You are on page 1of 27

Manual de

Gestão da
Qualidade para
Fornecedores
1. Introdução
1.1 Geral
1.2 Objetivo
1.3 Apresentação
1.4 Política da Qualidade e Meio Ambiente

2. Desenvolvimento de Fornecedores
2.1 Critérios de Seleção, Avaliação e Re-avaliação
2.2 Avaliação Desempenho do Fornecedor - IQF
2.3 Re-avaliação

3. Critérios para Desenvolvimento do PPAP - Processo de Aprovação


de Peça de Produção
3.1.1 Lote Significativo de Produção
3.1.2 Critérios para o desenvolvimento de Componentes / Matéria-
prima / Serviços
3.2 Notificação a Schulz
3.3 Submissão a Schulz
3.4 Situação do PPAP da Schulz

4.Controle de Produto Não Conforme


4.1 Prazos para Registro das Etapas da Metodologia de Solução de
Problemas no Modelo 8D
4.2 Documentos de Suporte

5. Referências
1 .1 G e ra l

A Schulz acredita que a satisfação de seus clientes dá-se pela congruência


de uma série de fatores, dentre os quais, aqui se destaca a relação de
benefício mútuo com seus fornecedores.
Espera de todos os fornecedores, comprometimento com o
desenvolvimento de seu Sistema de Gestão da Qualidade, baseada no
atendimento aos requisitos das normas ISO9001 e ISO/TS 16949, bem como os
requisitos específicos determinados pela Schulz S.A.
1.2 Objetivo

O presente manual foi elaborado para orientar os fornecedores, quanto ao


cumprimento dos requisitos necessários para assegurar a qualidade exigida
em fornecimentos a Schulz. Nele estão estabelecidos os critérios para
obtenção e manutenção da qualificação destes fornecedores.
Para os fornecedores que não atenderem quaisquer uns dos requisitos, estes
devem se comprometer perante a Schulz, a apresentar um plano de ação
consistente e que será efetivamente cumprido.
1.3 Apresentação

Histórico da Schulz

Doze de junho de 1963, esta é a data que marcou o início das atividades da
Metalúrgica SCHULZ S.A., até então, funcionava sob a razão social de Heinz
Schulz, seu fundador, o qual quando começou sua atividade, dedicou-se a
fundir para terceiros, peças fundidas de alumínio, bronze e ferro fundido.

Metalúrgica Schulz SA. - 1963.

Histórico desde a sua fundação:

• 1963 – Fundação da empresa como uma pequena fundição em


Joinville com 26 colaboradores, produzindo sua própria linha de
produtos;
• 1972 – Início da fabricação de Compressores de Ar, com apenas dois
modelos;
• 1979 – Fabricação das primeiras peças para o mercado automotivo;
• 1993 – Início do fornecimento de componentes usinados;
• 2001 – Ampliação da capacidade produtiva da Fundição de 20.000
para 40.000 t/ano.

A Schulz S.A. mantém atualmente uma planta localizada no Distrito Industrial


da cidade de Joinville, no estado de Santa Catarina:
Metalúrgica Schulz SA. – 2001.

Quanto à certificação em Sistemas de Gestão, os eventos mais significativos


foram:

• 1997 – ISO 9002:1994;


• 2001 – QS 9000 3ª Edição;
• 2001 – ISO 9001:2000;
• 2005 – ISO 14001:1996;
• 2006 – ISO 14001:2004.

A implantação dos requisitos automotivos iniciou-se em Fevereiro/2001, com a


implantação do Sistema de Gestão da Qualidade conforme a QS9000 3ª
Edição. Portanto, algumas ferramentas e/ou metodologias como o APQP
(Planejamento Avançado da Qualidade do Produto), passaram a ser
aplicadas somente no desenvolvimento de novos produtos a partir do dia 08
de Maio de 2001.
1.4 Política da Qualidade e Meio Ambiente

A Política da Qualidade da Schulz determina o propósito da organização,


incluindo comprometimento com o atendimento e a melhoria contínua:

POLÍTICA DA QUALIDADE E MEIO AMBIENTE

A Schulz, localizada em Joinville, composta por duas unidades de negócio, a Divisão


Automotiva, fornecedor mundial de produtos fundidos, usinados e montagem de
subsistemas automotivos, e a Divisão de Compressores, fornecedor mundial de
soluções para ar comprimido e equipamentos para uso doméstico e industrial,
compromete-se com a melhoria contínua de seu sistema de gestão da qualidade e
meio ambiente, pela prática dos seguintes princípios:

1.Foco no cliente e direcionamento de ações para determinar e atender seus


requisitos;
2.Desenvolvimento das competências de seus colaboradores e implementação de
ações que visam aumentar seu envolvimento, sua motivação e sua satisfação;
3.Benefício mútuo na relação com fornecedores;
4.Desenvolvimento responsável de produtos e processos, com o planejamento e a
implementação de ações que previnam a poluição e considerem a necessidade de
preservação dos recursos naturais e de redução dos impactos ambientais de suas
atividades;
5.Atendimento à legislação, às normas e aos requisitos ambientais aplicáveis;
6.Promoção da conscientização ambiental;
7.Comunicação às partes interessadas das ações e resultados relevantes referentes à
gestão ambiental.

Revisão: 02
Maio/2004
Para maior entendimento da Política da Qualidade da Schulz, abaixo segue o
quadro da forma como é apresentada, sendo uma das formas de divulgação
na organização:
2.1 Critérios de Seleção, Avaliação e Re-avaliação

A Schulz Automotiva específica os critérios de seleção, avaliação e re-avaliação


do Sistema de Gestão da Qualidade dos fornecedores, com base nos requisitos
da ISO 9001 e requisitos automotivos aplicáveis (ISO/ TS 16949), conforme descritos
na tabela de Priorização de Desenvolvimento de Fornecedores, abaixo
apresentada:

Tipos de Critério de Seleção dos Fornecedores Critério de Critério de Re-


Fornecedores Avaliação dos Avaliação dos
Avaliados Tipo de Fornecedores Fornecedores
Auto Avaliação Auditoria
Certificação

* +, -+
!
!"
$. " () . +/
#$!% " &
0$ ! ." " "
' !$ ! ()
%$ " $1

* +, -+
!
+!2$ " !"
$. " () . +/
.!* +, #$!% " &
0$ ! ." " "
' !$ ! ()
%$ " $1

!
/ 0 #+ % , " * +, -+
!
. %$ " $ $+, $. " () . +/
& 4 ."!$ & 0$ ! ." " "
$
!% ,
3 + ' !$ ! () %$ " $1
)$ "$

!" * +, -+
!
#$!% " & $. " () . +/
' !$ ! () 0$ ! ." " "
%$ " $1

+!
2$ " * +, -+
!
!"
.!* $. " () . +/
#$!% " &
+, 0$ ! ." " "
" # ' !$ ! ()
%$ " $1

+!
2$ " .!* #+ % , " * +, -+
!
. +, 3 + %$ " $ $+, $. " () . +/
$
!% , )$ "$ 4 .!* +, & 0$ ! ." " "
' !$ ! () %$ " $1
!" * +, -+!
#$!% " & $. " () . + / 0$
' !$ ! () ! ." " "
%$ " $ 1

" !" * +, -+!


$ ! #$!% " & $. " () . + / 0$
% & ' ! ' !$ ! () ! ." " "
%$ " $ 1

#+ % , " * +, -+!
%$ " $ $. " () . + / 0$
. .!* +, 3 +
$+, 4 .!* ! ." " "
$
!% , )$ "$
+, & %$ " $ 1
' !$ ! ()

!"
5# #$
!% " 5#
* +, .+
11
& +,
# !
$+1
#
(

. .!* +,
+, !
$+ * +, .+
11
$
!% , 5#

Nota: “Não” significa quando não será realizado ou solicitado.

P o n to s Im p o rta n te s :

1. Caso o fornecedor esteja em fase de transição entre a data de vencimento


do Certificado e a data de auditoria pelo um Órgão Certificador, este deverá
enviar documento formal justificando o fato e estipulando data para
recebimento do novo certificado.

2. Se o fornecedor não enviar o Certificado da Qualidade atualizado na data


prevista, o Setor da Qualidade Fundição poderá decidir, conforme aplicável, por:
enviar o relatório de Auto-Avaliação de Sistema de Gestão da Qualidade;
realizar auditoria no sistema de Gestão da Qualidade do Fornecedor ou realizar
avaliação na Reunião de IQF quanto à continuidade de fornecimento.
3. Fornecedores certificados por 3° parte na ISO 9001, terão seus certificados
controlados quanto ao escopo e à validade e somente passarão pelo processo
de avaliação junto aos requisitos da ISO/ TS 16949.
4. A certificação QS 9000 3ª Edição é aceita como padrão normativo
automotivo, até 15 de dezembro de 2006, para os fornecedores já certificados
conforme ISO 9001:2000. Após esta data, o fornecedor deve apresentar cópia
do certificado de atendimento aos requisitos da ISO/TS 16949:2002 ou o
cronograma de seu processo de certificação nesta especificação técnica.
5. Para os fornecedores de matéria-prima, componentes ou serviços críticos,
que não possuem a certificação ISO9001, aos quais for necessário encaminhar
o relatório de auto-avaliação ou realizar auditoria no Sistema de Gestão da
Qualidade, cada um dos requisitos da avaliação do sistema de gestão da
qualidade deve ser pontuado da seguinte forma, de acordo como se
apresenta:

P o n tu a ç ã o :

00: A resposta para a maioria das questões é não. Nada está planejado ou disponível;

Existe cumprimento de alguns elementos do requisito, mas não estão adequados.


05:
Estão incompletos ou há pouca evidência de funcionamento;

Estão implementados requisitos básicos do sistema de gestão da qualidade, mas


7,5:
necessitam ser mais bem desenvolvidos e melhorados;

O sistema de gestão da qualidade está bem planejado e implementado. Há boa


10:
documentação e evidências de melhoria contínua.
Ao final, o responsável pela avaliação deve calcular o grau de atendimento
dos requisitos utilizando a seguinte fórmula:

Grau de atendimento (%) = ( Somatória dos pontos obtidos

Somatória dos pontos possíveis


) * 100

A classificação do fornecedor deve ser realizada de acordo com a sua


pontuação:

GRAU DE
ATENDIMENTO CLASSIFICAÇÃO RESULTADO DA AVALIAÇÃO
( %)
90 até 100 A Fornecedor Aprovado.
Fornecedor Aprovado.
Ações corretivas devem ser implementadas
80 até 89,99 A–B
e apresentadas a Schulz no prazo máximo
de 12 meses.
Fornecedor Aprovado.
Ações corretivas devem ser implementadas
60 até 79,99 B
e apresentadas a Schulz no prazo máximo
de 06 meses.
Fornecedor Reprovado.
Ações corretivas devem ser implementadas
Abaixo de 60 C e apresentadas a Schulz para que seja
feita uma nova avaliação e seja retomado,
os contatos comerciais.

Conforme a Classificação, o plano de ação poderá ser apresentado ao


Setor Qualidade Fundição conforme registro Plano de Ação para
Tratamento de Não-Conformidades (RQ-104), no prazo máximo de 30 dias
após a emissão do Relatório de Auto-Avaliação, ou do resultado da
auditoria realizada no fornecedor, prevendo as ações a serem
implementadas, o procedimento a ser utilizado, o prazo e o responsável pela
implementação das ações.
Para que seja verificado o resultado das ações propostas, o Setor da
Qualidade da Fundição poderá enviar o registro Relatório de
Acompanhamento de Ação Corretiva de Fornecedores (RQ-105) para
acompanhamento das ações do fornecedor ou agendar nova auditoria de
(followup).
O período para envio do Relatório de Acompanhamento de Ação Corretiva
de Fornecedores (RQ-105), poderá ser de acordo com a classificação obtida
pelo fornecedor:

Classificação A – B até 18 meses;


Classificação B e C até 12 meses.

Caso não seja verificada evolução no sistema de gestão da qualidade do


fornecedor, o Setor da Qualidade da Fundição pode decidir pela realização
de auditoria no fornecedor.
Após considerar o fornecedor aprovado na auto-avaliação do Sistema de
Gestão da Qualidade ou após a Auditoria, o Setor da Qualidade da
Fundição libera o fornecedor, para que, somente assim, o Depto de
Compras possa efetuar a aquisição dos produtos e serviços.
2.2 Avaliação Desempenho do Fornecedor - IQF

Os fornecedores que fazem parte do quadro de fornecimento para a Schulz


Automotiva, são avaliados continuamente a cada fornecimento, quanto ao
IQF (Índice de Qualidade do Fornecedor), de acordo com a sua capacidade
de atender os seguintes requisitos:

• Q u a lid a d e
• Q u a n tid a d e
• P o n tu a lid a d e d e E n tr e g a
• P re ç o

* Qualidade: Nesse item será avaliada a qualidade do produto fornecido. Essa


medição será efetuada com base nas peças recebidas e devolvidas dentro
de um determinado período. Peças aprovadas condicional receberão um
percentual de demérito de 50%.

Qualidade = 100 – Devolução


Devolução = (Peças recebidas devolvidas) * 100

Σ (peças recebidas aprovadas) + [Σ(peças recebidas


aprovadas condicionalmente)

* Quantidade: Nesse item será avaliado se o fornecedor entrega os materiais


comprados na quantidade correta, conforme solicitado. Os pedidos de
compra que tiverem alteração dentro do período de ressuprimento não serão
considerados.

Quantidade = NºRecebimento na Quantidade Correta * 100


Total de Entregas
* Pontualidade de Entrega: Nesse item será avaliado se o fornecedor está
entregando os materiais comprados na data de entrega definida no pedido
de compra, sendo que para os produtos nacionais, o fornecedor não poderá
exceder os limites, 05 dias antes ou 05 dias após o prazo estipulado da
entrega. Para os produtos importados os limites estão dentro de uma margem
de, 10 dias antes e 10 dias após a data de entrega. Quando forem
efetuadas entregas que ultrapassarem esses limites definidos, ocorrerá
automaticamente o demérito neste quesito de avaliação.
Pedidos de compra que cuja data de entrega for alterada dentro do período
de ressuprimento do fornecedor, não serão considerados.

Pontualidade NºRecebimento na Data Correta * 100


Total de Recebimento + Pedidos Abertos em Atraso

* Preço: Nesse item será avaliado se o fornecedor está entregando os


materiais comprados conforme preço do pedido de compra ou tabela de
preços negociados. Assim, será comparados o preço definido no pedido de
compra e o preço da nota fiscal recebida.

Preço = NºRecebimento no Preço Correto * 100


Total de Recebimento

Esses quatro índices darão origem ao IQF (Índice de Qualidade do


Fornecedor), que será calculado através da somatória dos valores de
Qualidade, Quantidade, Pontualidade e Preço, cada qual ponderado da
seguinte forma:
Q u a lid a d e 40%

Q u a n tid a d e 15%

P o n tu a lid a d e 30%

P re ç o 15%
Pontos Importantes:

1. Esse critério não se aplica totalmente aos fornecedores de serviços


terceirizados. Esses fornecedores serão avaliados somente quanto ao requisito
qualidade. Os demais requisitos serão monitorados mensalmente nas reuniões
de IQF.
2. Se o fornecedor não atingir a meta de IQF por três meses consecutivos, será
realizada uma análise crítica na Reunião Mensal de IQF, com base nos índices
apresentados e caso julgar necessário, optar em: realizar auditoria no
processo do fornecedor, solicitar um plano de ação que transcreva quais
ações serão realizadas para melhorar os índices de qualidade ou realizar a
abertura de RNC para problemas específicos. Depois de tomadas ações
citadas, caso não ocorra melhoria na performance do fornecedor, poderá
ser iniciado o processo de desativação do fornecedor.

3. As notificações de cliente quanto a desvios na entrega e na qualidade do


produto fornecido, incidentes de fretes especiais e rupturas no cliente, são
monitoradas e tratadas nas reuniões de IQF mensais.
4. Os fornecedores são incentivados a monitorar o desempenho dos seus processos
de manufatura por meio de uma comunicação formal da Schulz S.A. exclusivamente
para esse fim.
5. Os fornecedores poderão a qualquer momento ter seus processos avaliados e/ou
auditados, essa decisão se dará de acordo com o histórico de fornecimento,
problemas de qualidade, relevância dos produtos fornecidos, entre outros.
6. Caso a Gerencia e/ou Diretoria decida em cancelar o fornecedor, sem o mesmo
estar com sua documentação reprovada, (Certificado de Qualidade, relatório de
Auto-Avaliação, RNC’s, Planos de Ação,etc.) serão considerados cancelado. Se
decidido ativar novamente, este será considerado fornecedor novo e entrará no
processo normal de homologação.
2.3 Re- Avaliação

Todos os fornecedores serão re-avaliados na última reunião de IQF mensal


com base na sua capacidade de atingir as metas estabelecidas, onde será
realizada uma análise crítica nos índices do ano vigente, e resultará na
continuidade ou não do fornecedor.
3. Critérios para Desenvolvimento do PPAP - Processo de
Aprovação de Peça de Produção

3 .1 .1 L o te S ig n ific a tiv o d e P r o d u ç ã o

A quantidade de amostras utilizadas para a aprovação de peças do


fornecedor, será definida peça Schulz S.A. Essa amostra deve ser fabricada
no local de produção, usando ferramentais, calibradores, processos, materiais
e operadores do ambiente de produção.

3 .1 .2 C r ité r io s p a r a o d e s e n v o lv im e n to d e C o m p o n e n te s / M a té r ia - p r im a /
S e r v iç o s :

Para os fornecedores de componentes, será requerido o nível 03 de


submissão de PPAP, ao qual deverá atender os requisitos conforme segue
abaixo:

Requisitos:

1. Documentos de Alteração de Engenharia

2. Fluxograma de Processo

3. FMEA de processo

4. Resultados Dimensionais

5. Resultados de Testes de Material/Performance

6. Estudo Inicial de Processo

7. Estudos de Análise dos Sistemas de Medição

8. Documentação de Laboratório Qualificado

9. Plano de Controle

10. Certificado de Submissão de Peça de Produção (PSW)

11. Amostra do Produto

12. Amostra Padrão

13. Registros de Conformidade Com Requisitos Específicos do Cliente


Quando solicitado o PPAP, deverá ser encaminhado ao Setor da Qualidade
Fundição da Schulz, a qual efetuará, em conjunto com as áreas técnicas, a
análise e aprovação, e notificará o resultado obtido ao fornecedor.
NOTA : Onde definido em comum acordo entre Schulz e o fornecedor, o nível
de submissão do PPAP poderá ser alterado.
Para os fornecedores de matéria-prima, deverá ser utilizado o método de
aprovação interno (PAAF) – Processo de Aprovação de Amostra de
Fornecedor, onde a matéria-prima deverá vir acompanhada pelo certificado
de qualidade do produto.
Para os serviços produtivos fornecidos por terceiros, serão aprovados
conforme PQ-038.

Pontos Importantes:

1. Os itens que forem considerados pelo cliente como “itens de segurança”, o


fornecedor deverá manter uma cópia dos registros pelo período em que a
peça for considerada ativa, mais dez anos calendário.
2. Para os itens que já foram aprovados pelos clientes através do PPAP, a
Schulz pode solicitar aos fornecedores ou ao cliente, a capa do PSW e outros
relatórios/ documentos, conforme necessário.
3. Quando ocorrer alterações significativas no produto ou processo de
fabricação, o fornecedor deverá comunicar a Schulz e solicitar uma
aprovação formal para a nova situação, antes do envio de qualquer produto
ou processo modificados.
4. Todos os materiais utilizados na fabricação dos produtos fornecidos a Schulz,
devem atender as exigências regulamentares, relacionadas com aspectos de
segurança, materiais tóxicos e perigosos, elétricos/ eletromagnéticos e meio
ambiente, conforme regulamentação vigente.
3.2 Notificação a Schulz

O fornecedor deverá comunicar a Schulz sobre qualquer mudança de


processo, conforme indicado na tabela abaixo:

Uso de outra construção ou material utilizado na peça ou produto previamente


1:
aprovado.

Produção utilizando ferramentas, matrizes, moldes, modelos, etc, entre novos ou


2: modificados (exceto ferramentas perecíveis), incluindo ferramental adicional ou
substituto.

Produção seguida de melhoria ou reorganização de ferramental ou


3:
equipamento.

Ferramental e equipamentos de produção transferidos para uma localização


4:
diferente na própria unidade ou de uma localização adicional da unidade.

Alteração de fornecedor de peças, materiais não equivalentes, ou serviços (ex


5:
tratamento térmico, ou superficial).

Produto produzido depois do ferramental ter estado inativo para produção em


6:
volume, durante 12 meses ou mais.

Alterações de produto e processo relacionadas com componentes de


7:
produção do produto fabricado internamente ou por fornecedores.

Alteração em método de teste/inspeção – nova técnica (que não afete no


8:
critério de aceitação).

A Schulz pode subseqüentemente decidir pela necessidade de submissão do


PPAP para aprovação.
Os fornecedores da Schulz são responsáveis por cumprir os requisitos
especificados (registros de projeto e especificações). Todo esforço deve ser
feito para corrigir o processo de forma que todos os requisitos do registro de
projeto sejam atingidos. Se não houver capacidade de atender um desses
requisitos, o fornecedor deve contatar ao Setor de Qualidade Fundição para
determinação da ação corretiva apropriada.
3.3 Submissão a Schulz

O fornecedor deverá submeter o PPAP para aprovação da Schulz, antes da


primeira remessa de produção, nas seguintes situações, conforme tabela
abaixo:

Uma nova peça ou produto (ex. uma peça específica, material ou cor não fornecida
1:
previamente ao cliente).

2: Correção de uma discrepância em uma peça previamente submetida à aprovação.

Alterações de engenharia dos registros de projeto, especificações ou materiais para


3:
produção de produto / Part Number.

Condições de Produção Após Submissão do PPAP:


Após aprovação da peça de produção, o fornecedor deve assegurar que a
produção futura continue satisfazendo todos os requisitos da Schulz.

3.4 Situação do PPAP da Schulz

Aprovação de Indica que a peça ou material atende a todas as especificações e

Produção: requisitos da Schulz. Está, portanto, autorizada a produção.

Permite remessa de material para as necessidades de produção


com base em limitação de tempo e quantidade. Só será concedida
quando:
Aprovação
a) tiver sido claramente definida a causa da não-conformidade que
Condicional
impede aprovação da produção e;
(Interina):
b) tiver sido preparado um plano de ação condicional (interino) de
aprovação, aprovado pela Schulz. Re-submissão para aprovação de
produção é requerida.

Significa que a submissão do lote de produção do qual foi originado


o PPAP não satisfaz os requisitos da Schulz. Produto e documentação
Rejeitado:
corrigidos devem ser submetidos e aprovados antes que
quantidades de produção sejam expedidas.
Visando o estabelecimento de um processo de qualidade assegurada, a
Schulz espera de seus fornecedores o controle de processos e produtos de
modo a garantir que sejam enviadas a Schulz, somente peças que atendam
a todos os requisitos de qualidade estabelecidos previamente.

Para isso, a Schulz estabelecerá junto aos seus fornecedores, metas de PPM
de peças defeituosas, bem como prazos para o seu atingimento. Cabe ao
fornecedor, a implementação de ações para o atingimento dos objetivos
estabelecidos.
Na eventualidade de alguma peça ser fornecida fora das especificações
definidas pela Schulz, o fornecedor assume as responsabilidades e os custos
decorrentes da não qualidade.
O fornecedor será notificado quando da identificação de uma peça não
conforme bem como dos custos envolvidos em cada uma das operações
para adequação e/ou retrabalho interno da peça. A atividade para
adequação só será realizada mediante autorização do fornecedor.
4.1 Metodologia de Solução de Problemas no Modelo 8D

A Schulz poderá ainda registrar a não conformidade e solicitar ações junto


ao fornecedor utilizando para isso a metodologia 8D para solução de
problemas. Segue abaixo os prazos para registro das etapas da Metodologia
de Solução de Problemas no modelo 8D:

Origem da
R.N.C
Fornecimento
Etapa

Ação de Contenção /
Disposição 01 dia

Verificação da
Implementação das 01 dia
Ações de (a contar a partir do prazo de implementação da ação)
Contenção/Disposição

Análise de Causa e 07 dias


elaboração do Plano de
(corridos, a contar da data da identificação da não conformidade no
Ações
software)

60 dias
Verificação da Eficácia (podendo ser realizado em conjunto com a Schulz na planta do
fornecedor)
4.2. Documentos de Suporte

É exigido para que os fornecedores da Schulz, utilizem as


metodologias/ferramentas citadas abaixo, dentro de seu Sistema de Gestão
Qualidade, a fim de garantir os requisitos da Schulz, são elas:

Avaliação do Sistema da Qualidade; (QSA)


Manual de Plano de Controle e Planejamento Avançado da Qualidade
(APQP);
Processo de Aprovação de Peça de Produção (PPAP);
Manual de Análise de Sistema de Medição (MSA);
Manual de Fundamentos de Controle Estatístico de Processo (CEP)
Manual Análise de Tipo e Efeito de Falhas (FMEA).
Esclarecimentos
Visando garantir a satisfação total de seus clientes, a Schulz S.A. solicita
que seus fornecedores se comprometam com o m o n ito r a m e n to d o
d e s e m p e n h o d e s e u s p r o c e s s o s d e m a n u fa tu r a e a a p lic a ç ã o d e fe r r a m e n ta s
da qualidade, pois entende que tal ação, é de fundamental importância para
a melhoria contínua dos processos.
A Schulz reserva-se ao direito de realizar auditoria nos processos dos
fornecedores de materiais produtivos, de acordo com o histórico de
fornecimento, problemas de qualidade ou relevância dos materiais
fornecidos, enfatizando inclusive, a avaliação do monitoramento dos
processos de manufatura.

A
O presente manual foi elaborado utilizando como base:

ISO 9001, revisão 2000;


ISO/ TS 16949, revisão 2002,
Manual PPAP – Processo de Aprovação de Peça de Produção, 4ª
Edição.
Para comentários ou perguntas relativos ao Manual de Gestão da
Qualidade para Fornecedores, favor entrar em contato com o
Departamento da Qualidade Automotiva da Schulz.

James Pavanati
Analista de Desenvolvimento de Fornecedores

Fabiano Dellagnolo
Supervisor do Setor Qualidade Fundição

Edmilson Holtz
Gerente da Qualidade Automotiva