You are on page 1of 1

28 de janeiro de 2011 Geral Folha da Fumaça 11

Criciúma é a 4ª cidade que mais criou emprego em Santa Catarina Como fazer para chegar a
Criciúma ficou na 4ª po-
sição no ranking das 10
gas) e Blumenau (7.837
vagas). Os números são
setores, terciário e in-
dustrial, estão com inú-
Jaraguá do Sul ( 4.350
vagas); Itajaí (3.996
um dos mais lindos balneários
cidades catarinenses que
mais criaram empregos
do Ministério do Traba-
lho e Emprego (MTE).
meras vagas a serem
preenchidas”, disse o Di-
vagas); Palhoça ( 3.783
vagas); São José (3.193
do Sul de Santa Catarina?
em 2010, atingindo um “Esses números, ao retor de Desenvolvimen- vagas) e Brusque (2.655 Turistas e veranistas que localidade de Urussanga
saldo de 4.851 vagas. mesmo tempo que ex- to da prefeitura de Cri- vagas). Com isso, o planejam passar o final Velha, um percurso que
Joinville lidera o ranking pressam a dinâmica ciúma, Joselito Pizzetti. estudo revelou que o de semana no Balneário aumenta em torno de
com 11.237 vagas de econômica da cidade, Segundo o MTE, a cida- estado de Santa Cata- Esplanada, em Jagua- 11 quilômetros”, diz um
empregos, seguida por poderiam ser bem me- de de Criciúma superou rina criou, em 2010, runa, devem ficar aten- motociclista que tenta-
Florianópolis (8.583 va- lhores, visto que ambos Chapecó (4.753 vagas); 111.724 empregos. to para os desvios. O va chegar ao balneário.
acesso principal continua A chuva bloqueou a es-
interditado. A água pro- trada geral de acesso
Defesa Civil decreta situação de emergência veniente das enxurradas ao Balneário Esplanada,
dos últimos dias ainda entre Jaguaruna e Içara.
em 59 municípios de Santa Catarina continua bloqueando a Na região da ponte do rio
estrada. O problema pe- Urussanga, a água inva-
Conforme noticiou a momento, foram conta- distribuiu ontem (25) ces- Joinville, Imaruí, Maraca- gou de surpresa o moto- diu a pista e bloqueou
Agência Brasil, as fortes bilizadas 23.997 pessoas tas básicas, água potável, já, Mirim Doce, Morro da ciclista e motoristas que o trânsito. Pelo menos
chuvas em Santa Catari- desalojadas, 1.926 desa- kits de limpeza e colchões Fumaça e Nova Veneza. tentam chegar ao bal- dois caminhos alternati-
na levaram a Defesa Ci- brigadas e cinco mortes. para famílias de dez mu- O Instituto Nacional de neário. “Não sabia que a vos são viáveis. Pela BR-
vil a decretar situação de Os serviços de abasteci- nicípios atingidos pelas Meteorologia (Inmet) pre- estrada estava bloquea- 101, o acesso pode ser
emergência em 59 mu- mento de água e ener- chuvas. Para amenizar vê para o dia de hoje (26) da por águas da chuva do por Morro Grande. Ou
nicípios, entre eles, Bal- gia elétrica foram danifi- os prejuízos, o governo céu nublado com panca- último final de semana. pela SC-444, na região
neário Barra do Sul, Bom cados. Ao todo, 907.181 do estado liberou R$ 460 das de chuva e trovoadas Agora para chegar até de Pedreiras, é possível
Jardim da Serra, São João pessoas foram afetadas mil a esses municípios - em todo o estado. A tem- Esplanada tem que voltar ir por Urussanga Velha,
do Sul, São Martinho e pelas chuvas no estado. Araquari, Criciúma, Cocal peratura pode variar de 34 para pegar o acesso por mas com um grande
Morro Grande ou ir pela aumento do percurso.
Santa Rosa do Sul. Até o A Defesa Civil do estado do Sul, Jaraguá do Sul, graus Celsius (ºC) a 14ºC.

30 de Janeiro Dia Mundial de Luta Contra A Hanseníase


A hanseníase é uma das mais antigas doenças que acomete o homem. As referências mais remotas datam de 600 anos Antes de Cristo, e procedem da Ásia,
que, juntamente com a África, podem ser consideradas o berço da doença
A hanseníase é uma doença causada pelo Mycobacterium leprae, bacilo descoberto em 1873 pelo médico Amaneur Hansen, na Noruega. Em homenagem ao
seu descobridor, o bacilo é também chamado de Bacilo de Hansen. O bacilo de Hansen é uma bactéria que apresenta afinidade pela pele e nervos periféricos.

Sinais e sintomas
- Sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades;
- Manchas brancas ou avermelhadas, geralmente com perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e tato;
- Áreas da pele aparentemente normais que têm alteração da sensibilidade e da secreção de suor;
- Caroços e placas em qualquer local do corpo;
- Diminuição da força muscular (dificuldade para segurar objetos).

Como se transmite?
Os pacientes sem tratamento transmitem a doença por secreções nasais, gotículas da fala, tosse, espirro. O paciente em tratamento
ento regular ou que já re
re-
cebeu alta não transmite. A maioria das pessoas que entram em contato com estes bacilos não desenvolvem a doença. Somente um pequeno percentual,
em torno de 5% de pessoas, adoecem. Fatores ligados à genética humana são responsáveis pela resistência (não adoecem) ou suscetibilidade (adoecem). O
período de incubação da doença é bastante longo, variando de três a cinco anos.

Como tratar?
A hanseníase tem cura. O tratamento é feito nas unidades de saúde e é gratuito. A cura é mais fácil e rápida quanto mais precoce for o diagnóstico. O trata-
mento é via oral, constituído pela associação de dois ou três medicamentos e é denominado poliquimioterapia.

Como se prevenir?
É importante que se divulgue junto à população os sinais e sintomas da doença e a existência de tratamento e cura, através de todos os meios de comunica-
ção. A prevenção baseia-se no exame dermato-neurológico.

Município de Morro da Fumaça


Secretaria Municipal de Saúde
Departamento de Vigilância Epidemiológica

Consultório Odontológico Abastecimento


GNV
Dra. Suéli Guglielmi
Cirurgiã Dentista - CRO 10171

3434-3510 email postoguglielmi@brturbo.com.br 3434-4880


Rua 20 de Maio, 26 - ( Em cima da loja Valdemar Móveis) - Centro - Morro da Fumaça Rod. SC 443 S/N - Bairro Bortolatto - Morro da Fumaça
umaça (Trevo de Acesso Criciuma)