Bem-vindo À Biblioteca Escolar / Centro de Recursos Educativos do Agrupamento de Escolas Julio-Saúl Dias de Vila do Conde

2010 – 2011

Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos (BE/CRE)
1. O que é “1. A Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos é um espaço destinado à leitura, ao estudo e à investigação; à consulta de dados informáticos e outros; ao visionamento de material vídeo e à audição de documentos áudio. 2. A Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos é, preferencialmente, um local de silêncio e de estudo e, como tal, propício à reflexão.”
(Do Regulamento)

2. Espaços de que dispõe Na tua Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos, estão à tua disposição cinco espaços distintos: 1. Uma zona de leitura individual, situada à esquerda de quem entra, onde, em ambiente de algum recolhimento, poderás estudar e fazer leituras que te exijam maior concentração; 2. Uma zona, fronteira à porta de entrada, onde, num ambiente informal e acompanhado ou não de outros, poderás efectuar leituras que não exijam de ti tanta concentração, como a de banda desenhada, jornais, revistas e outras publicações, ao mesmo tempo que, querendo, poderás, fazendo uso de auscultadores, ouvir música; 3. Uma zona, separada das anteriores e situada no à direita de quem entra, onde poderás, também, efectuar consultas e pesquisas bibliográficas e realizar trabalhos em pequenos grupos;

4. Uma zona de audiovisuais, situada, também, no lado direito do recinto, onde te é possível ver filmes e ouvir e/ou ver o conteúdo de CDs; 5. Numa ala, que constitui um prolongamento do lado direito da sala, encontra-se, finalmente, a chamada zona multimédia, onde podes fazer uso de computadores para realização de trabalhos e onde, também, por intermédio deles, podes aceder à Internet e, assim, realizar as pesquisas de que necessitares.

3. Os livros

“(…) Acontece muitas vezes ir-se à biblioteca porque se quer um livro cujo título se conhece, mas a principal função da biblioteca (…) é de descobrir livros de cuja existência não se suspeitava e que, todavia, se revelam extremamente importantes para nós. (…) A função ideal de uma biblioteca é de ser um pouco como a loja de um alfarrabista, algo onde se podem fazer verdadeiros achados e esta função só pode ser permitida por meio do livre acesso aos corredores das estantes.”
ECO, Umberto, A Biblioteca

3.1. A arrumação dos livros Nesta como noutras bibliotecas, o acesso aos livros é livre, o que significa que podes dirigir-te às estantes e pegar na obra que pretendes ler ou consultar. Para te facilitar a procura, nas estantes, os livros estão arrumados ou organizados por grandes assuntos, de acordo com a chamada Classificação

Decimal Universal (CDU). É em obediência a essa classificação que, no topo das estantes, te aparecem certos números e palavras, correspondentes aos assuntos de que tratam os livros e publicações colocados nas respectivas prateleiras. Assim: A estante com o número 0 tem livros sobre Generalidades; A estante com o número 1 tem livros que versam Filosofia; A estante com o número 2 tem livros sobre Religião; A estante com o número 3 tem livros de Ciências Sociais; A estante com o número 5 tem livros sobre Matemática e Ciências Naturais; A estante com o número 6 tem livros de Medicina e Tecnologia; A estante com o número 7 tem livros que tratam de Arte e Desporto; A estante com o número 8 tem livros sobre Língua, Linguística e Literatura; A estante com o número 9 tem livros que tratam de Geografia, Biografia e História. Outras indicações, colocadas, por sua vez, nas prateleiras, dar-te-ão mais pistas para a busca dos livros e publicações pretendidos, tornando a tua tarefa mais fácil ainda. Se, apesar disso, não conseguires encontrar a obra desejada, podes sempre recorrer à ajuda de quem presta serviço na Biblioteca (professor ou funcionária). Eles não deixarão de te ajudar! Efectuada a leitura ou a consulta da obra, coloca-a no exacto sítio de onde a tiraste. Se já não te lembrares dele, pede a ajuda do professor ou do funcionário que presta serviço na Biblioteca. 3.2. O empréstimo de livros

A BE/CRE oferece-te a possibilidade de levares para casa, por empréstimo, algumas das suas obras, pelo tempo e nas condições que estão estabelecidas no seu regulamento. Para que possas beneficiar desta possibilidade e, portanto, da leitura domiciliária dos livros e publicações da biblioteca, precisas de, previamente, obter um impresso no qual o teu encarregado de educação te autorizará a fazê-lo, ao mesmo tempo que assumirá a responsabilidade pelos danos que naqueles possas vir a provocar e, também, pela sua perda. 4. Visualização de DVDs/ Vídeos e audição de CDs Se pretenderes ver um filme (DVD/Vídeo) ou ouvir o conteúdo de um qualquer CD, deves dirigir-te a quem estiver a prestar serviço na BE/CRE (Professor(a) ou funcionária) e pedir-lhe o DVD/Vídeo ou o CD que pretendes ver e/ ou ouvir. Quanto aos filmes, há, contudo, uma limitação: só podes pedi-los no início de cada bloco de 90 minutos e se dispuseres, no mínimo, desse tempo, cuidando, para além disso, que a duração do filme não o exceda. Os DVDs/Vídeos e os CDs devem, depois de utilizados, ser devolvidos e desligados os aparelhos que permitiram a sua visualização/audição. Tratando-se, porém, de uma cassete de vídeo, deverás cuidar de a rebobinar, antes de feita aquela devolução.

5. Utilização de computador para realização de trabalhos e acesso à Internet A utilização de computador para realização de trabalhos, acesso à chamada “Caixa mágica” ou à Internet faz-se mediante inscrição prévia, com indicação do motivo

concreto da mesma e por períodos que, em princípio, não podem exceder os 45 minutos, salvo se a natureza e complexidade do trabalho a realizar ou da pesquisa a efectuar assim o exigirem. Nestas situações, ajuizadas caso a caso, aquele período pode ser alargado até aos 90 minutos. O acesso à “Caixa mágica” está limitado aos computadores 1, 2 e 3 e nunca pode exceder os 45 minutos por dia. Após a sua utilização, e antes de dela dares baixa, deves desligar o computador e arrumar a cadeira onde estiveste sentado(a). NOTAR: Relativamente aos computadores, não te é permitido: - Alterar a sua configuração; - Instalar/desinstalar qualquer software; - Utilizar CD-ROMs vindos do exterior; - Ligar-lhes quaisquer aparelhos ou periféricos.

6. A impressão de documentos A tua Biblioteca Escolar/Centros de Recursos Educativos também te permite a impressão dos teus trabalhos, mediante o pagamento de um preço que consta de uma tabela lá afixada.

7. A conduta que deves ter e se espera de ti Na Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos, deves: - Ao entrar, colocar a pasta, mochila ou saco no local a esse fim destinado;

- Tratar com respeito e correcção as pessoas que lá estão a prestar serviço, cumprimentando-as educadamente; - Evitar perturbar os que lá se encontram; - Manter o ambiente calmo, silencioso, limpo e asseado; - Cuidar dos documentos que utilizas, não os danificando nem sujando; - Depois de cada utilização, colocar os livros e outras publicações e documentos nos locais de onde os tiraste, assim como arrumar a cadeira em que te sentaste; - Deves, também, se for caso disso, deixar limpa a mesa em que trabalhaste e o espaço à sua volta; - Devolver atempadamente os livros e publicações que requisitaste para consulta domiciliária.

8. O Regulamento A Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos tem um regulamento, reproduzido em cartaz colocado na sua porta de entrada, regulamento que deves ler atentamente, por forma a conheceres as normas do seu funcionamento e, igualmente, os direitos que te assistem e os deveres que te são exigidos, enquanto seu utilizador.

9. Horário de funcionamento
A Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos (BE/CRE) funciona, de segunda a sexta, das 8,30 horas às 18,00 horas. Às segundas e quintas-feiras, durante os intervalos do turno da manhã, encontra-se encerrada, abrindo nos restantes intervalos e dias. Durante os intervalos em que se encontra aberta, só é possível requisitar e/ ou devolver livros e realizar actividades de leitura.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful