problema;

• Terminado o exercício, cada subgrupo fará uma avaliação acerca da participação


dos membros da equipe na tarefa grupal;

• O animador poderá formar um plenário com a participação de todos os membros


dos subgrupos para comentários e depoimentos.

A AVENIDA COMPLICADA
A tarefa do grupo consiste em encontrar um método de trabalho que possa
resolver, com a máxima brevidade possível, o problema da "Avenida Complicada".
Sobre a "Avenida Complicada" encontram-se 5 casas numeradas: 801, 803, 805,
807 e 809, da esquerda para a direita. Cada casa caracteriza-se pela cor
diferente, pelo proprietário que é de nacionalidade diferente, pela condução que é
de marca diferente, pela bebida diferente e pelo animal doméstico diferente.
As informações que permitirão a solução da "Avenida Complicada" são:
• as 5 casas estão localizadas sobre a mesma avenida e no mesmo lado;

• o Mexicano mora na casa vermelha;

• o Peruano tem um carro Mercedes Benz;

• o Argentino possui um cachorro;

• o Chileno bebe coca-cola;

• os coelhos estão à mesma distância do FIAT Palio e da cerveja;

• o gato não bebe café e não mora na casa azul;

• na casa verde bebe-se whisky;

• a vaca é vizinha da casa onde se bebe coca-cola;

• a casa verde é vizinha da casa direita, cinza;

• o Peruano e o Argentino são vizinhos;

• o proprietário do Volkswagen cria coelhos;

• o Chevrolet pertence à casa de cor rosa;

• bebe-se pepsicola na 3ª casa;

• o Brasileiro é vizinho da casa azul;

• o proprietário do carro Ford bebe cerveja;

• o proprietário da vaca é vizinho do dono do FIAT Palio;

• o proprietário do carro Chevrolet é vizinho do dono do cavalo.

801 803 805 807 809

AVENIDA COMPLICADA

cor: cor: cor: cor: cor:

condução: condução: condução: condução: condução:

bebida: bebida: bebida: bebida: bebida:


animal: animal: animal: animal: animal:

proprietário: proprietário: proprietário: proprietário: proprietário: