You are on page 1of 53

Prof.Marcondes Júnior www.professormarcondes.

com

Curso de
Gramática Contextualizada
Marcondes Júnior
Palavras do Autor -
Este material não pretende defender determinada proposta teórica e, sim, divulgar uma larga experiência didática acumulada
ao longo dos anos de prática docente. Ordenamos os fatos lingüísticos por meio de texto.
A ESAF exige que os bons candidatos sejam capazes de articular os níveis estruturais da língua sem limitações. Esse candidato
deve entender, portanto, que o encadeamento dos enunciados de uma língua não se faz apenas consoante regras gramaticais, mas
articulá-las é imprescindível. Iremos recorrer sempre a um nível maior de abstração – o texto – a fim de privilegiar o mecanismo de
produção e intelecção das inúmeras estruturas da língua e tornar o estudo mais claro e eficiente.

Sumário
Texto I.................................................................................................................................................02
• Classificação Morfológica (NGB)
• Articulações Morfossintáticas.....................................................................................................03
• Estudando artigo..........................................................................................................................03
• Estudando a preposição ..............................................................................................................03
• Estudando a Interjeição...............................................................................................................04
• Classificação Morfossintática.......................................................................................................05
Texto II...............................................................................................................................................05
• Aprofundando no estudo do artigo..............................................................................................06
Texto III .............................................................................................................................................08
• Estudando o numeral...................................................................................................................09
• Estudando a conjunção.... ............................................................................................................09
• Conceito de Derivação Imprópria................................................................................................10
• Estudando o adjetivo ...................................................................................................................11
Texto IV...............................................................................................................................................13
• Estudando o advérbio...................................................................................................................13
• Paralelismo Sintático....................................................................................................................15
• Estudando o substantivo .............................................................................................................15
• Questões da ESAF........................................................................................................................18
• Gabarito das Questões da ESAF...................................................................................................20

1

“Você atrai aquilo no que mais pensa”

Prof.Marcondes Júnior www.professormarcondes.com

Texto I (Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil - AFRFB – 2005)
A questão proposta é a do acaso. Na tradição ocidental, o tema aparece invariavelmente ligado a um outro, o da razão: o dos
limites e do alcance da racionalidade. Nem seria errôneo afirmar que o empenho maior para o pensamento filosófico inaugurado na
Grécia antiga resume-se em querer vencer a sujeição ao acaso. De fato, um dos traços peculiares ao homem primitivo está em
deixar-se surpreender pelo acaso, em guiar-se pelo imprevisível. Já o homem racional instaurado pelos gregos entrega-se, pela
primeira vez na história, a esse esforço descomunal e decisivo para a evolução do Ocidente, de tentar conjurar o mais possível as
peias do acaso, estabelecendo as bases para um comércio racional do homem com o seu meio ambiente; mais precisamente: a
postura racional passou a designar, de modo gradativo, um comportamento de dominação por parte do homem, elaborando
racionalmente as suas relações com a natureza, o homem terminaria abocanhando as vantagens de ver subordinada a natureza aos
seus desígnios pessoais.
(Gerd Bornheim. Racionalidade e acaso. fragmento)

Análise Morfossintática do Texto.
Questão 1 - Julgue os itens seguintes.
(A) “A questão proposta é a do acaso” (l.1) pode-se afirmar que os ‘as’ são artigos.
(B) Na (l.9) o vocábulo ‘um’ generaliza o sentido do substantivo comércio racional.
(C) Em ‘entrega-se, pela primeira vez na história, a esse esforço descomunal’ (l.6) o ‘a’ que antecede o pronome
demonstrativo é um artigo facultativo.
(D) Na (l.11) as duas ocorrências do ‘a’ em: ‘subordinada a natureza aos seus desígnios pessoais’, pode-se afirmar que
desempenham a mesma função morfossintática.

Resoluções Comentadas
Questão 1.
(A) Falso. O primeiro ‘a’ é artigo e determina ‘questão’. Já em ‘a do acaso’, temos um artigo com valor de pronome
demonstrativo = aquela.
‘A questão proposta é a (aquela questão) do acaso’.

Dica: Os artigos podem ter valor de pronome demonstrativo e para reconhecê-los substitua por = aquele(s), aquela(s),
aquilo(s).
Ex. Citei as provas da Esaf, e não as da FGV. (= aquelas provas da FGV)

►Saiba Mais
- O que é análise morfológica: é o estudo das classes gramaticais, das estruturas das palavras.
- De acordo com a NGB, são dez as classes gramaticais, embora a interjeição, vocábulo-frase, fique excluída dessa relação.

O que é a Nomenclatura Gramatical Brasileira – NGB? Nomenclatura Gramatical organizada por comissão de professores designada
pelo Ministério da Educação e Cultura, em abril de 1957. Entrou em vigor nas escolas a partir do ano de 1959.

Classes Morfológicas
- Classes Variáveis: numeral, artigo, verbo, adjetivo, substantivo, pronome.
Memorize assim: NA VASP
As classes são variáveis, pois flexionam principalmente em gênero e número.

- Classes Invariáveis: advérbio, conjunção, preposição, interjeição.
Memorize assim: A CPI
As classes são invariáveis, pois não flexionam em gênero e número.
Muita atenção nas Articulações Morfossintáticas:
- Função básica: verbo (transitivo ou intransitivo)

2

“Você atrai aquilo no que mais pensa”

Prof.Marcondes Júnior www.professormarcondes.com

- Funções relacionais (conectivos): conjunções, preposição, verbo de ligação.
- Funções estruturais: substantivo, adjetivo, artigo, pronome, numeral, advérbio.
- Funções estilísticas: interjeição e palavras denotativas.

Complicou? Calma. Um pouco de paciência. Todas as articulações serão abordadas a partir dos próximos textos.

Questão 1.
(B) Verdadeiro. ‘Um comércio racional’ o substantivo comércio está empregado em sentido amplo, genérico.

►Saiba Mais
Conheça um pouco mais o artigo
Conceito: Artigo é a palavra variável em gênero (masc. /fem.) e número (sing./pl.) que precede o substantivo, determinando-o de
modo preciso ou vago, indicando-lhe o gênero e o número.

Formas Simples
Artigo Definidos Artigos Indefinidos
Singular Plural Singular Plural
Masculino o os Masculino um uns
Feminino a as Feminino uma umas

Questão 1.
(C) Falso. Em ‘entrega-se, pela primeira vez na história, a esse esforço descomunal’ (l.7), trata-se de uma preposição.

►Saiba Mais
Preposição é a palavra invariável que une termos de uma oração, estabelecendo entre eles variadas relações.
Levaram o carro de Roberto (idéia de posse)
Classificação das preposições
As preposições podem ser:
» essenciais: palavras que só funcionam como preposição.
São elas:
a com em por
ante contra entre sem
após de para sob
trás desde perante sobre
» acidentais: são palavras de classes diferentes que, eventualmente, desempenham função prepositiva.
São elas:
afora como conforme consoante
durante exceto fora mediante
menos salvo segundo visto

Combinação e contração da preposição

Combinação: a preposição não sofre perda de fonemas. Dá-se a combinação com:
» preposição a + artigos definidos o, os:
Fomos ao médico.
» preposição a + advérbio onde:
Aonde estamos indo?
Contração: quando a preposição sofre perda de fonemas. Dá-se a contração com as preposições:
de + artigos de + pronome pessoa

3

“Você atrai aquilo no que mais pensa”

Prof.Marcondes Júnior www.professormarcondes.com

de + o(s) = do(s) de + ele(s) = dele(s
de + a(s) = da(s) de + ela(s) = dela(s)
de + um = dum
de + uma = duma
de + uns = duns
de + umas = duma
de + pronomes demonstrativos de + advérbios
de + este(s) = deste(s) de + aqui = daqui
de + esta(s) = desta(s) de + aí = da
de + esse(s) = desse(s) de + ali = dalí
de + essa(s) = dessa(s)
de + aquele(s) = daquele(s)
de + aquela(s) = daquela(s)
de + isto = disto
de + isso = disso
de + aquilo = daquilo
de + o(s) = do(s)
de + a(s) = da(s)
a + artigo feminino
a + a(s) = à(s)

Locuções prepositivas
É a união de duas ou mais palavras com função de preposição. Veja os exemplos
abaixo de junto a
antes de por cima de
a respeito de a fim de
defronte de a par de
em vez de debaixo de
por baixo de diante de
acima de por detrás de
ao lado de para com
depois de além de
apesar de por diante de
em torno de por causa de

Saiba tudo sobre as Interjeições.
Interjeição é a palavra invariável usada para exprimir emoções e sentimentos. Uma interjeição pode ser usada para expressar as
mais diversas emoções, mas, relacionemos as principais interjeições e seus estados emocionais correspondentes.
» advertência: Alerta! Atenção! Calma! Cuidado! Devagar! Fogo! Olha! Sentido! Calma!
» afugentamento: Fora! Passa! Sai! Rua! Xô!
» alegria: Ah! Eh! Oh! Oba! Viva! Aleluia
» animação: Avante! Eia! Vamos! Coragem! Força!
» aplauso: Apoiado! Bravo! Bis! Parabéns! Isso!
» chamamento: Oi! Ô! Olá! Alô! Psit!
» desejo: Que me dera! Se Deus quiser! Oxalá! Tomara
» dor: Ah! Oh! Ai! Ui
» espanto: Puxa! Oh! Xi! Uai! Ué
» silêncio: Psiu! Pst! Silêncio! Quieto!
» concordância: Claro! Ótimo! Sim!
» desacordo: Ora! Barbaridade!
4

“Você atrai aquilo no que mais pensa”

Prof.Marcondes Júnior www.professormarcondes.com

» pena: coitado!
» satisfação: Boa! Oba! Opa! Upa!
» saudação: Olá! Oi! Salve! Adeus!
Locução interjetiva
São duas ou mais palavras com valor de interjeição. Veja alguns exemplos:
Meu Deus! Puxa vida!
Ora bolas! Que pena!
Ora essa! Cruz-credo!
Santo Deus! Pobre de mim!

Questão 1.
(D) Falso. Na expressão: ‘subordinada a natureza aos seus desígnios pessoais’ o primeiro ‘a’ é um artigo, na função sintática de
Adjunto Adnominal, que determina o substantivo ‘natureza’. Já o segundo ‘a’ é uma preposição e as preposições não
desempenham função sintática.

►Saiba Mais
Morfossintaxe do artigo
O artigo sempre estará acompanhado um substantivo. Justamente por isso, o artigo sempre estará, na oração, exercendo a
função sintática de adjunto adnominal do substantivo a que estiver se referindo.

O que é análise morfossintática?
Já estudamos que as palavras são estudadas pela Morfologia. Se observarmos a função das palavras dentro da oração teremos uma
análise sintática. E à união das duas análises chamamos análise morfossintática.
Ex. O cidadão pagou o imposto à Previdência.
Morfologicamente a palavra cidadão é um substantivo.
Sintaticamente é o núcleo do sujeito.
Morfologicamente o ‘o’ é artigo definido que determina o substantivo cidadão.
Sintaticamente é um adjunto adnominal.
Morfologicamente ‘imposto e Previdência’ são substantivos.
Sintaticamente são núcleos do Objeto Direto e Objeto Indireto respectivamente.

Complicou um pouco? Essas articulações morfossintáticas serão aprofundadas mais para frente. Continue!

Texto II
Na semana passada, uma mulher dirigindo um carro numa área desértica da Arábia Saudita trombou com outro veículo e
morreu. Em qualquer sociedade de hábitos civilizados, o acidente se perderia nas estatísticas sobre o trânsito. No reino comandado
pelo príncipe Abdullah, o maior produtor de petróleo do mundo, virou Manchete de jornal. Motivo: as mulheres são proibidas por
lei de dirigir. O episódio voltou a chamar a atenção para a difícil situação das mulheres na Arábia Saudita, uma monarquia regida
pelo código medieval de uma seita puritana do Islã. Além de proibidas de dirigir, as sauditas devem andar com o corpo totalmente
coberto e não podem sair de casa sem a companhia de um parente do sexo masculino. Homens e mulheres são impedidos de
trabalhar juntos, exceto nos hospitais. A polícia religiosa está atenta ao mínimo deslize em público – o que pelo menos numa
ocasião teve resultados trágicos. Há dois anos, durante um incêndio numa escola feminina, os policiais impediram que as alunas
deixassem o prédio em chamas por estarem sem o véu. Quinze adolescentes morreram carbonizadas.
(VEJA 02 de junho de 2004).

5

“Você atrai aquilo no que mais pensa”

[ = todos os homens] 6 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .. usa-se o singular com referência à pluralidade dos seres: O homem é mortal. ● Na Formas Combinadas (Contração) linha (l. ● Tem-se o registro na (l. Atenção: Considera-se errada. numa ocasião.. Não se trata de qualquer acidente..” (BECHARA. .2 e 3) tem-se o emprego de dois artigos definidos: “.Prof.. o acidente. isto é. a repetição do artigo. como aquele que já foi (ou será imediatamente) conhecido do ouvinte. “Do ponto de vista semântico está o primordial valor atualizador do artigo. obras literárias.. refere-se ao acidente envolvendo a mulher saudita. ) Uso obrigatório do artigo 1ºCaso: É obrigatório o artigo definido entre o numeral (ambos) e o substantivo a que se refere....numa escola”.. extraindo-o de entre os objetos da mesma classe.. A secretária deve protocolar ambas as pastas.. de que decorrem os demais valores contextuais: o artigo definido identifica o objeto designado pelo nome a que se liga. Paulo A notícia foi publicada em O Globo 4º Caso: Usa-se o artigo definido com o superlativo. trata-se da contração do artigo indefinido (em + uma). um carro.. Atente-se que é uma ocasião e uma escola generalizadas. Os alunos conseguiram resolver as questões mais difíceis..... ●Na (l.”. pois não se trata de qualquer semana e sim aquela que envolveu o acidente de trânsito.com Análise do texto ●Na linha (l.. uma mulher. Entreguei os documentos timbrados ao Marcelo do Protocolo. 5°caso: O artigo definido também é empregado para indicar a espécie inteira. Os artigos empregados são indefinidos e têm a função elementar de generalizar os substantivos com os quais estão relacionados.” e s na (l. Rui Barbosa parecia alheio à discussão. (personagem histórica) O Rui parecia alheio à discussão.3) “No reino a ao à aos às em num numa nuns numas de do da dos das em no na nos nas de dum duma duns duma por(per) pelo pela pelos pelas comandado. neste caso...Marcondes Júnior www. O diretor do órgão solicitou a presença de ambos os funcionários... Atenção: suprime-se o artigo quando se tratar de personalidade célebre.9) e na (l. Resolveram as mais difíceis questões.”.” há uso de artigo contraído com preposição.1) tem-se o emprego de dois artigos indefinidos: “..10) das formas: “. Representa qualquer mulher e qualquer carro.1) “Na Artigos Definidos Artigos Indefinidos semana Preposiçõe o a os as Preposições um uma uns umas passada. jornais.professormarcondes. o trânsito. ( pessoa íntima ou conhecida) 3ºCaso: Não se une com preposição o artigo que faz parte do nome de revistas. Da mesma forma que não se trata de qualquer reino e sim aquele governado pelo príncipe Abdullah. quando se quer indicar familiaridade. Li a notícia em O Estado de S. 2ºCaso: É obrigatório o artigo definido junto dos nomes próprios. Consegui resolver as questões as mais difíceis. Atente-se para o valor semântico do artigo. ano. delimitando-o. p. o autor do texto faz alusão aos acidentes envolvendo o trânsito de veículos. Também não se trata de qualquer trânsito..

(a cidade inteira) Toda cidade comemorou o aniversário. b) omite-se o artigo quando se quer dar idéia de qualquer. Passaram o carnaval em Salvador. Florianópolis é a capital de Santa Catarina. tal. senhora . não admite o artigo.Marcondes Júnior www. Uso facultativo do artigo 1º Caso: Pronome Indefinido “TODO” a) emprega-se artigo depois do pronome indefinido todo quando se quer dar idéia de inteiro. cristalizadas na língua portuguesa. o uso do artigo será obrigatório. a meu modo. Brasília é a capital do Brasil. A bela Florianópolis destaca-se pela beleza. 2ºCaso: Não se usa artigo depois do pronome relativo cujo (e flexões). a meu ver. Vem cá. a seu bel-prazer. Ele leu todo o processo. Vossa Excelência resolverá os problemas de Sua Senhoria. A Brasília das mulheres charmosas me encanta. em meu nome. Busquei sua amiga na festa. Atenção: Se o nome de lugar vier especificado. totalidade. = Deixei o meu paletó no escritório. Deixei meu paletó no escritório. A meu ver o ofício deveria ter sido entregue. Encontrei (uma) certa resistência quando sugeri que discutíssemos o assunto em (uma) outra ocasião.com Dizem que o brasileiro é cordial. Ex. 5° caso: Quando o possessivo faz parte de um vocativo. 7 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . [ = todos os brasileiros] Uso proibido do artigo 1ºCaso: Não se usa artigo antes de pronomes de tratamento. (qualquer cidade. estereotipadas. meu amor. os nomes de continentes e os derivados de nome comum). qualificado. cada cidade) 2º Caso: É facultativo diante dos pronomes possessivos. a Bahia as Américas o Rio de Janeiro a Argentina. idéia genérica. por minha vontade. qualquer. Exemplos de expressões estereotipadas: em nosso poder. O autor cujo livro lê é Machado de Assis. 6°caso: Não se usa o artigo indefinido antes de pronome de sentido indefinido.Prof. Atenção: Alguns nomes de lugar vêm antecipados de artigo ( em especial. (qualquer homem) Toda a cidade comemorou o aniversário. outro. etc. ( o processo inteiro) Todo homem é mortal. com exceção de dona. como: certo. 4°caso: O artigo é omitido com o possessivo em certas expressões feitas. 3° Caso: Não se emprega artigo diante da maioria dos nomes de lugar.professormarcondes. senhorita e Madame. cada um a seu turno. A lei a cujos artigos me refiro foi abolida. O que o senhor deseja? A senhorita não vai ao curso! Não vi a senhora ontem. a seu pedido. Admiram Vossa Alteza. = Busquei a sua amiga na festa. Vi Laura em (uma) tal consternação que achei melhor ficar quieto.

Texto III (Auditor-Fiscal da Receita Federal . imperador do Brasil. ou numeral não seguido de substantivo. No entanto. Observação: Se vier especificada a palavra recebe o artigo. Estive em terra. é preciso explicar o seu sentido em termos atualizados. é a simples rejeição de uma ideologia. vou a palácio. comunismo é uma ideologia. Iremos pela terra dos anões. é preciso novas e novas análises para neutralizar a mutação da ciência e ideologia. estive em casa. Vou ao Palácio Pedro Ludovico Teixeira. Particularidades do artigo 1º Caso: O artigo pode substantivar qualquer palavra. Mas também é certo que os próprios conceitos científicos daí obtidos podem incorporar-se depois no discurso político. Chegaram só uns quatro deputados. Exclamei em voz alta umas três vezes. Todos sete chegaram. mas os princípios que eles formularam conservam toda a sua força de exigências incontornáveis. Todos os grevistas chegaram. Sócrates. Vim de casa. (Olavo de Carvalho. Foi o que fez Edmund Husserl com a distinção entre discurso “pré-analítico” e o discurso tornado consciente pela análise de seus significados embutidos. dava longos passeios pelos jardins do Palácio. moradia. 8 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .Prof. na linguagem corrente. precisamente. O mais importante é a distinção entre o discurso dos agentes e o discurso do cientista que o analisa. o que se denomina uma ideologia: um discurso de ação política composto de conceitos científicos esvaziados de seu conteúdo analítico e imantados de carga simbólica. Como resposta recebeu um não do governo (não = advérbio de negação substantivado). Todos estes grevistas chegaram. podemos opor o comunismo ao anticomunismo como duas ideologias. Vim da casa de minha namorada. Dir-se-ia o imperador se D. Muito se aprendeu depois disso. 3º Caso: No plural. mas estas palavras tanto se desgastaram pelo uso que.professormarcondes. Doxa (opinião) e episteme (ciência) são os termos que os designam respectivamente. Então. tornando-se expressões da doxa. Por exemplo. Platão e Aristóteles lançaram as bases do estudo científico da sociedade e da política. residência e palácio) e terra (no sentido de chão firme). iremos por terra. É analisando e decompondo compactados verbais como esse e comparando-os com os dados disponíveis que o estudioso pode chegar a compreender a situação em termos bem diferentes daqueles do agente político. Todos os sete grevistas chegaram 4°caso: D. com cortes). Pedro II tivesse sido o único e não um imperador do Brasil. O jantar será servido em breve (jantar = verbo substantivado). Estive na casa dos amigos.Marcondes Júnior www.AFRF – 2003) Vinte e quatro séculos atrás. Pedro II. 2°Caso: O artigo indefinido anteposto a um numeral revela quantidade aproximada. todas sempre virão seguidos de artigo. para torná-las novamente úteis.com 3º Caso: Não se dever usar artigo antes das palavras casa (no sentido de lar. Estive na terra dos pigmeus. É isso. exceto se houver palavra que o exclua. mas o anticomunismo não uma ideologia. todos. não estive em palácio.

(B) Em ‘Muito se aprendeu depois disso. (C) É correto afirmar que por derivação imprópria ‘estudioso’ (l. Eu sei que você não foi à aula hoje Classificação das conjunções a) Conjunções coordenativas: ligam duas orações independentes. » explicativas: estabelece uma idéia de explicação entre duas orações. São elas: e. não só. cinqüenta. seja. óctuplo.17) ‘novas e novas’ caracterizam as análises. As conjunções são conectivos utilizados nas articulações das idéias.com Questão 2- (A) Na (l. mas os princípios que eles formularam conservam toda a sua força de exigências incontornáveis’. » conclusivas: exprimem idéia de conclusão ou conseqüência entre as orações. Quando você me deixou. vinte avos. São elas: » aditivas: quando estabelecem uma relação de soma entre dois termos ou duas orações. múltiplos ou fração. terceiro. que.1) temos o emprego de numerais ordinais. não obstante. por conseguinte. bilhão etc. portanto.. São elas: mas. pois (posposto ao verbo). quádruplo. depois que. porquanto. 2º Ordinais: primeiro. então. centésimo. São elas: pois (anteposto ao verbo).Prof. mas também. logo existe. São elas: ou.. dois. contudo. um sexto. senão quando. sete. ou. assim. ora dorme. Joaquim escorregou e machucou a cabeça. 3º Fracionário: meio. São elas: quando.. milhão. São elas: logo. décuplo etc. (D) Na (l..seja. quer. milionésimo etc..ou. logo que. ►Saiba Mais Conjunção é a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos de uma mesma oração. O homem pensa..13) é um adjetivo.. 4º Multiplicativos: dobro. Classificação 1º Cardinais: um.já. entretanto.Marcondes Júnior www. segundo. um terço. ora.. São elas: » temporais: exprimem idéia de tempo. Ora estuda. quase morri.. A conjunção ‘mas’ introduz idéia adversativa. porque. b) Conjunções subordinativas: ligam duas orações dependentes. três. triplo. sempre que... » adversativas: estabelecem uma relação de oposição entre as orações. pois provocou bastante. enquanto. por isso. Quero contar-lhe uma coisa mas tenho medo » alternativas: estabelecem uma relação de alternância entre as orações. Carlos não veio à reunião nem ligou avisando.professormarcondes. 9 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . Ele agüentou a polêmica. catorze. porém. Questão 2 (B) Verdadeiro..quer. etc. Resoluções Comentadas Questão 2 (A) Falso .Trata-se de numerais Cardinais. já. ►Saiba Mais Numeral é uma palavra que exprime número de ordem. nem.ora. todavia.

(o primeiro não era advérbio que virou substantivo) Questão 2 (D) Verdadeiro. » concessivas: exprimem concessão. Entreguei o relatório. um ser assustador.. maior. » conformativas: exprimem idéia de conformidade. tanto. mais se aprende. » comparativas: estabelecem comparação. conforme. "muito grande". Na (l. A dor era tão forte que não pude sair » proporcionais: exprimem idéia de aumento ou diminuição. O emprego de uma palavra fora de sua classe gramatical usual tem um nome: derivação imprópria. ►Saiba Mais 10 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . contanto que. conforme você pediu. como. Trata-se em primeiro lugar de um nome. "fora do comum". que nem. do que (depois de mais. qual (depois de tal). Mas veremos também que "monstro" é adjetivo. ►Saiba Mais O que é Derivação Imprópria? É comum ouvirmos expressões como "manifestação monstro". com a acepção de "muito grande". Espero que você seja feliz. tamanho. posto que. trata-se do particípio do verbo estudar com valor de substantivo.. primeiramente. visto que. São elas: que. como. porque (=para que). Passa a significar "grande". iremos ao clube.mais. à proporção que. ainda que. » integrantes: introduzem a segunda oração que completa o sentido da primeira.Prof. por exemplo. (verbo que virou substantivo) “Aquele engraçado não veio.. quanto menos. São elas: quanto mais. São elas: porque. Janaina não comprou o carro porque não teve dinheiro. » causais: exprimem idéia de causa.. quanto mais.. tal. quanto menos.13) estudioso não é uma adjetivo.. Exemplos: “O andar das pessoas nos incomoda. dado que. Se não chover amanhã. uma vez que.. São elas: que. Tratam – se de adjetivos restritivos. quanto mais. melhor. Se olharmos no dicionário.”.mais. para qualificar. Embora estivesse exausta. "concerto monstro" ou "comício monstro". Veja algumas: ainda que à medida que por conseqüência visto qu Questão 2 (C) Falso. que.professormarcondes. » consecutivas: exprimem com a segunda oração uma conseqüência ou resultado do que foi declarado na primeira. visto como. São elas: para que. "excessivamente grande". alegre.menos. salvo se.. Locuções conjuntivas são duas ou mais palavras que tem o valor de conjunção. caso. segundo. » finais: exprimem idéia de finalidade.”.com » condicionais: exprimem condição. usamos a palavra "monstro" como adjetivo. um substantivo.Marcondes Júnior www. de simultaneidade. se. São elas: tão.tanto mais. por muito que. assim como.. São elas: como. pior).. pavoroso.. fui trabalhar. menor. bem como. consoante. menos. quanto mais. a fim de que.”. São elas: embora. Ela é como sua mãe.tanto menos. à medida que. São elas: se. vamos conferir que "monstro" é. Correu muito para que não chegasse atrasado. Quanto mais se vive. Atente-se que o substantivo está precedido de artigo. porquanto. Quando dizemos "espetáculo monstro". que. a menos que. (adjetivo que virou substantivo) “Seu não não vale como resposta..

sozinho.analisamos o último termo. Ayrton Senna foi um excelente piloto.o primeiro elemento permanece sempre no singular. “A causa comum é defendida por todos.”. qualidades. O professor português/ A professora portuguesa Macarrão cru/ Pizza crua Os adjetivos biformes são formados pelas mesmas regras de flexão do substantivo (formação do feminino). dos seres. . vai para o plural. DICA » o adjetivo se refere sempre a um substantivo. (substantivo masculino – adjetivo masculino) Menina atrevida. “Precisamos lutar por interesses comuns. 11 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . “As árvores sem flores simbolizam o outono. em geral. Podemos seguir os seguintes passos para formar o plural dos adjetivos compostos: .. uma para o masculino e outra para o feminino. não for adjetivo.Uniformes.professormarcondes.Biformes. GÊNERO DO ADJETIVO O adjetivo flexiona-se no mesmo gênero do substantivo a que se refere: Menino atrevido.com O adjetivo tem a função de expressar características.”. NÚMERO DO ADJETIVO O adjetivo flexiona-se em número (singular/plural) para concordar com o substantivo que se refere. UNIFORMES Os adjetivos uniformes apresentam apenas uma forma tanto para o masculino como para o feminino. -FLEXÃO DO ADJETIVO (i) Gênero: masculino e feminino.”. permanece no singular. Casa desarrumada – substantivo singular – adjetivo singular Olhos azuis – substantivo plural – adjetivo plural DICA: na maioria das vezes os adjetivos fazem o plural seguindo as mesmas regras do substantivo. “A região de indústrias do Curado precisa de mais incentivos.Marcondes Júnior www. etc. isoladamente: se for adjetivo. Homem gentil/ Mulher gentil. -LOCUÇÃO ADJETIVA Locução adjetiva é uma expressão constituída. estados.”. (iii) Grau: comparativo e superlativo. (substantivo feminino – adjetivo feminino) Quanto ao gênero o adjetivo pode ser: . Carro novo/ Carros novos Cão feroz/ Cães ferozes Ternos azul/ Ternos azuis PLURAL DOS ADJETIVOS COMPOSTOS Flexionamos. (ii) Número: singular e plural. geralmente.Prof. . BIFORMES Os adjetivos biformes possuem duas formas distintas. Se ele. por preposição + substantivo e serve para dar características ao seres. apenas o último elemento do adjetivo composto.

“Ele é um empresário muito competente.Marcondes Júnior www.comparativo.professormarcondes.superlativo absoluto » que pode ser sintético ou analítico. “O cão do vizinho é extremamente violento. Há três tipos de grau comparativo: (i) comparativo de superioridade: mais + adjetivo + que (do que) “João é mais inteligente que Gabriel.”. SUPERLATIVO ABSOLUTO Analítico: é composto por palavras que dão idéia de intensidade + adjetivo.”.superlativo relativo » que pode ser de superioridade ou inferioridade. “Esse carro é mais caro do que rápido. 12 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . GRAU SUPERLATIVO Usa-se o grau superlativo para intensificar uma característica de um ser em relação a outros seres. COR + DE + SUBSTANTIVO.Prof. (ii) comparativo de igualdade: tão + adjetivo + quanto (como) “A sua casa é tão luxuosa quanto a minha. GRAU COMPARATIVO Estabelece uma comparação entre dois seres de uma mesma característica que ambos possuem.”.”.superlativo. (iii) comparativo de inferioridade: menos + adjetivo + que “Juliana é menos alta que Karla.”. . Adjetivos que se referem à cor e o segundo elemento é um substantivo permanecem invariáveis.”. Há dois graus: . “As duplas sertanejas são riquíssimas. Subdivide-se em: . . Crianças surdas-mudas Calças azul-marinho Cortinas azul-celeste Tintas branco-gelo Camisas verde-limão Permanecem. por exemplo: Azul-marinho/azul celeste » permanecem sempre invariáveis. Sintético: é composto pelo adjetivo + sufixo. também.”.”. invariáveis adjetivos com a composição.com Lutas greco-romanas Turistas luso-brasileiros Entidades sócio-econômicas Olhos verde-claros Observações: existem algumas exceções no plural dos adjetivos compostos. “O linux é tão seguro quanto o Windows. Exemplos: Blusa cor-de-rosa/ Blusas cor-de-rosa GRAU DO ADJETIVO O grau do adjetivo demonstra a intensidade com que o adjetivo caracteriza substantivo. Surdo-mudo » flexionam-se os dois elementos.

como direitos civis. Veja a tabela: ADJETIVO COMPARATIVO SUPERLATIVO ABSOLUTO SUPERLATIVO RELATIVO SINTÉTICO BOM MELHOR QUE ÓTIMO O MELHOR DE MAU PIOR QUE PÉSSIMO O PIOR DE GRANDE MAIOR QUE MÁXIMO O MAIOR DE PEQUENO MENOR QUE MÍNIMO O MENOR DE Texto IV (Auditor-Fiscal da Receita Federal . Com a extensão dos direitos humanos a direitos políticos e sobretudo sociais. Resoluções Comentadas Questão 3 (A) Verdadeiro ►Saiba Mais Advérbio é a palavra invariável que exprime circunstância e modifica o verbo. sua condição necessária. Os fins de seus atos devem estar direcionados a um aumento da qualidade de vida. mas tem nela. Os adjetivos “bom”.De superioridade: o mais + adjetivo + de “Esse carro é o mais sofisticado do mercado. p.”.140) Questão 3 (A) Na (l. em sua primeira versão. de acordo com a circunstância que exprimem. ainda que não suficiente. São Paulo: Senac.6) ‘não ’ classifica-se como advérbio de negação. de proprietário. SUPERLATIVO RELATIVO .3) e ‘atos’(l. Os direitos humanos. 2002.De inferioridade: o menos + adjetivo + de “Júlio é o menos interessado da classe.7) o substantivo ‘direitos’ é classificado como substantivo concreto. o orienta.”.Prof. limitavam a ação do Estado sobre o indivíduo. “muito”: advérbio “feliz”: adjetivo Classificação dos advérbios Os advérbios são classificados. em especial na qualidade que este tivesse.”.6). ao menos. o adjetivo e até mesmo o próprio advérbio. que não se esgota na linguagem dos direitos humanos.com “Ele é um fortíssimo candidato.professormarcondes.”. “pequeno” e “grande” possuem formas particulares para o comparativo e para o superlativo.”. “Os atletas correram muito. “mau”. aqueles passam — pelo menos idealmente — a fazer mais do que limitar o governante: devem orientar sua ação. Fronteiras da Ética. (C) Na (l. “correram”: verbo “muito”: advérbio “Maria estava muito feliz.Marcondes Júnior www.AFRF – 2003) O caráter ético das relações entre o cidadão e o poder está naquilo que limita este último e. 13 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . mais que isso. (B) Há paralelismo sintático entre o substantivo ‘ação’ (l. . (Renato Janine Ribeiro.

facilmente. sem medo. ali. Sintético: Não a visito porque ela mora longíssimo. aí. depois. assim depressa. Locuções adverbiais É a união de duas ou mais palavras que equivalem a um advérbio. dentro. onde. pertinho. » afirmação: sim. de fora. face a face. lá. de jeito nenhum. ao lado. alhures (=um outro lugar). » grau superlativo: Analítico: Minha amiga mora muito longe.Prof. algures (= em algum lugar). etc. além. à noite. » tempo: hoje. cedo. hoje em dia. ( e a maioria dos adjetivos terminados em - mente). frente a frente. De inferioridade: menos+advérbio+que Cheguei menos cedo que queria. brevemente. nunca. outrora. efetivamente. de pouco. »modo: bem. rapidamente. jamais. Advérbios interrogativos podem expressar circunstâncias de: lugar: onde. realmente. tarde. aonde. cá. por fora. sem dúvida. de cócoras. apenas. etc. tanto. assaz. abaixo. acolá. já. De superioridade: mais+advérbio+que Cheguei mais cedo que queria. » intensidade: muito. ora. acima. em silêncio. de vez em quando. às claras. de onde tempo: quando modo: como causa: por que. sempre. etc. de manhã. com certeza. de cor. mais. lentamente. demais. bastante. porventura. de cima. antes. decerto. » grau comparativo: De igualdade: tão+advérbio+quanto Cheguei tão cedo quanto queria. etc. pouco. à direita. etc. por certo. atualmente. de repente. às vezes. devagar. de mansinho. aí.professormarcondes. longe. agora. tão. com rancor. O uso de advérbios no grau diminutivo pode indicar afetividade ou intensidade. de modo algum. provavelmente. ainda. etc. deveras. Estive lá agorinha. por quê Flexão do advérbio Alguns advérbios flexionam-se no comparativo e no superlativo. quiçá. forma-se de preposição mais um substantivo ou advérbio. à esquerda. » negação: não. de todo. à tarde.com » lugar: aqui. à vontade. Estou chegando pertinho. absolutamente. atrás. quase. quanto. nenhures (=em nenhum lugar). adiante. certamente. quando. acaso. mal. amanhã. à toa. ontem. seguramente. às pressas. tampouco. menos. então. Veja alguns exemplos: às vezes às escuras às claras às cegas às pressas vez por outra de tempos em tempos de onde em onde 14 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . mal. » dúvida: talvez. em cima. defronte. etc. anteontem.Marcondes Júnior www. perto.

Observação: o substantivo coletivo é um substantivo comum que. Sensação: calor. advogados. livro. PRÓPRIO: É aquele que indica um ser em particular. Eles podem ser classificados da seguinte forma: CLASSIFICAÇÃO DO SUBSTANTIVO CONCRETO: É aquele que indica a existência de seres reais ou imaginários. uvas. Constelação » estrelas. estados e sensações.Prof. morte. Boiada » bois. Capibaribe. multiplicidade de seres de uma mesma espécie. Pernambuco. Arquipélago » ilhas. ABSTRATO: É aquele que indica sentimentos. Reais > Brasil. Ela não esperava viver tal situação. paixão.professormarcondes. Imaginários > bruxa. mesmo no singular indica um agrupamento. Brasil. COMUNS: É aquele que indica elementos de uma mesma espécie. qualidades. fidelidade. doação. Estado: vida. 15 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . cidade. Trata-se de substantivo abstrato. Criança. Cáfila » camelos. ódio. Lembre-se: Quando comandos de questões tratarem de paralelismo sintático. ►Saiba Mais SUBSTANTIVO é a palavra que dá nome aos seres. respectivamente do verbo viu e viver. Ações: trabalho. as palavras ou termos destacados devem exercer a mesma função sintática.). solidão. Banca » examinadores. (C) Falso. frio.com de qualquer modo de cima de cor de propósito em breve de quando em vez pouco a pouco (B) Falso. (Ambos exercem a função sintática de objeto direto. ações. Sentimento: amor. Roberto. Qualidade: honestidade. Vejamos alguns substantivos coletivos: Alcatéia » lobos. Cacho » bananas.”.Marcondes Júnior www. Observe: Há paralelismo sintático no que concerne aos substantivos destacados no texto abaixo: “A moça entrou e viu o copo estendido no chão.

Manada » bois. ferro. (iii) Grau: aumentativo ou diminutivo. Exemplos: pedra. Exemplos: vidro. vidro. Triênio » período de três anos. vidraçaria. uma forma para o masculino e outra para o feminino. simples. Resma » quinhentas folhas de papel. FLEXÃO DO SUBSTANTIVO Por ser uma palavra variável o substantivo sofre flexões para indicar: (i) Gênero: masculino ou feminino. FORMAÇÃO DO SUBSTANTIVO Quanto à formação o substantivo pode ser: Primitivo. Exemplos: pernilongo.com Década » período de dez anos. ao sexo do ser.Marcondes Júnior www. insetos. PRIMITIVO Dá origem a outras palavras. havendo. Vocabulário » palavras. Lustro » período de cinco anos. Quadrilha » ladrões. Será masculino o substantivo que admitir o artigo “o” e feminino aquele que admitir o artigo “a”. geralmente. derivado. Exemplos: O avião/ o calçado/ o leão A menina/ a camisa/ a cadeira SUBSTANTIVO BIFORME Na indicação de nomes de seres vivos o gênero da palavra está ligado. (ii) Número: singular ou plural. Fauna » animais de uma região. portanto. Exemplos: Garoto – substantivo masculino indicando pessoa do sexo masculino. composto.trocando a terminação o por a: 16 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . DERIVADO É originado através de outra palavra.professormarcondes. Esquadrilha » aviões. Exemplos: pedreira. SIMPLES Apresenta apenas um radical na sua formação. couve-flor. porcos. Garota – substantivo feminino indicando pessoa do sexo feminino. Enxame » abelha.Prof. ferreiro. ovelhas. Século » período de cem anos. Pinacoteca » quadros. GÊNERO DO SUBSTANTIVO Na língua portuguesa há dois gêneros: masculino e feminino. ônibus. Frota » carros. FORMAÇÃO DO FEMININO O feminino pode ser formado das seguintes formas: . pedra. Rebanho » gado. Discoteca » discos. COMPOSTO Apresenta dois ou mais radicais na sua formação.

ina. sobrecomuns.trocando a terminação e por a: Gigante/ giganta Mestre/ mestra . isa.acrescentando a letra a: Português/ portuguesa Cantor/ cantora .Prof. Exemplos: Cobra macho/ cobra fêmea Peixe macho / peixe fêmea Jacaré macho/ jacaré fêmea SOBRECOMUNS São substantivos que designam pessoas e tem um só gênero tanto para o masculino como para o feminino. Para indicar o sexo são utilizadas as palavras “macho” ou “fêmea”. triz: Conde/ condessa Príncipe/ princesa Poeta/ poetisa Czar/ czarina Ator/ atriz .com esa.Marcondes Júnior www.professormarcondes. EPICENOS São substantivos que designam alguns animais e têm um só gênero. ona: Catalão/ catalã Valentão/ valentona Leão/ leoa .por palavras diferentes: Cavaleiro/ amazona Padre/ madre Homem/ mulher SUBSTANTIVOS UNIFORMES Há substantivos que possuem uma só forma para indicar tanto o masculino quanto o feminino. Exemplos: O motorista/ a motorista Meu colega/ minha colega Bom estudante/ boa estudante 17 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . A distinção se dá através do artigo. comuns de dois gêneros. Podemos classificá-los em: epicenos.com Moço/ moça Menino/ menina . ao.mudando-se ao final para ã. essa. adjetivo ou pronome. Exemplos: A criança – masculino ou feminino O indivíduo – masculino ou feminino A vítima – masculino ou feminino COMUNS DE DOIS GÊNEROS São substantivos que apresentam uma só forma para o masculino e para o feminino.

com Questões de prova da ESAF Questão 1. isto é.” Questão: Caso o artigo masculino em “ao controle” seja eliminado. a) “ser” b) “pensar” c) “ser” d) “cuidar” e) “cuidar” Questão 2. que se encontra na origem do capitalismo.Ato este que envolve o cuidar de si e do outro. são desnecessárias outras transformações para que o período se mantenha gramaticalmente correto. Esta presença não é somente observável como também um fato vivido. www.crescer. vive em relação com as coisas. (Adaptado de Carlos Altemir Schmitt.(Auditor /CE/03/Esaf/sup) “A concentração do capital. inserir a preposição de antes da palavra “distribuição”.sup. Questão 3. de outra.Assinale o termo sublinhado do texto que apresenta ambivalência. mesmo antes de pensar e de falar. Nessa responsabilidade. Questão:Em “a espiral” e “a precipite” o “a” exerce a mesma função sintática.(AFC/CGU – 06. mais o cuidado como possibilidade de continuidade da espécie.(Auditor /CE/03/Esaf/sup) “O ‘desenvolvimento’ no mundo capitalista vem dos países do Norte para os países do Sul. das empresas transnacionais. da água corrente. Questão 5.. das agências multilaterais e dos governos do grupo dos mais ricos. ou seja. do vento etc.(Auditor /04/UEG/sup..org) Questão.(Auditor /CE/03/Esaf/sup) “. com os outros e com o mundo. às vezes.Prof. gostos e modos de expressão. gozar a vida com qualidade e com liberdade. O cuidado e a responsabilidade: refl exão sobre a ética estabelecida no mundo do consumo desmedido. o cuidado torna-se um processo. em um movimento que tende à apropriação e ao controle do patrimônio natural e cultural dos países do Sul. para conferir coerência ao texto. e à homogeneização dos modos de vida. permitiu a invenção de meios automáticos de produção e distribuição. os homens fazem e criam sua historia e. ou seja. não apenas um ato. quer dizer que o ser humano se manifesta no ser a cada instante. o outro.professormarcondes.a economia é freada preventivamente antes que a espiral preços-salários a precipite em uma inflação crescente”. incluindo necessidades. inclui. às vezes. em que o trabalho humano é substituído por “forças naturais” de animais domesticados. pois pertence à mesma classe gramatical.) O ser humano não pode ser definido em relação a ele mesmo. Questão 4. poder cuidar dos demais.) “O Estado relega toda a liberdade a uma condição não jurídica” Questão:Os termos sublinhados exercem a mesma função morfossintática. vem dos mercados ricos. porque não é um sujeito isolado.” Questão: Pode-se. 18 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .Marcondes Júnior www. num equilíbrio que se faz de uma parte entre poder cuidar de si mesmo e. nessa construção-criação. tanto pode receber a interpretação de substantivação do verbo quanto a interpretação de substantivo concreto. o eu e. sem prejuízo para o período. Através dessa construção coletiva. quereres.

o astrônomo ou o caixa que aceita o cheque do homem elegante. de terno e cabelo com brilhantina que parece ser rico. antes de propor ou piar.’ Questão . Para substituir esses dogmas. Já o primeiro olhar é preconceituoso – dá informação falsa ou verdadeira. O economista cheio de teorias pensa que sabe o remédio para a inflação.Marcondes Júnior www. alcançável pela razão. e na linearidade histórica rumo ao progresso. Ninguém olha atentamente como as corujas. A primeira vez. sintática e semanticamente. ou mais um cheque sem fundo. 19 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . menos fechados e categorizantes. anterior ao ato de olhar. são propostos novos valores. mas é estelionatário.(PRF/2004-Cespe) ‘Que minhas primeiras palavras diante deste Parlamento Mundial sejam de confiança na capacidade humana de vencer desafios e evoluir para formas superiores de convivência no interior das nações e no plano internacional. o segredo da estabilidade e quanto desaforo a democracia agüenta. (João Sayad. Revista TAM.Prof. com adaptações) Assinale o esquema que representa corretamente a estrutura sintático-semântica do período sintático retirado do texto (desconsidere a pontuação e as letras maiúsculas). a origem da miséria. Não conseguimos olhar nada pela primeira vez. Um deles acaba apontando um revólver para a sua cabeça. julho de 2005. Só que no caso do economista. São 10% de desempregados.A idéia expressa por “confiança” é complementada. mas sempre pré-fabricada. como a crença na verdade. Erra como o médico. por duas outras idéias expressas no texto como: “na capacidade humana de vencer desafios” e “evoluir para formas superiores de convivência no interior das nações e no plano internacional” Questão 8. Nada é visto pela primeira vez. Questão 7. não é apenas o paciente que fica com dor de cabeça.professormarcondes.AFRFB – 2005) Olhamos e não vemos.com Questão 6-(Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil .(AFC/CGU/2006/Esaf-superior) A modernidade que surgira nesse período é agora criticada em seus pilares fundamentais.

em suas duas ocorrências .7) pela preposição “por”.professormarcondes. a do crescimento econômico e a de política urbana.com Questão . posições gays e lésbicas.A retirada da preposição empregada na expressão “na linearidade histórica” retiraria essa expressão da dependência com “crença”.F Questão 4. O seminário “Qualicidade”.C Questão 2. interpelado continuamente como uma identidade instável.F. Questão 11. A economia local nesses municípios.. a flexão de plural em “que se tornam” deveria ser substituída pela flexão de singular. podem conduzir a um desafio fundamental às instituições e estruturas sociais modernas. (Haik Poster.. Esse sujeito familiar moderno.11. A minha tese.F Questão 10. é dependente da chegada do pagamento dos aposentados do Instituto Nacional de Seguridade Social. pois os democratas são considerados mais conservadores do que seus rivais republicanos em matéria de comércio exterior.” Questão: Em “do que seus rivais”(ℓ.F Questão 8. se o termo “desafios” fosse substituído por o desafio. disseminado e descentrado. é que o modo de informação decreta uma reconfiguração radical da linguagem.F 20 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . confirmou que a favelização. na linha (8). indica que se pode subentender após o artigo a repetição da palavra “favelização”(6) Gabarito Questão 1.A Questão 7. A segunda era dos mídia) Questão ( ) Preservam-se as relações semânticas e a correção gramatical do texto ao substituir “como” (l.V Questão 9. Questão 10. (Gazeta Mercantil. por sua vez. é paga pelas verbas federais do Fundo de Participação dos Municípios. Questão 9. que detêm maior dinamismo econômico. mas preservaria a correção gramatical e a coerência do texto. deslocado pelo “modo de informação” em favor de um que seja múltiplo .Prof.O favoritismo do Partido Democrata também é citado por alguns exportadores como um fator que pode dificultar as exportações brasileiras.(Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil . que constitui sujeitos fora do padrão do indivíduo racional e autônomo.Marcondes Júnior www. A carga da pesada máquina administrativa das pequenas “cidades mortas”.(AFC/CGU – 2008 – Esaf – superior) “.13) a eliminação de “do” prejudica a correção gramatical do período. Questão 11..(Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil .V Questão 5.AFRFB – 2005) O enquadramento pós-estruturalista da teoria da comunicação analisa o modo como a comunicação eletronicamente mediada (o que eu chamo modo de informação) desafia. Questão ( ) O desenvolvimento da textualidade mostra que.F Questão 3. e ao mesmo tempo reforça os sistemas de dominação emergentes na sociedade e cultura pós-moderna.F Questão 6. Na cultura. F. é o produto de “duas ausências”. minorias étnicas/raciais.AFRFB – 2005) IBGE e BNDES mostraram que a desesperança nas cidades pequenas empurra a força de trabalho para as mídias. como o IBGE também já mostrou. essa instabilidade coloca tanto perigos como desafios que se tornam parte de um movimento político – ou se estão relacionados com as políticas feministas. 17/10/2005. 10. Editorial) Questão ( ) A presença de artigo definido feminino singular..

