Quantificação e neutralização das emissões de dióxido de carbono pela frota de veículos no campus I da Universidade Católica de Brasília Mariana da Silva

Soares1 , Melissa Sendic Sudbrack2, Alessandra Costa Lunas3, Elizandra Monique Monteiro da Silva4 e Gustavo Macedo de Mello Baptista5 RESUMO CURRICULAR
1 - Acadêmica do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Católica de Brasília e estagiária do Laboratório de Ecologia da Paisagem – WWF/Brasil 2 - Acadêmica do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Católica de Brasília e estagiária do Ministério do Meio Ambiente 3 - Acadêmica do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Católica de Brasília e estagiária da Gerência de Planejamento e Gestão de Bacias Hidrográficas/Companhia de Saneamento Ambiental do distrito Federal CAESB) 4 - Acadêmica do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Católica de Brasília diretora de Políticas Sociais da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG) e membro da coordenação de Meio Ambiente da referida entidade 5 - Professor Adjunto RTC do Curso de Engenharia Ambiental e do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Planejamento e Gestão Ambiental da Universidade Católica de Brasília.

3ª avenida área especial 02 lote T/U apartamento 115 Núcleo Bandeirante – DF CEP 71720-585 Tel: (61) 30362764 / (61) 8147-8462 mariana.ambiental@gmail.com

468 m2 composta por 1.Quantificação e neutralização das emissões de dióxido de carbono pela frota de veículos no Campus I da Universidade Católica de Brasília INTRODUÇÃO O desenvolvimento econômico das atividades humanas teve como base combustível fóssil que. que visam compensar as emissões.200 m2. (2003). situado na cidade de Taguatinga no Distrito Federal. O estudo foi realizado na própria Universidade Católica de Brasília durante o ano letivo de 2007. de acordo com Soares et al. Os dados de número de veículos foram interligados com os dados referentes ao número de alunos.733 m² de vegetação arbórea e 310 735m² de gramíneas. Com o auxílio da ferramenta “trajeto” do Google Earth© foram estabelecidas as distâncias médias entre as cidades do entorno e o Campus I sendo considerada. A distância total percorrida foi calculada por meio de três bases de informação: Para identificação das distâncias percorridas pelos veículos dos alunos. Por meio de média ponderada foi possível calcular a quilometragem total mantendo-se as devidas proporções referentes às porcentagens de alunos provenientes de diferentes cidades. a presente pesquisa visou analisar as emissões de dióxido de carbono pelos veículos que freqüentam o Campus I da Universidade Católica de Brasília. é de suma importância buscar tornar-se a primeira Universidade da Região Centro Oeste e até do Brasil a realizar a neutralização de suas emissões de CO2. Cálculo de distância percorrida pelos estudantes. acredita-se que a emissão é superior à incorporação e. foram tomados como dados primários os resultados da pesquisa interna realizada pela UCB fornecidos pela coordenação do curso de Engenharia Ambiental. Novas tecnologias proporcionam a diminuição e neutralização das emissões e da concentração desses gases. MATERIAL E MÉTODOS O presente estudo foi executado adotando-se 4 passos metodológicos: Cálculo de distância percorrida pelos estudantes usuários de veículo automotivo próprio. sendo que sua área verde total é de 312. balanço Emissão/Incorporação. com o intuito de tornar a UCB uma Universidade Neutra. em conseqüente à sua queima. no qual são demonstrados endereços dos alunos matriculados em 2007. o Campus I da Universidade Católica de Brasília (Figura 1) possui uma área total de 590. Considerando-se que a Universidade Católica de Brasília (UCB) é uma instituição que procura acompanhar a atualidade dentro do contexto ambiental. da cidade de origem até o campus. além de estimar a área necessária para o plantio de mudas visando neutralizar a totalidade de emissões no Campus I. Considerando-se que. principalmente de CO2 a partir da incorporação do mesmo na biomassa das plantas por meio da fotossíntese. portanto. dentre elas. como exemplo o dióxido de carbono ou CO2. quantificação das emissões de CO2 pelos mesmos. A neutralização desse gases por ser feita por meio de inúmeras metodologias. quantificação da incorporação desta emissão de CO2 por meio da fotossíntese no Campus I da Universidade Católica de Brasília. para a neutralização será necessário o plantio de mudas. programas baseados no conceito de seqüestro de carbono. para efeito de cálculo. Dados da Alfa Park (concessionária dos serviços de estacionamento) sobre o número de veículos freqüentadores do Campus I foram utilizados para se calcular a quilometragem total percorrida mensalmente. A média ponderada consistiu multiplicar o número de alunos residente em cada cidade pelo . Possui um grande tráfego de veículos. a entrada central do Campus I da Universidade Católica de Brasília como ponto de chegada da frota de carros e como ponto de referência de partida o centro das cidades. propondo a neutralização das emissões. gerando uma quantidade considerável de CO2. Portanto. Essa função tem como produto uma rota traçada com distância em quilômetros. aumentam a concentração de gases de efeito estufa. Apesar de parte de essa emissão ser absorvida pela fotossíntese da vegetação já existente no Campus I. A ferramenta “trajeto” é capaz de gerar a melhor rota entre um ponto de saída e um ponto de chegada pré-estabelecido. tendo como objetivos específicos avaliar o atual potencial de neutralização das emissões na área do Campus I por meio do seqüestro florestal de carbono.

84 de 1.67 Densidade (kg/L ou m³) 0. Foram utilizados dados fornecidos pela empresa Alfa Park.75 de 1.67 0.169 0.0 e 1.6 Figura 01: Equação da quantificação da emissão de CO2 Fonte: TANIZAKI. Coleta de dados referentes à área verde do Campus I da Universidade Católica de Brasília de Soares et al. Emissão( Kg ) CCxDPxDCxTCx3. 2003. A estimativa da emissão atmosférica de automóveis de passeio por pessoa parte da equação exposta na figura 01. onde é relacionado a emissão de CO2 com a quantidade.194 0. considera-se o fator de conversão de C para CO2 igual a 3. é necessário fazer a relação de concentração em carbono com a produção de CO2..7 tC/m²/ano). associando a área (em m²) do Campus I e os dados de incorporação para cada tipo de cobertura vegetal foi possível quantificar a totalidade de dióxido de carbono absorvida no local: Total de Carbono incorporado ( tC/ano) = A1* I1 + A2* I2 .75 0. Quadro 01: Valores de emissões de CO2 para carro de passeio em função do tipo de combustível Combustível Gasolina* Gasolina* Diesel Diesel GNV GNV Teor de C 0. unindo-se essas duas fontes bibliográficas.5 tC/m²/ano) e por floresta plantada (6.0 10 (0.75 de 1. a densidade e o teor de carbono do combustível utilizado. 1998 fornece valores referentes à incorporação de carbono pela vegetação arbórea típica do Cerrado (7. Amthor et al.08) 0. As características do combustível considerado para os cálculos foram referentes à gasolina comum com 20% de álcool anídrico para um motor cujo consumo considerado é de 12 km/L. 0.0 a 1. 1998. Assim sendo.5 a 2.0 a 1. obtendo-se assim a quilometragem total média verossímil. Sendo que o pkm é um fator de emissão para cada potência do motor/tipo de combustível e meio de transporte.84 0. Sendo a massa do CO2 cerca de 44 e a do carbono igual a 12. Quantificação das emissões de CO2 pela frota de veículos freqüentadora do Campus I da Universidade Católica de Brasília.6 toneladas de CO2.0 10 (0. 2007.0 a 1. Coletados os dados base mencionados acima.203 Quantificação da incorporação de CO2 por meio da fotossíntese no Campus I da Universidade Católica de Brasília.1) 0.212 0.08) Emissões 0.4 movidos à gasolina. Fonte: TANIZAKI.84 de 1.8 de 1.5 a 2. Esse fator é uma taxa média de emissão de CO2 por pessoa por kilometro percorrido (TANIZAKI.6 (44/12). de combustível consumido por viagem.08) 0. por gramíneas (3. Isto é.161 *. e motores com potência entre 1.75 0. para cada tonelada de carbono queimada gera-se 3.4 12 (0. como base de cálculo da quantidade estimada de veículos que diariamente freqüentam o estacionamento.8 Potência do motor de 1. Neste projeto somente foram considerados veículos leves já que é a maioria dos veículos que freqüentam o Campus I da UCB. responsável pelo estacionamento interno do Campus I da Universidade Católica.9 tC/m²/ano).1) 0.1) 0. Coleta de dados referentes à incorporação de carbono por cobertura arbórea típica do Cerrado e por cobertura de gramíneas no de Amthor et al.Com 20% de álcool incluído.0 10 (0. 2007. Sendo o valor das multiplicações dividido pelo número total de alunos.deslocamento do centro da cidade (em quilômetros) à UCB.4 Consumo km/L (ou l/km) 12 (0.5 a 2. Portanto. em l/km. Sendo: CC: Consumo de combustível (l/km) ou massa de combustível consumida por viagem DP: Distância percorrida (km) DC: Densidade do combustível (kg/l) TC: Teor de carbono no combustível (%) Como cada combustível possui um teor específico de carbono o cálculo das emissões precisa ser apresentado em unidades de massa de gás carbônico. a distância percorrida pelo automóvel.4 12 (0.254 0. 2007).84 0. No quadro 1 constam os cálculos realizados para cada tipo de combustível em veículos leves (de passeio) variando-se a potência do motor e obtendo-se como unidade de emissão kg de CO2 por pkm.

Percebe-se que cerca de 1/3 dos alunos residem em Taguatinga.06 km/veículo/dia.94 275 Brazlândia 1.76 1245 Ceilândia 14. obtendo-se o balanço de CO2.05 4553 Plano Piloto 8.51 499 Recanto das Emas 1. informou que . Fazendo-se uma média ponderada das distâncias e do número de alunos provenientes de cada cidade obteve-se como percurso médio total 341862 km sendo 24. Cidades Distâncias (km) Taguatinga 4. 2007.2 Recanto das Emas 19 Águas Claras 9 Fonte: GoogleEarth.Sendo: A1 = área de vegetação arbórea ( m²) I1 = incorporação por vegetação arbórea típica do Cerrado ( tC/m²/ano) A2 = área de gramínea (m²) I2 = incorporação por gramínea (tC/m²/ano) Balanço Emissão/Incorporação Foi realizada a comparação dos valores de emissão e incorporação.22 599 Águas Claras 6. por meio de sua assessoria Administrativa.09 2002 Guará 6. CIDADES DE ORIGEM DOS ALUNOS CIDADES % DE ALUNOS QUANTIDADE DE ALUNOS Taguatinga 32. seguido por Ceilândia e Plano Piloto.17 876 Riacho Fundo 3.84 403 Samambaia 6.00 14207 Fonte: Cadastro de alunos UCB/2007.29 894 Cruzeiro 2.49 923 Total 100.50 923 Núcleo Bandeirante 4.85 263 Outros 6. A Empresa Alfa Park Estacionamentos.00 142 Santa Maria 1. sendo assim a cidade com maior numero de alunos.6 Cruzeiro 20 Brazlândia 37 Plano Piloto 28 Gama 25 Guará 14 Ceilândia 15 Samambaia 18 Santa Maria 32 Riacho Fundo 4. Quadro 03: Distância entre os centros das cidades de origem dos alunos em relação à entrada principal da UCB. Quantificação das emissões de CO2 pela frota de veículos freqüentadora do Campus I da Universidade Católica de Brasília.29 610 Gama 4.4 Núcleo Bandeirante 8. RESULTADOS Cálculo de distância percorrida pelos estudantes Quadro 02: Cidades de origem dos alunos da UCB em 2007.

A.br/paginas/home.florestasdofuturo. Emissão total = 90252.5 tC/semana Quantificação da incorporação de C por meio da fotossíntese no Campus I da Universidade Católica de Brasília De acordo com o método exposto. AMTHOR. 1998. Terrestrial Ecossistem responsesto global change: A research estrategy. 2003.06 km/veículo/dia =144.36 km/veículo/semana Total de veículos por semana = 27000 Teor de Carbono no combustível (TC) = 0. et al. Livro de Resumos.taguatinga.2/52 Total de Carbono incorporado =21178.67. TANIZAKI. a carona solidária consiste em estimular que os alunos compartilhem seus veículos particulares e a disposição de ônibus pela Universidade visa propiciar que os alunos utilizem transporte coletivo de qualidade e com segurança. a emissão da frota de veículos freqüentadores da UCB resulta em: Cálculo da Emissão = 12 * 144. Disponível em: < http://www.A. Disponível em: <http://www. portanto. no Campus I da Universidade Católica de Brasília. v.org. 1. Três opções de medidas mitigadoras a serem abordadas conjuntamente são: o plantio de mudas no Campus I. v. foi calculada a incorporação de CO2: Cálculo de Carbono incorporado ( tC/ano) = A1* I1 + A2* I2 Total de Carbono incorporado ( tC/ano) = 1101263.br/ > Acesso em: 17 maio 2007. portando.36* 27000*0. SC.14 tC/semana A diferença entre emissão e incorporação fornece um excedente de 69074. Totalizando.9 tC/m²/ano A2 (área de gramínea) = 310735 m² I2 (incorporação por gramínea) = 3. Avaliação das Interferências Antrópicas no Ciclo Hidrológico. Distância percorrida (DP)= 24. Base teórica para o cálculo de emissões de CO2 relacionadas a meios de transporte.6 Emissão total = 90252486. devido ao fato da emissão ser superior à incorporação.144 kg /semana Emissão total = 90252.df. CONSIDERAÇÕES FINAIS Por meio dos resultados obtidos foi possível concluir que. J. O plantio de mudas visa aumentar a incorporação das emissões de carbono na biomassa das plantas.67*3. K. In: II Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental. faz-se necessário a implantação e implementação de medidas mitigadoras.em média 5000 veículos freqüentam diariamente a Universidade de segunda à sexta-feira e que cerca de 2000 veículos freqüentam aos sábados.gov.36 tC/semana.5 tC/m²/ano Balanço Emissão/Incorporação De acordo com os resultados obtidos acima se constata que a emissão é superior à incorporação.2/52 = 21178. 2003. Itajaí: Univali.5 tC/semana Total de Carbono incorporado = 1101263. Os valores. usados para o cálculo da emissão são: Consumo de Combustível (CC) = 12 l/km. Densidade do Combustível (DC) = 0. 4821. Itajaí. In: Evironmental Science Division. 27000 veículos por semana. et al. Por Meio de Imagens Hiperespaciais.2 Cálculo de Carbono incorporado ( tC/semana) = 1101263.8 Assim sendo. . a realização de programas de carona solidária e disposição de ônibus da Universidade para os alunos.14 tC/semana Considerando: A1 (área de vegetação arbórea) = 1733 m² I1 (incorporação por vegetação arbórea típica do Cerrado) = 7. Tenese: Oak Ridge National Laboratory. SOARES. J.8*0.php?pg=emissao_CO2_index> Acesso em: 01 maio 2007. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE TAGUATINGA.

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA. . Brasília: Universidade Católica de Brasília. 2007. Censo 2007.

The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only.This document was created with Win2PDF available at http://www.com. This page will not be added after purchasing Win2PDF.win2pdf. .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful