4

Departamentalização

“Uma meia verdade aprendida por nós próprios vale mais do que a plena verdade ouvida de outros” SARVERPALLI RADHAKRISHNAM

e equipamentos) em unidades organizacionais. das atividades e correspondentes recursos (humanos. A estrutura organizacional é representada graficamente no organograma.1 INTRODUÇÃO Neste capítulo são apresentados departamentalização das empresas. Departamentalização é o agrupamento de acordo com um critério específico de homogeneidade. entretanto. entre todos os componentes e sub-componentes de estrutura organizacional. materiais. como o mais conhecido pelos funcionários de empresa. não apresenta todos os aspectos da estrutura organizacional. Organograma é a representação gráfica de determinados aspectos da estrutura organizacional.4. organização e métodos no uso de cada tipo de departamentalização? 4. os aspectos básicos da A departamentalização pode ser considerada. TIPOS DE DEPARTAMENTALIZAÇÃO Existem algumas formas de a empresa departamentalizar as suas atividades.2. Ao final deste capítulo você estará em condições de responder perguntas tais como:    Quais os tipos de departamentalização que uma empresa pode utilizar? Quais as vantagens de cada tipo de departamentalização? Quais as precauções a serem evidenciadas pelo analista de sistemas. que. financeiros. As básicas são: .

os trabalhos de equipe especializada são mais eficientes que os baseados em número de pessoas. é apresentada no item 4.         departamentalização por quantidade. Um exemplo de departamentalização por quantidade é apresentado na Figura 4. departamentalização por produtos (ou serviços). departamentalização territorial (ou por localização geográfica). . deve agrupar certo número de pessoas não diferenciáveis que. onde se verifica que cada gerente tem três supervisores. E mesmo para os níveis mais baixos de hierarquia empresarial a sua validade se restringe a determinados setores do processo produtivo. departamentalização por processo. departamentalização por clientes. vantagens e desvantagens) de cada um dos tipos básicos de departamentalização das atividades de empresa. departamentalização funcional.1. principalmente devido aos seguintes aspectos:    o desenvolvimento dos recursos humanos. a qual representa a principal estrutura para resultados. A seguir são apresentados os aspectos principais (características.2. departamentalização por projeto. A departamentalização por unidades estratégicas de negócios. departamentalização matricial. Sua utilidade tem diminuído. a partir desta situação.7. têm obrigação de executar tarefas sob as ordens de um superior. e não serve para os níveis intermediários e mais elevados de empresa. e departamentalização mista. 4.1 Departamentalização por quantidade Para uma empresa trabalhar com este tipo de departamentalização.

Pode ser considerado o critério de departamentalização mais usado pelas empresas. as atividades são agrupadas de acordo com as funções da empresa. Para melhor conceituação.2.2 Departamentalização funcional Neste caso. . apresenta-se a Figura 4.4.2.

impérios ou feudos. especialização do trabalho. por exemplo.   .2. maior segurança. problemas de comunicação e de entendimento. sendo que este aspecto é vantagem quando se consideram a estabilidade e as definições claras e precisas das tarefas. e gerência de mecânica. utilizar os comitês ou comissões para resolver esses problemas. gerência de eletrônica. matricial. este tipo de departamentalização também pode ser feito considerando as funções de administração. a departamentalização funcional é um tipo bastante racional e interessante para a empresa. com as seguintes unidades organizacionais:     gerência de hidráulica. Talvez esta vantagem seja uma das mais importantes para a empresa. Também pode ser departamentalizada por área de conhecimento. baseada tanto na execução das tarefas. Algumas das vantagens de departamentalização funcional são:  maior estabilidade. e seu estabelecimento e implementação forem inadequadamente estabelecidos. esta departamentalização por funções de administração não deve ser considerada adequada. e não dos que estiverem mais à mão. poderá ampliar a gama de problemas. podem surgir atritos provenientes de formação de igrejinhas. Entretanto. gerência de organização. tais como de projetos. como no relacionamento de colegas. neste caso a empresa pode ficar com as seguintes unidades organizacionais:    gerência de planejamento. e gerência de controle. por exemplo. excesso de burocracia na execução das atividades. ficando a empresa.Na Figura 4. Entretanto. na prática. gerência de elétrica. pois as referidas funções devem ser alocadas em todas as unidades organizacionais da empresa. Para resolver estes problemas. Entretanto. a Alta Direção deve fazer uso de instrumentos adequados. Desde que a empresa esteja numa situação de padrão de desempenho adequado. pois cada funcionário tem maior facilidade de saber sobre a sua área de atuação. a departamentalização funcional apresentada considerou as quatro áreas funcionais clássicas da empresa. Se. sendo que esta situação está relacionada em termos relativos a outros tipos de departamentalização. em vez de resolvê-los.

provocando a transformação do que antes era uma vantagem em uma grande desvantagem. a responsabilidade pelo desempenho total está somente na cúpula. algumas idéias novas podem ser destruídas no início. de maneira genérica. definida e estabeleci da. pois estes estão alocados em unidades organizacionais específicas. aspecto este relacionado à situação da empresa com grande crescimento e conseqüente aumento de complexidade. influências positivas sobre a satisfação dos técnicos pela proximidade com elementos de mesma especialidade. e aconselhada para empresas que tenham poucas linhas de produtos ou serviços e que permaneçam inalterados por longo tempo. relacionada ao possível estabelecimento de feudos de especialização dentro da empresa. já que cada gerente fiscaliza apenas uma função estreita. e isto porque as decisões são normalmente centralizadas nos níveis mais elevados de empresa. Algumas das desvantagens de departamentalização funcional são:  insegurança das pessoas. pois. pois este tipo de departamentalização não cria condições para uma perfeita interligação entre as várias atividades da empresa. pela estabilidade da equipe e por ter um chefe de mesma área técnica (Vasconcellos. Por exemplo. a comunicação é geralmente deficiente. em vez de serem discutidas e analisadas. a área de informática terá todos os analistas. concentrando sua competência de maneira eficaz. indicada para circunstâncias estáveis e de pouca mudança que requeiram desempenho continuado de tarefas rotineiras. Este aspecto leva à situação de possível isolamento da área funcional considerada dentro do sistema empresa. baixa adaptabilidade. visão parcial de empresa. apenas os elementos lotados nos níveis mais elevados de empresa têm uma visão de conjunto. orienta pessoas para uma específica atividade. sendo que este aspecto aparece como desvantagem quando cada chefe funcional estabelece que a sua função é a mais importante da empresa. desde que não seja muito bem estruturada. 1980:3). e pior cumprimento de prazos e orçamentos. . pode provocar vários problemas para a empresa. programadores e computadores de empresa. especialização do trabalho.        . Portanto. resistência ao ambiente pró-inovação. Este aspecto pode provocar problemas de compreensão e de operacionalização das decisões superiores. pois este critério de departamentalização tem alta estabilidade e baixa adaptabilidade. permite economia pela utilização máxima de máquinas e produção em massa.     maior concentração e uso de recursos especializados. Esta situação.

m ser agrupadas e colocadas sob as ordens de um executivo. 1980:4):  inexistência de atividades multidisciplinares (ou.Em resumo. . Baseia-se no princípio de que todas as atividades que se realizam em determinado território deve. Pode-se concluir que este tipo de departamentalização pode ser utilizado em empresas ou áreas da empresa cujas atividades sejam:   bastante repetitivas. e altamente especializadas. o nível de integração necessário é muito baixo). Um exemplo desse tipo aparece na Figura 4.3. e  economia na utilização de recursos humanos é fundamental. se existem. Neste ponto apresentam-se algumas condições para utilização que maximizam as vantagens e minimizam as desvantagens de estrutura funcional (Vasconcellos. 4.  tecnologia complexa e competitiva onde a fixação de uma capacitação técnica é um ponto forte. estas são algumas das vantagens e desvantagens da departamentalização funcional.  qualidade técnica é uma exigência fundamental.2.3 Departamentalização geográfica) territorial (ou por localização Geralmente é usada em empresas territorialmente dispersas.

pode deixar em segundo plano a coordenação. o agrupamento é feito de acordo com as atividades inerentes a cada um dos produtos ou serviços da empresa.  4. As outras áreas da empresa tornam-se secundárias.4 Departamentalização por produtos (ou serviços) Neste caso. como nos aspectos de métodos. se não houver um planejamento muito efetivo. em face do grau de liberdade e autonomia colocado nas regiões ou filiais: e a preocupação estritamente territorial concentra-se mais nos aspectos mercadológicos e de produção e quase não requer especialização. .4 apresenta-se uma parte do organograma representativo da departamentalização por produtos de uma empresa. As desvantagens básicas prendem-se a:   duplicação de instalações e de pessoal. possibilidades de uma ação mais imediata em determinada região. tanto nos aspectos de planejamento. execução ou controle da empresa.2. e maior facilidade de conhecer os fatores e problemas locais por ocasião da decisão. o seu uso prende-se aos seguintes aspectos:     obter as vantagens econômicas de determinadas operações locais: possibilidade de maior treinamento de pessoal pela atuação direta no território considerado. Na Figura 4.Geralmente.

Portanto. permite maior flexibilidade.As principais vantagens deste tipo de departamentalização são:         facilita a coordenação dos resultados esperados de cada grupo de produtos. este tipo de departamentalização apresenta maior versatilidade e flexibilidade. e pode provocar problemas humanos de temores e ansiedades quando em situação de instabilidade externa. pode criar uma situação em que os gerentes de produtos se tornam muito poderosos. propicia a alocação de capital especializado para cada um dos grupos de produtos. pode propiciar o aumento dos custos pelas duplicidades de atividades nos vários grupos de produtos. quando do estabelecimento das políticas gerais de empresa. pois os empregados tendem a ser mais inseguros com relação a alguma possibilidade de desemprego ou por retardamento na sua carreira profissional. inclusive através do seu conhecimento especializado. As principais desvantagens da departamentalização por produtos são:     pode ser de coordenação mais difícil. ou serviços. pois as unidades de produção podem ser maiores ou menores. ou linha de produtos. já que estas requerem cooperação e comunicação de vários grupos contribuintes para o produto ou serviço. propicia maior facilidade para a coordenação interdepartamental uma vez que a preocupação básica é o produto ou serviço e as diversas atividades departamentais tornam-se secundárias e precisam sujeitar-se ao objetivo principal que é o produto ou serviço. sem interferir na estrutura organizacional. fixa a responsabilidade dos depal1amentos para um produto. conforme as condições mudem. O departamento é orientado para todos os aspectos básicos do seu produto.. e propicia condições favoráveis para a inovação e a criatividade. facilita a utilização máxima da capacitação dos recursos. como comercialização. o que pode desestabilizar a estrutura de empresa. desenvolvimento etc. inclusive os humanos. pois cada um destes grupos funciona como uma unidade estratégica de negócio. . o enfoque da empresa é predominantemente sobre os produtos e serviços e não sobre a sua estrutura organizacional interna.

As principais desvantagens da departamentalização por clientes são:  podem existir dificuldades de coordenação entre este tipo de departamentalização e outros tipos.  . e assegurar reconhecimento e atendimento contínuo e rápido aos diferentes tipos e classes de clientes. Na Figura 4. e provoca a utilização inadequada de recursos humanos e de equipamentos em termos de grupos de clientes. clientes infantis e clientes masculinos).4.5. as atividades são agrupadas de acordo com as necessidades variadas e especiais dos clientes ou fregueses da empresa.2. em boa parte das vezes.5 Departamentalização por clientes Neste caso. um tratamento especial. As principais vantagens deste tipo de departamentalização são:   propiciar para a empresa uma situação favorável para tirar proveito das condições de grupos de clientes bem definidos. é apresentado um organograma representativo deste tipo de departamentalização (clientes femininos. devido os gerentes dos departamentos por clientes exigirem.

As principais vantagens deste tipo de departamentalização são:   maior especialização de recursos alocados. as principais desvantagens de departamentalização por processo são:   possibilidade de perda da visão global do andamento do processo. Considera a maneira pela qual são executados os trabalhos ou processos para a consecução de uma meta específica. . e flexibilidade restrita para ajustes no processo. de modo especial nos níveis hierárquicos mais baixos da empresa. e possibilidade de comunicação mais rápida de informações técnicas. a reengenharia de processos está consolidando este tipo de departamentalização em nível global da empresa e não apenas nos processos industriais dos níveis hierárquicos mais baixos da empresa. Por outro lado. as atividades são agrupadas de acordo com as etapas de um processo. Na Figura 4. as empresas que utilizam este tipo de departamentalização procuram agrupar em unidades organizacionais (centros de custos/resultados) os recursos necessários a cada etapa de um processo produtivo.4.6 é apresentado um organograma representativo da departamentalização por processo. Atualmente.6 Departamentalização por processo Neste caso. Normalmente.2. É basicamente empregado nos estabelecimentos industriais. resultando em melhor coordenação e avaliação de cada uma de suas partes e do processo como um todo.

o pessoal que temporariamente havia sido destinado a ela é designado para outros departamentos ou outros projetos. com datas de início e término. Projeto é um trabalho. 4.2.7 Departamentalização por projetos No arranjo de departamentalização por projetos. O gerente de projeto é responsável pela realização de todo o projeto ou de uma parte dele. Terminada a tarefa. A departamentalização por projetos baseia-se na definição de projeto. com produto final previamente estabelecido.7 é apresentado um organograma representativo de uma departamentalização por projetos em uma parte de empresa.O assunto reengenharia pode ser verificado no livro do mesmo autor e editora Revitalizando a empresa: a nova estratégia de reengenharia para resultados e competitividade. as atividades e as pessoas recebem atribuições temporárias. tudo isto sob a responsabilidade de um coordenador Na Figura 4. As principais vantagens deste tipo de departamentalização são:  permite alto grau de responsabilidade do grupo de execução do projeto. . em que são alocados e administrados os recursos.

geralmente não apresenta um sistema adequado de comunicação e de tomada de decisão. as principais desvantagens de departamentalização por projetos são:  se o coordenador do projeto não estiver cuidando adequadamente da parte administrativa. projeto de longa duração. ou então baixo nível de diversificação. aceitando novas idéias e técnicas durante o desenvolvimento dos trabalhos. gerentes e projetos altamente capacitados tanto técnica como administrativamente. equipe técnica de alto nível podendo prescindir de um chefe funcional. por outro lado.    possibilita que os funcionários envolvidos tenham alto grau de conhecimento de todos os trabalhos inerentes ao projeto. tem alto grau de versatilidade e adaptabilidade. quanto maior for o grupo. pois sua eficácia e eficiência estão diretamente relacionadas com o tamanho do grupo. na maior parte das vezes. Por outro lado. e permite melhor cumprimento dos prazos e orçamentos. o que pode permitir ao gerente do projeto melhor supervisão técnica. com grande equipe em tempo integral. principalmente porque cada grupo procura dedicar-se ao seu próprio projeto. possibilita melhor atendimento ao cliente do projeto. 1980:6):       existência de projetos multidisciplinares em que há necessidade de interação freqüente entre as especialidades técnicas. pode gerar uma situação de recursos ociosos ou mal empregados. esquecendo que é parte integrante de empresa.   A seguir são apresentadas algumas condições para utilização que maximizam as vantagens de estrutura por projetos (Vasconcellos. ou dando excessiva atenção à parte técnica. isto é. atendimento a prazos é fundamental. preocupação com problemas internos e relacionamento l1Umano podem ficar evidenciados. manobra. flexibilidade e seu sentido de responsabilidade coletivo tendem a ser diminuídos. Se um grupo se tornar muito numeroso. e . prejudicando a empresa do ponto de vista econômico. como um problema. e o tamanho do grupo tem-se apresentado. o seu poder de maleabilidade. mudanças no ambiente exigem constantes alterações no projeto. suas limitações em termos de comunicação. menor é a probabilidade de sucesso do mesmo. com pouca oscilação no nível de utilização.

em 1916. proporciona vantagens interessantes. os gerentes funcionais também não apreciam compartilhar responsabilidades com os gerentes de projetos. Os gerentes de projetos não apreciam assumir responsabilidades sem autoridade completa sobre os elementos funcionais. esta sobreposição se refere à fusão entre a estrutura funcional e a estrutura por projetos.8. é importante o estudo de liderança dos elementos de Alta Administração. porém. Finalmente. Por outro lado. para as empresas que possam utilizá-la adequadamente. . Outra tendência dos gerentes de projetos. as funções são enfraquecidas a eventualmente perderão toda a sua força. por sua vez. Por outro lado. No entanto. o grande inconveniente da departamentalização matricial é a dificuldade de definir claramente atribuições e autoridade de cada elemento da estrutura e minimizar conflitos inevitáveis. permitir aos grupos funcionais que não se envolvam com as necessidades dos gerentes de projetos anulará os benefícios potenciais assegurados pela departamentalização matricial e pode ocorrer que os gerentes de projetos desistam de levar a cabo suas tarefas e desistam da empresa.8 Departamentalização matricial Neste caso tem-se a sobreposição de dois ou mais tipos de departamentalização sobre a mesma pessoa. e estes. o conflito interno preconizado pela escola clássica pode ser evitado se existir clara definição de atribuições de cada um dos elementos componentes de estrutura. que têm grande influência em relação ao conflito inevitável desse tipo de departamentalização.2. na departamentalização matricial. A departamentalização matricial. exige nível de confiança mútua e capacidade de improvisação na solução de problemas. tendo em vista sua característica de responsabilidade compartilhada. A departamentalização matricial pode ser visualizada através da Figura 4. Geralmente. A departamentalização matricial não leva em consideração o princípio clássico de unidade de comando estabelecido por Fayol. que pode ser minimizado se administrado com eficiência. não gostam de ter muitos chefes. Dessa forma. é a de tentar alocar a maior quantidade de recursos para si próprios através de monopolização dos setores funcionais. Se este processo não for evitado. equipe técnica com características de personalidade favoráveis para resistir ao maior nível de incerteza a instabilidade. no seu livro Administração industrial e geral. 4.

a departamentalização matricial surgiu porque as formas tradicionais de organizar não eram eficazes para lidar com atividades complexas. e . Hemsley e Sbragia. envolvendo várias áreas do conhecimento científico e com prazos determinados para sua realização. As principais razões que levaram a departamentalização funcional a fracassar nestes tipos de circunstâncias foram (Vasconcellos. falta de um coordenador geral para o projeto com visão ampla para integrar as várias especializações e relacioná-Ias com as necessidades dos clientes. 1977:2):   baixo grau de integração entre áreas cada vez mais especializadas.Do ponto de vista evolutivo.

maior especialização nas atividades desenvolvidas. e conflitos de interesse entre os chefes funcionais e os chefes de projetos. a departamentalização matricial surgiu de forma intermediária entre estes dois tipos de departamentalização (funcional e por projetos). As principais vantagens de estrutura matricial são:        possibilidade de maior aprimoramento técnico de sua equipe de trabalho. a departamentalização por projetos também provou ser insatisfatória naquelas circunstâncias devido às seguintes razões:      existência de capacidade ociosa de recursos materiais e humanos. Portanto. duplicação de esforços quando dois ou mais técnicos trabalhavam em um mesmo problema ou assunto. 1977 :7). Estas razões são apresentadas a seguir: . Salienta-se que algumas vezes a departamentalização matricial aparece como o cruzamento das departamentalizações dos tipos funcional e por produto. Por outro lado. e instabilidade na formação de grupo. uso adequado dos vários recursos. e melhor atendimento dos clientes do projeto. de forma sinérgica. usufruir das vantagens de cada um dos referidos tipos de departamentalização. Hensley e Sbragia. reduzindo as desvantagens de cada uma. gerando um clima de ambigüidade de papéis e relações. falta de oportunidade para troca de experiências entre especialistas de mesma área. mas em projetos diferentes. As principais desvantagens da estrutura matricial são:   dupla subordinação. maior desenvolvimento de pessoal. e procurando. baixo nível de desenvolvimento do especialista em sua área. É importante que o executivo tenha noção dessas razões para poder trabalhar procurando reduzir este nível de conflito (Vasconcellos. sem um entendimento satisfatório de como elas estão relacionadas com o esforço total. coordenação de equipe de forma mais adequada e coerente. maior cumprimento de prazos e do orçamento. falta de motivação dos especialistas responsáveis por partes de uma atividade maior.

indefinição de autoridade e responsabilidade. b) Razões de ordem emocional.2. as principais causas podem ser: . padrão de qualidade. . ou seja. 1977 :9) apresentam alguns aspectos básicos:      definir a divulgar objetivos e prioridades. e ter uma implantação bem feita. disputa sobre recursos humanos. treinamento e avaliação periódica de estrutura organizacional. os referidos autores (Vasconcellos. trabalhar com um setor de resolução de conflitos.a) Razões de ordem racional. 4. distribuir o mérito e os benefícios do projeto. conteúdo técnico do projeto. funcional e territorial). definir autoridade e responsabilidade. através de: participação. Hensley e Sbragia. ter sistema duplo de avaliação: um para o gerente de projeto e outro para o gerente funcional. acúmulo de funções.       prazos das etapas do projeto. neste caso.9 Departamentalização mista É o tipo mais freqüente. e disputa sobre equipamentos. neste caso. um gerente de projeto também pode ser gerente funcional e vice-versa. . Com referência ao processo de reduzir o nível de conflitos na estrutura matricial. as principais causas podem ser:  antipatias pessoais.9 é apresentado um organograma representativo de departamentalização mista (projetos. Na Figura 4. pois cada parte da empresa deve ter a estrutura que mais se adapte à sua realidade organizacional. e  disputa pelo poder.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful