simuladão

III. A partir de 2000, com a transição praticamente concluída para a economia de mercado, um novo governo assume o país com o objetivo de recuperar sua economia e recolocá-lo no lugar de potência mundial. Associouse à Otan, aproximou-se do G-7 e deu início a suas negociações com a OMC. A estabilidade política foi obtida à custa de forte repressão às minorias insatisfeitas. Os textos apresentados ilustram três momentos da recente história política e econômica de um dos maiores países do mundo. Hoje, na condição de país emergente, quer mostrar ao mundo que ainda é uma potência e que tem muito mais a oferecer do que seus recursos minerais abundantes. Tem um precioso corpo científico, um elevado padrão educacional, mão-de-obra abundante e grande qualificação, ávida por trabalho, pelo consumo. Assinale a alternativa que identifica esse país. a) China. b) República Tcheca. c) Alemanha Oriental. d) Federação Russa. e) Sérvia. QUESTÃO 29 Assinale a alternativa que encerra a denominação das porções em que se dividem o mapa a seguir e suas respectivas características. QUESTÃO 31 Representantes políticos da Organização declaram que não reconhecem este país como uma economia de mercado, capitalista portanto. Alegam que a macroeconomia é controlada pelo Estado e que a descentralização ocorre apenas na esfera microeconômica. A inserção do país na OMC não avaliza o sistema capitalista que pretensamente declara ter abraçado. O capital externo atua restritamente em algumas porções do país. O Estado é o grande sócio empresarial. Apesar de seus espantosos investimentos em infra-estrutura e da sucessão de crescimento sem igual na história, o país priva a maior parte de seu território e a maioria de sua população da liberdade política e econômica. Esse caráter peculiar de gestão econômica, abarcando teoricamente dois sistemas de produção de orientação antagônica, contrapõe-se à Organização, que se amplia a passos largos, concilia inúmeras línguas, padroniza políticas monetárias, promove o desenvolvimento, apesar de não ser uma unidade no que tange à política internacional. Trata-se de um corpo robusto, com muitas cabeças que pensam diferente. O texto apresentado faz referência a um país e a uma Organização. Assinale a alternativa que os identifica corretamente: a) Estados Unidos e Nafta. b) China e União Européia. c) Brasil e Mercosul. d) Israel e Opep. e) Inglaterra e Otan. QUESTÃO 32 O mapa a seguir ilustra um grave problema ambiental relacionado à Amazônia Legal. Assinale a alternativa que encerra a denominação correta desse problema: d) fazer do Curdistão um Estado independente, alinhado com os Estados Unidos. e) implantar no Iraque uma ditadura militar pró-Ocidente, nos moldes do regime existente no Paquistão. QUESTÃO 34 A questão palestina continua na ordem do dia da política internacional. Atualmente, os palestinos mostram-se cindidos, com duas facções opondose inclusive em confrontos armados. Um desses grupos, fundado por Yasser Arafat, tem hoje uma postura relativamente conciliatória em relação a Israel. O outro, porém, permanece intransigente em suas reivindicações. Estamos nos referindo, respectivamente: a) ao Hezbollah e à Al Qaeda. b) ao Partido Baath e à Jihad Islâmica. c) ao Taleban e ao Setembro Negro. d) à Organização para a Libertação da Palestina e ao Exército Mehdi de Libertação. e) à Fatah e ao Hamas. QUESTÃO 35 Os países apresentados no mapa a seguir, apesar de sua posição excêntrica no sistema internacional de nações, apresentam em comum o fato de que figuram numa lista que os coloca no centro de recentes discussões geopolíticas internacionais, pois foram apontados pelo presidente dos Estados Unidos como ameaças à segurança mundial. mostrado atitudes antinorte-americanas. Dos cinco presidentes citados, um possui forte vínculo histórico com o regime cubano de Fidel Castro. Estamos nos referindo a: a) Hugo Chávez, por ter sido um antigo companheiro de armas de Fidel. b) Néstor Kirchner, cuja participação na luta armada contra a ditadura militar argentina foi inspirada nas teorias revolucionárias de “Che” Guevara. c) Evo Morales, cuja condição de camponês boliviano o identifica com a luta revolucionária de “Che” Guevara, morto na Bolívia em 1967. d) Daniel Ortega, que liderou na Nicarágua a Frente Sandinista de Libertação Nacional e dirigiu um governo socialista apoiado por Cuba. e) Rafael Correa, pois o Equador tem sido, na América Latina, o mais decidido apoiador do regime socialista cubano. QUESTÃO 38 Qual a relação entre a ação do Estado Novo (1937-1945) e o desenvolvimento das indústrias de base no Brasil? QUESTÃO 39 São características observáveis no período que se seguiu ao golpe de Getúlio Vargas (10/11/1937 até 29/10/1945), conhecido como “Estado Novo”: a) a formação de uma Assembléia Constituinte que votaria a Constituição de 1937, conhecida como a mais liberal da história republicana. b) a proliferação de partidos políticos, a revogação da censura e a descentralização político-administrativa. c) o apoio ao comunismo internacional e o combate ao movimento integralista. d) a eclosão do movimento tenentista, o reconhecimento dos partidos de esquerda e o estabelecimento das eleições diretas. e) a centralização político-administrativa, a eliminação da autonomia dos estados e a extinção dos partidos políticos. QUESTÃO 40 Há vinte anos, em 1987, morria Carlos Drummond de Andrade, grande poeta brasileiro, um dos maiores do mundo no século XX. Além de sua importante obra poética, produziu prosa (contos e, sobretudo, crônicas) e literatura infantil. Entre seus temas está a reflexão sobre o fazer poético, da qual é exemplo o poema seguinte:

Procura da Poesia
a) A: 1°mundo: capitalista b) A: Norte c) A: mundo ocidental d) A: industrializados e) A: G-7: países desenvolvidos B: 2°mundo: socialista B: Sul B: mundo periférico B: agrícolas B: G-77: países subdesenvolvidos Assinale dentre as alternativas que seguem aquela que os identifica e indica a que importante grupo pertencem. a) Iraque, Irã e Coréia do Norte – que formam o “Eixo do Mal”. b) Taiwan, Cingapura e Hong Kong – que são os Tigres Asiáticos. c) Alemanha, Itália e Japão – os países do “Eixo”. d) Iraque, Afeganistão e Israel – os países do Golfo Pérsico. e) Palestina, Tibet e Timor-Leste – os mais jovens países da ONU. QUESTÃO 36 Desde 1979, quando a monarquia pró-ocidental do xá Reza Pahlevi foi derrubada, o Irã se transformou em uma república islâmica, cuja tônica tem sido o radicalismo – considerado em vários aspectos. Esse radicalismo islâmico, que vem se estendendo a outros países muçulmanos, está ligado ao conceito de: a) xiismo. b) fundamentalismo. c) social-islamismo. d) saddamismo. e) pan-arabismo. QUESTÃO 37 Aparentemente, a América Latina não é uma prioridade na política externa do presidente George W. Bush. A hegemonia dos Estados Unidos sobre a região parece menos confortável que a de alguns anos atrás. Hugo Chávez (Venezuela), Néstor Kirchner (Argentina), Evo Morales (Bolívia), Daniel Ortega (Nicarágua) e Rafael Correa (Equador) são chefes de Estado que, em graus variados, têm Não faças versos sobre acontecimentos. Não há criação nem morte perante a poesia. Diante dela, a vida é um sol estático, não aquece nem ilumina. (...) Penetra surdamente no reino das palavras. Lá estão os poemas que esperam ser escritos. Estão paralisados, mas não há desespero, há calma e frescura na superfície intata. Ei-los sós e mudos, em estado de dicionário. (...) (Carlos Drummond de Andrade, in A Rosa do Povo) (Fuvest) No contexto da obra A Rosa do Povo, a afirmação do caráter verbal da poesia e a incitação a que se penetre “no reino das palavras”, presentes no excerto, indicam que, para o poeta: a) praticar a arte pela arte é a maneira mais eficaz de se opor ao mundo capitalista. b) a procura da boa poesia começa pela estrita observância da variedade padrão da linguagem. c) fazer poesia é produzir enigmas verbais que não podem nem devem ser interpretados.
1º SEMESTRE 2007 | ATUALIDADES VESTIBULAR 173

QUESTÃO 30 O governo nacionalista deste país anunciou recentemente a esperada recuperação da economia. Há pouco mais de um ano, as perspectivas do país eram sombrias. Acossado pelo crescente desemprego que ameaçava chegar a 5% de sua envelhecida população ativa, a deflação inibia a produção. O país enviou tropas ao Iraque, sob protestos de segmentos importantes de sua sociedade, uma das mais ocidentalizadas do continente. No entanto, parece ter sido o viés nacionalista de seu governo, que não se privou de manifestar hostilidades em relação a alguns de seus vizinhos, que convenceu empresários e trabalhadores a fazerem concessões, a favor da recuperação do país. A reengenharia do lucro e a volta ao consumo foram cruciais para a retomada do crescimento, que já ameaça, em perspectiva, reordenar o papel das ferozes economias regionais. A situação descrita no texto acima se refere à economia do seguinte país: a) Espanha. b) Reino Unido. c) Japão. d) Estados Unidos e) Índia.
172 ATUALIDADES VESTIBULAR | 1º SEMESTRE 2007

a) desmatamento. c) áreas suscetíveis a enchentes. e) voçorocamento.

b) desertificação. d) salinização.

QUESTÃO 33 Em janeiro de 2007, o novo mandante militar norte-americano no Iraque, general David Petraeus, descreveu a situação militar do país como “medonha”. Essa avaliação denota certo ceticismo quanto ao possível sucesso do presidente George W. Bush no sentido de: a) assegurar a democratização do Iraque em bases estáveis, tomando como modelo os próprios Estados Unidos. b) garantir o predomínio dos xiitas na política iraquiana, visando a aproximar os Estados Unidos do governo xiita iraniano. c) pôr fim à luta sectária, controlando eficazmente a insurgência sunita e as milícias xiitas.

35.simuladao.indd 172-173

07.03.07 19:02:23