... passa a ser determinada de um modo novo......................AFRFB – 2005) O advento da moderna indústria tecnológica fez com que o contexto em que passa a dispor-se a máquina mudasse completamente de configuração.............................................................................................................................................. esse pensamento crítico investe em seu caráter reflexivo................06 • Estudo da locução verbal e tempos compostos....... (Sylvia G.............................06 • Tabelas verbais .Prof............. Parece-me que pode haver um caminho promissor na perspectiva que busca problematizar não os valores da modernidade........... ou seja................................................................................. In: Tempo Social.......................................... 21 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .... fragmento) Texto II (Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil ............... a partir de Platão e Aristóteles... (Gerd Bornheim.............................. 1 – 2.Julgue os itens seguintes........ no.................................. mas na intensidade com que acontecem................ Racionalidade e acaso......02 • Introdução ao estudo dos verbos ......... que novamente se relacionam com a questão da verdade. vol.................................02 • Estrutura do verbo.............. entende-se usualmente a verdade como sendo o resultado de uma adequação...............03 • Classificação do verbo........................08 e 09 • Lista dos verbos................. verificando-se uma transmutação em sua própria essência.............................................................AFRFB – 2005) Os problemas políticos contemporâneos são extremamente inquietantes e complexos e exigem intensos esforços para sua compreensão...........15 • Exercícios e gabaritos..........16 a 22 “O valor das coisas não está no tempo que elas duram..................................Marcondes Júnior www........................... a verdade pode ser constatada sempre que a idéia que o sujeito forma de determinado objeto coincida com esse objeto............ Antropologia...................................... Por isso existem momentos inesquecíveis....03 • Estudo dos tempos e modos verbais......................... modernidade............................................com Sumário: Textos ESAF /2005......... É que a verdade..................................... tal mudança obedece a certas coordenadas que começam a ser pensadas já na antiga Grécia.................... coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis” Fernando Pessoa Texto I (Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil ............10 a 14 • Estudo da predicação verbal ................... Desde então............................................ Entretanto........................................professormarcondes...................... visando ampliar os ideais libertários e emancipatórios do projeto iluminista....04 • Aspecto verbal. 5..................................................... Ao invés de rejeitar a modernidade............... Questão 1 ..... com adaptações) Análise Morfossintática do Texto............................................................ Garcia....................... mas a lógica das fundações através da qual esses valores foram apresentados com o caráter de verdade que legitimou projetos de dominação em seu interior..... identidade...

mas apresentam vogais temáticas diferentes. (H) É possível afirmar que o verbo ‘coincidir’ está conjugado no presente do modo indicativo. são verbos regulares e com a mesma vogal temática. Estrutura do verbo Uma forma verbal é constituída por: Radical ou lexema: onde se concentra o significado do verbo O radical é a parte e repetida em todas as formas. (I) No texto II. sempre com a possibilidade de referir-se a alguém ou a algo – o sujeito – e de situar-se no tempo passado. Conheça um pouco mais sobre os verbos. cantaste. Vendeste – e – 2ª conjugação ( verbo vender). Já o verbo ‘investir’ tem como desinência a vogal = ‘i’. indica a que conjugação o verbo pertence: Falaste – a – 1ª conjugação (verbo falar). O verbo também é essencial para a ação. Uma sensação: "Ele se apavorou".Prof. Não existe oração sem verbo e. E não só isso. Chove. o verbo pode Eu escrevo/eu escrevi ele escreve / ele escreveu Além disso. cantou Desinência: indica o modo. no texto I e II respectivamente.com (E) Ao analisar os textos I e II percebe-se que os verbos ‘obedecer e investir’. o tempo. 22 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .Marcondes Júnior www. modo.professormarcondes. basta o verbo para que a oração esteja completa: Ganhei! Cheguei. Pode expressar o resultado de uma ação: "Cláudio comprou um livro". sendo que estão conjugados no presente do modo Indicativo. Um sentimento: "Eu não o invejo". o número e a pessoa Falássemos -sse-: desinência modo-temporal (subjuntivo-pretérito imperfeito) -mos: desinência número-pessoal (1ª pessoa do plural) Vogal temática: além de permitir a ligação do radical com as desinências. O verbo ‘obedecer’ tem como desinência a vogal = ‘e’. o verbo ‘mudar’ está conjugado no Pretérito Imperfeito do modo Subjuntivo e tal ação empregada nesse modo indica um fato provável. logo pertence à terceira conjugação. pessoa e número. Os verbos ‘obedecer e investir’ estão conjugados no presente do modo indicativo e são verbos regulares. o verbo ‘ser’ é classificado como anômalo. Gabarito comentado Questão 1 (A) Falso. logo pertence à segunda conjugação. e muitas outras idéias. pois enquanto outras palavras não podem ser conjugadas. a locução verbal ‘começam a ser pensadas’ e ‘pode ser constatada’ tem como verbos auxiliares as estruturas ‘começar a ser’ e ‘pode ser’ e como verbo principal o verbo ‘pensar’ e constatar’ na forma de particípio. (F) No texto I. o verbo expressa ação. às vezes. salvo em caso de verbos irregulares: Cantei. duvidoso ou hipotético cuja ação foi iniciada mas não concluída no passado. Partiste – i – 3ª conjugação (verbo partir). Introdução ao estudo verbal Verbo é a classe de palavra que possui a maior quantidade de flexões: tempo. (G) No texto I. presente e futuro. Isso nos ajuda a identificá-lo. estado.

b) irregular: não seguem o paradigma verbal da conjugação a que pertencem. e) abundantes . Os verbos conjugados no pretérito imperfeito do subjuntivo tem como desinência modo-temporal a estrutura ‘sse’ = mudar. seja ele afirmativo ou negativo.para enunciar um fato momentâneo. . Observação: Os defectivos distribuem-se em três grupos: impessoais. Caminho todos os dias na praça. As irregularidades podem aparecer no radical ou nas desinências (ouvir . Ele viaja para Berlim na próxima semana.professormarcondes.apresentam mais de uma forma para uma mesma flexão.no presente do indicativo só apresenta a 1ª e a 2ª pessoa do plural). 23 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . Vejo belos quadros naquela exposição. estar . Perguntei ao professor sobre a resolução do problema.com Exemplos: 1ª conjugação 2ª conjugação 3ª conjugação Cantar Vender Vir Falar Ver Ouvir Estudar Ter Dormir Classificação dos verbos Tipo de verbo a) regular: seguem o paradigma verbal de sua conjugação.ouço/ouve. estudar.para expressar um fato que ocorre com freqüência. mudasse. d) defectivos: não são conjugados em determinadas pessoas. tempo ou modo (falir . só conjugados nas 3ª pessoas) por eufonia ou possibilidade de confusão com outros verbos. aprovasse. corresse.estou/estão).com valor de outros tempos: Futuro do presente do indicativo. EMPREGO DOS TEMPOS DO INDICATIVO: PRESENTE DO INDICATIVO É usado: . Futuro do subjuntivo Se você se exercita. unipessoais (vozes ou ruídos de animais. São classificados como anômalos os verbos: ser e ir. acendido/aceso. Estudando os tempos e modos verbais É o modo verbal que expressa um fato real. Não almoçaremos naquele restaurante da esquina. estudasse.Prof.Marcondes Júnior www. obterá ótimos resultados nos exames. . Mais freqüente no particípio. Questão 1- (B) Verdadeiro. correr. c) anômalos que apresentam profundas irregularidades. aceito/aceitado. Amanhã faz um ano que nos casamos. aprovar.

. mas não pode denunciá-lo. Nós escrevíamos apenas o necessário. . A testemunha reconhecia o réu.Prof.professormarcondes. . Você ganharia a corrida se o carro não quebrasse. passará no concurso.para expressar um acontecimento duvidoso.na indicação de um fato realizado num instante posterior ao que se fala. . FUTURO DO PRETÉRITO É usado: . Roberto compraria esse celular se soubesse os defeitos apresentados após a garantia? MODO SUBJUNTIVO O modo subjuntivo expressa fatos hipotéticos. . Quando ele estudar.para expressar um acontecimento posterior a um outro acontecimento passado. hipótese. PRETÉRITO MAIS-QUE-PERFEITO Expressa um fato passado anterior a outro acontecimento passado. Ele estudava de duas a quatro horas por dia. . Ele finalmente comprou o carro.Marcondes Júnior www.para indicar um fato habitual. Os antivírus poderão atenuar os danos causados pelos vírus nos computadores? .com PRETÉRITO IMPERFEITO É empregado: . o mesmo que desejara durante tempos. Eu desejava saber se esse carro está à venda. EMPREGO DOS TEMPOS DO SUBJUNTIVO: PRESENTE É usado: . Ela cantaria todas às noites naquela boate.usado em orações optativas (que expressem desejo) Pudera eu conseguir atingir minhas metas. não concluído. Os computadores realizarão cálculos complexos e avançados mais rápidos que os atuais. É necessário que você fale a verdade na delegacia. Se ele comprasse o carro poderia viajar.na indicação de um fato atual incerto.com valor imperativo.para expressar um acontecimento futuro que depende de outro.para expressar um fato passado. Acordei cedo e fui ao mercado. FUTURO DO PRESENTE É usado: . 24 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .com valor de outros tempos: presente do indicativo (atenuação de pedidos) Eu queria um livro de receitas. Estudarás para o vestibular com afinco. PRETÉRITO PERFEITO É usado na indicação de um fato passado concluído. incertos. É usado freqüentemente em orações subordinadas e frases optativas.para expressar dúvida.

conselho.professormarcondes. pestanejar). como -ecer (que indica início: amanhecer. São os aspectos verbais. Coragem! Continue firme. b) se o processo verbal se estende por um período (aspecto imperfeito): Ele janta fora aos domingos.Marcondes Júnior www. anoitecer) ou -ejar (indica repetição: sacolejar. proporcionais. Enquanto não disser a verdade. Talvez eu seja absolvido das acusações.com É possível que ele se encontre com Rosário. É provável que ele cante hoje à noite. Informe aos convidados as normas do evento. duvidoso ou hipotético cuja ação foi iniciada mas não concluída no passado. PRETÉRITO IMPERFEITO: indica um fato provável. MODO IMPERATIVO O modo imperativo expressa ordem. Atenção: os aspectos verbais são marcados geralmente por perífrases verbais ou por sufixos. 25 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . etc. por exemplo. Locução verbal é formada por verbo auxiliar e verbo principal. .em orações adverbiais condicionais. que podem indicar. gerúndio ou particípio. d) ou se o processo verbal está no fim (aspecto conclusivo): Ele acaba de jantar. mas há ainda certas marcações que indicam outras gradações do mesmo. Conheça mais sobre as locuções e tempos compostos. FUTURO Geralmente é usado: . Questão 1- (C) Verdadeiro. Serão premiados apenas os que obtiverem as melhores notas. SAIBA UM POUCO MAIS SOBRE OS VALORES SEMÂNTICOS DOS VERBOS Aspecto Verbal O momento de ocorrência de um processo verbal é marcado pelo tempo. temporais. a) se um processo verbal foi concluído (aspecto perfeito): Ele jantou fora. Sendo que o verbo principal encontra-se no infinitivo. pedido. não defenderei a causa.Prof. c) se ele está no início (aspecto iniciativo): Ele começou a jantar.em orações subordinadas adjetivas.

e) V.o verbo principal do tempo composto deve ficar no particípio. mas ela vale por apenas um verbo. 2º.A no Infinitivo Pessoal ou Impessoal = Infinitivo composto Exemplos: 1-Tenho estudado (VA pres. V. Como classificar os tempos compostos: a) se V. e o verbo que manda. VA + VP = Pret.A no pretérito imperfeito = Pret.professormarcondes.Prof.A + V. Elas devem estar vindo ao curso.P Loc.Ind.A no presente = Pret. Estudo dos Tempos compostos Estrutura: É a soma de verbo auxiliar mais verbo principal.Ind) = Pret. c) V. Elas deveriam ter sido suspensas do curso.composto (do mesmo modo).comp.o verbo auxiliar tem que ser os verbos ter ou haver.perf.perf.A) mais verbo principal (V.P) Os torcedores vão assistir ao jogo. 26 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .com EMPREGO DO VERBO Estudo da Locução verbal Estrutura: É a soma de verbo auxiliar (V.A no futuro = Futuro composto (do mesmo modo).indicativo. O aluno tem estudado muito. Elas irão vir ao curso.composto (do mesmo modo).verbal Importante: A locução verbal é formada por mais de um verbo. é o verbo principal.perf.Comp. d) V. Observações: 1º.A no Gerúndio = Gerúndio composto.Marcondes Júnior www.Perf. b) se V.

v. Os verbos anômalos são os verbos que perdem completamente o seu radical. duvidosa.Subj.P. suj. Os brasileiros ficaram perplexos. Importante: Sempre que houver verbo de ligação. Tipos de Verbo • Verbo Intransitivo (V.Ind) = Fut.Teria estudado (VA Fut. v.Q. O verbo coincidir está conjugado do presente do subjuntivo. Suj + VL + Pred.Comp.M.Comp.professormarcondes.Ind 4-Tivesse estudado (VA Pret.Ind) = Pret. Questão 1- (E) Verdadeiro.Suj.MQP Comp. 5-Terei estudado (VA Fut.Ind. 6.lig.Suj.Pres.Imp. haverá obrigatoriamente predicativo do sujeito.Subj) = Fut.Subj..Comp.Comp.Pres. 7-Tiver estudado (VA Fut.I) • Verbo de ligação • Verbo Transitivo Direto (VTD) (V. v. cabe-nos analisar o verbo quanto à sua transitividade.Ind.Pret.Ind) = Fut.Prof.Perf.Suj Ex. uma característica.com 2. pred. 9-Tendo estudado (VA estudado) = Gerúndio composto Questão 1- (D) Falso.Subj) = Pret. 27 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . ou seja.L) • Verbo transitivo Indireto (VTI) 1) Verbo de Ligação: é todo verbo que liga o sujeito a um estado.Subj) = Pret.lig. 3-Tinha estudado (VA Pret. Porém a recíproca nem sempre é verdadeira.t.Subj 8-Ter estudado (VA Inf. Os brasileiros assistem ao filme perplexos Suj. Suj. É o caso dos verbos ‘ser e ir’ Predicação Verbal: é o estudo das transitividades verbais. Os parlamentares estavam ansiosos.Comp. que representa uma ação hipotética. pred.suj.i obj.Composto.Tenha estudado (VA Pres.Pessoal) = Inf.ind.Marcondes Júnior www.Pret. pred. A característica atribuída ao sujeito por intermédio do verbo de ligação denomina-se Predicativo do sujeito.Imp.

i obj. Isso significa que o verbo intransitivo não exige complemento verbal (Objeto).intr. pred.t.d Loc.ind. v. Suj. v. v. não exige nenhum termo que lhe completa o sentido.dir + pred.i. Os sabias assobiavam no sertão.obj. 3) Verbo transitivo direto (VTD): é o verbo que não exige preposição iniciando seu objeto. com.Marcondes Júnior www. rapidamente. 28 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .ind. obj. v.Prof.dir.intr. sob. de.dir Ele analisou. a nossa proposta.t. + pred.ind DIMP: Dizer que um verbo é transobjetivo é observar a existência de predicativo.d.t.d + obj. até.t.dir obj.t.ind O jornal informa as notícias ao povo v.obj. pred.ind sem. Logo o Objeto será classificado como: Objeto Direto (OD) Os candidatos leram os manuais.obj.i obj. v. As flores chegaram rápido. v. ante. em. v.ind. Suj.obj. Preposições acidentais: conforme.ind DIMP: Alguns verbos podem mudar de significado quando sua transitividade é alterada.dir.t. Suj. visto. Logo o Objeto será classificado como: Objeto Indireto (OI) ►Dica: é importante uma revisão das preposições essenciais e acidentais. Preposições essenciais: a.I): é o verbo que.d. mediante.i obj.d obj. por (per). Os moradores aspiram o ar poluído das grandes fábricas.d. desde.dir.d. v. contra. após.dir obj. segundo. Verbo transobjetivo v. O juiz considerou o resultado satisfatório. v. entre. v. por ter sentido completo. Suj. etc. perante. obj.com 2) Verbo Intransitivo (V. 5) Verbo transitivo direto e indireto (VTDI): é o verbo que exige dois objetos: um deles sem preposição (OD) e outro com preposição (OI) A intuição ofereceu novos cargos aos funcionários v.dir 4) Verbo transitivo Indireto (VTI): é o verbo iniciado por preposição. obj.t. Os moradores aspiram ao trânsito seguro.dir.ind.Modo obj.t.t. trás. consoante. v.t.i obj. como. para. durante.i + obj.Adv. Chamei-lhe de mentiroso. Nunca desista de seus sonhos.i obj. sobre. Elas assistem ao bom filme.professormarcondes.t.ind.t. 6) Verbo transobjetivo: é o verbo que apresenta um objeto e um predicativo desse objeto.

. (E) . O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase: (A).. (E). d) Animais silvestres transportados sem o devido cuidado acabam morrendo.. que inclui o homem. que ocorreu no ano passado... 02.(MPU ........ c) O comércio de animais silvestres é prática ilegal.....Tec Adm 2007) ....quando os raios ultravioleta incidem sobre a derme .. e competindo com elas por alimento.” A frase cujo verbo exige o mesmo tipo de complemento do verbo grifado acima é: a) Grupos de preocupação ecológica investem na proteção aos recursos naturais do país.. (D).2008 – FCC) . a maior alta da década. casas e.Prof. (B). (B) ... 03. e regula a pressão arterial .. (E).... que o Brasil está em rota de desenvolvimento.Marcondes Júnior www. (METRÔ-SP.... (B).. (D) . reprovado por toda a sociedade. nos termos da lei.. (C)As abelhas são 3 mil . o chimpanzé e o golfinho. que deixa esses animais propensos à depressão e à agressividade excessiva.. ficaram mais agressivos .. (C). b) Compete à Justiça a aplicação de penalidades aos traficantes de animais silvestres.. 10% já englobam números espantosos.Tec Orç 2007) . (E) .. que cai na corrente sanguínea .... quantas espécies existem na região? 05-.. vilas inteiras .. O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase: (A) .. às vezes....professormarcondes.. (C) .. o búfalo e o pinus são apenas espécies exóticas. (D) . e a maior parte delas está na Amazônia....... O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase: (A) . (E).. O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase: (A)..... (C) .... grandes pinheiros brotam por toda parte.. eles investem contra carros..... que vivem nas áreas mais profundas do rio . a renda média dos domicílios teve. 04.2008 – FCC ) . (D).. (Prefeitura Salvador -BA. que o verão de 2008 .. O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase: (A). O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase: 29 “Você atrai aquilo no que mais pensa” ...com Questões de provas 01-.. e) Pesquisadores destacam a necessidade de maior proteção aos recursos naturais do país.(TRE/MS . de que elas começam pela estabilidade econômica. elas também causam impactos significativos na agricultura e na saúde humana. mas que chegaram ao Brasil .. 07) … a quantidade de pesquisas científicas sofreu uma explosão.Todos os anos o Brasil perde com o tráfico uma quantia financeira incalculável. (TRF5R 2008 – FCC ) O Brasil abriga 13% das espécies da fauna e da flora existentes em todo o mundo.... (C)... as mulheres estão ganhando salários mais próximos aos dos homens..... entre 2005 e 2006.. o sol ascendeu ao posto de aliado da boa saúde .. que a espécie sofre de um distúrbio psicológico bem conhecido entre os seres humanos .... que surge da recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios . ela filtra dois tipos de raios ultravioleta... (B). 06) (TRF – 2ªRegiao) “. é a estação de alforria do sol.. (D). e aqui encontraram espaço .. (B) Após estudar manadas na Ásia e na África ..

(E) O mistério.. O verbo que exige o mesmo tipo de complemento que o do grifado acima está na frase: (A) . Questão 10 . (D). (C) Galileu iniciou uma nova tradição astronômica.que consomem 46% de toda a gasolina do planeta. (B) A conseqüência dessa descoberta foi profunda .... (TC-SP. A essa flexão do verbo damos o nome de voz verbal... Gabarito Questão 1: E Questão 2: C Questão 3: C Questão 4 : B Questão 5: B Questão 6: E Questão 7: B Questão 8: C Questão 9: E Questão 10: C Estudo das vozes verbais Atenção: Quando um verbo exprime idéia de ação ele pode flexionar-se para indicar quem pratica e quem recebe essa ação.t. que por essas e outras heresias acabou seus dias na fogueira.. de que..dir Voz Passsiva • comportamento do sujeito: o sujeito é paciente (recebe a ação) Provas foram feitas pelo concursando(Passiva Analítica) Lavam-se carros (Passiva Sintética) Passiva Analítica: (Locução verbal + agente da passiva) 30 “Você atrai aquilo no que mais pensa” ..(TJ/PE .. (D) . (E).Marcondes Júnior www. O mesmo tipo de complemento exigido pelo verbo grifado acima está na frase: (A). (AFC/CGU/2006/Esaf-superior) O final do século XX assistiu a um processo sem precedentes de mudanças na história do pensamento e da técnica... e outros adjacentes na Bacia de Santos vem em ótima hora .Tec Adm 2007) . (B) … que segue etapas fragmentadas… (C) Um estudo é uma tese… (D) Ele responde a uma pergunta… (E) Fica com a pesquisa…. Suj.Ativo v. 09... Quadro: Voz Ativa • Comportamento do sujeito: O sujeito é agente (pratica ação) O concursando fez provas. 08. conseqüentemente. com telescópios mais poderosos.. o mundo sofre com a falta de capacidade de refino moderno . no entanto. a da caça aos mundos. para gerar produtos de alto valor ambiental. mas esta é uma tendência que se vem espalhando como fogo em palha. mas alteraria o sentido do verbo assistir e. (B).Prof.2008 – FCC Superior) E . prejudicaria a coerência textual. novos mundos seriam descobertos. permanecia.com (A) … que carne ajuda no crescimento das crianças..d obj..... (C)Outra oportunidade reside em investimentos maciços em capacidade de refino. que existia nos céus....professormarcondes.A retirada da preposição a antes de “um processo” preservaria a correção gramatical da oração..

A criança cortou-se com a faca. Estudo da partícula “SE” 1°Pronome Reflexivo (P.professormarcondes. Compraram-se jóias Mandaram-lhe flores.com Os livros foram lidos pelo aluno. VI. 3° Partícula Apassivadora (PA) A partícula “se”será classificada como P. a literatura carioca já registrava com freqüência o termo samba.A se acompanhada de: VTD ou VTDI Dimp: o antigo O. quando o sujeito sofre a ação que pratica – Dimp: Na análise sintática este “se” é Objeto Direto.Dimp: Na análise sintática a parte integrante do verbo não tem função sintática. v.. Todos se arrependeram das mentiras. corretamente: 31 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . (TRF5R 2008 – FCC) A floresta de 4. 02-. corretamente.Prof. (C)fora registrado.. Os objetos diretos são: “direito” e “outra gratificação” 2° Parte Integrante do Verbo (PIV): Os verbos são tipicamente pronominais.R): a) Com o verbo transitivo direto. Obs.i suj. suj. ou seja. a forma verbal grifada passa a ser. quando o sujeito recebe a ação que pratica. Os alunos olhavam-se no espelho. (D)era registrado. Voz Reflexiva •comportamento do sujeito: o sujeito é agente e paciente da ação.. (A)registrou.2 milhões de quilômetros quadrados é habitada por centenas de milhares de plantas . VL.passivo.Marcondes Júnior www. Questões de prova 01. A senhora levantou-se O rapaz cortou-se b) Com o verbo transitivo direto e indireto e objeto direto explícito. Precisa-se de bons funcionários Aspira-se ao sucesso. Ela dignou-se com os resultados. O deputado reservou-se uma outra gratificação. (E)seria registrada. Passiva Sintética: (apresenta partícula “SE”) Vendeu-se uma casa.2008 – FCC) . (B)devia registrar.da passiva. Transpondo para a voz passiva. 4° Partícula de indeterminação do sujeito (PIS) A partícula “se” será classificada como PIS se acompanhada de: VTI.passivo LV Ag. O réu arrogou-se o direito de julgar.. a forma verbal grifada passará a ser. (1º parágrafo) Transpondo para a voz ativa a frase acima. (Prefeitura Salvador -BA. não podem ser conjugados sem auxilio de pronomes. Dimp: Na análise sintática este “se” é o Objeto indireto.D é transformado em sujeito passivo.

(MPU .Tec Adm 2007) . (D) O pessimista não é inimigo das idealizações. (D) fora visto..) retiraria elementos da escrita usual.. (B)habitou.Prof. (B) retirar-se-ia. (E) tinham sido retirados. 07.Transpondo-se para a voz passiva a frase Os velhinhos viam muito pouca coisa. (D) foi anunciada. (E) foram produzidos. (B) estão anunciando. (E)eram habitadas. (C) foi antecipada.. a forma verbal passará a ser: (A) foram anunciados. (D) teriam retirado. (E) eram vistos. (C) foi anunciado. (B) produz-se. obtém-se a forma verbal (A) teriam sido retirados. (TRF5R 2008 – FCC SUPERIOR ) A frase que admite transposição para a voz passiva é: (A) A prova de que não somos uma coisa só está em cada dia que amanhece. (TJ/PE . (C) tinham visto. (D) são produzidos. (B) é antecipada. (D) tinha antecipado.. (E) foram antecipadas.Marcondes Júnior www. muito pelo contrário. (B) tinha sido vista. (E) anunciou. 05-Transpondo-se para a voz passiva a frase A privação da substância produz sintomas. (C)habitava.. 03. obtém-se a forma verbal (A) é produzida.. (C) A humanidade não tem jeito.. (C) eram produzidos. 04. que antecipam a chegada do elevador. a forma verbal correta passa a ser: (A) antecipa.Passando para a voz passiva a frase A escrita das leis e atos normativos (. (C) seriam retirados. a forma verbal resultante será (A) era vista. (E) Nem tudo está perdido.com (A)habitam. (B) Outro dia recortei da Internet este fragmento de um blog (.Tec Adm 2007) A frase que NÃO admite transposição para a voz passiva é: 32 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . nos últimos meses. Transpondo-se a frase acima para a voz passiva. 09. 06.professormarcondes. (D)tinha habitado. fundos para esses estudos.A comunidade européia e o governo norte-americano anunciaram.). Transpondo a frase acima para a voz passiva. 08.

(D) têm o poder de patrocinar. 10. (B) passam a legitimar. (C) A leitura responsável de um texto sempre considerará a possibilidade de seus múltiplos sentidos. Transpondo a frase acima para a voz passiva. a forma verbal passa a ser. (E) estão para ser descortinados. 33 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . (TRE/PB . 15-. (D) têm passado a se legitimar.professormarcondes. (E) O método dialético estimula.. (D) A maioria dos professores considera tão somente uma solução única para cada problema. (B) podem ser patrocinadas.Analista 2007) A construção que NÃO admite transposição para a voz passiva é: (A) Os astrônomos antigos colocaram-na no centro do universo. a forma verbal passa a ser. 12. Transpondo a frase acima para a voz passiva. a valorização das contradições. (D) Anunciam os cientistas a agonia de nossa Bela Azul. 13-Pessoas físicas também podem patrocinar iniciativas culturais Transpondo-se a frase acima para a voz passiva. obtém-se a forma verbal (A) exercerá. (B) serão descortinados.. 16. (D) Eu teria reservado um melhor arremate para esta crônica.Marcondes Júnior www. 11. (B) Os vegetarianos não fiquem aliviados.Analista 2007) (A) A orientação do nosso ensino deveria contemplar nossa fecundidade indisciplinada. (C) O coração coloca as razões do amor no centro do universo. (C) Tudo isso compõe uma trama de vida e morte. por sua vez. a forma verbal passa a ser: (A) pode ser patrocinado. converte as pessoas em funcionários de turno do sistema.. (A) converteu-se. acima de qualquer certeza dogmática. (D) está sendo descortinada. (B) A mensagem chegou com o título de “A Bela Azul”. (E) A presença da natureza por vezes nos desvia da leitura de um livro. (C) pode ter sido patrocinado. NÃO admite transposição para a voz passiva a seguinte construção: (TRE/MS .com (A) Fiquei observando a construção caprichosa da teia da aranha. (E) terá como exercer.. Transpondo a frase acima para a voz passiva. corretamente.. (E) passam a legitimar-se. (E) A natureza vai explicitando suas verdades o tempo todo. (PM/BA Soldado PM 2007) Transpondo-se para a voz ativa a frase As ações repressivas passam a ser legitimadas pelo referendo da população. (C) vai ser descortinada.Prof. (C) legitimam-se. a forma verbal resultante será (A) passa a legitimar. (E) estarão podendo patrocinar. (B) é exercida..Isto. (C) pode exercer.. (B) Uma revolução na orientação do ensino brasileiro depende de uma combinação de múltiplas iniciativas. corretamente: (A) estão descortinando. O Sudeste está descortinando sua vocação para os serviços. (D) terá exercido. 14-. o indivíduo exerce livremente sua atividade.

Transpondo-se para a voz passiva a frase acima. a forma verbal passará a ser (A) aumenta. (B) usasse. (B) é aumentado. (E) Ele ignorou a importância dos detalhes.Prof. A forma verbal correta e de sentido equivalente ao da que se encontra grifada na frase acima é: (A) tinha sido devido. (C) tinham convertido. (C) será devida. (D) foi adquirido. 22.. 19-. 34 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . (Auditor/CE -2003 – Esaf – superior) Questiona-se também o fato de o crescimento capitalista não estar centrado nas necessidades. (D) Mas nem sempre isso acaba por ocorrer. (E) tem sido adquirida. (E) é devida. (C) Os mais cínicos colecionam “atestados de inocência”.Marcondes Júnior www.Tec Adm 2007) . (B) estarão incluídos. (D) tinha sido usada. aspirações e recursos dos povos e nações. mas na propensão ao consumo daqueles indivíduos e países que têm poder de compra. (E) foram aumentados. (B) foram adquiridos. (E) deveriam ser convertida.A expressão “Questiona-se” pode ser substituída pela forma correspondente É questionado. (C) aumentou. (D) foi devido. (D) terão sido incluídos. (E) têm sido incluídos. (C) tivesse usado.professormarcondes. (D) está aumentando..com (B) é convertido. (C) são incluídos. (D) são convertidas. a forma verbal resultante será: (A) foi adquirida. a forma resultante será: (A) fosse usada. 17-Transpondo-se para a voz passiva a frase Estas adquiriram maior consciência de seus direitos. 18-Transpondo-se para a voz passiva a frase A cesta de bens inclui apenas os alimentos mínimos necessário à subsistência.(TRE/MS . a forma verbal resultante será (A) está incluído.. (C) têm adquirido. que a mudança de comportamento se deve ao colapso da estrutura familiar dos elefantes . pequenos agricultores e assentados também aumentam o problema. 20-NÃO admite transposição para a voz passiva a seguinte construção: (A) O réu jamais admitiu a culpa. (E) tenha sido usada... 21-Transpondo-se para a voz passiva o segmento sublinhado em não haja registro de que alguém tenha usado sua espada para silenciar alguém.. (B) deveria ser devida. Questão 23 . (B) Entraves burocráticos dificultam a distribuição de justiça.

mas com perda significativa na agilidade da comunicação e no andamento das reuniões.” Questão 24 :A expressão “foram inventadas” pode ser substituída. instalar uma tendência irreversível em direção à elevação do nosso Índice de Desenvolvimento Humano. foram inventadas formas mais complexas de captação e governo da energia do vapor. enquanto a maioria se limita à posse de sua capacidade individual de trabalho. Todos concordam que o sistema tributário brasileiro é repleto de distorções e deficiências. meio e fim. Questão25 : A substituição de "é marcado" por marca-se mantém a informação original e a correção gramatical do período. A vida reduz-se a um joguete nas oscilações do mercado. (Auditor –AFRF/2002-Esaf-superior) Adotar o inglês teria a vantagem da neutralidade e da facilidade de interação com nossos colegas de outras regiões. quando se aprofunda o debate. impõe-se. da eletricidade. Em seguida. dificultando a aprovação do projeto. (Auditor/INSS – 2002 – Esaf) O grande desafio do Brasil é assegurar a estabilização econômica conquistada na segunda metade dos anos 90 e. Questão 27: Em “reduz-se”(l. (Auditor/RN-2005-Esaf-superior) O ano de 2003 é marcado pela recessão econômica no Brasil e em vários países do mundo. Gabarito Questão 1:D Questão 16: D Questão2: A Questão 17: A Questão3: B Questão 18: C Questão 4: B Questão 19: B Questão 5: D Questão 20: D Questão 6: C Questão 21: E Questão 7: A Questão 22: E Questão 8: A Questão 23:C Questão 9: B Questão 24 C Questão 10: B Questão 25: C Questão 11: A Questão26 : C Questão 12: B Questão 27 :E Questão 13: B Questão 28: E Questão 14: D Questão29 :E 35 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . não como se emprega no seguinte exemplo: A situação impõe novas regras. pela estrutura inventaram-se. de derivados do petróleo etc. Questão 30 : As ocorrências de “se” em “se concentram” e “se limita” têm a mesma função sintática. do vento etc.2003/2004-Esaf-Superior) Livro tem começo. os conflitos de interesses aparecem. indica que esse verbo está sendo empregado de forma reflexiva. (Auditor –AFRF/2002-Esaf-superior) Desde 1995.com (Auditor/CE -2003 – Esaf – superior) “. Questão 28: O emprego do pronome “se” em “impõe-se”. Foi adotada então uma postura única: haveria três línguas oficiais Questão 26 :Mantém-se a estrutura sintática de voz passiva e a idéia de passividade ao empregar Adotou-se em lugar de “Foi adotada” (AFC/CGU . a partir dela. o “se” é índice de indeterminação do sujeito. da água corrente. porém. Questão 29: Tanto em “se chega” como em “se aprofunda”.6). (Auditor/CE -2003 – Esaf – superior) Os meios de produção e distribuição tornam-se capital à medida que se concentram nas mãos duma minoria.. As grandes narrativas favorecem a nossa visão histórica e criam o caldo de cultura no qual brotam as utopias. Sem utopia não há ideal – sem ideal não há valores nem projetos. o tema é debatido e não se chega a uma conclusão. de forma inarredável e urgente.. quando o governo encaminhou sua primeira proposta ao Legislativo. o “se” indica indeterminação do sujeito.Marcondes Júnior www. Diante desse quadro.Prof.o trabalho humano é substituído por “forças naturais” de animais domesticados.professormarcondes. Como a vida. a adoção de uma ética de co-responsabilidade entre os três grandes setores da vida nacional. sem prejuízo para a correção do período.

07) . de possibilidade que o modo subjuntivo confere ao verbo. A configuração da cidade administrativa. mas preservaria a coerência textual. sobretudo a emergência de países em desenvolvimento como atores importantes no cenário internacional.Marcondes Júnior www. com a globalização exacerbando a competitividade e colocando os Estados de bem-estar social nos corredores de espera de cumprimento da pena de morte. reduz-se hoje ao mero prazer instantâneo derivado. ocorreram mudanças paradigmáticas no modo de se pensar a sociedade e suas instituições. que em si resultaria de um projeto temporal. tratava-se. com a completa ausência de vida industrial. riqueza. provavelmente a tenha marcado. onde tudo gira em função do majoritário segmento da classe média de burocratas federais e locais. de um conceito..2006-Esaf-Superior) O final do século XX assistiu a um processo sem precedentes de mudanças na história do pensamento e da técnica.com Questão 15: B Questão 30 : C ESTUDO E EMPREGO DO VERBO-Questões de prova (Auditor/CE -2003 – Esaf – superior) O capitalismo é o modo de produção em que os meios de produção e de distribuição. (B) ação anterior a outra. como o meio quase mágico que permitiria transpor enormes distâncias.2003/2004-Esaf-Superior) A felicidade. (TST /2008 –Cespe) Pesquisas a constatam doses crescentes de pessimismo diante do que o futuro esteja reservando aos que habitam este mundo.. Questão 06: A partícula “se” (R. (Auditor –AFRF/2002-Esaf-superior) Desde que cheguei a Brasília me intriga o panorama da economia do Distrito Federal. Questão 03 : O emprego do futuro do pretérito em “resultaria” indica que o fenômeno a que essa forma verbal se refere está impedido de ocorrer. 36 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . poderia não sobreviver ao esgotamento natural do modelo de economia estatal. Questão 04 :A supressão do pronome “se”alteraria as relações sintáticas da oração. epidérmico. muitas vezes exercendo papel crucial na busca de soluções pacíficas e equilibradas para os conflitos. (AFC/CGU .professormarcondes. tornam-se mercadorias. como demonstra no final do texto. pois a estrutura da oração admite aí omissão do sujeito. Questão 01 . aliada à da Brasília centro de decisões. de preferência.. apropriadas privadamente. Essa característica. como uma ilha da fantasia. O emprego da forma verbal grifada acima denota. da dilatação do ego (poder. (A) finalidade de uma ação no presente. o autor sugere que sua idéia inicial não se concretizou. (E) ação habitual. gustativo etc.2) por está.1) indica um sujeito indeterminado para o verbo processar. de uma economia do contra-cheque. (D) situação hipotética em relação a um fato no passado. projeção pessoal etc. de materiais e de genética. no contexto.. Questão 05 : Preserva-se a correção gramatical e a coerência textual ao se substituir “esteja” (R. Ao lado da aceleração avassaladora nas tecnologias da comunicação. de artes. assim como o trabalho. (C) certeza futura na realização de um fato.). Questão 02 : Pelo emprego da forma verbal “dependeria”. fantasiosamente. É que a permanência das então futuras gerações de brasilienses na sua terra dependeria das condições de atração do mercado de trabalho local para fixação da crescente oferta de mão-de-obra em geral. no passado. (PRF/2004-Cespe) Não podemos ignorar as mudanças que se processam no mundo.Prof.. como se trata ainda. mas perde-se a idéia de hipótese.) e dos "toques" sensitivos (ótico. condicionada a um fato futuro 08) O temor é que o quadro piore ainda mais em 2004. No primeiro período do texto predominam os tempos verbais do presente por tratar-se de uma definição. Desde o início. (AFC/CGU .

(C) declaração real com um limite determinado de tempo. (B) futura. no contexto.2008 – FCC) . (A) processo em decurso permanente no passado. (C) real. (2o parágrafo) O emprego da forma verbal grifada acima assinala.. (D) ordem imediata.Tec Adm 2007) . (E) situação pretérita 10) Até o fim do século.. em relação a um tempo passado. com isso. que criavam um portal para o mundo metafísico das idéias religiosas. dentro de certo tempo... num tempo presente.Aminstrativo) Ainda que parte da água possa ser reaproveitada… O emprego da forma verbal grifada indica. (A) fato concreto. considerando-se o tempo e o modo em que se encontram. (D) situação transcorrida no passado.Marcondes Júnior www. (C) dúvida real. (C) probabilidade de realização de um fato qualquer. no passado. (E) passado.Téc. (METRÔ-SP. (E) finalidade específica. (D) condição básica.professormarcondes. acreditavam.foram vencidos pela visão de que a chegada das locomotivas transformaria vastas áreas atrasadas em modernos centros de produção. 12-. anterior a outra. indicam. (B) ação realizada em um tempo determinado. também passada. (C) ação habitual. (E) possibilidade de realização de um fato a partir de certa condição. (D) idéia aproximada da realização de um fato atual. (E)condição essencial para a realização de um fato. (D) provável. 11 -(TRE/PB . em relação a um tempo futuro. dependendo de certa condição. seria preciso usar máscaras de oxigênio nas cidades… O emprego da forma verbal grifada acima denota. dizia-se. 09-(TRT . (5o parágrafo) Os verbos grifados acima. considerando-se o texto. (B) hipótese provável.com O tempo e modo verbais em que se encontra a forma grifada acima indicam ação (A) concreta. (B) hipótese realizável. no contexto (A) afirmação categórica a partir de uma situação anterior. (B) prolongamento de um fato que se realiza até o momento presente. Gabarito Questão 1:C Questão: 7 D Questão2:E Questão: 8 D Questão 3 E Questão 9: B Questão 4: C Questão 10: E Questão 5:C Questão 11:A Questão 6 :E Questão 12: B 37 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . (A) fato concreto. no contexto.Prof.

lhe. Tu vens hoje ao Estádio. VTDI.com Morfossintaxe dos Pronomes Conceito Pronome é a palavra que substitui ou acompanha um nome.Direto ou Obj. com quem se fala e do que se fala. nós aprovamos as reformas. por pronomes. Ao nos comunicarmos colocamos tudo em três posições: quem fala. 38 Função Objetiva significa o termo ter função sintática de Complemento Verbal “Você atrai aquilo no que mais pensa” = Obj. lhes.Prof. conosco nos vos vós. sintática de sujeito do verbo. convosco.Indireto ou Complemento Nominal .professormarcondes. Atenção: A subdivisão dos pronomes pessoais em retos ou oblíquos está condicionada à função sintática que tais termos possam vir a desempenhar. Emprego dos pronomes pessoais: 1º Caso: Os pronomes pessoais do caso reto exercem função subjetiva. eles/elas os. denominados Quadro dos pronomes pessoais Pronomes Pessoa Funções Singular Plural eu nós 1ªPessoa emissor – quem fala tu vós 2ªPessoa receptor – com quem se fala ele/ela eles/elas 3ªPessoa assunto – do que se fala Os pronomes pessoais podem subdividir-se em RETOS ou OBLÍQUOS. ela nós nos nós. + pronomes de tratamento. ele. Após todas as manifestações. as pessoas gramaticais são representadas. Classificação Os pronomes subdividem-se em seis grupos dependendo do papel que desempenham na estrutura da frase: ► Pronome pessoal ► Pronome relativo ► Pronome possessivo ► Pronome indefinido ► Pronome demonstrativo ► Pronome interrogativo 1. elas. eles. Função Subjetiva significa o termo ter função Eu viajei para Fernando de Noronha. taxeonomicamente. Vós trouxestes paz para este lar. contigo ele/ela o. consigo. VI e VL. VTI. Ela entrou na minha vida e transformou todos os meus dias. comigo tu te ti. Falar que um pronome desempenha a função de pessoa gramatical significa entender a própria relação entre a linguagem e os seres. convém saber se o verbo é VTD. Revise também Predicação verbal. se si. se si. consigo. a. as.Pronome Pessoal Os pronomes pessoais designam as pessoas gramaticais ou pessoas do discurso. Pois bem. Quadro geral dos pronomes pessoais retos oblíquos átonos tônicos me mim. ► Importante: Para um bom desempenho dessa matéria é necessário conhecimentos de Função Sintática: Portanto aconselho uma revisão da função sintática de sujeito e complemento verbal e nominal.Marcondes Júnior www.

após.d ( me+o ) Preposições essenciais: a. Faça isso por mim Comparecerá perante 39 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . 2°Caso:Os pronomes Oblíquos átonos exercem função objetiva Mandaram-me embora Entregaram-me o documento A vitória parecia-me impossível Adorei-te desde o início Dei-te meu coração Tenho-te muito respeito Busquei-o após a reunião.i o.d. os. tas. mas quando junto a verbos causativos ou sensitivos seguidos de verbo no infinitivo ou no gerúndio. as lho. as vo-lo. nos. as no-lo. com. Informei-lhe as notas A resposta não lhe caiu bem Entrego-a em suas mãos. as mo.com *todos os pronomes em destaque exercem função sintática de sujeito. a. tais pronomes vão desempenhar função de sujeito do verbo no infinitivo. os. a. te. no-los. (o.d o. a. preposição P. os.i o.O.i o. te + o . ma. vo-las Se ele entregar o documento a mim = se ele mo entregar.t.Prof. no-la. por (per). as (o. sem. vo-los. a.i + o.Nominal ► Particularidade do pronome na função de Sujeito = Sujeito Acusativo Obs.O. até. os. lhas. os. contra. da seguinte forma: me + o.d. a. sobre. mos. lhe + o. no-las vos + o. lha.i o. nos + o.i) combina-se com o.T Observe: o pronome oblíquo tônico Pense em sempre está precedido de Referiu-se preposição. sempre serão precedidos de preposição. v. v. a. perante.t. em. os.Marcondes Júnior www.d ( me+o ) ►Dica: é importante uma revisão das preposições Não perdôo os crimes aos maus = Não lhos perdôo essenciais e acidentais. as to.professormarcondes. mas.d). entre. ta. tos.d o. vos. Os pronomes oblíquos átonos desempenham função objetiva. 3ºCaso :Os pronomes Oblíquos tônicos exercem função objetiva e de. lhos.i + o. mandar causativo deixar verbo fazer perceber + P. Entrego-lhe a mão de minha filha Era-lhe impossível ser feliz Pegaram-nos na porta da Faculdade Notificaram-nos o resultado Acertei-vos sem querer Pagaram-vos todas as dívidas *Pronomes na função de Objeto Direto *Pronomes na função de Objeto Indireto *Pronome na função de Compl.A Verbo no infinitivo ou gerúndio Sensitivo ver sujeito ouvir sentir Mandei ela sentar-se à mesa Mandei-a sentar-se à mesa Deixe-me vê-la hoje Ouvi-os reclamando ► Combinações de pronomes Os pronomes me. trás. vo-la. sob. para. lhe. ante. desde.

Prof.professormarcondes. Nós voltamos para ficar Adorei-te. amor.Marcondes Júnior www. ambos ou qualquer numeral.com Falava de Isso é para Busquei a ti no hospital Informo o noticiário a ti Tinham medo de ti Corto a ele com a vidro Entrego a ele o livro A turma é igual a eles Amam muito a nós Disseram a nós várias coisas Agem semelhantemente a nós Função de Obj. Indireto Uso dos pronomes oblíquos tônicos (P. Os professores ficaram satisfeitos (com + nós) conosco.Indireto Função de Complemento Nominal Importante: Os pronomes: ele/a.O.T) contraídos com a preposição “COM” Preposição + P. Obedeço a ti. próprios. mesmos. Função de Sujeito Função de Obj. Sairei (com + vós) convosco Observação: As expressões COM NÓS e COM VÓS são usadas quando os pronomes vêm reforçados por: outros. eles/as. Direto Função de Obj. Irei (com + ti) contigo ao encontro. Evitava falar com nós todos Estamos em paz com nós mesmos Reconciliaria com todos vós Ela sairá com nós dois 40 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .T com + mim = comigo com + ti = contigo O manifestante irá com + si = consigo com + nós = conosco ou com nós com + vós = convosco ou com vós Venham (com + mim) comigo agora.O.Direto Função de Obj. todos. Portanto preste muita atenção na relação sintática entre os termos. Vós deveis continuar Viu-nos após dois anos Refiro-me a nós. nós e vós podem desempenhar função tanto de sujeito (função subjetiva) como de complemento (função objetiva). Eles investiram no estudo Trouxe-os da passeata Nunca assisti a ela.

nos. Tais formas indicam que a ação praticada pelo sujeito reflete-se no próprio sujeito. -z) lo. se. funciona como complemento.I Informo-lhe todas as novidades lhe Adjunto Adnominal O bandido feriu-lhe as mãos Complemento Nominal Amigos. ~) no. nos.A = O. a.A Função sintática P. 41 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . seu. las Levá-las para São Paulo Som nasal (m.A Função sintática Terminação do verbo P. corrigir os textos será fácil complemento do adjetivo fácil * Observe que nesse exemplo a ordem da frase está invertida.D P.Prof. nas Levaram-nas às festas P. vos. os. Mim → é sempre obliquo.O. os.O.I me Mandaram-me embora Disseram-me verdades te Notifiquei-te das mudanças Enviei-te as cartas nos Acertaram-nos com força Entregaram-nos a encomenda vos Admirei-vos Paguei-vos as dívidas P.A) P. as Consoante (-r.as Levei-o até o Congresso Nacional o. tenho-lhes muito respeito O adjunto adnominal tem valor de posse e sempre pode ser substituído por (dele. isto é.O.O.com ►Função sintática dos Pronomes Oblíquos Átonos (P.A Função sintática C. O garoto atirou-se na piscina.A = O. isto é. A ordem direta seria: Corrigir os textos será fácil para mim. adjetivo e o advérbio). sua). Agindo assim.Marcondes Júnior www.a. Você entregou os textos para eu corrigir Sujeito do verbo corrigir Para mim. te. esses pronomes são chamados de pronomes reflexivos. 4º Caso:Emprego das formas eu e mim. isto é. los. volta para ele mesmo.D Vogal o. la. tu te prejudicas ainda mais. Eu → é sempre reto. O complemento nominal sempre estará completando os nomes (substantivo abstrato.professormarcondes. Compl.O.O. Quando isso ocorre.na. só pode funcionar como sujeito.V= O. -s.A = O.Nominal 5° Caso: Pronome desempenhado Função Reflexiva a) Formas me.O. dela.

Em .S. secretários estaduais. Quadro geral dos pronomes de tratamento: Pronome de tratamento Abreviatura Usado em relação singular plural Você v. Falando com um governador. Em geral.ª V.Ex .S. V. requerimentos. dos tribunais de justiça.A. senadores. Arcebispos e bispos Vossa Alteza V.Mag . juízes.AA duques.Prof. todas as demais são empregadas para falar com alguém de maneira respeitosa e formal. familiares as Senhor. _______ papas as Vossa eminência V.Exª. Ex. vv. ministros. prefeitos. ofícios.M. 2ºCaso :com os pronomes de tratamento utilize verbos e pronomes de 3ªpessoa. Errado: Vossa Majestade vos enganais em relação a vosso povo.Srª Srs. usada no tratamento informal. Sua Excelência deveria viajar menos. as Vossa Reverendíssima V. consigo.Em.Revm . Essas duas formas de oblíquos tônicos funcionam sempre como reflexivas. as Vossa excelência V.professormarcondes.Revm . príncipes Vossa Majestade V.ª V. ►Pronomes de tratamento Conceito: São formas pronominais equivalentes a pronomes pessoais. governadores e vice. V. desembargadores. etc. as Vossa senhoria V.Marcondes Júnior www. as Vossa Magnificência V. deputados.ª V.Ex Altas autoridades: presidente da república e vice. Senhora Sr. Reis e rainhas Vossa santidade V.MM. etc.Revmª V. como: correspondências comerciais.Magª. Atenção 42 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . a criança quer tudo para si. membros dos tribunais regionais. Falando a respeito de um governador. Ele sempre leva consigo uma foto da filhinha. Sr Pessoas com as quais se mantém um certo distanciamento respeitoso. Vossa Excelência deveria trabalhar mais.com b) Os pronomes Oblíquos tônicos = si. principalmente em textos escritos.S Pessoas de cerimônia. Sacerdotes e religiosos em geral as as Vossa Excelência Reverendíssima V. VV.Revmª. pessoas intimas. Excluído-se a forma você(s). Certo: Vossa Majestade se engana em relação a seu povo. embaixadores. cardeais Emprego dos pronomes de tratamento: 1ºCaso :uso diferenciado das formas Vossa e Sua Vossa → emprega-se quando se fala com a própria pessoa Sua → emprega-se quando se fala a respeito da pessoa. Reitores de universidades. VV.

Destino do pai ou o destino da garota? Atenção: Para desfazer a ambigüidade nesses casos utilize os pronomes (teu(s). por isso te apoiarei na reunião. Elas seu(s). em certos contextos. por isso te apoiei na reunião. Pronomes de 3ªp. Fernando levou Raquel para sua casa. A garota olhava para o pai sem saber qual o destino dele.Prof. Depois da festa. = verbos de 2ªp. Ela seu(s). Destino do pai Observação: Constitui pleonasmo vicioso usar pronome possessivo referindo-se às partes do próprio corpo: Estou sentido muita dor no meu joelho (poderia sentir dor no joelho de outra pessoa?) 3. Atenção: Fique atento com a ambigüidade. gerar duplo sentido. = verbos de 3ªp.com Não tropece na uniformidade de tratamento: Pronomes de 2ªp. Ambigüidade: as formas seu(a)(s) podem. Pronomes Possessivos Conceito: Os pronomes Possessivos desempenham duplo papel: indicar a coisa possuída e indicar a pessoa gramatical do possuidor. por isso o apoiei na reunião. Correlação entre os pronomes pessoais e os possessivos: Pessoas gramaticais pronomes possessivos Eu meu(s). nossa(s) Vós vosso(s). Verbos e pronome de 2ªp Concordo com você. dela(s) para indicar a 3ªpessoa do discurso). tua(s) Ele. sua(s) Nós nosso(s). Casa de Fernando ou casa de Raquel? A garota olhava para o pai sem saber qual seria seu destino. vossa(s) Eles. Verbos e pronomes de 3ªp Frases corretas 2. sua(s) Ex.Marcondes Júnior www. minha(s) Tu teu(s). Destino da própria garota. tua(s) para indicar a 2ªpessoa do discurso) e utilize os pronomes (dele(s).Eu levo as minhas coisas para o carro possuidor pron.possessivo elemento possuído. A garota olhava para o pai sem saber qual seria o teu destino. Frase errada Concordo contigo.professormarcondes. Pronomes Demonstrativos Conceito: 43 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . Concordo com você.

Características e empregos dos pronomes relativos 1ºCaso:Quem 44 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .  ao contexto. Aquele é musico.  Substituem um termo antecedente.Marcondes Júnior www. Conheço o aluno que entrou na hora certa. essa(s) isso c) Aquele(s). b) O Brasil irá jogar nesse final de semana. Exemplos: Espaço: a) Esta tatuagem que tenho no peito é interessante. 4. c) Aquele rio lá embaixo parece pequeno. c) Marcos e Carla são irmãos.Prof. Contexto: a) A razão da vida é está: ajudar as pessoas. Tempo: a) Este momento é singular em nossas vidas.  ao tempo. b) “É mentira! Foi só isso que ele disse.  Iniciam sempre uma nova oração. b) Esse livro que você carrega é meu. Ex Conheço o aluno. aquela(s) aquilo Os pronomes demonstrativos podem fazer referencia:  ao espaço.  Sua identificação na estrutura da frase é um pré-requisito para o estudo das orações subordinadas adjetivas. substituindo-o no inicio da oração seguinte. os pronomes demonstrativos são cobrados principalmente dentro da interpretação textual. o lugar de um ser. Pronome Relativo Conceito: Os pronomes relativos são aqueles que retomam um substantivo anterior a eles. A prova irá perguntar sobre as referências de um termo em relação a outro.com Os pronomes Demonstrativos são palavras cuja função principal é indicar o posicionamento. Atenção: Caro estudante. c) A injustiça era grande naquela época. O aluno entrou na hora certa. estabelecendo uma relação de subordinação entre elas. Aplicação dos pronomes: 1ºSubstituem um termo comum a duas orações. esta(s) isto b) Esse(s). relativamente à posição ocupada por uma das três pessoas gramaticais. Veja o que você tem que saber:  Esses pronomes exercem um papel fundamental nas relações de vínculo e coesão entre as partes da frase. Principais pronomes demonstrativos Variáveis Invariáveis a) Este(s). está é medica.professormarcondes.

Ninguém sabe aonde você quer chegar. e) O antecedente do cujo funciona como possuidor. 5. O subseqüente do cujo é o possuído. Portanto a idéia de posse sempre acontece da direita para a esquerda. Ex. Há pessoas cuja inimizade os honra. Ex. 6ºCaso:Como a) Antecedentes de maneira e modo. b) Indica lugar aonde.com a) seu antecedente só pode ser pessoa.Visitaremos a casa onde nasceu Bilac. Pronomes indefinidos Conceito: Pronomes indefinidos são aqueles que se referem de modo vago. Pronominais Algum(uns) alguém qualquer um Todo(a)(s) cada todo aquele que Outro(a)(s) nada um ou outro Muito(a)(s) ninguém todo mundo Pouco(a)(s) tudo seja quem for Nenhum(uns) algo cada um Ex.Marcondes Júnior www. Ex.relativo cujo é dada pelo termo regente da oração subordinada adjetiva. 2ºCaso:Que a) refere-se a coisas ou pessoas e ao antecedente mais próximo. Ex. Aquela é a mãe da menina a qual venceu a prova. Ex. 7ºCaso:Cujo a) Só pode ser usado com valor de possessivo e significa dele(a). Ex.Não gastes num dia tudo quanto ganhas no mês. indeterminado.professormarcondes. todo e tudo. A personagem a cujo livro me refiro ganhou o premio. Ex. Ex. à 3ªpessoa gramatical. Variáveis Invariáveis Loc. b) É obrigatoriamente precedido de preposição. b) A função sintática desempenhada pelo pronome relativo cujo só pode ser adjunto adnominal ou complemento nominal c) Nunca se usa artigo nem antes nem depois de cujo d) A preposição que aparece antes do pron. Quadro de pronomes indefinidos e locuções pronominais indefinidas. este é o modo como deves estudar gramática. 3ºCaso:Qual a) refere-se a coisas ou pessoas e ao antecedente mais distante. 4ºCaso:Onde a) equivalente a no qual.Aquela é a mãe da menina que ganhou o prêmio. 45 “Você atrai aquilo no que mais pensa” .Conheça a mulher a quem tanto amas. Prof. 5ºcaso:Quanto a) Aparece após tanto.

com Todo aquele que crê no Senhor será salvo. 6.(indireta) 46 “Você atrai aquilo no que mais pensa” . Ex Quem venceu a guerra dos 7 anos?( direta) Gostaria de saber quem venceu a guerra dos 7 anos.Prof. b)Indiretas – com a palavra interrogativa posicionada internamente e terminadas por ponto final.Marcondes Júnior www. Ninguém veio ao teatro hoje. Pronomes Interrogativos Conceito: Os pronomes indefinidos que. qual. e quanto recebem a denominação particular de pronomes interrogativos porque são empregados para formular interrogações diretas ou indiretas. (indireta). Quantos trabalhadores construíram está escola?(direta) Diga-me quantos trabalhadores construíram está escola. quem. Compramos poucas apostilas para o estudo. a)Diretas – iniciadas pela palavra interrogativa e terminadas por ponto de interrogação.professormarcondes.

que li....“.” secretário começou a suspirar flebilmente Isso sem contar o natural aumento da demanda os nomes dos eleitores.superior) aromáticos. O pronome grifado substitui corretamente.superior) (AFC/CGU . até agora. também com a autoconfiança de quem Questão 6: . demanda argentina por gás.24-25) pode. refino moderno.” que prejudicaria a correção gramatical e a Questão 1: Em “contê-los”(ℓ. se estão esgotando.. nem dos artigos ambigüidades do nosso tempo.. 19). todos estudos mostram que é necessário iniciar deixados ao cabo de alguns anos. para produzir derivados com baixos teores de enxofre e (TSE/ 07/ Cespe.(TC-SP. e contei. tumultos do outro método.. As “. o antecedente “fatores”. nem os artigos que li por esses esse caminho com toda a humildade de tempos atrás pedindo a eleição direta! A quem queria aprender a fazer melhor. Questão 2: Em “autodisciplina lhe” o pronome (TCU / 07 CESPE –Superior) é fator de coesão textual que se refere a “.” tem uma grande oportunidade à frente.Prof. se nada for feito.2008 – FCC Superior) “O Brasil soberana do país.” brasileiro pouco ou nada poderá fazer para Questão 5: A substituição de “no qual” por em contê-los.. 47 . Valeu a pena.Marcondes Júnior Gramática Contextualizada Questões para aprofundamento (AFC/CGU . É curioso imediatamente uma forte redução na que alguns deles coincidissem com os emissão de gases poluentes. “-los” retoma coesão do texto.a questão é outra. Como a vida. “lhe” exerce a função de objeto direto. ao com a diferença entre aquele sossego e os sul de Buenos Aires. Questão 3: A expressão “lhe foram dados” por dois motivos. em dez anos já não teremos mais como reverter o (TSE/ 07/ Cespe. Ao mesmo tempo.superior) processo de degradação da Terra. valia atribuir a um candidato algum pequeno saldo de votos que tirar-lhe os que deveras lhe foram dados pela vontade Questão 8...2004 – Esaf – Superior) Um dia. Oh! ainda rústicas capelas românicas às imponentes agora me não esqueceram os discursos que catedrais góticas. mas eleição direta era a salvação pública. posto argentina por gás (2º parágrafo) que censitários.. a grande fonte.. Mais do que com (R.) artigos lhe permitiu mergulhar mais fundo na que li” da seguinte forma: não me esqueço confusão da nossa realidade. Estas reservas lhe algumas eleições antigas. confirma-se Um dos eleitores veio a mim e por sinais me fez em nosso hemisfério a cruel realidade de compreender que estava entusiasmado que as reservas de gás de Bahia Blanca. Questão 4: Na expressão “contei-lhe” (R. pela razão especiosa de que mais gramatical do texto. Chico Buarque percorreu ouvi. o governo brotam as utopias. achei que tinha razão..” nossos de um e de outro mundo. Estas Questão 7: A substituição de “que” (R. poucos.2004) (AFC/CGU – 2008 – Esaf – superior) “Livro tem começo. ser mundo sofre com a falta de capacidade de substituída por foram dados a ele. Nisto o têm sido.7) por os cédulas eram depois apuradas com as quais preserva a coerência e a correção outras. De acordo com muitos “tempo” cientistas. nas dos discursos que ouvi. considerando-se o contexto. caso se reescreva romancista. sem prejuízo para a dificuldades de exploração e de extração.. meio e fim. também Isso sem contar o natural aumento da por sinais. Os Vários processos foram experimentados. Eu. A autodisciplina o trecho “me não esqueceram (.. o correção gramatical do período. Estas comparada àquela que vai das delicadas e passaram a ser de um só grau.A correção gramatical e as idéias sabia que podia se tornar um mestre originais serão mantidas.Qualquer que seja o efeito prático desses grandes narrativas favorecem a nossa visão fatores sobre as exportações brasileiras histórica e criam o caldo de cultura no qual para o mercado americano. apareceu a Lei Saraiva destinada a A distância entre ambas talvez pudesse ser fazer eleições sinceras e sossegadas. (TSE/ 07/ Cespe.22). Presentes.

.Marcondes Júnior Gramática Contextualizada (A) as dificuldades de exploração e extração de O caráter ético das relações entre o petróleo. (E) à possibilidade de convivência pacífica nos Questão 12: (MPU .. Questão 13: (PM/BA Soldado PM 2007) Está correto assinale a opção correta.. ainda que não cientistas descobriram. . em (C) a produção de derivados com baixos teores sua primeira versão. sabe tecer. mas tem entre alguns tipos de primatas. (D) a grande oportunidade comercial que o civis.. o orienta. transportaram-nas... limitavam a ação do Estado Brasil tem pela frente.. pronome correspondente. gás... “aqueles” refere-se a (B) às conclusões inesperadas a que chegaram “direitos políticos” alguns cientistas... Os fins de seus são inerentes ao ser humano.. “o” refere-se a “cidadão” considerando-se o contexto. o autor nos transportá-los. (C) de transportar os executivos = de (D) A necessidade de escrever. a) Em “o orienta” .2008 – FCC) “Ajudar uma políticos e sobretudo sociais. “este” refere-se a (A) aos gestos de solidariedade característicos “Estado” do homem. em especial na (E) a exportação de gás da Argentina para o qualidade que este tivesse. 2003) Em relações aos elementos que constituem a coesão do texto abaixo. (E) A comparação .. (1º parágrafo) suficiente.” nela. são ditadas (A) prejudicando o andamento dos negócios = pela necessidade de viver e de morrer. ser grato a idealmente – a fazer mais do que quem presta algum tipo de favor. é compreendida (D) transportaram 40 mil pessoas = como uma lei também natural. entre uma teia de aranha e um texto não deixa de ser justificável Questão 11: (ESAF. AFRF.. c) Em “aqueles passam”. de Brasil. armas pode contar essa aranha. se vale a aranha para tecer sua grifado abaixo está substituído pelo teia são praticamente invisíveis. como direitos de enxofre e aromáticos.Prof. . d) “sua ação” e “seus atos” remetem ao (C) ao comportamento moral descoberto em mesmo referente: “proprietário” grupos de primatas. confessa ao fim do texto... Por isso um aumento da qualidade de vida. o emprego da expressão sublinhada na frase: 48 . (C) Pergunto-me .. b) Em “este tivesse” . Os direitos humanos. cidadão e o poder está naquilo que (B) o esgotamento das reservas argentinas de limita este último e.. afora os fios da magnífica teia que (B) criar um meio rápido = criar-lhe. proprietário. sobre o indivíduo. fazer as limitar o governante: devem pazes após uma briga – gestos como esses orientar sua ação. é INCORRETO. mesmo.. foi com surpresa que os cientistas que não se esgota na linguagem descobriram que eles também são comuns dos direitos humanos. o cronista estabelece (E) usava locomotivas a vapor = usava-as... resultam de atos devem estar direcionados a seus valores morais e éticos.. de modo (B) As mais duras leis da natureza. prejudicando-o. e) “sua condição” refere-se a “um aumento na (D) à existência da capacidade de raciocínio qualidade de vida” detectada em primatas.. mais que isso. sua condição Por isso mesmo. em: impossível para nós combater. com que preenche corretamente a lacuna da seguinte frase Questão 10: (METRÔ-SP. foi com surpresa que os necessária.. Com a extensão dos direitos humanos a direitos Questão 9 : (METRÔ-SP.. ao menos. O pronome grifado acima se refere. aqueles passam – pelo menos pessoa que está em apuros..Tec Adm 2007) A expressão grupos desses animais..2008 – FCC) O segmento (A) Os fios .

dos nossos recalcados desejos... revelam.. o autor demonstrou (D) na qual se tem o registro...Marcondes Júnior Gramática Contextualizada (A) A aversão com que alguns demonstram (C) Não será o rosto da amada. (E) Os argumentos dos quais se prende o autor (E) Medidas preventivas provocam efeitos de do texto incluem os que ele considera cuja eficácia ninguém duvide identificados com as chamadas “razões do coração”. que preferência.. mas a da TV. é imprescindível.. Questão 19: (SEPLAN/MA – BOMBEIRO 2006) Está Questão 16: (TRE/PB .. sido não a do cinema. sobretudo as da meninice.Analista 2007) Está correto o numa família em que ler romances e emprego do elemento sublinhado na frase: assistir a filmes (.) não era considerado (A) A relação significativa cuja se demonstrou uma perda de tempo permanecerá na pesquisa se dá entre o comportamento formalmente correta caso se substitua a violento e a audiência à TV. cujos efeitos trata o autor do texto. (B) O universo. índices de violência eram bem menores.Analista 2007) A frase Cresci Questão 17: (TJ/PE . (C) A invenção moderna mais astuciosa. de cujo a Terra já foi (B) Os fatos violentos de que se deparam as considerada centro. demonstrou sua para o segmento destacado acima. Questão 14: (TRF 4ª . expressão sublinhada por (B) A insubordinação básica em que se refere (A) aonde... complexo do que supunham os antigos (C) O autor refere-se a um tempo em cujo os astrônomos. em que muitos fazem natureza. de cuja pela prevenção é incompreensível.Prof. revelou-se mais crianças multiplicam-se dia a dia. 49 . o (E) A conclusão de que nossa sala é uma jaula. o autor do texto derivaria da insatisfação (B) para a qual.. radical. (C) em cuja.... com cujo nos Questão 15: (TRF 4ª . . com que chegou o autor do texto. está correta e que não prejudica o sentido (D) As experiências da vida comum. (D) O filósofo considerava uma aberração a (C) É injustificável a má vontade de que muitos leitura de um livro à qual nos manifestam diante da prevenção. (A) As ficções. (A)) É nociva a exposição às cenas de violência em cujo o filhinho está dormindo? a que estão sujeitas as crianças. teria (E) da qual. .. se extraordinárias ao ganhar forma (B) da qual a notícia foi dada. (C) que a notícia foi veiculada.Analista 2007) A expressão acostumamos. . (D) O hábito do zapping.Analista 2007) Está correto o correto o emprego da expressão emprego do elemento sublinhado em: sublinhada na frase: (A) Para esses pais. não marcaram-no para sempre. dispensássemos de contemplar a beleza da (D) A prevenção.. deixa de ser bastante provocadora e (B) O exemplo de “O Caçador de Pipas”. é um dos responsáveis pela com que preenche corretamente a lacuna abertura rápida de janelas sobre o nosso da frase: devaneio. ausência nos ressentimos. autor tanto conviveu e se impressionou.. artística.. o centro do (B) A prevenção é uma medida de cujos bons nosso universo? efeitos todos devem apoiar.... (A) cuja existência se conhece. já em seus primeiros contatos Considerado o contexto. é: gente não atribui valor especial.Analista 2007) Em 1766 surge se universaliza. o centro não será o berço. pelas ficções prova sua convicção quanto à (E) de que a notícia chegou até nós... é um caso de particularismo cultural que imediatamente Questão 18: (MPU ... contra os vadios das Minas a primeira (C) A “mágica da ficção” é um efeito artístico investida oficial de que se tem notícia. verdade expressa pelas artes. questão de ignorar. de (D) dentre à qual. muita original. (E) O entusiasmo . ... uma outra redação com esse universo. o autor.. devemos atentar.

a Terra é exacerbadas e incontroláveis. vêem-lhes .. uma Copa do Mundo. comparável à que lhe desperta história narrada.. essenciais para a sua formação de leitor. o norteiam (E) Se te prevines. ensino.... (D) A expressão “família brasileira padrão”. (A) Na família do autor. para lhe é o dever que nos compete.. decepção.Tec Adm 2007) Quando a resta agora é buscar preservar a Terra de aranha tece sua teia. lhes vêem . se pode imaginar é.. (A) revolucioná-lo . norteiam 50 .a julgando - (E) a faz -os vêem -deles preservar a ela Questão 22: Está correto o emprego de ambos os Questão 25: (TRE/MS . devemos preciso despir nosso sistema de ensino dos repudiá-la. Evitam- fios muito finos. prevenir-lhes.. (A) prejudicamo-la . trata o texto talvez cujo valor ninguém contesta.. nos casos de iminente violência.. desvencilhar-se desses fios. (C) Quem aceita a barbárie. agradou. mas tanto já prejudicamos a Terra. policial. exercer. que o que Questão 21: (MPU .... ela faz sua teia com outras deletérias ações humanas.. respectivamente. preservá-la deles (D) a prejudicamos . os torcedores se deixam arrastar. não precisarás preocupar-se (B) o revolucionar .Analista 2007) Está correto o (E) As mudanças sociais de cujas o autor está emprego da forma sublinhada na frase: tratando pioraram a qualidade de vida. bela. deles (B) prejudicamos-lhe . dos preservar mesmos (C) a prejudicamos .Marcondes Júnior Gramática Contextualizada (D) As tensões urbanas à que se refere o autor já estão banalizadas.julgando-a - (D) lhe faz .Prof. se refere o autor. quem Evitam-se as viciosas repetições do trecho lhe rejeita. expressão de que preenche corretamente (B) Quando o autor leu o romance “O Caçador a lacuna da seguinte frase: de Pipas”. acima substituindo-se os segmentos (D) Diante das autoridades.. numa Copa do Mundo. pede a punição do responsável.despi-lo . (E) Rememorando os hábitos de sua família. revolucionar nosso sistema de ensino. nós alimentávamos em do texto. e não conseguem substituindo-se os elementos sublinhados. romances eram lidos livremente.. (C) Muitos depreciam as ficções ►►não o autor (B) A expectativa ... são Questão 24: (TRE/PB . devemos cobrá-las sublinhados... despi-lo -lhe com as situações sem remédio. de cujas páginas tanto se (A) Nenhuma paixão . ...lhe (B) a faz -vêem eles . não exclui a pareçam incompreensíveis para outros possibilidade de se admirar o gênero povos.. preservá-la daqueles (E) prejudicamo-la . seria (B) Se a violência é indiscriminada. nem mesmo para ele louva-lhes o autor como estímulos parece fazer muito sentido. de ensino tem falhas estruturais. todos também assistiam-nos com grande Questão 20: (TRT/6 . (E) As emoções .Analista 2007) Nosso sistema pronomes sublinhados na frase: (A) Não basta pensar na prevenção. por as providências para. de (C)) As paixões . a julgando - respectivamente. Questão 23: (TRF 4ª .julgando-lhe - (C)faz ela -os vêem . que lhes considera essenciais relação a esta Copa resultou em franca para a formação de um indivíduo. por preservar-lhe (A) faz-lhe .julgando-a .Analista 2007) Sim.. quanto aos filmes.Téc Jud . respectivamente. submetendo-a à execração dogmas que norteiam nosso sistema de pública. julgando a Terra indestrutível.A Adm 2006) A interesse.. absorveu o sentido universal da para ele. por Evitam-se as viciosas repetições da frase acima substituindo-se os elementos sublinhados. (D) Admirar um romance de Dostoiévski. legitima-lhe. de modo que os insetos se as viciosas repetições da frase acima não vêem esses fios.

não há porque relegar-lhes a um segundo plano. (D) transformamos o ídolo = transformamo-lo. Questão 30: (TCE/PE – Ag Comun 2006) O segmento lhe grifado está substituído pelo pronome correspondente de modo INCORRETO Questão 27: (TRT/20 . está seja verdadeira. equivalente. de modo INCORRETO.Prof. mantêm-lhe (C) comentar-lhe acrescentou-lhe. jogos da Copa do Mundo. no (B) a tomar decisões = a tomá-las. feita de modo INCORRETO em: d) As pessoas Afastaram-se daquele pacote suspeito. durante uma Copa.despir-lhe . realizou uma pesquisa.lhe acrescentou . a) Em se tratando de denúncias contra (E) que sustentam todo esse esquema = que o funcionários do alto escalão. se retirando adorá-las. lhe de uma Copa. na (E) a comentar . contra a seleção essa pesquisa elementos de sua convicção que. imediatamente. afinal de contas.a tornam por mais intensas que sejam as emoções (B) a comentar . (B)) alcança um número infinitamente maior de pessoas = alcança-lhes. utilizem. correto o emprego de ambas as formas no sublinhadas na frase: (E) o revolucionar .Téc Jud.o norteiam (A) Assisti ao jogo. tornam (E) Os homens ligam a televisão. Questão 31: (Aux.Marcondes Júnior Gramática Contextualizada (C) revolucionar-lhe -despir-lhe - o norteiam Questão 29: (TRT/6 . que tornam essa pesquisa ainda numa Copa do Mundo. nada o sustenta. (D) para enfeitar o palácio de Buckingham = (B) sem desembolsar nenhum centavo = sem para enfeitá-lo. (E))o empresário poderá vincular sua marca = a)O guarda chamou-nos a atenção para os poderá vincular-lhe. grifados abaixo. tornam.tornam-a o olhar nela sem piscar. (C)) Sem explicar o porquê de tanta indiferença. Evitam-se as viciosas repetições da frase acima muita gente. 51 .acrescentou-lhe . (B) Queria saber porque algumas pessoas ao comentar essa pesquisa. b) Quantas lágrimas se derramaram pelo jovem Questão 28: (TRT/6 – AUX JUD 2006) A substituição casal! de segmentos do texto.Analista 2007) Jeffrey Johnson crianças não me permitiu concentrar-lhe.acrescentou-a . mas não o dei toda a atenção que queria. jovens. desembolsá-lo. completo. c) Ninguém nos convencerá de que esta notícia pelos pronomes correspondentes.despir-lhe -norteiam. (A) o hábito de adorar coisas ou pessoas = de e) O vizinho cumprimentou o casal./ TRF/ESAF) Assinale a frase (D) também podem patrocinar iniciativas em que o pronome oblíquo átono está culturais = podem patrociná-las. colocação dos pronomes oblíquos átonos.A Adm 2006) Está (D) revolucioná-lo . (A) comentá-la .A Adm 2006) O termo somente em: grifado está substituído por um pronome (A) tem justificativas históricas = tem-nas. ignora-os por segundo a ordem em que se apresentam. nada lhes afasta de (D) comentá-la . mais instigante aos olhos do público. (C) que oferecem geralmente abatimentos = que os oferecem. seu posto. lhes representa pessoal. por (D) Os laços familiares são importantes. segmento: (C) para encontrar plantas exóticas = para (A) que utilizem parte do dinheiro = que a encontrar-lhes. tornam. e o autor do texto. Jud. pois a correria das Questão 26: (TJ/PE . Questão 32: (BRB/IDR) Assinale a sentença em (C) até despertar a atenção dos acadêmicos = que foram respeitadas as regras de até despertá-la.Téc Jud . incorretamente empregado. acrescentou a torcem contra seu país. enquanto transcorrem os substituindo-se os elementos sublinhados.acrescentou-lhe . (E) percorria o mundo = percorria-o.

CHAGAS) esclarecedoras. em hipótese alguma. se compram os mais variados por um pronome pessoal oblíquo resultaria artigos.. assinale a e) Em “fica difícil fazer o mesmo”. b)Meu pai trouxe-o de Londres e pediu-lhes b) se lembra/me disse/procurei-o. a) O que lhe contei é a pura verdade. b) Em “onde menos se imagina”. sintática de oração subordinada desenvolvida. c)Fui eu quem falou-te daquela vez. d) Não se esqueça de consertá-lo e de devolvê- lo o quanto antes. ênclise. c) alegrar-nos-íamos/atendêsseis- d) Restrigirei-me a mencionar fatos que nos/solicitamos-vos. Questões Gerais da 4ªaula d)Os quinze minutos atropelaram-se. pronome pessoal oblíquo resultaria em: b) Passada a surpresa. verbal no particípio rejeita a posição de b) Nunca repita-me tal coisa. a) Se o considerasse incapaz. e) lembra-se/me disse/procurei-o. correto quanto à colocação do pronome pessoal oblíquo átono. em: Os cargos executivos monopolizam- b) Dizia-se que ele enlouquecera. seus filhinhos e a secretária já o esperavam cantando “parabéns para 2 F 12 C 22 B 32 A você”. borocochô. cabendo aos d)A estátua que dedicaram-lhe é de pedra. nem d) se lembra/me disse/o procurei. c) lembra-se/disse-me/o procurei. todos voltarem-se contra ele.CHAGAS) Nem sequer______das coisas que______quando________. a) Em “não tem permitido que se explique”. c)Não o aceitariam. vereadores acatá-la ou recusá-la”. Quanto________se___________no ponto b) Jamais entregar-lhe-ei a fita gravada a que se que__________. pouco b) alegraríamo-nos/atendêsseis- importando-se com o fato inevitável de nos/solicitamos-vos. assinale a descrição gramatical incorreta. Questão 36: De acordo com a norma culta. Questão38 (F. c)Engasgado.C. e) nos alegraríamos/ nos atendêsseis/vos Questão 33 (ATCL-DF/IDR) Indique o período solicitamos. ainda se sentiu mais fica difícil fazê-lo. 3 V 13 E 23 B 33 D 4 F 14 B 24 D 34 B 5 V 15 A 25 A 35 B 52 .Marcondes Júnior Gramática Contextualizada impedia de divulgar informações Questão 37: (F. c)Lhe contou tudo que sabia. 1 V 11 E 21 E 31 E e) Sua mulher. substituição do objeto direto por um a)As crianças também se tinham esquecido. Questão 34: Assinale a frase incorreta quanto à ocorre próclise pronominal porque a forma colocação de pronomes átonos. solicitamos. nos/solicitamos-vos. deixar-se-iam enganar. atenções”. d) Em “é do prefeito a iniciativa. a construção incorreta. referiu o delegado durante o inquérito. a próclise é d) Alguém me disse para ficar aqui. a substituição do objeto direto a) Nesta loja. é e) Quem obrigou-te a assinar aquele gramaticalmente inaceitável a colocação documento? pronominal de próclise às formas dos verbos acatar e recusar. não confessou-lhe toda a verdade.C. c) Já se pôs o sol no horizonte. nas. jamais dar-lhe-ia tal incumbência. lhe a) alegrar-nos-íamos/atendêsseis- disse o acusado em alto e bom som. obrigatória por tratar-se de estrutura e) Sempre me lembro dela com carinho.Prof. Questão 35: Assinale o item que apresenta pronome c) Em “os cargos executivos monopolizam as átono colocado corretamente. Questão 39: Com relação a colocação pronominal. a) se lembra/disse-me/procurei-o. que não deixassem-no estragar. relacionam-se diretamente à matéria d) nos alegraríamos/ atendêsseis-nos/vos tratada neste relatório.

Marcondes Júnior Gramática Contextualizada 6 V 16 C 26 A 36 C 9 A 19 A 29 C 39 A 7 F 17 C 27 E 37 E 10 B 20 C 30 C 40 B 8 B 18 A 28 B 38 D 53 .Prof.