AaBbGgDdEeZzHhQqIiKkLlMm NnXxOoPpRrSsjTtUuFφCcYψWw

IMPERATIVO PRESENTE:

GRAMÁTICA DO GREGO CLÁSSICO
VERBOS HUMBERTO ZANARDO PETRELLI
Limeira, 23 de setembro de 2003.

Ór-a (Óra-e) Ðr-©te (Ðr£-ete)
Fazer: poi-î poi-e‹j poi-e‹ poi-oàmen poi-e‹te poi-oàsi(n)

(vê!) (vede!)

IMPERATIVO PRESENTE

DA

φob-oà (š-ou) φob-e‹sqe (š-esqe)

VOZ MÉDIA: (teme!) (temei!)

(poiš-w) (poiš-eij) (poiš-ei) (poiš-omen) (poiš-ete) (poiš-ousi(n))

Observar, contemplar: qe-îmai (£-omai) qe-´ (£-V) qe-©tai (£-etai) qe-èmeqa (a-Òmeqa) qe-©sqe (£-esqe) qe-întai (£-ontai) IMPERATIVO PRESENTE qe-î (£-ou) qe-©sqe (£-esqe)
DA

IMPERFEITO DO INDICATIVO Parava: ™-pau-Òmhn ™-paÚ-ou ™-paÚ-eto ™-pau-Òmeqa ™-paÚ-esqe ™-paÚ-onto Honrava: ™-tim-èmhn ™-tim-î ™-tim-©to ™-tim-èmeqa ™-tim-©sqe ™-tim-înto Fazia:

DA

VOZ MÉDIA:

PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO IRREGULAR: Ser, estar:

e„m… e ™st…(n) ™smšn ™stš e„s…(n)
Saber, conhecer:

IMPERATIVO PRESENTE: po…-ei (po…e-e) (faze!) poi-e‹te (poiš-ete) (fazei!) Demonstrar:

VOZ MÉDIA: (observa!) (observai!)

(a-Òmhn) (£-ou) (£-eto) (a-Òmeqa) (£-esqe) (£-onto) (e-Òmhn) (š-ou) (š-eto) (e-Òmeqa) (š-esqe) (š-onto)

oda osqa ode ‡smen ‡ste ‡sasi(n)
(conjugação: maneira de se dispor os verbos flexionando-os)

dhl-î dhl-o‹j dhl-o‹ dhl-oàmen dhl-oàte dhl-oàsi(n)

(dhlÒ-w) (dhlÒ-eij) (dhlÒ-ei) (dhlÒ-omen) (dhlÒ-ete) (dhlÒ-ousi(n)) (demonstra!) (demonstrai!)
DE

IMPERFEITO DO INDICATIVO ATIVO: Parava: paÚ-w œ-pau-on œ-pau-ej œ-pau-e(n) ™-paÚ-omen ™-paÚ-ete œ-pau-on Honrava: tim-£w ™-t…m-wn (a-on) ™-t…m-aj (a-ej) ™-t…m-a (a-e) ™-tim-îmen (£-omen) ™-tim-©te (£-ete) ™-t…m-wn (a-on) Fazia: poi-šw ™-po…-oun ™-po…-eij ™-po…-ei ™-poi-oàmen ™-poi-e‹te ™-po…-oun
Demonstrava,

™-poi-oÚmhn ™-poi-oà ™-poi-e‹to ™-poi-oÚmeqa ™-poi-e‹sqe ™-poi-oànto

IMPERATIVO PRESENTE:

d»l-ou (d»lo-e) dhl-oàte(dhlÒ-ete)
DO

Demonstrava, mostrava, esclarecia:

PRESENTE

INDICATIVO ATIVO:

Ir:

PRESENTE DO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA VERBOS CONTRATOS E NÃO-CONTRATOS: Ir: œrc-omai œrc-V (ei) œrc-etai ™rc-Òmeqa œrc-esqe œrc-ontai

ba…n-w ba…n-eij ba…n-ei ba…n-omen ba…n-ete ba…n-ousi(n)
IMPERATIVO PRESENTE: ba‹n-e (vai!) ba…n-ete (ide!) PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO (verbos contratos): Os verbos contratos são os que têm a
raiz terminada em vogal.

™-dhl-oÚmhn ™-dhl-oà ™-dhl-oàto ™-dhl-oÚmeqa ™-dhl-oàsqe ™-dhl-oànto

(o-Òmhn) (Ò-ou) (Ò-eto) (o-Òmeqa) (Ò-esqe) (Ò-onto)

œrc-ou œrc-esqe

IMPERATIVO PRESENTE DA VOZ MÉDIA: (vai!) (ide!) (š-omai) (š-V) (š-etai) (e-Òmeqa) (š-esqe) (š-ontai)

(e-on) (e-ej) (e-e) (š-omen) (š-ete) (e-on)
mostrava, esclarecia:

* A marca distintiva do IMPERFEITO é o aumento em ™

o„kšw – õkoun ¢koÚw – ½kouon œcw – econ ™leuqerÒw – ºleuqšroun

(vivia) (ouvia) (tinha) (era livre)

Ver: Ðr-î Ðr-´j Ðr-´ Ðr-îmen Ðr-©te Ðr-îsi(n)

(Ðr£-w) (Ðr£-eij) (Ðr£-ei) (Ðr£-omen) (Ðr£-ete) (Ðr£-ousi(n))

Temer: φob-oàmai φob-Í φob-e‹tai φob-oÚmeqa φob-e‹sqe φob-oàntai

dhl-Òw ™-d»l-oun ™-d»l-ouj ™-d»l-ou ™-dhl-oàmen ™-dhl-oàte ™-d»l-oun

(o-on) (o-ej) (o-e) (Ò-omen) (Ò-ete) (o-on)

Quadro que determina o uso do aumento nos verbos que iniciam com vogal: a|e, v, ai, ei ←⎯→ h, V o, oi ←⎯⎯⎯⎯→ w, J au|eu ←⎯⎯⎯⎯⎯⎯→ hu e ←⎯⎯⎯⎯⎯⎯⎯→ ei|h

1

O aumento é adicionado à base do verbo, e não no prefixo: diaba…nw di-š-bainon e„sba…nw e„s-š-bainon etc. kata-ba…nw kat-šbainon ¢po-ba…nw ¢p-šbainon ™pi-ba…nw ™p-šbainon meta-ba…nw met-šbainon ™k-ba…nw ™x-šbainon ™m-ba…nw (=™n-ba…nw) ™n-šbainon ™g-kalî (=™n-kalî) ™n-ek£loun pro-ba…nw pro-šbainon (ou proÜbainon) IMPERFEITO IRREGULAR: Era: Ã(n)

diaφqe…rw ⎯→ diaφqerî (-šw)(destruirei) nom…zw ⎯→ nomiî (-šw)(pensarei) poišw ⎯→ poi»sw (farei) dhlÒw ⎯→ dhlèsw (demonstrarei) tim£w ⎯→ tim»sw (honrarei)
* Freqüentemente aplicado aos verbos que têm raiz terminada em l, m, n ou r. FUTURO IRREGULAR: manq£nw ⎯→ maq»somai (aprenderei) lamb£nw ⎯→ l»ψomai (pegarei, tomarei) gignèskw ⎯→ gnèsomai (saberei, conhecerei) g…gnomai ⎯→ gen»somai (tornarei) Serei: œs-omai œs-V (-ei) œs-tai ™s-Òmeqa œs-esqe œs-ontai Irei:

envolvido, sempre com sentido de ganho. (questão direta) ‘onde?’

poà
‘para onde?’

po‹
‘de onde?’

AORISTO INDICATIVO ATIVO: Parei: œ-paus-a œ-paus-aj œ-paus-e (n) ™-paÚs-amen ™-paÚs-ate œ-paus-an AORISTO INDICATIVO Parei: ™-paus-£mhn ™-paÚs-w ™-paÚs-ato ™-paus-£meqa ™-paÚs-asqe ™-paÚs-anto
DA

pÒqen
‘como?’

VOZ MÉDIA:

pîj
‘quando?’

pÒte
(questão indireta) ‘ele perguntava onde...’

Ãsqa Ãn Ãmen Ãte (Ãste) Ãsan
FUTURO DO INDICATIVO ATIVO: Pararei: paÚs-w paÚs-eij paÚs-ei paÚs-omen paÚs-ete paÚs-ousi(n) FUTURO DO INDICATIVO Pararei: paÚs-omai paÚs-V (-ei) paÚs-etai paus-Òmeqa paÚs-esqe paÚs-ontai Notar: paÚw ⎯→ paÚsw eÜcomai → eÜxomai kÒpto ⎯→ kÒψw pe…qw ⎯→ pe…sw Aumento: g, k, c + s ⎯→ x d, t, q + s ⎯→ s b, p, φ + s ⎯→ ψ
DA

Ópou
‘perguntou para onde...’

Ópoi
‘perguntou de onde...’

ÐpÒqen
‘perguntou como...’

Ópwj
‘perguntou quando...’

ÐpÒte
(indefinido) ‘em algum lugar...’

Aumento do (s) no aoristo: kÒptw ⎯⎯→ œkoψa (bati, colidi) did£skw ⎯→ ™d…daxa (ensinei) dšcomai ⎯→ ™dex£mhn (recebi) mšnw ⎯⎯⎯→ œmeina (fiquei, permaneci) diaφqe…rw ⎯→ dišφqeira (corrompi, destrui,
morri)

VOZ MÉDIA:

emi e esi ‡men ‡te ‡asi(n)
Verbos que apresentam Voz Ativa e Voz Média: paÚw ‘eu paro x’ paÚomai ‘eu me paro’ pe…qw ‘eu persuado’ pe…qomai ‘eu me persuado, eu creio em’ φšrw ‘eu carrego, eu levo’ φšromai ‘eu trago para mim, eu consigo’ lÚw ‘estou livre’ lÚomai ‘eu me liberto, resgato’ Em verbos ativos, a ação é movida a partir do agente, nos verbos médios, ela é movida a partir do agente e, além disso, retorna novamente ao agente, isto é, o agente tem um interesse próprio

pou
‘para algum lugar...’

poi
‘de algum lugar...’

poqen
‘de algum modo...’

Os verbos contratos têm a vogal final de sua raiz alongada: poišw ⎯→ ™po…hsa (fiz) tim£w ⎯→ ™t…mhsa (honrarei) dhlÒw ⎯→ ™d»lwsa (demonstrarei) O Indicativo Aoristo indica que algo ocorreu no passado sem referência à duração de tempo sobre o que ocorreu. Observa-se a ação como um evento singular, não como um processo. AORISTO SEGUNDO ATIVO: Peguei: œ-lab-on œ-lab-ej œ-lab-e (n) ™-l£b-omen ™-l£b-ete œ-lab-on

pwj
‘em algum momento...’

pote
(relativo) ‘vai onde...’ oá, Ópou ‘vai para onde...’ oŒ, Ópoi ‘vai de onde...’ Óqen, Ópoqen ‘vai como...’ æj, épwj ‘vai quando...’ Óte, ÐpÒte

(pararei) (rezarei)
(baterei, colidirei)

(persuadirei)

2

AORISTO SEGUNDO Peguei: ™-lab-Òmhn ™-l£b-ou ™-l£b-eto ™-lab-Òmeqa ™-l£b-esqe ™-l£b-onto

DA

VOZ MÉDIA:

de‹ ‘devo, tenho de + inf.’. ¢n£gkh ™st… ‘é obrigatório + inf.’. dokšw ‘eu pareço para mim, eu
penso que + inf.’. * ¢n£gkh e de‹ colocam a pessoa que deve no acusativo: de‹ me „šnai ‘eu devo ir’ ¢n£gkh ™stˆ tÕn qeÕn lšgein ‘é obrigatório ao Deus a falar’ (em alguns casos tù qeù) IMPERFEITO IRREGULAR: Estava indo, fui, ia, ...

AORISTO INDICATIVO ATIVO: Disse, falei, opinei, ...

œφhn œφhsqa ou œφhj œφh œφamen œφate œφasan
DEPOENTE: só há na VOZ MÉDIA: Sou capaz, talentoso; posso, ... dÚna-mai dÚna-sai dÚna-tai dun£-meqa dÚna-sqe dÚna-ntai PRESENTE OPTATIVO ATIVO:

poi-o…hn poi-o…hj poi-o…h poi-o‹men poi-o‹te poi-o‹en dhl-o…hn dhl-o…hj dhl-o…h dhl-o‹men dhl-o‹te dhl-o‹en

(e-o…hn) (e-o…hj) (e-o…h) (š-oimen) (š-oite) (š-oien) (o-o…hn) (o-o…hj) (o-o…h) (Ò-oimen) (Ò-oite) (Ò-oien) VOZ MÉDIA dos

AORISTO SEGUNDO: manq£nw ⎯→ œmaqon (aprendi) lamb£nw ⎯→ œlabon (peguei) tugc£nw ⎯→ œtucon (ocorria, acontecia) g…gnomai ⎯→ ™genÒmhn (tornei) eØr…skw ⎯→ háron (achei, encontrei) œcw ⎯→ œscon (tinha, mantinha) lšgw ⎯→ epon (disse, falei) Ðr£w ⎯→ edon (vi) œrcomai ⎯→ Ãlqon(elq-) (fui) tršcw ⎯→ œdramon (corri) As terminações das formas do SEGUNDO são exatamente AORISTO iguais às do IMPERFEITO. INFINITIVO ATIVO: -ein -an INFINITIVO -esqai
DA

Ïa Éeisqa Éei Ïmen Ïte Ïsan
Eu sabia:

PRESENTE OPTATIVO DA verbos contratos:

*** (verificar as contrações...)

Édh Édhsqa Édei Ïsmen Ïste Ïsan (Édesan)
* a diferença entre observar a ação como um processo (IMPERFEITO) e como um evento (AORISTO). Um particípio presente observa a ação como um processo (e em alguns casos é chamado ‘imperfectivo’), enquanto o particípio aoristo observa isto simplesmente como um evento singular. PRESENTE Digo:
DO

paÚ-oimi paÚ-oij paÚ-oi paÚ-oimen paÚ-oite paÚ-oien
PRESENTE OPTATIVO pau-o…mhn paÚ-oio paÚ-oito pau-o…meqa paÚ-oisqe paÚ-ointo
DA

tim-ómhn tim-óo tim-óto tim-ùmeqa tim-ùsqe tim-ùnto
VOZ MÉDIA:

(a-o…mhn) (a-oio) (a-oito) (a-o…meqa) (£-oisqe) (£-ointo) (e-o…mhn) (e-oio) (e-oito) (e-o…meqa) (š-oisqe) (š-ointo) (o-o…mhn) (o-oio) (o-oito) (o-o…meqa) (Ò-oisqe) (Ò-ointo)

VOZ MÉDIA:

poi-o…mhn poi-o…o poi-o…to poi-o‹meqa poi-o‹sqe poi-o‹nto dhl-o…mhn dhl-o…o dhl-o…to dhl-o‹meqa dhl-o‹sqe dhl-o‹nto
REGRAS

Nota: acontrato tem infinitivo aoristo ativo em ©n, médio -©sqai (tim©n, tim©sqai) econtrato tem infinitivo aoristo ativo em e‹n, médio -e‹sqai (poie‹n, poie‹sqai) ocontrato tem infinitivo aoristo ativo em oàn, médio oàsqai (dhloàn, dhloàsqai) INFINITIVOS:

* Optativo SEM ¥n → traduz-se pelo subjuntivo num sentido volitivo = ‘que eu pare’; * Optativo COM ¥n → traduz-se pelo futuro do pretérito. OPTATIVO
contratos:

INDICATIVO ATIVO:

enai „šnai e„dšnai

‘ser’ ‘ir’ ‘saber’

φhm… φ»j ou φÇj φhs… φamšn φatš φas…(n)

PRESENTE

ATIVO

dos

verbos DE

tim-óhn tim-óhj tim-óh tim-ùmen tim-ùte tim-ùen

(a-o…hn) (a-o…hj) (a-o…h) (£-oimen) (£-oite) (£-oien)

CONTRAÇÃO:

a e ei i h V o ou oi w J ___________________________________________ a a a v ai e h ei ei ei o w ou oi oi a h w v w w J V ou ou oi oi ou ou oi w w w J J J

Construções com Infinitivos: boÚlomai ‘eu quero; desejo + inf.’.

As formas do optativo são usadas com a partícula ¥n para expressar um ‘gentil’ pedido ou acordo.
3

Eu deixo, emigro: ¢n…sta-mai ¢n…sta-sai ¢n…sta-tai ¢nist£-meqa ¢n…sta-sqe ¢n…sta-ntai INFINITIVO

eu

levanto

e

vou,

INFINITIVO AORISTO SEGUNDO ATIVO: lab-e‹n (tomar, pegar) INFINITIVO AORISTO SEGUNDO DA VOZ MÉDIA: lab-šsqai (tomar, pegar) * Aspecto no infinitivo: a diferença entre o infinitivo presente e o infinitivo aoristo não está no tempo, mas no aspecto. Ambos paÚein e paàsai significam ‘parar’, mas o presente infinitivo carrega a idéia de processo (continua parando), o aoristo observa a ação como um simples evento. IMPERATIVO AORISTO ATIVO: paàs-on (singular) paÚs-ate (plural) IMPERATIVO AORISTO DA VOZ MÉDIA: paàs-ai (singular) paÚs-asqe (plural) IMPERATIVO AORISTO SEGUNDO ATIVO: lab-š (singular) l£b-ete (plural) IMPERATIVO AORISTO SEGUNDO DA VOZ MÉDIA: lab-oà (singular) l£b-esqe (plural) * N.B.: como no particípio aoristo segundo e infinitivo aoristo segundo, as terminações dos imperativos aoristos segundos são idênticas às dos imperativos presentes, mas com base na raiz do aoristo. IMPERATIVO AORISTO: ™lqš (vai!) e„pš (diz(e)!) „doÚ (vê!) (Ãlqon) (epon) (edon,

PRESENTE:

¢n…stasqai
PARTICÍPIO PRESENTE: ¢nist£-men-oj-h-on
(partindo, deixando)

ou decidir exatamente por que um escritor usou um ou outro (Aristófanes usa φšre e œnegke ‘traz(e)’ indiscriminadamente). A diferença, quando se pode fazer, está entre uma instrução para fazer algo e continuar fazendo algo (imperativo presente), e fazer algo, mas ao mesmo tempo (imperativo aoristo). IMPERATIVO:

2ª pessoa do plural: paÚ-ete ª 3 pessoa do plural: pau-Òntwn Imperativo Presente da Voz Média: ª 2 pessoa do singular: paÚ-ou 3ª pessoa do singular: pau-šsqw 2ª pessoa do plural: paÚ-esqe 3ª pessoa do plural: pau-šsqwn IMPERATIVO AORISTO BRANDO ATIVO: ª 2 pessoa do singular: paàs-on ª 3 pessoa do singular: paus-£tw 2ª pessoa do plural: paÚs-ate 3ª pessoa do plural: paus-£ntwn IMPERATIVO AORISTO BRANDO DA VOZ MÉDIA: ª 2 pessoa do singular: paàs-ai ª 3 pessoa do singular: paus-£sqw 2ª pessoa do plural: paÚs-asqe 3ª pessoa do plural: paus-£sqwn IMPERATIVO AORISTO RUDE ATIVO: (lamb£nw, lamb£nomai) ª 2 pessoa do singular: lab-š ª 3 pessoa do singular: lab-štw 2ª pessoa do plural: l£b-ete ª 3 pessoa do plural: lab-Òntwn IMPERATIVO AORISTO RUDE DA VOZ MÉDIA: ª 2 pessoa do singular: lab-oà ª 3 pessoa do singular: lab-šsqw 2ª pessoa do plural: l£b-esqe ª 3 pessoa do plural: lab-šsqwn
IMPERATIVO PRESENTE DOS VERBOS IRREGULARES:

„èn „oàsa „Òn („ont-)

(indo)

e„m… ‡sqi(sê!) œste(sede!) emi ‡qi (vá!) ‡te(ide!) oda ‡sqi (sabe!) ‡ste(sabei!) ¢n…stamai ¢n…stso(levanta!) ¢n…stasqe(levantai!)
Observe o verbo irregular φšrw: φšr-w eu trago, eu carrego; o‡s-w eu trarei, eu carregarei (fut.); ½negk-on (™negk-) ou ½negk-a eu trouxe, eu carreguei (aor.);
+ infinitivo = ‘ser permitido para’ + infinitivo = ‘hábil para, engenhoso para’

OPTATIVO PRESENTE DA VOZ MÉDIA: Poderia, seria capaz, tentaria:

duna…mhn dÚnaio dÚnaito dun£imeqa dÚnaisqe dÚnainto
PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO: Eu pergunto:

™rwt£w
AORISTO: Eu perguntei: ºrÒmhn (™r-) (não há modo ativo) PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO: Eu digo, falo:

œxesti deinÒj

lšgw
FUTURO: Eu direi, falarei: ™r-šw

* de‹ (= cr») ‘é necessário, é obrigatório, é dever’ e rege um acusativo e infinitivo. * œxesti ‘é permitido, é possível’ funciona da mesma maneira, exceto quando é regido por dativo (não acusativo) de uma pessoa, por exemplo, œxesti tù ¢nqrèpJ ™xelqe‹n ‘o homem está permitido sair, o homem deve sair’. IMPERATIVO PRESENTE ATIVO: ª 2 pessoa do singular: paà-e ª 3 pessoa do singular: pau-štw

lanq£nw (eu escapo à notícia de...) l»s-w (eu escaparei ...) (futuro) œ-laq-on (eu escapei ...)(aoristo)
INFINITIVO AORISTO ATIVO: paàs-ai (parar) INFINITIVO AORISTO DA VOZ MÉDIA: paÚs-asqai (parar)

v. média)

* N.B.: novamente, a diferença entre presente e aoristo imperativo não está no tempo e sim no aspecto. De maneira semelhante, é bastante difícil dizer a diferença entre os dois,

e„m… ‡sqi

emi ‡qi

oda ‡sqi

2ª pessoa do singular: 3ª pessoa do singular:

œstw

‡tw

‡stw
4

2ª pessoa do plural:

œste

3ª pessoa do plural:

‡te

‡ste

œstwn

„Òntwn ‡stwn

INFINITIVO FUTURO ATIVO: paÚs-ein INFINITIVO FUTURO
DA

Saber: ™p…sta-mai ™p…sta-sai ™p…sta-tai ™pist£-meqa ™p…sta-sqe ™p…sta-ntai * ™p…stamai kiqar…zein = ‘eu sei como tocar cítara’ Ir:

¢koÚw

toÝj

lÒgouj

‘eu ‘eu

escuto
escuto

os
tu

discursos’.

¢koÚw soà lšgontoj
falando’.

VOZ MÉDIA:

paÚs-esqai
* o infinito futuro é formado pela raiz do futuro em desinências do presente. * o uso comum do infinito futuro é com verbos que oferecem alguma futura esperança, intenção ou promessa:

OPTATIVO AORISTO ATIVO BRANDO: paÚs-aimi paÚs-eiaj (-aij) paÚs-eie (-ai) paÚs-aimen paÚs-aite paÚs-eian (-aien) OPTATIVO AORISTO
DA

PARTICÍPIO PRESENTE ATIVO: dido-Új (3ª declinação) dido-àsa (1ª declinação) didÒ-n (didont-) INFINITIVO PRESENTE ATIVO: didÒ-nai IMPERATIVO PRESENTE ATIVO: d…do-u didÒ-tw d…do-te didÒ-ntwn OPTATIVO PRESENTE ATIVO: dido-…hn dido-…hj dido-…h dido-‹men dido-‹te dido-‹en PRESENTE DO INDICATIVO d…do-mai d…do-sai d…do-tai didÒ-meqa d…do-sqe d…do-ntai
DA

ba…n-w eu vou b»s-omai eu irei (fut.) œ-bh-n (ba-, bh-) eu fui (aoristo)
AORISTO: œ-bh-n œ-bh-j œ-bh œ-bh-men œ-bh-te œ-bh-san INFINITIVO AORISTO:

VOZ MÉDIA BRANDO:

™lp…zw + inf. fut. (eu espero...) ™lp…zw nik»sein (eu espero vencer) mšllw + inf. fut. (estou a ponto de..., prestes a...) œmelle paÚsesqai (ele está prestes a
parar) (eu prometo...) Øpiscne‹tai l»ψesqai (ele prometeu tomar)

paus-a…mhn paÚs-aio paÚs-aito paus-a…meqa paÚs-aisqe paÚs-ainto
OPTATIVO AORISTO ATIVO RUDE: l£b-oimi l£b-oij l£b-oi l£b-oimen l£b-oite l£b-oien OPTATIVO AORISTO lab-o…mhn l£b-oio l£b-oito lab-o…meqa l£b-oisqe l£b-ointo
DA

VOZ MÉDIA:

Øpiscnšomai

+

inf.

fut.

bÁnai
PARTICÍPIO AORISTO:

b£j, b©sa, b£n (bant-)
Sofrer algo, passar por algo; aquilo que uma pessoa experimenta em determinada situação, alterando o sentido da alma: p£sc-w eu sofro pe…s-omai (fut.) eu sofrerei œ-paq-on (paq-) (aor.) eu sofri Persuadir: pe…q-w eu persuado pe…s-w (fut.) eu persuadirei œ-peis-a (aoristo) eu persuadi Crer, acreditar, confiar: pe…q-omai eu creio, acredito pe…s-omai eu confiarei, acreditarei Escutar: ¢koÚw eu escuto * rege um genitivo para a pessoa que escuta.

Pegar, escolher, tomar: aƒrš-w presente (eu pego) aƒr»s-w futuro (eu pegarei) eŒl-on (˜l-) aoristo (eu peguei)

VOZ MÉDIA RUDE:

PARTICÍPIO PRESENTE DO IND. DA VOZ MÉDIA:

didÒ-men-oj-h-on
INFINITIVO PRESENTE d…do-sqai IMPERATIVO PRESENTE d…do-so didÒ-sqw d…do-sqe didÒ-sqwn OPTATIVO PRESENTE dido-…mhn dido-‹o dido-‹to dido-…meqa dido-‹sqe dido-‹nto
DA

aƒrš-omai aƒr»s-omai eƒl-Òmhn

presente (eu escolho) futuro(eu escolherei)

VOZ MÉDIA: VOZ MÉDIA:

aoristo (eu escolhi)

Coloco, deposito: t…qhmi (ativa) t…qemai (voz média) raízes: tiqe- presente/qe- aoristo IMPERATIVO AORISTO ATIVO/DA VOZ MÉDIA: qšj/qoà INFINITIVO AORISTO ATIVO/DA VOZ MÉDIA: qe‹nai/qšsqai

* Observe que as terminações do optativo aoristo rude são idênticas às do presente. * Não há diferença de tempo entre o optativo presente e o aoristo. A diferença está no aspecto. PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO: dido- eu dou, entrego, ofereço d…dw-mi d…dw-j d…dw-si(n) d…do-men d…do-te didÒ-asi(n)

DA

DA

VOZ MÉDIA:

5

IMPERFEITO DO INDICATIVO ATIVO: raiz: dido-

AORISTO INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

™-d…do-un ™-d…do-uj ™-d…do-u ™-d…do-men ™-d…do-te ™-d…do-san
IMPERFEITO
DO

™-dÒ-mhn œ-do-u œ-do-to ™-dÒ-meqa œ-do-sqe œ-do-nto
PARTICÍPIO AORISTO
DA

IMPERATIVO PRESENTE ATIVO: t…qe-i tiqš-tw t…qe-te tiqš-ntwn OPTATIVO PRESENTE ATIVO: tiqe-…hn tiqe-…hj tiqe-…h tiqe-‹men tiqe-‹te tiqe-‹en PRESENTE DA VOZ MÉDIA: t…qe-mai t…qe-sai t…qe-tai tiqš-meqa t…qe-sqe t…qe-ntai PARTICÍPIO PRESENTE tiqš-men-oj-h-on INFINITIVO PRESENTE t…qe-sqai IMPERATIVO PRESENTE t…qe-so tiqš-sqw t…qe-sqe tiqš-sqwn OPTATIVO PRESENTE tiqe-…mhn tiqe-‹o tiqe-‹to tiqe-‹meqa tiqe-‹sqe tiqe-‹nto IMPERFEITO
DO DA

IMPERFEITO

DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

™-tiqš-mhn ™-tiqš-so ™-tiqš-to ™-tiqš-meqa ™-t…qe-sqe ™-t…qe-nto
AORISTO INDICATIVO ATIVO: raiz: qeœ-qh-ka œ-qh-kaj œ-qh-ke œ-qe-men œ-qe-te œ-qe-san (œ-qh-kan) PARTICÍPIO AORISTO DO INDICATIVO ATIVO: raiz: qeqe…j, qe‹sa, qšn (qent-)

VOZ MÉDIA: VOZ MÉDIA: VOZ MÉDIA:

dÒ-men-oj-h-on
INDICATIVO
DA

VOZ MÉDIA:

™-didÒ-mhn ™-d…do-so ™-d…do-to ™-didÒ-meqa ™-d…do-sqe ™-d…do-nto
AORISTO INDICATIVO ATIVO: raiz: doœ-dw-ka œ-dw-kaj œ-dw-ke œ-do-men œ-do-te œ-do-san (œ-dw-kan) PARTICÍPIO AORISTO
DO

INFINITIVO AORISTO dÒ-sqai IMPERATIVO AORISTO

DA

DA

do-à dÒ-sqw dÒ-sqe dÒ-sqwn
OPTATIVO AORISTO do-…mhn do-‹o do-‹to do-…meqa do-‹sqe do-‹nto
DA

VOZ MÉDIA:

VOZ MÉDIA: VOZ MÉDIA: VOZ MÉDIA:

INFINITIVO AORISTO qe-‹nai IMPERATIVO AORISTO

DO

INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO:

DO

DA

INDICATIVO ATIVO:

do-Új do-àsa dÒ-n (dont-)
INFINITIVO AORISTO do-ànai IMPERATIVO AORISTO dÒ-j dÒ-tw dÒ-te dÒ-ntwn OPTATIVO AORISTO do-…hn do-…hj do-…h do-‹men do-‹te do-‹en
DO

FUTURO ATIVO: dès-w (etc., = paÚs-w) FUTURO DA VOZ MÉDIA: dès-omai (etc., = paÚs-omai) PRESENTE ATIVO: t…qh-mi t…qh-j t…qh-si(n) t…qe-men t…qe-te tiqš-asi(n) PARTICÍPIO PRESENTE ATIVO: tiqe-…j-‹sa-n (tiqent-) INFINITIVO PRESENTE ATIVO: tiqš-nai

DA

qš-j qš-tw qš-te qš-ntwn
OPTATIVO AORISTO qe-…hn qe-…hj qe-…h qe-‹men qe-‹te qe-‹en
DO

INDICATIVO ATIVO:

INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO:

DA

VOZ MÉDIA:

DO

DO

INDICATIVO ATIVO:

INDICATIVO ATIVO:

™-t…qh-n ™-t…qh-j ™-t…qh ™-t…qe-men ™-t…qe-te ™-t…qe-san

AORISTO INDICATIVO ™-qš-mhn œ-qo-u œ-qe-to ™-qš-meqa œ-qe-sqe œ-qe-nto

DA

VOZ MÉDIA:

PARTICÍPIO AORISTO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA:

qš-men-oj, h, on
INFINITIVO AORISTO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA:

qš-sqai
6

IMPERATIVO AORISTO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA:

q-oà qš-sqw qš-sqe qš-sqwn
OPTATIVO AORISTO INDICATIVO
DA

VOZ MÉDIA:

qe-…mhn qe-‹o qe-‹to qe-…meqa qe-‹sqe qe-‹nto
FUTURO ATIVO: q»s-w q»s-eij q»s-ei q»s-omen q»s-ete q»s-ousi(n) FUTURO DA VOZ MÉDIA: q»s-omai q»s-V (ei) q»s-etai qhs-Òmeqa q»s-esqe q»s-ontai AORISTO de gignèskw ‘eu conheço, eu percebo’ œ-gnw-n œ-gnw-j œ-gnw œ-gnw-men œ-gnw-te œ-gnw-san INFINITIVO AORISTO
DO

VOZ PASSIVA: * o verbo sempre na voz média. Øpo + genitivo = para pessoas pe…qetai ØpÕ ™moà ‘ele está sendo persuadido por mim’ ™paÚonto ØpÕ tîn ¢ndrîn ‘eles estão sendo parados pelos homens’ φulattÒmeqa to‹j diktÚoij ‘nós estamos sendo guardados pela rede’ ™ballÒmhn to‹j l…qoij ‘eu estou sendo apedrejado com pedras’

stÁs-ai
PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO: †sth-mi †sth-j †sth-si(n) †sta-men †sta-te ƒst©-si(n) PARTICÍPIO PRESENTE ƒst£-j ƒst©-sa ƒst£-n (ƒstant-) INFINITIVO PRESENTE ƒst£-nai IMPERATIVO PRESENTE †st-h ƒst£-tw †sta-te ƒst£-ntwn OPTATIVO PRESENTE ƒsta-…hn ƒsta-…hj ƒsta-…h ƒsta-‹men ƒsta-‹te ƒsta-‹en
DO

IMPERATIVO AORISTO stÁs-on sths-£tw stÁs-ate sths-£ntwn

DO

INDICATIVO ATIVO:

INDICATIVO ATIVO:

φhm… ‘eu digo’ φa-…hn φa-…hj φa-…h φa-‹men φa-‹te φa-‹en
AORISTO PASSIVO: Eu fui parado... ™-paÚsq-hn ™-paÚsq-hj ™-paÚsq-h ™-paÚsq-hmen ™-paÚsq-hte ™-paÚsq-hsan * ou ™paÚqhn... Eu fui declarar, depor... ™-gr£φ-hn ™-gr£φ-hj ™-gr£φ-h ™-gr£φ-hmen ™-gr£φ-hte ™-gr£φ-hsan AORISTO PASSIVO: paÚw → ™paÚqhn ou ™paÚsqhn keleÚw → ™keleÚsqhn ‘eu estava sendo

OPTATIVO:

OPTATIVO AORISTO DO INDICATIVO ATIVO: st»s-aimi st»s-eiaj (-aij) st»s-eie (-ai) st»s-aimen st»s-aite st»s-eian (-aien) FUTURO DO INDICATIVO ATIVO: st»s-w st»s-eij st»s-ei st»s-omen st»s-ete st»s-ousi(n) * Note as similaridades com d…dwmi - t…qhmi. As raízes ƒsta-, ƒsth- são modelos de todas as formas do presente e do imperfeito, semelhante às raízes de dido-, didw-. A raiz de futuro e aoristo é sths-. QUASE-PASSIVO (não exige objeto direto) PRESENTE DO INDICATIVO QUASE-PASSIVO: †sta-mai †sta-sai †sta-tai ƒst£-meqa †sta-sqe †sta-ntai PARTICÍPIO DO INDICATIVO QUASE-PASSIVO: ƒst£-men-oj-h–on INFINITIVO †sta-sqai IMPERATIVO
DO

DO

INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO:

DO

DO

INDICATIVO ATIVO:

IMPERFEITO PRESENTE †sth-n †sth-j

DO

INDICATIVO ATIVO:

†sth †sta-men †sta-te †sta-san
AORISTO INDICATIVO ATIVO: œ-sths-a œ-sths-aj œ-sths-e(n) ™-st»s-amen ™-st»s-ate œ-sths-an PARTICÍPIO AORISTO INDICATIVO ATIVO: st»s-aj -asa –an INFINITIVO AORISTO
DO

INDICATIVO ATIVO:
DA

gnî-nai
INFINITIVO AORISTO
DO

INDICATIVO

VOZ MÉDIA:

gnî-sqai
PARTICÍPIO AORISTO DO INDICATIVO ATIVO: gnoÚj, gnoàsa, gnÒn (gnont-)
PARTICÍPIO AORISTO
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

gn-Òmen-oj, h, on

kwlÚw → ™kwlÚqhn ‘eu fui impedido...’ pšmp-w (™pšmp-qhn) → ™pšmφ-qhn dièkw (™dièk-qhn) → ™dièc-qhn φul£ttw (aor. contrato ™φulak-sa) → ™φul£c-qhn d…dwmi → ™-dÒq-hn †sthmi → 1º sentido: colocar em pé;
2º: colocar

ordenado...’

INDICATIVO QUASE-PASSIVo: INDICATIVO QUASE-PASSIVO:

DO

INDICATIVO ATIVO:

†sta-so ƒst£-sqw †sta-sqe ƒst£-sqwn
7

OPTATIVO DO INDICATIVO QUASE-PASSIVO: ƒsta-…mhn ƒsta-‹o ƒsta-‹to ƒsta-…meqa ƒsta-‹sqe ƒsta-‹nto IMPERFEITO ƒst£-mhn †sta-so †sta-to ƒst£-meqa †sta-sqe †sta-nto
DO

st»s-omeqa st»s-esqe st»s-ontai
VOZ MÉDIA: (exige ™-sths-£mhn ™-st»s-w ™-st»s-ato ™-sths-£meqa ™-st»s-asqe ™-st»s-anto AORISTO PASSIVO: ™-st£q-hn ™-st£q-hj ™-st£q-h ™-st£qh-men ™-st£qh-te ™-st£qh-san FORMA COMPOSTA: ATIVO: kaq…sthmi; kaq…sthn; katšsthsa; katast»sw ‘eu coloco alguma coisa (usualmente e„j) em certa posição’. VOZ MÉDIA: kaq…stamai;
um objeto direto)

œφh Nšairan kataφrone‹n tîn qeîn ‘eu
disse que deuses’. Neaira despreza os

tiqe-…h tiqe-‹men tiqe-‹te tiqe-‹en
PRESENTE DO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA/PASSIVA:

INDICATIVO QUASE-PASSIVO:

AORISTO INDICATIVO QUASE-PASSIVO: raiz: sth-/sta- ‘eu me coloquei’ œ-sth-n œ-sth-j œ-sth œ-sth-men œ-sth-te œ-sth-san
PARTICÍPIO AORISTO
DO

Observe que a sentença no infinitivo nos diz aquilo que foi atualmente dito. Se o sujeito de ‘que’ na sentença é o mesmo do verbo principal, ele não irá aparecer, ou virá como NOMINATIVO: œφhn ¢φ…xesqai ‘eu disse que eu chegaria’ œφhn ™ke‹non ¢φ…xesqai ‘eu disse que ele chegaria’ ¹ge‹to aÙtÕj soφÕj enai ‘ele considerou que ele era um sábio mesmo’ ¹ge‹to aÙtÕn soφÕn enai ‘ele considerou que ele (alguém) era um sábio’

t…qe-mai t…qe-sai t…qe-tai tiqš-meqa t…qe-sqe t…qe-ntai
PARTICÍPIO PRESENTE
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

tiqš-men-oj-h–on
INFINITIVO PRESENTE
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

t…qe-sqai
IMPERATIVO PRESENTE
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

t…qhmi ‘eu deposito’

coloco,

eu

ponho,

eu

t…qe-so tiqš-sqw t…qe-sqe tiqš-sqwn
OPTATIVO PRESENTE
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

INDICATIVO QUASE-PASSIVO:

st£-j st©-sa st£-n (stant-)
INFINITIVO AORISTO
DO

kaqist£mhn; katšsthn; katast»somai ‘eu me coloco em uma
certa posição’.
INDICATIVO QUASE-PASSIVO:

stÁ-nai
IMPERATIVO AORISTO
DO

katšsthn e„j pen…an ‘eu era colocado
na pobreza, tornei-me pobre’. katšsthse ¹m©j e„j ¢por…an ‘ele nos colocou em desespero, ele nos reduziu ao desespero’.

PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO: raiz: tiqet…qh-mi t…qh-j t…qh-si(n) t…qe-men t…qe-te tiqš-asi(n) PARTICÍPIO tiqe-…j tiqe-‹sa tiqš-n (tiqent-) INFINITIVO tiqš-nai IMPERATIVO t…qe-i tiqš-tw t…qe-te tiqš-ntwn OPTATIVO tiqe-…hn tiqe-…hj
DO

tiqe-…mhn tiqe-‹o tiqe-‹to tiqe-…meqa tiqe-‹sqe tiqe-‹nto
IMPERFEITO
DO

INDICATIVO ATIVO:

INDICATIVO QUASE-PASSIVO:

INDICATIVO ATIVO:

stÁ-qi st»-tw stÁ-te st£-ntwn
OPTATIVO AORISTO
DO

™-t…qh-n ™-t…qe-ij ™-t…qe-i ™-t…qe-men ™-t…qe-te ™-t…qe-san
IMPERFEITO
DO

INDICATIVO QUASE-PASSIVO:

sta-…hn sta-…hj sta-…h sta-‹men sta-‹te sta-‹en
FUTURO DO INDICATIVO QUASE-PASSIVO: st»s-omai st»s-V (ei) st»s-etai

ACUSATIVO E INFINITIVOS: o‡omai ‘eu penso que...’ φhm… ‘eu digo que...’ nom…zw ‘eu considero que...’ ¹goàmai ‘eu penso que...’ φ£skw ‘eu alego que...’ O sujeito do ‘que’ da frase aparece no ACUSATIVO, e o verbo no INFINITIVO. nom…zw se mîron enai ‘eu considero que tu és estúpido’.

DO

INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO:

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

DO

™-tiqš-mhn ™-t…qe-so ™-t…qe-to ™-tiqš-meqa ™-t…qe-sqe ™-t…qe-nto
AORISTO INDICATIVO ATIVO: raiz: qeœ-qh-ka œ-qh-kaj
8

DO

INDICATIVO ATIVO:

œ-qh-ke œ-qe-men œ-qe-te œ-qe-san (œ-qh-kan)
PARTICÍPIO AORISTO qe-…j qe-‹sa qš-n (qent-) INFINITIVO AORISTO qe-‹nai IMPERATIVO AORISTO
DO

qe-‹to qe-…meqa qe-‹sqe qe-‹nto
INDICATIVO ATIVO: AORISTO INDICATIVO PASSIVO: raiz: teq* paradigma para todos os modos do aoristo passivo: ™-paÚsq-hn ™-tšq-hn ™-tšq-hj ™-tšq-h ™-tšq-hmen ™-tšq-hte ™-tšq-hsan PARTICÍPIO AORISTO teq-e…j teq-e‹sa teq-šn (teqent-) INFINITIVO AORISTO
DO

‘indicar, apontar, demonstrar’ A raiz do futuro e do aoristo em -x-. Futuro de…xw, aoristo œdeixa. Seguem o paradigma de d…dw-mi|t…qhmi no presente e no imperfeito (exceto para o optativo, cf. dido…hn)

de…kn-umi

INFINITIVO PRESENTE de…knu-sqai IMPERATIVO PRESENTE de…knu-so de…knu-sqw de…knu-sqe de…knu-sqwn OPTATIVO PRESENTE deiknu-o…mhn deiknÚ-oio deiknÚ-oito deiknu-o…meqa deiknÚ-oisqe deiknÚ-ointo IMPERFEITO ATIVO: œdeiknu-n œdeiknu-j

DA

VOZ MÉDIA: VOZ MÉDIA:

DA

PRESENTE

DO

INDICATIVO ATIVO:

DA

VOZ MÉDIA:

DO

INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO:

DO

qš-j qš-tw qš-te qš-ntwn
OPTATIVO AORISTO qe-…hn qe-…hj qe-…h qe-‹men qe-‹te qe-‹en
DO

INDICATIVO PASSIVO:

de…knu-mi de…knu-j de…knu-si(n) de…knu-men de…knu-te de…knu-asi(n)
PARTICÍPIO PRESENTE
DO

INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO:

de…knu-j-sa-n
INFINITIVO PRESENTE
DO DO

INDICATIVO ATIVO:

INDICATIVO PASSIVO: INDICATIVO PASSIVO:

deikÚ-nai
IMPERATIVO PRESENTE
DO

teq-Ánai
IMPERATIVO AORISTO tšq-hti teq-»tw tšq-hte teq-šntwn OPTATIVO AORISTO teq-e…hn teq-e…hj teq-e…h teq-e‹men teq-e‹te teq-e‹en
DO

œdeiknu ™de…knu-men ™de…knu-te ™de…knu-san
IMPERFEITO DA VOZ MÉDIA: ™deiknÚ-mhn ™deiknÚ-so ™deiknÚ-to ™deiknÚ-meqa ™deiknÚ-sqe ™deiknÚ-nto Sentenças Condicionais (com ¥n) ¥n + optativo expressa um gentil pedido ou acordo. Se encontrar ¥n + optativo precedido por e„ (se) + optativo: e‡ me pe…qoij|pe…seiaj, lšgoimi|e‡poimi ¥n soi ‘se tu me persuadisses, eu te diria’. e‡ φeÚgoien|φÚgoien, dièkoimen|dièxaimen ¥n ‘se eles fugissem, nós os perseguiríamos’. * OPTATIVO = possibilidade de ocorrer. Note que a diferença entre o presente e o aoristo optativo não está no tempo e sim no aspecto. Esta construção é chamada ‘futuro remoto ou condição improvável’.
9

AORISTO INDICATIVO ™-qš-mhn œ-q-ou œ-qe-to ™-qš-meqa œ-qe-sqe œ-qe-nto
PARTICÍPIO AORISTO
DO

DA

VOZ MÉDIA:

de…kn-u de…kn-utw de…kn-ute de…kn-untwn
OPTATIVO PRESENTE
DO

INDICATIVO ATIVO:

DO

INDICATIVO PASSIVO:

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

deiknÚ-oimi deiknÚ-oij deiknÚ-oi deiknÚ-oimen deiknÚ-oite deiknÚ-oien

qš-men-oj-h–on

INFINITIVO AORISTO

DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

qš-sqai
IMPERATIVO AORISTO
DO

FUTURO DO INDICATIVO ATIVO: q»s-w (= paÚs-w) FUTURO DO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA: q»s-omai (= paÚs-omai) * Notar o aoristo ativo œqhka (cf. œdwka) * Lembrar que ke‹mai ‘deitar’ pode também significar ‘ser colocado, ser feito’ e é freqüentemente usado como passivo de t…qhmi. Verbos terminados em -umi.

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

q-oà qš-sqw qš-sqe qš-sqwn
OPTATIVO AORISTO DO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA:

PRESENTE DA VOZ MÉDIA: de…knu-mai de…knu-sai de…knu-tai deiknÚ-meqa de…knu-sqe de…knu-ntai PARTICÍPIO PRESENTE
DA

qe-…mhn qe-‹o

VOZ MÉDIA:

deiknÚ-men-oj-h–on

me œpeiqej, œlegon ¥n ‘se me persuadisses, eu te diria’(a condição presente não se realiza) e„ œφeugon, ™dièkomen ¥n ‘se eles fugissem, nós os perseguiríamos’. * IMPERFEITO = impossibilidade de ocorrer. e‡
Construção de frases negativas: pîj ¥n tiqe‹tÒ tij t¾n ψÁφon, m¾ mnhmoneÚsaj toÝj lÒgouj; ‘como depositou o voto, se não lembrava dos discursos?’. ** Diferença entre AORISTO IMPERFEITO do Indicativo: AORISTO: ação como um EVENTO;
IMPERFEITO: ação como um PROCESSO; PARTICÍPIO AORISTO: EVENTO singular.

e‡hj e‡h emen ete een

e„de…hj e„de…h e„de‹men e„de‹te e„de‹en

‡oij ‡oi ‡oimen ‡oite ‡oien

Nota: a formação depende da raiz do aoristo passivo +(h)nai. ºdik»qhn → ¢dikhqÁnai ™gr£φhn → graφÁnai PARTICÍPIO FUTURO ATIVO, MÉDIO, PASSIVO: Ativo: paÚs-wn-ousa-on (-ont-) Médio: paus-Òmen-oj-h-on Passivo: pausqh-sÒmen-oj-h-on Nota:
O significado do particípio futuro é ‘quase que..., no ponto de..., tendendo a...’. O futuro ativo e médio são baseados na raiz do futuro, para que as terminações do particípio presente (ativo e médio) sejam adicionadas. Tanto particípio futuro passivo, quanto o infinitivo e indicativo, são baseados na raiz do futuro passivo.

INFINITIVO

COMO NOME:

tÒ + infinitivo: o verbo toma a
função de nome. tÕ φile‹n, ou tÕ φilÁsai ‘o amar’ tÕ mise‹n ‘o detestar’

ACUSATIVO E PARTICÍPIO: oda ‘eu sei que...’

punq£nomai ‘eu aprendi questionando que...’ manq£nw ‘eu aprendi que...’ gignèskw ‘eu conheci que...’
* se o ‘que’ tem um sujeito diferente do verbo principal, o sujeito e seu particípio irão para o Acusativo. * se os sujeitos são os mesmos, não irá para o acusativo e o particípio irá para o Nominativo.

di¦ tÕ mise‹n ‘por causa do destestar’ tù m¾ ¢dike‹n ‘por não injustiçar’ toà ¢pologe‹sqai ›neka ‘por causa de sua
defesa’

tÕ ploÚsion enai ‘ser saudável, rico’
Observe:

Nšaira ¢pÁlqe di¦ tÕ kakoda…mwn ‘Neaira
voltou porque era ela infeliz’.

e

Nšaira ¢pÁlqe di¦ tÕ Fr£stora mise‹n ‘Neaira voltou porque aØt»n
Frastor a odiava’. Preste atenção: tÕ φile‹n significa ‘amar’ (permanentemente) tÕ φilÁsai significa demonstrar φil…a em algum ato, ‘beijar’. PERFEITO DO INDICATIVO ATIVO: pšpauk-a pšpauk-aj pšpauk-e(n) pepaÚk-amen pepaÚk-ate pepaÚk-asi(n) PERFEITO
DO

Vontade para o futuro, de ocorrer no futuro: ¢polo…mhn ‘talvez eu esteja morto’, expressando uma vontade futura.

oda soφÕj ên ‘eu sei eu sou sábio’. oda se mîron Ônta ‘eu sei tu és tolo’. ™m£qomen φeÚgontaj aÙtoÚj ‘nós aprendemos
que eles mesmos fugiriam’.

paÚw – (™paÚsqhn) → pausq»somai → pausqhsÒmenoj

æj + particípio futuro = ‘a fim de
que’ denota um propósito, ‘com a intenção de, a fim de que...’. Como as construções vêem sempre no acusativo e infinitivo/particípio, se o sujeito de æj for o mesmo do verbo principal, o particípio irá para o nominativo; se diferentemente, no acusativo:

™pÚqonto ¹m©j pausamšnouj

‘eles aprenderam questionando que nós não pararíamos’.

e„ g£r + OPTATIVO (uso freqüente) (sem ¢n = indica vontade futura) e„ gar|e‡qe geno…mhn|gigno…mhn soφèteroj ‘eu gostaria que eu me tornasse o mais sábio’.
Nota: a vontade passada é expressa por (e„ gar|e‡qe) êφelon + infinitivo. (e„ gar|e‡qe) êφelomen ™lqe‹n ‘eu gostaria que nós voltássemos’. O ¢n também pode não ser usado para expressar vontade. Ópwj + Futuro do Indicativo = ‘trate de...’. Ópwj sèφrwn œsei ‘trate de que sejas temperante’. Ópwj m¾ paÚsV ‘trate de que não pare’. OPTATIVO:

e‡qe ou

FUTURO PASSIVO DO INDICATIVO: pausq-»s-omai pausq-»s-ei (V) pausq-»s-etai pausq-hs-Òmeqa pausq-»s-esqe pausq-»s-ontai INFINITIVO FUTURO PASSIVO pausq-»s-esqai
DO

Ãlqon æj ¥xwn Nšairan ‘eu voltei com a intenção de levar Neaira’. pr…n ‘antes de’ prˆn ¢pelqe‹n ‘antes de partir’. A
sentença no infinitivo não tem força temporal, somente no aspecto. prˆn ¢pelqe‹n eÜxanto ‘antes deles retornarem, eles rezaram’.

INDICATIVO:

INDICATIVO ATIVO:

tšqnhka (qnÇskw) ‘eu estou morto’ Ôlwla (Ôllumi) ‘eu estou dado para, ›sthka (†stamai) ‘eu estou em pé’
* a marca do perfeito é o redobro da raiz.
arruinado’

* a raiz é baseada na raiz do aoristo passivo, menos o aumento e mais o s.

™paÚsqhn → pausq»s-omai ºdik»qhn → ¢dikhq»s-omai e„s»cqhn → e„sacq»s-omai
Observe o -qh- do aoristo passivo seguido pelo -s-. INFINITIVO AORISTO PASSIVO:

¢φikÒmhn prˆn Nšairan 'Aq»naze ™lqe‹n ‘eu
cheguei antes de Neaira ir para Atenas’. SENTENÇA CONDICIONAL com ¥n e„ ¹m©j œpeisaj, ºkoÚsamen ¥n ‘se tivesses nos persuadido, nós teríamos ouvido’. e„ soφÒj e„mi ™gè, sÝ mîroj e ‘se eu sou sábio, tu és tolo’.

paÚw → pšpauka ‘eu tinha sido parado’ lÚw → lšluka ‘eu tinha sido liberado’ q, φ, c reduplicam com t, p, k qÚw → tšquka ‘eu tenho sido sacrificado’ φa…nw → pšφhka ‘eu tenho sido revelado’ ca…rw → kec£rhka ‘eu tenho sido alegrado’ d…dwmi → dšdwka ‘eu tinha dado’ t…qhmi → tšqhka ‘eu tinha depositado’
10

e„m… e‡hn

oda e„de…hn

emi ‡omi

pausqÁ-nai

de…knumi → dšdeica

‘eu tinha demonstrado’

paÚs-oien
OPTATIVO FUTURO paus-o…mhn paÚs-oio paÚs-oito paus-o…meqa paÚs-oisqe paÚs-ointo
DA

OPTATIVO AORISTO PASSIVO: pausq-e…hn pausq-e…hj pausq-e…h pausq-e‹men pausq-e‹te pausq-e‹en Nota: raiz em -q- do aoristo passivo
com as terminações em -ei-.

VOZ MÉDIA:

feminino como os nomes da declinação 1b. A Voz Média/Passiva declina como kalÒj. PERFEITO REGULAR: ¢sebšw → ºsšbhka ‘eu cometi atos ímpios’ ¢dikšw → ºd…khka ‘eu tenho feito injustiças’ Øbr…zw → Ûbrika ‘eu tenho sido agressivo’ ¢ggšlllw → ½ggelka ‘eu tenho anunciado’ zhtšw → ™z»thka ‘eu tenho procurado’ …ptw → œrriφa ‘eu tenho batido’ PERFEITO IRREGULAR:

pausq-î, pausq-Íj etc.
PERFEITO ATIVO:

pepaÚk-w, pepaÚk-Vj, etc. ou pepaukëj ð, pepaukëj Ïj etc.
PERFEITO
DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

pepaumšnoj ð, pepaumšnoj Ïj, etc.
* A diferença entre o presente e o aoristo subjuntivo reside no aspecto e não no tempo. SUBJUNTIVOS CONTRATOS: ATIVO: poiš-w poi-î poi-Íj poi-Í poi-îmen poi-Áte poi-îsi(n)

* Uso do OPTATIVO em discurso indireto: Em discurso indireto, em que se usa o indicativo depois Óti ‘que’, pode-se usar o optativo em lugar do indicativo (sem alterar o significado), onde o verbo que introduz o discurso indireto é imperfeito ou aoristo. O optativo irá adotar o mesmo com as sentenças no indicativo e futuro, e, como no indicativo, indica que o falante mesmo diz atualmente: Indicativo: œlexen Óti ™paÚsato ‘ele disse que ele havia parado’ Optativo: œlexen Óti paÚsaito ‘ele disse que ele havia parado’ Indicativo: Édh Óti paÚsetai ‘eu sabia que ele iria ter parado’ Optativo: Édh Óti paÚsoito ‘eu sabia que ele iria ter parado’ Nota: de agora em diante iremos usar o termo ‘seqüência secundária’ para dizer que o verbo principal da sentença está no imperfeito ou aoristo, e o termo ‘seqüência primária’ para dizer que o verbo principal da sentença está no presente, futuro ou perfeito. OPTATIVO FUTURO ATIVO: paÚs-oimi paÚs-oij paÚs-oi paÚs-oimen paÚs-oite

Nota: o futuro optativo é usado somente em discurso indireto. paÚoimi (pres.); paÚsoimi (fut.); paÚsaimi (aor.)
PERFEITO DO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA/PASSIVA:

pšpau-mai pšpau-sai pšpau-tai pepaÚ-meqa pšpau-sqe pšpau-ntai (ou pepau-mšn-oi-ai e„s…n)
Nota: as formas média e passiva são as mesmas. Distinguimos o passivo por começar pelo uso do ØpÒ ‘por’ ou um dativo instrumental. p£nq' ¹m‹n pepo…htai ‘tudo foi feito por nós’ INFINITIVO PERFEITO ATIVO: pepauk-šnai INFINITIVO PERFEITO pepaà-sqai
DA

œrcomai → ™l»luqa ‘eu tinha ido’ lamb£nw → e‡lhφa ‘eu tenho pegado’ lšgw → e‡rhka ‘eu tenho dito’ (raiz ™r-) φšrw → ™n»noca ‘eu tenho carregado’ p£scw → pšponqa ‘eu tenho sofrido’ †stamai → ›sthka ‘eu tenho erguido’
(particípio ˜st-èj) SUBJUNTIVO ATIVO (e aoristo passivo):

raiz + -w -Vj -V -wmen -hte -wsi(n)

(š -w ) (š-Vj) (š -V ) (š-wmen) (š-hte) (š-wsi) (£-w) (£-Vj) (£-V) (£-wmen) (£-hte) (£-wsi) (Ò-w) (Ò-Vj) (Ò-V) (Ò-wmen) (Ò-hte) (Ò-wsi)

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

SUBJUNTIVO DA VOZ MÉDIA/PASSIVA: raiz + -wmai -V -htai -wmeqa -hsqe -wntai PRESENTE ATIVO: paÚ-w -Vj -V etc. PRESENTE DA VOZ MÉDIA/PASSIVA: paÚ-wmai etc. AORISTO DO INDICATIVO ATIVO: paÚs-w, paÚs-Vj etc. AORISTO DO INDICATIVO paÚs-wmai etc. AORISTO PASSIVO:
DA

tim£-w tim-î tim-´j tim-´ tim-îmen tim-©te tim-îsi(n) dhlÒ-w dhl-î dhl-o‹j dhl-o‹ dhl-îmen dhl-îte dhl-îsi(n)

Note que para o perfeito há o redobro da raiz + -šnai ou -sqai. PARTICÍPIO PERFEITO ATIVO: pepauk-èj-u‹a-Òj (-ot-) PARTICÍPIO PERFEITO pepau-mšn-oj-h–on
DA

DA VOZ MÉDIA/PASSIVA:

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

Nota: o particípio ativo tem declinação mista. O masculino e neutro declinam como os nomes da declinação 3a sob a raiz -ot-. O

VOZ MÉDIA:

poiš-omai poi-îmai poi-Í poi-Átai poi-èmeqa poi-Ásqe poi-îvtai

(š-wmai) (š -V ) (š-htai) (e-èmeqa) (š-hsqe) (š-wntai)
11

tim£-omai tim-îmai tim-´ tim-©tai tim-èmeqa tim-©sqe tim-întai dhlÒ-omai dhl-îmai dhl-o‹ dhl-îtai dhl-èmeqa dhl-îsqe dhl-întai
SUBJUNTIVO:

(£-wmai) (£-V) (£-htai) (a-èmeqa) (£-hsqe) (£-wntai) (Ò-wmai) ( Ò -V ) (Ò-htai) (o-èmeqa) (Ò-hsqe) (Ò-wntai)

¥n junto a uma conjunção ou pronome relativo, seguido por um subjuntivo, marca um estado ‘indefinido’. Óstij ¨n toàto poiÍ|poi»sV ... ‘quem quer que faça isso...’ trÒpw ú ¨n boÚlwntai ‘de qualquer modo que eles desejarem’ Ótan œlqwsi|‡wsi ‘em qualquer lugar que eles vão’
Note que o ¥n não precisa ser traduzido quando se refere especificamente ao futuro: ™¦n poiîmen|poi»swmen toàto, paÚsomen toÝj polem…ouj ‘se nós fizermos isso, nós cessaremos a guerra’ ™¦n o„k£de ™pan…V|™panšlqV, Ôψetai t¾n guna‹ka ‘se ele retornar para casa, ele irá ver sua mulher’ Note: ¥n combina com as seguintes conjunções: e„ + ¥n = ™£n, ½n e algumas vezes ¥n Óte + ¥n = Ótan ™peid» + ¥n = ™peid£n FUTURO PERFEITO DO INDICATIVO: Há somente uma forma do futuro perfeito: a forma Média/Passiva: pepaÚ-somai pepaÚ-sV pepaÚ-setai pepau-sÒmeqa pepaÚ-sesqe pepaÚ-sontai INFINITIVO FUTURO PERFEITO pepaÚ-sesqai PARTICÍPIO FUTURO PERFEITO pepaÚ-somenoj-h-on OPTATIVO FUTURO PERFEITO pepau-so…mhn pepaÚ-soio pepaÚ-soito pepau-so…meqa pepaÚ-soisqe pepaÚ-sointo
DO

Observe a raiz de um perfeito médio/passivo, sem -k-, mas com redobro, com as terminações do futuro da voz média:

* Reconhece-se o mais-queperfeito pela presença do aumento antes do redobro. IMPERATIVOS: m» + imperativo presente = não! m» + aoristo subjuntivo = não! m¾ ¢koÚsVj ‘não ouça!’ (singular) m¾ œlqhte ‘não ides!’ (plural)

lelÚsomai (lÚw) (lÚomai) ‘eu terei
sido libertado’. (pr£ssw) ‘terá sido feito’. pepaÚsomai (paÚomai) ‘eu terei sido parado’.

pepr£xetai

Como é usual os verbos na voz média carregam significado ativo: kekt»somai (kt£omai) ‘eu terei obtido’ FUTURO
ENFÁTICO:

φoboàmai m¾ œlqV ‘eu temo que ele possa vir’ φoboàmai m¾ Ãlqen ‘eu temo que ele venha’
Verbos em -tšoj ¢qumšw → ¢qumhtšoj ‘ser desalentado’ pr£ttw → praktšoj ‘ser feito’ pe…qw → peistšoj ‘ser persuadido’ φšrw → o„stšoj ‘ser carregado’ emi → „tšoj ‘ser viajado’ * Estas formas carregam a idéia de necessidade, isto é, que algo deve ter tomado lugar ou ser feito. peistšoi oƒ ¥nqrwpoi e„sin ‘os homens devem ser persuadidos’ na forma -tšon [™st…] como se fosse igual a de‹ + infinitivo. O sujeito pode ir para o acusativo ou dativo; o -tšon permanece usualmente sem mudança, se ocorrer a mudança ele irá para o neutro plural: -tša.

Verbo de temor:

e„m… ð Ïj Ï ðmen Ãte ðsi(n)

emi ‡w ‡Vj ‡V ‡wmen ‡hte ‡wsi(n)

kekt»setai ‘ela irá possuir’ φr£ze kaˆ pepr£xetai ‘fala, e será
feito’ A forma ativa é fornecida pelo particípio perfeito ativo e o futuro do verbo:

Subjuntivo de d…dwmi PRESENTE DO SUBJUNTIVO ATIVO:

lelukÒtej ™sÒmeqa ‘nós nos teremos
libertados’. O passivo também pode ser formado com o particípio passivo: lelumšnoj œsomai (=lelÚsomai) ‘eu terei sido libertado’ MAIS-QUE-PERFEITO
DO

didî didùj didù didîmen didîte didîsi(n)
PRESENTE DO SUBJUNTIVO DA VOZ MÉDIA/PASSIVA:

didîmai didù didîtai didèmeqa didîsqe didîntai
AORISTO SUBJUNTIVO ATIVO: dî, dùj, dù etc. AORISTO SUBJUNTIVO
DA

INDICATIVO ATIVO:

INDICATIVO: INDICATIVO:

™-pepaÚk-h (-ein) ™-pepaÚk-hj (-eij) ™-pepaÚk-ei(n) ™-pepaÚk-emen ™-pepaÚk-ete ™-pepaÚk-esan

¹m‹n|¹m©j poihtšon

[™sti]

devemos fazer isso’(de‹

taàta ‘nós ¹m©j poie‹n taàta)
a carta’

graptšon Ãn t¾n ™pistol¾n aÙto‹j|aÙtoÚj
‘eles

(œdei aÙtoÝj t¾n ™pistol¾n gr£ψai)

tinham

que

escrever

DO

VOZ MÉDIA:

dîmai, dù, dîtai etc. œgnwn
AORISTO SUBJUNTIVO: gnî, gnùj, gnù etc.

DO

INDICATIVO:

MAIS-QUE-PERFEITO

DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

ACUSATIVO ABSOLUTO: dšon ‘ser necessário’ ™xÒn ‘ser permitido’ Esses acusativos sempre estão no particípio acusativo neutro e são formas adotadas por de‹, œxesti quando são usadas absolutamente:

™pepaÚ-mhn ™pšpau-so ™pšpau-to ™pepaÚ-meqa ™pšpau-sqe ™pšpau-nto

12

para nós irmos, vamos’ (ou ‘nós devemos ir...’) ™xÕn ¹m‹n ™lqe‹n, ™me…namen ‘é permitido para nós irmos, nós permaneceremos’ (ou ‘embora nós possamos ir...’)

dšon ¹m©j ™lqe‹n, ‡wmen ‘é necessário

æj + superlativo: æj t£cista
‘tão rápido quanto possível’

æj m£lista ‘tão melhor quanto pode
ser’ de que’

†na + subjuntivo/optativo ‘a fim

Quando seguido por um subjuntivo (na seqüência primária), ou por um optativo (na seqüência secundária), †na vai significar ‘a fim de que’. œrcetai †na pe…qV|pe…sV toÝj ¥ndraj ‘ele está indo para persuadir os homens’. Ãlqen †na pe…qoi|pe…seie toÝj ¥ndraj ‘ele veio para persuadir os homens’. Nota: Ópwj e æj podem ser usados no lugar de †na em semelhantes sentenças. Cf. æj + particípio futuro = ‘a fim de que’ INDEFINIDOS EM SEQÜÊNCIA SECUNDÁRIA: + subjuntivo denotando uma idéia de “eventualidade”, por exemplo, ÐpÒtan ‘quando quer que’, ™£n ‘se alguma vez’, Óstij ¥n ‘quem quer que’. Na seqüência secundária, a idéia de “eventualidade” não é expressa por ¥n + subjuntivo, mas por um optativo, sem o ¥n:

Nota: não confundir as construções acima com o uso do optativo na seqüência secundária em discurso indireto. Nos exemplos acima, o optativo está sendo usado numa ‘sub-sentença’, iniciada por ÐpÒtan, ™£n, Óstij ¥n, ... Um optativo num discurso indireto irá ser usado no lugar do indicativo por um verbo principal, e não irá alterar o significado da sentença: œlexen Óti pe…qoi ‘ele disse que ele foi persuadido’ Édei Óti pe…seie ‘ele sabia que ele tinha sido persuadido’ Édei Óti pe…soi ‘ele sabia que ele seria persuadido’

¡lèsesqe ¡lèsontai
AORISTO DO INDICATIVO ATIVO: ˜£lw-n (¡l-) ˜£lw-j

Quando o verbo de temor está na seqüência secundária, o m» irá reger o optativo:

™φobe‹to m¾ oÙk ¢φ…koito ¹ strati£ ‘ele
temia que a armada não chegasse’ Nota: Agora temos três construções com os verbos no subjuntivo na seqüência primária, e optativo na seqüência secundária, isto é, †na, indefinidos e com verbo de temor. ‘até que’. Na seqüência secundária, ›wj significando ‘até que’ rege o verbo no optativo. ™mšnomen ›wj œlqoi ‘nós permanecemos até que ele chegasse’

˜£lw ˜£lw-men ˜£lw-te ˜£lw-san
PARTICÍPIO AORISTO
DO

INDICATIVO ATIVO:

¡loÚj, ¡loàsa, ¡lÒn (¡lont-)cf. gnoÚj
INFINITIVO AORISTO DO INDICATIVO ATIVO: ¡lînai cf. gnînai OPTATIVO AORISTO

›wj

pepaÚk-oimi pepaÚk-oij pepaÚk-oi pepaÚk-oimen pepaÚk-oite pepaÚk-oien pepaumšnoj pepaumšnoj pepaumšnoj pepaumšnoj pepaumšnoj pepaumšnoj

PERFEITO OPTATIVO ATIVO: ou pepaukëj ou pepaukëj ou pepaukëj ou pepaukëj ou pepaukëj ou pepaukëj
DA

e‡hn e‡hj e‡h emen ete een

¡lo…hn ¡lo…hj ¡lo…h ¡lo‹men ¡lo‹te ¡lo‹en

DO INDICATIVO ATIVO: cf. gno…hn

(¢φ)†hmi ‘soltar, deixar’ PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO: raiz: ¢φie¢φ…h-mi ¢φ…h-j ¢φ…h-si(n) ¢φ…e-men ¢φ…e-te ¢φ…-asi(n) PARTICÍPIO PRESENTE
DO

SUBJUNTIVO AORISTO DO INDICATIVO ATIVO: ¡lî cf. gnî

PERFEITO OPTATIVO

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

e‡hn e‡hj e‡h emen ete een

¡lùj ¡lù ¡lîmen ¡lîte ¡lîsi
* Subjuntivo, usado na primeira pessoa do plural, significa ‘permita-nos’: mšnwmen ‘permita-nos ficar’ puqèmeqa ‘permita-nos perguntar’

INDICATIVO ATIVO:

¡l…skomai ‘ser capturado, declarar
culpado’ PRESENTE DO INDICATIVO ATIVO:

¢φie-ij ¢φie-isa ¢φiš-n (¢φient-)
INFINITIVO PRESENTE ¢φiš-nai IMPERATIVO PRESENTE ¢φ…e-i ¢φiš-tw ¢φ…e-te ¢φiš-ntwn OPTATIVO PRESENTE ¢φie-…hn ¢φie-…hj ¢φie-…h ¢φie-‹men ¢φie-‹te
DO

¥n

¡l…skomai ¡l…skV ¡l…sketai ¡liskÒmeqa ¡l…skesqe ¡l…skontai

›wj ‘até que’.
O verbo vai para o subjuntivo. A implicação desta sentença com ‘até que’ é que o tempo do evento espera na sentença é vista como sendo não inteiramente certa, ou como alguma falsidade num futuro indefinido.

INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO:

DO

ÐpÒte œlqoi|‡oi ‘quando quer que ele
venha|chegue’.

mšnwmen
FUTURO
DO

›wj

¨n

™panšlqV

Ð
até

despÒthj
que o

Óstij toàto poio…h|poi»seie ‘quem quer que faça|tenha feito isso’.

INDICATIVO ATIVO:

¡lèsomai ¡lèsV ¡lèsetai ¡lwsÒmeqa

‘permita-nos esperar rei retorne’.

DO

INDICATIVO ATIVO:

φoboàmai m» + subjuntivo = ‘temo
que algo irá/poderá acontecer’

13

¢φie-‹en
SUBJUNTIVO PRESENTE ¢φi-î ¢φi-Íj ¢φi-Í ¢φi-îmen ¢φi-Áte ¢φi-îsi(n)
DO

¢φ…e-san
INDICATIVO ATIVO:
IMPERFEITO
DO

¢φ-îsi(n)
INDICATIVO
DA

INFINITIVO AORISTO

DO

INDICATIVO PASSIVO: INDICATIVO PASSIVO:

¢φeq-Ánai
VOZ MÉDIA/PASSIVA:

¢φiš-mhn ¢φ…e-so ¢φ…e-to ¢φiš-meqa ¢φ…e-sqe ¢φ…e-nto
AORISTO INDICATIVO ATIVO: raiz: ¢φe- (note que a aumentada é ¢φh- ou ¢φei-) ¢φÁ-ka ¢φÁ-kaj ¢φÁ-ke ¢φe‹-men ¢φe‹-te ¢φe‹-san (¢φÁ-kan) PARTICÍPIO AORISTO ¢φe-…j ¢φe-‹sa ¢φš-n (¢φent-) INFINITIVO AORISTO ¢φe-‹nai
DO

AORISTO INDICATIVO ¢φe…-mhn ¢φe‹-so ¢φe‹-to ¢φe…-meqa ¢φe‹-sqe ¢φe‹-nto
PARTICÍPIO AORISTO
DO

DA

VOZ MÉDIA: IMPERATIVO AORISTO
DO

¢φšq-hti ¢φeq-»tw ¢φeq-»te ¢φeq-šntwn
INDICATIVO
DA

PRESENTE DO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA/PASSIVA:

¢φ…e-mai ¢φ…e-sai ¢φ…e-tai ¢φiš-meqa ¢φ…e-sqe ¢φ…e-ntai
PARTICÍPIO PRESENTE
DO

forma

VOZ MÉDIA:

¢φš-men-oj-h-on
INFINITIVO AORISTO
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

¢φš-sqai
IMPERATIVO AORISTO
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

OPTATIVO AORISTO ¢φeq-e…hn ¢φeq-e…hj ¢φeq-e…h ¢φeq-e‹men ¢φeq-e‹te ¢φeq-e‹en

DO

INDICATIVO PASSIVO:

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

¢φiš-men-oj-h-on
INFINITIVO PRESENTE
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

INDICATIVO ATIVO:

¢φ-oà ¢φš-sqw ¥φe-sqe ¢φš-sqwn
OPTATIVO AORISTO DO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA:

¢φiš-sqai
IMPERATIVO PRESENTE
DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

¢φ…e-so ¢φiš-sqw ¢φ…e-sqe ¢φiš-sqwn
OPTATIVO PRESENTE
DO

DO

INDICATIVO ATIVO: INDICATIVO ATIVO:

¢φe-…mhn ¢φe-‹o ¢φe-‹to ¢φe-…meqa ¢φe-‹sqe ¢φe-‹nto
SUBJUNTIVO AORISTO
DO

SUBJUNTIVO AORISTO ¢φeq-î ¢φeq-Íj ¢φeq-Í ¢φeq-îmen ¢φeq-Áte ¢φeq-îsi(n) FUTURO
DO

DO

INDICATIVO PASSIVO:

INDICATIVO ATIVO:

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

¢φie-…mhn ¢φie-‹o ¢φie-‹to ¢φie-…meqa ¢φie-‹sqe ¢φie-‹nto
SUBJUNTIVO PRESENTE
DO

IMPERATIVO AORISTO ¥φe-j ¢φš-tw ¥φe-te ¢φš-ntwn OPTATIVO AORISTO ¢φe-…hn ¢φe-…hj ¢φe-…h ¢φe-‹men ¢φe-‹te ¢φe-‹en

DO

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA:

DO

INDICATIVO ATIVO:

¢φ-îmai ¢φ-Í ¢φ-Átai ¢φ-èmeqa ¢φ-Ásqe ¢φ-întai
AORISTO DO INDICATIVO PASSIVO: raiz: ¢φeq¢φe…q-hn ¢φe…q-hj ¢φe…q-h ¢φe…q-hmen ¢φe…q-hte ¢φe…q-hsan

¢φ»s-w ¢φ»s-eij ¢φ»s-ei ¢φ»s-omen ¢φ»s-ete ¢φ»s-ousi(n)
FUTURO DO INDICATIVO ¢φ»s-omai ¢φ»s-V ¢φ»s-etai ¢φhs-Òmeqa ¢φ»s-esqe ¢φ»s-ontai
DA

VOZ MÉDIA:

INDICATIVO

DA

VOZ MÉDIA/PASSIVA:

¢φi-îmai ¢φi-Í ¢φi-Átai ¢φi-èmeqa ¢φi-Ásqe ¢φi-întai

IMPERFEITO ¢φ…h-n ¢φ…e-ij ¢φ…e-i ¢φ…e-men ¢φ…e-te

DO

INDICATIVO ATIVO:

SUBJUNTIVO AORISTO ¢φ-î ¢φ-Íj ¢φ-Í ¢φ-îmen ¢φ-Áte

DO

INDICATIVO ATIVO:

PARTICÍPIO AORISTO ¢φeq-e…j ¢φeq-e‹sa ¢φeq-šn (¢φeqent-)

DO

INDICATIVO PASSIVO:

FUTURO DO INDICATIVO PASSIVO: ¢φeq-»-somai ¢φeq-»-sV ¢φeq-»-setai ¢φeq-h-sÒmeqa ¢φeq-»-sesqe
14

¢φeq-»-sontai
PERFEITO
DO

INDICATIVO ATIVO:

¢φe‹k-a ¢φe‹k-aj ¢φe‹k-e(n) ¢φe‹k-amen ¢φe‹k-ate ¢φe‹k-asi(n)
PERFEITO DO INDICATIVO DA VOZ MÉDIA/PASSIVA:

‘até que’. De maneira igual, ›wj pode ser seguido de indicativo, quando significa ‘até que’ e a ação terá sido completada. oÙk ¢pÁlqon prˆn œdeixa t¾n ÐdÕn ‘eles não foram até que eu os demonstrasse o caminho’

oÙ cr» me ¢pelqe‹n prˆn ¨n ‡dw t¾n guna‹ka
‘eu não devo ir até que eu veja a minha mulher’ Nota: encontra-se, como ›wj, o ¥n com algumas quebras de construção com o subjuntivo, especialmente em poesia.

Freqüentemente, éste é precedido por oÛtw(j) ‘assim’, ‘tão’ (ou por tosoàtoj ‘quão grande’, toioàtoj ‘de tal sorte’, tÒsoj ‘tantos’), para formar o que se chama ‘resultado’ ou ‘oração consecutiva’. O éste da oração pedirá um indicativo ou infinitivo:

oÛtwj ¢nÒhtÒj ™stin éste ™lp…zei ™kφeÚxesqai ‘ele é tão louco que
ele espera escapar’

¢φe‹-mai ¢φe‹-sai ¢φe‹-tai ¢φe‹-meqa ¢φe‹-sqe ¢φe‹-ntai
Nota: os compostos de †hmi são sun…hmi ‘entender’ e meq…hmi ‘disparar’. As principais raízes de †hmi são ƒe-, ˜- ou eƒ-. No presente e no imperfeito tiqepara t…qhmi, encontraremos ƒe- para †hmi. No aoristo qe-, encontraremos ˜-; mas, lembre-se dos aumentos, como ™qe- de t…qhmi, coloca-se ¹- ou eƒ-, por exemplo, œqhka - Âka, ™qšmhn e†mhn.

oÛtwj ¢nÒhtÒj ™stin éste ™lp…zein ™kφeÚxesqai ‘ele é tão louco que
espera escapar’ Há algumas distinções entre a força das orações no infinitivo ou no indicativo, mas não é possível fazer uma distinção clara. IMPERATIVO AORISTO PASSIVO: paÚsq-hti (e -hqi, por ex., kataklinhqi pausq-»tw paÚsq-hte pausq-šntwn IMPERATIVO AORISTO PASSIVO:

Uma partícula de questão seguida por um subjuntivo (sempre na primeira pessoa) torna a questão uma súplica: po‹ tr£pwmai; ‘aonde eu vou?’ t… gšnwmai; ‘o que será de mim?’ t… tij lšgV; ‘o que estou a dizer? Estas construções são chamadas de ‘deliberativo’ subjuntivo, e aparecem depois de boÚlomai: boÚlV e‡pw toàto; ‘queres me dizer isso?’ (lit. ‘que eu diria isso’) boÚlV poi»sw toàto; ‘queres que eu faça isso?’ (poi»sw é 1ª pessoa do Aoristo Subjuntivo, e não Futuro)

diat…qhmi|di£keimai ‘tratar, ser tratado’. diat…qhmi significa ‘eu disponho, eu trato’ de alguma certa maneira; para expressar a forma passiva se usa di£keimai.
Principais partes de ke‹mai: Presente: ke‹-mai, (part.) kšimenoj, (inf.) ke‹sqai, (imperativo) ke‹so. Imperfeito: ™-ke…-mhn Futuro: ke…s-omai

cr£omai ‘eu uso, eu tenho feito t… crîmai ™mautù; ‘o que eu tenho
feito comigo mesmo?’ CORRELATIVOS: com’

‘descança!’)

oÙ g¦r toÚtouj oÛtwj misî æj ™mautÕn φilî
‘eu não odeio essas coisas tanto quanto eu amo a mim mesmo’

œgnwn gnî-qi gnè-tw gnî-te gnÒ-ntwn

œbhn bÁ-qi b»-tw bÁ-te b£-ntwn

œsthn stÁ-qi st»-tw stÁ-te st£-ntwn

φhm… φ£-qi φ£-tw φ£-te φ£-ntwn

éste + ind./inf. oÛtwj... éste ‘tão... que’ * sempre se coloca éste no início
de uma sentença para significar ‘conseqüentemente, como um resultado’, ou seja, ‘portanto, assim, de modo que’. Pode-se introduzir uma cláusula sob ela própria, então significa ‘portanto, assim, de modo que’ (e seguido por infinitivo – mudança do sujeito que é regido para o acusativo), ou ‘para que, a fim de que, de modo que’ (quando seguido por um indicativo):

Note o paralelo de oÛtwj com æj. Da mesma maneira toioàtoj com oŒoj; tosoàtoj com Ósoj. oÜk ™st… moi toiaÚth ™pistol¾ o†a (™st…)

›wj ‘enquanto, até que’
* quando se tem um subjuntivo + ¥n ou um optativo, há incerteza ou indefinição acerca do tempo da sentença. Quando se toma no indicativo, a ação é conhecida como completa. Somente o contexto irá dizer o que está correto. ™bÒhse ›wj ™kšleuon paÚsasqai ‘ele gritou, até que eu disse a ele parar’ mšnwmen ›wj œxestin ‘permanecemos enquanto foi possível’

soi ‘não tenho a carta que é para ti’ oÙk œlege tosoÚtouj lÒgouj Ósouj sÝ (œlegej) ‘ele não falou quantas
palavras falas)’. como tu (fez com as

mhcan¾n eØr…skousin éste ™kφuge‹n ‘eles encontraram um plano para escapar’.
(ou ‘um plano-escapatória) (mas será que eles escaparam?)

pr…n ‘até que’
* Sabe-se que pr…n + infinitivo significa ‘antes de’. Quando pr…n é seguido de ¥n + subjuntivo (seqüência primária) ou optativo (seqüência secundária), significa

mhcan¾n

háron

éste

™xšφugon
de

encontraram uns planos que eles escaparam’

‘eles modo

Verbos que adotam a forma PASSIVA NA VOZ MÉDIA: * alguns verbos da Voz Média se tornam Passivo (não no significado) no Aoristo. BoÚlomai → ™boul»qhn ‘querer’ dÚnamai → ™dun»qhn ‘poder’ dšomai → ™de»qhn ‘pedir, suplicar’ ™p…stamai → ºpist»qhn ‘saber’ ¼domai → ¼sqhn ‘ter prazer’ mimn»skomai → ™mn»sqhn ‘lembrar’ dialšgomai → dielšcqhn ‘conversar’ o‡omai → ò»qhn ‘considerar’ φobšomai → ™φob»qhn ‘temer’ ca…rw → ™c£rhn ‘alegrar, regozijar’ Ñrg…zomai → çrg…sqhn ‘zangar’

DELIBERATIVOS: Quando uma questão deliberativa é relatada em discurso indireto a questão irá ser seguida por um optativo na seqüência secundária: (direta) t…na mhcan¾n eÛrw; ‘que mecanismo eu estou encontrando?’ (indireta) ºpÒrei ¼ntina mhcan¾n eÛroi ‘ele não sabia que mecanismo encontrar’

¤te + particípio = ‘porque, como’. Faz do particípio um indicativo:

15

¤te oÙ p£nu ti soφÒj ên... (lit. ‘porque não é sábio’) ‘porque ele não é tão sábio’
DUAL: * Quando um verbo tem duas pessoas como sujeito, ou quando um nome ou adjetivo representam duas pessoas ou coisas, as palavras podem adotar uma forma especial conhecida por dual: * Os verbos no dual são restritos às 2as e 3as pessoas do plural somente. Observe as seguintes terminações que são colocadas na raiz+vogalterminação das partes em uso:
2 3 a a

m. f. n.

Nom./Ac.

Gen./Dat.

moànoj

(Ático mÒnoj)

Heródoto

Ático

tè t£ (tè) tè
DIALETO
DE

to‹n ta‹n (to‹n) to‹n

hi por ei no Ático: ˜tair»ioj (Ático ˜taire‹oj)
* Não há contração dos verbos em

HERÓDOTO (Jônico)

Ativo
pessoa -ton

Médio/Passivo
-sqon -sqon (primário) -sqhn (secundário)

pessoa -ton (primário) -thn (secundário)

paÚseton ‘vocês dois irão parar’ ™paus£thn ‘eles ambos estão parados’ paÚsaiton ‘vocês dois parados’ (aor.
opt. ativo)

pausa…sqhn ‘eles ambos pararam a
si mesmo’ voz média) (aoristo optativo da

Nota: As formas de dual de e„m… são: œston (indicativo) Ãton (subjuntivo) eton (optativo) NOMES/ADJETIVOS: Observe as concordância quadro: terminações em com o seguinte

adj. (1548 FOlP 156) 1 relativo à antiga Jônia, ou aos jônios 2 (1563) ARQ HIST.ART pertencente ou semelhante a uma das ordens arquitetônicas clássicas, cujas colunas possuíam capitéis ornamentados com duas volutas, altura nove vezes maior que seu diâmetro, arquitrave ornamentada com frisos e base simples 3 FIL relativo ou pertencente à escola considerada como o ponto de partida do pensamento filosófico ocidental (sVI a.C.), formada por um grupo de pensadores gregos que habitavam o litoral ocidental da Ásia Menor, entre os quais Tales de Mileto, Anaximandro, Anaxímenes de Mileto e Heráclito de Éfeso adj.s.m. (1548) 4 LING diz-se de ou dialeto do grego antigo, falado na Jônia, que foi veículo de importantes realizações literárias 5 (1877) VRS que ou o que possui seis tempos, sendo duas sílabas longas juntas e duas breves juntas (diz-se de pé métrico do sistema greco-latino); iônico, jônio j. maior (1877) VRS jônico composto de duas sílabas longas seguidas de duas breves j. menor (1877) VRS jônico composto de duas sílabas breves seguidas de duas longas ETIM lat. ionicus,a,um 'id.' < gr. iónikós,ê,ón 'relativo a Jônia'; f.hist. 1548 jonico, 1563 joniquo SIN/VAR iônico, jônio

e-, nem em nomes com e na raiz: φilšw (Ático φilî) poišein (Ático poie‹n) ™dšeto (Ático ™de‹to) Ôreoj (Ático Ôrouj) seo (Ático sou) eo pode mudar para eu, dando: seu (por seo, Ático sou) meu (pelo Ático mou) poieÚmena (por poieÒmena, no Ático poioÚmena)
Heródoto usa -ew para o genitivo singular dos nomes (1d) (nehn…ew, não nehn…ou), e -šwn para o genitivo plural de todos os tipos de nomes de 1a declinação: quršwn, não qurîn Persšwn, Ático Persîn -si no dativo plural as e 2as e nomes de 1 toÚtoisi (Ático to‹si (Ático taÚtaisi (Ático crhsto‹si (Ático dos adjetivos declinações: toÚtoij) to‹j) taÚtaij) crhsto‹j)

ðn ™èn ˜wutÒn ™mewutÒn ko‹oj (Ðko‹oj) kÒte (ÐkÒte) kîj (Ðkîj) min oƒ

oân ên ˜autÒn ™mautÒn po‹oj pÒte pîj
----raro

‘então, portanto’ ‘sendo’ ‘ele mesmo’ ‘eu mesmo’ ‘de sorte que’ ‘onde’ ‘como’
‘ele, ela’ (ac.) ‘para ele, para ela’ (dat.)

ACUSATIVO DE RESPEITO Usa-se t… no sentido de ‘por quê?’. Entretanto, foi explicado que o significado literal neste contexto era ‘em respeito do quê?’. Este uso do acusativo para significar ‘em respeito de’ é bastante comum, especialmente depois de adjetivos: oÙ kaqarÕj ce‹raj ‘não pura com respeito às tuas mãos’ (‘com impuras mãos) dieφqarmšnoj t¾n ¢ko»n ‘incapacitado com respeito de sua audição’ (‘surdo’) pÒdaj çkÝj 'AcilleÚj ‘Aquiles, rápido com respeito aos seus pés’ (‘pésligeiros’)

oÙ φhm… ‘eu

Heródoto usa h enquanto o Ático usa o a (especialmente depois de r, e, i) prÁgma (Ático pr©gma) nehn…hj (Ático nean…aj) sumφor» (Ático sumφor£)

nego, eu desminto’, isto é, ‘eu digo que x não é o caso’. Latim ‘nego’. Não significa ‘eu não disse que...’:

Kro‹soj oÙk œφh tÕn pa‹da sumpšmψein
Exceto para Ój, Heródoto usa a forma do artigo definido no lugar do relativo: pa‹j tÕn φul£sseij (Ático pa‹j Ön φul£tteij) Heródoto freqüentemente omite a aspiração em composição, isto é, palavras com prefixos, etc. ¢piknšomai (Ático ¢φiknšomai) met…hmi (Ático meq…hmi) ‘Croesus disse que não enviaria seu filho’, ‘Croesus negou que ele enviaria seu filho’ DIALETO HOMÉRICO: * Principais Características: - ausência de aumento: b£lon=œbalon; œmbale=™nšbale; dativo plural em -si, -essi,

Nominativo/Acusativo Tipos 1/2 - w, -a Tipo 3 -e, -ei Genitivo/Dativo Tipos 1/2/3 -oin, -ain

ss para o tt no Ático: q£lassa (Ático q£latta) pr»ssw (Ático pr»ttw) φul£ssw (Ático φul£ttw) ei por e no Ático: xe‹noj (Ático xšnoj) e†neka (Ático ›neka) ou por o no Ático: oÜnoma (Ático Ônoma)

të soφë ¢nqrèpw
sábios’.

‘os

dois

homens

dèroisi, pÒdessi;
Importantes Heródoto: formas usadas por - dativo plural ta‹j aparece como tÍj, tÍsi; igual para todos os tipos de nomes da 1a b c, qÚrVsi;
16

™n ta‹n Ðdo‹n ‘nas duas vias’.
Artigo definido no dual:

-

genitivo singular em -oio dèroio; e em -ao, -ew, no lugar de -ou da 1d; - infinitivos em -men, -menai, enai: (œmen, œmmen, œmenai, œmmenai=enai; ‡men(ai)=„šnai; ¢koušmenai=¢koÚein); - uso do oƒ para significar ‘para ele, ela’, e toi significando ‘para ti’ (2a singular); - os artigos definidos oƒ, aparecem também como to…, ta…;

Ritmo guerreiro: υ υ– Tragédia e diálogo clássico: batida do coração: υ– Em Homero, os primeiros quatro pés podem ser dáctilo ou espondeo; O quinto pé usualmente é um dáctilo; O sexto pé sempre é um espondeo, se assumirmos que a sílaba final é sempre longa. Assim, eis o hexâmetro Homérico: 1 2 3 4 5 6 – υυ – υυ – υυ – υυ – υυ – – “ou” – – – – – – – – (– –) Notas: Há um número peculiar de características da escanção homérica, das quais as mais importantes são: - ‘correpção’ - isto é, que naturalmente uma vogal longa/ditongo no final de uma palavra torna-se curta se a próxima palavra se iniciar com vogal: υ – –

* A regra de correpção faz oƒ curto antes de ™peklèsanto, mas por que então tù curto antes de oƒ, e qeo… curto antes de okÒnde? A resposta é que oƒ era oi e okÒnde era o‹kÒnde. Conseqüentemente as palavras não começavam com uma vogal e a regra de correpção não se aplicava. Os efeitos do metro na língua: O modelo do ritmo do dáctiloespondeu do hexâmetro homérico impõe certas limitações e torna algumas palavras sem uso. Homero toma isto como modelo: - em palavras que naturalmente são longa-curta-longa é escandida por longa-longa-longa: – υ– – – – ƒstih é escandida para ƒstih. - em palavras que naturalmente são breve-breve-breve tem o primeiro elemento estendido υ υ υ υ –υ υ υ ¢kamatoj - ¢kamatoj ‘descançado’ υ υ υ –υ υ ¢nera - ¢nera ‘homem’ (acusativo). pelo uso de formas alternativas, como dativo em -essi ao invés de -esi: υ – υ υυυ œpessi ou œpesi - finalmente, observe que em alguns casos há a escolha para se escandir dactilo ou espondeu: – – – – – υυ– – 'Apgei|φonthj ou 'Argeiφonthj ‘matador de Argos’ (epíteto de Hermes)

æj Ð me|n ™nqa ka|qeude po|lutlaj | dioj 'O|dusseuj,
– – – – – υυ – – – – – υυ – – – – υ υ υ υ – – – –

– υυ

υ υ

– υ υ

– υυ

ØpnJ | kai kama|tJ ¢|rhmeno|j. aÙtar 'A|qhnh bh r' ™j | Faih|kwn ¢n|drwn dh|mon te po|lin te

– –

υυ
υ υ

– –
– υυ

– υυ –
– – –

υ υ

– υυ
– υ υ – –

– –

¹ d' ¢ne|mou æj | pnoih ™|pessuto | demnia | kourhj
sth d' ¢r' Ø|per keφa|lhj, kai | min proj | muqon ™|eipen

- presença de h enquanto no Ático era a ou e, cèrh=cèra; basilÁaj=basilšaj; - uso do artigo definido para significar ‘ele’, ‘ela’, ‘eles’, ‘elas’, ‘isto’; - ‘tmesis’, isto é, uma separação do prefixo de uma forma verbal em que normalmente (no Ático) o verbo era junto: prÕj màqon œeipen=màqon prosšeipen ‘ele endereçou uma história’; - ken (ke, k' ) é usado no lugar de ¥n.

* O texto de Homero é baseado na edição Helenística do século III a.C.. Não se sabe se os textos eram assim mesmo, mas parece que houve uma modernização nos textos. Isto produziu algumas formas artificiais, como o e†wj que deveria ter sido Âoj. METRO GREGO: O verso grego tem uma regular seqüência de sílabas, cada uma conta com uma longa ou breve para a métrica. Toda sílaba é contada. Para determinar algum metro, devemos decidir a quantidade de cada sílaba, ou seja, enquanto longa ou curta. A quantidade de sílaba é determinada pelas vogais e consoantes que a constituem. REGRAS BÁSICAS: - Sílabas que contém h, w e ditongos, e a, i, u (estas últimas três são conhecidas, ou deduzidas do contexto) são sempre LONGAS no verso, aconteça o que acontecer. (N.b. a nota 1 sobre a correpção em Homero acima). - Sílabas que contém e, o e a, i, u são sempre BREVES no verso, a não ser que sejam seguidas por duas consoantes (incluindo z (sd), x (kj) e ψ (pj)), então, para o propósito da escanção, elas irão ser contadas como LONGAS. Há uma exceção para esta regra – toda combinação de p t k φ q c b d g + l m n r não precisa necessariamente ser precedida de sílaba longa para a escanção. Assim, patrÒj pode ser escandido por: – υ ou υ υ.
17

per
que;

ainda

que,

embora,

mesmo

aÙtar – seqüência, então; oon – só kaˆ=½dh
HEXÂMETRO HOMÉRICO: O hexâmetro é feito de 6 pés, cada pé pode ser um dáctilo ou um espondeo. A escanção de um dáctilo: – υ υ (longa-breve-breve, tum-ti-ti) A escanção de um espondeo: – – (longa-longa, tum-tum)

kaˆ ¹m‹n
- a influência do ‘digamma’ ( ) na escanção. Na era clássica, o digamma como letra foi tirada do alfabeto, mas sua influência era sentida tão fortemente que em Homero a escanção reagiu como se existisse ainda. O digamma originalmente era pronunciado como o ‘w’ no Inglês.
– υυ – – – υ υ – – – υ υ – –

tù oƒ ™|peklè|santo qe|oˆ o|kÒnde nš|esqai

‘nossos deuses destinam o retorno para casa’

Aqui há cinco versos escandidos de Homero:

Notas: (i) ignore a palavra-divisão para o propósito da escanção. Assim, o o de ¥nqrwpÒj tij é escandido como LONGA, porque é seguida por duas consoantes, st. (ii) cuidado com a elisão de vogais breves no final de uma palavra. Isto não seria causa de problemas desde que os textos não fossem usualmente suprimidos por algumas vogais. (iii) isto é uma grande simplificação responsável por um complexo sujeito. Este é o principal ponto para confundir vogais que são pronunciadas como longa ou breve, cujas sílabas se contam como (mas onde certamente não são pronunciadas) longa ou breve para os propósitos de métrica. Considere œrcomai. As primeiras vogais são breves para pronunciar, e seriam certamente pronunciadas como breve em todas as circunstâncias. Mas para a escanção, é contada como longa, porque são seguidas de duas consoantes. ACENTUAÇÃO: Vogais breves por natureza: e, o, a, i, u Vogais longas por natureza: a, h, w, i, u Ditongos: ai, au, ei, eu, ou, oi (todo ditongo é longo) * se estiver na última sílaba, torna-se breve. Perispômena:
adj.s.m. (1877 cf. MS7) GRAM que ou o que leva um acento circunflexo na sílaba final (diz-se de palavra) ETIM gr. perispômenos,é,on 'id.', nom.sing. masc. substv. do art. pres. passivo de perispáó 'marcar a última sílaba com acento circunflexo; pronunciar a última sílaba com acento circunflexo'; cp. properispômeno; f.hist. 1877 perispómeno

adj.s.m. (1877 cf. MS7) GRAM 1 diz-se de ou palavra do grego antigo que tem acento circunflexo na penúltima sílaba 2 p.ext. dizse de ou palavra do português cuja penúltima sílaba tem a vogal o e nela recai o acento tônico (poço, bolso etc.) GRAM como regra geral, mais seguida no Brasil do que em Portugal hoje em dia, o plural dessas palavras é feito com o o fechado [ô], se a forma feminina singular tb. o for (lobo [ô], loba [ô], e, portanto lobos [ô], lobas [ô] ); e em o aberto [ó] se a forma feminina singular for em [ó] (porco [ô], porca [ó], e, portanto, porcos [ó], porcas [ó] ); não há sistematização absoluta entre essas prosódias, já por não haver o feminino de muitas palavras properispômenas (polvo, coco, jorro etc.), já pelo fato de o uso haver determinado uma forma fora de padrão (o pl. de poço devia ser poços [ô], uma vez que existe poça [ô], mas é poços [ó] sua pronúncia mais comum no Brasil); em Portugal, usa-se atualmente, fugindo à regra, a maioria dos plurais properispômenos com o o aberto [ó]: pescoços, bolsos etc. (este último tb. detectável no Brasil) ETIM gr. properispômenos 'que é marcado com acento circunflexo na penúltima sílaba', nom.sing. masc. substv. do part.pres. passivo do v.gr. perispáó 'marcar a penúltima sílaba com acento circunflexo'; cp. perispômeno; f.hist. 1877 properispómeno; a datação é para o subst.

Todas as da 1a declinação terão genitivo plural perispômeno; sejam oxítonas ou não. Todas as sílabas contratas são longas, e o acento é circunflexo. Toda contração é longa e será acentuada com circunflexo. SUFIXOS Nomes: (página 137 do Ragon) -eÚj designa o autor da ação; -sij designa a ação; -ma designa o objeto da ação; -tron designa o instrumento; -e‹on, -t»rion designa o lugar da ação; -wn designa o lugar onde está uma coisa; -thj, -tou designa a profissão, o estado; -dhj, -idhj designa os filhos de alguém; -…j, -…doj designa uma mulher; -£j, -£doj designa uma mulher; -ia, -sÚnh designa a qualidade; -thj, -thtoj designa a qualidade; -ion, -…skoj designa os diminutivos; Adjetivos: -ikÒj marca a atitude; -eid»j marca a semelhança; -ioj, -inoj marca a matéria; -ioj, -imoj marca propriedade, relação; -uoj, -roj marca propriedade, relação; -mwn, -einoj marca propriedade, relação;

ELISÃO: CRASE:

¢pÒ †ppou → ¢p' †ppou → ¢φ' †ppou kata+Ðr£w → kaqor£w kr©sij ker£numi (mistura → com relação ao
vinho+água, em Homero) AORISTO: - 2a forma de passado (pretérito perfeito); - mudança de estado provocado por uma ação; - uma ação acabada. - a|Ñr…zw ‘horizonte’, ‘não tem limite no tempo’.

Proparoxítona: sempre indicado por acento agudo: ¥nqrwpoj; ¢nqrèpouj * o acento natural é dado pelo nominativo, no entanto ele caminha, dependendo se a última sílaba for longa ou breve. * Palavras proparoxítonas quando terminadas em longa tornam-se paroxítonas: Ônoma; ÑnÒmatoj; Ñnom£twn

φile+ontwn = φiloÚntwn φile+ontoj = φiloàntoj
Quando uma das vogais contraídas, e uma delas leva acento, a vogal resultante de tal contração for a última da palavra – torna-se circunflexo: tim£+wn = timîn Palavras oxítonas, o acento natural é agudo e cai na última sílaba. Nos casos oblíquos (genitivo/dativo) o acento é circunflexo: soφÒj; soφoà; soφù;

did£skw ‘ensinar’ (repetição de uma ação). ¢p|agw ‘conduzir’ (a partir de). z cai diante do s do aoristo e do futuro. Consoantes líquidas – l, m, n, r (raiz é mais curta no aoristo, quando os verbos são terminados por essas consoantes) Verbo Depoente: só há na voz média: 1s. dÚna-o-mai – dÚnamai 2s. paÚV – pau-e-sai (sigma cai entre duas vogais) – paÚV 3s. dÚna-e-tai – dÚnatai 3p. dÚna-e-sqe – dÚnasqe o„kt‹rai ™sÁlqe me logis£menon t£de
(Heródoto VII – 45-6) ‘a piedade entrou em mim depois de ter pensado estas coisas’. ¢ll»loij – pronome recíproco, nunca no nominativo. Particípio Futuro se introduz por æj (como ou introduz uma oração final = a fim de...) Ãlqon æj ¥xwn Nšairan ‘vim a fim de conduzir Neaira’ BIBLIOGRAFIA:
READING GREEK – The Joint Association of Classical teacher’s greek course (grammar, vocabulary and exercises). New York, Cambridge University Press, 1991. (ISBN 0-521-21977-9)

douloàn ‘tornar-se escravo’; douleÚw ‘ser escravo’; φilipp…zw ‘ser para Filipe’.
-se…w ‘exprime o desejo’; -skw ‘marca início/começo ou a causa’.

soφo‹j
Monossílabos de 3a declinação no genitivo/dativo recebem acento na última sílaba. te‹coj; teice-a (te…ch); teicîn

a ou an ‘privativo’; duj ‘marca dificuldade, sofrimento’;

Prefixos:

poÚj (pod-)

eÙ ‘significa composição prosperada, abundante, fácil’.
LAPA, JOSÉ RODRIGUES, Estilística da Língua Portuguesa.

Properispômena: assemelha-se à paroxítona;

Voz Média dos verbos: a ação recai sobre o sujeito da ação.

18

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful