ESCRITURAS

Guia do Instrutor Termo: Embora o nome "Biblia" não é encontrado em suas próprias páginas, esta vem do grego e significa "livros, rolos", sendo a forma plural de Biblos - livro. Ela é também frequentemente mencionada como "As Escrituras" porque em suas escritas contêm a Palavra de Deus (O testemunho de Cristo, João 5:39), assim é também chamada A Palavra de Deus escrita. Objetivo da Lição: Entender o papel das Escrituras em revelar Deus. Estratégia Didática: Depois de lerem ou recitarem os versos-chaves, o instrutor pode ler a passagem que ilustra o tópico (2 Timóteo 3:15-17 , Atos 17:10,11) e explicar o nosso Ponto de Doutrina número 1 e pode ser lido a história e canonicidade da Biblia, antes de fazer as perguntas.

ILUSTRAÇÃO

"E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra."

2 Timóteo 3:15-17

"E logo os irmãos enviaram de noite Paulo e Silas a Beréia; e eles, chegando lá, foram à sinagoga dos judeus. Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim."

Atos 17:10,11

Para Meditar:

1. Nós cremos na inteira Bíblia e aceitamo-la como infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é a única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d'Ela diminuir. É também o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 1:21; II Tim., 3:16,17; Rom. 1:16).
Autoridade: A Biblia é a nossa única guia da nossa fé e conduta, o que implica que as Escrituras são autoritativas, a origem de doutrinas e padrões para as nossas vidas. Ainda que a natureza, a consciência, a revelação pessoal pode dar uma pequena idéia sobre Deus, também a moral, tradição, história, experiência pessoal e os ensinamentos da igreja podem dar regras boas e úteis para viver bem, as Escrituras são o ÚNICO texto a ter autoridade e revela Deus para nossa Salvação, porque nela é testificado Deus através de Cristo desde seu o início até o fim de suas páginas. Inspiração: A Inspiração indica a ação do Espírito Santo na composição das Escrituras. Inspiração não é um ditado, o inefável Deus revelou sua mensagem por meio de fala humana, assim existe o contexto histórico, estilo pessoal e mentalidade dos autores na maneira com que eles entenderam a Vontade de Deus e transmitiram-na até hoje numa maneira humanamente compreensível. Dessa forma a Biblia é peculiarmente ambos: inspirada e inspiradora. Infalibilidade: A Bíblia ser infalível significa que ela é incapaz de fazer afirmações errôneas ou falsas em qualquer sentido a respeito da Salvação ou a respeito de Deus, porque esta é o testemunho fiel sobre o próprio Deus. © 2007 – Christian Congregation in the United States – Dallas TOPICAL STUDY

Suficiência: Ainda que a Biblia não tenha como objetivo conter toda a sabedoria, esta contém o necessário para a salvação, por isso não estamos presos a nenhum outro ensino extra-biblico para a nossa guia espiritual. Nenhuma revelação adicional é necessária.

Histórico da Bíblia A Bíblia foi escrita num espaço de quinze séculos e a linguagem usada no Velho Testamento é Hebreu (exceto algumas partes de Daniel e Esdras, escritos em Aramaico) e para o Novo Testamento, o Grego. A Biblia foi escrito em papiro, vêlo (pele de animal), argila e finalmente em papel. Ela foi o primeiro trabalho a ser impresso por Guttenberg e até hoje é o livro mais vendido. É composta de 66 livros, os quais destes 37 estão no Velho Testamento, tematicamente agrupado na Lei de Moisés (o Torá), Livros Históricos, Livros de Sabedoria, e os Profetas, servindo para apontar para o Novo Testamento, com seus 27 livros, composto dos Evangelhos, o histórico livro dos Atos dos Apóstolos, as Epístolas (cartas) de Paulo, as Epístolas Universais e o livro profético de Revelação ou Apocalipse. Existem muitos tipos e estilos de composição: argumentos lógicos, poesia, canções e hinos, história, biografias, estórias, parábolas, códigos legais, cartas e filosofia. Há pelo menos 36 diferentes autores identificados, os quais eram reis, homens do campo, homens de ciências, legisladores, generais, pescadores, ministros e sacerdotes, coletor de impostos, um médico, alguns ricos, outros pobres, alguns da cidade, outros do campo, mas todos mostram a unidade do Autor Supremo. Enquanto livros são escritos para transmitir algum conhecimento ou para despertar emoções, a Biblia é unica no sentido de revelar o vivente Deus e no seu poder em proclamar a Salvação. Canonicidade

Cânon deriva do Grego "Kanon" e significa "regra, norma', quando a respeito da Biblia, é a lista de
livros nela contindo. Os livros da Biblia são canônicos não por um acordo comum ou permissão humana, mas pelo testemunho e iluminação do Espírito Santo, a qual nos habilita a reconhecê-los e distinguir de outros livros religiosos sobre os quais, ainda que úteis, nós não podemos encontrar algum conhecimento necessário e com autoridade para a nossa Salvação. Diferente do que muitos argumentam de forma mal informada, os livros da Biblia nunca foram selecionados por um grupo pequeno de pessoas em um específico período ou por um individuo em particular. Ao invés disso, foi um processo desenvolvido por séculos numa larga área geográfica. A Igreja através da história reconheceu os livros os quais são autênticos, tiveram aceitação geral pela Cristandade, aqueles que são coerentes com a mensagem ensinada por Cristo e alinhados com o contexto mantido em outros livros das Escrituras. Algumas denominações possuem livros extras. A igreja Católica Romana tem sete livros a mais no Velho Testamento os quais não são encontrados no original hebraico e foram oficialmente adotados por ela apartir de 1546 no Concílio de Trento. Na edição das igrejas etíopes apresentam oito livros; a maioria deles nunca foram usados por cristãos de lugar nenhum e são tidos como não-autênticos pelos estudiosos modernos. Algumas Biblias em linguas eslavas, siríacas e armênias contém pequena variação na lista do Novo Testamento, mas todas as igrejas que usam estas versões concordam que o original Novo Testamento Grego possui 27 livros apenas. Os livros do Velho Testamento que temos hoje, são aqueles usados pelos Israelitas no tempo de Jesus. O primeiro reconhecimento formal da Biblia padrão como aceitamos vem do Concílio de Cartago (África, no ano 397 A.D) e reafirmado durante a Reforma pela Confissão Gálica evangélica em La Rochelle, França 1559. © 2007 – Christian Congregation in the United States – Dallas TOPICAL STUDY

Assim, livros que não são autênticos (atribuídos à personagens bíblicos mas comprovados serem composições posteriores) ou que contenha doutrinas incoerentes com o que já é ensinado nos livros canônicos não há como serem adicionados à Bíblia. O mesmo vale para escritos recentes que expressem uma mensagem verdadeira, mesmo que inspiradores ou normativos, pois não há como agora estabelecer universalidade e autoridade.

Perguntas      Por que a palavra “Testamento” é usada para referir aos dois componentes principais da Biblia? Por que existe a necessidade de uma regra de fé comum e permanente? Não poderíamos seguir nossa inspiração pessoal ou nos comportarmos razoavelmente bem e ser o bastante para a salvação? Por que Deus requer que nós leiamos, estudemos e examinemos diligentemente as Escrituras? Por que “novos livros ” descobertos ou estórias inspiradas, poesia e hinos não são adicionados à Biblia? Diga-nos qual é a parte da Biblia que você mais aprecia.

Versos-Chaves
Romanos 15:4 1 Corintios 10:11 Apocalipse 1:3 Escrita para a nossa instrução "Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança." "Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos." "Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo." Inspirada "Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo." A Espada do Espírito "Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus" As Escrituras são Verdade "A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre." "Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade." As Escrituras são poderosas e eficaz "Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." As Escrituras revelam Cristo "Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam" As Escrituras tem poder na sua mensagem "Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego". Trabalha naqueles que crêem "Por isso também damos, sem cessar, graças a Deus, pois, havendo recebido de nós a palavra da pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade), como palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes."

2 Pedro 1:21

Efésios 6:17 Salmo 119:160 João 17:17 Hebreus 4:12

João 5:39

Romanos 1:16

1 Tessalonicenses 2:13

© 2007 – Christian Congregation in the United States – Dallas

TOPICAL STUDY