You are on page 1of 26

INTRODUÇÃO

A pesquisa a seguir foi realizada pelas alunas da 5ª etapa do curso de


Administração da UNAERP, com o objetivo de oferecer um breve conceito
sobre o mercado de esmaltes de unhas para a empresa de cosméticos Daterra.
A empresa Daterra surgiu com farmácias de manipulação no interior de
São Paulo e, desde 1986 já desenvolvia fórmulas farmacêuticas e cosméticas,
mas almejava oferecer uma linha completa de produtos cosméticos. Então, em
2005, começaram os investimentos em tecnologia, pesquisa e treinamento em
um parque industrial situado na cidade de Jardinópolis para atender a demanda
da cidade de Ribeirão Preto e região. Em 2006 criou-se uma marca competitiva
e lançaram-se produtos extremamente eficazes.
A Daterra fabrica tanto produtos para o público masculino, como feminino
e possui em seu portfólio loções hidratantes, demaquilantes, protetores solares,
shampoos, condicionadores, cremes anti-sinais, e gostaria de inserir em seu
portfólio uma linha de esmaltes.

1
1. RESUMO GERENCIAL

Esse estudo permitiu com que as alunas aprendessem a aplicar na


prática os conceitos estudados na disciplina Pesquisa de Marketing,
identificando o problema gerencial, problema de pesquisa e métodos de como
resolvê-los, passando por todas as dificuldades existentes. Pode-se observar
também o grau de importância que existe em uma pesquisa de marketing e a
seriedade com que esta deve ser feita para que os resultados sejam válidos.
O presente trabalho apresenta uma pesquisa de campo a fim de levantar
dados, para saber as preferências em relação a esmaltes de unhas, dos
clientes da empresa de cosméticos Daterra, para assim conseguir dados que
possam dar embasamento ao desenvolvimento de uma linha de esmaltes que
atendam as necessidades e supram as expectativas dos clientes.
A pesquisa utilizada inicialmente foi exploratória com uso de dados
secundários, sendo quantitativa descritiva, em seguida foi usada a pesquisa
quantitativa, com coleta de dados estruturada.
O método utilizado foi Levantamento de Campo (Survey) com o uso de
um questionário elaborado com 28 questões de múltipla escolha, em que as
entrevistadas deram sua opinião em relação ao uso e consumo de esmaltes e
preferências em relação ao produto, além de questões relacionadas ao perfil do
consumidor.
Pode se notar que preferência por certo tipo de esmalte como textura e
tonalidade podem estar associadas à idade, o que deve ser levado em
consideração no momento em se criar uma linha de esmalte para o perfil de
consumidores desejados, e que a sensibilidade a marca está associada à
característica que a marca de preferência apresenta para a usuária.
Segue abaixo os gráficos com as análises da problemática.

2
Gráfico 1: Textura Cintilante x Idade

10%
20%

20%
Abaixo de 35 anos
50% De 36 a 40 anos
De 41 a 45 anos
Acima de 46 anos

O gráfico 1 nos mostra que 10% das mulheres que preferem a textura de
esmalte cintilante apresentam idade acima de 46 anos, sendo que do total de
mulheres entrevistadas nesta faixa etária metade delas preferem esta textura,
50% do total de mulheres que preferem a textura cintilante encontra-se entre
41 e 45 anos, totalizando 9 mulheres do total de 17 que foram entrevistadas
nesta idade, 20% das que preferem o esmalte cintilante estão entre 36 e 40
anos de idade somando 4 de um total 24 mulheres entrevistadas que
encontram-se nesta faixa de idade e 20% da mulheres que possuem
preferência pela textura cintilante apresentam idade abaixo de 35 anos, sendo
apenas 4 de um total de 122.
Com esses dados podemos concluir que a textura cintilante está
associada à preferência de mulheres mais velhas.

Gráfico 2: Tonalidade Neon X Idade


3
O gráfico 2 demonstra que 100% das pessoas que preferem a

49%
tonalidade neon, apresentam idade até 25 anos, o que faz com que
percebamos que esta tonalidade atinge com intensidade quase que exclusiva o
público jovem. Sendo que 17% das pessoas que preferem a tonalidade neon,
possuem menos de 15 anos, representando 20% do total das entrevistadas
com esta faixa etária, 34% entre as que preferem esmaltes neon possuem de
16 a 20 anos, sendo 15,4% do total das entrevistadas que se encontra nesta
faixa de idade e 49% entre as que preferem a tonalidade neon possuem de 21
a 25 anos, sendo 5,7% entre o total de mulheres entrevistadas nesta faixa
etária.

Gráfico 3: Preferência de esmalte nas unhas dos pés x Preferência de


esmaltes nas unhas das mãos
4
O gráfico 3 apresenta preferência de tonalidades claras, escuras e neon
nas unhas das mãos e dos pés. Dentre as 185 mulheres entrevistadas 6
preferem tonalidades neon nas mãos e claras nos pés, grande parte acredita
que as cores devem estar de acordo entre si, pois 66 das entrevistadas
preferem tonalidades escuras em ambas a extremidades e 61 preferem
tonalidades claras em pés e mãos, já 52 pessoas preferem tonalidades claras
nos pés e escuras nas mãos. Nenhuma das entrevistadas prefere tonalidades
claras nas mãos e escuras nos pés.

5
Gráfico 4: Preferência da marca de esmalte x Motivo da preferência pela
marca

Gráfico 5: Preferência de marca de esmalte x Fator que levaria a mudança


de marca

O gráfico 4 mostra o motivo pelo qual as entrevistadas preferem


determinadas marcas de esmaltes, já o gráfico 5 mostra o que faria as
entrevistadas optarem por outra marca.

6
Os gráficos nos trazem a análise de que as entrevistadas que preferem
as marcas de esmaltes consideradas mais populares, Risque e Colorama, as
preferem pela propaganda e são mais sensíveis a mudar de marca pelo
mesmo fator de preferência, porém as opiniões não oscilaram muito em relação
aos outros fatores. Das que preferem a Impala o preço é o fator que as fazem
preferirem a marca e também é a característica principal para que a maioria
opte por outra marca, já as que gostam da Avon prezam mais a qualidade do
produto e trocam de marca com mais facilidade se encontrar outra marca que
apresente qualidade igual ou superior ao do produto que gostam. As que são
fãs da Specialittá as preferem pela variedade de cores existentes e por ser uma
marca não muito conhecida e apresentaram outros fatores capazes de fazê-las
preferir outra marca e finalmente as que preferem a Revlon o fator que
apresentou ser capaz de fazer 100% das entrevistas mudarem de marca foi a
variedade, que é o fator que faz com que 67% das entrevistadas preferiram
esta marca.
Sendo assim podemos concluir que as pessoas são sensíveis as marcas
de esmaltes de acordo com as características que a marca preferida apresenta
para ela e que a propaganda é o grande fator para se tornar popular e adquirir
a preferência do público.

2. CONTEXTO AMBIENTAL

A maioria das mulheres gosta de passar esmaltes nas unhas, estarem


bonitas e charmosas com a ajuda deste cosmético, e embora sejam em cores
limitadas, sempre estão em lançamento no mercado novas tonalidades de
cores que deixam as unhas cada vez mais lindas.
As empresas responsáveis pelo lançamento destas cores investem cerca
de 30% de seu lucro (valor médio calculado pela Abihpec com empresas
produtoras e cosméticos) em pesquisas referentes ao que as mulheres gostam
de usar e se sentem a vontade, para que possa ser lançada uma nova cor no
mercado e atingir a meta desejada de todos, que é a venda em grande número
e a satisfação da usuária.
7
Freqüentemente são lançados no mercado novos esmaltes e novas dicas
de como utilizá-los e também guias de quais ocasiões as cores combinam
melhor.
As estações do ano influenciam na tendência das cores dos esmaltes, ou
seja, a cada três meses as cores da moda sofrem alterações, além da
utilização de esmaltes por pessoas famosas ou personagens de novelas fazem
com que as cores utilizadas por elas sejam a preferência do momento. Uma
das principais mulheres que deve sempre estar atenta aos novos lançamentos
de cores e tendências são as manicures, pois as mesmas devem sempre ter
opções de distintos gostos, pois muitas mulheres que as procuram não sabem
qual cor usar, e as manicures auxiliam de acordo com a cor da pele, estilo, a
moda ou tendência atual.
De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal,
Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) o Brasil ocupa a terceira posição no
ranking do mercado mundial de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos,
atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão. Uma das teorias de analistas do
mercado é que esse bom desempenho se deve ao menor consumo de bens
duráveis, abrindo espaço para itens mais baratos. Segundo dados do Instituto
Nielsen, o volume de vendas de esmalte para unhas, por exemplo, cresceu
4,17% de 2007 para 2008, enquanto o faturamento do setor aumentou 7,24%.
Crises econômicas não geram impacto sobre o mercado de esmalte de unhas,
que é movido por uma clientela, e por ser um produto de uso contínuo. Hoje as
consumidoras possuem maior facilidade para trocar de marca e mesmo que
não vão a uma especialista fazer as unhas, dão um jeito de elas mesmas
esmaltarem as unhas em casa.
Segundo o site Notas de Beleza a região Nordeste do Brasil é que
apresenta maior consumo de esmaltes do país, em função de hábitos de
consumo, seguida região Norte, Sul e Sudeste e o esmalte mais vendido no
país é o renda, uma coloração de textura natural, “branquinho” da marca
Risque, que foi inspirado na novela Tieta nos anos 80.
As marcas brasileiras Risque e Colorama são as que apresentam a
preferência do público, por apresentar preço e pontos de vendas acessíveis, e
8
possuir grande variedade de tonalidades e texturas. Porém, segundo o site
Notas de Beleza, no final de 2008 a Risque se tornou líder disparado,
abrangendo 65% do mercado, em função da campanha publicitária feita com
as coleções Rendas do Brasil e Sete Vermelhos Capitais.
A empresa Daterra para fazer o lançamento de uma linha de esmaltes,
deve estar atenta de que os consumidores estão mais críticos, exigentes,
reflexivos e informados ao fazer suas compras. Eles valorizam principalmente
as inovações que contribuem para sua comodidade, aos produtos que facilitam
seu trabalho e aqueles mais eficazes. A inovação permanente, o lançamento
de novos produtos e o direcionamento a todos os segmentos de consumidores
são peças chaves para o sucesso de grandes marcas. Em especial, estas
devem levar em conta os fatores internos e externos que afetam o processo de
compra do produto.

2. 1. Problema de pesquisa

Qual a preferência na escolha de esmaltes de unhas dos clientes da


empresa Daterra?

2. 2. Objetivos Secundários

 Identificar o perfil dos consumidores;


 Identificar influências no momento do consumo de esmaltes;
 Identificar preferências pelos vários tipos de esmaltes existentes;
 Identificar preferências de utilização de esmaltes.

2.3. Amostra

Segundo dados obtidos pelo escritório da Daterra, a empresa possui


cerca de 800 clientes (dado estimado), fabrica produtos tanto para o público
feminino quanto masculino, porém 70% dos seus produtos são voltados para
as mulheres sendo 85% da sua clientela representada por elas.

9
A amostra utilizada foi a não probabilística, através de uma amostra por
conveniência, pois foi calculada através de dados adquiridos pelo perfil dos
clientes da Daterra, ou seja, os entrevistados são escolhidos porque estão no
lugar certo, na hora certa.
Para o lançamento de uma linha de esmaltes de unhas levaremos em
consideração somente a clientela feminina da empresa, visto ser o produto
voltado para este público.
Se a empresa possui uma média de 800 clientes sendo que 85% são
mulheres, então cerca de 680 são do publico feminino (esse é o nosso
universo), e a amostra pode ser baseada em uma pesquisa com 185 mulheres,
que é caracterizado por ser um grupo homogêneo, essa quantidade de
pesquisa nos acarreta uma margem de erro de 5%.

3. METODO DE PESQUISA

Esse estudo inicia-se com uma pesquisa exploratória com uso de dados
secundários, com o objetivo de levantar informações necessárias dos clientes
da empresa, sendo quantitativa descritiva.
Em um segundo momento foi desenvolvido uma abordagem quantitativa,
onde o método utilizado foi o de Levantamento de Campo (Survey), por meio
de coleta de dados, utilizando um questionário elaborado com 28 questões de
múltipla escolha que foi aplicado á um grupo de 185 mulheres com perguntas
referentes à pesquisa.

3.1. Pré – Teste

Após a reprodução do questionário, o mesmo foi submetido ao pré-teste,


que consiste em aplicar a um pequeno grupo de entrevistados para que se
verifique através de suas respostas ou dúvidas, possíveis erros de
entendimento.

10
Foi utilizado no pré-teste dessa pesquisa 20 questionários nos quais
pudemos encontrar alguns erros de concordância e de ordem textual, onde
foram corrigidos e submetidos a uma nova estruturação e reprodução, além de
novas sugestões de respostas que foram inseridas nas questões 19 e 20, uma
nova questão que foi inserida após a questão 8 a fim de explicar a resposta
dada na mesma. Após o feedback dos pré-teste o questionário foi editado com
as devidas correções. Com isso a fase de pré-teste foi encerrada.
Posteriormente o questionário foi distribuído a 185 mulheres e realizados
as devidas análises.

3.2. Limitações e Restrições

A maior limitação apresentada foi o prazo estipulado, tendo em vista


que foram impressos 185 questionários que tiveram que ser aplicados somente
aos clientes da empresa Daterra.
Além disso, o questionário foi elaborado somente para pessoas do sexo
feminino, sendo que esse público representa 85% das vendas da empresa.
A pesquisa foi limitada, pois se tratava apenas das clientes da empresa
Daterra

4. ANÁLISES DETALHADAS

Foram submetidos à pesquisa somente os clientes (mulheres) da


empresa Daterra:
Tabela 1 – Quantidade de pessoas que esmalta as unhas.

Entrevistadas Porcentagem

Sim 185 100

Não 0,0 0,0

Total 185 100

11
Para esta pesquisa foi necessário que 100% do público entrevistado
fizessem uso de esmalte, pois se caso não o utilizassem não caberia para a
pesquisa.

Tabela 2 – Motivo de esmaltar as unhas

Entrevistadas Porcentagem

Vaidade 159 85,9

Proteção 26 14,1

Hobby 0 0,0

Outros 0 0,0

Total 185 100

De acordo com a análise da tabela 2, constatou-se na opinião das


entrevistadas, que 85,9% utilizam o esmalte por vaidade. Apenas 14,1%
utilizam o esmalte por proteção,

Tabela 3 – Quem costuma esmaltar suas unhas.

Entrevistadas Porcentagem

Manicure 115 62,2

A própria pessoa 54 29,2

Outros 16 8,6

Total 185 100

Grande parte das mulheres entrevistadas 62,2% costuma fazer suas


unhas com a manicure. Mas mesmo esse percentual sendo alto, tem pessoas
que fazem as próprias unhas 29,2%, como também outras pessoas 8,6%
fazem a unha dessas entrevistadas, podemos citar como exemplo uma amiga,
tia, prima, entre outras.

12
Tabela 4 – Freqüência que esmalta as unhas das mãos e dos pés

Mãos Porcentagem Pés Porcentagem

Toda semana 122 65,9 85 45,9

Uma vez a cada 2 semanas 40 21,6 78 42,2

Uma vez a cada 3 semanas 18 9,7 20 10,8

Uma vez a cada 4 semanas 5 2,8 2 1,1

Total 185 100 185 100

Foi analisado na tabela 4, que a maioria das mulheres entrevistadas


esmalta as unhas das mãos 65,9% e as dos pés 45,9% toda semana.
Podemos notar que a diferença das mulheres em fazer os pés uma vez por
semana e uma vez a cada duas semanas é muito pouca 45,9% a 42,2%, pois
algumas mulheres ainda preferem fazer a unha dos pés uma vez a cada duas
semanas, pois as unhas dos pés duram mais que as das mãos.

Tabela 5 – Freqüência que costuma deixar o esmalte nas unhas das mãos e
dos pés.

Mãos Porcentagem Pés Porcentagem

Até 5 dias 52 28,1 11 5,9

De 6 a 10 dias 125 67,6 76 41,1

De 11 a 15 dias 8 4,3 59 31,9

Mais de 15 dias 0 0 39 21,1

Total 185 100 185 100

De acordo com a tabela 5, constatou-se que as entrevistadas, deixam o


esmalte nas unhas conforme a freqüência em que pintam as unhas, pois tanto

13
nas unhas das mãos 67,6% quanto nos pés 41,1%, o maior percentual equivale
há uma semana e três dias.
Tabela 6 – Leva ou levou esmalte à manicure

Entrevistadas Porcentagem

Sempre levo 9 4,9

Levei 1 vez 15 8,1

Levei de 2 a 5 vezes 17 9,2

Levei mais de 5 vezes 13 7,0

Nunca levei 131 70,8

Total 185 100

Tabela 7 - Motivo pelo qual fez/faz levar o esmalte na manicure

Entrevistadas Porcentagem

Gostar de usar somente o próprio esmalte 7 13


Pensar que a manicure não possa ter a
43 80
cor desejada
Outras 4 7

Total 54 100

Tabela 8 – Encontra sempre a cor desejada quando vai à manicure.

Entrevistadas Porcentagem

Sempre encontro 155 83,8

Não encontrei 1 vez 16 8,6

Não encontrei de 2 a 5 vezes 10 5,4

Não encontrei mais de 5 vezes 4 2,2

Nunca encontro 0 0,0

Total 185 100

De acordo com a tabela 6, podemos observar que a maior parte das


entrevistadas nunca levam esmaltes à manicure 70,8%, se por acaso uma

14
mulher levar o esmalte á manicure a mesma o leva por precaução de não
encontrar a cor que gostaria de passar naquele dia, conforme análise da tabela
7. Mas conforme a tabela 8, as mesmas sempre costumam encontrar os
esmaltes que procuram 83,8%.

Tabela 9 – O esmalte deve combinar com roupas e acessórios usados/ e


também com a ocasião e ambientes freqüentados.
Roupas e Ocasião e
Porcentagem Porcentagem
Acessórios Ambientes
Sim 68 36,7 137 74,0

Não 117 63,3 48 26,0

Total 185 100 185 100

Analisando a tabela 9, nota-se em relação a roupas e acessórios


utilizados, que a maior parte das entrevistadas 63,3%, não precisa combinar
esmalte, pois acham que o esmalte não influencia na escolha de uma roupa ou
acessório quando vão se vestir. Já em relação a ocasiões e ambientes a maior
porcentagem é a do sim 74,0%, pois acham que o ambiente freqüentado e
ocasião deve combinar com o esmalte, pois se você sabe que vai a um
casamento, formatura ou uma festa de 15 anos, elas preferem combinar o
esmalte, normalmente em tons claros, para tais ocasiões.

Tabela 10 – O esmalte usado nas unhas das mãos deve ser igual ao usado nos
pés.

Entrevistadas Porcentagem

Sim 113 61,1

Não 72 38,9

Total 185 100

Foi analisado na tabela 10, que a maior parte das entrevistadas usa o
mesmo esmalte nas unhas das mãos e dos pés 61,1%, pois normalmente
como fazem a unha semanalmente elas optam por esmaltar suas unhas de
uma só cor a cada semana.
15
Tabela 11 – Compra ou já comprou esmalte.

Entrevistadas Porcentagem

Sim 185 100

Não 0 0

Total 185 100

Tabela 12 – Onde compra ou já comprou esmalte.

Entrevistadas Porcentagem

Supermercado 11 5,9

Farmácia 7 3,8

Lojas especializadas 149 80,6

Revista 18 9,7

Outros 0 0,0

Total 185 100

Conforme observado na tabela 11 e 12, 100% das entrevistadas


compram ou já compraram esmaltes pelo menos uma vez. A maior parte delas
compram esmaltes em lojas especializadas 80,6%, pois nessas lojas além de
encontrar varias cores, texturas de esmaltes, encontram-se também acessórios
para esmaltar as unhas, além de base, extra - brilho, óleo secante, entre
outros.

Tabela 13 – Indica um esmalte por qual variável.

Entrevistadas Porcentagem

Cor 159 85,9

Qualidade 15 8,1

Preço 11 6,0

16
Outros 0 0,0

Total 185 100

Pela tabela 13, pode-se constatar que a cor 85,9% é o principal fator
para as entrevistadas indicarem um esmalte à outra pessoa, pois existem
muitas opções que abrangem a todos os gostos. Pode-se também observar
que o preço é o que tem menor influencia, 6,0% pois normalmente esmalte tem
um preço acessível.

Tabela 14 – Marca de esmalte preferido pelas entrevistadas.

Entrevistadas Porcentagem

Risque 79 42,7

Colorama 67 36,2

Impala 19 10,2

Avon 13 7,0

Revlon 4 2,3

Specialittá 3 1,6

Big Universo 0 0

Make-up 0 0

Êxtase 0 0

Total 185 100

De acordo com a tabela 14 as marcas que as entrevistadas preferem são


a Risque 42,7% e a Colorama 36,2%, pois além de ter várias cores, texturas de
esmaltes, elas são mais acessíveis, pois elas possuem vários locais de venda.

Tabela 15 – O que faz as entrevistadas preferirem essa marca.

Entrevistadas Porcentagem

Preço 34 18,4

17
Propaganda 45 24,3

Qualidade 40 21,6

Variedade 44 23,8

Outros 22 11,9

Total 185 100

De acordo com a tabela 15, constatou-se que os fatores mais importantes


que levam as entrevistadas a preferirem tal marca são em primeiro lugar à
propaganda com 24,3%, em seguida vem à variedade com 23,8%, pois tanto a
Risque quanto a Colorama possuem muitas variedades em relação a cores e
texturas de esmaltes, em terceiro vem a qualidade 21,6%, e por fim o preço
com 18,4%.

Tabela 16 – O que leva uma pessoa a trocar a marca de sua preferência de


esmalte por outra, segundo nossas entrevistadas?

Entrevistadas Porcentagem

Propaganda 48 25,9

Qualidade 46 24,9

Variedade 43 23,2

Preço 39 21,1

Outros 9 4,9

18
Total 185 100

De acordo com a tabela 16, constatou-se que os fatores mais importantes


que fariam as entrevistadas a trocar de marca seriam em primeiro lugar a
propaganda com 25,9%, pois com uma boa propaganda a pessoa vai querer
conhecer o produto, em segundo lugar a qualidade 24,9%, em terceiro a
variedade com 23,2% e por fim o preço com 21,1%.

Tabela 17 – Tonalidade de esmaltes para as unhas das mãos e dos pés.

Mãos Porcentagem Pés Porcentagem

Tonalidades Claras 61 33,0 119 64,3

Tonalidades Escuras 118 63,8 66 35,7

Tonalidades Neon 6 3,2 0 0,0

Total 185 100 185 100

Analisando a tabela 17, pode-se notar que, em relação às mãos as


mulheres preferem tonalidades escuras 63,8%, pois além de fortalecer as
unhas, elas se sentem mais “poderosas” com esmaltes escuros. Já nos pés o
que mais prevalece são os esmaltes de tonalidades claras 64,3%, pois
algumas mulheres ainda optam por tons claros por não gostarem de esmaltes
escuros nos pés.
Tabela 18 – Cores de esmaltes preferidos pelas entrevistadas.

Entrevistadas Porcentagem

Vermelho 61 33,0

Rosa 29 15,7

Branco 29 15,7

Marrom 24 13,0

Pink 16 8,6

Preto 8 4,3

Cinza 5 2,7

19
Prata 2 1,1

Roxo 1 0,5

Outros 10 5,4

Total 185 100

Tabela 19 – Textura de esmalte preferido pelas entrevistadas.

Entrevistadas Porcentagem

Natural 72 38,9

Cremoso 94 50,8

Cintilante 19 10,3

Total 185 100

Foi analisada na tabela 18, que a cor vermelha 33,0% prevalece na


preferência das entrevistadas, em seguida o rosa e o branco com 15,7% cada
um, dando seqüência ao marrom 13,0%, em seguida vem à cor Pink com 8,6%,
além das outras cores 5,4%, que as mesmas preferem além dessas que foram
citadas como, por exemplo, azul, vinho, areia, entre outras. Já em relação à
tabela 19, a textura preferida entre as entrevistadas é à cremosa, pois o
esmalte cremoso além de possuir vários tons em relação às outras texturas,
ainda brilha mais e possui mais durabilidade do esmalte.

Tabela 20 – Critérios na escolha de um esmalte.

Entrevistadas Porcentagem

Cores da moda 35 18,9

Cores usadas por famosos 30 16,2

Cores usadas por personagens 38 20,5

Lançamentos 44 23,8

Influência de amigos 14 7,6

Cores de sua preferência 24 13,0

Outros 0 0

20
Total 185 100

Conforme observado na tabela 20, podemos dizer que os três critérios


que obteve maior escolha estão interligados; lançamentos 23,8%, cores usadas
por personagens 20,5% e cores da moda 18,9%. Pois normalmente quando um
esmalte é lançamento, logo as mulheres vêem esse esmalte em uma
propaganda na televisão, jornais ou revistas, e logo gostam daquela cor, em
seguida essa cor já esta em alguma novela com um respectivo personagem
dando mais destaque ainda aquele esmalte, com isso o esmalte vira a
tendência do momento.

Tabela 21 – A marca está relacionada com qualidade.

Entrevistadas Porcentagem

Sim 107 57,8

Não 78 42,2

Total 185 100

De acordo com análise da tabela 21, constatou-se que na opinião das


entrevistadas a marca está relacionada à qualidade 57,8%, a marca influência
na hora de escolher um esmalte.

Tabela 22 – Valor acostumado a pagar ou pagaria em um vidro de esmalte.

Entrevistadas Porcentagem

Até R$ 4,00 146 78,9

De R$ 4,01 á R$ 6,00 28 15,1

De R$ 6,01 á R$ 8,00 11 6

De R$ 8,01 á R$ 10,00 0 0

Acima de R$ 10,01 0 0

Total 185 100

21
De acordo com a tabela 22, quando questionados sobre o valor que
estariam dispostas á pagar por um vidro de esmalte, 146 entrevistadas
responderam que pagariam até R$ 4,00, 28 entrevistadas pagariam de R$ 4,01
á R$ 6,00, 11 entrevistadas disseram que pagariam de R$ 6,01 á R$ 8,00, e
nenhuma das entrevistadas pagariam acima de R$ 10,01.

Tabela 23 – Faixa etária das participantes da pesquisa.

Entrevistadas Porcentagem

Até 15 anos 5 2,7

De 16 a 20 anos 13 7,0

De 21 a 25 anos 52 28,1

De 26 a 30 anos 39 21,1

De 31 a 35 anos 31 16,7

De 36 a 40 anos 24 13,0

De 41 a 45 anos 17 9,2

Acima de 46 anos 4 2,2

Total 185 100

Conforme observado na tabela 23, percebe-se que a empresa possui


clientes de todas as idades, mas a maior parte das clientes da empresa
Daterra, possui idade entre os 21 aos 40 anos, sendo dos 21 aos 25 anos,
22
28,1%, dos 26 aos 30 anos, 21,1%, dos 31 aos 35 anos 16,7% e dos 36 aos 40
anos 13,0%.

Tabela 24 – Renda dos participantes da pesquisa.

Entrevistadas Porcentagem

Até R$ 510,00 1 0,5

De R$ 510,01 á R$ 1.020,00 29 15,7

De R$ 1.020,01 á R$ 1.530,00 39 21,1

De R$ 1.530,01 á R$ 2.040,00 96 51,9

Acima de R$ 2.040,01 20 10,8

Total 185 100

Conforme a tabela 24, quando perguntado sobre a renda, observa-se


que 51,9% dos entrevistados possuem renda mensal entre R$ 1.530,01 á R$
2.040,00 reais. Nessa pesquisa a renda não influencia na compra de um
esmalte, pois conforme a tabela 22, as entrevistadas estão acostumadas a
pagar em um vidro de esmalte o valor de R$ 4,00 á R$ 8,00, assim todas as
entrevistadas podem comprar um vidro de esmalte.

23
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Com as informações obtidas pela empresa, e as análises feitas pelo


grupo, vimos que a empresa Daterra é uma empresa que possui vários
cosméticos em seu portfólio, porém nosso foco é em sua linha de esmaltes,
que é voltado para o público feminino.
Foram entregues á 185 mulheres, um questionário com 28 perguntas de
múltipla escolha, com o objetivo de levantar dados para saber as preferências
em relação a esmaltes de unhas das clientes da empresa de cosméticos
Daterra. Após pesquisas feitas sobre a empresa, e análises dos gráficos acima,
podemos concluir que a textura cintilante está associada à preferência de
mulheres mais velhas, enquanto a tonalidade neon atinge o público jovem, e
que as pessoas são sensíveis as marcas de esmaltes de acordo com as
características que a marca referida apresenta.
Vimos que há quatro fatores que fazem a mulher escolher determinada
marca, ou mudá-la, que são: o preço, a propaganda, a qualidade, e a
variedade.
Chegamos à conclusão que a propaganda é o fator de maior importância
para tornar o produto popular, pois quando realizada de maneira correta,
24
possibilita à sociedade uma maior liberdade de escolha a partir do instante em
que fornece informações sobre produto, e dessa forma auxilia o mercado a
conhecer melhor as alternativas de consumo, gera a concorrência de preços e
maiores exigências de qualidade, o que beneficia os consumidores.
Para a empresa Daterra crescer, é preciso sempre estar inovando,
lançando novos produtos e direcionando a todos os segmentos de
consumidores.
Com este trabalho aprendemos a aplicar na prática os conceitos
estudados na disciplina Pesquisa de Marketing.

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

MALHOTRA, Naresh K. Introdução á pesquisa de marketing. 1ª. ed. Pearson


Prentice Hall. São Paulo, 2005.

Disponível em <http://www.alucinado.net/lancamentodeesmaltes> acesso em:


15/05/2010.

ABIHPEC. Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal,


Perfumaria e Cosméticos. Disponível em <http://www.abihpec.org.br/>
Acesso em: 15/05/2010.

Notas de Beleza. Disponível em <http://www.notasdebeleza.com.br/>


Acesso em: 15/05/2010.

25
7. APÊNDICES

7. 1. Questionário Pré – Teste

7. 2. Questionário Aplicado

26