You are on page 1of 62

Plene

Nova Tecnologia para Plantio de Cana-de-açúcar

Alessandra Julianetti – DTM


Evolução do plantio de cana-de-açúcar…
500 anos de cana-de-açúcar no Brasil…

10 anos de plantio mecanizado…

24 meses de Plene
nas Usinas…

2
Plantio - Mudas

Plantio Manual Plantio Mecanizado Plantio Plene


14 ton cana / ha’ 18-20 ton cana / ha 1,5-2 ton muda / ha’
Plene necessita o equivalente a 10 - 15% de um
plantio manual ou mecanizado necessita de mudas para o plantio.

Plantio Manual Plantio Mecanizado

 Elevada necessidade de mão-de-obra  Elevada demanda de equipamentos pesados


 Alto consumo de cana: 12 t/ha  Elevado consumo de cana: 18 t/ha
 Baixo rendimento: 140 pessoas para 20 ha/dia  Baixo rendimento: 6 ha/dia
 Baixa sustentabilidade pelo intensivo preparo de solo  Alta compactação de solos e preparo intensivo

3
Plantio Maquinas
 REDUÇÃO NA QUANTIDADE DE EQUIPAMENTOS: O plantio de Plene demanda menos
equipamentos do que os sistemas convencionais. Por exemplo, para plantarmos 45ha/dia,
com a mesma jornada diária de trabalho, é preciso:

MECANIZADO MANUAL PLENE


3 plantadoras, 8 tratores (240 CV), 2 plantadoras,
11 tratores (240 CV), 3 tratores (135 CV), 2 tratores (120/180 CV)
2 colhedoras de cana, 1 trator (95 CV), 1 Munck
1 trator (95 CV), 3 carregadoras de 5 equipamentos.
1 Munck cana,
18 equipamentos. 1 Munck
16 caminhões
32 equipamentos.

4
Plantio M. O.
 REDUÇÃO NA QUANTIDADE DE MÃO-DE-OBRA: O plantio de Plene demanda menos
equipamentos do que os sistemas convencionais. Para plantar a mesma área por dia, com a
mesma jornada diária de trabalho, é preciso:

MECANIZADO MANUAL PLENE


4 líderes de frente, 01 líder de frente, 01 líder de frente,
61 operadores de 16 operadores de 6 operadores de
maquinas, máquinas, máquinas,
6 motoristas 14 motoristas, 2 motoristas
12 rurícolas 315 rurícolas 2 rurícolas
83 pessoas. 346 pessoas. 11 pessoas.

5
Mudas sadias

PRODUÇÃO DE CANA UNIDADES DE


SADIA EM VIVEIROS DA PRODUÇÃO E PLANTIO NA USINA
SYNGENTA BENEFICIAMENTO

Limpeza Cultivo Mínimo


Altíssima sanidade Corte e tratamento Alta produtividade
Rastreabilidade Tecnologias Syngenta Menor necessidade de
Garantia genética Embalagem aplicação de defensivos

6
Mercado 2012

Mercado 2011

Itápolis
Viveiros e
Indústria

Paulínia
Produção de
Seedlings

7
Tecnologias viabilizadoras

ACORDOS DE
INOVAÇÕES
DESENVOLVIMENTO GERMOPLASMA

+ +
SYNGENTA
TECNOLÓGICO

Moléculas e ingredientes
ativos e formulações™
Coating e Protetores™ Máquina de Plantio
Tecnologias de vigor™
Equipamentos de corte e
tratamento™ UFV

8
9
Plene - Tecnologias de Proteção

Mini-tolete Plene
não tratado Controle
com sobre as
infestação espécies de
de Cupins Cupins

Fonte: R&D SYT

10
Controle de Nematóides
População final de M. javanica (J2) em raízes de Cana – 60 dias após a inoculação

Check
4010

Competitor 1
472.5

Competitor 2
411

Treat 1
187

Treat 2
514.75

Treat 3 110.75

Treat 4 421.25

0 500 1000 1500 2000 2500 3000 3500 4000 4500


J2/ g of root

Check

Fonte : Plene R&D


Check Treat 3

11
Plene - Tecnologias de Vigor

Fonte: R&D SYT

12
Testes de vigor e rastreabilidade dos lotes das mudas Plene

13
CURVA DE PERFILHAMENTO
Traditional vs Plene Sugar-cane tillering

42 DAYS 120 DAYS


60

50
Stalk final number/m
40
tillers/m

30

20

10

0
7 57 107 157 207 257 307 357
days after planting

14
Extração do volume espacial (solo x planta)

15
Separação das raízes e solo

16
Separação das raízes e parte área da planta

17
Secagem do material em Estufa

- Secagem em estufa a temperatura de 70 C;


- Pesagem de hora em hora até a estabilização do
material

18
Sistema Radicular - PLENE

Convencional – 298,5 g Plene – 650,9 g

19
Mecanizado – 18 toneladas / ha – 21 DAP

20
Mecanizado – 12 toneladas / ha – 21 DAP

21
Plene – 21 DAP

22
Mecanizado – 18 toneladas / ha – 80 DAP

23
Mecanizado – 12 toneladas / ha – 80 DAP

24
Plene – 80 DAP

25
Usina São Martinho
7515 / 90 DAP

26
Usina Viralcool
5453 / 110 DAP

27
Usina Mandú
3250 / 85 DAP

28
Usina Colombo
7515 / 134 DAP

29
Usina São Luiz
7515 / 60 DAP

30
Zilor / Agrícola Rio Claro 100 dap

31
Usina Alto Alegre – 7515 (24/05/2010)
- 12 DAP

32
Usina Quatá (Zilor) – 5536 (13/04/2010)
- 4,0 plantas / metros aos 40 DAP

60 DAP 90 DAP

33
Usina Quatá (Zilor) – 5536 (13/04/2010)

34
Usina Alto
Usina Alto Alegre
Alegre – 7515 (13/04/2010)
– (19/06/2009)
120 DAP - RB867515

Convencional
Manual

60 DAP 90 DAP

35
Grupo V.O. – Usina Itapira
7515 / 105 DAP

36
Usina Bom Retiro - Cosan
579 / 60 DAP

37
Sistema de plantio direto utilizando a tecnologia Plene
Plene aplicado no sistema de plantio direto
Plene é adaptável a tecnologia de Plantio direto e
os demoplots apresentam bons resultados

Principais vantagens do plantio direto


• Menor custo das operações de preparo do solo
• Menor perda de água no sulco de plantio
• Melhor controle da erosão laminar no sulco
• Menor movimentação do solo e aumento da atividade da MO

38
Resultados da tecnologia Plene em plantio direto
Usina Alta Mogiana RB867515 – plantio de ano Cana sobre Cana

39
Usina Bonfim
Colheita com 16 meses

168 TCH

40
Usina São Jose da Estiva
demoplot Plene

131 TCH

41
Usina Mandu
14 meses

134 TCH

42
Colhedora trabalhando na colheita dos demoplots do
Plene na Usina Ipiranga

• Carga recolhida dos transbordos duplos e levada para pesagem na balança da usina,
pesagem em separado da área de produção comercial da usina

43
Não foi notada a presença de arranquio de soqueira no
demoplot Plene RB867515

110 TCH
330 dap

44
Visual das socarias de 1º corte Plene RB867515
Corte 31/01/2010 – foto 80dac
Usina Ipiranga

45
Visual das socarias de 1º corte Plene RB867515
Corte 02/06/2010 – foto 120 dac
Usina Cocal

46
Visual das socarias de 1º corte Plene RB867515
Corte 02/06/2010 – foto 120 dac
Usina Cocal

CONVENCIONAL PLENE

47
Aspecto Visual dos colmos do demoplot Plene
Usina Equipav RB867515
126 TCH
430 dap

48
49
50
51
52
Visual da Operação Plantio (Sulcação e Cobrição)

53
 O espaçamento entre linhas de plantio pode ser ajustado de 0,9 a 1,5
metros de espaçamento, permitindo o plantio alternado.

54
55
UNIFORMIDADE NA DISTRIBUIÇÃO DA MUDA - PLENE

56
Capacidade para plantar mais de 1 hectare por hora
 Sistema de dosagem possibilita o plantio de 6 a 22 PlenesTM por
metro.

57
UNIFORMIDADE NA COBRIÇÃO – 4 a 6 cm

58
Câmera de monitoramento do dosador de Plene permite ao operador do
trator identificar o correto funcionamento do sistema, eliminando a
necessidade de um auxiliar na plantadora.

59
PLANTADORA JD

A máquina de plantio desenvolvida para Plene atinge um rendimento máximo


Rendimento de 1,0 ha/hora, considerando as recomendações de abastecimento,
regulagens, e dependendo das condições de solo e relevo.
Abastecimento Capacidade de abastecimento é de 1 bag – 800 kg
Considerando que cada Bag plantamos em média 0,3 ha e utilizando um
Autonomia espaçamento de 1,50 cm, a autonomia da plantadora é de 4.000 metros
lineares de plantio.

Distribuição O novo protótipo da plantadora possui um sistema vibratório nas canecas,


proporcionando uma deposição da muda ao solo e uma melhor distribuição.

Espaçamento 0,90 à 1,60 cm (possibilidade de realizar espaçamento combinado).

Disponibilidade de utilizar o sistema de AMS JD (precisão no alinhamento do


Geo Ref sulco de plantio).

60
Paralelismo da sulcação com sistema AMS
Plantio Plene Georeferenciado em Área com Rotação de Culturas
Usina Ipiranga – Descalvado/SP

61
62