Dias
Sábado Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Auxiliar

Lição 8

12 a 19 de fevereiro

Poder de recuperação

ela disse. “foi que o conselheiro insistia que . Veja também Jó 1-3. elas foram usadas por Deus porque tiveram o poder de recuperação para avançar. não enfrenta razoáveis fatores estressantes. ou estresse extremos e retornar em bom estado sem ser muito afetado negativamente pela experiência. Apesar das circunstâncias difíceis e até falhas de caráter. “O que mais me ajudou”. ameaças. 11. Portanto.) e ainda alcançaram grande sucesso. Tg 5:10. Fp 4:11-13 Poder de recuperação é o processo de enfrentar adversidades. Victor e Mildred Goertzel escreveram Cradles of Eminence [Berços de Eminência]. O conceito tem recebido crescente atenção pela importância do poder de recuperação diante das dificuldades da vida. traumas. Afinal. Rt 1. Que características de Jó o tornam digno de ser imitado? Tg 5:10. socorro bem presente nas tribulações. O livro foi atualizado em 2004. físicas e/ou impedimentos psicológicos. Leituras da semana: Jó 19:25. ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam” (Salmo 46:1-3). Domingo Ano Bíblico: N A paciência de Jó 1. vez por outra. reagiram e venceram os problemas. pela graça de Deus. que apresentava análises biográficas de mais de 700 personagens que passaram por grandes adversidades na infância (lares destruídos.Sábado à tarde Ano Bíblico: N Verso para Memorizar: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza. Et 2. não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares. quem entre nós. mesmo em meio de circunstâncias adversas. A Bíblia também fala de pessoas que tiveram que enfrentar adversidades mas que. 11. tragédias. etc. Uma senhora submetida a aconselhamento para se recuperar de uma séria crise disse aos amigos que uma ideia transmitida pelo conselheiro foi fundamental para sua recuperação. limitações financeiras. de uma forma ou outra? A pergunta é: Como ter o poder de recuperação para lidar com o que acontece e não ser destruído emocionalmente no processo? Na década de 1960. 2Co 11:23-28.

desejo que o senhor ore para que eu tenha paciência”. mas também nos gloriamos nas próprias tribulações. Esse pensamento me ajudou a obter o poder de recuperação. ele contraiu uma doença horrível. Como podemos aprender melhor a nos apegar a essa esperança em nossas próprias adversidades? Pense nas ocasiões em que você passou por algo terrível. ‘mas não vai durar muito mais’. 2. O idoso homem respondeu: “Sim. “é de paciência que preciso.minhas situações dolorosas teriam fim. José passou realmente pela conversão e teve um relacionamento muito mais íntimo com Deus. da Inglaterra. consolá-lo e protegê-lo. em meio a tudo isso. de alguma forma. ou mesmo. sabendo que a tribulação produz perseverança”. provendo um Redentor . “e vou orar para que você tenha tribulação. Mas. não é difícil imaginar a dor que ele sofreu por tanta traição e deslealdade. e com razão. não. disse Goodman. e então. Goodman. ele nunca perdeu a fé em Deus e persistiu até que a tragédia terminasse. Jó entendeu que Deus é misericordioso e justo. Depois de ter sido vendido por seus irmãos.” Em outras palavras.” “Entendo”. ‘Parece escuro e interminável agora. Ele aprendeu acerca do amor de Deus. José se voltou para o Senhor nessas dificuldades e. certa vez recebeu um jovem que precisava de oração. o jovem respondeu. senhor”. na hora de necessidade. Imagine como ele deve ter ficado desanimado. Ele expressou diretamente sua necessidade: “Sr. os anjos de Deus tinham vindo instruí-lo. boas coisas resultaram desses eventos. não encontrou apoio na esposa. foram prejudiciais? O que você aprendeu para ajudar melhor alguém que esteja passando por grande adversidade agora? Segunda Ano Bíblico: Nm José no cativeiro Leia Gênesis 37:19-28 e Gênesis 39:12-20 e tente pôr-se na pele de José. no fim.” “Ah. sua propriedade e seus filhos foram destruídos. Não obstante.’ o conselheiro costumava dizer. Ele não entendia as razões de seu sofrimento. o professor de Bíblia abriu a Bíblia e leu Romanos 5:3 para o jovem pasmo: “E não somente isto. vou orar para que você tenha tribulação. “Contaram-lhe a respeito das promessas do Senhor a Jacó. Imagine o potencial de ira e amargura que ele poderia ter desenvolvido. o conselheiro manteve viva a esperança da paciente. Como ter a paciência aumentada? George Goodman. Que esperança o sustentou? Que palavras ditas a você foram úteis? Quais palavras não foram tão úteis.” Então. A história de Jó oferece um exemplo supremo do poder de recuperação. No início da vida. A que esperança se apegou Jó? Jó 19:25. e de como tinham elas se cumprido – como. Embora a Bíblia não nos conte em detalhes quais foram suas emoções.

Desenvolvimento de caráter. degradados à condição de viúva e órfãos.aos homens. humildade. Todas estas lições preciosas vinham agora vividamente diante dele. a experiência abriu o caminho para a corte de Faraó. os filhos de Noemi. White. José acreditava que o Deus de seus pais seria o seu Deus. distinção entre o bem e o mal – essas são algumas das lições que podemos aprender. se casaram com mulheres moabitas. Malom e Quiliom. Então. 4 c) 2Co 1:8. sem proteção e sujeitos a mais uma humilhação. 3. discipulado. mesmo quando não pareça provável existir algum bem? Terça Ano Bíblico: Nm Noemi 4. Embora a lei não proibisse especificamente os casamentos entre . enquanto esperamos que essa promessa se cumpra. Esse fato pode ter provocado conflito para a família. Você já teve alguma experiência terrível que ao fim trouxe algum bem. 213. especialmente em meio à provação. parece certo que a dor é o caminho para aprender certas lições. Embora seja difícil pensar nos benefícios do sofrimento. especialmente quando a mudança é motivada pela necessidade de sobreviver. para cumprir a missão de salvar muitos e seu próprio povo. O que os textos a seguir nos dizem como as situações ruins podem ser transformadas em boas? a) Rm 5:3-5 b) 2Co 1:3. Quando ele foi lançado injustamente na prisão. Mas. por causa de significativas diferenças religiosas. 214). Os moabitas eram um povo idólatra (Jz 10:6) cujas práticas conflitavam com as crenças judaicas. o ambiente que Jesus preparou para nós no Céu é sem lágrimas e sem dores (Ap 21:4). p. Mãe e filhos se achavam em terra estranha. 12 Deus não quer que soframos desnecessariamente. empatia. 9 d) 2Tm 1:11. Só isso já deve ter produzido muita perturbação para os recém-chegados. o marido de Noemi morreu. Noemi e seus dois filhos a emigrar para o país de Moabe. algum benefício? Como esse fato pode ajudá-lo a confiar no Senhor em alguma adversidade. De fato. Ali mesmo se entregou completamente ao Senhor” (Ellen G. A fome em Judá forçou Elimeleque. área agrícola em que eles poderiam obter alimento. podemos pedir de Deus a força necessária para superar as dificuldades. Poucos dias depois de se terem estabelecido. ao menos no princípio. Quais foram alguns dos infortúnios experimentados por Noemi? Rute 1 Deixar o próprio país para viver em outro lugar é sempre assustador. Patriarcas e Profetas.

pela última vez. Embora tivesse sido adotada por seu primo mais idoso.judeus e moabitas. Os capítulos 2 a 4 apresentam uma bela sucessão de eventos que culminaram em um feliz acordo familiar. Qual foi o ponto de virada na vida do Noemi? Como Deus corrigiu as graves adversidades sofridas por Noemi? Rt 1:16-18. Mordecai. pai de Davi. cujos nomes significavam respectivamente “doença” e “devastação”. Ester viveu como órfã. certamente. É difícil imaginar uma situação mais trágica para a vida de Noemi – nenhum parente vivo nas proximidades. Por mais que. 4:13-17 No momento mais profundo da dificuldade de Noemi. 22 d) Et 4:4-17 e) Et 7:3. Ester cresceu como uma jovem equilibrada. . 7 b) Et 2:10 c) Et 2:21. sua nora Rute lhe serviu de apoio emocional enviado por Deus. Noemi deixou para trás os incontáveis sofrimentos e viveu para testemunhar o casamento de Rute com Boaz e o nascimento de seu neto Obede. 8:3 Desde os primeiros anos. em última instância. o estigma da infância sem pais foi. Apesar disso. seus inimigos. Mais tarde. Quais foram algumas das adversidades. Malom e Quiliom. às vezes. especialmente de Rute. Quando. precisemos confiar no Senhor e entregar tudo a Ele. Noemi deve ter sido notável por haver inspirado a devoção de suas duas noras. precisamos também de ajuda humana. determinada e capaz. difícil. você precisou realmente da ajuda de alguém? O que você aprendeu dessa experiência? Quarta Ano Bíblico: Nm Os dias de estresse de Ester 6. e demais familiares na distante Belém. lutas e pressões que Ester enfrentou? a) Et 2:6. também morreram. pai de Jessé. historicamente. estava estipulado que nem os moabitas nem seus descendentes poderiam entrar na assembleia do Senhor até depois de dez gerações (Dt 23:3). que aceitou o Deus de Israel e tomou a firme decisão de cuidar da sogra por toda a vida em uma terra cujos habitantes eram. 5. 4.

em uma família hebreia da tribo de Benjamin. Tornou-se fariseu. Essa não foi uma fácil tarefa porque. Assim como Ester. cidadão do Império Romano. Ele obteve sua nacionalidade romana por meio do pai. mas tu e a casa de teu pai perecereis” (Et 4:14). sabendo que esse ato representava um elevado risco de morte. de outra parte se levantará para os judeus socorro e livramento. pelas quais não pediu? Como você pode aprender a apreciar mais as coisas boas que recebeu e vencer as más? Quinta Ano Bíblico: Nm O segredo de estar contente Paulo nasceu e cresceu em Tarso. se de todo te calares agora. se o complô não ficasse provado. Finalmente. o primo pôs ainda mais pressão sobre ela: “Porque. Ester não revelou sua nacionalidade nem seu parentesco. ele deve ter apreciado os privilégios de seu status social e religioso. Qual é sua origem? Que coisas você recebeu. tudo mudou. Ester teve que manter sua fé e identidade judaica. luxos e práticas da vida na corte. as coisas deram certo. ele se tornou o objeto da perseguição radical de alguns de sua própria nação e. todos nós nascemos em situações que não criamos. um grupo devoto que seguia a lei (Torah) mais a tradição oral (Mishnah). e quem sabia quais seriam os resultados? Mas a maior responsabilidade colocada sobre Ester foi ser deixada como o único canal para salvar sua nação. Porém. por mais perigosa que às vezes a situação tenha sido para essa jovem mulher. dos romanos. ela compareceu diante do rei. Além disso. Que intensidade de estresse! Entretanto. Ester também teve que levar ao rei as más notícias de que os oficiais estavam conspirando matá-lo. o risco de ser identificada como membro do povo judeu era real. Ester e seu primo poderiam ser acusados de dar início a boatos. o que ela não poderia fazer sem arriscar a vida. Em vez de perseguidor. Cercada por comidas. Esse foi um desafio particularmente pesado. Com essa origem. mais tarde. Mordecai lhe pediu que intercedesse em nome dos judeus.Depois de se tornar rainha. de alguma forma. . quando Paulo respondeu ao chamado de Jesus. Sofreu tribulações por três décadas e foi executado depois de ter sido encarcerado em Roma. Quando ela vacilou. e as consequências de sua identidade eram incertas. boas e más.

nunca é suficiente. mas podia fazer qualquer coisa e tudo em nome de Jesus Cristo. . Nessas horas tremendas. experimentar novas condições socioeconômicas. Curiosamente. que avaliação faz Paulo da própria vida? O contentamento é um componente fundamental de felicidade e bem-estar psicológico. a depender unicamente dos méritos da expiação e. por vezes. leia Filipenses 4:11-13. Há ocasiões em que esses períodos são terríveis. Essa não é uma capacidade que alguns possuem e outros. 11)? Sexta Ano Bíblico: Nm Estudo adicional Os poderes das trevas se adensam em torno da mente e excluem Jesus ao nosso olhar e. A esperança parece falhar. e o desespero. tendo tão pouco. só nos é possível. em toda a nossa impotente indignidade. ter “tudo” não garante satisfação nem felicidade. Essa disposição se dá aos que veem a perspectiva positiva das coisas. não. Mas esperar pacientemente com esperança quando nos achamos rodeados de nuvens e tudo parece escuro. precisamos aprender a confiar. esperar até que as nuvens passem. que olham ao passado com aceitação e ao futuro com esperança. em espanto e aflição. Para alguns. Leia 2 Coríntios 11:23-28. Depois de tanto sofrimento. A adaptação e a satisfação em meio a uma grande variedade de circunstâncias são processos aprendidos que sobrevêm com o passar do tempo e com a prática. requer fé e submissão que fazem com que nossa vontade seja absorvida pela vontade de Deus. Isso pode significar viver em novos lugares. que menciona algumas das adversidades que Paulo teve que enfrentar. Ele podia não só sentir satisfação com poucos ou muitos recursos materiais. relacionar-se com novas pessoas. A habilidade de Paulo não é uma característica hereditária. Então. O verso 13 dá a chave mais importante para o poder de recuperação de Paulo. não importando tudo o que tenham. Mui facilmente. Outros.7. nunca pereceremos – nunca! Quando resplandece a luz em nossa estrada. ficamos desanimados e clamamos ansiosamente para que seja removida de nós a provação. nos lançar sobre os méritos do Salvador crucificado e ressurgido. se apoderar de nós. porque ele diz especificamente: “Aprendi a viver contente” (Fp 4:11). Enquanto assim fizermos. Como está seu contentamento? Você tem sido sacudido de cá para lá e vitimado pelas circunstâncias? Como você pode aprender a “viver contente em toda e qualquer situação” (v. O que você acha que faz a diferença? Uma das muitas definições atuais de “inteligência” é a habilidade de se adaptar a novas situações. não é grande coisa ser forte no poder da graça. ainda assim estão satisfeitos.

Pergunta 4: A fome a fez emigrar. Como você pode aplicar à prática o conselho do apóstolo em 1 Pedro 4:12. morreram seus filhos. é nossa única esperança. que mensagem ela está transmitindo? De acordo com o que ela diz. o evangelho. Suponha. Pergunta 6: a) Orfandade. como apresentado nessas palavras. Pergunta 3: a) A tribulação produz perseverança. d) Sentença de morte por Amã. White. temor de Deus. O que devemos fazer nesses casos? Como podemos conciliar esses fatos com nossa fé e as promessas de Deus? 2. paciência.. em que parecesse não haver saída. que você só tivesse cinco minutos com ela. c e d) Desenvolve a confiança e a fé. 114).”). Perguntas para reflexão 1. E) Risco de morte por comparecer diante do rei sem ter sido chamada. afinal. justiça. b) Nos transforma em consoladores.. White acima (“Nessas horas tremendas. . Morreu seu marido. Pergunta 5: A nora a acompanhou em todas as circunstâncias.quando devemos pedir paciência para resistir e graça para vencer” (Ellen G. Na terceira sentença da citação de Ellen G. Suponha que você estivesse lidando com uma pessoa em uma situação terrível. 13? Uma coisa é manter o poder de recuperação e ser fiel em meio às provações. Maravilhosa Graça. Nesses poucos minutos. não importando a tragédia que nos aconteça agora? 3. p. o que você diria para lhe dar esperança? Respostas sugestivas: Pergunta 1: Integridade. também. precisamos. mas como fazer o que Pedro diz? Isso é possível? 4. Pergunta 7: Não era abalado nem por fome e escassez nem por fartura e riqueza. Pense mais na questão das provações e tragédias que não parecem ter final feliz. c) Traição de dois servidores do rei. Pergunta 2: À ressurreição. b) Exílio. onde está nossa esperança? Por que. A viuvez a levou à indigência. humanamente falando.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful