You are on page 1of 40

Gestão de conflitos

António Rosado
GESTÃO de CONFLITOS
z “O conflito é o processo que começa quando uma parte
percepciona que frustrou a outra ou está prestes a frustrar algo que
lhe diz respeito.” Kenneth Thomas

Vantagens do Conflito Desvantagens do Conflito


•Revela os problemas existentes; •Desvia a atenção dos objectivos;
• Gera ideias novas; • Gera ressentimentos entre os
envolvidos;
• Contribui para a redistribuição do
poder e da influência; • Contribui para a insatisfação
• Facilita o desenvolvimento

• O conflito gera ambivalência


• Emergência de uma nova perspectiva sobre o conflito
Níveis de Conflito

• Intrapessoal
• Interpessoal (entre pessoas
com interesses ou
necessidades divergentes)
• Intragrupal (dentro de
grupos, como as equipas)
• Intergrupais (entre dois ou
mais grupos)
Efeitos dos conflitos
• Algumas funções
úteis:
• Podem ter um potencial importante
no desenvolvimento pessoal e social.
• ...na melhoria e evolução da
relação...
Nem sempre!
Funções e Disfunções do Conflito
• A visão negativa do
conflito resulta de

1. Processos Competitivos (as


partes competem entre si porque
acreditam que os seus objectivos
são opostos e que não os
conseguem alcançar)
Funções e Disfunções do Conflito
• A visão negativa do
conflito resulta da

• 2. Distorção da Percepção (com a


intensificação do conflito a
percepção torna-se distorcida, o
pensamento estereotipado e
enviesado).
Funções e Disfunções do Conflito
• A visão negativa do
conflito resulta da

• 3. Emotividade
(as
emoções passam a
dominar o pensamento).
Funções e Disfunções do Conflito
• A visão negativa do
conflito resulta do

• 4. Decréscimo da
comunicação (deixa-se
de comunicar com
aqueles que discordam e
comunica-se mais com os
que concordam).
Funções e Disfunções do Conflito
• A visão negativa do
conflito resulta de

5.Resultados mal definidos


(as partes acabam por não
definir claramente como
começou o conflito, sobre
o que realmente se trata ou
como será resolvido).
Funções e Disfunções do Conflito
• A visão negativa do
conflito resulta de

• 6. Posições rígidas
(as partes fixam-se nos seus
pontos de vista)
Funções e Disfunções do Conflito
• A visão negativa do
conflito resulta da

7. Maximização das diferenças


e minimização das
semelhanças
Funções e Disfunções do Conflito
• A visão negativa do
conflito resulta da

• 8. Escalada do Conflito
(cada parte mais fixada no seu
ponto de vista, menos
tolerante, mais defensiva,
menos comunicativa e mais
emotiva).
COMO resolver o CONFLITO?

Importa entender que


O conflito pode ser produtivo (evitar a estagnação,
caminho para a mudança pessoal e social).

Aprender a resolvê-lo é a melhor forma dos seus


elementos destrutivos serem controlados.
Resolução de Conflitos

1. Procurar a identificação do terreno e dos


interesses comuns

2. Focalização nos temas, evitando os ataques


pessoais

3. Procurar entender o ponto de vista da outra parte;


tentar sentir como seria estar do outro lado
Resolução de Conflitos

4. Trabalhar a partir das


ideias dos outros e
reconhecer o seu valor

5. Enfatizar os aspectos
positivos da outra parte e
explorar as possibilidades
de uma resolução
construtiva do conflito
Valores Básicos na resolução
construtiva do Conflito
• Comunidade Partilhada (mútuo reconhecimento de
fazer parte de uma larga comunidade que os
membros desejam preservar, partilhando a
comunidade alguns valores e normas-chave)

• Falibilidade (compreender que o nosso julgamento


tal como o da outra parte é falível)

• Não-Violência (implica que tácticas coercivas, como


violência física ou psicológica, como humilhação por
exemplo, não sejam usadas)
Valores Básicos na resolução
construtiva do Conflito
• Reciprocidade (tratar a
outra parte com
honestidade)

• Igualdade Humana (todos


devem ter um tratamento
justo e respeitoso com
consideração pelas suas
necessidades e liberdade
de consciência,
pensamento e expressão)
Resolução de Conflitos
1. Pelas partes envolvidas

estratégias de competição
estratégias de acomodação
estratégias de colaboração
estratégias de evitamento
estratégias de concordância
Resolução de Conflitos

• 2. Por outras partes


terceiras partes ou sistemas de resolução de conflitos

• 2.1 Terceiras partes: neutra e de confiança: ex.:


mediação

• 2.2. Sistemas de resolução de conflitos: regulamentos


internos, oficiais, sistema legal, etc. Com regras e
procedimentos a cumprir.
COMO resolver o CONFLITO?

• A negociação é a melhor estratégia


para a resolução produtiva dos
conflitos (outras seriam, a Evasão,
a Mediação, a Arbitragem, e a Luta
e/ou Guerra).
Estratégia de Negociação
Actividade Básica e genérica do ser humano

Modo de resolução de conflitos se:

• 1. Há duas ou mais partes

• 2. Há um conflito de interesses
Estratégia de Negociação
• 3. As partes negoceiam porque pensam que podem
usar alguma forma de influência para chegar a um
melhor acordo

• 4. A negociação é um processo voluntário onde as


partes preferem procurar um acordo a lutar
abertamente

• 5. Espera-se dar e receber


Resolução de conflitos

• 1. Prontificar-se para reparar os malefícios, aceitar


abertamente as responsabilidades e pedir
sinceramente desculpas

• 2. Se a outra parte nos magoar devemos


demonstrar disponibilidade para ultrapassar a
situação.
Resolução de conflitos

• 4. Devemos demonstrar sensibilidade em relação às


legítimas necessidades da outra parte

• 5. Honestidade

• 6. Em todos os momentos do conflito as partes


devem ter tratamento digno e justo.
Resolução de Conflitos

6. Evitar e controlar a expressão dos nossos


sentimentos negativos, restringindo-os à
identificação de possíveis violações das normas

7. Assumir a responsabilidade pelas consequências


negativas ou mesmo danosas, tanto intencionais
como inesperadas, de tudo o que se diga ou faça
Mediação

• Bases da Mediação:
– Enfatizar o terreno comum
– Focalizar o futuro
– Implementar regras base de funcionamento
– Aconselhamento.
Mediação

• Processo de negociação conduzido por uma


terceira parte que actua de forma neutral e
assume a confidencialidade acerca dos conteúdos
em conflito.
Mediação

• Pode ser formal ou informal


• O mediador tem de ser aceite por ambas as
partes e tem que ser percebido como neutro,
imparcial, experiente e útil.
Passos da Mediação

• 1. Estabelecer a relação com as partes em disputa.


• 2. Seleccionar a estratégia para a mediação.
• 3. Recolher e analisar a informação disponível.
• 4. Elaborar um plano detalhado para a mediação.
Passos da Mediação

• 5. Criar um clima de confiança e cooperação.


• 6. Iniciar a sessão de Mediação.
• 7. Definir os temas e organizar a agenda.
Passos da Mediação

• 9. Desenvolver opções possíveis de acordo.


• 10. Avaliar alternativas de acordo.
• 11. Fazer as partes confirmarem o seu
entendimento quanto aos seus compromissos.
• 12. Alcançar um acordo formal.
Declaração de abertura
• Apresentações: do mediador e das partes

A) Esclarecimento acerca do seu papel e das regras:

• 1. Neutralidade

• 2. Confidencialidade
Declaração de abertura

• 3. Regras: Não se interromperem, tirarem notas,


tratarem-se com respeito, usarem comunicação
honesta, esforçarem-se por encontrar uma solução

• Tempo: para cada uma das partes e total.

• Esclarecimento de dúvidas.

• Dar a palavra a uma das partes.


Declaração de abertura

B) Identificar as necessidades e os temas

1. Ouvir cada uma das partes (uma de


cada vez; as necessidades prioritárias;
compreender posições; necessidades e
sentimentos de cada um dos
participantes)
Declaração de abertura

2. Neutralizar os ataques

3. Identificar, ordenar e reenquadrar os temas em


negociação (verificar prioridades)

4. Ordenar as temáticas
Declaração de abertura

5. Identificar as razões do conflito e identificar áreas


de potencial compromisso.
6. Encorajar a fazer algumas concessões para
chegarem a acordo.
Declaração de abertura

C) Facilitar a Resolução de Problemas

1. Em cada tema, ajudar cada uma das partes a


entender a posição, as necessidades e
sentimentos da outra parte.
2. Ajudar as partes a negociar directamente
Declaração de abertura

C) Facilitar a Resolução de Problemas

3. Continua a reenquadrar
• Fazer o escrutínio dos Preconceitos
5. Facilitar o brainstorming (discussão aberta) das
soluções alternativas.
Declaração de abertura

D) Alcançar um acordo (escrever um acordo, se for


adequado)

1. Ajudar as partes a avaliar as alternativas


propostas e a escolher a melhor combinação

2. Fazer com que as partes confirmem o seu


entendimento quanto aos compromissos futuros
que assumiram perante a outra parte
Declaração de abertura

3. Preparar ou facilitar a concepção de um


acordo escrito (se for adequado).

4. Fechar a Mediação