Método Científico O que é?

A biologia, como toda ciência, busca respostas e interpretações para o que ocorre na natureza, ou seja, os fatos. A própria palavra ciência deriva do latim e significa conhecer, saber. Essa busca do saber, do conhecer, entretanto, tem que ser feita com critério, e esse critério é o método científico. Observar é fundamental para se fazer ciência. Os cientistas começam suas investigações dessa maneira: observam criticamente os fatos e fazem perguntas sobre eles, buscando entendê-los. Depois de feita a pergunta, os cientistas procuram formular possíveis respostas,baseadas em informações disponíveis. Essas respostas são as hipóteses. Indução e Dedução Há duas formas de raciocínio em método científico.Uma delas,a indução,parte do particular para tirar uma observação geral. Já a dedução parte do geral para o particular. Uma fez levantada a hipótese por indução, os cientistas fazem uma dedução: prevêem o que poderia acontecer se sua hipótese for verdadeira. Essa dedução é testada mediante novas observações ou experimentações. Isso permite tirar conclusões a respeito das deduções. Se confirmadas, elas são aceitas. Se não confirmadas, são rejeitas e novas deduções são formuladas para serem testadas. É importante esclarecer que, ao se realizarem as experimentações, deve-se trabalhar sempre com um grupo experimental ( o grupo em que se promove uma alteração a ser testada, deixando todas as demais condições sem alteração ) e um grupo de controle ( submetido às condições sem nenhuma alteração ). Assim, pode-se testar um fator por vez. Se uma hipótese for confirmada por grande número de experimentações, então ela pode se tornar uma teoria.

ambientais, para que a doença não possa ser atribuída a outro fator que não à falta da vitamina na dieta. É importante também usar grupos, e não somente indivíduos, para evitar generalizações a partir de fatos isolados. No final do teste, os resultados são publicados em revistas científicas especializadas. Desse modo, outros cientistas poderão repetir a experiência para ver se os resultados conferem. Uma hipótese, ou um conjunto de hipóteses, confirmada por um grande número de experiências passa a ganhar aos poucos a confiança dos cientistas.. Ciência é um conhecimento baseado nesse tipo de procedimento, que caracteriza o método científico. Não se pode considerar como científicas afirmativas que não foram testadas por experiência controlada ou deduzidas a partir de resultados e conhecimentos obtidos por ela. Mesmo quando uma afirmativa é feita baseadas em experiências, devemos verificar se essas experiências foram controladas e repetidas, obtendo-se os mesmos resultados por outros pesquisadores.

As etapas.
Podemos dizer que, em linhas gerais, o método científico segue as seguintes etapas: • Observação de um fato; • Formulação de um problema, isto é, levantamento de alguma coisa ligada ao fato, que precisa ser explicada; • Formulação de hipóteses que expliquem o problema; • Elaboração de experiências controladas que testem a hipótese; • Análise dos resultados da experiência, seguida de conclusão.

Teorias.
Uma hipótese ou um conjunto de hipóteses confirmadas por um grande número de experiências, isto é, que não tenham sido negadas pelos testes experimentais, passam a ganhar confiança dos cientistas. É importante, porém, ter sempre em mente que, por mais bem-sucedida que seja uma teoria, ela pode ser corrigida, aperfeiçoada, e até substituída, à medida que se descobrem novos fatos ou se realizam novas experiências. As novas teorias devem ser capazes não só de dar conta dos fenômenos explicados pela teoria antiga, como também de explicar fatos novos. Assim a ciência progride, formulando teorias cada vez mais amplas e capazes de explicar uma maior variedade de fenômenos.

A experiência controlada.
Imagine que quiséssemos testar a seguinte hipótese: “A falta de determinada vitamina provoca uma doença em ratos”. Nesse caso, poderíamos usar o método científico da seguinte maneira: colocaríamos vários ratos numa gaiola e os alimentaríamos com uma dieta completa, em que não faltasse essa vitamina; em outra gaiola colocaríamos o mesmo número de ratos, os quais receberiam uma dieta com falta da vitamina em estudo; após algum tempo, observaríamos as alterações que tivessem surgido nos ratos que não receberam a vitamina. Esse tipo de experiência é chamado de experiência controlada, pois os ratos que receberam a dieta completa funcionam como um grupo de controle ou de comparação. O outro grupo é o grupo experimental. Se o experimento for bem realizado, as doenças que aparecerem no grupo que está sendo testado podem ser atribuídas exclusivamente à falta da vitamina. Por isso é importante que sejam ratos da mesma espécie e da mesma idade, colocados nas mesmas condições

O método científico e a sabedoria popular.
O método científico é empregado também para provar ou refutar a eficácia de ervas e plantas

O Código de Nuremberg possui dez princípios básicos e determina as normas do Consentimento informado e da ilegalidade da coerção. com investimentos na educação. mostrando que a sabedoria popular muitas vezes se engana. É preciso. princípios éticos devem nortear qualquer experiência. Depende de uma política que gere empregos. e realizar testes controlados que visam comprovar a eficácia real da substância. Infelizmente. e defende a beneficência como um dos fatores justificáveis sobre os participantes dos experimentos. ocorridos no fim da Segunda Guerra Mundial. A vitória contra doenças não depende apenas da pesquisa científica. É preciso não esquecer que o progresso científico deve ser acompanhado de um progresso moral. um conjunto de princípios éticos que regem a pesquisa com seres humanos. assistência médica. porém. no saneamento e na assistência médica às populações mais pobres. alimentação e educação. boa parte da população mundial ainda vive na pobreza. mas também da melhoria das condições de vida das populações menos favorecidas. pois. a dosagem mínima (sem ser tóxica). o tempo de decomposição da substância. os efeitos previstos não se confirmaram. Alguns efeitos dessas plantas foram realmente comprovados por testes controlados. que a aplicação da ciência respeite os valores e os direitos humanos. responsável pela propriedade da planta.foi criado o Código de Nuremberg. . procurase identificar e extrair a substância ativa. Para isso. sendo considerado como uma das consequências dos Processos de Guerra de Nuremberg. Assim. À nível mundial. Nenhuma pesquisa científica pode ser considerada desvinculada de suas aplicações práticas e de conseqüências sociais. Para solucionar esses e outros problemas é necessário que haja uma participação consciente e ativa de toda a sociedade. sem acesso à água potável. rede de esgotos e às condições mínimas de habitação. Os limites da ciência.utilizadas pela “medicina popular”. regulamenta a experimentação científica. Em muitos casos. seu mecanismo de atuação e seus efeitos a longo prazo – difíceis de serem percebidos pelo conhecimento popular. controlando e fiscalizando não apenas o uso das descobertas científicas mas também os governantes que tomam as decisões. político e social.