You are on page 1of 3

TECNOLOGIA | CUBASE

Latência
e o Cubase SX

Este mês, vamos falar


um pouco sobre como
a latência é tratada no
Cubase SX e dar umas
T ecnicamente falando, latência sig-
nifica o tempo que leva para um si-
nal de entrada produzir um sinal de
saída. Isto inclui sinais de áudio ou men-
sagens MIDI. Por exemplo, ao ouvir um
isso incrementando 1ms de atraso a cada
audição. Você perceberá como o atraso
vai impactando a reprodução do som.

Tipos de latência
dicas sobre
som gravado, existe a latência D/A (digi- 1) Latência na gravação
manutenção de
tal to analogue) envolvida. Para gravar Latência na gravação = latência A/
projetos (arquivos).
um som, existe a latência A/D (analogue D + latência da placa de som
Muitas pessoas to digital). Ao gravar monitorando, as Esse é o tempo que leva para o Cubase
trocam até de duas latências estão envolvidas. Ao usar gravar um som. O Cubase pode compen-
computador ou placa um equipamento MIDI existe o tempo sar pela latência da placa de som, mas
por pensar que os entre o toque no equipamento e o rece- não pela latência A/D. Portanto, o arqui-
mesmos apresentam bimento da mensagem pelo sequencer. E vo de áudio digital gravado em seu proje-
um problema ao assim por diante. Há necessidade de se to estará atrasado pelo tempo que leva o
reproduzir ou gravar o compreender claramente os problemas processo de A/D de seu estúdio.
som devido a de latência e tratá-los adequadamente. 2) Latência na reprodução
questões de latência.
A latência de reprodução só se torna
um problema na monitoração através
do Cubase, o que não é recomendado devido
ao atraso introduzido e quando
tocando instrumentos VST

O primeiro fator a se entender é a es- Assumindo que a reprodução não in-


cala para medir a latência. A velocidade cluirá efeitos no Cubase, a latência na
do som através do ar é de aproximada- reprodução será representada por:
mente 1/3 de metro por milisegundo. Latência de reprodução = latência de
Numa taxa de sample de 44.1 kHz, te- conversão D/A + latência da placa de som
mos 44 samples (ignoraremos o 0.1). Por- A latência de reprodução só se torna
tanto, se selecionarmos uma porção de um problema na monitoração através do
10ms na janela Sample Editor, verificare- Cubase, o que não é recomendado devi-
mos que marca 441 samples. do ao atraso introduzido e quando to-
Desta forma: 1ms = 1/3 metro = 44 cando instrumentos VST.
samples Ao gravar o áudio, o Cubase compen-
Vera Medina é produtora, cantora, compositora
e professora de canto e produção de áudio na
Para medir como isso afeta o som, basta sa pela latência da placa de som, mas não
escola Music Center. incrementar milisegundos de atraso e ou- pela latência D/A. Portanto, o áudio gra-
site: www.veramedina.com vir os resultados nos seus monitores. Faça vado no projeto estará atrasado pelo tem-

90 www.backstage.com.br
CUBASE | TECNOLOGIA

po do processo de conversão D/A + o Portanto: Latência = tamanho do


tempo do processo A/D. buffer/taxa de samples
3) Latência da monitoração à distância O buffer é o local onde Exemplo:
Se o músico não usar fones de ouvido o áudio é recebido de A latência de um buffer de 8192
na monitoração, deverá ser considerada uma aplicação como o samples a uma taxa de 44.1 kHz equivale
a latência relacionada à distância da pes- a 186 ms
Cubase. Ao gravar o
soa até o monitor, ou seja, a cada metro Latência = 8192 / 44100 = 0,186 se-
áudio, os samples só
uma latência aproximada de 3ms (vide a gundos (ou 186 milisegundos)
fórmula acima).
são passados adiante É importante ressaltar que este é so-
quando o buffer mente o atraso do áudio digital, não é
Definindo parâmetros está cheio considerada a conversão D/A.
da placa de som Definindo a latência de gravação e
A maioria das placas de som permite reprodução do seu estúdio
ajustes no tamanho do buffer. Geralmen- Uma vez que o Cubase trata a latência
te, os ajustes permitidos são de 64 a 8192 aguardar até que o buffer esteja cheio gerada pela placa de som, resta saber como
samples, introduzindo atrasos em milise- para ser processado, resultando na latên- tratar a latência de gravação e reprodução
gundos. O buffer é o local onde o áudio é cia. Os samples são mantidos em buffer (A/D + D/A) gerada no seu estúdio.
recebido de uma aplicação como o Cu- para que exista pelo menos um tamanho O teste abaixo pode ser realizado para
base. Ao gravar o áudio, os samples só são razoável de um pacote para ser processa- este fim:
passados adiante quando o buffer está do. Quanto maior o buffer, maior a 1) Abra um novo projeto
cheio. Ou seja, o primeiro sample precisa latência introduzida. 2) Ligue o metrônomo

www.backstage.com.br 91
TECNOLOGIA | CUBASE

3) Coloque um microfone bem próximo cronizado possível, diminuindo ou ate- - Copia todos os arquivos que estão
a um dos monitores (um dedo de distância) nuando os atrasos. fora da pasta do projeto para este local
4) Grave o metrônomo e depois desligue-o Para utilizar efeitos em VSTIs, é mais - Dá uma opção de Freeze Edits para
5) Deixando o microfone no mesmo interessante transformar em áudio antes, todos os clipes processados
lugar, grave a reprodução da trilha de assim a será atenuado o atraso de latência. A opção de Freeze Edits deve ser con-
áudio do metrônomo numa nova trilha. siderada em cópias do áudio original a
6) Dê um zoom e examine as duas trilhas. Dicas para manutenção fim de evitar problemas futuros, por
7) Verifique a diferença, medida em de Projetos no Cubase SX exemplo, um plug-in pode não estar mais
samples, entre o início de uma trilha e da outra. Mudando radicalmente de assunto, disponível e outras coisas do gênero.
8) Se houver uma diferença superior vamos falar sobre a manutenção de pro- Antes de arquivar o projeto, utilize a
a 100 samples, você deverá investigar o jetos no Cubase SX, dando algumas di- função File/Cleanup a fim de remover to-
que pode estar acontecendo. cas úteis para você não perder mais suas dos os arquivos desnecessários. Caso algo
Lembre-se que a latência que você pastas de projetos. tenha sido feito fora do Cubase, cheque
encontrar neste teste será apresentada a) Para copiar um projeto com calma a lista de arquivos gerada por
em todos os áudios gravados, por isso, se O Cubase SX fornece uma função esta função antes de executá-la.
for muito grande, deve ser considerado para isto: Save Project to a New Folder. Esta função é perfeita para projetos que
como atenuá-la. Entretanto, é necessário saber exata- foram desenvolvidos inteiramente no
Cubase, quando pastas não foram renome-
adas e quando não há compartilhamento
Nunca transfira apenas o arquivo com extensão.cpr para de arquivos com outros projetos.
Recarregue todo o projeto para verifi-
outro lugar. Embora o Cubase SX pergunte
car se está funcionando perfeitamente
automaticamente onde você continuará armazenando
antes de arquivá-lo.
os arquivos relacionados ao projeto, você pode esquecer Pessoal, a matéria deste mês tratou
de copiá-los integralmente para este novo local dois assuntos geralmente desconside-
rados pelos produtores com menos ex-
periência, mas que são cruciais para o
Latência gerada mente o que se quer ao clicar nas opções bom andamento dos projetos no Cu-
por efeitos plug-in disponíveis, tais como Audio/Minimize base. Manter um backup dos projetos
A latência gerada por plug-ins pode ser File, Remove Unused Files, etc. Uma pode ser custoso, uma vez que há ne-
verificada através da Device/Plug-in dica é testar a projeto copiado para ver se cessidade de espaço extra, porém, você
information disponível no Cubase SX. O tudo está lá como desejado. nunca sabe quando vai precisar de um
máximo de buffer dos VSTs é 1024 samples. b) Movendo um projeto determinado projeto novamente. Por-
Isto significa que o plug-in leva um determi- Para mover um projeto, considere tanto, ao finalizar uma produção, tente
nado tempo para processar o áudio de en- toda a sua pasta apenas movendo-a para manter um arquivo separado. Se não
trada, levando a um atraso no áudio da sa- outro lugar. Nunca transfira apenas o ar- puder, organize a pasta do projeto re-
ída. O Cubase trata estes atrasos automati- quivo com extensão.cpr para outro lugar. movendo os arquivos desnecessários. E
camente, mas se você quiser alterar a con- Embora o Cubase SX pergunte automa- mais uma dica, mantenha um arquivo
figuração, a função Use delay compen- ticamente onde você continuará arma- de texto com menção aos plug-ins utili-
sation pode ser desativada na janela citada zenando os arquivos relacionados ao pro- zados e quaisquer efeitos virtuais, pois
acima. Você terá que recarregar o plug-in jeto, você pode esquecer de copiá-los in- eles podem estar indisponíveis numa
para a alteração acontecer. tegralmente para este novo local. ocasião futura e haver necessidade de
Para tocar um instrumento VST em c) Arquivando um projeto substitui-los por similares. Um abraço e
tempo real, pode ser ativada a função Antes de arquivar um projeto, é impor- até o próximo mês!
Constrain Delay Compensation na barra tante testá-lo para verificar se todos os da-
e-mail para esta coluna:
de tarefas da janela Project. Essa função dos estão disponíveis. O comando Pool/Pre-
vera.medina@uol.com.br
tentará manter o mix de áudio o mais sin- pare Archive executa as seguintes tarefas:

92 www.backstage.com.br