Saudação a Exu Malelê, malelê, malelê, maleloá Saudação a exu Sua capa de veludo, quando passou na encruza deixou

lá Quando deu meia-noite, Seu [Marabô…] veio buscar Ina mojibá ê, ina mojibá ê (2x) Saudação a exu Ê boa noite, a hora é essa, Seu [Marabô…] já chegou, agora é festa! Saudação a Exu Unha grande, braço forte Seu [Marabô…] vem trazendo a sorte Ponto de firmeza de Exu Exu firma seu ponto, aqui nesse terreiro Deu meia-noite na lua Deu meio-dia no sol Exu 7 Encruzilhadas Exu, morador da encruzilhada Firma seu ponto com 7 facas cruzadas Filho de umbanda, pede com fé, Pra seu 7 Encruzilhadas que ele dá o que você quer. Exu Tiriri da Calunga Eu vi exu dando gargalhadas, com tridente na mão, sua capa bordada (2x) Ele é exu Tiriri, morador lá da calunga vem firmar seu ponto aqui (2x) Exu Arranca Toco Oh meu senhor das almas de mim não faça pouco Olha lá que eu sou exu, sou exu Arranca Toco. Exu Caveirinha Eu vi um moço bonito, no meio da calunga, bem vestido de branco, sentado numa tumba, Ele é exu, pequeno da calunga, Seu Caveirinha vem, das 7 catacumbas Exus em geral Exu fez uma casa sem porteira e sem janela Ainda não achou, morador pra morar nela Exu Maré Eu tenho balanço, Eu tenho balanço, Eu fui no mar, pra Eu fui no mar, pra eu tenho balanço, eu tenho balanço na terra eu tenho balanço, eu tenho balanço no fundo do mar saudar Exu Maré, saudar Exu Maré,

Exu Rei das 7 Encruzilhadas

ê puerá Salve a mosca varejeira. Cainana? Foi Seu Marabô. exu das almas. esse homem caminhando Na ordenaça de Atotô. ele anda de madrugada É com vento. naquela morada. Cainana? Foi Seu 7 Encruza. lá nas 7 encruzilhadas Exu Veludo Exu Veludo seu cabrito deu um berro Arrebentou cerca de arame estourou portão de ferro Com ele ninguém pode. lá na encruzilhada Exu é rei. salve João Caveira Exu Cainana Exu Cainana. João Caveira vem chegando Ê puerê. chega em qualquer lugar Exu 7 Caminhos Ele se chama 7 caminhos. laroiê exu Exu é rei. quem te mandou.É de faca de ponta. laroiê exu Exu é rei. Cainana? Quem te mandou? Exu Meia-Noite Deu meia-noite na terra e no mar. é com chuva. onde não passa água. é com sol. da calunga é… Exu João Caveira Vem de lá do cemitério. onde não brilha o sol Mas ele é João Caveira. quem tem pé sempre caminha eu nao saio a luz do dia não. Cainana? Foi Seu Tranca-Rua. ele pode com tudo! Na sua encruzilhada ele é o Exu Veludo Exu João Caveira Mas ele mora. eu vi os exús de marabô 2X . em cima de uma mesa 7 velas acesas. no mato e na calunga e em todo lugar Seu Meia-Noite não tem hora pra chegar Mas quando chega a meia-noite. ele anda é de madrugada Exu Marabô Dentro de uma casa velha aonde mora a escuridão um homem sempre passava com o seu chapéu na mão quem tem asa sempre voa. mas a noite sempre é minha Na porteira da calunga.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful