You are on page 1of 4

TEORIA ECONOMICA

RAFAEL PANCZINSKI OLIVEIRA RESUMÃO PARA O G1 Sinto muito, mas esse conteúdo também não estou tão bem, as informações aqui são as do meu caderno, sei que estão certas, mas pode não conter todo o conteúdo, recomendo estudarem também pelos seus cadernos. Ciência econômica, é a ciência que estuda a organização social através da qual a sociedade satisfaz suas necessidades de bens e serviços escassos. Ela se preocupa em estudar as flutuações das atividades econômicas procurando corrigir eventuais desequilíbrios. São eles: desemprego, inflação e problemas no desenvolvimento/crescimento econômico. O crescimento econômico é considerado ideal quando ultrapassa o valor de crescimento populacional do mesmo país. A ciência econômica tem algumas leis, da qual a mais conhecida é a lei da oferta e procura, diz ela que: Ao aumentar a procura, o preço sobe, se aumentar a oferta, o preço diminui. Os problemas econômicos tem sua origem em dois fatores: 1. Necessidades que precisam ser atendidas, mas estas são ilimitadas pois ao serem supridas, novas necessidades surgem. 2. Recursos escassos, levando as pessoas a terem que escolher a quem produzir, o que produzir e quanto produzir. Bens de consumo são bens que serão consumidos, se acabam. Bens de capital são aqueles que no futuro gerarão receita. Economia Microeconômica > Se preocupa com as variáveis econômicas individuais, como a teoria do consumir, teoria da empresa, etc... Economia Macroeconômica > Se preocupa em estudar as variáveis globais da economia, como o desenvolvimento econômico e a inflação, por exemplo. Instrumentos do Estado na economia: 1. Fiscais (Política Fiscal)> Finanças Públicas (receitas e despesas) 2. Cambiais (Política de Câmbio)> Administração da taxa de câmbio 3. Monetárias (Política Monetária)> Administração da taxa de juros, créditos, etc... Sistema Econômico Simples

peixes. Situações das finanças públicas: ● Receita maior que despesa = Superavit ● Receita menor que despesa = Déficit ● Receita igual a despesa = Equilíbrio Quando maior o déficit. Teoria Quantitativa da Moeda A quantidade de moeda. durável e tem baixo custo de transação. nível de taxas de juros. a velocidade de circulação de moeda é estável.. E quem exerce a demanda de moeda é o Banco Central. sal. moeda lastreada) Papel-Moeda (fiduciária. vezes a velocidade de circulação (PIB divido pela quantidade de moeda) é igual nível absoluto de preços vezes o volume de produtos. O nível de preços é determinado pela quantidade de moeda em circulação. Ele controla a liquidez da economia. aumenta as taxas de juros e diminuem os investimentos. os preços também aumentam. ela é divisível. Equivalendo a quantidade de moeda nacional a mesma quantidade de moeda internacional. Quem exerce a demanda de moeda é a sociedade. Política fiscal é executada pelo tesouro nacional. ela administra os impostos cobrados direta (cobrados diretamente do contribuinte) e indiretamente (cobrados sobre bens que consumimos).) Moeda Metálica (ouro e prata)(valia quanto pesava) Moeda Papel (expressava determinado valor em ouro.● ● ● Objetivos da política econômica: Manter as taxas de crescimento elevadas Manter as taxas de empregos altas Manter a inflação baixa. Fundamento da Teoria: Sendo a velocidade de circulação e o produto constantes. a velocidade de circulação aumenta.. se houver uma elevação na quantidade de moeda. se e economia está inflacionada. daí sim fode tudo! Política Monetária é exercida pelo Banco Central. sem lastro) ● ● ● ● Currency Board Sistema onde a moeda tem sua taxa de câmbio fixada em uma moeda internacional. multiplicada pela velocidade da moeda. aumenta as necessidades de financiamento. Oferta de Moeda . Funções da Moeda: ● Meio de troca ● Denominador comum de valores ● Reserva de valor A moeda é o ativo de maior liquidez existente. taxa de inflação é crédito. etc. Evolução da Moeda: Moeda Mercadoria (boi. Quando a economia está estável.

. Novo Depósito 500 400 320 256 204..96 . uma injeção de 500 unidades monetárias... Funções: 1. ele controla a inflação e a oferta monetária. Novo Depósito 400 320 256 204. se diz que a economia está monetizada. M2> São o M1 + Os títulos da dívida pública M3> É o M2 + Depósitos em caderneta de poupança M4> É M3 + Depósitos a prazo (RDBs e CDBs) ● ● ● ● ● ● Quando M2. Rendem Juros (É uma recompensa pela falta de liquidez) Quase Moedas > Conjunto de ativos de grande liquidez e negociabilidade.. Multiplicação Monetária: Os bancos tem a capacidade de “criar” moeda. basta calcular k= 1/r (onde K= multiplicador monetário e R é igual a reserva. Alimentar as reservas internacionais e a política cambial Classificação de valores pelo Banco Central: Não rendem juros: M1>Ativos de liquidez absoluta > papel moeda em poder do público(PMPP) e depósitos a vista nos bancos(D)..) Instrumentos de controle monetário utilizados pelo Banco Central.95 . Exemplo: Efeito Multiplicador Depósito inicial Depósito 2 Depósito 3 Depósito 4 Depósito 5 . não podem imprimir moeda. Bens Monetários>Reservas+PMMP+Depósitos=Reservas + Empréstimos. é uma medida de longo prazo. com isso aumenta a inflação e as taxas de juros diminuem. injetou no mercado 2500 unidades monetárias. Efeito Total 2.A oferta de moeda é exercida pelo banco central. M3 e M4 se transformam em M1.8 163. mas criam de outra forma.. Zelar pelo valor da moeda nacional 2.500 500 2000 Ou seja. Reservas Compulsórias> Diminui o multiplicador monetário para diminuir a liquidez da moeda.8 . Então: Empréstimos = Depósitos – Reservas M1 = Depósitos + PMPP Bens monetários = Reservas + PMPP Empréstimos ≠ M1 e Bens Monetários.. Reserva 100 80 64 51. Regular e fiscalizar o sistema financeiro 3.2 40. Operações de Redesconto> É um empréstimo que o BC faz para os bancos que estão com . Existe uma fórmula mais simples. por uma razão: Depósito gera empréstimo e empréstimo gera depósito.

5% ao mês . Principais taxas de juros no Brasil: Básicas: Selic> Remunera os títulos da dívida pública TR> É a média das taxas de juros dos CDBs. sendo medido trimensalmente. de investimento. de deficit público. de fluxo de recursos externos. mas com um redutor menor. Ou seja.. para fazer ajustes rápidos na liquidez da moeda. TBF> Semelhante a TR. TJLP> Média ponderada do custo dos títulos da dívida externa e interna.problemas econômicos. Ela afeta as decisões de consumo. Real: É o ganho em termo de poder de compra. Consumo: Cartão de Crédito> 10% ao mês Cheque Especial> 8% ao mês Mora> 20% ao mês Financiamento de Automóveis> 1. é a taxa nominal descontando a perda de valor da moeda.. Open Market (Mercado Aberto)> Compra ou vende títulos do BC (BBCs). Tipos: Nominal: É o ganho absoluto ou monetário obtido por determinada aplicação. ou seja. TAXAS DE JUROS Receita no caso de uma aplicação e custo no caso de um empréstimo. independente do valor ou do poder de compra da moeda. menos um redutor variavel. é o custo ou a remuneração do dinheiro.