MANUAL DE PLANTAS MEDICINAIS: Ervas, flores e frutas

Profa. Reny Bispo de J. Oliveira (Orientação e Organização) Alunos das 8ª séries do Ensino Fundamental 2008/2009 Alunos da 7ª série D e E do Ensino Fundamental 2009 Alunos dos 2º anos do Ensino Médio 2009 Prof. Adalberto Ferreira da Silva (Revisão e Colaboração)

Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas

Projeto de Ciências

2

MANUAL DE PLANTAS MEDICINAIS: Ervas, flores e frutas

Orientação/Organização: Professora Reny Bispo de Jesus Oliveira Colaboração/Revisão Científica: Professor Adalberto Ferreira da Silva Revisão Ortográfica: Professora Jussara das Graças Luciano Editoração: Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda” Capa: Anelise Katzinsky Guimarães

________________________________________________________ Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas / Org.: Professora Reny Bispo de Jesus Oliveira, Alunos das 8ªs séries do Ensino Fundamental 2008/2009, Alunos das 7ªs séries D e E do Ensino Fundamental 2009, Alunos dos 2 os anos do Ensino Médio 2009; Colaborador: Professor Soldado Adalberto F. da Silva. Curitiba : CPM, 2009. 99 p. 1. Ervas Medicinais 2. Flores Medicinais 3. Frutas Medicinais
Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda”

Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas

Projeto de Ciências

3

___________________________________________________________________

MANUAL DE PLANTAS MEDICINAIS: Ervas, flores e frutas

Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda”

com.br Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Flores e Frutas Projeto de Ciências 4 COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR “CEL.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. 349 – Portão CEP 80320-140 – Curitiba/Paraná Telefone: (41) 3314-8050 / Fax: 3314-8073 e-mail: colegiopmpr@apmf-cpm. PM FELIPPE DE SOUSA MIRANDA” COMANDANTE Tenente-Coronel QOPM Nilson Carlos Rosa SUBCOMANDANTE Major QOPM Gerson Luiz Buczenko CHEFE DA DIVISÃO DE ENSINO Capitão QOPM Marcelo Toniolo de Oliveira DIRETOR PEDAGÓGICO 1º Tenente QOPM Cláudio Todisco Silveira SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO 1° Tenente QOPM Sharon Chis Wszolek PRESIDENTE DA APMF Osni José Bortolini Rua José Ferreira Pinheiro. PM Felippe de Sousa Miranda” .

Flores e Frutas Projeto de Ciências 5 AGRADECIMENTOS Ao Comando do Colégio da Polícia Militar À Associação de Pais. PM Felippe de Sousa Miranda” . pela leitura prévia do trabalho E a todos os outros colaboradores pelo apoio e por acreditarem e tornarem possível a realização deste Manual Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Mestres. Professores e Funcionários do CPM À Divisão de Ensino do Colégio da Polícia Militar À Direção Pedagógica do CPM.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. pela colaboração com artigos realizados Aos Alunos Camile Preisner Montanari e Daniel Gonçalves Conde. pelo incentivo e envolvimento À Professora Ana Rita Bloch Martins e ao Professor Adalberto Ferreira da Silva.

Flores e Frutas Projeto de Ciências 6 SUMÁRIO INTRODUÇÃO O PROJETO ABACATE AÇAÍ ACEROLA AGRIÃO ALCACHOFRA ALECRIM ALFAVACA AMEIXA AMOR-PERFEITO AMORA ARRUDA BABOSA BANANA BOLDO-DO-CHILE BORRAGEM CACAU CAFÉ CAJU CALÊNDULA CAMOMILA CÂNFORA CAPIM-CIDREIRA CAQUI CARAMBOLA CARQUEJA CASTANHA-DO-PARÁ CEREJA CITRONELA CONFREI COPO-DE-LEITE CRAVO-DA-INDIA CUPUAÇU DENTE-DE-LEÃO ERVA-DOCE ERVA-MATE FRUTA-DO-CONDE GENGIBRE GERÂNIO GOIABA GRAVIOLA GUACO GUINÉ HIBISCO HORTELÃ IPÊ-ROXO Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda” 08 08 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 .Manual de Plantas Medicinais: Ervas.

PM Felippe de Sousa Miranda” . Flores e Frutas Projeto de Ciências 7 JABUTICABA JACA JASMIM KINCAN LARANJA LARANJA-LIMA LIMA LIMÃO LIMÃO TAHITI LOURO MACELA MAÇÃ MALVA MAMONA MANGA MARACUJÁ MELISSA MORANGO NECTARINA NÊSPERA NOZ NOZ-MOSCADA PATA-DE-VACA PAU-TENENTE PÊSSEGO PICÃO-PRETO PIMENTA PITANGA POEJO POMELO PRÍMULA PULMONÁRIA ROMÃ ROSA ROSA BRANCA SÁLVIA SERIGUELA TANCHAGEM TANGERINA URTIGA UVA DICAS IMPORTANTES PARA O BOM USO DAS PLANTAS MEDICINAIS PREPARAÇÃO DOS CHÁS GLOSSÁRIO REFERÊNCIAS SITES CONSULTADOS 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 96 97 100 103 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.Manual de Plantas Medicinais: Ervas.

o projeto teve início com os alunos das 8 as séries do Ensino Fundamental. Colaborou também enviando artigos de seus alunos dos 2os anos A e B. como resultado do trabalho dos alunos das 8ª séries do Ensino Fundamental. PM Felippe de Sousa Miranda” . os quais concluíram a 3ª etapa cujo tema foi: “As Frutas curam?”. Em 2009. Flores e Frutas Projeto de Ciências 8 INTRODUÇÃO Constitui-se objeto deste relatório. flores e frutos” é um Sub-Projeto do Projeto Maior “Horta Orgânica do CPM”. os quais concluíram a 1ª e 2ª etapas com os respectivos temas: “Ervas Medicinais” e “As Flores curam?”. bem como o plantio das mesmas como medidas de proteção de uma nascente existente no terreno. o projeto foi retomado pelos alunos das 8as séries do Ensino Fundamental. do Colégio da Polícia Militar do Paraná . Tornam-se justificativas deste projeto. O projeto não é finito e caracteriza-se por etapas a serem cumpridas. G e H do Ensino Médio. F. A metodologia empregada permitiu que esses alunos aplicassem os conhecimentos adquiridos em situações cotidianas ao mesmo tempo em que os sensibilizou da necessidade de conhecer. flores e frutos descritas neste Manual. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. necessárias à construção do conhecimento científico. flores e frutas”. Trata-se de um projeto técnico/científico na modalidade didático/pedagógico de construção de conhecimento científico através de pesquisas teóricas e práticas sobre plantas medicinais.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. um jardim e um pomar. as práticas de cultivo das plantas medicinais com a formação de um canteiro de ervas. para poder preservar o Meio Ambiente. Esta etapa contou com a colaboração do professor Soldado Adalberto Ferreira da Silva e de seus alunos das 7ªs séries D e E do Ensino Fundamental e dos 2os anos C. A finalidade do estudo foi iniciar os referidos alunos ao estudo das etapas do método científico. a evidência das propriedades medicinais das ervas. D. a professora Ana Rita Bloch Martins. O PROJETO O Projeto “Plantas Medicinais: Ervas. apresentar o “Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Em 2008. na disciplina de Ciências. E.CPM.

destacando as propriedades medicinais da mesma. através do plantio da espécie escolhida e a elaboração do artigo científico sobre a referida planta. para que vos sirvam de alimento” (Livro do Gênesis 1. PM Felippe de Sousa Miranda” . cujo artigo é o produto final. “Eis que vos dou toda a erva que dá semente sobre a Terra e todas as árvores frutíferas. a responsabilidade da validade ou não das propriedades medicinais descritas para cada planta. É. na forma de artigo. às vezes baseada em revistas. de posse dos artigos dos alunos. Não cabe. Cabe ressaltar que a pesquisa foi bibliográfica e. tem-se o cuidado de alertar os leitores deste manual que tudo deve ser usado de forma correta. pois. Na sequência. o projeto teve como objetivo geral a pesquisa sobre as plantas medicinais na modalidade: ervas. apresentar-se-ão algumas técnicas de preparação de chás. flores e frutas. coordenar e orientar cada etapa. pesquisa bibliográfica sobre plantas medicinais e escolha de uma planta. o qual traz várias plantas medicinais: ervas. contendo em si mesmas sua semente. quando esses optaram em escrever sobre a mesma planta. a descrição das suas propriedades medicinais bem como diversas maneiras de utilizá-las. o “MANUAL DE PLANTAS MEDICINAIS: Ervas. flores e frutas.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. seguidas pelo glossário1 e finalmente os referenciais. Flores e Frutas Projeto de Ciências 9 Cada etapa descrita anteriormente foi abordada sob dois aspectos: teórico. fazer a seleção do material escrito e as sínteses dos artigos repetidos. Imbuída da responsabilidade que assumi coletivamente. aos alunos autores dos artigos. visando à obtenção do conhecimento científico para a iniciação da escrita científica. com moderação e preferencialmente sob os cuidados e indicações de um médico. Coube a mim. flores e frutas” em ordem alfabética. portanto. que apresento aos interessados. No entanto. com orgulho. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.29) 1 Procuramos relacionar nestas páginas as palavras e termos técnicos que o público leigo geralmente não conhece o significado. Internet ou relatos populares. professora da disciplina. ousei organizar o presente manual. Reny Bispo. Cabe esclarecer que para os alunos. registrando os nomes de todos os autores. O trabalho prático. a contribuição dos alunos do CPM. através de pesquisa e leitura de textos científicos.

que destrói as artérias. Nome científico: Persea americana ou Laurus persea. é uma árvore de grande porte. açúcar e óleo. proteínas. lanceoladas e lustrosas e flores pequenas de um verde esbranquiçado. Aluno da 8ªE. substâncias minerais. hidrato de carbono. PM Felippe de Sousa Miranda” . Além disso. avocado. Usos: Como alimento e no combate a dor reumática e a dor da gota. Dias3 Resumo: O abacate fruta inteiramente comestível. adocicada. Turma 2009. de casca verde-escuro e polpa cremosa. de crescimento rápido. Gonçalves2. carminativo. mas assemelha-se a um creme ou mesmo manteiga. Nome popular: Abacate. ou industrializada. Propriedades terapêuticas: Antirreumático. Parte utilizada: Polpa. rica em gordura. reduz o mau colesterol e dilata os vasos sangüíneos. cujo fruto é o abacate. leite. Para a limpeza do fígado e para eliminar os gases intestinais. Palavras-chave: Diurético. com uma única semente esférica. Possui folhas coriáceas. carminativo. contendo ainda matérias graxas. digestivo e laxativo. limão. Em dores de cabeça. afrodisíaco. 2 3 Aluno da 8ª Série D. etc.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. nativa da América Central e México. loiro-abacate e louro-abacate. bloqueando a toxidade do colesterol LDL. é um poderoso bloqueador de trinta agentes cancerígenos diferentes. Outros nomes populares: Abacado. O abacate beneficia as artérias. Os frutos são bagas ovóides ou piriformes. Sua gordura age como antioxidante. Descrição da planta: O abacateiro.. ultrapassando os 30 metros de altura. Turma 2008. Flores e Frutas Projeto de Ciências 10 ABACATE Guilherme Luis de A. Modo de usar: A polpa pode ser comida in natura ou misturada com açúcar. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Matheus W. no combate a diarréia e a disenteria e como estimulante sexual. contém pequena percentagem de ácidos.

Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas

Projeto de Ciências

11

AÇAÍ [(Camile Preisner; Mariana Salvador)4; (Daniel A. da S. L. Diniz)5; (Luiz F. Sanzovo, Jean C. de Lima, Gabriel S. Bonaroski, Jonathan Brandao)6; Fernanda J. de Moura]7 Resumo: O açaí é fruto da palmeira conhecida como açaizeiro, é um fruto medicinal, comestível, pode ser consumidos na forma de bebidas, doces, geléias e sorvetes, também é usado para fazer artesanato. O açaí tem gorduras benéficas que reduzem o colesterol ruim, contribuindo na prevenção de doenças do coração, como o infarto. Palavras-chave: Palmeira, fruto medicinal, colesterol. Nome popular: Açaí. Nome científico: Euterpe Oleracea. Outros nomes populares: Juçara, çaí-do-pará, assaí, pina e palmito. Parte usada: Fruto inteiro. Propriedades terapêuticas: Adstringente, anti-helmíntico, anti-hemorrágico, depurativo, energético. Usos: Na medicina como auxiliar no tratamento de doenças no fígado, na redução do colesterol ruim e melhora do HDL. Contribui na prevenção de doenças cardiovasculares como infarto. É usado na indústria de cosméticos nacional, como alimento e na produção de artesanato. Modo de usar: Despolpado, amassado e misturado com água se transforma em um suco grosso, o vinho do açaí o qual é consumido na forma de bebidas, doces, geléias e sorvetes. Descrição da planta: O açaizeiro é uma palmeira tropical, perene da região Amazônica predominante em terrenos baixos e de umidade permanente. É uma palmeira delgada e alta que pode atingir uma altura de 20 a 25 metros. Possui folhas grandes de cor verde-escura e cada um dos cachos (são três ou quatro) produz de 3 a 6 quilos de frutas.

4 5

Alunas da 8ª série F. Turma 2009 Aluno da 8ª série B. Turma 2009. 6 Alunos da 8ª série C. Turma 2009. 7 Aluna da 8ª série E. Turma 2009.
Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda”

Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas

Projeto de Ciências

12

ACEROLA [Lorena Mhel8; (Kevin T. Barrionuevo; Felipe Luis Kacszcszuk)9] Resumo: A acerola é uma fruta que se propagou logo que chegou ao Brasil e se popularizou no mercado comercial de polpas. O interesse pela acerola teve início nos anos 40, quando se descobriu suas propriedades medicinais, principalmente o alto teor de vitamina C, o ácido ascórbico. Palavras-chave: Acerola, antianêmica, anti-inflamatória. Nome popular: Acerola. Nome científico: Malpighia punicifolia L. Outros nomes populares: Cereja-das-Antilhas, cereja-de-barbados. Parte usada: Fruto. Propriedades terapêuticas: Adstringente, antianêmica, antidiarréica, nutritiva, antiescorbútico, vitaminizante. Usos: A acerola é usada para prevenção de afecções da vesícula biliar, afecções do fígado, afecções pulmonares, anemia; carência de vitamina C; diminuir a ocorrência de doenças infecciosas; fadiga; gripes; melhorar o sistema imunológico; perda de apetite; prevenir debilidade; resfriado; reumatismo. Modo de usar: A acerola é usada ao natural, como alimento, ou sob a forma de suco na dosagem de 1 copo três vezes ou 4 vezes ao dia; como ingrediente para a fabricação de geléias, marmeladas, compotas, licores e sorvetes; No enriquecimento vitamínico do suco de outras frutas; Na fabricação de cremes e loções para a pele e xampus para os cabelos. Descrição da planta: A aceroleira é um arbusto de porte médio que se desenvolve bem em climas tropicais e subtropicais e, até mesmo, em regiões semiáridas, desde que exista algum abastecimento regular de água. Também não é muito exigente quanto a solos. Começa a frutificar entre 2 e 3 anos após o plantio, o que pode ocorrer em abundância de 4 a 7 vezes por ano. antifungal, anti-inflamatória, cicatrizante, mineralizante,

8 9

Aluna da 8ª E. Turma 2009. Alunos da 8ª A. Turma 2009.
Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda”

Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas

Projeto de Ciências

13

AGRIÃO (Ana Paula de Lima; Aysla A.V.Gonçalves; Fernanda de Sousa; Michele S. Góes)10 Resumo: Agrião é uma hortaliça medicinal e comestível que pode ser usado de várias maneiras: em xaropes, sucos, saladas, ou em remédios de compressas contra machas na pele. Palavras-chave: xarope expectorante, anti-inflamatório, hortaliça medicinal. Nome popular: Agrião. Nome científico: Narstutium officinale R. Br. Outros nomes populares: Agrião. Parte usada: Toda a planta. Propriedades terapêuticas: anti-inflamatório, depurativa, laxativa, diurético, estimulante, escorbútico, expectorante, cicatrizante. Usos: O agrião é mais usado para: anemia, anorexia, abrir o apetite, bócio, oxigenar o cérebro, coração, debilidade geral, dor de dente, diabete, favorecer a digestão, abaixar a febre, problemas do fígado, fortalecer gengivas, combater enfermidades dos intestinos, fortalecer a memória e nas afecções pulmonares. Modo de usar: As folhas e os talos frescos são usados em saladas. Outras formas de uso são: xaropes, sucos, compressas, cremes, loções e cataplasmas. Pode ser usado ainda na forma de chás em infusão ou decocção. Descrição da planta: O agrião é originário do sudeste da Ásia, e vem sendo utilizado há vários séculos na Europa, principalmente por gregos e romanos, que apreciavam banquetes ricos em especiarias e saladas picantes. O agrião de terra seca é uma hortaliça tipo folha, rica em vitamina C e em sais minerais. O agrião é mais rico em ferro que a couve e o espinafre e os talos são ricos em iodo. A hortaliça se adapta muito bem em locais com temperaturas que variam de 12 a 20 graus durante a noite. O plantio de agrião é feito por meio de sementes. A irrigação deve ser feita diariamente e, após cerca de dois meses do plantio, o agrião já pode ser colhido.

10

Alunas da 8ª série A. Turma: 2008.
Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda”

As partes chamadas impropriamente de pétalas são as brácteas da planta. colagoga. febrífuga. descongestionante. celulite. Modo de usar: Apenas a parte carnuda das "pétalas" e o "fundo" da flor. uma inflorescência. de Moraes11 Resumo: A alcachofra é uma planta que pode ser usada tanto no campo da culinária quanto no medicinal. depois de retirados os espinhos. doenças do fígado. P. P. abundantemente cultivada nas regiões atlânticas com invernos suaves. diurética. sob a forma de salada. unida ao caule. amargo-tônica. pertencente à mesma família das margaridas e dos girassóis . Propriedades terapêuticas: Antidiabética.a família das Compostas. 11 Aluno da 8ª série A. é a parte utilizada em medicina na forma de garrafada ou de chá. Parte usada: Flor. alcachofra de comer. alcachofra rosa. Descrição da planta: A alcachofra é uma hortaliça rara. icterícia. alcachofra comum. Flores e Frutas Projeto de Ciências 14 ALCACHOFRA Ibere Índio do B. A flor é constituída por um capítulo de grandes dimensões do qual se consome apenas o receptáculo carnudo – chamado "fundo ou coração da alcachofra".Manual de Plantas Medicinais: Ervas. alcachofra cultivada. na verdade. PM Felippe de Sousa Miranda” . Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. A folha larga e muito recortada. gota. doenças das vias biliares. descongestionante. Nome científico: Cynara scolymus L. A alcachofra é uma flor imatura. com sumo de limão. colesterol.Turma: 2008. é consumida crua ou cozida. Palavras-chave: Colagoga. Usos: Arteriosclerose. antidiarreico. Outros nomes populares: Alcachofra-hortense. diabetes. Nome popular: Alcachofra. Isso porque o que se chama de "flor" na planta é. etc.

Mariana Rodrigues. na falta de apetite. Modo de usar: O alecrim pode ser usado na forma de xarope com o suco das folhas frescas ou a infusão das folhas secas. nos problemas respiratórios. cicatrizante. Na cicatrização de feridas e na indústria de cosméticos. (Leonardo Antunes)13. Nome científico: Rosmarinus oficinalis. Eduardo Oliveira. Nome popular: Alecrim. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Thayná Nascimento. estimulante. como cardiotônico. 12 13 Alunos da 7ª D Turma 2009 Aluno da 8ª Série B. para azia estomacal. Usos: Como estimulante digestivo. cardiotônico. Flores e Frutas Projeto de Ciências 15 ALECRIM [(Alan Serbai. O alecrim adora crescer à beira-mar e em lugares solados.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Nicolas Maciel)12. Parte usada: Folhas e ramos. Descrição da planta: É uma planta de origem mediterrânea cujo arbusto pode alcançar até um metro e meio de altura. Naomi Mayer. Milena Nunes)14] Resumo: O alecrim é uma planta medicinal que também tem seu uso recomendado na culinária para temperar carnes e aromatizar vinagres e óleos. cicatrizante. rosmarino. digestivo. combate o desânimo e aromatizante. PM Felippe de Sousa Miranda” . Para feridas externas usa-se a tintura de folhas secas no álcool de cereais ou na aguardente e na forma de pó das folhas secas. (Danielle Tomio. erva da recordação. 14 Alunas da 8ª série D. no cansaço físico e mental e nos casos de hemorróidas. São muitas as variedades de Alecrim. podendo ter porte maior ou menor e cores diferentes nas folhas e flores. As hastes do alecrim são lenhosas e as folhas são filiformes. Palavras-chave: antiespasmódico. tônico hepático.Turma 2008. com pêlos finos e curtos. pequenas e sempre verdes na parte superior e esbranquiçadas no verso. Outros nomes populares: Alecrim-de-jardim. Propriedades terapêuticas: Antiespasmódico. Tuma 2008.

Propriedades terapêuticas: Diurética. manjericão-de-folha-larga. Modo de usar: Infusão das folhas e sementes. antiespasmódica e antibiótica. vômitos. caldos de peixe. Victoria Requião)15. halitose. Outros nomes populares: Alfavaca-cheirosa. náuseas. Guilherme Luis de A. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Nome popular: Alfavaca.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Palavras-chave: Antiespasmódica. além de planta medicinal. (Rodrigo A. A alfavaca silvestre é uma variedade brasileira do manjericão nativo da Índia. Juliano Justi. erva-real e remédio de vaqueiro. Turma 2008. Nome científico: Ocimum Basilicum. dores de garganta. flatulência. Gonçalves)16] Resumo: A alfavaca é uma planta medicinal cujas folhas são muito utilizadas como temperos e. A erva cresce sozinha em hortas domésticas nas pequenas cidades do país. Descrição da planta: A Alfavaca. devido às suas flores é bastante apreciada como planta ornamental. Na culinária é usada em molhos. tosse. Turma 2008. que podem ter as mesmas aplicações. queda de cabelo. Existem no Brasil duas outras espécies similares: o alfavacão ou alfavaca-cravo e a alfavaca cheiro-de-anis. 15 16 Alunos da 8ª série A. antibiótica. que quer dizer "cura tudo". manjericão-grande. e aftas. Rodrigues. PM Felippe de Sousa Miranda” . Alunos da 8ª série D. O substantivo alfavaca deriva do árabe albahaqa. Usos: Má digestão. diurética. doenças dos intestinos e rins. Lucas Machado. hipotensor. febre. falta de leite materno. Parte usada: Folhas e sementes. sopas. frango e para substituir o manjericão comum e o louro. é também apreciada como planta ornamental devido as suas flores. Lucas Inocêncio. tuberculose pulmonar. referência às qualidades terapêuticas de todas as variedades de manjericão. Flores e Frutas Projeto de Ciências 16 ALFAVACA [(Camila Paris.

anti-inflamatória. depurativa. 17 18 Aluna da 8ªD. Nome científico: Prunus domestica L. resfriados e com êxito nas afecções febris do estômago e do intestino. Os frutos variam de forma. e industrializada sob diversas formas. PM Felippe de Sousa Miranda” .Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Parte usada: Frutos. citaremos as propriedades comuns a todos os tipos de ameixas. irritações nas vias respiratórias. e desintoxicante. Flores e Frutas Projeto de Ciências 17 AMEIXA [Caroline da Silva17. A primeira colheita ocorre três a quatro anos após o plantio no campo. Nome popular: Ameixa autêntica ou doméstica. Propriedades terapêuticas: Laxativa. Ameixa-japonesa. preta etc. Turma 2009. Como todas apresentam alto valor nutritivo como vitaminas. japonesa. Ferro e Fósforo. tamanho e cor em função de variedades e híbridos. Descrição da planta: A ameixeira é uma planta originária de clima temperado. as mais conhecidas são encontradas nas cores vermelha. Turma 2009. diurética. As gemas floríferas podem produzir 3 a 5 flores de pétalas brancas. Usos: Medicinalmente é empregada contra constipação. desobstruente. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. juntamente com a água.. amarela e roxa. Alunos da 8ª série B. Ameixa-preta. Palavras-Chave: Ameixa autêntica. Tem porte médio e suas folhas são caducas. Modo de usar: In natura. Os ramos contêm gemas floríferas e vegetativas. Hashimoto. Nêspera. Ciruelo. Lopes) 18] Resumo: Dentre as mais de 100 variedades de ameixas existentes. Alvaro Luiz P. cor verde-clara a verde-escura. Para prisão de ventre colocam-se as ameixas secas de molho em um copo de água à noite para serem ser ingeridas em jejum. tosse. Outros nomes populares: ameixa-européia. As variedades cultivadas no Brasil são da ameixeira japonesa cujas folhas são lisas. Cálcio. (Lucas R.

Método de preparação no qual o produto é fervido em água. 19 20 Alunas da 8ª série A.. emoliente. Turma 2008. diurética. Chamam-na tricolor porque possui duas pétalas de cor violeta. eczemas. Parte usada: A planta toda. Compressas de gaze embebidas em uma infusão da planta. É encontrada às vezes em abundância nos campos e prados. Palavras-chave: Anti-inflamatório. depurativa. infecções cutâneas. antitumoral e laxante. Modo de usar: As folhas secas pulverizadas ou misturadas com mel até formarem uma pomada. nervosas e icterícia. flor-da-trindade. algumas tricolores ou com manchas escuras no centro. debilidade nervosa. Apresenta caule verde flexível e ramificado.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. afecções do sangue. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. doenças cardíacas. aplicadas sobre as feridas.Tatiana de Farias Meurer)19 Resumo: O amor-perfeito é uma planta medicinal cujas propriedades terapêuticas são empregadas desde os tempos remotos no tratamento de infecções cutâneas e para prevenir dores de cabeça e enjôos. Propriedades terapêuticas: Anti-inflamatória. estimulante. Nome científico: Viola tricolor L. Nome popular: Amor-perfeito. oblongas. Decocção20 e ou o chá em infusão. úlceras. Outros nomes populares: Violeta-tricolor. folhas opostas de bordas denteadas e pecíolo longo e flores achatadas de perfeita simetria em diversas cores. dentadas. expectorante. cansaço. infecções cutâneas. Suas folhas são verdes. Flores e Frutas Projeto de Ciências 18 AMOR-PERFEITO (Rakel Dresch Ogg. Usos: Cicatrização de feridas. enjôos. violeta-de-três-cores. Descrição da planta: O amor-perfeito é uma planta herbácea de até 25 cm de altura. duas amarelas e uma pétala branca. Colhe-se a planta na primavera. soporífica. PM Felippe de Sousa Miranda” .

Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Flores e Frutas Projeto de Ciências 19 AMORA [(Caio Schinemann. Nome científico: Morus nigra. Mas pode ser indicada tanto no controle de hemorragias e da pressão arterial quanto para o feitio de geléia. Usos: A utilização da amora é variada. Muito usada popularmente como repositor hormonal. quando maduros. alivia a diarréia. Modo de usar: Os frutos da amoreira podem ser consumidos in natura. saborosa e medicinal: ela é rica em vitamina A e C. A amora é uma fruta altamente nutritiva de sabor doce e um pouco ácida. 21 22 Alunos da 8ª A. Alunos da 8ª série C. antioxidante. PM Felippe de Sousa Miranda” . Parte usada: Fruto. diarréia. Propriedades terapêuticas: Adstringente. A coloração de seus frutos varia de acordo com a espécie à qual pertencem conforme seu grau de maturação. Samuel Luiz) 22] Resumo: A amora é uma fruta de origem asiática que se adaptou muito bem no Brasil. Descrição da planta: A amoreira é uma árvore nativa das regiões temperadas e subtropicais da Ásia. gerada a partir do agrupamento de vários e minúsculos frutos que se unem formando uma polpa rica em água e açúcar. bombons e glacê. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. perto de 300. Nome popular: Amora. doce. com polpa vermelho-escura comestível. sorvete. Turma 2009. É uma fruta doce com pouca acidez. As amoras são frutos pendentes. Palavras-chave: Fruta medicinal. vitamina C. África e América do Norte. Existe um número elevado de espécies dentro do gênero. industrializados ou ter a polpa congelada para eventuais usos. quase preta. Todas as amoras são ricas em vitamina C e caracterizam-se por sua forma típica. Walachi) 21 (Guilherme Lino. Bianca M. sendo a maioria das espécies do gênero asiática. suco. de coloração vermelho-escura. Turma 2009. Gabriel Karvat.

Descrição da planta: É um subarbusto muito cultivado nos jardins. Pode ser usada também para lavar feridas e como repelentes. ruta-de-cheiro-forte. Modo de usar: Uso externo: para as dores de cabeça são colocadas folhas frescas que dispostas sobre a testa aliviam a dor. Parte usada: A planta toda. Outros nomes populares: Arruda-doméstica.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. vermífugo. a arruda pode causar hiperemia dos órgãos respiratórios. vômitos. Para matar piolhos.Evelyn Marovski24] Resumo: A arruda é uma planta medicinal cuja fama se dá pelos seus "poderes" contra o mau-olhado e outras vibrações negativas. Uso interno: sob supervisão médica usa-se o chá das folhas em infusão Observação: Em grande quantidade. sonolência e convulsões e pode provocar fortes hemorragias. de cabeça. lavar feridas. Usos: Para aumentar a resistência dos vasos sangüíneos. Flores e Frutas Projeto de Ciências 20 ARRUDA [(Heloise Kienen. restabelecer ou aumentar o fluxo menstrual. cefaléia. mau-olhado. Cresce até. um metro de altura. Propriedades terapêuticas: Emenagogo. combater sarnas. combater os vermes. Nome popular: Arruda. por causa das folhas aromáticas. PM Felippe de Sousa Miranda” . Taiane Soares. aliviar dores reumáticas. Nome científico: Ruta graveolens. Maria Laura Wuicik) 23. As flores também são pequenas e de coloração amarelo-esverdeada. Apresenta haste lenhosa e ramificada desde a base com pequenas folhas verde-acinzentadas e alternadas. calmante. Palavras-chave: Arruda. em todo o mundo. defesa contra o escorbuto e como calmante. Turma 2008 Aluna da 8ª série B Turma 2009 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. hemorragia interna. mais ou menos. ferve-se 20 gramas em 1 litro de água. Marina Belo. 23 24 Alunas da 8ª série D.

Palavras-chave: Antioftálmica. Luiz Miguel N°29. centro oeste e nordeste de preferência. eczemas. erisipelas. Propriedades terapêuticas: Antioftálmica. Das folhas é extraída uma substância gelatinosa que é engarrafada ou incorporada em vários produtos. e tem uma infinidade de aplicações. A babosa é uma planta Liliácea medicinal semelhante ao ananás. Modos de usar: Externamente usa-se a polpa. como remédio caseiro. Adriele N°01. vulnerária. Parte usada: Polpa. aloés. anti-helmíntico e purgante. de flores amarelas. 25 Alunos da 7ª E Turma 2009 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. para casos de intestino preso e baixa absorção de nutrientes. retites hemorroidais e queda do cabelo. É utilizada para regular o trânsito intestinal. caraguatá. Flores e Frutas Projeto de Ciências 21 BABOSA (Felipe Cordeiro N°14. grossas. No Brasil encontra-se no sul. a seiva e as folhas. Outros nomes populares: Erva babosa. Usos: É indicada no combate a oftalmia. seiva e folhas. tônico estomáquico. Nome popular: Babosa. para curar feridas. A planta é comum. na parte superior. laxativo. queimaduras. suculentas. PM Felippe de Sousa Miranda” .Manual de Plantas Medicinais: Ervas. cheios de pequenas sementes. Os frutos são ovóides. Do centro da planta sai uma vergôntea que se cobre. Atenção: o uso interno só deve ser feito sob supervisão médica. Tem cheiro forte. como produto natural manufaturado. orladas de espinhos em serrilha. fácil de obter e de preparar para ser usada. Descrição da planta: A Babosa é uma planta naturalizada no norte da África. parecidas com as angélicas. Bruno Guidini N°07) 25 Resumo: A Babosa é uma das plantas com maior fama e utilização. vulnerária. As folhas são quase triangulares. anti-helmíntico. Nome oficial: Aloe vera L. Chen-Chin N°09. mas de porte menor.

sorvetes e diversos tipos de sobremesas. que na prática funcionam como masculinos e femininos. lactígena. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. As flores dispõem-se numa espiga terminal. assada ou na forma de vitamina com leite e mel ou canela. além de ter um grande complexo vitamínico na alimentação. pois. Industrializada. nutrientes. antianêmica. Nome popular: Banana. calmante. Indicada aos esportistas para combater dores pós-treinamento. É uma das frutas com mais nutrientes e alta concentração de potássio. Funcionamento dos sistemas imunológico e nervoso. 28 Pseudocaule. Magnésio. no combate a diarréia infantil e como elemento dietético. Modo de usar: In natura. Na cicatrização de feridas. também tem suas propriedades medicinais que auxiliam na prevenção e combate de algumas doenças. Flores e Frutas Projeto de Ciências 22 BANANA Ana Karolyne Rodrigues 26 Resumo: A banana é um fruto com qualidades e aplicações extraordinárias. Rizoma. PM Felippe de Sousa Miranda” . mas neste artigo apresentaremos as propriedades medicinais das bananas em geral. Nome científico: Musa paradisíaca. Usos: Reposição de minerais essenciais a saúde corporal: Ferro. no metabolismo das gorduras e açúcares. Potássio e Cálcio. proteção contra o câncer. com glomérulos androgínicos. Turma 2008. antíanêmica. Outros nomes populares: Não foram encontrados. Existem mais de 40 espécies de bananas. Processada em musses. Parte usada: Fruta. dos músculos e coração.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. BOLDO-DO-CHILE 26 27 Aluna da 8ª F. Propriedades terapêuticas: Antidiarréica. Palavras chave: Antidiarréica. em torno do chamado "coração" da bananeira. Descrição da planta: As bananeiras são originárias do sudeste da Ásia e caracterizam-se por um caule suculento e subterrâneo27 cujo "falso" tronco28 é formado pelas bainhas sobrepostas das folhas.

comestíveis e sabor agradável. diarréia. do Prado. hepatoprotetora. Principalmente age positivamente em problemas de pedra na vesícula biliar e problemas de fígado. da silva) 29 (Gustavo H. hepatoprotetora. estimulante biliar. Flores e Frutas Projeto de Ciências 23 [(Fernando S. pode causar irritação gástrica. se for usado por longos períodos. Propriedades terapêuticas: Desintoxicante. Rean G. decocção das partes duras dos vegetais ou maceração das folhas em um copo d'água. mas com contra-indicações diferentes. Modo de usar: Infusão das folhas. nativa da região dos Andes do Chile e Peru. Nome popular: Boldo-do-chile. digestiva. hepática. Wosniacki. dispepsia. de crescimento lento. cólica. G. hepatite. boldo. estimulante. digestiva. pode atingir mais de 10 metros de altura. diurética. flatulência. Valente. é originário da África. Nome científico: Peumus boldus Molina. Bruno. Descrição da planta: Boldo-do-chile é uma árvore arbustiva. E. Turma 2008 Alunos da 8ª série A. Sugi. Henrique S. PM Felippe de Sousa Miranda” . de Oliveira) 30] Resumo: O Boldo-do-chile é indicado para inúmeras situações. BORRAGEM 29 30 Alunos da 8ª série D. cálculo biliar. Turma 2008 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. estomáquica. Produz pequenos frutos redondos e esverdeados. Outros nomes populares: Boldo-verdadeiro. Este. Usos: Afecções do fígado e da vesícula. Cotovicz. prisão de ventre.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. apresenta folhas aveludadas e flores azuladas e. O Boldo-do-chile é atualmente cultivado em vários países como Itália. digestão. É comumente confundido com o Boldo-da-terra ou de jardim (Coleus barbatus) arbusto de propriedades medicinais semelhantes. Pablo A. hepatotônico. Brasil e norte da África. Jefferso R. Alexon A. Parte usada: Folhas. possui folhas grossas de sabor amargo que resistem a verões secos e invernos frios e chuvosos. Palavras-chave: Depurativa. prevenir icterícia.

O seu cultivo é feito principalmente para a produção de sementes.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. nitrato de potássio e em sais minerais. menopausa. Luís Leopoldo Oliveira. Suas folhas também são comestíveis e têm sabor parecido com o pepino. para reumatismo. borragem é utilizada por seu efeito anti-inflamatório e diurético. ou secas são usadas como furúnculos. Turma 2008. transtornos menstruais . Descrição da planta: É uma planta medicinal. de cultivo anual. a tempero e as flores como aromatizantes. Ninniver M. puras ou misturadas com outras ervas.TPM. como temperos e as flores como aromatizantes. Como fitoterápico. Parte usada: Folhas. Propriedades terapêuticas: Possui propriedades anti-inflamatórias. Outros nomes: Borrage. As folhas frescas ou secas são consumidas como saladas. afogadas são usadas no recheio de pastéis. Flores e Frutas Projeto de Ciências 24 (Anna Luiza Lino. A planta é rica em mucilagem. Kimberly Batista. Usos: Afecção das vias respiratórias. Nome científico: Borago officinalis. herbácea anual que cresce em terras ricas em azoto. 31 Alunos da 8ª série E. Valascki)31 Resumo: A Borragem é uma planta medicinal. usa-se também o chá das folhas quando filtrado. reumatismo. caule. anti-inflamatório. borracha-chimarrona e foligem. borracha. que tem como características mais marcantes a camada de pêlos que cobre toda a planta. para condimentar alimentos cozidos. PM Felippe de Sousa Miranda” . É um medicamento natural pode ser encontrado também em farmácias de manipulação. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. pétalas. dermatites. sementes. Suas folhas frescas Modos de usar: Usa-se o óleo extraído da semente. aliviar tumores. Palavras chave: Inflamações. atua no alivio de várias dores relacionadas às inflamações e de igual maneira nos tumores. Nome popular: Borragem.

em forma de refresco ou licor. cultiva-se o cacau sob sombra de árvores da Mata Atlântica ou com outras árvores de valor econômico. manteiga de cacau. o cacaueiro incide numa grande riqueza do estado da Bahia. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. árvore-da-vida. Flores e Frutas Projeto de Ciências 25 CACAU Larissa Fernanda Alves Cardoso32 Resumo: O cacau. Nome científico: Theobroma cacao L. doces e geléias. cacau e chocolate. Descrição da planta: O cacaueiro é uma planta tropical. Palavras-chave: Alimento energético. vasodilatadora. cultivado em aproximadamente 29 mil propriedades. é um dos cultivos tropicais mais importantes do mundo do ponto de vista socioeconômico. é empregado nas fraquezas orgânicas e no esgotamento físico. Turma 2008. diurético. diurética. PM Felippe de Sousa Miranda” . nas asperezas da pele causadas pelo frio e nas rachaduras dos lábios e dos bicos dos seios. estimulante do SNC e do coração análogos às da cafeína. Parte usada: Fruto. Nome popular: Cacau. combate as nefrites. Das sementes faz-se o chocolate caseiro e da polpa. nas Américas. chocolate. 32 Alunos da 8ª série D. Outros nomes populares: Cacau-da-bahia. No Brasil. Propriedades terapêuticas: Emoliente. licores. em área de 559 mil ha. Modo de usar: Os frutos são consumidos in natura. estimula as funções do aparelho urinário. encontrada em seu habitat. ataques anginosos. Nesta região.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. explorado quase que exclusivamente para fabricação de chocolate. estimulante. Na indústria são produzidos: vinho. ecológico e medicinal. Usos: Utilizado nas convalescenças como alimento energético.

constipação. Possui tronco com casca acinzentada e rugosa. Nome popular: Café. Existem mais de 103 espécies e é largamente cultivado em países tropicais. Palavras Chaves: Café. Vilão no passado. PM Felippe de Sousa Miranda” . Java. cultivo e variedade. 33 Alunas da 8ª série B. hepatoprotetor. variando em função do tipo de solo. fadiga. produzido a partir dos grãos torrados. coloração verde-escura e brilhantes na face superior. seguido pelo Vietnam e Colômbia. café-expresso. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Turma 2009. febrífugo. Julia Trancoso) 33 Resumo: Dentre todos os alimentos e bebidas consumidas na atualidade. de acordo com as fases de maturação. sobremesas. Suas flores são brancas e cheirosas e seus frutos são ovóides. moídos. intoxicação por drogas. enxaqueca. Nome cientifico: Coffe arabica. o café se tornou o mais importante do planeta. Fernanda Hauptmann. antioxidante. semente. Parte usada: Sementes secas. Flores e Frutas Projeto de Ciências 26 CAFÉ (Verônica Hiller. Usos: É consumido como alimento e para diminuir os sintomas da asma. colocados em água quente e filtrado. o café é agora apreciado como um hábito saudável e recomendado para o ser humano. folhas simples. O Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café. Modo de Usar: Em forma de chá quente ou gelado. licores. sorvetes. bebida estimulante. obesidade. Outros nomes populares: Café-árabe. estimulante. As sementes para consumo são torradas e moídas. nascendo verdes e passando a vermelho e depois preto. Descrição da Planta: O cafeeiro é uma árvore de 4 a 10 m de altura. dores e paralisia. da infância a velhice. e o seu principal princípio ativo é a cafeína.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Propriedades terapêuticas: Antisséptico. O café também é industrializado em inúmeros produtos como doces.

baixar colesterol e triglicerídeos. Usos: No combate a diabetes. O suco feito de seu pedúnculo ou pseudo-fruto. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Flores e Frutas Projeto de Ciências 27 CAJU Amanda D. É muito usado como suplemento nutritivo. infecções. disenterias. Vilani34 Resumo: O caju é uma fruta que pode ser utilizada tanto como alimento in natura. Nome popular: Caju. Nome científico: Anacardium occidentale L. acaju-açú. feridas. puro e adoçado.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. caseiros e industrializados e como medicamento auxiliar no tratamento de várias doenças como diabetes. suplemento nutritivo. que é o verdadeiro fruto. suplemento nutritivo. que é suculento. sucos e sorvetes. Descrição da planta: O cajueiro é uma árvore do norte e nordeste do Brasil. Como suplemento nutritivo nos regimes de emagrecimento deve-se consumir pequenas quantidades de sementes torradas 1 hora antes das principais refeições. e algumas exceções podem chegar a 20 metros. caju-de-casa. atinge entre 5 e 10 metros de altura. sucos e sorvetes. infecção da garganta. etc. disenterias. Parte usada: Fruto (castanha). disenterias. depois de torrada. Para baixar o colesterol e triglicerídeos do sangue deve-se consumir 5 a 6 amêndoas diárias. diarréias. cajueiro. perfumado e muito saboroso. infecção da garganta. diarréias. carnoso. é um saudável tônico refrigerante. com a cor variando entre o amarelo e o vermelho. Palavras-chave: Alimento. Modos de usar: Como alimento in natura ou na preparação de doces caseiros. Propriedades terapêuticas: Diabetes. feridas. na preparação de doces. infecção da garganta. PM Felippe de Sousa Miranda” . com troncos tortos e pequenos. baixar colesterol e triglicerídeos. Turma 2009. Falso fruto. acajuba. é comestível e muito apreciada. A castanha-de-caju. diarréias. O fruto do cajueiro não é fruto. Outros nomes populares: Anacardo. CALÊNDULA 34 35 Aluna da 8ª série F. e sim pseudo-fruto 35.

Manual de Plantas Medicinais: Ervas. feridas e inflamações da mucosa bucal e da garganta. afecções nervosas. assaduras. Outros nomes populares: Maravilha. anti-inflamatória. cicatrizante. verrucária. As sementes são espalhadas pelo vento e germinam com muita facilidade. Pode ser usada também na forma de ungüentos. cicatrizante. Flores e Frutas Projeto de Ciências 28 Marcelo Cavalli36 Resumo: A Calêndula é uma flor medicinal que pode ser usada como antisséptico e cicatrizante de primeira ordem. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Esta planta tem aplicações medicinais. principalmente evitando infecções em ferimentos e escoriações. antiabortiva. alergia. Palavras-Chave: Antialérgica. CAMOMILA 36 Aluno da 8ª série B. cosméticas. PM Felippe de Sousa Miranda” . exercendo excelente ação cicatrizante. antiespasmódica. Existe uma extensa variedade destas plantas que florescem com as cores mais variadas. afecções da pele. malmequerdo-campo. aftas. nascem em qualquer sítio desde que tenham sol e umidade. pode ser aplicada diretamente em ferimentos diversos. As flores da calêndula abrem durante o dia e fecham-se à noite. antisséptica. pomadas. Nome científico: Calendula officinalis L. calmante. malmequer-amarelo. malmequer. e culinárias. Turma 2009. banhos e cataplasmas. Modos de usar: Flores e folhas da calêndula são usadas para fazer: pomada e tintura. Propriedades terapêuticas: Adstringente. folhas e caules. artritismo. assaduras. analgésica. Parte usada: Flores. Descrição da planta: A calêndula é mais uma planta que tem lugar nos nossos jardins. Nome popular: Calêndula. antialérgica. A tintura. Usos: A calêndula é usada para curar abscessos do estomago. gastrite. antiviral. diluída com água destilada ou fervida.

Suas flores miúdas. antibiótica. Borges. do Nascimento. banhos calmantes e relaxantes. Nome popular: Camomila. medicamento. Gabriel L.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Descrição da planta: A camomila é uma planta herbácea anual que alcança. aromática. camomila-vulgar. anti-inflamatória. enjôos. Vinicius H. nervosismo. (Naire C. de Lima )37. Parte usada: Inflorescências. insônia. Camila T. Fernanda de S. digestiva. de Lira. Bruna F. ansiedade. Nome científico: Matricaria chamomilla. mas adapta-se bem em qualquer tipo de terreno desde que o clima não seja muito quente. dos Santos)39. Viana. Turma 2008. (Victoria Requião)38. macela-nobre. e acalmá-los para que durmam. 39 Aluna da 8ª série D. Ziak. laxante. prisão de ventre. Inalar o aroma do chá de camomila relaxa corpo e mente. (Ana P. de 30 a 50 cm de altura. cosmético. aliviar cólicas. Aluna da 8ª série A. Para fazer compressas. Outros nomes populares: Camomila-comum. 40 Alunas da 8ºA Turma 2008. exalam um perfume delicado que lembra maçãs. Para aliviar queimaduras. prefere clima ameno. Modo de usar: Compressas ou chás. Propriedades terapêuticas: Antialérgica. cicatrizante. e aliviar dores. Palavras-chave: Medicinal. Turma 2009. cólon irritável. em média. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. inflamações da pele em geral. através de seu chá digestivo e sedativo. A erva é cultivada há muito por suas propriedades medicinais e para enfeitar canteiros e vasos. clareadora. semelhantes às margaridinhas brancas com o miolo amarelo. Ferreira)40] Resumo: Delicada e ornamental. PM Felippe de Sousa Miranda” . Originária da Europa. inflamações da boca e garganta. Usos: Para higienizar bebês. sudorífera. suavizar a pele. Turma 2009. a camomila ainda apresenta propriedades aplicadas nos ramos da medicina. cólicas intestinais e menstruais. calmante. etc. sedativa. CÂNFORA 37 38 Alunos da 7ª D. O caule é ramificado e suas folhas bem recortadas. Flores e Frutas Projeto de Ciências 29 [(Barbara S.

Multiplica-se facilmente pela divisão das touceiras. Como cataplasmas. Simon. PM Felippe de Sousa Miranda” . o capítulo. tinturas. em solo fértil. CAPIM-CIDREIRA 41 Alunas da 2ª série B. compressas ou em infusões para inalação dos vapores desprendidos. feridas. Modo de usar: Seu uso deve ser apenas externo: em pomadas. verde-acinzentadas e ricas em óleos essenciais e aromáticos. No Brasil temos a Artemisia camphorata que apresenta folhas recortadas. As folhas de amargo sabor. Nome popular: Cânfora de Jardim. macelinha canforada. As regas devem ser regulares. Gabriela Stainzack)41 Resumo: A verdadeira cânfora (Cinnamomum camphora) é de origem Asiática e tem porte arbóreo. anti-inflamatória. calmante. picadas de insetos. Turma 2009. contusões e hemorragia uterina. compressas e fricções recomenda-se seu uso 4 vezes ao dia. Parte usada: Folhas. Outros nomes populares: Canfrinho. picadas de insetos. Propriedades terapêuticas: Analgésica. descongestionante e antirreumática. leve e enriquecido com matéria orgânica para uma boa produção. Nome científico: Artemisia camphorata. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Liberato. Carem Caroline M. Descrição da planta: São plantas de pequeno porte. picada de insetos. Usos: Usa-se a cânfora geralmente para dores musculares. antirreumática. Usa-se também com álcool para dores musculares. feridas. porém não tolera o encharcamento. Flores e Frutas Projeto de Ciências 30 (Ana Carolina L. Palavras-chave: Contusões. distúrbios neurológicos e cardíacos. as flores sempre reunidas em inflorescência característica. distúrbios neurológicos e cardíacos. contusões e hemorragia uterina. sedativa. Deve ser cultivada a pleno sol. Gabriela de Moura.

etc. Capim-Cheiroso. Descrição da planta: O Capim-cidreira é uma planta perene. É uma planta nativa do Brasil. CidreiraVerdadeira. existindo em outros locais dentro do planeta. Alunas da 8ª E . Mariane B. Michalizen . As folhas. Usos: Usada para combater suor e gases intestinais. Modo de usar: Utilizam-se as folhas em infusão. PM Felippe de Sousa Miranda” . Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Capim-Joça. Cidrão. CAQUI 42 43 Aluno da 8ª série B . aplicações medicinais semelhantes. sedativa e calmante leve.Thabatta L. aplicações medicinais semelhantes. expectorante. Nome científico: Cymbopogon citratus. Cidreira. L. são de cor verdeclara. As inflorescências são do tipo espiga. Os compostos do seu óleo essencial são semelhantes aos da erva-cidreira e tem. lisas ou pregueadas. Citronela-Falsa. porém não deve ser confundido. Flores e Frutas Projeto de Ciências 31 [(Renan B. 44 Em moita. diurética. Palavras-chave: Calmante. Nome popular: Capim-cidreira. Parte usada: Folhas. Propriedades terapêuticas: Erva diurética. Turma 2008. (Naire Cardoso de Lira . Polak)42. por isso. Capim-santo.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Turma 2008. do Pará até o Rio Grande do Sul. Capim-Cidrão. Bruna Rogofski. densamente cespitosa44. O Capimlimão é uma planta herbácea da família das gramíneas e a erva-cidreira é da família da menta e da hortelã. com rizomas e colmo. cujos compostos do seu óleo essencial são semelhantes aos da erva-cidreira e por isso. Marcondes)43] Resumo: O capim-cidreira é uma planta usada na medicina popular. Outros nomes populares: Capim-Limão.

Usos: Na prevenção de doenças que se instalam lentamente. chegando a atingir a maturidade por volta de 7 a 8 anos. Fonte de Cálcio. Nas manifestações de acidez e dores do estômago. levemente achatados. algumas variedades possuem tendência de produção de frutos partenocárpicos47 de formatos esféricos. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Quanto à frutificação. unhas. Fósforo e Sódio. câncer e aterosclerose. Turma 2009. cuja coloração varia do amarelo-claro ao roxo-escuro. Propriedades antioxidante. Outros nomes populares: Caqui do mato. Palavras-chave: Antioxidantes. possuindo copa arredondada e ramificada. Nome popular: Caqui. problemas intestinais e as enfermidades das vias respiratórias. fruta milenar. Amanda Queiroz. como diabetes. que gosta de climas temperados. remineralizante. Parte usada: Fruta.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. e para retardar o envelhecimento. fonte de Cálcio. problemas intestinais. mas se deu bem no Brasil. é muito saborosa. Marcela Peres) 46 Resumo: A pesquisa traz o estudo das propriedades do caqui. 47 Não possuem sementes. olhos. cabelos e defesa do organismo. de origem asiática. Nome científico: Diospyros kaki L. Contra infecções do fígado. Flores e Frutas Projeto de Ciências 32 [Gabriel Chaves45. Apresenta um desenvolvimento inicial lento. Rica em vitaminas A e C. Gabriela Oish. Modo de usar: In natura ou a polpa cozida com água em um pouco de mel na forma de xarope. Eficaz contra a arteriosclerose. mas possuindo uma durabilidade de dezenas de anos. CARAMBOLA terapêuticas: Alcalinizante. possui ação sobre os dentes. PM Felippe de Sousa Miranda” . (Anna Zanetti. antidisentérica e 45 46 Aluno da 8ª série C. Turma 2009 Alunas da 8ª série A. No alívio das câimbras. Descrição da planta: O caquizeiro é uma planta de porte arbóreo que pode atingir até 12 metros de altura.

é muito apreciado. tendo sido aclimatada no Brasil. pode-se observar a forma de uma estrela pentâmera. Outros nomes populares: Caramboleira. O fruto. sucos e compotas. B2. toma-se o suco da fruta. antidiarréica. A fruta é consumida in natura ou usada na fabricação de geléias. antidesintérico. Parte usada: Fruto. vermífuga. quando maduro. Flores e Frutas Projeto de Ciências 33 (Carolina A.C. Descrição da planta: A caramboleira é uma árvore ornamental e frutífera. Para eczemas. Palavras-chave : Caramboleira. muito apreciada no mundo todo.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. caramboleiro. diarréias e verminoses. come-se o fruto. da silva. Bornancin. camerunga. tornando-se amarelos quando maduros. As inflorescências são muito decorativas e apresentam pequenas flores róseas. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. afecções dos rins e bexiga. além de fósforo e potássio. sorvetes e como ingrediente para coquetéis de sabor tropical e refrescante. Como vermífugo e para baixar a febre. Carolina F. Maria Eduarda R. Suas sementes são marrons e pequenas. é originária da Índia. Nome científico: Averrhoa carambola. Modo de usar: In natura ou na forma de geléias. PM Felippe de Sousa Miranda” . uma fruta tropical de aparência e sabor exótico. Nome popular: Carambola. adstringente. antiescorbútica. Ao corte transversal das carambolas. Costa)48 Resumo: A carambola é uma fruta originária da Índia. doces. caldas. 48 Aluna da 8ª F. A Caramboleira. que dá origem a carambola. de cor verde ou amarela e sabor agridoce. Os frutos comestíveis são muito brilhantes e de coloração esverdeada. Usos: No combate ao escorbuto. sucos. C. pequena árvore da família das Oxalidáceas. B1. Propriedades terapêuticas: Febrífuga. Turma 2009. A carambola é uma fonte rica em sais minerais e vitaminas A. antiescorbútico. compotas.

quina-de-condomiana. iguape. responsáveis pela fotossíntese da planta. anemias. antipiréticas. onde forma pequenas moitas arredondadas e compactas. auxilia no emagrecimento e no controle da diabetes. Pode ser plantada em vasos e jardineiras. vinho. carque. compressas. Borges)49 Resumo: A carqueja é uma planta ideal para canteiros de jardins. assim como em canteiros adubados. Guilherme Augusto M. diuréticas. gargarejo. Nome popular: Carqueja. hepático. É muito utilizada em chás emagrecedores e no chimarrão gaúcho. PM Felippe de Sousa Miranda” . além de interessante no paisagismo pelo seu aspecto diferente. antianêmicas antiasmáticas e antibióticas. ou compressas localizadas. tinturas. Banhos parciais ou completos. extrato fluido. diurético. vermífugas. Outros nomes populares: Cacália-amarga.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Multiplica-se pela divisão das touceiras. afecções da pele. carqueja-amarga. Junior. digestivas. Pelo seu gosto amargo. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Turma 2008. Flores e Frutas Projeto de Ciências 34 CARQUEJA (Adriano Pereira V. carqueja-domato. Propriedades terapêuticas: Colagogas. elixir. sementes ou estacas. carquejinha. Usos: Diabetes. 49 Alunos da 8ª série D. Nome científico: Baccharis Trimera. As flores são branco-amareladas e surgem em pequenos tufos na primavera e verão. hepatoestimulantes. descontínuas e verdes. Descrição da planta: A carqueja é uma erva espontânea em terrenos baldios e pastos. decocto. xarope. laxantes. Ela não possui folhas verdadeiras e suas hastes são ramificadas e apresentam asas membranáceas. obesidade e sobre peso. alterações hepáticas vesícula biliar. Com efeito diurético. pois cresce formando tufos espessos. A carqueja é muito rústica e de fácil cultivo. sendo por muitas vezes considerada daninha. Palavras-chave: Digestivo. a medicina popular recomenda-a para combater problemas digestivos e hepáticos. Modo de usar: Infuso. Parte usada: Hastes.

doces e sorvetes e como ingredientes de inúmeras receitas de salgados. para as moléstias crônicas do fígado. Jorge Luiz Assis)50 Resumo: A Castanha-do-pará é a semente da castanheira do Pará. Gabriel Batista. usam-se as sementes esmagadas. energizante. árvore típica do do norte do Brasil e um dos principais produtos de exportação da Amazônia. 50 Alunos da 8ª série B. ultrapassando isso em alguns casos o diâmetro do seu tronco retilíneo em geral varia entre 100 e 180cm. Parte utilizada: Castanha. hepatite. tocari. Propriedades terapêuticas: Antioxidante. castanha juviá. Descrição da Planta: A castanheiro-do-pará é uma árvore nativa emergente da Floresta Amazônica. planta medicinal. Turma 2009. Flores e Frutas Projeto de Ciências 35 CASTANHA-DO-PARÁ (Bruno Costa Silva. PM Felippe de Sousa Miranda” .Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Outros nomes populares: Castanha-do-Brasil. Chega a 50m de altura. Possui alto valor protéico e calórico além de ser rica em selênio. cura da anemia. torrada. Nome científico: Bertholletia excelsa Bonpl . Nome popular: Castanha-do-pará. Modo de usar: É altamente consumida in natura. inseticida. Venezuela e Brasil. hidratante. em áreas de terra firme. desnutrição e cauterização de feridas. touca. tucá. radicais livres. Das sementes extrai-se o óleo e para a cicatrização das feridas. daí a sua utilização como planta medicinal. nutritiva. Os frutos da castanheira levam em média 14 meses para a maturação e as proteínas de duas castanhas equivalem a de um ovo de galinha. Palavras-chave: Castanheira. amendoeira-da-américa. É a única espécie do gênero Bertholletia nativa das Guianas. A castanheira ocorre na região amazônica tanto na floresta densa quanto na aberta. Usos: Para evitar a formação de radicais livres. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. emoliente. ou na forma de farinhas.

Mariana Bonato. Usos: São usadas para confecção de doces. geléias. Alexandre Richter)51 Resumo: As cerejas são frutos pequenos e arredondados que podem apresentar várias cores. sobremesas. conservas. A fruta concentra as propriedades curativas desta planta medicinal. PM Felippe de Sousa Miranda” . Nome científico: Phyllocalyx involucratus. araçazeiro. remineralizante. Descrição da planta: Cerejeira é o nome dado a várias espécies de árvore. diurética. Floresce durante os meses de setembro a novembro junto com o surgimento da nova folhagem. compotas e bebidas licorosas. apresentam várias cores. O cultivo da cerejeira é realizado em regiões frias. Os frutos da cerejeira aqui descrita são comestíveis. de polpa bem mais firme. cerejeira-da-terra. como sobremesa. arteriosclerose.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Os frutos amadurecem em outubro-dezembro. sendo o vermelho a mais comum entre as variedades comestíveis. A árvore é extremamente ornamental e pode ser utilizada no paisagismo principalmente na arborização de ruas estreitas e sob redes elétricas. arredondados. Turma 2009. outras produtoras de madeira nobre. A cereja-ácida ou ginja. cereja. Modo de usar: A cereja-doce de polpa macia e suculenta. Outros nomes populares: Cerejeira-do-mato. Nome popular: Cereja. Flores e Frutas Projeto de Ciências 36 CEREJA (Isabela Antunes. bebidas. algumas frutíferas. 51 Alunos da 8ª C. Parte usada: Polpa. é usada na fabricação de conservas. sendo o vermelho a mais comum. licores e também para consumo in natura. Palavras-chave: Alcalinizante. é servida ao natural. antidisentérica e eficaz contra a arteriosclerose. Propriedades terapêuticas: Alcalinizante.

dá para diferenciá-las pelo aroma. Propriedades terapêuticas: insetífugas. estreitas. bactericida.20m de altura. carminativa. Nome popular: Citronela. Apresentam aspecto curvo. Também é usada como planta aromática para fins de perfumaria. Usos: Para curar febres intestinais e distúrbios digestivos. Descrição da planta: A citronela é uma erva perene. Observação: Não confundir com o capim-limão. calmante. Mendes . Pedro Henrique M. e sua essência é utilizada particularmente como repelente de insetos. Rozendo . A inflorescência é em forma de cachos e floresce abundantemente na primavera. podemos encontrar vários produtos de citronela. PM Felippe de Sousa Miranda” .) Rendle. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Parte usada: Folhas. inteiras. A partir desta planta ou matéria prima natural. Luan I. carminativa.80-1. semilenhosos. face superior verde-escura-brilhante e inferior verde-oliva-grisácea. Turma 2009. 52 Alunos da 7ª D. Nome científico: Cymbopogon nardus (L. cremes e loções. Flores e Frutas Projeto de Ciências 37 CITRONELA (Carlos E. dentre outras aplicações. lembrando o eucalipto citriodora. Gabriela Gasperin . com inúmeras raízes fortes. Outros nomes populares: Citronela-do-ceilão. é possível a elaboração de um repelente de insetos seguro para a saúde humana e animal. As folhas são planas. sudorífera. Narcizo. como: velas. lisos. febrífuga. No mercado. Ramon Percicotti Flauzino)52 Resumo: A citronela é uma planta originária do Ceilão e sul da Índia. variando de 0. para afugentar insetos do lar e de grãos armazenados. ápice agudo.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. fibrosas e longas. maciços. cidró-do-paraguai citronela-de-java. com margens ásperas. sudorífera. Modo de usar: Infusão e decocção das folhas ou na forma de óleo essencial. longas. Os colmos são eretos. Embora a aparência seja realmente muito próxima. sendo intensamente aromáticas. apresentando muito boa eficiência. Palavras-chave: Febrífuga. de cor verde-clara e internós longos sobre um rizoma curto. C.

confrei-russo. além disso. reumatismo. Pelo seu alto teor de proteínas (28 a 30%). sais minerais. com nervuras bem visíveis. Nos casos de inflamações. hidratante dermatológico e regenerador celular e hemostático. De fácil cultivo. Palavra-chave: Cicatrizante. ásperas.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. micoses. Descrição da planta: O confrei é uma planta natural da Europa e da Ásia. leite-vegetal. Suas folhas são de formato entre lanceolado e oval. É uma planta herbácea perene que se apresenta como uma pequena touceira. Parte usada: Raízes e folhas adultas. afecções da pele. empregada em cataplasmas. PM Felippe de Sousa Miranda” . Modos de usar: Suas partes mais usadas são o rizoma. conhecida desde o século 20 antes de Cristo. vitaminas e ácido fólico. regenerador. alantoína. Usos: Nos casos de fraturas. colina. É uma planta rústica e de fácil cultivo. é uma planta com comprovados efeitos terapêuticos. resiste à seca e às geadas. dermatites e espinhas. Turma 2008. Nome popular: Confrei. as folhas e as raízes. taninos. muito utilizada para chás caseiros medicinais. tromboflebites. 53 Aluna da 8ª série E. Nome científico: Symphytum officinal L. mucilagens. Contém mucilagens. chegando a quase meio metro de altura. o confrei também é utilizado como planta forrageira. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Outros nomes populares: Consolida. o confrei prefere solos úmidos e cresce o ano todo. A mucilagem viscosa do seu rizoma. alcalóides pirrolizidínicos. forrageira. aumentando a velocidade de recuperação dos ossos. ameniza as dores de queimaduras e acelera a cicatrização de feridas. perfeitamente aclimatado na região Centro-Sul do Brasil. Flores e Frutas Projeto de Ciências 38 CONFREI Stephany Krauser53 Resumo: O confrei é uma ótima forrageira e. língua-de-vaca. sendo grandes na base da planta e menores um pouco na parte superior. Propriedades terapêuticas: Cicatrizante.

Modo de usar: Para manusear os rizomas recomenda-se a utilização de luvas. é indicado para composição de arranjos para eventos. tais como o ambiente seco ou sob baixas temperaturas. turma 2008.61. de folhagem brilhante. lírio-do-nilo. Palavras-chave: Tóxica. desde que muito bem cozido. PM Felippe de Sousa Miranda” . salivação abundante. dificuldade de engolir e asfixia. associar-se ao sagrado e simbolizar a paz. Outros nomes populares: Calla-branca. Pode florescer o ano todo. Coutinho)54 . Parte usada: Rizoma. Aluna da 8ª série B. Dia das Mães e dos Namorados. Descrição da planta: O Copo-de-leite é uma monocotiledônea ornamental. Atenção: A ingestão de qualquer parte da planta pode causar irritação em lábios e língua. principalmente casamentos. O contato com os olhos pode provocar irritação. Nome científico: Zantedeschia aethiopica Spreng. 54 55 Aluno da 8 ª série F. Flores e Frutas Projeto de Ciências 39 COPO-DE-LEITE [(Murilo Rafael da S.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Por representar inocência e pureza. È usado também externamente sobre varizes e uns a usam como contraveneno. Propriedades terapêuticas: Sudorífica e tóxica. edemas. do Carmo)55 ] Resumo: O Copo-de-leite é uma flor que geralmente usamos para enfeitar a nossa casa porque imediatamente o ambiente parece mais alegre e feliz. Turma 2008. Possui um caule dilatado onde acumula reservas nutricionais para sua sobrevivência em condições desfavoráveis ao seu desenvolvimento.5m de altura e cresce formando touceira. P. variando de 0. (Letícia A. Sua flor amassada é colocada sobre as varizes. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Uma das maneiras de se criar novas plantas é cortar os caules que ficam embaixo da terra. sudorífica. varizes. sendo mais abundante nos meses mais frios. Usos: O rizoma pode servir como alimento humano. Nome popular: Copo-de-leite. floração abundante e suavemente aromática.

A. digestivo. nos molhos ou acompanhamentos. Descrição da planta: O craveiro-da-índia é uma árvore nativa das ilhas Molucas.Garret)56 Resumo: O cravo-da-índia é o botão seco da flor de uma árvore do mesmo nome. Nome científico: Syzygium aromaticum. aromática. nas cólicas intestinais. O Brasil destaca-se como produtor de cravo. vermífuga. digestiva. 56 Alunas da 8ª série E. O cravo é usado diretamente na culinária e na indústria. Além de ser usado como tempero na culinária do mundo inteiro. como as ilhas de Madagascar e de Granada. Nas fraquezas sexuais. Outros nomes populares: Craveiro-da-índia.Bosseck. substância de amplo uso nas indústrias farmacêuticas e fábricas de dentifrício. de Miranda. rosa-da-índia. Parte usada: Botão seco da flor. emenagoga. João V. o cravo-da-índia. Lucas de A. Nome popular: Cravo-da-Índia. PM Felippe de Sousa Miranda” . O óleo essencial do cravo-da-Índia é usado na aromaterapia. O craveiro-da-índia produz uma das mais importantes especiarias comercializadas no mundo.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. nas flatulências e como regulador do fluxo menstrual. É utilizado como ingredientes de chás e na fitoterapia Seus óleos essências são usados como analgésicos. etc. Gabriel R. Atualmente é cultivado em outras regiões do mundo. Modo de usar: Pode ser usado como tempero na culinária. cravoária. Miranda. na Indonésia. cravina-de-túnis. Usos: Para aliviar a dor de dente e auxiliar a digestão. Propriedades terapêuticas: Antisséptica. carminativa. aromático. Flores e Frutas Projeto de Ciências 40 CRAVO-DA-ÍNDIA (Felipe G. turma 2008 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Também é considerada uma fonte de eugenol. H. anti-espamódica. cravo-de-cabecinha. o cravo-da-índia é também usado pelas suas propriedades medicinais. Palavras-chave: Antisséptico. sendo os plantios comerciais estabelecidos na região sul da Bahia. analgésica.

Modo de usar: Os melhores usos do cupuaçu são obtidos na forma de sorvetes. Thaís Andrade)57 Resumo: O Cupuaçu é o fruto de uma árvore originária da Amazônia brasileira. sucos e vitaminas. serve também para tratar doenças gastrointestinais e para o desenvolvimento de produtos de beleza. de cor vermelho-escura e crescem grudadas nos galhos. Nome popular: Cupuaçu. Outros nomes populares: Cupuaçuzeiro. Flores e Frutas Projeto de Ciências 41 CUPUAÇU (Taynara Almeida. parente próxima do cacaueiro. na fabricação do cupulate e na fabricação de bebidas. Descrição da planta: A árvore alcança uma média de 10-15m de altura. Usos: No trato de doenças gastrointestinal. PM Felippe de Sousa Miranda” . O cupuaçu também é usado na forma de "vinho" (refresco sem álcool) e licores. Para o trato de doenças gastrointestinais utilizam-se tanto as sementes quanto a sua polpa.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Também é utilizado como ingrediente na confecção de bombons. produtos de beleza. 57 Alunas da 8ª série D. Os frutos surgem de janeiro a maio. medindo até 60cm de comprimento e apresentam uma aparência ferruginosa na face inferior. As sementes ficam envoltas por uma polpa branca. Palavras-chave: Gastrointestinais. de coloração castanho-escura. Parte usada: Polpa e semente. As folhas são longas. na forma de doces tais como a musse. turma 2009 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. como antioxidante e base para desenvolvimento de produtos de beleza. Propriedades terapêuticas: Antioxidante e tônico reconstituinte. Os frutos apresentam forma esférica ou ovóide tem casca dura e lisa. ácida e aromática. compotas e geléias. O cupuaçu além de ser usado na culinária. Nome científico: Theobroma grandiflorum. As flores são grandes. antioxidante. cucuaçueiro ou cupu.

Nome popular: Dente-de-leão. G. Nathan K. Propriedades terapêuticas: Diurética. o que confere à planta um aspecto agressivo. Scleder. tem inflorescências amarelo-brilhantes ou mesmo brancas. picadas e temperadas com azeite de oliva. Palavras-chave: Diurética. Medicinalmente faz-se o chá das folhas ou das raízes. Usado para aumentar a produção de bílis e como tal é indicado para os problemas de fígado e vesícula. pode também ser utilizado em casos de obstipação. PM Felippe de Sousa Miranda” . 58 Alunos da 8ª série C. são facilmente levadas pelo vento. Mas por outro lado esta erva é altamente nutritiva e possui importantes qualidades medicinais. Coelho)58 Resumo: O dente-de-leão é uma erva considerada por muitos como uma praga que invade jardins. salada-de-toupeira. semelhantes às alcaparras. hipertensão. amor-de-homem. Parte usada: Folhas e raízes. depurativa. Usos: Indicada para reumatismos. Modo de usar: As folhas podem ser usadas na forma de salada. alface-decão. Nicole R. Tem um alto potencial biótico devido à facilidade com que suas sementes se disseminam: com a forma de pequenos para-quedas. relvados. amargosa. beiras de ruas e mesmo praias e rios. taraxaco. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Nome científico: Taraxacum officinale. Flores e Frutas Projeto de Ciências 42 DENTE-DE-LEÃO (Caroline K. Indicado também para a hipertensão e deficiência cardíaca.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Nomes populares: Esperança. As folhas rosetadas são profundamente recortadas. depurativa e estimulante hepático e biliar. mais especificamente denteadas. Descrição da planta: O Dente-de-leão é uma planta medicinal da família das compostas (como a serralha e muitas outras). vinagre e sal. Com os botões florais do dente-de-leão pode-se fazer conservas em água. matos. para facilitar a digestão e estimular o apetite. Isabela B. Turma 2008. Takahasi. Neves.

A erva-doce é um vegetal rico em celulose. maçãs assadas. anis. Júlia Teixeira] 60 Resumo: A erva-doce. balas e canapés. aromática. também conhecido por funcho é uma planta aromática comestível. Lion Silva)59. pães. geralmente com menos de 80 centímetros de altura. utilizada em culinária. Propriedades terapêuticas: Digestiva. muito flexíveis mas que. É também usado para facilitar a digestão. Outros nomes populares: Funcho. Nome popular: Erva-doce. Do caule faz-se xarope e licores e as folhas são usadas como condimento e infusão. endurecem exteriormente para evitar a perda de água. quando expostos à secura. digestão. de caules erectos múltiplos. Nome científico: Pimpinella anisum. terminando em segmentos filiformes a aciculares. Flores e Frutas Projeto de Ciências 43 ERVA-DOCE [(Aline Alves. A cor do caule é verde intenso. torta de frutas. Descrição da planta: A erva-doce é uma planta herbácea perene. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. bolos. Modo de usar: O chá pode ser feito com as sementes ou raiz em infusão. como aromatizante no fabrico de bebidas espirituosas e como planta medicinal. Palavras-chave: Analgésica. em perfumaria. Parte usada: Caule. azeitonas. raiz. são consumidos em fresco como parte de saladas. Usos: A erva-doce é mais usada para aliviar cólicas intestinais causadas por gases. tornando-se azulada quando em locais expostos à secura e a intensa radiação solar. caldas de doces. Sua semente e folha pode ser usada em biscoitos. folhas. 59 60 Alunos da 8ª série E Alunas da 8ª série E. PM Felippe de Sousa Miranda” . mas podendo chegar aos dois metros. Yasmin Starke. analgésica. acalmar a excitação nervosa e a insônia. Olívia Saldanha. É frequentemente utilizada em pequenas quantidades na cozinha mediterrânica como planta aromatizante. Carolina Gutz . aromatizante. As folhas são longas e delgadas. sementes. Particularmente os das variedades menos ricas em óleos essenciais. por vezes glauco. diurética. Turma 2009. substância muito importante para o bom funcionamento dos intestinos. finamente dissecadas.

com extremidade arroxeada e sulcada. ramos abundantes. As flores são pequenas e pálidas. Usos: Internamente. O hábito ainda hoje é muito popular em todo o sul da América do Sul. Turma 2008. má digestão. Parte usada: Folhas. o recipiente onde o chá era bebido ou sorvido por um canudo. negros quando maduros. em problemas de fraqueza. ou como chimarrão. cafeína. Modo de usar: A erva-mate é consumida como chá quente ou gelado.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Também é usada como estimulante e diurética. Palavras-chave: chimarrão. Os frutos são vermelhos. ou seja. insumos para alimentos. pecioladas. A palavra mate deriva do quíchua matty que designa a cuia. Industrialmente é transformado em: bebidas. As folhas são simples. pouco rígidos. serradas ou dentadas. medicamentos. esta árvore de até 15m de altura. no tererê e no chá-mate. e no Brasil a bebida é chamada de chimarrão. Tradicionalmente a erva-mate é usada no chimarrão. Na época da colheita anual dos ramos. Flores e Frutas Projeto de Ciências 44 ERVA-MATE Acauan Moiseis Jacob61 Resumo: A erva-mate é uma planta medicinal presente no sul do Brasil. higiene pessoal e produtos de uso pessoal. Outros nomes populares: Mate. poda-se a árvore de forma que ela não atinja mais de 3 metros de altura favorecendo assim. cansaço. erva-do-paraguai. diurética. consideradas nobres na infusão do chá mate. Nome científico: Ilex paraguariensis St. verde-claros. Nome popular: Erva-mate. consumido como chá quente ou gelado. PM Felippe de Sousa Miranda” .Hill. depressão. a colheita das folhas jovens. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Propriedades terapêuticas: Estimulante. ou como chimarrão. Presente no sul do Brasil. Descrição da planta: A erva-mate é uma espécie nativa da América do Sul. chá-mate. 61 Alunos da 8ª série E. alternas.

fósforo. que ocorre nos cerrados do Brasil. araticum-de-santa-catarina. essas saliências mudam de cor. Nome comum: Fruta-do-conde. Possui folhas ovadas e flores amareladas. Flores e Frutas Projeto de Ciências 45 FRUTA-DO-CONDE (Jéssica S. passando do verde-claro para o verde meio cinzento. com várias saliências elevadas. Boa fonte de sais minerais como cálcio. Mariana Farias)62 Resumo: A fruta-do-conde é extremamente doce e deliciosa. Finkensieper. pinha. A fruta-do-conde foi trazida para o Brasil pelos finlandeses na década de 30. nutritiva e repleta de propriedades medicinais. O nome da fruta surgiu pelo fato de ela ter sido plantada pelo governador Diogo Luis de Oliveira. condessa. 62 Alunas da 8ª série D. Palavras-chave: Fruta-do-conde. PM Felippe de Sousa Miranda” . antianêmica. Outros nomes comuns: Ata. Nome científico: Annona Squamosa L. o conde de Miranda. Das sementes pode-se obter alcalóides e óleos essenciais. A casca da fruta é utilizada na alimentação animal. alcalóides. geléias e licores. dada sua riqueza em vitamina C. cremes. Modo de usar: Recomenda-se ingestão in natura ou na forma de suco. sorvetes. Descrição da planta: A árvore da fruta-do-conde é uma arvore pequena da família das anonáceas. à medida que vai amadurecendo. Propriedades terapêuticas: Estimulante do apetite. pinha.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Usos: A fruta-do-conde é indicada na dieta de anêmicos ou na debilidade geral juntamente com outros alimentos ricos em ferro. Também pode ser usada em casos de diarréia e também para fortalecer o estômago. cicatrizante. O fruto é meio redondo. de ferro e de vitamina C. Turma 2009. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.

seco e moído. Propriedades terapêuticas: Presença do óleo essencial que contém canfeno. O sabor ardente e acre do gengibre vem dos fenóis gingerol. além de diminuir a congestão nasal e cólicas menstruais. Elimina de vez a bactéria Helicobacter pylori existente em casos de gastrite ou úlceras. O banho e compressas quentes de gengibre são indicados para aliviar os sintomas de gota. Modo de usar: As formas comuns de uso do gengibre na fitoterapia incluem fresco. Crú: moer e acrescentar adoçante. artrite. O chá é usado no tratamento contra gripes. é desintoxicante e acredita-se também que possua poder afrodisíaco. Parte usada: Rizomas. herbácea. dores de cabeça e na coluna. cápsulas. com larga bainha na base. extratos líquidos e chás. Usos: Como condimentos e para vários fins medicinais.e Silva. Palavras-chave: gripe. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. 63 Alunos da 2ª série B. cujo princípio ativo aromático é o rizoma. Nome popular: Gengibre. resfriado e até ressaca. tosse. este transporta folhas em geral disticamente dispostas. Tem ação bactericida. felandreno. shogoal e zingerona. Mauryelton Sanndy da C. PM Felippe de Sousa Miranda” .Manual de Plantas Medicinais: Ervas. e que envolve o caule. É uma planta perene. aromática. Possui inflorescência terminal. Ricardo A. tosse. Há muito tempo é utilizado na fabricação de xaropes para combater a dor de garganta. de Oliveira)63 Resumo: Gengibre é uma planta da família das zingiberáceas. Os responsáveis pela propagação vegetativa são os rizomas da planta. Turma 2009. de Brito. etc. Chá: feito com pedaços do rizoma fresco fervido em água. com rizoma do qual nasce o caule aéreo. Flores e Frutas Projeto de Ciências 46 GENGIBRE (Lucas E. zingibereno e zingerona. Descrição da planta: O gengibre é cultivado principalmente na faixa litorânea do Espírito Santo até Santa Catarina. congestão nasal. mangaratiá. em tabletes. mel. Nome científico: Zingiber officinale. Outros nomes populares: Mangarataia.

São muito atraentes e coloridas. dependendo da variedade. folhagem persistente. São plantas que também podem ser utilizadas dentro de casa em vaso. carnudas e rijas. Outros nomes populares: Malva-cheirosa. celulite. Flores e Frutas Projeto de Ciências 47 GERÂNIO Samantha Y. em tons de vermelho. rosa. roxo. Nome científico: Pelargonium hybridum. 64 Aluna da 8ª série F. branco. PM Felippe de Sousa Miranda” . como adstringente. com excepção do azul e amarelo. Usos: Está recomendado em neuralgias faciais. antisséptico. arredondadas e dentadas. Turma 2008. Modos de usar: O gerânio é mais usado na forma de óleo. cicatrizante e repelente de insetos. Nome popular: Gerânio. assim colocados em varandas e muros sua floração de vários tipos com cores vistosas conseguem um efeito belíssimo. e para o cuidado da pele. antisséptico. repelente de insetos. vivaz. Propriedades terapêuticas: Externamente. simples ou dobradas. Parte usada: Partes aérea. com folhas de cor verde-claro a verde-médio. Este é usado externamente em massagem. em cachos.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. malva. laranja. Palavras-chave: Adstringente. produto natural obtido da planta por arrastamento de vapor. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. em umbela. em janelas e varandas desde que em local com muita luz e algum sol directo. gerânio-cheiroso. Matsumoto64 Resumo: Os gerânios são plantas ideais para vasos. Possui caules de cor verde-claro a verde médio. As flores são pequenas. O óleo de gerânio também é usado na perfumaria sendo um elemento imprescindível em todo o tipo de fragrâncias. também cultivada como anual que pode atingir uma altura entre os 30-60cm. malva-rosa. Descrição da planta: O gerânio é uma espécie herbácea.

Usos: É usada para combater as diarréias. úlceras.Pierobom. guaiava. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Ezabelle de Oliveira. Modo de usar: Recomenda-se fazer refeições exclusivas de goiaba fresca e de preferência. gripes. guava. (Anna Carolyna Lemes. o excesso de ácido úrico. Palavras-chave: Goiabeira. crua. como aromatizantes e no fabrico de bebidas.Luciana Rodrigues. é igualmente encontrada nas matas. Bastante rústica. (Flaiany vangelista. sucos. disenterias. Para prevenir à acidez do estômago e as infecções da boca e garganta. estomáquica. bolos. retenção de líquidos. etc. Nome científico: Psidium guajav. branca ou dourada. gargarejos. utilizada na culinária. contendo dezenas de pequenas sementes duras que podem ser ingeridas. Mariene Z. de Souza)67 . Murilo H. (Henrique A. emenagoga. Árvore de baixo a médio porte. guaiba. antidesintérico. anti-inflamatório. Alunos da 2° série C. repetindo a floração. Cordeiro. Parte usada: Toda a fruta.Mirela Leôncio. anti-helmíntico (fruto verde). A goiaba é uma baga carnosa cujo interior há uma polpa rosada. Nome popular: Goiaba.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. febrífuga. Mayara S. Cordeiro. Turma 2009. vulnerária.Jéssica Couceiro. musses. É usada também na forma de geléias. Marynara da Rocha. Turma 2009 Alunos da 8ª E. Vieira)68] Resumo: A goiaba é uma planta frutífera comestível. Turma 2009. araçá-das-almas. Propriedades terapêuticas: Adistringente. no meio do ano. Renata C. de norte a sul. 67 Alunos da 8ªB. antibiótica. 65 66 68 Alunos da 2° série E. resfriados. aperitiva. laxativa (fruto maduro). antidiarreico. Flores e Frutas Projeto de Ciências 48 GOIABA [(Ana Paula. em perfumaria. Existe na maioria dos quintais de cidades do interior do país. Outros nomes populares: Goiaba. as feridas. Thiago)65 . PM Felippe de Sousa Miranda” .Willian Lesinhovski)66. floresce entre outubro e novembro. Guilherme José. Turma 2009. eventualmente. Descrição da Planta: A goiabeira é uma das árvores mais conhecidas devido a seus frutos saborosos.

O fruto é uma baga composta ovóide. A graviola apresenta inúmeras propriedades terapêuticas. moles e recurvadas e muitas sementes pretas. mas pode ser encontrada em quase todos os países tropicais. Palavras-chave: Diurético. Rodrigo V. Ramos. S. nevralgia e reumatismo. hipertensão. Descrição da planta: A gravioleira é originária das Antilhas. podendo ser utilizada em sua totalidade. gripe. Propriedades terapêuticas: Potencial diurético. asmas. Turma 2008.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. pinto. Vinícius A. antirreumático. adstringente. quando cai. na cura de diarréias. Welligton S. Apresenta espículas parecidas com espinhos carnosos. Modo de usar: Come-se a fruta in natura e pode-se também usá-la na forma de chás. que chega a pesar de 400 gramas a 10 quilos. antiinflamatório. nos males do coração e na cura de diabetes. Suas folhas são grandes. F. da Silva. vitaminizante. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. artrites. A graviola tem que ser colhida antes de amadurecer completamente porque devido ao seu peso. Usos: É usada como fonte de vitaminas. Nome popular: Graviola. Outros nomes populares: Pinha. bronquites. que são envolvidas por uma polpa branca. É também utilizada como redutora de colesterol. Partes usadas: Toda a fruta. na cura de abscessos. Nome científico: Annona muricata. Flores e Frutas Projeto de Ciências 49 GRAVIOLA ( Mariane Q. Nas dietas de emagrecimento. esmaga-se. ata. adstringente. É uma árvore de pequeno porte que chega a até 6 metros de altura e não tem uma frutificação abundante. PM Felippe de Sousa Miranda” . antiespasmódica. de cor verde brilhante e suas flores grandes e isoladas que nascem nos ramos e nos troncos são de coloração amarelo-pálido. antitussígena e anticancerígena. febre. Gabriel F. 69 Alunos da 8ª série E. Arbigaus)69 Resumo: A graviola é conhecida por um característico sabor levemente azedo e pelos seus nutrientes. vitaminante. de Lima.

ovais. cicatrizante. são em forma de pequenos capítulos longipedunculados. antiasmático. infecção na garganta. Descrição da planta: O guaco é uma antiga conhecida dos índios sul-americanos. alergias. simples. de cor branca. Cresce como uma trepadeira. tosse. da S. Nome popular: Guaco. febrífugo. afecções respiratórias em geral. Estephanie Serbai Alves. nas matas e cerrados. Outros nomes populares: Erva-de-serpentes.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. e não tem garras para se prender. câncer. vegeta nas regiões sul e sudeste do Brasil. rouquidão. Turma 2008 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. afecções de pele. xarope. Propriedades terapêuticas: Broncodilatador. verde-escuras na face principal e mais claras na reversa. PM Felippe de Sousa Miranda” . Modos de usar: Na forma de chá. acuminadas. Bruno S. Secas cheiram a amêndoa. Parte usada: Folhas. mas serve bem para o cultivo doméstico. 70 Alunos da 8ª série D. antirreumático. xarope com mel ou em infusão. devido às suas maravilhosas propriedades contraveneno para serpentes. É uma planta que se desenvolve como um arbusto lenhoso e cheio de ramos. Flores e Frutas Projeto de Ciências 50 GUACO (Fernanda Resende Motooka. reumatismo. Usos: O Guaco é utilizado contra gripe. gripe. Folhas novas apresentam cor verde-limão. sudorífico. que só surgem nas plantas que recebem luz direta do sol durante boa parte do dia. Junior)70 Resumo: Guaco é uma planta medicinal cujo efeito broncodilatador e expectorante já foram comprovados pela ciência. cipó-catinga ou erva-de-cobra. precisando de um arrimo. Originário da América do Sul. expectorante. Ele apresenta folhas opostas. expectorante. antisséptico. Nome científico: Mikania glomerata Spreng. bronquite. Palavras-chave: Broncodilatador. As inflorescências.

junto com a arruda. Utilizada contra falta de memória. na forma de compressas. que seriam então neutralizadas pelo poder desinfetante da arruda. ramos eretos. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. a guiné só pode ser usada na forma de gargarejo. Externamente. O arbusto pode chegar a te 1m de altura. e é abortivo. A Guiné funciona como uma espécie de “antena” que captaria a más vibrações. diurético. usa-se o guiné na cachaça. Palavras Chaves: Anti-inflamatória. 71 Aluna da 8ª série E. Seu cultivo precisa de solo fértil e pouco ensolarado. amansa-senhor. tipi-verdadeiro. Flores e Frutas Projeto de Ciências 51 GUINÉ Flavia Morro71 Resumo: A Guiné no Brasil é muito utilizada. tipi. reumatismo. anti-inflamatória e analgésica. em vasos de proteção colocados á porta das casas. traz alívio na dor de dente. Outros nomes populares: Erva-de-pipi. A raiz é remédio fino. Turma 2008. Parte usada: Toda planta. Propriedades terapêuticas: Diurético. Descrição da planta: A guiné é uma planta medicinal de odor forte e característico. e para dores na garganta. lisas. especialmente a raiz. Nome científico: Petiveia-alliacea. Usos: É usada para combater dores de cabeça e de vista. Modo de usar: Devido a sua toxidade. Atenção: O uso do guiné internamente pode levar à morte.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. analgésica. paralisia. O pó da raiz ameniza a dor de dente. mucura-caá. depurativo do sangue. depurativo do sangue. PM Felippe de Sousa Miranda” . folhas alternas elípticas. Nome popular: Guiné. depurativa.

Suas flores são axilares. M. Descrição da planta: O Hibiscus sabdariffa é originário da Ásia e da África. como saladas ou no preparo de geléias. quente. Pinheiro. Turma 2008. Garrett. já sendo introduzido no Brasil como alimento funcional. doces.50m. (Thabatta L. nas cores branca. e é cultivado em local ensolarado. azedinha. É um arbusto de alto porte que pode atingir até 3. HORTELÃ 72 73 Aluna da 8ª série A. Gildenei V. amarela. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Nome popular: Hibisco. sucos. etc. é o hibisco ornamental (Hibiscus rosa sinensis). frio ou gelado.)73. xaropes. Usos: Na alimentação e coadjuvante no tratamento da obesidade. diurética. flor de uma pequena árvore encontrada nos jardins. Parte usada: Flores. Flores e Frutas Projeto de Ciências 52 HIBISCO [(Pamella K. colerética. vinagreira. Turma 2008. vinagre. Modos de usar: Chás em infusão. molhos ou ser consumidos in natura. enquanto a espécie descrita nesse artigo e usada como planta medicinal é o hibisco comestível (Hibiscus sabdariffa). laxativas. Aluno da 8ª F. rosa e vermelha. (Leandro da R. Junior)72. de Carvalho. Nome científico: Hibiscus sabdariffa. simples ou dobradas.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Florescem o ano todo. Flavia R. gelatinas. digestivas.Morro)74] Resumo: O hibisco. Leszak. Lucas de A . solitárias. As brácteas ou cálices de coloração vermelha e sabor azedo é a parte usada pelas indústrias de alimentos e farmacêuticas como matéria-prima para elaboração de alimentos e como fonte natural de corantes. vinho. PM Felippe de Sousa Miranda” . Lygia D. diuréticas. Michalizen. na modulação do equilíbrio orgânico e nas constipações e irritações das vias respiratórias. Turma 2008 74 Aluna da 8ª série E. Palavras-chave: Hibisco comestível. Os cálices podem ser utilizados na decoração de pratos. Suas flores são campanuladas. mimo-de-Vênus. apresentam um cálice carnoso em corola amarelada. Outros nomes populares: Hibiscus. Propriedades terapêuticas: Antiespasmódicas.

Filho76] Resumo: A hortelã é uma planta medicinal cujas propriedades medicinais já eram conhecidas pelos povos antigos. Rafael. favorece a expulsão dos catarros e impede a formação de mais mucos. A melhor época para o plantio é o período de chuvas. Descrição da planta: A hortelã é apenas uma das 25 espécies e incontáveis híbridos da menta. Sua reprodução é por estacas de rizoma ou estalão. PM Felippe de Sousa Miranda” . Parte usada: Folha e ramos. vermes intestinais. calmante.Viviane)75. com folhas ovaladas e enrugadas. Como tempero culinário e pela indústria alimentícia.Louise. Originária de regiões da Europa e Ásia. (Lion R. folhas maceradas ou industrializado em inúmeros produtos. hortelã-crespa. Aluno da 8ª E. da Silva). como anestésico e como dentifrício. é rasteira que forma pequenas touceiras. baixou decreto para proteger a hortelã nativa. antisséptico. hortelã-cheirosa. algumas mentas foram introduzidas no país já na época do descobrimento. vermífugo para giárdia e ameba. Turma:2008. Usado também para laringites. Nome popular: Hortelã. vermífugo. Modo de usar: Sob a forma de chás em infusão. Flores e Frutas Projeto de Ciências 53 [(Ana Valéria . Propriedades terapêuticas: Estimulante. analgésico. Uma das espécies mais comuns.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Palavras-chave: Fadiga geral. Outros nomes populares: Erva-boa.Mayara. Nome científico: Mentha sativa. Indicada para gases. Conta a história que Carlos Magno. Turma 2009.Jaqueline. pois raramente produz sementes. hortelãchinesa. 75 76 Alunos da 7ª série E. Luiz Fernando de M. e como analgésico. nevralgia facial. tônica estomacal. No aparelho respiratório. Usos: Distúrbios gastrintestinais. antiespasmódica. numa atitude de pioneirismo ecológico. utilizada no dia-a-dia da cozinha. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. anti-inflamatória. embora possa ser plantada em qualquer época do ano.

faz parte do extrato superior da floresta. psoríase e inflamações no útero e ovário. É o primeiro dos ipês a florir no ano. guaraíba. úlcera. Palavras-chave: Antifúngico. adstringente. responsáveis por levar oxigênio às células. Parte usada: Casca e folhas. antibacteriano. lúpus. Como estimulante do sistema imunológico e para ajudar no controle da diabete. possuindo como habitat no Brasil o Chaco Sul-Matogrossence e Pantanal Matogrossence. conforme a árvore. Devido ao seu porte. É comum na vegetação secundária. e pode durar até agosto. Turma 2008. ipê-piranga. Nome científico: Tabebuia impetiginosa. anti-inflamatória. por sua beleza e desenvolvimento rápido. anemia. ipê. Modo de usar: Infusão das folhas ou decocção das cascas. anticancerígena. Nome popular: Ipê-roxo. Pablo Augusto Wosniacki78 Resumo: Foi da medicina natural que se originou o nome botânico do Ipê-roxo. inicia a floração em junho. antimutagênico. Aluno da 8ªA. abrangendo capoeiras e capoeirões. possuindo alta longevidade. Propriedades terapêuticas: Anti-inflamatório. O Ipê-roxo favorece a multiplicação de glóbulos vermelhos. Turma 2008. 77 78 Aluno da 8ª série F. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Flores e Frutas Projeto de Ciências 54 IPÊ-ROXO Angelo Nicola neto77. ipê-de-flor-roxa. pois antigamente pessoas costumavam usar o chá para tratar da doença do impetigo. uma inflamação da pele do rosto acompanhada de supuração. osteomielite. mal de Parkinson. Descrição da planta: O Ipê-roxo é uma árvore de porte médio que para se reproduzir se enche de flores no outono. Não ocorre no Planalto e no Escudo Rio-Grandense. algumas formas de leucemia. Usos: É indicado nos casos de artrite. antimutagênico. Outros nomes populares: Caboré. antifúngico. PM Felippe de Sousa Miranda” . São muito utilizadas no paisagismo urbano.Manual de Plantas Medicinais: Ervas.

Turma 2009. para evitar a sua fermentação e a alteração do seu sabor e de seu valor nutricional. Flores e Frutas Projeto de Ciências 55 JABUTICABA [(EDuardo Bello. A fruta ainda pode ser ingerida na forma de chá ou industrializada em vinho. Protege e estimula a reparação dos tecidos ricos em colágeno. suco.Jessica Pogan. para a desintoxicação orgânica. Nome popular: Jabuticaba. licor e vinagre podem ser feitos com a jabuticaba. conhecidas por seus deliciosos frutos. como medicinais.Wagner Silveira)79. jaboticaba. o colesterol comum. que se renova anualmente após a frutificação. Propriedades terapêuticas: É aperiente. protege contra a aterosclerose. licor e vinagre. Existem três espécies cultivadas. Usos: Indicada nos casos de hipoglicemia e diabetes. JACA 79 80 Alunos do 2º D Turma 2009 Alunos da 8ªB. geléia. Yohann Noroschny)80] Resumo: A jabuticaba. fruta silvestre. mas todas as frutas são ricas em antocianidina. eufórica. como o vinho. Por sua semelhança à uva. Parte usada: Fruto. para o orgulho dos brasileiros. É utilizada para vários fins. combate as rugas.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. jabuticaba-açu. reanimadora. Modo de usar: Deve ser colhida e consumida na hora. é uma fruta silvestre 100% brasileira. suco.Elisiê Almeida. A jabuticaba tem um formato arredondado e uma coloração roxo-escura cuja polpa branca é de sabor doce e grandemente apreciado. reduz a produção de histamina. PM Felippe de Sousa Miranda” . Nome científico: Myciaria cauliflora. jabuticaba-preta. Seu tronco é bastante ramificado e de casca lisa. Descrição da planta: A jabuticabeira é uma árvore nativa da Mata Atlântica. típica da Mata Atlântica.Marcela Garcez. o LDL e os radicais livres. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. geléia. melhora a circulação sangüínea periférica. muitos produtos. Palavras-chave: Jabuticaba. tanto culinários. (Guilherme Barbosa dos Santos. Outros nomes populares: Fruita. no combate do excesso de colesterol e para melhorar a função da vesícula biliar.

Turma 2009. F. JASMIM 81 Alunas da 8ª série B. jacquier. Descrição da planta: A jaqueira é uma árvore originária da Índia. nutritivo. distúrbios intestinais. Apresenta cor amarelada e superfície áspera. Usos: A fruta é recomendada aos anêmicos e gestantes. Modo de usar: Comê-la ao natural em jejum e sem açúcar. Em forma de xarope. com tronco de 30 a 60 centímetros de diâmetro. Thaise V. quando madura. encontrados no interior do fruto. Cálcio e Fósforo. adstringente. De sabor peculiar é muito apreciada e utilizada pelo seu teor medicinal e nutricional. proteínas e Ferro. Flores e Frutas Projeto de Ciências 56 (Jessica A. Alcança cerca de 20 metros de altura. Correa. C. jaca-mole e jaca-manteiga. rica em carboidratos. Os caroços são indicados para combater os embaraços intestinais. O leite do fruto diluído em água fervida é indicado para afecções dos olhos. Parte usada: Casca. As variedades mais cultivadas da jaqueira são: jaca-dura. A fruta nasce no tronco e nos galhos inferiores da jaqueira e são formados por gomos. A dura é maior e a mole mais doce. PM Felippe de Sousa Miranda” . Contém vitaminas do complexo B. Nome científico: Artocarpus heterophyllus. Rodrigues)81 Resumo: A Jaca é uma fruta energética. jaqueira. onde medra em abundância. As sementes podem ser consumidas assadas ou cozidas. misturando o fruto batido no liquidificador com mel. Palavras-chave: fruta medicinal. Nome popular: Jaca. podem ser endurecidos ou totalmente moles. para tosse. revestido por casca espessa. sendo que cada um contém uma grande semente recoberta por uma polpa cremosa.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Outros nomes populares: Jaca-da-Bahia. Os bagos. fruto e caroço. aclimatada no Brasil. jackfruit ou jaca fruit. Propriedades terapêuticas: Digestiva. energética e expectorante. fervendo e coando. destacando a jaca mole da jaca dura. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.

Usos: Usado internamente. Outros nomes populares: Jasmim-branco. O cálice é campanulado. nas cefaléias. Flores e Frutas Projeto de Ciências 57 Mirian Gabriele de Oliveira82. já nos é possível perceber o quanto é suave e delicado o seu aroma. Nome popular: Jasmim. depressão e angústia. Partes usadas: Folhas e flores. ansiedade. de cores brancas. jasmim-dos-poetas e jasmineiro. KINKAN 82 Aluna da 8ª série D. Modo de usar: Pode ser usado na forma de chá das flores frescas ou secas. do amor espiritual e dos sonhos proféticos. PM Felippe de Sousa Miranda” . Resumo: Só ao se contemplar essa flor. hipnótico.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Para quebrar estados crônicos de histeria. Propriedades terapêuticas: antiespasmódico. Palavras-chave: anti-espasmódico. As inflorescências são normalmente terminais. O androceu conta com 2 estames inseridos no tubo na corola. Nome científico: Jasminum officinalis. Esta planta é sensível ao frio e precisa de suporte para crescer como trepadeira. A corola tem um tubo alargado e possui de 4 a 11 lóbulos. que atingem até 6 metros de altura. na forma de tintura ou como óleo essencial. antidepressivo e eufórico. geralmente negra. dores em geral. externamente e na indústria farmacêutica. amarelas ou rosadas. na depressão e depressão pós-parto. aromático. Descrição da planta: As espécies de jasmim difundidas no Brasil são do tipo trepadeiras lenhosas semi-herbáceas. com flores bissexuais. o jasmim também tem propriedades medicinais. O fruto é do tipo baga. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. jasmim-de-são-josé. aromático. com 4 a 9 lóbulos. Todas elas têm folhas unifoliadas. trifoliadas ou imparipinadas. Além de ser um atrativo de dinheiro. hipnótico. Turma 2008. Usado nos processos de falta de autoconfiança. problemas de sono e tosse.

Parte usada: Inteira com casca. Originária da China.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. essa laranjinha chegou ao Japão no século 14 e ganhou o nome de Himetachibana. com apenas 2 cm de diâmetro. em calda de açúcar para fazer compota. Turma 2009 Pesquisador da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). a casca mais fácil de digerir e a proporção entre teores de açúcar e grau de acidez. a Kinkan apresenta alguns diferenciais. Mas hoje ela é mais conhecida como Kinkan. e não ao Citrus85. potássio (995mg/100g) e boa fonte de vitamina A. Nome científico: Fortunella margarita ou Fortunella japônica. A Kinkan é rica em vitamina C (151mg/100g). Nome popular: Laranjinha Kinkan. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Descrição da planta: Planta originária da China. Rica em vitaminas A e C pode ser usada no combate a gripe e para curar a dor de garganta. mas quando é muito ácida para o consumo in natura. a Kinkan é cozida inteira com casca. vitaminas. pois até a casca é doce e muito saborosa. O sabor da Kinkan é um pouco diferente do sabor das laranjas porque ela não é exatamente uma laranja. É uma planta muito bonita. Palavras Chave: Kinkan. Propriedades terapêuticas: antigripal e no alívio da dor de garganta. cálcio (266mg/100g). como a menor quantidade de gomos. Flores e Frutas Projeto de Ciências 58 Matheus Monteiro Stencel83 Resumo: A Kinkan é uma fruta pequena. PM Felippe de Sousa Miranda” . Usos: Para se proteger de gripe e curar a dor de garganta e como planta ornamental. fósforo e outros micronutrientes. Modo de usar: Quando a fruta é doce. entre outras. Segundo Eduardo Stuchi84. come-se inteira. 85 Inclui laranjas e tangerinas. pesquisador da Embrapa. Outros nomes populares: Laranja de ouro. em média. LARANJA 83 84 Aluno da 8ªE. a espécie pertence ao gênero Fortunella. daí o seu uso como planta ornamental ideal para jardins e chácaras. antigripal.

gripe. Leticia de F. laranja-pêra. A laranja também tem uma grande concentração de vitamina C. aperiente. Seu suco é um remédio para muitas enfermidades e. favorece a secreção de suco gástrico. Flores e Frutas Projeto de Ciências 59 [(DAniel O. de Paula. Propriedades terapêuticas: É antiescorbútica. vulnerário anti-volitivo. Outros nomes populares: Laranja-lima. Descrição da planta: A laranja é o fruto produzido pela laranjeira cujo sabor varia do doce ao levemente ácido. que é muito importante para o organismo. T. além de estimular o paladar. Gustavo M. abre o apetite. laxante. (André V. Nome científico: Citrus aurantium. É uma fruta rica em suco e quando está madura assume a coloração alaranjada ou. Palavra-Chave: Vitamina C. Turma 2009. permanece na cor verde. Ribas. Alunos da 8ª série C . Parte usada: Fruto. Djhonathan R. Douglas F. de bile e de todos os líquidos do tubo digestivo. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Gustavo de S. que a conheceram na China. Fischer. É uma fruta pouco calórica. Macohin. Cordeiro)86. A laranja também é consumida na forma de suco ou industrializada em diversos produtos. Usos: É usada como alimento e como remédio para a asma. como calmante do sistema nervoso e como remédio para as dores de cabeça. Nome popular: Laranja. PM Felippe de Sousa Miranda” . da Silva. A origem desta fruta é a Índia. Toaldo)87] Resumo: A laranja é um fruto híbrido. acalma a sede. reguladora intestinal. etc. possuindo aproximadamente 40 calorias por 100 gramas. Modo de usar: O fruto é descascado e comido ao natural. diurética. criado na antiguidade a partir do cruzamento do pomelo com a tangerina. A versão doce da fruta foi trazida para o Brasil pelos portugueses. vias respiratórias e órgãos digestivos. anti-febril. adstringente.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. etc. em algumas espécies. da Cunha. LARANJA-LIMA 86 87 Alunos da 2ª série F. resfriados e as febres. gripes. anti-histérica. laranja da terra. digestiva. Lucas B. calmante. Turma 2009. É usada como laxante. digestão. antirreumática.

Palavras Chaves: Laranja-lima. por isso.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. como todos os cítricos. de cor acinzentada. É ótima para crianças. Usos: Como alimento. S. Nome popular: Laranja-lima. tem aroma característico e agradável. pertencem à família das rutáceas.Junior)88 Resumo: Da variedade de laranjas. Flores e Frutas Projeto de Ciências 60 (Mariana H. grávidas. piralima. medindo em geral de 2-9m de altura. Seu sabor é suave e doce e sua polpa é muito suculenta. PM Felippe de Sousa Miranda” . Nome científico: Citrus sinensis Osbeck. Turma 2009. de Andrade. teriam sido levadas para a África. adultos. a laranja-lima é a menos ácida. com os galhos muito simétricos. A copa é densa. Modos de usar: Como alimento in natura na forma de gomos ou o chá feito com casca moída em infusão. chegaram à América. De lá. sendo. Roque W. lactantes e fumantes. para eliminar os gases intestinais e combater a prisão de ventre. suculenta. pelo seu alto teor de vitamina C. alimento. Na época dos descobrimentos. Acredita-se que surgiram no Leste Asiático. muito recomendada para bebês. Suculenta. com formato cilíndrico e casca de espessura média. gomos. Ramon O. fonte de vitamina C e hidratante para problemas de intestino preso. Os frutos pesam em torno de 120 gramas. Propriedades terapêuticas: Em função da baixa acidez atua nos problemas gástricos. S. sem ser forte. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Descrição da planta: As laranjas doces. Kinas. A laranjeira é a maior de todas as árvores cítricas. muito doce e pouco ácida. Outros nomes populares: Laranja-doce. de onde se espalharam pela Europa. amadurecem de março a junho. Parte usada: Casca. LIMA 88 Alunos da 8ª série D. Seu tronco é reto. A laranja-lima é uma variedade que surgiu dos cruzamentos das 10 ou 12 espécies originais do gênero Citrus.

a lima traz benefícios ao tratamento do escorbuto pelo seu elevado conteúdo de vitamina C. com mais de 50% de seu peso em suco.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Flores e Frutas Projeto de Ciências 61 Manuela dos Santos Garcia89 Resumo: A lima comum ou doce é a variedade mais representativa das limeirasdoces. mas floradas temporãs podem produzir em outros períodos. densidade média e superfície do tronco lisa. antiescorbútica. Lima tardia. acidez gástrica. aderente e com glândulas de óleo médias. As limeiras-doces têm características gerais semelhantes. contra a febre tifóide. espessura fina. PM Felippe de Sousa Miranda” . contra hipercloridria e contra flautência. Maturação usualmente na meia-estação. LIMÃO 89 Aluna da 8ªF. Descrição da planta: A planta de limeira-doce é de forma esferóide. As folhas são do tipo simples. e são de tamanho médio. tanto pelo seu sabor. como pelas suas propriedades medicinais. A limeira. Nome popular: Lima. Propriedades terapêuticas: Alcalinizante. árvore da família das Rutáceas. obtida da mutação da laranja-pêra é originária da Ásia. com textura macia e firme. Palavras-chave: Lima. Ao natural ou em sucos. É uma fruta muito apreciada. com altura média. já para febres e como calmante usa-se o suco misturado na água. de cor verde-clara. Turma: 2009 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. A polpa é amarelo-pálida. Os frutos são suculentos. Nome científico: Citrus limetta. desintoxicante e purificadora do sangue. Pode também ser consumida na forma de doce. Outros nomes populares: Lima-da-Pérsia. Usos: É indicada contra doença carencial. A casca é de superfície lisa. Parte Usada: Suco. tendo sido climatizada no Brasil. lima mineira ou lima verde. doença carencial. Modo de usar: Para a hipercloridria toma-se o suco em jejum.

Paola b. PM Felippe de Sousa Miranda” . aterosclerose.Metzler. R. é fácil de ser encontrado porque produz durante todo o ano. T. antisséptica.U. Descrição da planta: O limoeiro é uma planta medicinal com ramos cheios de espinhos. sedativa. Propriedades terapêuticas: Antibiótica. Turma 2009. Pigoso. depurativa. Nome científico: Citrus Limonium. Turma 2009. clareador da pele. lima-ácida. bem como os remédios e xaropes. fruto do limoeiro. Xavier. febres. diurético. Fortes)91. Resumo: O limão. expectorante. Lucas G.Satto)90. Bruna L. (Isabelle C. e retarda o envelhecimento. Turma 2009. limão-verdadeiro. preparam-se refrigerantes. R. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Modo de usar: Faz-se o suco com casca só tirando as sementes. problemas respiratórios em geral. de frutos ligeiramente avermelhados quando maduros. alterações do fígado e biliares e nas afecções da pele.Satto. anti-inflamatória. Leandro E. chegando a atingir de 4-5m de altura. Alberti. É rico em ácido ascórbico (vitamina C). molhos e aperitivos. escorbuto. Pamela C. 93 Alunos da 8ª série B. adstringente. limão-verde. Palavra chave: Ácido ascórbico. Muno. (Mayara G. Alunas da 8ª série A. Outros nomes populares: Limão-lisboa. Turma 2009. Gross)93]. Gabrielle C. antitérmica. substância que previne uma série de doenças como a gripe. (Giovane M. Com o suco da fruta. 92 Alunas da 8ª série D. vitamina C. com aroma característico e suco bem ácido e o limão tahiti descrito a seguir. Flores e Frutas Projeto de Ciências 62 [(Amanda F. Q. Gabardo. LIMÃO TAHITI 90 91 Alunas da 8ª série E. Kauana S. refrescante. envelhecimento. diaforética. Nome popular: Limão.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. antiescorbútica. sorvetes. antiespasmódica. Lucas Henrique A. de Freitas)92. vermífuga. o limão-cravo. Parte usada: A fruta toda. o limão-siciliano. sudorífera. O limão é a fruta mais conhecida e mais usada no mundo e as variedades principais existentes no Brasil são: o limãogalego. de Miranda. Usos: No combate as infecções.

podendo causar problemas ao estômago devido a sua acidez. coquetéis. Turma 2009. de A.Chave: Planta medicinal. dissolve cálculos. limonada. Palavras. fortalecimento da visão em doenças como conjuntivite. O suco do limão é indicado para evitar o escurecimento de frutas cortadas ou verduras. casca.Luan . antirreumático. Descrição da Planta: O pé de Limão Tahiti é uma planta que geralmente alcança 4 metros de altura. produzidas nas extremidades dos ramos de grupos de dois a vinte. e no preparo de bebidas. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Nicole Kloss. ligeiramente ácida. febre do feno. combate a Herpes. dos Santos Junior)94. antisséptico. O fruto é arredondado. Flores e Frutas Projeto de Ciências 63 [(Andre F. também é um ótimo tônico e bactericida. Garrett. 94 95 Alunos do 2º F. temperos.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. tempero. Natália Santos. Parte usada: Suco. vulnerário. diurético. É uma poderosa fonte de vitamina C. Rodrigo Morales)95] Resumo: O Limão tahiti. Nome científico: Citrus aurantifolia. Usos: É utilizado como tonificante corporal. Modo de usar: Na forma de sucos. Caio Salgado. muito utilizado por esportistas. hemorragias nasais. Propriedades terapêuticas: Aperiente.(Aline Mendes. com muito suco. verde com casca fina. Bianco. É uma fruta diurética. sinusite e aftas bucais. febrífugo. Outros nomes populares: Lima-ácida. Olenir M. mas não deve ser consumido puro. A frutificação ocorre do outono ao início da primavera. as folhas são de tamanho médio. vermífuga e vitaminizante. A limonada é um excelente tônico respiratório. Nome popular: Limão tahiti. Filipe A. Flores pequenas alvo-amareladas. atua como antibiótico natural e regulador das taxas de colesterol no organismo. Indicado para quedas de cabelo. com formato elíptico de um verde intenso. além de possuir várias propriedades medicinais também é utilizado como tempero na culinária. adstringente. Sua polpa é esbranquiçada. limão. PM Felippe de Sousa Miranda” . Turma 2009 Aluos da 8ª série A. anti-vomitivo.

Caroline G. O loureiro chega a atingir até 10 metros de altura. expectorante e excitante. e os frutos somente quando estiverem maduros. usa-se o chá das folhas em infusão ou decocção. Modo de usar: As folhas são utilizadas para o preparo de molhos. Terapeuticamente. etc. Possui flores amareladas seguidas por pequenos frutos azul escuro. feijão. Descrição da planta: O loureiro é original do Mediterrâneo e se adaptou bem em regiões de clima temperado. Ajuda também a fazer a digestão. em qualquer época do ano. Turma 2008. loureiro-dos-poetas. loureiro-de-presunto. férteis. A propagação é feita por meio de sementes ou por estacas cortadas dos ramos. Samantha Y. e que recebem uma boa dose de luz solar. Nome científico: Laurus Nobilis. Propriedades terapêuticas: Antioxidante. sopas. expectorante. Dos Santos. reumatismo e contusões. estimulante. caldos. Palavras-chave: Antioxidante. Parte usada: Folhas e raramente os frutos. loureiro-de-Apolo. PM Felippe de Sousa Miranda” . recheios. As folhas podem ser colhidas sem o pecíolo. digestivo. Dos Santos. Usos: Além do uso culinário é utilizado para aliviar cólicas menstruais e cansaço. estimular o apetite e auxiliar no tratamento da gripe. ricos em matéria orgânica. digestivo. carnes. Nome popular: Louro. Outros nomes populares: Louro-comum. da qual suas partes são utilizadas tanto para fins caseiros. curar infecções na pele e no ouvido. de preferência em solos drenados.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. 96 Alunas da 8ª série F. Flores e Frutas Projeto de Ciências 64 LOURO (Ana Paula A. auxiliar no tratamento de hemorróidas. abrigados de ventos fortes e geadas. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Matsumoto)96 Resumo: O Louro é uma árvore aromática. desobstruente. Usa-se somente as folhas e eventualmente os frutos. quanto para fins medicinais. quando estiverem desenvolvidas.

antiespasmódico (reduz contrações musculares involuntárias). Machado)97 . Turma 2008. analgésico. Carlos F. Angelo N. macela de travesseiro. com cerca de um centímetro de diâmetro. de preferência no alvorecer da Sexta-feira da Paixão. Para acalmar os bebês. meio acinzentada. Sua coleta é cercada de misticismo e religiosidade. Palavras-chave : propriedades digestivas. que incorretamente em algumas regiões é chamada de marcela. para reduzir os gases intestinais e alongar as fibras musculares.Samir G. Nome científico: Achyrocline satureioides. anti-inflamatória. As folhas são finas e de cor verde-claro. 97 98 Aluno da 8ª série A. antiespasmódicas. carrapichinho-deagulha. Doneda)98 Resumo: A macela é uma das plantas mais utilizadas em medicina popular. que se destacam do restante da vegetação do campo. As flores são amarelas. Alunos da 8ª série F. Flores e Frutas Projeto de Ciências 65 MACELA (Lucas H. Descrição da planta: A Macela é uma erva da flora brasileira. analgésica. Sass. Outros nomes populares: Macelinha. camomila nacional. etc. Modos de usar: O talo e as flores são usadas secas ou frescas na forma de chá em infusão. Simões. (Alex F. No Nordeste elas florecem em setembro e geralmente são indicadoras de solos acidificados e degradados. Neto. Turma 2008. As flores têm um aroma agradável. Nome popular: Marcela. Propriedades terapêuticas: Anti-inflamatório.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. É um arbusto perene que atinge cerca de um metro de altura e que na região sul costuma florecer no mês de março. e seus usos são variados em função de suas propriedades digestivas. mançanila. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda” . florescendo em pequenos cachos. pois o povo acredita que a macela só terá ação terapêutica se for colhida durante a Semana Santa. As flores também são usadas para encher os travesseiros. sedativa e emenagoga. Parte usada: Planta toda. Usos: É usada como digestiva.

digestão. substância que mantém a taxa de colesterol em níveis aceitáveis e também auxilia no processo de emagrecimento. É rica em potássio. R. Ramom M. cujas variedades são atualmente conhecidas. Suas flores são brancas ou róseas e aromáticas. Até os dias de hoje não se sabe ao certo quando e onde se originou a macieira. Nome científico: Malus domestica. 99 100 Alunos da 8ª série A. Nome popular: Maçã. e qual ou quais foram as espécies silvestres que deram origem à maçã contemporânea. funções intestinais. antidistônico.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. lisa e copa arredondada. Os frutos variam de polpa doce a acidulada. Modo de usar: São consumidas in natura. Descrição da Planta: A árvore da macieira atinge de 3-10m de altura. os problemas estomacais e como alimento para o cérebro. Barbara M. doces. álcool. A maçã é um pseudofruto rico em pectina. substância que mantém a taxa de colesterol em níveis aceitáveis e também auxilia no processo de emagrecimento.C. etc. Laís W. Bruno H. que libera o sódio excedente e produz efeitos benéficos sobre o coração. Flores e Frutas Projeto de Ciências 66 MAÇÃ (Andressa S. geléias. da Silva)99 Resumo: A Maçã é um pseudofruto100 usado para regular as funções intestinais. Turma 2009 Falso fruto Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. vinagre. Usos: É usada para combater as afecções das vias respiratórias. adstringentes. Strogenski. Ainda é muito usada como laxante. antidiarreico. ou industrializadas em suco. possui tronco de casca parda. Parte usada: Casca e polpa. Borges. combater a diarréia. Novinski. sidra. Outros nomes populares: Não foram encontrados. na cura da bronquite e para abaixar a febre. É usada também para evitar a constipação intestinal. PM Felippe de Sousa Miranda” . compotas. Palavras-chave: Pseudofruto. Propriedades terapêuticas: Antitérmico. É rica em pectina. de Andrade.

Nome científico: Malva sylvestris L.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Coutinho. úlceras e gastrite. A malva é recomendada para tratar abscessos e para aliviar queimaduras de sol. PM Felippe de Sousa Miranda” . anti-inflamatória e calmante. alimento. Diogo P. a malva é originária da Europa. flores e raízes. Parte usada: Folhas. caules ásperos de até 60cm de altura.C. diurética. Turma 2008. As raízes podem ser fervidas ou cozidas no vapor e em seguida refogadas com manteiga e cebola. Caíque l. Nome popular: Malva. As folhas frescas e vagens são comestíveis. bem como o nome vulgar de diversas espécies de plantas herbáceas da família Malvaceae. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. outras são invasivas. Franzoloso. Flores e Frutas Projeto de Ciências 67 MALVA (Murilo R. folhas alternadas. que pode atingir até cerca de 1 metro de altura. hortaliça. É uma planta usada em fitoterapia e apreciada como hortaliça desde o século VIII a. malva-maior ou malva-selvagem. Como alimento nos países atacados pela fome são uma importante fonte de subsistência. emoliente. Algumas espécies são utilizadas como plantas ornamentais em jardins. De cultivo anual. Palavras-chave: Fitoterapia. de Araujo)101 Resumo: Cultivada como planta ornamental pela beleza das suas flores. lobadas e palmadas e flores com cinco pétalas. Propriedades terapêuticas: Expectorante. Modo de usar: A malva pode ser usada na forma de chá. emplastro. outras ainda são ingeridas como verdura. Usos: O uso da malva é indicado nas inflamações da boca (aftas e gengivites) e garganta. Descrição da planta: Malva é um gênero botânico. para prisão de ventre. da S. compressas e na forma de gargarejos. 101 Alunos da série 8ª F. mas todas têm propriedades medicinais. S. Outros nomes populares: Malva-de-botica.

carrapato. vômitos e pode levar a pessoa a óbito. Que engloba vasto número de tipos de plantas nativas da região tropical. emoliente e cicatrizante. formatos e grande variabilidade de coloração. Descrição da planta: A mamoneira pertence à família Euphorbiaceae103. deixou no século XX ter na farmacopéia sua grande utilidade. Desde a antiguidade conhecido por suas propriedades medicinais e como azeite para iluminação. Usos: O óleo de rícino é indicado como purgativo e como vermífugo. de largo uso como insumo industrial. Os frutos. Junior. É um arbusto. Atenção: A ingestão das sementes mastigadas causa náusea. Parte usada: óleo das sementes. o qual confere ao óleo suas características. em geral. extraído pela prensagem das sementes. palma-de-cristo. flores. Nome científico: Ricinus communis L. As folhas são indicadas para curar tumores. as folhas podem ser aplicadas em tumores. O óleo de mamona ou de rícino. 102 103 Alunos da 8ª série F. folhas e cachos. contém 90% de ácido graxo ricinoléico. insumo industrial. possuem espinhos e as sementes apresentam-se com diferentes tamanhos. Outros nomes populares: Palma Carrapateiro. PM Felippe de Sousa Miranda” . Modo de usar: Na forma de óleo de rícino para uso interno e. podendo ou não possuir cera no caule e pecíolo. farmacopéia. Propriedades terapêuticas: vermífugo. Turma 2008. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. M. com diversas colorações de caule.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. purgante (uso interno). de Oliveira)102 Resumo: A mamona é um fruto do qual se extrai um óleo de excelentes propriedades. Alessandro R. rícino. Nome popular: Mamona. Palavra-chave: Mamoneira. para uso externo. Flores e Frutas Projeto de Ciências 68 MAMONA (Gilberto S.

Outros nomes populares: Arapuê. como diurético e no combate e prevenção de doenças das vias respiratórias. Nome científico: Mangifera indica L. jasmim-manga. Marcel S. R. antiescorbútica. As mangueiras introduzidas no Brasil são nativas do sul e do sudeste asiático desde o leste da Índia até às Filipinas. 106 Alunos da 8ª série C. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. R. etc. Propriedades terapêuticas: Anticatarral. PM Felippe de Sousa Miranda” . Modo de usar: Come-se a fruta in natura. Palavras-chave: Mangueira. (Bruno R. Muno. Nárgila Souza. Aluna da 8ª série D. Usos: Na dieta dos anêmicos. (Jenny K. Flores e Frutas Projeto de Ciências 69 MANGA [(Aline Stanski. mas também tem propriedades medicinais. João Guilherme. Nome popular: Manga.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Parte usada: A fruta. Gross)107. depurativa. de Almeida. Lucas G. As mangueiras são grandes árvores. Pietra Amaro)104. Consumida ao natural. Descrição da planta: A mangueira é a frutífera cujos frutos são as mangas. Aoki)108] Resumo: A manga é uma fruta do tipo drupa de coloração variada. Turma 2009. da S. Leandro E. Antunes) 105 . Israel R. as mangas são usadas na alimentação das mais variadas formas. Hoffmann. São cultivadas em climas tropicais e subtropicais e cerca de 4 a 5 meses após a floração. Karine Melo.(Giovane M. nos distúrbios da digestão. na forma de suco.(Lais C. Turma 2009. com um raio de copa próximo de 10 metros. Turma 2009. 108 Alunos da 8ª série E. 104 105 Alunos da 2ª série F. nos distúrbios da digestão ou na forma de xarope. Tedeschi)106 . Lucas H. problemas cardíacos. Paredes. Alberti. sudorífica. U. Diandra C. Turma 2009. Pigoso. podendo atingir entre 35 e 40 metros de altura. as mangas estão maduras. Andolfato. 107 Alunos da 8ª série B . Lucas G. antioxidante. A. Turma 2009.

sobremesas e bolos. O maracujá amarelo é o mais cultivado. O maracujá de uso comercial é redondo ou ovóide. Nome científico: Passiflora edulis S. Ela tem rápido crescimento. contém uma substância chamada passiflorina ou maracujina. Usos: O maracujá é usado como alimento e como medicamento. Flores e Frutas Projeto de Ciências 70 MARACUJÁ [Thiago Oliveira109. A passiflora é a substância responsável pela propriedade calmante do maracujá. Turma 2008. Descrição da planta: O maracujazeiro é uma planta de clima quente e não tolera geada. Propriedades terapêuticas: Sedativo. popularíssima pelas propriedades calmante e sedativa do maracujá. Alunas da 8ª série B. PM Felippe de Sousa Miranda” . Na parte nova dos ramos. A maioria das variedades são usadas na forma de sucos e para o feitio de musses. que se enrolam em qualquer ponto de apoio para se fixar. 111 Aluna da 8º série D. como cálcio. O maracujá é rico em vitaminas do complexo B e sais minerais. os ramos são finos e flexíveis no início e depois se tornam mais grossos e firmes. anti-helmíntica. ferro e fósforo. amarelo ou púrpura-escuro quando está maduro.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Outros nomes populares: Maracujá comum. maracujina. hipnótico. Mode de usar: As frutas doces são muito apreciadas. casca. Nome popular: Maracujá. 109 110 Aluno da 8ª série F . devido ao maior rendimento em suco e em produtividade. em especial para consumo imediato. (Suelen Santos)111 ] Resumo: Natural do Brasil e do Peru. e tem uma grande quantidade de sementes no seu interior. sonífero. (Caroline Moreira. Parte usada: Polpa. maracujá de comer. Existem quase duzentas variedades de maracujá. Turma 2009. calmante. maracujá doce. Turma 2009. formam-se as gavinhas. Palavras-chave: Calmante. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. passiflorina. Ana Paula Isquierdo)110.

Acreditase que ajude a conciliar o sono. lemon grass. antinevrálgica. antiespasmódica.M. Turma 2008.Gianni M. Barbosa. Toda a planta emana um odor semelhante ao do limão. C. são brancas ou amareladas. Pode ser usado batido com água. para fazer um refresco para tirar desânimo dos dias de calor e como aromatizante de bebidas alcoólicas. formam touceiras. Samara T. Sukow. Descrição da planta: A melissa é uma planta arbustiva e pode atingir de 20 a 80 cm de altura. Flores e Frutas Projeto de Ciências 71 MELISSA [(Amanda H. É também utilizada como refrigerante. como erva aromática e medicinal. Gabriela R. Nome popular: Melissa. Amanda R. Borges. Palavras-chave: Antiespasmódica. 112 113 Alunas da 8ª Série D. PM Felippe de Sousa Miranda” . Yana T. principalmente nas folhas é uma planta muito utilizada na medicina tradicional. cólicas menstruais e como calmante. podendo se tornar rosadas com o passar do tempo. Propriedades terapêuticas: Calmante. mais conhecida como erva-cidreira tem sabor e aroma característicos. Priscilla M. Alunas da 8ª série. chá-de-estrada. Nome científico: Melissa officinalis. dos Santos. quando surgem. de limão. Mocelin)112. digestiva. que se torna mais intenso depois que a planta seca. sedativa. Marques. As flores. ramificados a partir da base. calmante. antinevrálgica. frutado. para abaixar a febre e contra gases intestinais. Marcelino. Turma 2008 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. do Amaral)113] Resumo: A melissa. Outros nomes populares: Erva-cidreira. Usos: É utilizada no alívio das dores. Parte usada: Toda a planta. (Nikita M. sudorífera e analgésica. As folhas são de um verde intenso na parte superior e verde-claro na parte inferior. Modo de usar: Na forma de infusões de folhas ou rizomas. Os caules.Manual de Plantas Medicinais: Ervas.

febre. M. catarros intestinal e gástrico. iogurtes e leites aromatizados. diarréia.em sucos ou industrializado na forma de sucos. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. pequeno. Moreira. Modo de usar: Natural. feridas. febrífugo. Nome popular: Morango. combinado com chantilly. fragária. Fruto vermelho. sorvetes. Usos: É usado como alimento e nas afecções das vias urinárias. Vitória S. chagas. rins e bexiga. Turma 2009. Descrição da planta: O morangueiro possui tronco subterrâneo denominado rizoma que emite para fora do solo as folhas a as pequenas hastezinhas em cuja ponta estão as flores. frutilha. amassado com mel. antirreumático. Nome científico: Fragaria vesca. mau hálito. doenças do intestino. Flores e Frutas Projeto de Ciências 72 MORANGO (Isabelle B. fígado. azia. Parte usada: Fruto. portanto bastante indicado para prevenção gripes e resfriados. saboroso e mais rico em vitamina C do que a laranja ou limão. inflamações na boca.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. PM Felippe de Sousa Miranda” . Bürguer)114 Resumo: O morango é uma das frutas mais conhecidas no mundo. eupéptico e tônico nervino. dores de dentes. alcalinizante. O morangueiro produz na primavera flores brancas que formam os falsos frutos denominados morangos que trazem em sua superfície numerosos pequenos aquênios que são os verdadeiros frutos. azia. garganta. Outros nomes populares: Morango-silvestre. L. Propriedades terapêuticas: Diurético. Santos. Palavras-chave: Anemia. 114 Alunas da 8ª série B. anemia. gota. cálculos renais. morangueiro-bravo. laxante. Carla M. geléias. depurativo do fígado.

É uma planta de clima temperado. Modo de usar: in natura. É rica em bioflavonóides e carotenóides. Ela é rica em pectina. Casca Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda” . Usa-se também na prevenção da prisão de ventre e no combate as infecções como auxiliar nas dietas de emagrecimento. fragária. ainda. niacina (vitamina B3) e potássio e ainda. Kainã H. Turma 2009. Palavras-chave: Nectarina. Propriedades terapêuticas: É rica em retinol (vitamina A). sendo que as diferenças básicas são com relação aos frutos que apresentam a epiderme116 com ausência total de pêlos e bastante coloridas. digestão. É rica em vitamina A.) Batsch var. niacina (vitamina B3) e potássio e. especialmente Rio Grande do Sul e São Paulo.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. pigmentos vegetais antioxidantes que ajudam a proteger contra o câncer e outras doenças. em vitamina C. Descrição da planta: A nectarineira é uma planta semelhante ao pessegueiro. Nome científico: Prunus persica (L. na digestão e estimulante do apetite. É digestiva. que ajuda a prevenir a prisão de ventre. de Souza. Usos: A nectarina é usada na proteção da vista e conservação da saúde da pele. em menor quantidade. nucipersica Outros nomes populares: Moranguinho. Seu período de safra é de outubro a novembro. niacina e fonte razoável de vitamina C e potássio. em menor quantidade. diurética e pouco calórica. Flores e Frutas Projeto de Ciências 73 NECTARINA (Caio Augusto N. A casca contém fibra insolúvel. produzida no Sul e Sudeste do Brasil. Parte usada: Fruta. ácido ascórbico (vitamina C). Freire. É também usada como auxiliar no crescimento. vitamina A. Nome popular: Nectarina. vitamina A e C. É originária da China e melhorada na América do Norte. Domingues)115 Resumo: A nectarina é uma variedade de pêssego obtida de mutação genética do mesmo. 115 116 Alunos da 8ª série D. Matheus F.

firmes e de coloração verde-escura. T. Usos: O fruto é usado contra a diarréia a contra a hemorragia interna. etc. Turma 2009. em forma de cacho e em grande quantidade. Outros nomes populares: Ameixa amarela e ameixa americana. geléias e compotas. rústica. Staats. Na culinária podem ser usadas para fazer licor ou vinho e para o feitio de tortas. A planta se desenvolve e frutifica bem em condições de temperatura amena a quente e solos profundos. Modo de Usar: É consumida in natura e combina bem com outras frutas frescas ou em saladas de frutas. PM Felippe de Sousa Miranda” . Descrição da planta: A nespereira é uma árvore perene. tanto crua como na forma de doces. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Nome científico: Eriobotrya japonica. Ana C. levemente ácida e de bom sabor. Parte usada: Polpa. perenes. Além disso. dos Santos. adstringente. quando maduros. um tanto ácida. Nome popular: Nêspera. Daniel G. a polpa é bastante saborosa. Palavras-chave: Fruta. e peso médio de 30-80 gramas cada. anti-inflamatório e antihemorrágico. doce. vitamina C. NOZ 117 Alunos da 8ª série C. Dailane D. com casca e polpa amarela ou alaranjada. A casca é usada como adstringente em uso externo e em gargarejo eficaz contra as anginas e as estomatites.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. A polpa é firme. Na medicina tradicional chinesa usa-se a nêspera em calda como expectorante e para acalmar a garganta. de porte médio a grande. De Cristo)117 Resumo: A nêspera é uma fruta aquosa. doce. ela é ótima para a saúde. Os frutos podem ser levemente alongados. As flores são formadas nas extremidades dos ramos. Flores e Frutas Projeto de Ciências 74 NÊSPERA (Ana C de Sousa. Conde. casca. Propriedades terapêuticas: Expectorante. As folhas são alongadas. Victória R. ovalados ou globosos. ameixa amarela.

melhorando o funcionamento intestinal. cérebro e para o crescimento. agrupando-se em cachos com. é comprovada como agente de prevenção do câncer. Descrição da planta: A nogueira é uma arvore que consegue viver mais de 200 anos. 40 metros de diâmetro de copa e 20 metros de circunferência de tronco. Modo de usar: Como alimento in natura e como ingrediente de bebidas. cerebral. Palavras-chave: Nogueira. de folhas caducas. noz. especialmente vitamina E. Suas flores são dióicas. pulmonar. as flores masculinas não tem pigmento. O fruto é uma drupa. nogueira-comum. A nogueira-pecã é monóica. Flores e Frutas Projeto de Ciências 75 Mariana Santana Falkowski118 Resumo: A noz é o fruo da nogueira. alimento.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. bolos com cereais e outros pratos. muito insignificante. curar a diabete. normalmente. NOZ-MOSCADA 118 Aluna da 8ª série Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. formando amentilhos. PM Felippe de Sousa Miranda” . sífilis e irrigação vaginal. Nome popular: Nogueira. As folhas são compostas com 9 a 17 folíolos. Parte usada: Fruto. entre outros. que pode atingir grande porte. sendo a feminina apétala. com epicarpo que se separa do fruto. É também usada para limpar e fortalecer o sangue. sudorífera. com um pigmento escamoso. Propriedades terapêuticas: Por ser rica em antioxidantes. com flores masculinas e femininas separadas. que vai de setembro até maio. superando os 40 metros de altura. Usos: A noz é indicada como alimento para os nervos. A parte aproveitável apresentase entre 40 e 60 % do fruto. árvore que consegue viver mais de 200 anos. durando apenas uma estação. na maturação. Sudorífera. A noz é um alimento que faz muito bem para a saúde. Nome científico: Juglans. de três a sete unidades. Outros nomes populares: Nogueira-pecã. sopas. nogueira-persa.

pudins e bolos. mas da cor do limão. mas a amêndoa que o seu fruto encerra. quebra-se e revela aquilo em que se constitui a noz-moscada. que chega a atingir 20 metros de altura. laxativa. que envolve uma única semente de coloração castanha. servindo a pratos doces e salgados: desde biscoitos. e suas flores têm a forma de sino. A noz-moscada possui cerca de 10% de óleo essencial. Suas folhas são parecidas com as do louro. até carnes e aves. semelhantes ao damasco. Usos: Trata aftas. composto principalmente por hidrocarbonetos. carminativa. afrodisíaca. asma e soluço. foi introduzida no ocidente pelos árabes. carminativa. Revigora a mente. ajuda na recuperação dos sentidos após desmaios. Bianca C. Também é indicada em casos de abscessos. Outros nomes populares: Noz-moscada-do-brasil. Flores e Frutas Projeto de Ciências 76 Aléxia B. É bastante versátil na cozinha. Propriedades terapêuticas: Analgésica. Hetka. é graciosa e perfumada. Nome científico: Myristica fragrans Houtt. Descrição da planta: A árvore da noz-moscada. dores musculares e reumatismos.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. noz-moscada-do-pará. é usada na forma de chá. tortas. diarréia. Especiaria muito usada na Índia. Nome popular: Noz-moscada. Manasses 119 Resumo: A noz-moscada não é o fruto da moscadeira. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Palavras-Chave: Moscadeira. antiemética. Turma 2008. a qual depois de seca ao sol. tônica para os cabelos. PATA-DE-VACA 119 Alunas da 8ªF. regula menstruações escassas. especiaria. cólicas. no Brasil é cultivada no Sul da Bahia. problemas no estômago. antiespasmódica. Seus frutos. PM Felippe de Sousa Miranda” . revelando uma cobertura carmesim. laxativa. Parte usada: Semente. Modos de usar: Para problemas de estomago. quando amadurecem se desintegram.

Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas

Projeto de Ciências

77

(Guilherme Sales;Leandro da Rosa Pinheiro;Leonardo Hess)120 Resumo: A pata-de-vaca é uma árvore brasileira nativa da Mata Atlântica e de outros biomas. Usada em arborização urbana com cautela, devido a seu tronco espinhoso. No entanto, a pata-de-vaca possui flores e folhagem belíssimas. É usada tradicionalmente como medicamento, e tem sido objeto de estudos no controle da diabete. Palavras-chave: Diabete, insulina. Nome popular: Pata-de-vaca. Nome científico: Bauhinia forticata. Outros nomes populares: Mão de vaca, pata de boi, unha de boi, capa bode. Parte usada: Casca, flores e folhas. Propriedades terapêuticas: Analgésica, depurativa, diurética, abre o apetite, auxilia em casos de anemia, regimes de emagrecimento, obesidade, cuida de afecções hepáticas do estômago e do baço, problemas na vesícula. Usos: Indicada em casos de cálculos da bexiga, cálculos nos rins, diabete melito, diarréia, diurese, doenças do coração, doenças urinárias, gota, hemofilia, hipertensão arterial. Modo de usar: Chá das folhas em infusão. Descrição da planta: Pata-de-vaca é uma planta média de até 8 a 9 metros de altura e encontrada nos centros urbanos e em campos, usada nos jardins e arborização de ruas, pois é uma planta ornamental muito bonita e suas flores são grandes e exóticas e geralmente brancas, mas também aparecem flores rosadas ou avermelhadas. É espinhosa e sua folhagem lisa, um pouco aveludada na parte de baixo e o nome dado, pata-de-vaca, é porque sua folha tem este formato. Nas estações primavera, verão e inverno ela floresce. Boa para produção de sombra e sempre tem mais flores em temperatura tropical e com muito sol. Há muitas na Amazônia e podem ser usadas para fins medicinais. PAU-TENENTE
120

Alunos da 8ª série F. Turma 2008.
Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda”

Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas

Projeto de Ciências

78

Kenny H. de A. Almeida121 Resumo: O pau-tenente é uma planta medicinal da flora brasileira muito indicada em casos de debilidade em geral, diarréia, dietas de emagrecimento, disenterias (com febre), etc. Palavras-chave: Adstringente, antiespasmódica, febrífuga. Nome popular: Pau-tenente. Nome científico: Quassia amara L. Outros nomes populares: Quássia-da-jamaica, quássia-do-suriname, cássia, pauamargo, pau-de-surinã, pau-quassia, quássia, surinam. Parte usada: Folhas, casca, ramos. Propriedades terapêuticas: Adstringente, antiespasmódica, aperiente, colagogo, depurativa, digestiva, eupéptica, estomacal, febrífuga, hepatoprotetora, tônica, vermífuga. Usos: Anemia, atonia do aparelho digestivo, cólica hepáticas, debilidade em geral, diarréia, dietas de emagrecimento, disenterias (com febre), dispepsias, distúrbios gastrintestinais, febre, inapetência, inapetência, infecções (com febre), inseticida (moscas, mosquitos, piolhos), má digestão (pela diminuição da secreção gástrica), malária, parasitas intestinais, sarampo, secreção salivar e gastrintestinal (aumentar), tônico, transpiração (aumentar). Modo de usar: Infuso, decocto, extrato, extrato fluido, pó, tintura, elixir, vinho, xarope. Uso externo: banhos nos casos de sarampo. Descrição da planta: Planta arbustiva, ereta, pouco ramificada, castanhoacinzentado, folhas alternas, compostas, imparipenadas, de ráque alado e folíolos elíptico-agudos, flores tuberosas, vermelhas, em racemos terminais. Comum na America Tropical. Os princípios ativos são: quassina, pectina e taninos.

121

Aluno da 8ª série F. Turma 2008.
Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda”

Manual de Plantas Medicinais: Ervas, Flores e Frutas

Projeto de Ciências

79

PÊSSEGO [(Camila, Carolina, Hevellyn, Larissa e Vitor)122 ; (Carla Kloss; Carolina Florêncio; Emily Skrusink; Hagatha Vieira)123 Resumo: O pêssego é uma fruta originada da China que tem um valor nutritivo de vitaminas muito grande. Palavras-chave: Fruta medicinal, calmante, laxante. Nome popular: Pêssego. Nome científico: Prunus pérsica. Outros nomes populares: Pêssego-do-mato, ivaí, itajaí, ubajaí, cereja-do-riogrande. Parte usada: Fruta. Propriedades terapêuticas: É um bálsamo para o estômago e um precioso alimento para os diabéticos. Usos: É usada como alimento pouco calórico e fonte de vitaminas antioxidantes. Ajuda a reduzir o colesterol sanguíneo, manter o bom funcionamento do intestino, combater o reumatismo e evitar problemas de pele e do sistema nervoso. Modo de usar: Normalmente consumida ao natural, mas também industrializada em diversos produtos.

Descrição da planta: O pessegueiro é uma pequena árvore nativa da China, de folhas alternas e serreadas, flores roxas e drupas pubescentes. É originalmente de clima temperado. Graças ao desenvolvimento da pesquisa agronômica pode ser cultivado atualmente em qualquer região que apresente pelo menos 100 horas de frio por ano. É recomendada uma poda de frutificação, eliminando o excesso de ramos para facilitar a entrada de luz dentro da copa da árvore. A árvore cresce depressa e dá belas flores rosadas ou arroxeadas. A casca, recoberta por uma leve penugem, protege a polpa que, além de doce e saborosa, é rica em vitamina A.

122 123

Alunos da 2ª série F. Turma 2009. Alunos da 8ª série E. Turma 2009.
Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. PM Felippe de Sousa Miranda”

em destaque nos problemas hepáticos. antisséptica. Em alguns locais considerada uma praga. disenteria. medicina alternativa. inflamações da boca e da garganta. Muito prolífera e de ciclo curto. angina. Parte usada: toda a planta. antiartrítica. Propriedades terapêuticas: adstringente. Nome científico: Bidens pilosa L. diurética. cicatrização. antiedêmica. hipertensão. indigestão. carrapicho. aftas. depurativa. antidisentérica. age positivamente em muitos casos. febre. edemas. antiespasmódica. 124 Aluno da 8ª série F. faringite. é capaz de produzir até três gerações por ano. afecção cutânea. antidiarréica. carrapicho-cuambu. hepatite. ereta e com odor característico. carrapicho-de-agulha. infecções do estômago e rins. antirreumática. Propaga-se apenas por sementes. ativar o pâncreas na distribuição de insulina. Modo de usar: Chá em infusão. compressas e decocção para uso externo. desobstruente do fígado. anti-hemorroidária.Turma 2008 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. carrapicho-picão. carrapichoagulha. infecções urinária e vaginal. Nome popular: Picão-preto. conjuntivite. colesterol. Palavras-chave: Hepatite. antibacteriana. antibiótica. feridas. Descrição da planta: Planta anual. tomado ou gargarejo. diabete. dor de dente. dor de cabeça. fígado. Usos: Abscessos. distúrbios hepáticos. Flores e Frutas Projeto de Ciências 80 PICÃO-PRETO Renato Silva de Mira124 Resumo: O Picão-preto é uma das mais fortes plantas medicinais que existe. amigdalite. Outros nomes populares: Amor-de-burro. anti-inflamatória. cólica infantil. antiemética. sendo uma das mais sérias infestantes encontradas em lavouras anuais e perenes do Centro-Sul do país. cólicas. antiescorbútica. carrapicho-de-duas-pontas. envenenamento. hemorróida.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. PM Felippe de Sousa Miranda” . fadiga. amor-seco.

Pertencem à família das solanáceas. 125 Alunos da 2ª série B. o jiló e a berinjela. Palavras-chave: Anti-inflamatória. dos Santos. antioxidante. Descrição da planta: As pimentas são originárias das regiões tropicais da América Latina. analgésico. Usos: Na culinária é usada como tempero. Flores e Frutas Projeto de Ciências 81 PIMENTA (Beatriz M. ou em misturas em pó. Como fruta medicinal é usada como fonte de vitaminas. Fresca. com 85 gêneros distribuídos em todo o mundo. Nome popular: Pimenta Dedo-de-Moça. o seu princípio ativo. Ingrid L. assim como outras pimentas. Modo de usar: A Pimenta Dedo-de-Moça pode ser usada seca e esmigalhada. com diferentes formas. chamadas caiena. Everton C. chifre de veado. Melere. Turma 2009. cores e grau de pungência (ardor). requer cuidado no uso. Carneiro. Propriedades terapêuticas: Analgésica. substância estimulante do metabolismo que dá a ela o gosto ardido. Conservada em vinagre. como reguladora do estômago e intestino e para enxaqueca e dor de cabeça. é comum a todas as outras espécies de pimenta. flores em geral pequenas. energética. a capsaicina.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Apesar de descrevermos neste artigo a Pimenta Dedo-de-Moça. quando recebe o nome de calabresa. Maryam L. F. Parte usada: Fruta. Nome científico: Capsicum baccatum. da Silva. confere sabor e perfume aos molhos e geléias. sendo especialmente abundantes nas Américas como o tomate. anti-inflamatória. Elaine P. Oliveira. Kadri)125 Resumo: A pimenta vermelha. Indispensável nos pratos tailandeses e baianos. de coloração predominante roxa. Há muitas espécies e variedades. Carolina M. São plantas herbáceas. pode ser adicionada aos alimentos. Outros nomes populares: Pimenta calabresa. existe em vários tamanhos. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. pois o excesso pode estragar uma refeição. PM Felippe de Sousa Miranda” . enxaqueca.

ginja. rica em cálcio. Parte usada: Fruta. febrífugo. Fruta bastante saborosa. H. Daniele Jerke. de cor avermelhada. Nome científico: Eugenia uniflora L. achatado nas extremidades com sulcos longitudinais. ( Aline C. Descrição da planta: A pitangueira é uma planta originária do Brasil que pode alcançar até 10m de altura com tronco irregular. Propriedades terapêuticas: Excitante. de coloração vermelha. hipertensão. Palavras-chave: Excitante. febre e ansiedade. A floração da pitangueira é abundante. verminoses. ramificado. Turma 2009 Alunos da 2º H. Kamarowski. Florescem de agosto a novembro. aromático. de coloração verde quando adultas.Rodrigo Walesko. Eduardo Thomazi. Baú. branca e perfumada. doces e licores. Usos: É usado para curar bronquite. Turma 2009. antirreumático.Yasmim Kubaski)126. Modos de usar: Os frutos são consumidos in natura ou em suco. rubra. Nome popular: Pitanga. Da sua polpa se obtém geléias.Richard Pacheco. Flores e Frutas Projeto de Ciências 82 PITANGA (Mayara Cordeiro. pitangueira. na maturação. tem sido utilizada também como planta medicinal. roxa. Outros nomes populares: Cerejeira-brasileira. brilhantes. Fragoso)127 Resumo: A pitanga é uma fruta muito apreciada e a sua polpa é agridoce e perfumada. antidisentérico. PM Felippe de Sousa Miranda” . nativa da Mata Atlântica brasileira que. pitanga-rósea. Juliana M. antidisentérico. Thomas L.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. tosse. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Eduardo A. pitanga-vermelha. pitanga-domato. O fruto é arredondado. vinhos. Santiago. POEJO 126 127 Alunos do 2º D. S. S. pitanga-roxa. com aroma característico quando maceradas. da Rocha. Lucas do C. Possuem folhas ovais avermelhadas quando jovens. pitanga-branca. além de ser usada como alimento.Douglas S. febrífugo. Usa-se também o chá feito em decocção ou o extrato alcoólico. dos Santos. às vezes quase preta.

Propriedades terapêuticas: Digestivo. azia. Para a hipocloridria. Outros nomes populares: Erva de São Lourenço.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. além da carvona. Usos: Contra tosse. arrotos. calmante. Parte usada: Folhas e sumidades floridas. antiespasmódico. Alivia inflamação e fermentação intestinal. Nome popular: Poejo. antiespasmódico. Nome científico: Mentha pulegium. PM Felippe de Sousa Miranda” . A ingestão da planta também é usada no combate a vermes intestinais e um escalda pés de poejo também é excelente para alívio da gripe e resfriados. menta silvestre. febre e gases. Possui talos quadrangulares. insônia. Branco128 Resumo: O poejo é conhecido como planta medicinal pelos antigos chineses que já faziam referências a suas virtudes calmantes e antiespasmódicas. Flores e Frutas Projeto de Ciências 83 Eduardo Vinicius C. O Poejo cresce bem em sítios úmidos ou junto de cursos fluviais. enjôos. bronquite. Palavras-Chave: Poejo. Já as folhas são lanceoladas e ligeiramente dentadas. expectorante. cicatrizante. Modos de usar: Chá em infusão das folhas. menta selvagem. acidez estomacal. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Descrição da planta: Esta planta aromática. crises nervosas e reumatismo. é conhecida há séculos em todo o Mediterrâneo e Ásia ocidental pelas suas propriedades medicinais. pulegona e mentol. Turma 2008. de cor entre os verdes médio e escuro. muito ramificados. Eficaz também para transtornos menstruais. medindo de 30-40 cm entre os quais surgem as diminutas flores rosadas. mistura-se o chá com algumas gotas de suco de limão. POMELO 128 Aluno da 8ª série F. onde pode ser encontrada selvagem entre gramíneas e outras plantas. de crescimento espontâneo. Isso devido ao seu óleo essencial e taninos.

Flores e Frutas Projeto de Ciências 84 Matheus Marcelino129 Resumo: Apesar do pomelo não ser uma fruta popular. resultante do cruzamento do pomelo com a laranja. rica em pectina. para a pele e o cabelo. O pomelo possui um sabor menos doce que o da laranja. se aproveitam os benefícios de sua fibra. Modo de usar: Os frutos podem ser consumidos ao natural. Palavras-chave: Pigmentos. No campo da nutrição e como preventivo das doenças cardiovasculares. pigmentos que lhe conferem a cor de sua polpa que vai do amarelo ao roxo. como sucos.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. PM Felippe de Sousa Miranda” . inibidor. Usos: Para recuperar o ânimo. Outros nomes populares: Laranja vermelha. Descrição da planta: O pomelo é produzido pela toranja. Nome popular: Pomelo. O pomelo é rico em carotenóides. Quando saboreado fresco ou em suco. 129 Aluno da 8ªD. menos ácido que o do limão e algo de amargo. laranja-romã. que é um citrino híbrido. Propriedades terapêuticas: Antioxidantes. Nome científico: Citrus máxima. toranja. grapefruit. carotenóides. passando pelo alaranjado. suas folhas são verde escuro e o fruto combina a forma de uma laranja grande e a cor amarela de um limão. Parte usada: Fruta. tonificantes. Estas árvores são geralmente encontradas em cerca de 5-6m de altura. óleos essenciais e pectina. Turma 2009 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. ou industrializados em diferentes produtos. inibidor. possui certas propriedades alimentícias e medicinais que merecem ser evidenciadas.

Apesar da Prímula veris ser a mais amplamente usada. em cápsulas. flores grandes e amarelas. A espécie Oenothera biennis é nativa da América do Norte. Parte usada: Semente. Flores e Frutas Projeto de Ciências 85 PRÍMULA (Anne Louise Prestes Serpe. atinge em torno de 1 metro de altura. mantém a elasticidade da pele. O fruto é uma cápsula que contém numerosas sementes. é indicado para o equilíbrio hormonal diminuindo os impactos da TPM. onográcea. por ser rico em ácido gama linolênico (GLA).Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Outros nomes populares: Estrela-da-tarde. a qual não é cultivada no Brasil. ativadora dos linfócitos T. canárias. Usos: O óleo de prímula. influencia na regulação de hormônios sexuais femininos. controla a oleosidade e influencia na liberação de neurotransmissores cerebrais. inibidora da síntese de prolactina. a espécie descrita no presente artigo é a Oenothera biennis. anti-inflamatória. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. folhas largas e longas. de caule robusto. emoliente. 130 Alunas da 2ª série A. Nome científico: Oenothera biennis. ácido gama linolênico (GLA). O ácido gama linolênico (GLA). além de fazer parte da estrutura das membranas celulares. antialérgica. Modo de usar: A Prímula é consumida popularmente na forma do óleo de sua semente. PM Felippe de Sousa Miranda” . zécora. onagre. Camilla Severo Spjiorin)130 Resumo: Existem várias espécies desta planta e ambas tem componentes semelhantes que podem ser usados alternativamente. planta originária da América do Norte. Turma 2009. Descrição da planta: É uma planta herbácea anual ou bianual. Propriedades terapêuticas: Adstringente. reguladora da circulação sanguínea e reguladora do tônus muscular. Nome popular: Prímula. estes incluem saponinas que tem um efeito expectorante e salicilatos. Palavras-chave: Adstringente. antialérgica.

Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Os frutos são tetraquênios. tuberculose. Nome popular: Pulmonária. Palavras-chave: Pulmão. É uma espécie européia que cresce nos bosques claros. Outros nomes populares: Pulmonária-oficinal. Flores e Frutas Projeto de Ciências 86 PULMONÁRIA Bruno José Saúgo131 Resumo: A origem do nome Pulmonária vem do latim "pulmo". ficando azuladas após a fecundação. emoliente. Nome científico: Pulmonaria officinalis L. para curar bronquite. diurética. É usada também para lavagem dos olhos. PM Felippe de Sousa Miranda” . A pulmonária é freqüentemente cultivada em jardins como planta ornamental. Propriedades terapêuticas: Adstringente. tosse. Na extremidade de cada caule forma-se uma haste escorpióide de flores primeiro rosadas. Usos: A pulmonária é usada para males da bexiga. cálculo renal. sendo também um dos ingredientes do vermute. expectorante. Turma 2008. dos rins. pulmão. apresentando folhas alternas e rugosas ao tato. sudorífica. É comum adicionar-se folhas de pulmonária a sopas e saladas. anti-inflamatória. banhos e lavagem dos olhos. tosse convulsiva. ferimentos e inflamações. ROMÃ 131 Aluno da 8ª Série F . Uma decocção a 10% é usada em compressas. desinfetante. porque sempre foi usada para tratamento dos pulmões e especialmente da tuberculose. rouquidão. tuberculose. pulmonar. Descrição da planta: A Pulmonária é uma planta herbácea perene com rizoma subterrâneo e um tufo de caules angulosos.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Modos de usar: Usa-se as folhas secas em infusão. Parte usada: Folhas e flores.

na forma de bochecho ou gargarejo ou em compressas. Em banhos contra afecções vaginais e leucorréias. Usos: Para tratamento de inflamações na boca e na garganta. o suco do fruto liofilizado ou o líquido envolto nas sementes. também é considerada símbolo da prosperidade e da riqueza. Mangrano. úteis no combate às doenças cardíacas. contra vermes chatos. diarréia crônica. Outros nomes populares: Fruta do Universo. seus frutos são sagrados em muitos países. além de suas propriedades medicinais. Modo de usar: Usam-se extratos do pericarpo (casca do fruto). e adstringente. A romanzeira é um arbusto ramoso ou arvoreta de até 3 metros de altura. Suas flores são firmes e delicadas. inibição superior do crescimento de tumores e contra o vírus HVS-2 do herpes genital. Nome popular: Romã. catarata. Flores e Frutas Projeto de Ciências 87 (Larissa R. vermífugo. Nas inflamações da boca e da garganta pode-se mascar pequenos pedaços secos ou frescos da casca do fruto como se fossem pastilhas ou usar o cozimento (decocto) preparado com uma colher (de sopa) de pedaços da casca em água suficiente para uma xícara (de chá). É um antibiótico natural. ROSA 132 Alunos do 2º E. que produz frutos comestíveis de até 12 cm de diâmetro. antisséptico. tem cascas amarelas e avermelhadas. PM Felippe de Sousa Miranda” . inflamações na boca. Propriedades terapêuticas: Diurético. Rimmon. com sementes envoltas por um líquido adocicado. Palavras-chave: Diurético. Tem gosto levemente ácido. Granado. Descrição da planta: Possui folhas verdes brilhantes e as vezes avermelhadas. Nome científico: Punica granatum L. Turma 2009 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. vermífugo. Contra bactérias patogênicas.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. são do tamanho de uma laranja. Parte usada: Frutos. da Silva e Marcelo Ramos de Mello)132 Resumo: A romã é uma fruta que. disenteria amebiana. gengivites e faringites.

G.000 anos. R. digestivas e laxativas. Manasses. calmante. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. normalmente vermelhos.Cruz)133. São arbustos ou trepadeiras providos de acúleos. PM Felippe de Sousa Miranda” . Propriedades terapêuticas: Adstringente.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. e em digestões difíceis. Narok )135] Resumo: A rosa é uma das flores mais populares no mundo. 135 Alunas da 8ª Série B. Turma: 2008. prisão de ventre e inflamação dos olhos. com mais de 100 espécies. também na amígdalas. Turma 2008. calmante. C. Flores e Frutas Projeto de Ciências 88 [( Emanuela M. Fósseis dessas rosas datam de há 35 milhões de anos. laxativa. Usos: São usadas nas afecções da garganta e boca. de Araujo Juliana C. As folhas são simples e as flores. Diogo P. Santos. as rosas pertencem à família Rosácea. cultivada desde a Antigüidade. Palavras-chave: Adstringente. Aluna da 8ª série F. flores. Apresentam originalmente 5 pétalas e os frutos são pequenos. na maior parte das vezes. Atualmente. tanto no aspecto vegetativo como no aspecto floral. estômago. a flor é ainda mais antiga. Nome científico: Rosa spp Outros nomes populares: Rosa-de-corte. (Mayhume N. Como remédio. Usa-se também contra inflamações dos intestinos. e milhares de variedades. Dias)134. rosa-arbustiva. geralmente se faz infusão das folhas e pétalas ou o suco das folhas e flores. Modo de usar: As pétalas podem ser ingeridas como alimentos e quando maceradas se preparam perfumes ou licores. diarréia. (Bianca da C. Daiana F. as rosas cultivadas estão disponíveis em uma variedade imensa de formas. A primeira rosa cresceu nos jardins asiáticos há 5. Descrição da planta: Cientificamente. algumas vezes comestíveis. Cozidas são usadas em compressas. são solitárias. Nome popular: Rosa. Parte usada: Folhas. Na sua forma selvagem. Turma 2008. ROSA BRANCA 133 134 Alunas da 8ª série A.

Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Aluno da 8ª série e. Serve também para lavar os olhos inflamados e para desinfetar ferimentos. rosa-de-corte. tísica pulmonar. inflamações uterinas. Modo de usar: A infusão feita das pétalas ou sementes é ingerida como bebida medicinal ou usada para banhar o corpo todo. rosa-arbustiva. Usos: É usada para nervosismo.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. É usada também para combater infecção vaginal. turma 2008. PM Felippe de Sousa Miranda” . Forma um arbusto que chega a medir 1. Flores e Frutas Projeto de Ciências 89 Samir G. Propriedades terapêuticas: Adstringente. dor de garganta. Reproduz-se por mudas. Turma 2008. Para combater dores de garganta. Doneda136 . depressão. Outros nomes populares: Rosa. a rosa branca também é uma planta ornamental e medicinal. Palvras-chave: Tísica pulmonar. Lauro H. sementes. Suas propriedades são conhecidas desde a antiguidade. Suas flores se reúnem em cachos. Ota137 Resumo: Como todas as variedades de rosas. Descrição da planta: A rosa branca é uma planta ornamental e medicinal. As pétalas ou sementes são usadas também fervidas com um copo-de-leite. hemorragias e outros distúrbios uterinos.5 de altura. calmante. laxativa. como laxante e depurativa. ansiedade. tosse e bronquite. digestiva. Parte usada: Pétalas. 136 137 Aluno da 8ª série F. Nome científico: Rosa alba L. Nome popular: Rosa branca. O óleo essencial extraído das pétalas é usado em perfumes e a água de rosas é usada para limpar a pele. anti-inflamatória.

Turma 2008. Flores vistosas. Descrição da planta: É um subarbusto com as hastes quadradas e muito ramificadas. na forma de chá ou em infusão e industrializada em vinho e supositório. Maria Vitória de Siqueira Wuicik. erva medicinal e como plantas ornamentais. a tosse úmida. Nome científico: Salvia officinallis. plantas perenes e anuais. tosse. Flores e Frutas Projeto de Ciências 90 SÁLVIA [Gabriel Salata138( Gabrielle Stumpf Lima. afta. Luiza Agostini Klein. inteiras e em geral com cheiro intenso. antissépticas. Para usos externo. Turma 2009. suas folhas são opostas cruzadas. Outros nomes populares: Sálvia. Contra inapetência. adstringente. flores. Alunos da 2ª série A. gengiva. Modo de usar: Comumente. menstruação.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. edema. Tatiane do Rosário Brenner Lantmann)139 Resumo: A Salvia é um gênero botânico da amiaceae que inclui arbustos. São usadas como condimento. antissudorífera. É recomendada para o catarro crônico. mas atualmente é cultivada em várias regiões do mundo. mais para fins culinários do que medicinais por possuir um odor forte e perfumado. reunidas em densas inflorescências quase sempre axilares. fungicida. Propriedades terapêuticas: Anti-inflamatório. Nome popular: Sangue-de-adão. 138 139 Aluno da 8ª série B. Usos: A Sálvia é indicada em gargarejos contra a inflamação de garganta e em inalações para casos de sinusite. Acredita-se ser nativa da região do Mediterrâneo. Palavras-chave: Catarro. infecções da boca. bronquite. Parte usada: Folhas. alegria-dos-jardins. tônica. antiespasmódico. É amplamente usada na culinária por suas propriedades aromáticas. aromáticas. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. interrupção da menstruação e fluxos brancos. a Sálvia é utilizada como gargarejo. estimulante da digestão e balsâmica. utilizam-se compressas saturadas de chá de Sálvia sobre os edemas e as fungosidades das gengivas. PM Felippe de Sousa Miranda” .

Sua frutificação se dá nos meses de outubro e novembro. É originária das Américas e bastante comum na Região Nordestina do Brasil. mas ao contrário deste é bastante doce. com 2. inflamação e limpar ferida. diurética.Manual de Plantas Medicinais: Ervas.5-5 centímetros de comprimento e 15-20 gramas de peso. Flores e Frutas Projeto de Ciências 91 SERIGÜELA Nínniver M. É eficaz contra anemia. Parte usada: Fruta. inapetência e a diminuição dos glóbulos brancos. gases. compotas e refrigerantes. Seu formato é oval e quando madura assume a cor laranja-avermelhado e até amarelado. Usos: É usada para aliviar espasmos. geléia. e casca bastante fina. A camada de polpa é fina. Turma 2009 Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. diarréia. licores. Outros nomes populares: Cirigüela ou ciruela. seu consumo humano é feito por diversas formas. É parecido com o cajá. desde in natura até na fabricação de sucos. Modo de usar: O seu consumo é feito de diversas formas. Valascki140 Resumo: A Serigüela é uma fruta comum na Região Nordestina do Brasil. sendo colhida entre os meses de dezembro e janeiro. PM Felippe de Sousa Miranda” . podendo atingir até 7 metros de altura. polpa muito doce e suculenta. vinho. 140 Aluna da 8ª série D. sorvetes. Possui um caroço do tamanho de uma azeitona grande. energizante. Nome científico: Spondias purpurea L. Propriedades terapêuticas: Diurética. A fruta é uma drupa de cor laranja-avermelhada e até amarelada quando maduro. Nome popular: Serigüela. disenteria. febre. energizante. com cerca de 3 milímetros. com um caroço do tamanho de uma azeitona grande. desde in natura até na confecção de sucos. sorvetes e doces. Palavras-chave: Drupa. Descrição da planta: A Serigueleira é uma árvore de porte médio.

141 Alunas da 8ª série B. febres intestinais. cólica infantil. Bosa. branco-amareladas. cozimento. Gustavo C. percorridas com nervuras curvilíneas. do Amaral )141 Resumo: Existem mais de 12 espécies de tanchagem. antidiarreico. Propriedades terapêuticas: Adstringente. inflamações e na cura das feridas. cicatrizante. ovaladas. Usado como auxiliar contra diarréia. plantago. da garganta. problemas urinários. hemorróidas. Usa-se também contra a conjuntivite. dos rins. cataplasma ou na forma de pomada. anti-inflamatório. inteiras ou de bordos levemente ondulados. Turma 2008. da bexiga. Nome científico: Plantago SSP. agrupam-se em espigas de até 40 cm de comprimento. Descrição da planta: A tanchagem é uma planta medicinal que apresenta uma coloração verde intensa. dos olhos. PM Felippe de Sousa Miranda” . Palavras-chave: Adstringente. tansagem. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. Usos: É usada no combate as inflamações dos ouvidos. antigripal. das gengivas. do estômago. Nome popular: Tanchagem. tranchagem. Parte usada: Toda a planta. Modo de usar: Infusão para os problemas internos e. gripes. da faringe.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. dos intestinos. inflamação. usa-se de várias maneiras: suco das folhas. úlcera. Flores e Frutas Projeto de Ciências 92 TANCHAGEM (Annelyse de C. com um tufo de folhas grandes. As suas flores são pequenas.Jéssyca C. externamente. Outros nomes populares: Língua de vaca. das amígdalas. a qual se torna uma das ervas mais usadas pelas suas propriedades medicinais. apendicite. Arantes .

Z. musses. Oleriano)143 . Descrição da planta: A árvore tem porte médio. Nome popular: Bergamota ou tangerina. geléias e doces. PM Felippe de Sousa Miranda” . a cor da casca é alaranjada forte a avermelhada e sua polpa alaranjada. Deliciosa ao natural. G. forte e agradável. porque as plantas sobrevivem por muitos anos. Lucas M. de Lara. fruta aromática que exala um perfume cítrico. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. espinhos nos ramos e frutos grandes com casca frouxa. Cahio V. Igor Pytlowanciv. Turma 2009. porque as flores têm os dois sexos na mesma flor (hermafroditas) e são autocompatíveis. antiparasítica. A polinização das flores é feita principalmente pelas abelhas. Paulo da Rosa)142. Ela pode ser usada no preparo de sucos. Flores e Frutas Projeto de Ciências 93 TANGERINA [(Bruno Ludovico. Das tangerinas. resfriados. Os frutos são arredondados e com as extremidades achatadas. Henrique Laureano.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Azevedo. mimosa.(Bruno M. sorvetes e diversos outros tipos de sobremesas. repletos de suco rico em ferro e vitaminas. Modo de usar: Recomenda-se fazer refeições esporádicas e exclusivas de tangerina. Além disso. como fruta fresca. 144 Aluno da 8˚F. laranja-mimosa. Turma 2009. calmante. Para produção doméstica. Turma 2009. Usos: É indicada para fortalecer o organismo e ajudara prevenir gripes e resfriados. mesmo com uma planta. (João P. folhas lanceoladas. licores. tem propriedades terapêuticas importantes. saladas-de-frutas. também é excelente em refrescos. a poncã é a mais plantada. Parte usada: Fruto.Evandro Mercaldi. 142 143 Alunos do 2º G. hipertensão arterial e prisões de ventre. Cervejeira. A fruta é consumida principalmente ao natural. A cultura é perene. Lucas H. Propriedades terapêuticas: Dêitica. gripes.Klassen )144] Resumo: É a popular mexerica. frutifica normalmente. A casca amarela fica praticamente solta dos bagos. Alunos da 8˚ série C. Outros nomes populares: Mexerica. Palavras-chave: Diurética. com 5 a 8 sementes. Nome científico: Citrus reticulata.

pelo que as folhas jovens de urtiga podem ser consumidas cruas em salada. depurativa. cremes. vasoconstritora. antiescorbútica. com altura que pode atingir até 2 metros. até uns 15 cm. tônica. ou após fervura. Usos: Para artrite e reumatismo. distúrbios urinários. 145 Aluno da 8ª série B. D. géis. Age como diurético. de Araujo145 Resumo: Desde a Idade Média que as folhas são utilizadas na culinária escocesa. revitalizante. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. antirradicais livres. A ação urticante das folhas desaparece após doze horas da planta ter sido colhida. estimulante. tonificante capilar. antisséptica. revulsiva. distúrbios urinários. antialérgico. Palavras-chave: Anti-inflamatória. antiescorbútica.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Também utilizada para problemas de queda de cabelo. ortie. loções. PM Felippe de Sousa Miranda” . adstringente. ortica comune. Esses pêlos minúsculos perfuram a pele e liberam um fluido venenoso que irrita e inflama a pele. Nome científico: Urtica dioica L. Parte usada: toda a planta. antisseborréica. Fitocosméticos: extrato glicólico. Flores e Frutas Projeto de Ciências 94 URTIGA Rafael J. Outros nomes populares: Ortiga. O efeito urtigante desparece após decocção. em regiões de clima temperado e tropical. que causam coceira e irritação quando em contato com a pele. como o restante legumes. Modo de usar: Na alimentação (após decocção): folhas de plantas jovens. bactericida. em omeletas. produtos pós-sol. antioxidante. Nome popular: Urtiga. Internamente usa-se infusão das folhas ou decocção das raízes. pressão alta. descongestionante. Descrição da planta: A Urtiga é uma planta perene. É possível encontrar a urtiga em várias partes do mundo. de porte ereto. hemostática. Externamente usa-se a decocção. A planta possui seu caule e suas folhas recobertos por pêlos. Propriedades terapêuticas: Anti-inflamatória. xampus. em sopas ou simplesmente cozidas. hipoglicêmica. Turma: 2008. urtiga anã.

Outros nomes populares: Não foram encontrados. antirreumática. mas também é indicada contra várias enfermidades do intestino. doce. doces. folhas grandes e repartidas em cinco lóbulos pontiagudos. Originária da Ásia. diurética. Nome popular: Uva. vinho. M. a videira é cultivada em todas as regiões de clima temperado. e cujo fruto é a uva. Palavras-chave: Videira. depurativa. fígado. Turma 2009. ramos flexíveis. vômitos. O cultivo da videira para a produção de vinho é uma das atividades mais antigas da civilização. Parte usada: Fruta. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. alcalinizante. Nome científico: Vitis vinifera L. Modo de usar: Come-se a fruta crua ou industrializada na forma de passas. É uma trepadeira da família das vitáceas. Ribeiro. PM Felippe de Sousa Miranda” . sucos. passas. vinhos e geléias. Usos: É usada geralmente como laxante. Descrição da planta: A videira ou parreira é a principal fruteira cultivada no mundo. DICAS IMPORTANTES PARA O BOM USO DAS PLANTAS MEDICINAIS 146 Alunos da 8ª série A. amargo da boca e como estimulante das funções cardíacas. abdome. flores esverdeadas em ramos. Carvalho)146 Resumo: A uva é o fruto da videira que além de ser consumida crua como alimento é utilizada freqüentemente para produzir sumo. Flores e Frutas Projeto de Ciências 95 UVA (Franklin W. Propriedades terapêuticas: Vitalisadora. laxante. vinho e passas. Usa-se também o suco natural da uva. tônica para o sistema nervoso.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. com tronco retorcido. Gabriel da S.

Flores e Frutas Projeto de Ciências 96 Identificar a planta e consultar o manual para saber qual parte é usada antes de coletar. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. dependendo da dosagem de ervas utilizadas e do tempo que fica em infusão ou em decocção. PM Felippe de Sousa Miranda” . PREPARAÇÃO DOS CHÁS Por infusão: Colocar a quantia certa de erva em uma vasilha (bule. Deixar ferver de 5 a 20 minutos antes de usar. Tampar bem e deixar em repouso durante 10 ou mais minutos antes de usar. xícara. frescas ou secas.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Caso queira guardá-las. caneca. Os chás podem ser diluídos ou concentrados. num ambiente seco e limpo e guarde-as num lugar seco e protegido de insetos e poeira.) e despejar água fervente sobre a erva. etc. Por cozimento ou decocção: Colocar a quantia certa de erva em um bule ou caneco com água e levar ao fogo. Os chás podem ser preparados com as ervas. seque-as à sombra. flores ou frutas.

Podem provocar aborto. produz efeito fisiológico/metabólico benéfico à saúde.Doenças causadas pela inexistência de aporte ao organismo. Antociadina . Antidesintérico . azuis ou violáceos das folhas. cardíaco e circulatório. Aperientes . frutos ou flores dos vegetais.Propriedade de encolher e apertar o topo das camadas da pele. reduzindo assim secreções.Acalmam os nervos.Combatem a impotência sexual.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Antioxidantes .Folhas que caem durante o inverno. Alimento funcional . respiratório.Regulariza os movimentos dos órgãos aliviando as cólicas.Acalmam e suprimem a dor.Capacidade de prender o intestino. Antiescorbútico .Abrem o apetite. Analgésicas . Antiespasmódica . Carencial . Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. cuja ação é semelhante à vitamina C. aliviando a irritação.Combatem os gazes estomacais e intestinais.Substância constituinte dos pigmentos vermelhos.estimulam o sistema nervoso.Agente que atua contra o escorbuto. quando consumido como parte usual da dieta. Adstringente . Cardiotônicas . Flores e Frutas Projeto de Ciências 97 GLOSSÁRIO Abortivos . Calmantes . Carminativas . Afrodisíacos . PM Felippe de Sousa Miranda” . Antídoto . de uma quantidade suficiente de uma vitamina específica por um período de tempo prolongado.Substâncias cuja função é proteger as células contra os efeitos danosos. e melhorando a firmeza dos tecidos. Caducas .Além das características nutricionais básicas.Contra venenos.

Colerética .Combatem a disenteria. Desobstruentes .Purificam o sangue.Combatem o mal-estar do estômago. Emolientes .Facilita os processos digestivos. PM Felippe de Sousa Miranda” .Manual de Plantas Medicinais: Ervas.Suprem a carência de vitamina C. Escorbúticas . Flores e Frutas Projeto de Ciências 98 Cataplasma . Diaforéticas .Facilitam a secreção da urina.Medicamento que aumenta a secreção biliar.Combatem as obstruções intestinais. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.Favorecem a cicatrização das feridas e ajudam a curá-las. o suor. Desinfetantes .Que provoca a menstruação.Destroem os micróbios.Substância de consistência pastosa destinada a ser aplicada sobre a pele como descongestionante local ou como revulsivo.Provocam vômitos.Estimulam o apetite.Provoca a transpiração.Amolecem os tecidos endurecidos por abscessos ou inflamações.Aumenta a produção de bile no fígado. Eupéptico .Facilitam a digestão. Esurinas . Estimulante . Colagoga .Aumentam as energias. Digestivas . Eméticas . Cicatrizantes . Depurativas . Disentéricas . Estomacais . Diuréticas .Limpam a superfície da pele e as feridas. Detergentes . Emenagogo .

cirrose e câncer de fígado.Derramamento de sangue.Auxilia na cura de feridas e cortes.Abundância de sangue. Tísica pulmonar .Fístulas do anus. Soníferas . Soporífica .Atua contra a hepatite.Combate a tuberculose. Flores e Frutas Projeto de Ciências 99 Expectorantes .Manual de Plantas Medicinais: Ervas.Que fazem suar. PM Felippe de Sousa Miranda” .Ajudam a acalmar as dores e os nervos.Combatem a febre. Hemorragias . Hepatoprotetor . Tônicas . Hipercloridria . Hipotensor . Inapetência .Faz cessar a inflamação. Hemostático . Purgativas . Febrífugas ou antitérmicas . Limpam os intestinos. Sedativas . Vulnerária .Tem a propriedade de hidratar e regenerar a pele Sudoríferos .Exercem ação especial sobre as vias respiratórias.Ação de coagular o sangue.Aceleram e provocam as evacuações.Que diminui a tensão arterial. Resolutivas .Falta de apetite.Tem a propriedade de fazer dormir.Fortalecem e restauram o organismo. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.Excesso de ácido clorídrico no suco gástrico. Hiperemia . Retites hemorroidais .

Casa Publicadora Brasileira. 1998. Edições Vida Plena. São Paulo: Gráfica Círculo. Alfons. AKISSUE. 219p.1-2. Botânica: introdução à taxonomia vegetal. As Incríveis 50 Frutas com Poderes Medicinais. Manual Prático de Tratamentos Naturais. As Plantas que Curam: a prevenção e cura das doenças pelas plantas. Aylton Brandão. 1998. São Paulo: Companhia Editora Nacional. PM Felippe de Sousa Miranda” . 25. et al. As frutas na Medicina Natural. São Paulo: Livraria Atheneu Editora. et al. R. BOARIN. Farmácias Vivas: Sistema de utilização de plantas para pequenas comunidades. BANC0 de plantas medicinais. A cura e a saúde pelos alimentos. JOLY. F. ed. Moreira Yarza. aromáticas e condimentares da Universidade do Estado de São Paulo. 1999. 1984. F. de. S. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa. Flores e Frutas Projeto de Ciências 100 REFERÊNCIAS ACHARAM. 1995. Fortaleza: UFC. Daniel S. Lobo Franco. PLANTAMED Grande cadastro de plantas e ervas medicinais. F. São Paulo: Edições Vida Plena. SCHNEIDER. J. Plantas que curam: cheiro de mato. Frutas brasileiras e exóticas cultivadas (de consumo in natura). G. v. F.Manual de Plantas Medicinais: Ervas. Plantas Medicinais. LORENZI. LELINGTON. Itaquacetuba: Edições Vida Plena. 220p. 280p. São Paulo: IBRASA. 2006. Instituto Plantarum. 396 p. 2002. 2006. MARTINS. PANIZZA. BALBACH. 1989. 3ª ed. Fundamentos de Farmacobotânica. 221p. Ernst. A. São Paulo: CIAGRI. Daniel S. Campinas. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. BOARIN. E. MATOS. 1995. BOLETIM 200 do Instituto Agronômico de Campinas. H. OLIVEIRA. 1994. 1997.

PANIZZA. Sylvio. Planta Nativa V. Dr. Jabuticabeira. Recomendações de adubação e calagem para o estado de São Paulo. Dr. 1996. Boletim Técnico 100. São Paulo. 1995. São Paulo” .PB. A Cura pelas Ervas e Plantas Medicinais Brasileiras. Novembro de 2001 – página 7.D. M. Ricardo. Óleos voláteis em espécies de interesse agronômico do Rio Grande do Sul. RAIJ. 258p. Alfons. et al.D. BRITTO.Mestre e Doutor (Ph. Londres. Bartholomew. 2000. _____. 163-167. Seabra de. Plantas que Curam: Cheiro de Mato. In: SIMPÓSIO DE PLANTAS MEDICINAIS DO BRASIL. 285p. Coordenador do Projeto de Proteção de Nascentes em Assentamentos do Município do Conde . et al. Instituto Agronômico . Ph. 149p. p. B.º 6 Nov/dez/1980. Médico pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre. Prof. IBRASA. Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel. UFRJ. M. 1979. Aprenda Fácil. UFCSPA. et al. Águas de Lindóia.2 N. Cultivo orgânico de plantas medicinais. Revista “Ciência Hoje”. C. Pedro Costa Guedes Vianna. As frutas na medicina doméstica. 1998. LAINETTI. PM Felippe de Sousa Miranda” .Manual de Plantas Medicinais: Ervas. SARTÓRIO. RGS . Editoras Ediouro. 15. Ed. British Medical Association. Darcy Roberto Lima. Inglaterra Professor de Farmacologia Clínica e História da Medicina.Fundação IAC. Campinas. BALBACH. 1997. Inglaterra Pós-Doutorado em História da Medicina. Anais. Flores e Frutas Projeto de Ciências 101 PIRES. As Frutas na Medicina Doméstica.) em Medicina. Faculdade de Medicina do Royal Hospital of. A. CASA DA AGRICULTURA. Nei R. L. 17/10/1998. D. Universidade de Londres. São Paulo: Edições Edificações do Lar. St. INDC.

bighost.answers.ciagri.com pt http://globoruraltv.abril.br http://br.estudenet.br/ www.geocities.com.br http://ci-67.br http://www.Manual de Plantas Medicinais: Ervas.com.com.espacobiosfera.com.usp.brasilescola.org http://www.br/ http://www2.correioweb.atribunanews.clubedasemente.fazfacil.biologias.site50.com.globo.br http://www.com/ www.yahoo.com http://biovida.com.com.br Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.com www. PM Felippe de Sousa Miranda” .ufu http://www.com.com.br/ http://www.br www. Flores e Frutas Projeto de Ciências 102 SITES CONSULTADOS www.com http://celtic.br http://www.br http://www.net http://www.cnph.br/ www.geociencias.fruticultura.frutas.cpafro.com.br/ www.atelieterapeutico.hortifruti.com www.iciag.achetudoeregiao.embrapa.br/ www.br/ http://www.embrapa.radar-rs.com.emedix.ufpb.

net www.com.br/ www.tripod.sensibilidadeesabor.portalfarmacia.com.jardineiro.seb-ecologia.infobibos.hpg.plantaservas.com.com.br/glossa.lesedi.br http://pt.com/ www.br/ www.com.br/ http://www.com http://www.br/ www.br http://www2.com.br/ http://www.portalshalom.com.uol.com.plugado.br www.sitiosaocarlos.saudenarede.com.plantamed.mundoverde.br http://www.com.suapesquisa.br http://www. Flores e Frutas Projeto de Ciências 103 http://www.wikipedia.horti. PM Felippe de Sousa Miranda” .hpg.ig.org Colégio da Polícia Militar do Paraná “Cel.todafruta.br/ http://www.com.br www.php www.br http://members.com.com.jardimdeflores.com.br/ http://www.vitaminasecia.org.br www.ig.com.Manual de Plantas Medicinais: Ervas.br www.com.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful