SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO SERVIÇO SOCIAL MARIA FRANCISCA DA SILVA OLIVEIRA

PRODUÇÃO TEXTUAL.
RELATÓRIO DE ESTÁGIO I .

CRUZEIRO DO SUL ACRE. 2011.

1

A IA

A

IS A A SI VA

IVEI A.

P
E I

EX
E ES I I.

.

Trabalho apresentado ao urso (nome do curso) da niversidade orte do Paraná, para a disciplina Supervisionado. Prof. ayana ajhara Bessa ogueira ESS

/A 564.

EI .

S

.

2

¤ £¢¡

  £¤

¤ 

¢

 

PA Estagio

¢

¢

¢

¡

ONCLUSÃO p. 8_____________________________________________________________ p.ANEXOS p.S M I : p. 7_____________________________________________________________ p. 9_____________________________________________________________ p. 11.4 1. 10________________ _____________________________________________ p. 12.RE ERÊNCIAS p. 3 . 6 ____________________________________________________________ p. 13 .I TRODUÇÃO 5_____________________________________________________________ p.

imigrantes. e. p. Diante de tal cenário. era constituída por seringueiros que tinham como principal atividade econômica a produção da borracha. que ao mesmo tempo é plural e singular. a farinha é o principal produto da atividade econômica.000 pessoas. povos das florestas. v. na sua totalidade. e é a segunda maior cidade do Estado. n. no entanto com o declínio dessa atividade.gov. especialmente a região do Vale do Juruá. v. dez. focaliza a Amazônia acreana ribeirinha. O extrativismo da borracha foi. p. estando a 648 km da capital Rio Branco. limitando-se ao norte com o Estado do Amazonas.ibge. dez. totalizando aproximadamente 4. Abriga diferentes povos. assentados. os mesmos acabaram por se instalar as margens do rio. colonos. 181-200. no Estado do Acre. pequenos agricultores. Rodrigues Alves e com o Peru.A Amazônia. Dados obtidos no site: http//www. A comunidade ribeirinha do iritizal está localizada à margem direita do rio Juruá no município de Cruzeiro do Sul. sendo uma das melhores da região e muito apreciada no sul do país.44 Km² e uma população de aproximadamente 87 mil habitantes. p. na qual a ³pluralidade cultural convive com a exuberância natural e biológica da região. que formam e enriquecem a cultura amazônica. a principal atividade econômica desenvolvida no município. 2010 183. até o início do século XX. camponeses. marcada por matas verdejantes e rios caudalosos´ (LOUREIRO. povos indígenas. A cidade tem 105 anos e encontra-se até hoje dependente quase que exclusivamente do transporte fluvial e aéreo para suas relações mais constantes com outras regiões. contempla realidades sociais diversas. evide nciando a realidade social da comunidade ribeirinha do situada às margens do rio Juruá no iritizal unicípio de Cruzeiro do Sul -Acre. 2010 184 . além de fazer fronteira com o Peru. A heterogeneidade humana da Amazônia é uma de suas características marcantes. 36. pois a mesma é constituída por pessoas que vivem no espaço urbano e rural ± caboclos. que compõem a complexa sociodiversidade amazônica. conhecida e vivenciada pelos membros 4 . uma vez que o rio é fonte de riqueza. n. localizada no oeste do Estado do Acre.brREU. 2009. 36. A cidade de Cruzeiro do Sul fica à margem esquerda do rio Juruá. constitui um espaço de encontro entre diversas culturas. entre outros. por estar localizada na zona fisiográfica desse vale. ao sul com o município de Porto Walter. Atualmente. trabalhadores sem terras.848. A população local. esse artigo traz à cena um olhar amazônico. Sorocaba. 3. pescadores. a leste com o município de Tarauacá e a oeste com os municípios de âncio Lima. É considerada a capital do Vale do Juruá. ribeirinhos. 3.12). é constituída por cerca de 873 famílias. Sorocaba. dentre as diversas ³Amazônias´. Reu. 181 -200. sp. O município te m uma área total de 7. SP. tornando -se dele dependentes e mantendo estreitas relações de subsistência.

(CORRÊA. (2005. O fato de ocupar a margem do rio Juruá possibilitou a essa comunidade adaptações às condições ecológicas existentes. lavar roupas. Assim. banhos. Em suas práticas estão presentes as culturas mais diversas que vêm dos mais diferentes povos indígenas. de imigrantes nordestinos e de populações negras. o iritizal é considerado um dos maiores bairros do município. da fauna e da flora. e são denominados. 1988. começando na localidade conhecida como Olivença. p. vivendo instalados às margens dos rios. ( ARX. para não morrer´. A relação histórica do homem com a natureza e com os outros homens fundamenta se na atividade vital consciente do ser humano. Segundo Gonçalves: [. arx. p. que caracterizam a condição sociocultural das comunidades tradicionais. Ribeirinhos são homens. quer dizer: a natureza é seu corpo.154) Assim. 2003).] ribeirinho é sem dúvida.da comunidade. Isso pode ser revelado em diversos aspectos do cotidiano em relação à conservação do solo. vivem. também. da água. cozinhar.164) O rio Juruá tem diversas utilidades para a população do iritizal. o mais característico personagem ama zônico. etc.. quanto de depósito de dejetos. passando pela Boca da Estrada (Variante). as 5 . os ribeirinhos desenvolvem permanentemente uma estreita relação com o ambiente. caboclos. uma vez que a maioria das casas que ficam às margens dos rios não possui fossas sanitárias. jovens e crianças que nascem. do imigrante português. através das gerações. nos anuscritos econômicos e filosóficos. afirma que o homem condensa em si todas as forças da natureza. com o qual tem que manter -se em permanente intercâmbio. O cultivo contínuo da região de várzea no período de seca. uma estreita relação inclui os laços afetivos dos seres humanos com o meio ambiente. existem e resistem às margens dos rios. Praia Grande e pelo Estirão dos dividido em várias localidades. agindo sobre ela a partir de suas necessidades e afirma que ³o homem vive da natureza.. Habitando as várzeas desenvolveu todo um saber na convivência com os rios e com a floresta. A relação do ribeirinho com o rio não se restringe à sua utilização como meio de locomoção.). a pesca e os banhos de rio fazem parte da rotina dos ribeirinhos Atualmente. fornecedor de alimentos e água para as necessidades básicas (beber. ele serve tanto de via de transporte. Nesse sentido. Boca do Nauás. e está ôa. mulheres.

abandonaram a comunidade. em geral. milho. couve. Assim. pimenta. contaminam a água fator esse que contribui para a existência de doenças parasitárias. e catraieiros. A comunidade é constituída por uma heterogeneidade de trabalhadores informais. que servem também para seu próprio consumo e de sua família. Além disso. são donas de casa. Constatamos. marreteiros (vendedores ambulantes). Assim sendo. lavar. As mulheres. As possibilidades de emprego na comunidade são limitadas e são comuns fam ílias grandes. empregadas domésticas que estão sendo prejudicados pela contaminação das águas do rio Juruá. agricultores. 6 . praticamente isolado dos demais. pescadores. visto que contribuem de forma efetiva com a economia. ajudam nos trabalhos do campo.enchentes do rio que termina por alagar os quintais das residências. da pesca e da caça. Eles são em geral: catraieiros (pessoas que trabalham em barco movido a motor). constituídas por cinco ou mais crianças. sendo todas de frente para o rio. sua sobrevivência depende tanto do trabalho na terra para as atividades de agricultura de subsistência. E em face às precárias condições socioeconômicas vivenciadas. feijão e cultivam pequenas hortas onde plantam verduras como: cebolinha. quanto do seu acesso às águas onde desenvolvem atividades de pesca. As famílias ribeirinhas sobrevivem de inúmeras atividades. a grande maioria dos professores não mora na comunidade. abastecendo os mercados com peixes e verduras. vieram para o ³espaço urbano´ do município. o fenômeno das enchentes e vazantes regula parte do cotidiano dos mesmos. Os ciclos sazonais interferem e ditam a dinâmica de realização de suas atividades de agricultura. A maioria de suas casas é de madeira. de modo que o trabalho obedece aos ciclos n aturais. encarregam -se dos afazeres domésticos. para adquirir seus bens materiais. Os ribeirinhos do iritizal mantêm uma grande interdependência com o município. como cozinhar. apenas serventes e merendeiras permanecem no local. auxi liam na renda da família com plantações de mandioca. produzidas no cotidiano. muitas pessoas. de saúde e assistência social. em nossa estagio que a população ribeirinha se encontra às margens das políticas públicas. alface. principalmente os professores. criam animais domésticos. principalmente nos meses de inverno (novembro a abril) quando o município fica sem estradas. limpar a casa e outros. pescadores. pela falta de condições de trabalho e sobrevivência. entre eles. que são comercializados nas feiras de Cruzeiro do Sul. tendo em vista que essa contaminação chega até os produtos que comercializam como as verduras e o peixe. agricultores que comercializam seus produtos nas feiras do município de Cruzeiro do Sul.

deve instrumentalizar e preparar o indivíduo para escolher livremente os melhores caminhos para a vida. assim. em condições materiais desiguais e em contextos culturais. vontades. C omo já afirma Loureiro (2009). passageiros e mercadorias na ligação com o município. compreensão e ação transformadora das relações sociais de dominação. que usam e se apropriam dos recursos natu rais de modo diferenciado. Podemos constatar que parte da população do iritizal . no entanto. o desemprego da força de trabalho é um problema social e econômico. Assim. o processo de construção das ações programas não sejam ³desenvolvidos com base e situações abstratas´ e ainda buscar na comunidade as ³alternativas de solução´. da mesma forma que os moradores de outros bairros da municipalidade. o trabalho informal tende a continuar se expandindo. os consensos e o senso de solidariedade que se constroem entre sujeitos concretos. portanto. não partilham das políticas públicas como. acesso ao saneamento básico. coleta regular do li xo. que articule também a dimensão teoria e prática. o diálogo da escola com as questões relacionadas ao trabalho e ao meio ambiente dos ribeirinhos deveria ser a base do process o educativo. interesses e necessidades próprias são fundamentais para a democratização da sociedade. histórias. educação é emancipação. está desempregada e busca formas alternativas de assegurar a sua sobrevivência. dinâmico. complexo e contínuo de conscientização e participação social. sonhos. com nomes. o crescimento de atividades classificadas como subemprego. devendo generalizar -se como forma predominante nas relações de trabalho. Sob o modo de produção capitalista. trabalho informal e a exclusão por completo de uma parcela significativa da classe trabalhadora do mercado de trabalho.pessoas responsáveis pelo atravessamento do rio Juruá. providenciar para que os Assim. Soares (2008) afirma que isso ocasiona a crescente precarização das relações de trabalho. educativas para Educação Social. que a educação pode tornar -se uma importante mediação para a conscientização dos interesses e conflitos entre os ribeirinhos que agem no ambiente. Essa articulação é mediada pela sazonalidade do regime do rio Juruá. desejos. Assim. transportando em suas catraias ( canoas movidas a motor a diesel). na tendência crítica estão abrigadas propostas que orientam ações educativas que contribuam para a formação crítica dos sujeitos através de processos reflexivos para discussão. situados socialmente. sob condições de exploração que se evidenciam pela maneira como estão artic ulados a reprodução social e econômica do município. Vale dizer. 7 . A participação interdisciplinar e multiprofissional´. deve ser um processo coletivo. Entendemos. fornecimento de água tratada. simbólicos e ideológicos específicos. além de ser necessariamente interdisciplinar.

na realização do processo educativo. higiene. etc. gravidez na ad olescência e analfabetismo esses transformaram-se nos desenvolvidas planejamento ficou evidente a preocupação com a água. 2004. Podemos entender que a escola precisa estar estreitamente vinculada à realidade. Trata-se enfim. Possuir um sentimento de pertencimento ao meio e de responsabilidade por ele. a malária.A preocupação com os problemas sociais locais ajuda a criar esse novo espaço de relações que. analisar. pela na comunidade. que possibilite a construção de conhecimentos potencializadores de transformaç ão dos problemas sociais. deve estar atenta às diferenças do ambiente natural. históricas e culturais. (CARVALHO. Essa escola terá o papel de contribuir na produção de conhecimentos e de valores para a comunidade possa viver melhor. possuem sentimentos que lhes possibilitam comprometerem-se com a realidade social respeitando suas potencialidades e seus limites. sem excluir a escola. No bebidas alcoólicas. pois a sobrevivênci a humana depende desse recurso. para que esses se reconheçam como integrantes de uma comunidade e reconstruam a sua identidade com o local em que vivem. para romper com as práticas sociais contrárias ao bem-estar público. a expande e constitui a comunidade como um novo ator nessa dinâmica. Um dos grandes desafios para as escolas é contribuir para recriar os vínculos de pertencimento dos ribeirinhos. esta tem uma grande importância na vida do ribeirinho. investindo em uma interpretação e compreensão complexa da realidade. de gerar novas reciprocidades entre a escola e a comunidade que a envolve. capazes de identificar. e contribuir para a formação de sujeitos responsáveis. a vertente da educação ambiental e social que está assumindo. explicita a sua concepção de sociedade. o modo como o educador aborda determinada temática. capazes de refletir e agir sobre sua realidade. o lixo. Dessa forma. estabelecendo novos vínculos de solidariedade. que sejam possuidores de um comportamento ético. vinculada a uma cultura que se produz por meio de rel ações mediadas pelo trabalho.158) Os principais problemas detectados no bairro temas geradores palestras educativas iritizal. Por isso. foram. para incluir na sociedade os que vivem às margens dos rios. compreender e resolver problemas. p. à medida que eles utilizam o rio para a pesca. conhecer e compreender o meio em que vivem e as inter -relações entre os diferentes elementos que o compõem. conseqüentemente. o seu entendimento sobre a problemática ambiental e. a água. 2004) 8 . é condição essencial para a conservação da diversidade biológica e cultural de um território. acima de tudo. (CARVALHO. No momento em que os sujeitos sentem-se pertencentes a um determinado território. capazes de cooperar e. ou seja.

o significado que eles atribuem à realidade que os cerca e as suas próprias ações. Segundo Brandão (2002. ainda. Outro instrumento utilizado foi a observação participante que de acordo com Lüdke e André (1986) permite que o observador chegue mais perto da perspectiva dos sujeitos apreendendo sua visão de mundo. como uma espécie de termômetro que permite distinguir as questões mais delicadas (do ponto de vista da intimidade dos entrevistados) daquelas menos embaraçosas (invasivas). já enfrentam graves problemas tanto sociais como: a falta de água potável. assim. a entrevista deu enfoque aos aspectos sociais. . as práticas e as percepções da comunidade do iritizal. ao longo da pesquisa. na medida em que [. Os moradores avaliaram como ações prioritárias para a comunidade a coleta de lixo e a construção de poços para o consumo de água potável. nem o entrevistador nem o entrevistado limitados ao roteiro inicial. que teve um univ erso de 10 unidades familiares. O que está em questão sempre. é menos a deformação ou veracidade das respostas do que a compreensão da lógica de produção do sentido pelo entrevistado. Esse instrumento nos deu a op ortunidade de diagnosticar os saberes.. Os moradores do iritizal possuem baixo desenvolvimento sócio -econômico local. no caso das entrevistas. em seguida com pessoas possuísse moradia na comunidade. analisar as questões sócio-econômicas e sociais que caracterizam a realidade da comunidade.] permitem focalizar as condições de produção do discurso [. Essas entrevistas funcionam.. não estando.A investigação foi realizada com base em entrevista semiestruturada que caracteriza se por ser realizada a partir de um roteiro de perguntas previa mente elaborado pelo aluno Acadêmico. comunidade ribeirinha. junto ao supervisor de campo. as entrevistas contribuem para a construção do objeto. Os moradores do iritizal. pois o poço que abastece a comunidade não consegue atender a demanda de todos os moradores. em relação ao trabalho e às questões sociais da região. 9 .. A falta de coleta de lixo também é outro problema grave. com o propósito de conduzir a entrevista de acordo com o objetivo da pesquisa. mas as condições de obter as informações pertinentes (formas de perguntar) para o problema em investigação. visto que as águas do rio Juruá encontram-se inadequadas para o consumo devido a contaminação das águas por acúmulo de lixos que vem prejudicando a qualidade de vida das famílias do bairro. não apenas o conteúdo das respostas. ressaltando -se o fato de que novas questões e colocações podem surgir ao longo do processo. p. 37). Isso nos tem permitido.] e avaliar. A entrevista foi realizada com os professores. com suas atividades essencialmente domésticas ou voltadas para a subsistência.

Todas as ações desenvolvidas na escola pelos professores e alunos. devem ter o objetivo de contribuir na consciência global das questões relativas ao meio. expressando apenas uma preocupação (estética) por parte da pref eitura devido à proximidade da cidade. a prática mais comum é a queima do lixo e o aterro no fundo do quintal das casas. a falta atendimento médico no posto de saúde. com o ser humano dissociado da natu reza. por isso procuram ensinar os alunos a enterrar ou a queimar o lixo doméstico. alguns moradores não têm consciência do problema em questão. Quanto à disposição dos resíduos sólidos na comunidade. o mundo do trabalho e o currículo escolar é uma estratégia pedagógica que poderá dar mais sentido às atividades realizadas pelos professores do iritizal. particularizadas nessa região do Brasil. a qualidade ambiental esta mais relacionada à infra-estrutura urbana do que a ambiental.somente uma única vez e que a coleta desse lixo foi feita apenas nas proximidades do bairro. já que a comunidade não dispõe de coleta de lixo regular. Observou -se. mas dependente dela para sua sobrevivência. N enhum dos entrevistados declarou depositar o lixo no leito ou à beira do rio.normalmente os moradores fazem queimada no fundo do quintal ou jogam nas margens do rio Juruá. por menor que seja. entretanto. esse já seria um passo para uma ação pedagógica mais crítica e emancipadora. Segundo os professores. indo à raiz das relações sociais de produção e reprodução da vida. pois jogam o lixo nas margens e até mesmo dentro do rio. onde cada um de nós possa dar uma parcela de contribuição. Para os moradores ribeirinhos do iritizal. Ao aproximar a vivência escolar das questões do cotidiano da comunidade estará explicitando melhor os interesses desta e os conflitos por ela vivenciados. que as margens do rio Juruá encontram-se uma grande quantidade de sacolas plásticas depositadas De acordo com alguns professores entrevistados no bairro iritizal. Como educadores e formadores de opiniões os professores devem reconhecer a responsabilidade social que tem a escola em incluir nos currículos temas que contribuam para ampliar as discussões sobre as causas dos problemas sociais. consideram o ambiente em seus aspectos naturais. C om essa nova perspectiva poderemos verificar que grande parte dos trabalhos realizados nas escolas 10 . Defendemos ainda que a articula ção entre as questões sociais. durante o ano de 2009 foi feita a coleta de lixo pela prefeitura nas margens do rio.

porque exercitei a comunicação. independente de vontade política. questionários aplicados e visitas domiciliares. trabalhando em grupo. como me dar com as pessoas. reforçou a fé nas pessoas. em todos os fatores que cercam este trabalho . aprender a lidar. esta oportunidade me fez progredir mais na minha vida acadêmica. . como olhar com as pessoas da comunidade do iritizal.Agregou modos distintos de olhar a realidade concreta. como um todo. Esse tempo de formação nos possibilita ver que a formação universitária deve nos dar um outro olhar frente a realidade na qual vivemos e a realidade de pessoas que. quais atitudes ter em relação a e las. assim sendo. nos preocupamos com a nossa formação técnica e nos esquecemos do lado humano. que poderão ser desenvolvidas de acordo com a realidade da comunidade. mas alguns pontos foram importantes para mim.Esta experiência me despertou a cooperatividade. um pude constituí uma atividade acadêmica complementar. adquiri novos conhecimentos (não só filosóficos. Acredito que além da experiência de ajudar o outro. que um novo e melhor mundo é possível. como. . aprimorei os sentidos. iritizal e. e reforçou a idéia de que todo ser humano se constrói no decorrer da vida e por isso é flexível o modo como valorar as coisas e o outro. uma vez que na faculdade. 11 . Com certeza. fechamos os olhos pros problemas sociais. trabalhar e aprender com a comunidade e com certeza um amadurecimento da mentalidade.No conjunto. por exemplo. não tiveram as mesmas oportunidades que a gente. .. então.É o meu primeiro trabalho de µf ormação¶ em campo que executo. e também desenvolver um valor muito importante pra mim: o amor!. a possibilidade de fazer novas amizades. tentei absorver o máximo de conteúdo possível. assim como a recreação e o envolvimento com as crianças. . O trabalho de Campo me possibilitou conhecer novas técnicas de elaboração de oficinas. Nesse sentido. simplesmente. mas também técnicos quando me expus às palestras ministradas) e além disso aprimorei a capacidade de se trabalhar em equipe. tendo contato humano. Posso citar: as palestras. visando a Uma atitude mais madura e menos omissa ante a realidade social que nos cerca. na maioria das vezes. conhecer novas pessoas. divertir.será voltada para atender as necessidades básicas da comunidade do qualidade de vida. é possível dizer que somos parte de um todo e que não existo sem o outro. todos os saberes ensinados no Campo foram importantes.

Manual de Orientação: estágio supervisionado. Campinas: Papirus. C. ed. __________. 2003.W. 2003. In: LAYRARGUES. Cortez. Ana Cecília de Moraes.P. São Paulo: Cortez. LE . GUI ARAES. 2002.EFE ÊNCI S BIANCHI. P. . São Paulo: Contexto. rabalho informal : da funcionalidade à subsunção ao capital. 2005. Processo de trabalho do serviço social II. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. A. (Cadernos Universitários nº 72) GONÇALVES. arli. LUDKE. São Paulo: Pioneira Thomson Learning. São Paulo: EPU. Identidades da educação ambiental brasileira. Amazônia. 1995. Amazônias. 2004. I. P. Educação Ambiental Crítica . A. 2001. R. CORRÊA. ALVARENGA. Enrique. BIANCHI. Adriane Vieira. 2. A dimensão ambiental na educação. ed. arcos Antonio Tavares. FERRARINE. (org. 2009. São Paulo. p. Canoas: Ulbra. Comunidades rurais . ANDRÉ. 2ª ed. SOARES. Belém : CCSE-UEPA. 2008. S.ribeirinhas: processo de trabalho e múltiplos saberes. 3. Roberto. 12 . 25-34. rajetórias e fundamentos da educação LOUREIRO.). Vitória da Conquista: Uesb. rederico Bernardo. enga. Cartografias ribeirinhas: saberes e representações sobre prática sociais cotidianas de alfabetizandos amazônidas. Maria. Epistemologia ambiental. In: OLIVEIRA. 1986. Brasília: auro. Carlos ambiental.

oteiro de entrevista semi -estrutura aplicada à comunidade. Q ES I N I S CI . Anexo1 .EC NÔMIC EC AL 1 ± I EN IFICAÇÃO Nome: _______________________________________ ________________ ata de nascimento: _________________________ Idade:_________________ f:___________ Natural de: _____________________________________________ Nacionalidade: Brasileira ( ) Estrangeira ( ) Filiação: Pai:______________________________ _____________________________ ãe:___________________________________________________________ esponsável:____________________________________________________ rau de Parentesco:_____________________ __________________________ Endereço:______________________________________________________ Ponto de eferencia:____________________________ Bairro:___________________ Cidade:________________ CEP:________________Fone:________________Falar com:_____________ Filhos: Sim ( ) Não ( ) Quantos: ___________________________________________ Quanto tempo reside no endereço atual:_________________ __________ Com quem mora:________________________ _______________________ 13 .ANEX S.

2 COMPOSIÇÃO FAMILIAR (Com quem mora) Nome Idade Parentesco Escolaridade Ocupação Renda 3.espesas da Família espesas Aluguel Alimentação gua Energia ransporte Medicamentos elefone Prestação Habitacional Outros otal Valor 14 .

Especifique o motivo:________________________________________________ 4.1 Alguém que mora na casa recebe benefícios sociais : Sim ( ) Não ( ) ( ) INSS ( ) Pensão ( ) Bolsa amilia ( ) Agente Jovem ( ) PETI ( ) Outros Quem:__________________________________________________ 4 ± Saúde da Familia 4.2 As crianças recebem acompanhamento de seu peso e medida ? ( )Sim ( )Não Sim.3.1.1.1 ados de Mulheres rávidas da Família Idade Quantidade de filhos Nome 4.1 As crianças estão com a carteira de vacinação em dia? ( ) Sim ( ) Não Caso Não.2. Qual a situação nutricional: ( ) normal ( Obeso )abaixo do peso ( ) Desnutrido ( ) Sobrepeso ( ) 15 .2 Crianças 4. Indique qual está atrasada:__________________________________ 4.2. Com que freqüência? ( ) ( ) Não.2 Quantidade de mães amamentando: ( )uma ( ) duas ( ) três ( ) quatro ou mais ( ) nenhuma 4.1 As gestantes estão realizando o pré -natal? ( ) Sim.

4. Indique qual está atrasada:_________________________________________ 4.Sim. Qual? _________________ Faz tratamento adequado? ( ) Não ( ) Sim Local:_________________________ Valor: 4.5 Família 4. Qual a situação nutricional: ( )Normal ( ) baixo peso ( ) Desnutrido ( ) Sobrepeso 4.3.3 Algum membro da família faz uso de medicamentos controlados? ( ) Sim ( ) Não ± Especificar se fez tratamento.4.1 Com que freqüência você realiza o preventivo do câncer de colo de útero? ( ) Uma vez por ano ( ) Duas vezes por ano ( ) Não existe periodicidade ( ) Nunca fez 4.1 Onde a família mora tem cobertura do P rograma de Saúde da Família ± PSF? ( ) Sim ( ) Não 4.2 A família recebe visita do agente comunitário de saúde ou do medico da família? ( ) Sim ( ) Não.5.5.3.3 Idosos 4.2 As Pessoas Idosas recebem acompanhamento de seu peso e medida? ( ) Sim ( ) Não.4.5.1 As Pessoas Idosas estão com a carteira de vacinação em dia? ( ) Sim ( ) Não Caso Não. com que freqüência: ( ) Semanalmente ( )Quinzenalmente ( ) 4.4 Identifique as doenças existentes na família: ( ) Pressão alta ( ) Diabetes ( ) Tuberculose ( ) Hepati te ( ) Hanseníase ( ) ebre amarela ( ) alária ( ) Dengue ( ) Câncer ( ) Outro . Sim.5 Algum membro da família com problemas de saúde ou necessidades especiais: Sim ( ) Não ( ) Quem: Qual problema:__________________________________ ensal ( ) Obeso 16 .4 Mulheres 4.5. por quanto tempo e qual local do tratamento: 4.2 Com que freqüência você realiza o preventivo de câncer de mama? ( ) Uma vez por ano ( ) Duas vezes por ano ( ) Não existe periodicidade ( ) Nunca fez 4.5.

1 Assiste-se V. qual o tipo de programas que prefere? ( ) Novelas e ilmes ( ) Programas Esportivos ( ) Programas de Auditório ( ) Jornais 5.2 Que meio de Comunicação você mais utiliza? ( ) Televisão ( ) Revistas/Jornais ( ) Rádio ( ) Conversas 5.P.S Nome 17 .4. tabaco ou drogas ilícitas: Sim ( ) Não ( ) Quem:___________________________ Qual:___________________ __________ 5 ± Entretenimento 5.3 Qual a sua leitura preferida? ( ) Jornais ( ) Romances ( ) Livros Didáticos ( ) Revistas Diversas 5.6 Algum membro da família é usuário de álcool. .4 Qual ransporte que você 6 ± Educação formal e i nformal Especificar os cursos profissionalizantes realizados Especificar os cursos que tem interesse em participar tiliza? ( ) Nenhum ( ) coletivo ( ) carro ( ) moto ( ) bicicleta 7.5. ocumentação CPF itulo de Eleitor C.

3 Não ( ) ipo de construção madeira ( ) mista ( ) outros ( ) _____________ Alvenaria ( ) 7.2 Local de riscos 7.9 estino do lixo domiciliar Via pública/lote vago/corrente de água natural ( ) Coleta domiciliar ( ) caçamba ( ) Enterrado ( ) Queimado ( ) Outro ( ) _____________ 18 .6 Energia elétrica Relógio ( ) próprio ( ) improvisado ( gatos): ( ) sem energia ( ) Relógio comunitário ( ) 7.5 precária ( ) ipo de localidade Urbana ( ) rural ( ) 7.8 estino do esgoto domiciliar Céu aberto ( ) ossa séptica ( ) ossa rudimentar ( ) Outro ( ) Rede pública ( ) 7.1 Moradia Própria ( ) alugada ( ) cedida ( ) ocupação ( ) arrendada ( ) financiada ( ) Nº de cômodos _____________ Sim ( ) Nº de quartos __________ 7.7 ± Características do domicilio 7.4 Situação da habitação Conservada ( ) 7.7 Abastecimento de água Rede pública ( ) encanada ( ) carro pipa/poço/correntes de água natural ( ) torneiras coletivas ( ) outro ( ) ____ _____ 7.

Obs.: __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ _______________________________ ___________________________________________________ ______ ata:____/_____/2010 Entrevistado:_____________________ _______________________________ Pesquisador:_____________________ _______________________________ 19 .

O que você propõe para mudar tais problema.oteiro de entrevista semi -estrutura aplicada aos líderes . QUESTIONÁRIO DOS LIDERES DA COMUNIDADE IDENTIFICAÇÃO: Nome:_________________________________________________________________ Data de Nascimento:___________________ Natural de :______________________________ Estado_________________________ Nacionalidade:___________________________ Filiação: Pai____________________________________________________________________ Mãe:__________________________________________________________________ Endereço:______________________________________________________________ Bairro: Fone:____________________________________ Quanto tempo mora na Comunidade:_______________________________________ 1. _________________________________________ ____________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ __________________________________________________________________ ___________ _____________________________________________________________________________ ________________________________________ 3. _____________________________________________________ ________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _________________________________________ 20 .Anexo2 . Atual situação da realidade vivenciada pela comunidade nos dias de hoje. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _________________________ ____________________________________________________ _____________________________________________________________________________ ________________________________________ 2. Principais problemas enfrentados pela comunidade.

2 . _________________________________ ____________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ __________________________________________________________ ___________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ ___________________________________ 6.Como é a participação da família no acompanhamento dos filhos na escolar. Como era antes.Qual o percentual da evasão escolar e quais as prováveis causas.1.3 -O nº de vagas é suficiente nas escolas e creches.4. Educação: 6. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________ __________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _______________ ____________________ 6. _____________________________________________________________________________ ____________________________________________ _________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________ ________ _____________________________________________________________________________ ___________________________________ 5. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ ____________________________ _________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________ ________________________ ___________________________________ 21 . O que você pode dizer que mudou. _____________________________________________________________________________ ________________________ _____________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _________________________________________________ ____________________________ _____________________________________________________________________________ ___________________________________ 6.

________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ___________________________________ 9 .A comunidade é religiosa.2 .2 -No seu ponto de vista o que pode ser melhorado? _____________________________________________________________________________ _________________________ ____________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ __________________________________________________ ___________________________ _________________________________________ 22 ._____ 7.O Atual sistema de Segurança l da comunidade está garantindo a tranquilidade dos moradores. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ ________________________________________________ _____________________________ _____________________________________________________________________________ _________________ 7.1 .7.1 .3 .4 . 8 Religiosidade: 8. Saúde: 7.A equipe médica realiza visitas domiciliares. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ ___________________________________________________________ 8.No seu ponto de vista o atendimento médico na comunidade é satisfatário 7.Segurança: 9.1 .2 ± Qual a participação das igreja para na comunidade. _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________ _________________________ ____________________________________________________ _______________________________________________ 9.Existe na comunidade o programa de saúde da família.A medicação que é encaminhada ao Posto de saúde é suficiente ou há muita falta.

No seu ponto de vista.: ata:____/_____/2010 Entrevistado:_____________________ _______________________________ Pesquisador:_____________________ _______________________________ 23 .10 . no contexto geral existe outras carências na comunidaede? ___________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________ ___________ ___________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________ _ ___________ Obs.