You are on page 1of 8

O Processo do Arrependimento

Versículo para memorizar – Tiago 1:21-22

Primeiro Dia: Mudar Leva Tempo


Deus está eternamente empenhado na tarefa de transformar Seu povo na imagem de Cristo.
Ele faz isso por meio de experiências, de mudanças graduais em nossos corações, de
períodos de seca espiritual e, também, pelos momentos de grandes vitórias. Em uma área da
vida, Ele realiza um lento processo de transformação em nós; em outra área, Ele nos deixar
‘de molho’ por muitos anos e, então, de repente, usa uma experiência para trazer grande
arrependimento e transformação em nossas vidas. Tudo isso ocorre a um só tempo, segundo
Seu maravilhoso plano para nos moldar em vasos de honra.

Leia os versículos seguintes e diga o que você aprendeu com cada um deles sobre o que
Deus está fazendo em sua vida.

1.Filipenses 1:6

2. Filipenses 2:13

3. II Coríntios 4:16

4. Romanos 8:28-29

5. Isaías 64:8

Segundo dia: A Vontade de Mudar


Quando uma pessoa me confrontada quanto ao pecado em sua vida – quer seja diretamente
por alguém que a ama, quer seja por uma mensagem do público ou pela leitura da Palavra-,
ela se vê diante da necessidade de tomar uma decisão. Tiago disse: “ Mais provai-os a
serem executores da Palavra, não meros ouvintes que iludem a si mesmos”. Quando você
“ouve” a Palavra, deve decidir o que irá fazer a respeito: arrepender-se do pecado ou
continuar no engano. A seguir temos as cinco maneiras pelas quais as pessoas evitam o
arrependimento. Responda às questões em uma folha de papel separado.

1. Colocando a culpa em outro – Quando uma pessoa não quer aceitar a verdade quanto ao
seu comportamento pecaminoso, geralmente tende a colocar a culpa em outra pessoa para
tirar o foco de suas próprias ações. Leia a história de Adão e Eva em Gênesis 3:6-13. Relate
como você vê a transferência de culpa operando aqui.

2. Procrastinando o arrependimento – Outro comportamento que as pessoas adotam é


admitir que têm um problema, mas demoram a lidar com ele. “Não estou pronto para tratar
deste assunto ainda”, é o que em geral dizem. Mas o salmista escreveu: “Apresso-me e não
me atraso em guardar os Teus mandamentos”. Leia os seguintes versículos, pelos quais
Paulo pregou aos descrentes, e escreva o que eles ensinam.

1. Atos 17:32

2. Atos 24:25

3. Autojustificativa - Quando confrontadas com o pecado, as pessoas tendem a


justificar suas ações ou comportamentos. O rei Saul fez assim quando ofereceu um
sacrifício ao Senhor em vez de esperar por Samuel, como havia sido ordenado a fazer. Leia
1 Samuel 13:11-12 e relate a desculpa de Saul para sua desobediência.
4. Minimização – Outra atitude que geralmente tomamos quando confrontados, é
diminuir o erro das nossas ações. Leia 1 Samuel 15:19-20 e conte o que Saul disse para
minimizar seus delitos.

5.Ataque – E, por fim, como vimos em uma lição anterior, não raro as pessoas atacam o
mensageiro que Deus envia para confrontar seus pecados. Leia Provérbios 9:7-8 e liste as
três coisas que uma pessoa pode esperar quando tenta repreender uma outra em pecado e
não arrependida.

1.

2.

3.

Terceiro dia : Hábitos


Toda idéia por trás do arrependimento se resume em mudar um estilo de vida pecaminoso
para outro, vivido em obediência A Deus. Temos tido o “hábito” de viver nossas vidas de
acordo com os desejos da carne e com as práticas do mundo. Mas, agora, devemos mudar
esses antigos e maus hábitos e aprender a ter o “hábito” de fazer as coisas da maneira de
Deus.

1. Leia Colossenses 3:1-17. Liste dez hábitos antigos que devem ser abandonados e dez
novos hábitos que devem ser adquiridos.

Antigos Hábitos
1.
2.

3.
4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

Novos Hábitos

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

2.Que maus hábitos desta lista você já superou ?


3.Que bons hábitos desta lista você já adquiriu ou está trabalhando para conquistá-los?

Quarto Dia: Despojando e Revestindo


Há um princípio bíblico embutido nas palavras “despojar” e “revestir”, salientado por Paulo
de modo peculiar. Leia os seguintes versículos e relate, com relação a cada um, o que
“despojar” e “revestir” significam em termos espirituais.

