You are on page 1of 2

EQUAÇÃO DA CONTINUIDADE

PROFº: RENAN Frente: 03 Aula: 13 GE040907


(PE/ES/CN)

Introdução: Equação da Continuidade:

Dinâmica de fluidos é uma teoria complicada, Considerando o


porém muito importante devido às suas diversas escoamento estacionário de
aplicações, por exemplo, o fluxo da gasolina em motores um fluido incompressível
de carros ou aviões; aerodinâmica de (densidade constante), no
automóveis e aviões; O transporte de qual a velocidade de
combustíveis por duto (canos), etc. escoamento em cada ponto
Entretanto em alguns casos é fixo não varia com o tempo,
suficiente saber apenas algumas podemos afirmar que a vazão
propriedades simples do fluxo de um no ponto “B” é igual a vazão
líquido. Nesta prática vamos estudar no ponto “A”.
as propriedades Apartir desse principio de igualdade de vazões em “A” e
mais simples, em em “B”, chegamos a seguinte conclusão:
particular a
equação
continuidade e a
da Demonstração: Ф1 = Ф2
equação de Bernoulli para escoamento VOL1 = VOL2
estacionário. ∆T1 ∆T2

Linhas de corrente:

Uma linha de corrente é a trajetória descrita por


um elemento de volume do fluido. Enquanto esse Onde:
elemento de volume se move, ele pode variar a sua A1 e A2 Æ seções transversais.
velocidade em módulo, direção e sentido. O vetor V1 e V2 Æ velocidades.
velocidade será sempre tangente á linha de corrente.
Uma conseqüência desta definição é que as linhas de Assim, nas regiões onde o tubo sofre estrangulamento, o
corrente nunca se cruzam, pois se houvesse um fluido escoa mais rapidamente. Por exemplo, quando se
cruzamento das linhas seria um escoamento turbulento quer um maior alcance com um esguicho de água, basta
(não estudado em nível médio). apertar a ponta da mangueira, diminuindo a área,
aumentando a velocidade de saída da água.
Através desta equação pode se concluir que se a área de
um tubo, por exemplo, por onde escoa um fluido diminuir,
então a velocidade deverá aumentar a fim de manter a
vazão constante.

Outra fórmula para vazão:

Existe uma outra forma de calcular a vazão


volumétrica de um escoamento:
Ф = Vol
∆Τ Obs.:
Ф = A . ∆S O físico italiano Evangelista Torricelli (1608-1647), em
1643 (De Motu Gravium Projectorum), ao observar que
∆Τ a velocidade do líquido é
proporcional à raiz quadrada
da altura do orifício em
relação à superfície livre do
Ф = A . Vel líquido. Hoje, essa lei é
traduzida pela expressão:

Onde: , (onde h é a
profundidade) é conhecida
v Æ velocidade de escoamento do fluido.
como Equação de Torricelli.
A Æ área por onde escoa o fluido.

Fale conosco www.portalimpacto.com.br


Exercícios Questão 05:
Questão 01: No tubo da figura a seguir, determine a vazão e a
velocidade de escoamento na seção (2), respectivamente:
Para aumentar a pressão hidrostática (quando a água não
está escoando nos canos) em um chuveiro conectado a
uma caixa d'água, você sugeriria:

I – aumentar o diâmetro da tubulação que vai desde a


caixa d'água até o chuveiro.
II – deslocar horizontalmente a caixa d'água de modo a
deixá-la a mais próxima possível do chuveiro.
III – deslocar verticalmente para cima a caixa d'água.
a) 1000 cm³/s e 2 m/s.
IV - aumentar o comprimento da tubulação que vai da
b) 1000 cm³/s e 0,5 m/s.
caixa d’água até o chuveiro.
c) 10 cm³/s e 2 m/s.
d) 10 cm³/s e 0,5m/s.
Está(ão) correta(s):
Questão 06:
a) I apenas
b) II apenas
UEL - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
c) III apenas
d) IV apenas
O recipiente abaixo
e) II e IV apenas
contém líquido até
uma altura de 4 m.
Questão 02:
Efetuando um furo
Calcule a vazão de um fluido que escoa por uma
de área 5 cm², a 2,5
tubulação com uma velocidade média de 1,4 m/min.,
m abaixo da
sabendo-se que a área da seção da tubulação é igual a
superfície livre do
42cm², em cm³/s.
líquido, determine a
velocidade com que
a) 42
o líquido escoa pelo furo, em m/s, e sua vazão, em L/s,
b) 53,4
respectivamente: Despreze a viscosidade, considere g =
c) 58,8
10 m/s² e suponha que a superfície livre do líquido se
*d) 98
mantenha num mesmo nível durante o escoamento.
e) 588

Questão 03: a) 50 e 7.
Um tubo horizontal tem uma construção, como se ilustra b) 2 5 e 50.
na figura. No ponto 1 o diâmetro é 6,0 cm, e no ponto 2 é
c) 5 2 e 3,5.
apenas 2,0 cm. No ponto 1, V1 = 2,0 m/s. Calcule V2 .
d) 7 e 250.

Questão 07:

(FEI – SP) Suponha que, na parede lateral de um enorme


barril contendo água, há um furo de área 4 cm², a 5
metros abaixo da superfície livre do líquido. Supondo que
na água tenha nível
a) 3 constante e g = 10 m/s²,
b) 9 determine:
*c) 18 a velocidade com que a
d) 27 água escoa pelo furo;
a vazão da água através
Questão 04: do furo, e
Um tubo de 300 mm de diâmetro está ligado por meio de o volume escoado em 3
uma redução, a outro de 100 mm diâmetro, como mostra minutos,
a figura abaixo. 0s pontos “1” e “2” acham-se à mesma respectivamente.
altura, sendo a velocidade de escoamento em “1” é 28,3
l/s (litros por segundo). Calcular a velocidade de a) v2 = 10 m/s; Q = 4 x 10–3m³/s; V = 0,72 m³
escoamento em “2”: b) v2 = 5 m/s; Q = 20 x 10–3m³/s; V = 7,2 m³
c) v2 = 20 m/s; Q = 8 x 10–3m³/s; V = 72 m³
a) 9,1 l/s. d) v2 = 1 m/s; Q = 40 m³; V = 720 m³
b) 14,15 l/s. e) nda.
c) 56,6 l/s.
d) 84,9 l/s.
e) 254,7 l/s.

Fale conosco www.portalimpacto.com.br