You are on page 1of 8

PATRIMÔNIO

Definição, Equação patrimonial, Ativo, Passivo e Patrimônio Líquido,


Variações patrimoniais, Estrutura conforme a Lei 6404/76, Estados do Patrimônio
Líquido, Variações patrimoniais e Fatos contábeis

Sabendo-se que o patrimônio é o objeto de estudo da contabilidade, então é


indispensável conhecê-lo em todos os seus aspectos, pois deste conhecimento depende a
eficiência ao estudá-lo.

O termo patrimônio é formado por duas palavras latinas “pater” e “monium” que
significa “herança paterna”, “recursos herdados dos pais”, e que, por fim ganhou um
amplo significado, denotando também a riqueza vinculada a alguém.

Do ponto de vista da ciência contábil, pode-se definir o patrimônio como um conjunto


de bens, direitos e obrigações vinculados a uma entidade.

O patrimônio é, portanto, o elemento material ou objetivo da entidade, formado pelos


recursos que podem ser avaliados monetariamente.

A contabilidade concebe o patrimônio também sob seu aspecto jurídico, por isso o
estuda considerando o que a entidade tem, o que ela tem em poder de terceiros, e o que
ela deve a terceiros (bens, direitos e obrigações).

Assim, todos os elementos formadores do patrimônio são quantificados e, portanto,


representados também monetariamente.

Bens – são as coisas úteis à entidade, das quais ela detém a posse (móveis, dinheiro,
mercadorias, marcas, patentes e outros). Eles podem ser corpóreos ou tangíveis (móveis
dinheiro, mercadorias etc.) e incorpóreos ou intangíveis (marcas, patentes etc.). Sobre
os bens a entidade tem o direito de uso.

Direitos – são os recursos da entidade em poder de terceiros, ou seja, o direito de cobrar


ou receber de terceiros (contas a receber, cheques a compensar, adiantamentos,
duplicatas a receber, títulos a receber etc.).

Obrigações – são as dívidas que a entidade tem para com terceiros, ou seja, os recursos
de terceiros em poder da entidade (contas a pagar, duplicatas a pagar, impostos a pagar,
salários a pagar, etc.).

Dentre outras formas, esses elementos patrimoniais podem ser classificados da seguinte
forma:

Bens numerários – o dinheiro disponível em espécie na empresa, em conta-corrente


bancária ou em aplicação de liquidez imediata.

Bens de venda – os estoques de mercadorias para revenda ou materiais para produção


de bens ou serviços, podendo, também serem classificados como bens de produção.
Bens de consumo – os estoques de materiais que serão consumidos no expediente. São
os materiais de limpeza, de escritório, de manutenção, etc.

Bens de renda – os bens usados para desenvolver atividades paralelas à atividade fim e
que rendem, também, resultados paralelos.

Bens fixos – os bens que representam investimentos definitivos e são utilizados na


atividade-fim da entidade. São os veículos, móveis, imóveis, máquinas, etc.

Bens tangíveis – os bens corpóreos, que podem ser tocados.

Bens intangíveis – os bens incorpóreos, que não podem ser tocados.

Créditos de funcionamento – as contas a receber de terceiros, provenientes do


desenvolvimento da atividade da entidade.

Débitos de funcionamento – as dívidas ou contas a pagar a terceiros, conseqüentes do


desenvolvimento da atividade da entidade.

Débitos de financiamentos – as dívidas ou contas a pagar a terceiros, advindas da


aquisição de ativos financiados por terceiros, como financiamentos diretos ou
empréstimos, geralmente feitos em instituições financeiras.

A própria natureza do patrimônio, por ser formado de direitos e dívidas da entidade,


enseja-lhe a formação de uma equação, onde:

BENS + DIREITOS – OBRIGAÇÕES = PATRIMÔNIO LÍQUIDO (PL)

Sendo que bens e direitos constituem os direitos ou créditos da entidade. Direitos de


uso dos bens e de cobrança dos recursos em poder de terceiros. Portanto, a equação
acima poderá ser justificada da seguinte forma: já que bens e direitos têm características
comuns (créditos), podem ser somados; as dívidas que serão pagas com os recursos
deste conjunto de créditos, logo deverão ser subtraídas dele; e o que sobra dessa
subtração representa a parte do patrimônio depois de liquidadas as dívidas, ou seja, o
patrimônio líquido.

BENS + DIREITOS = OBRIGAÇÕES + PL

A esta parte do patrimônio (bens e direitos) denominamos ATIVO , já que a entidade


exerce sobre ela uma ação ativa, sendo, por conseguinte, agente da ação de usar ou de
cobrar:

A ENTIDADE COBRA OS DIREITOS

A ENTIDADE UTILIZA OS BENS

Vimos que em ambas as orações a ação (cobrar e utilizar) do sujeito (entidade) sobre o
objeto (direitos e bens) é ativa, pois o sujeito pratica a ação, ou seja, ele é agente da
ação verbal. Diz-se que o verbo está na voz ativa.
Por outro lado, as obrigações ou dívidas são os débitos da entidade. Débitos a terceiros
pela posse de seus recursos.

A esta parte do patrimônio (obrigações) denominamos PASSIVO, pois a entidade


exerce sobre ela ação passiva, a entidade é, pois, paciente da ação verbal:

A ENTIDADE É COBRADA PELAS OBRIGAÇÕES

Nesta oração a ação (é cobrada) do sujeito (entidade) sobre o objeto (obrigações) é


passiva, pois o sujeito sofre a ação, ou seja, ele é paciente da ação verbal.

Sendo que do patrimônio ativo é deduzido o valor para saldar o patrimônio passivo,
restarão apenas os recursos líquidos, já que não há mais dívidas para liquidar, a
denominação será de patrimônio líquido. Diz-se que o verbo está na voz passiva.
Logo:
BENS + DIREITOS = OBRIGAÇÕES + PL
Ou ainda:
ATIVO = PASSIVO + PL

DIREITOS = DÍVIDAS + PL

CRÉDITOS = DÉBITOS + PL

Então, ficaria de um lado o ATIVO (direitos ou créditos), representando os


investimentos ou aplicações de recursos, e do outro lado o PASSIVO (dívidas ou
débitos), que representa as fontes de financiamentos ou as origens dos recursos de
terceiros, mais o PATRIMÔNIO LÍQUIDO (origens dos proprietários). Lembramos
que alguns denominam o PL de passivo não exigível, ou seja não são dívidas a serem
pagas pela entidade, a não ser quando da liquidação desta.

Então, a estrutura do patrimônio fica assim:

ATIVO PASSIVO
Bens Obrigações
Direitos PL

O patrimônio líquido das entidades pode apresentar-se num estado positivo, negativo
ou nulo, dependendo apenas do valor do Ativo e/ou do Passivo:

É positivo quando o valor do ativo for maior do que o valor do passivo:

ATIVO > PASSIVO

ATIVO PASSIVO
Bens .......... 200,00 Obrigações 250,00
Direitos..... 400,00 PL............... 350,00
--------- ---------
Total............. 600,00 Total.............. 600,00
É negativo quando o valor do ativo for menor do que o valor do passivo. Chamado
também de passivo a descoberto, já que não há ativos suficientes para cobrir a dívida:

ATIVO < PASSIVO

ATIVO PASSIVO
Bens .......... 200,00 Obrigações 850,00
Direitos..... 400,00 PL..............(250,00)
--------- ---------
Total............. 600,00 Total............ 600,00

É nulo quando o valor do ativo for igual ao valor passivo:

ATIVO = PASSIVO

ATIVO PASSIVO
Bens .......... 200,00 Obrigações 600,00
Direitos..... 400,00 PL............... 0,00
--------- ---------
Total............. 600,00 Total.............. 600,00

A legislação societária, com o fim de promover procedimentos comuns para as


empresas, regulamenta por meio da Lei 6.404/1976, a seguinte estrutura para o
patrimônio das entidades:

ATIVO
ATIVO CIRCULANTE
ATIVO NÃO CIRCULANTE
Ativo realizável a longo prazo
Investimentos
Imobilizado
Diferido

PASSIVO
PASSIVO CIRCULANTE
PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO
RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social
Reservas de Capital
Reservas de Reavaliação
Reservas de Lucros
Lucros ou Prejuízos Acumulados

O ativo representa os investimentos ou as aplicações de recursos patrimoniais; o


passivo representa as fontes de financiamentos ou as origens de recursos de terceiros;
e o patrimônio líquido as fontes de financiamentos ou as origens de recursos próprio,
provenientes dos proprietários.
Ativo Circulante – formado pelos elementos que representam bens e direitos
realizáveis a curto prazo, isto é, os recursos ou valores que serão gastos, consumidos,
vendidos, recebidos em um prazo de até um ano.

Ativo Realizável a Longo Prazo – formado pelos elementos que representam bens e
direitos realizáveis a longo prazo, isto é, os recursos e valores que só serão gastos,
consumidos, vendidos, recebidos em um prazo superior a um ano.

Ativo Permanente – formado pelos elementos que representam bens e direitos que se
realizam em função de uma vida útil. São os investimentos definitivos ou permanentes,
pois não serão vendidos, consumidos, recebidos, mas serão usados enquanto tiverem
utilidade para as atividades da entidade.

Passivo Circulante – formado pelas dívidas que têm prazo para recebimento de até um
ano.

Passivo Exigível a Longo Prazo – formado pelas dívidas que têm prazo para
recebimento superior a um ano.

Resultado de Exercícios Futuros – formado pelos valores que representam origens de


recursos provenientes de receitas que foram recebidas antes do período de realização, e
os valores relativos aos gastos feitos em função de tais receitas. Tais receitas não
representam obrigações da entidade para com terceiros, por não constituírem apenas
adiantamentos, mas são resultados, com garantia contratual de liquidez certa, sou seja,
as partes terão os seus direitos e obrigações garantidas, sem possibilidade de
desistência.

Patrimônio Líquido – formado pelos valores que representam origens de recursos


provenientes dos proprietários, diretamente ou indiretamente por meio de resultados da
atividade da entidade, denominados capitais derivados do auto-financiamento.

O patrimônio das entidades sofre alterações constantes, pois a ação do elemento


subjetivo, representado pela administração da entidade, põe o elemento objetivo, os
recursos patrimoniais, em atividade, provocando os fenômenos ou fatos.

Tais fatos promovem alterações no patrimônio da entidade, que são classificadas em


variações qualitativas e quantitativas.

Variações Qualitativas – são aquelas que modificam a configuração do patrimônio,


mas não afetam o patrimônio líquido.

Variações Quantitativas – são aquelas que, ao modificarem a configuração do


patrimônio, afetam o patrimônio líquido.

Os fatos que promovem essas variações são chamados de fatos contábeis, porque todas
as alterações havidas no patrimônio da entidade devem ser registradas contabilmente.

Estes fatos podem ser classificados em: permutativos, compensativos e modificativos.


Os modificativos podem ser aumentativos ou diminutivos. Alguns autores ainda
acrescentam os fatos mistos nesta classificação.
Fatos permutativos são aqueles que provocam variações qualitativas no patrimônio das
entidades, promovendo uma troca de valores entre as contas do ativo, entre as contas do
passivo ou entre as contas do patrimônio líquido, sem alterar o valor do patrimônio
líquido.

Fatos compensativos são aqueles que provocam variações qualitativas no patrimônio


das entidades, promovendo uma compensação de valores entre as contas do ativo e
passivo, ou seja, ao tempo em que aumentam o valor do ativo, aumentam também o
valor do passivo, ou ao tempo em que diminuem o valor do ativo, diminuem também o
valor do passivo, sem alterar o valor do patrimônio líquido.

Fatos modificativos são aqueles que provocam variações quantitativas no patrimônio


das entidades, de forma que as mudanças no ativo e passivo afetam o valor do
patrimônio líquido, aumentando-o ou diminuindo-o. Sendo assim, os fatos
modificativos aumentativos são os que afetam o patrimônio líquido aumentando-o e, os
modificativos diminutivos, diminuindo-o.

Alguns autores ainda inclui os fatos mistos, que são aqueles que, simultaneamente,
provocam variações qualitativas e quantitativas, pois, ao tempo em que promovem uma
troca de valores entre as contas do ativo, passivo ou patrimônio líquido (fato
permutativo), ou ainda, uma compensação de valores entre as contas do ativo e passivo
(fato compensativo), causam também mudanças positivas ou negativas no valor do
patrimônio líquido (fato modificativo). Ressalva-se, no entanto, que neste caso não
houve 1 (um) fato contábil (fato misto), mas 2 (dois) fatos, sendo um permutativo ou
compensativo e outro modificativo.

EXEMPLOS

Considerando o estado patrimonial que segue, propõe-se apresentar as mudanças que


cada tipo de fato contábil provoca no patrimônio da entidade:

Estado patrimonial I
ATIVO PASSIVO
ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE
Caixa................................. 6.500,00 Fornecedores........................ 2.500,00
Mercadorias...................... 5.000,00 PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social
Capital Subscrito.................. 9.000,00
------------- -------------
Total................................. 11.500,00 Total..................................... 11.500,00

Fato Permutativo - Compra de mercadorias à vista no valor de R$ 2.000,00. Este fato


causa uma troca de valor entre a conta Caixa e Mercadorias. O valor de R$ 2.000,00
sai da conta Caixa e entra na conta Mercadorias, deixando o estado patrimonial da
seguinte forma:

Estado patrimonial II
ATIVO PASSIVO
ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE
Caixa................................. 4.500,00 Fornecedores........................ 2.500,00
Mercadorias...................... 7.000,00 PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social
Capital Subscrito.................. 9.000,00
------------- -------------
Total................................. 11.500,00 Total..................................... 11.500,00

Fato Compensativo – Pagamento de uma dívida a fornecedores no valor de R$ 500,00.


Este fato causa uma compensação de valor entre a conta Caixa e Fornecedores. O
valor de R$ 500,00 sai da conta Caixa e também da conta Fornecedores, ficando o
estado patrimonial da forma como segue:

Estado patrimonial III


ATIVO PASSIVO
ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE
Caixa................................. 4.000,00 Fornecedores........................ 2.000,00
Mercadorias...................... 7.000,00 PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social
Capital Subscrito.................. 9.000,00
------------- -------------
Total................................. 11.000,00 Total..................................... 11.000,00

Fato Modificativo – Pagamento de aluguel do imóvel da sede da empresa no valor de


R$ 400,00. Este fato causa uma diminuição no valor da conta Caixa e do patrimônio
líquido, já que trata-se do consumo de um serviço, ou seja, da evasão de recursos sem
uma compensação no passivo ou entrada em outra conta do ativo. O valor de R$ 400,00
sai da conta Caixa, refletindo na diminuição do patrimônio líquido pela entrada de R$
400,00 na conta Despesas de Aluguéis, o que resulta no seguinte estado patrimonial:

Estado patrimonial IV
ATIVO PASSIVO
ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE
Caixa................................. 3.600,00 Fornecedores........................ 2.000,00
Mercadorias...................... 7.000,00 PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social
Capital Subscrito.................. 9.000,00
Lucros ou Prej. Acumulados
(-) Prejuízo........................... (400,00)
------------- -------------
Total................................. 10.600,00 Total..................................... 10.600,00

Fato Misto – Pagamento de uma dívida a fornecedores no valor de R$ 500,00 com


acréscimo de 5% de juros. Este fato causa uma diminuição no valor da conta Caixa, em
função da duplicata e juros pagos, compensado por uma diminuição no valor da conta
Fornecedores, por conta da baixa da duplicata paga e, simultaneamente, uma
diminuição no valor do patrimônio líquido, pelos juros pagos, já que trata-se do
consumo de um serviço, ou seja, da evasão de recursos sem uma compensação no
passivo ou entrada em outra conta do ativo. Portanto, o valor de R$ 525,00 sai da conta
Caixa, sendo R$ 500,00 da duplicata e R$ 25,00 dos juros, refletindo na diminuição no
valor do patrimônio líquido pela entrada de R$ 25,00 na conta Despesas de Juros, o
que resulta no seguinte estado patrimonial:

Estado patrimonial V
ATIVO PASSIVO
ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE
Caixa................................. 3.075,00 Fornecedores........................ 1.500,00
Mercadorias...................... 7.000,00 PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital Social
Capital Subscrito.................. 9.000,00
Lucros ou Prej. Acumulados
(-) Prejuízo........................... (425,00)
------------- -------------
Total................................. 10.075,00 Total..................................... 10.075,00