1. Efésios 4:22

2. Efésios 4:24

3.Efésios 4:25

4. Colossenses 3:8

5. Colossenses 3:9

6. Colossenses 3:10

7. Colossenses 3:14
Quinto Dia: Sendo Praticantes da Palavra
1. Leia Tiago 1:21-25 e responda às seguintes perguntas:

a. De acordo com o versículo 21, o que implica salvar a alma ?

b. E com que tipo de atitude devemos receber isso ?

c. Se uma pessoa recebe a Palavra com a atitude de que quem “já sabe de tudo isso”, de
acordo com o versículo 22, o que acha que irá acontecer a ela ?

d. De acordo com os versículos 23 e 24, o que acontece à pessoa que ouve a Palavra mas
não a põe em prática ?

e. Que significado você acha que a ilustração de Tiago sobre o espelho tem para este trecho
das Escrituras ?

f. O que Tiago diz que a pessoa esquece quando está diante do espelho?

g.De acordo com o versículo 25, o que Tiago diz que o homem é quando pratica a Palavra ?
2. Leia Mateus 7:24-27 e explique como esta história se relaciona com os ensinamentos em
Tiago.

Sexto e Sétimo dias: A Reforma


Muitos fatores contribuíram para o desencadeamento da Reforma. Na Europa, sementes de
mudança estavam germinando em diferentes grupos de pessoas. Os séculos 15 e 16
caracterizaram um período de intensa revolução social. Exploradores estavam viajando por
todo o mundo em nome dos reis das nações européias. Interesses pelas artes, pela Filosofia
e pela Ciência foram renovados. Em geral, as pessoas estavam rompendo os padrões das
sociedades restritas que haviam tipificado a vida durante a “Era das Trevas”.
E foi neste momento oportuno que Deus levantou um homem especial para levar as pessoas
A O conhecerem de uma maneira até que então impossível.Vários foram os homens que
prepararam o caminho para as grandes reformas do século 16.John Wycliffe, que viveu no
século 14, tentou sozinho fazer a reforma, mas ainda não era chegado o tempo dessa
mudança. Seus ensinamentos, no entanto, abriram caminho para outros líderes.
Um dos principais beneficiados pelos esforços de Wycliffe foi Jan Hus, ordenado padre em
1401 e que em seus ensinamentos enfatizava a necessidade de devoção pessoal e pureza de
vida. Ensinava também que apenas a Palavra de Deus poderia estabilizar a doutrina e que
nem o papa e nem os cardeais tinham esse direito. Ele lutou contra a adoração de imagens,
contra a crença em falsos milagres e a venda de indulgências.Em 1415, Hus tentou defender
suas posições no Conselho de Constance. Embora sua segurança estivesse garantida pelo
imperador, foi tratado como um herético e queimado em um poste.
A reforma começou às vésperas do dia 31 de outubro de 1517. Neste dia, Martinho Lutero,
um professor de estudos bíblicos em uma obscura universidade na Alemanha, publicou o
que ficou conhecido como as 95 teses. Era comum, naqueles dias, os padres ou professores
divulgarem ensinamentos ou notícias em algum lugar público. O jovem monge Lutero
simplesmente escreveu seus conceitos sobre os abusos praticados pela Igreja com venda de
indulgências.
As pessoas tinham sido ensinadas que se fossem perdoadas e abençoadas por um padre
antes da morte, poderiam entrar em um lugar chamado Purgatório. A igreja católica
ensinava, então, que, para uma pessoa poder entrar no céu tinha, antes, de passar
determinado tempo no Purgatório para ser purificada dos pecados que cometera em vida.
Para facilitar as coisas, se a pessoa comprasse a indulgência da Igreja, poderia garantir esse
tempo no Purgatório. Nada além de um esquema papal, a fim de levantar dinheiro para a
construção de grandes catedrais em Roma.
Ninguém poderia prever, no entanto, o que viria depois do manifesto anunciado por aquele
reservado monge. Em poucos dias, cada universidade ou centro religioso da Europa estava
sabendo sobre o que foi publicado.Inicialmente, o papa não deu tanta importância. Mas
Martinho Lutero se viu levado por um movimento que não tinha a intenção de começar. Em
três anos, foi excomungado pelo papa, no ano seguinte, declarado como fora-da-lei pelo
imperador.
As pessoas estavam prontas para um líder como Lutero. Elas estavam clamando pela
reforma; haviam se cansado dos muitos abusos e erros da Igreja Católica. Martinho Lutero
se tornou um dos mais controversos homens na história do cristianismo. Parecia não haver
dúvida de que seus ensinamentos dividiram a Europa.
Mas enquanto timidamente apreciava o aumento dos seus seguidores, resistiu fortemente à
oposição de seus colegas dentro da Igreja Católica.Não é algo fácil permanecer firme contra
seus próprios colegas, especialmente quando se é o único a fazer isso. Martinho Lutero foi
um corajoso homem que, continuamente, se punha diante de Deus, pedindo forças para
suportar a incrível resistência com que continuamente se deparava. Todavia, recusou-se a
retroceder.
Por 25 anos escreveu sobre os abusos da igreja Católica e a necessidade de o cristão se
achegar a Deus apenas pela fé. Apesar de seus ensinamentos não serem diferentes de alguns
outros reformistas, seu tempo de atuação foi ideal. Por sua fiel obediência ao seu salvador,
Martinho Lutero foi usado de uma maneira poderosa para mudar totalmente a história sobre
o modo como Deus lida com o homem.