You are on page 1of 27

Certificado ISO 9001:2000

Nº 23.0021/98

Centro de Informática – CETEP Quintino


www.ciquintino.com.br

Elaborada pelos Professores: João Marcelo Rodrigues Alves, Mônica Lopes Ventura e Tula Cilene Loreto.
A POLÍTICA DA QUALIDADE DO CI

“Prover cursos de educação profissional de formação inicial (cursos instrumentais) na área de


informática, tendo como foco:
• A adequação destes às tendências do mercado de trabalho;
• A satisfação dos alunos e colaboradores;
• A promoção da cultura profissional de excelência junto aos alunos;
• A inclusão digital da sociedade;
• A busca da melhoria contínua dos serviços prestados e da eficácia do Sistema de
Gestão.”

O CURSO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA

O Curso de Computação Gráfica oferecido pelo Centro de Informática do Cetep Quintino, foi
reestruturado objetivando-se a atualização tecnológica e a importância do Photoshop nos dias
atuais, como instrumento de auxílio ao desenho técnico avançado e as atuais necessidades do
mercado de trabalho.

APOSTILA DE PHOTOSHOP

Equipe de Elaboração

João Marcelo Rodrigues Alves, Mônica Lopes Ventura e Tula Cilene Loreto.

Revisão

Carlos Lobo

Aprovação

Sandra Regina Barbosa

Apostila de Photoshop – versão 001/05 1


Módulo Adobe Photoshop 7.0
Índice
1- Conhecendo o Adobe PhotoShop 7.0..................................................................................03

2- Abrindo e Criando uma Imagem Nova..................................................................................03


Criando Imagens Novas..................................................................................................03
Abrindo uma Imagem.................................................................................................03

3- Conhecendo a Área de Trabalho..............................................................................................04


Caixa de Ferramentas...................................................................................................04
Usando a Barra de Status..........................................................................................07
Usando as Paletas.......................................................................................................07
Principais Paletas ......................................................................................................08
Janela Navegador.......................................................................................................08
Janela Camadas.........................................................................................................09
Janela Estilos..............................................................................................................11
Janela Opções..............................................................................................................11
Janela Histórico...........................................................................................................12
Janela Pincéis............................................................................................................12

4- Ajuste das Cores........................................................................................................................13


Escolhendo Modos de Cor..........................................................................................13
Selecionando um Modo de Mesclagem.........................................................................14

5- Digitalizando Imagens................................................................................................................17
Digitalizando Imagens em Scanners.........................................................................17

6- Usando Filtros............................................................................................................................18
Tipos de Filtros............................................................................................................18

7- Controle da Imagem.......................................................................................................................19
Opções de Ajuste de Imagem....................................................................................19

8- Trabalhando com Textos...............................................................................................................20

9- Imprimindo Imagens.................................................................................................................21
Caixa de Diálogo Imprimir............................................................................................22
Imprimindo Separações de Cor...................................................................................23

10- Os recursos especiais para Web.......................................................................................24


Otimização da Imagem..............................................................................................24
Divisão da Imagem (fatias).........................................................................................25
O Image Ready...........................................................................................................26

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 2


1 - Conhecendo o Adobe PhotoShop 7.0

O Adobe PhotoShop 7.0 é uma ferramenta gráfica utilizada para manipular imagens fotográficas.
Atualmente ele é a mais potente ferramenta de tratamento de imagens do mercado, e seu funciona-
mento baseia-se na transformação de uma imagem real em imagem editável.

2 - Abrindo e Criando uma Nova Imagem

• Criando Imagens Novas

É possível criar uma imagem em branco com no menu Arquivo/opção Novo. também é possível
usar este comando para criar uma nova imagem com as mesmas dimensões em pixel de uma imagem ou
seleção copiada para a Área de Transferência.
Com a caixa de diálogo Novo aberta, escolha a imagem com o tamanho desejado no menu Janela.
Digite um nome para a imagem e, se quiser, defina a largura, a altura, a resolução e o modo.

• Abrindo uma Imagem

No Adobe Photoshop, é possível abrir e importar imagens com vários formatos e obter várias
imagens abertas ao mesmo tempo, como mostra a figura a seguir:
Para abrir um arquivo, escolha no menu Arquivo/ opção Abrir e especifique o formato de arquivo.
Para especificar o formato com o qual abrir arquivos, clique no menu Arquivo/ Opção Abrir
Como e selecione o formato desejado.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 3


3 - Conhecendo a Área de Trabalho
A Área de Trabalho do Adobe PhotoShop inclui os menus de comando, a janela contendo as
imagens e uma variedade de ferramentas e paletas que permitem editar ou adicionar elementos como
máscaras, camadas e canais. O usuário pode também adicionar comandos e filtros aos menus por meio
da instalação de módulos complementares, programas de softwares projetados para ampliar a funciona-
lidade do Photoshop.

• Caixa de Ferramentas

As ferramentas da Caixa de Ferramentas permitem selecionar, pintar, editar e visualizar imagem,


além de escolher as cores do primeiro plano e do fundo, criar máscaras rápidas e alterar o modo de
exibição na tela.
A maioria das ferramentas estão associadas à janela Opções, que permitem definir os efeitos de
pintura e edição das ferramentas.
Para exibir a caixa de ferramentas, escolha o menu Janela/Mostrar Ferramentas.

Conhecendo as Funções das Ferramentas

Selecione a ferramenta clicando em seu ícone na caixa de ferramentas. Um pequeno triângulo à


direita do ícone de uma ferramenta indica um menu desdobrável de ferramentas ocultas como mostra a
figura a seguir:
Para selecionar uma ferramenta, siga um dos procedimentos:
- Para selecionar uma ferramenta visível, clique em seu ícone.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 4


- Para selecionar uma ferramenta oculta, posicione o ponteiro sobre a ferramenta visível e arraste para
realçar a ferramenta desejada.

. Ferramentas de Seleção (Primeiro Grupo)

- As ferramentas Marca de Seleção (Retangular, Elíptica, Coluna Única, Linha Úni-


ca) fazem seleções regulares).
- A ferramenta Mover, move camadas inteiras ou recorta seleções ativas.
- As ferramentas de Laço (Laço, Laço Poligonal, Laço Magnético) criam seleções
irregulares.
- A ferramenta Varinha Mágica cria seleções por aproximação de tonalidade dos pixels.
- A ferramenta Corte Demarcado apara as imagens.
- As ferramentas Fatia (Fatia, Seleção de Fatia) criam regiões sensibilizadas para a criação
de páginas para a Web.

. Ferramentas de Pintura

-A ferramenta Recuperação do Pincel, permite corrigir imperfeições, fazendo com que


elas desapareçam na imagem adjacente.
-A ferramenta Correção, permite corrigir uma área selecionada com pixels de outra área
ou de um padrão.
-A ferramenta Lápis, pinta pixels sem a opção de desfoque.
-A ferramenta Pincel, pinta traçados de pincel, possuindo opções de desfoque.
-A ferramenta Carimbo, pinta com a cópia de uma imagem.
-A ferramenta Carimbo de Padrão, pinta usando a seleção como um padrão.
-A ferramenta Pincel do Histórico, permite desfazer a maioria das operações, em caso de erro.
-A ferramenta Pincel História da Arte, permite pintar com traçados estilizados, utilizando os dados de
origem de um estado do histórico ou instantâneo especificado.
-A ferramenta Borracha, apaga pixels de uma imagem.
-A ferramenta Borracha Plano de Fundo, permite apagar pixels de uma camada até a transparência à
medida que você arrasta.
-A ferramenta Borracha Mágica, apaga áreas com pixels de mesma tonalidade.

-A ferramenta Lata de Tinta, preenche com a cor do primeiro plano.


-A ferramenta Degradê, na opção Linear, cria uma mesclagem linear entre as cores.
-A ferramenta Degradê, na opção Radial, cria uma mesclagem circular entre as cores.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 5


-A ferramenta Degradê, na opção Angular, cria uma
mesclagem angular entre as cores.
-A ferramenta Degradê, na opção Refletido, cria
mesclagens simétricas de linha reta entre as cores.
-A ferramenta Degradê, na opção Diamante, cria
mesclagens em forma de diamantes entre as cores.

-A ferramenta Desfoque cria o efeito de embaçado na imagem.


-A ferramenta Nitidez cria o efeito de maximizar a tonalidade dos
pixels, para disfarçar o desfoque.
-A ferramenta Borrar cria o efeito de distorção, como um borrão.

-A ferramenta Subexposição clareia a imagem.


-A ferramenta Superexposição escurece a imagem.
-Aferramenta Esponja altera a saturação da imagem (pode retirar
tudo,ou maximizar).

. Ferramentas Vetoriais

-A ferramenta Seleção de Demarcador seleciona demarcadores vetoriais, menos textos.


-A ferramenta Seleção Direta altera pontos vetoriais.
-As ferramentas de Texto Horizontal e Texto Vertical,criam uma camada de texto na
imagem, nas posições indicadas.
-As ferramentas de Máscara de Texto Horizontal e Máscara de Texto Vertical,criam seleções no
contorno da forma do Texto digitado, sem criar uma camada específica para isso.
-As ferramentas Demarcadores Vetoriais, criam formas livres, para preencher, transformar em camada,
fatia, que será convertida em parte da imagem ou apenas orientar algum comando específico na região
demarcada.

Obs: Ao lado, as ferramentas Demarcadores


Vetoriais, com formas pré-definidas, para os fins des-
critos acima.

. Ferramentas de Auxílio à Navegação

-A ferramenta Observações, coloca observações na imagem, que NÃO serão visualizados na impressão
ou na página Web.
-A ferramenta Comentário de Áudio, insere a opção de gravar mensagens ao microfone.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 6


-A ferramenta Conta-Gotas, faz a amostragem de cores em uma imagem.
-A ferramenta Classificador de Cores, classifica até quatro localizações ao mesmo tem-
po.
-A ferramenta Medir, calcula a distância entre dois pontos da área de trabalho.
-A ferramenta Mão move a imagem dentro da janela.
-A ferramenta Zoom aumenta e reduz a visualização de uma imagem.

Escolhendo as Cores do Primeiro Plano e do Plano de Fundo

O Photoshop usa a cor do primeiro plano para pintar, preencher e traçar seleções, e a cor do plano
de fundo para preencher com degradê e para preencher as áreas apagadas de uma imagem. Pode-se
designar uma nova cor do primeiro plano ou do plano de fundo com a ferramenta conta-gotas, a paleta
Cor, a paleta Amostras ou o Seletor de Cores do Photoshop.
A “cor do primeiro plano atual” aparece na caixa de ferramentas, no Seletor de Cores, sendo o
quadrado indicador de cor superior.
A “cor do plano de fundo” é o quadrado indicador de cor inferior.
O padrão de cores do Photoshop, é “preto” para o primeiro plano e “branco” para o plano de
fundo é .
- Para inverter cores do primeiro plano e do plano de fundo, clique no ícone “Alternar Cores”, no
Seletor de Cores da caixa de ferramentas.
- Para voltar à cor padrão do primeiro plano e do plano de fundo, clique no ícone “Cores Padrão”
no Seletor de Cores da caixa de ferramentas.
- Para mudar a cor do primeiro plano, clique na caixa de seleção de cores superior, na caixa de
ferramentas.

Alternar cores
Cor do primeiro plano

Cor do plano de fundo


Cores padrão

• Usando a Barra de Status

A Barra de Status na parte inferior da janela do programa exibe informações, como a ampliação
atual e o tamanho do arquivo da imagem ativa, e instruções rápidas sobre o uso da ferramenta ativa.
Para mostrar ou ocultar a Barra de Status, escolha no menu Janela/ opção Mostrar Barra de
Status ou menu Janela/ opçãoOcultar Barra de Status.

• Usando as Paletas

As paletas aparecem em grupos empilhados e ajudam a monitorar e modificar imagens.


Para mostrar ou ocultar uma paleta, escolha o menu Janela / opção Mostrar ou menu Janela /
opção Ocultar.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 7


Reorganize o espaço de trabalho usando um dos procedimentos abaixo:
- Para ocultar ou exibir todas as paletas e a caixa de ferramentas abertas, pressione Tab. Para
ocultar ou exibir somente as paletas, pressione Shift+Tab.
- Para que uma paleta apareça na frente de seu grupo, clique na guia da paleta.
- Para mover todo um grupo de paletas, arraste sua barra de título.
- Para reorganizar ou separar um grupo de paletas, arraste a guia da paleta. Arrastar uma paleta
para fora de um grupo cria um novo grupo.
- Para mover uma paleta para um outro grupo, arraste sua guia para esse grupo.
- Para exibir um menu da paleta, posicione o ponteiro no triângulo do canto superior direito da
paleta e mantenha pressionado o botão do mouse.
- Para alterar a altura de uma paleta (com exceção das paletas Cor, Opções e Informações),
arraste seu canto direito inferior. Para retornar a paleta ao tamanho padrão, clique na caixa minimizar/
maximizar.
- Para retrair um grupo para títulos das paletas, pressione Alt e clique na caixa minimizar/ maximizar
ou clique duas vezes na guia de uma paleta. Você ainda pode acessar o menu da paleta retraída.

. Principais Paletas (Cortinas)

Também conhecidas como paletas, as cortinas do Photoshop, são responsáveis pelas ações
interativas, que o usuário realiza com sua imagem.
No total, são 11 janelas que nos ajudam a controlar as tarefas realizadas no momento da sua
edição. Apesar de todas estarem disponíveis, nesta apostila, ilustraremos as seguintes janelas:

- Navegador
- Camadas
- Opções
- Histórico
- Pincéis

. Janela Navegador

Esta janela é equivalente a ferramenta Zoom; pois através


dela, podemos ampliar uma figura, ou parte dela, facilitando
assim a sua edição.
No momento da abertura do arquivo, automaticamente
esta janela assume o controle da imagem.
No seu canto inferior esquerdo, encontramos o controle
de zoom (ou escala) que nos indica em percentuais, o tamanho
da imagem exibida na área de trabalho: 100% é a imagem em
seu tamanho real, maior que 100% é a imagem ampliada (só veremos parte dela), e menos que 100% é a
imagem reduzida, onde teremos uma amostra cada vez menor em nossa área de trabalho.
Existem 3 formas para ajustarmos o zoom: Digitando o valor desejado na caixa que contém o
número, arrastando o “slider” (o pequeno triângulo) para direita ou para esquerda até atingir a

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 8


escala desejada ou clicando nos botões que ficam nos extremos da linha de ajuste; neste caso, o
zoom avançará na proporção de 100% em 100%, até 800%; onde ele passará para a proporção de
400% em 400%, chegando ao seu valor máximo de 1600% de ampliação !
Tendo ampliado a imagem até o valor desejado, posicione o ponteiro do mouse sobre o quadrado
da janela Navegador, e observe que ele passará para o formato de uma pequena mão. Arraste-a, até que
a área desejada esteja visível na janela de trabalho.
Desta forma, podemos alterar cada pixel (pontos da figura) como se fossem pedaços maiores, e
mais fáceis de se editar.
Podemos utilizar também os comandos de teclado: “CTRL +” para aumentar; “CTRL -” para
diminuir; “CTRL 0” (zero) para enquadrar na tela de pintura.

. Janel a Camadas

Para se trabalhar uma figura, foto ou desenho no Photoshop, com


precisão e sem perda de tempo; devemos primeiramente entender
o conceito das camadas (ou Layers).

Toda imagem é composta por camadas, que, quando sobrepos-


tas umas às outras, formam a figura ou o objeto final. Estas camadas,
quando bem administradas, podem mudar totalmente a forma da
figura original, dando à ela o nosso toque pessoal. A primeira cama-
da de uma imagem é chamada de plano de fundo (background).
Sobre esta camada ficarão todas as outras que irão com por o
desenho. Em uma imagem sem plano de fundo, as imagens posteri-
ores, ficarão flutuando na tela, como se fossem recortes colados em uma folha de papel transparente.

Cada novo item adicionado à nossa imagem, será uma nova camada(ex: Texto, Imagens coladas
(CTRL “V”)...).

A ordem na qual estão organizadas estas camadas, também determinarão o visual final; já que, se uma
camada com uma imagem maior, sobrepor uma outra com uma imagem menor, esta última será “apagada”
do desenho. Neste caso, altere as suas posições, arrastando a camada que está embaixo, para cima da
outra camada.Podemos também alterar a opacidade da camada no campo de mesmo nome.

Outro cuidado que devemos ter com relação a manipulação das camadas, é que, quando selecionamos
ou editamos uma parte do desenho, temos que observar na janela Camadas, se a selecionada é realmente
a camada que se deseja alterar. Normalmente o PhotoShop, mantém selecionada a camada de plano de
fundo ou a última camada inserida no desenho.

Para selecionar a camada desejada, clique com o mouse sobre ela, na lista que aparece na janela
Camadas. Caso a camada desejada não esteja visível ou disponível, aumente a janela ou movimente as
barras de rolagem, até que ela fique disponível.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 9


Caso uma camada não seja mais necessária, podemos removê-la, arrastando-a para pequena lata de
lixo, encontrada no canto inferior direito da janela.

Quando terminar a edição das camadas de sua figura, independente da quantidade, torne-as uma só
camada, facilitando assim a sua posterior manipulação através de outros softwares. Para isso, as camadas
devem ser coladas umas às outras através do comando menu Camada/Achatar Imagem. Ou na própria
janela Camadas, na seta, abaixo do botão de comando: “fechar janela”.

Com este procedimento, todas as camadas se tornarão uma só, que será chamada de plano de fundo.

Efeitos de Camada

Para aplicar um efeito de camada, é necessário estar numa camada acima do Plano de Fundo, ou se o
Plano de Fundo for excluído.

Estes efeitos podem ser de relevo, sombreamento... e encontram-se no menu “Camada / Estilos de
Camada”, ou na janela Camadas, no botão da barra inferior: “Adicionar um Estilo de Camada”.

A criação de um efeito, se dá pela seleção de mesclagens e a configuração das suas opções.

Para visualizar o efeito, é necessário que a camada em questão, tenha áreas transparentes, pois dessa
forma, o efeito aparece nas bordas da camada, causando o efeito de relevo, brilho etc. Os efeitos são
cumulativos, por isso, podemos aplicar mais de uma mesclagem a um mesmo efeito.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 10


. Janela Estilos

A janela “Estilos”, possui vários grupos de efeitos de camada pré-definidos, mas aceita a criação de
outros, personalizados. Para isso, basta utilizar o botão “Novo Estilo”, situado abaixo do botão “Cancelar”,
da janela “Estilos de Camada”. O “Novo Estilo” criado, será automaticamente incluído nesta janela.

. Janela Opções

A maioria das ferramentas possui opções na paleta Opções. A aparência da paleta e a opção de
escolhas, mudam em função da ferramenta selecionada. Algumas definições da paleta Opções são co-
muns (como modos de pintura e opacidade) e outras são específicas de uma ferramenta.
Esta janela permite que você ajuste as opções da ferramenta ativa, bem como os formatos dos
pincéis, caso esteja utilizando uma das ferramentas de pintura. Ela pode ser uma janela flutuante ou incor-
porada à área de trabalho. Observe que nesta janela, existem vários tipos de pincéis, que podem ser
carregados ao clicar na “Seta Preta”, indicadora de recursos, no canto superior direito:
- os pincéis Naturais, criam o efeito de
borrão;
- os Caligráficos lhe permitem formas
Ovais e Secas;
Note que a opção “circularidade”
é que definirá o formato (redondo ou
não) do pincel escolhido.
Experimente diversos ajustes e defina
aquele que melhor se enquadra às suas
necessidades.
Para retornar às definições padrão
da ferramenta siga um dos procedimen-
tos:
- Para retornar uma ferramenta às suas
definições padrão, clique duas vezes
nela, na caixa de ferramentas e escolha
Restaurar Ferramenta no menu da pa-
leta Opções.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 11


- Para retornar todas as ferramentas às suas definições padrão, escolha Restaurar Todas as Ferramentas
no menu da paleta Opções.

. Janela Histórico

Esta, sem dúvida, é uma janela de grande utilidade para quem trabalha
com experimentações de formas, cores e posições; pois ela registra todos
os passos realizados naquela imagem, até aquele momento.
Através desta janela, podemos desfazer qualquer ação realizada. O único
inconveniente, neste caso, é que os passos imediatamente após o passo
selecionado, também serão desfeitos. Portanto veja bem se vale à pena
perder todo um trabalho, só por causa de um pequeno retoque a ser desfeito
no início do histórico.

. Janela Pincéis

Nesta janela, podemos perceber todas as variações possíveis, que uma ferramenta de pintura pode sofrer,
entre tamanhos, espessuras e formatos de pincéis. Este recurso adicional, permite a localização de
determinados padrões, como as folhas, por exemplo, se as opções: “Dinâmica da Forma” e “Dinâmica da
Cor” estiverem habilitadas, ao usar a sua ferramenta de pintura, o Page Maker criará uma preenchimento
padrão, onde cada folha terá tamanho e cor diferenciados.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 12


4 - Ajuste das Cores

• Escolhendo Modos de Cor

Um modo de cor determina o modelo de cor usado ao exibir e imprimir documentos do Photoshop.
baseia-se em modelos estabelecidos para descrever e reproduzir cores.
Além de determinar o número de cores que podem ser exibidas em uma imagem, os modos de cor
afetam o número de canais e o tamanho do arquivo de uma imagem.
Os comandos utilizados para ajustar as cores estão no menu Imgem/opções Modo e Ajustar.
Modo bitmap - Imagens bitmap são compostas por 1 bit de cor (preto ou branco) por pixel e requer um
mínimo de espaço em disco.
Modo cores indexadas - Imagens de cor indexada são imagens com um único canal (8 bits por pixel) que
usa a tabela de busca de cores contendo 256 cores. Neste modo, está disponível a edição limitada.
Modo tons de cinza - Imagens em tons de cinza são compostas por 8 bits de informação por pixel e
usam 256 tons de cinza para simular graduações nas cores.
Modo cores RGB - Imagens RGB usam três cores para reproduzir até 16,7 milhões de cores na tela. As
imagens RGB são imagens com três canais e, dessa forma, contêm 24 (8 x 3) bits por pixel.
Modo duotônico - O modo Duotônico é usado para monotônicos, duotônicos, tritônicos e quadritônicos.
Elas são imagens em tons de cinza com um único canal e 8 bits por pixel.
Modo cores CMYK - Imagens CMYK consistem em quatro cores usadas para imprimir separações de
cor. São imagens com quatro canais, que contêm 32 (8 x 4) bits por pixel.
Modo multicanal- Imagens Multicanal têm 8 bits por pixel e são usadas para impressões especializadas.
Modo cores Lab - Imagens Lab usam três componentes para representar cor. São imagens com três
canais, contendo 24 (8 x 3) bits por pixel.

Modelo HSB
Baseado na percepção humana das cores, o modelo HSB descreve três características fundamentais da
cor:

Matiz - É a cor refletida ou transmitida através de um objeto. É medida como uma localização no disco de
cores padrão e expressa em graus, variando de 0× a 360×. Geralmente, o matiz é identificado pelo nome
da cor, como vermelho, laranja ou verde.
Saturação ou Croma - É a força ou a pureza da cor. A saturação é a quantidade de cinza existente em
relação ao matiz, medida como uma porcentagem de 0% (cinza) a 100% (totalmente saturado). No disco
de cores padrão, a saturação aumenta do centro para a aresta.
Brilho - É a luminosidade ou a falta de luminosidade relativa da cor, geralmente medida como uma
porcentagem de 0% (preto) a 100% (branco).

Embora seja possível usar o modelo HSB para definir uma cor na paleta Cores ou na caixa de diálogo
Seletor de Cores, não há modo HSB disponível para criação e edição de imagens.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 13


Modelo RGB
Uma grande porcentagem do espectro visível pode ser representada misturando-se luz vermelha, verde e
azul (RGB) em várias proporções e intensidades. Onde as cores se sobrepõem, surgem o ciano, o magenta
e o amarelo.
Como as cores RGB se combinam para criar o branco, também são denominadas cores aditivas. Juntar
todas as cores cria o branco, ou seja, toda a luz é refletida de volta ao olho. As cores aditivas são usadas
em iluminação, vídeo e monitores. O monitor, por exemplo, cria a cor emitindo luz através de fósforo
vermelho, verde e azul.

Modelo CMYK
O modelo CMYK é baseado na propriedade de absorção de luz da tinta impressa no papel. Quando a
luz branca atinge as tintas translúcidas, parte do espectro é absorvida e parte é refletida para os olhos.
Na teoria, os pigmentos puros ciano (C), magenta (M) e amarelo (Y) devem se combinar para absorver
todas as cores e produzir preto. Por isso essas cores são denominadas cores subtrativas. A combinação
dessas tintas para reproduzir cores é denominada impressão em processo de quatro cores. As cores
subtrativas (CMY) e aditivas (RGB) são cores complementares. Cada par de cores subtrativas cria uma
cor aditiva e vice-versa.

Modelo L*a*b
O modelo de cores L*a*b é baseado no modelo proposto pela Commission Internationale d’Eclairage
(CIE) em 1931 como um padrão internacional para medição de cores. Em 1976, esse modelo foi aprimo-
rado e denominado CIE L*a*b.
Cores L*a*b foram desenvolvidas para serem independentes do dispositivo; criando cores consistentes
com qualquer dispositivo usado (monitor, impressora, computador ou scanner) para criação ou saída de
imagem.
Uma cor L*a*b consiste em componente de luminescência ou luminosidade (L) e dois componentes
cromáticos: o componente a (do verde ao vermelho) e o componente b (do azul ao amarelo).

• Selecionando um modo de mesclagem:

O modo de mesclagem especificado na barra de opções


controla como os pixels, na imagem, são afetados por uma
ferramenta de pintura ou de edição. Devemos pensar nas seguintes
cores ao visualizar o efeito de um modo de mesclagem:
. A cor básica é a cor original da imagem.
. A cor de mesclagem é a cor que está sendo aplicada com a
ferramenta de pintura ou de edição.
. A cor resultante é a cor que resulta da mesclagem. Esta opção
(modo de mesclagem, aparece também na janela Camadas).

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 14


Para selecionar um modo de mesclagem para uma
ferramenta, escolha , no menu pop-up “Modo”, da barra de
opções:

- Normal
Edita ou pinta cada pixel para transformá-lo na cor resultante. Esse é o
modo padrão. (O modo Normal é chamado de Limiar quando se
trabalha em imagens bitmap ou de cores indexadas.)
- Dissolver
Edita ou pinta cada pixel para transformá-lo na cor resultante. Entretanto,
a cor resultante é uma substituição aleatória dos pixels pela cor básica ou
de mesclagem, dependendo da opacidade na localização de qualquer
pixel. - Atrás
Edita ou pinta apenas a parte com transparência de uma camada. Esse
modo funciona apenas em camadas com a opção Bloquear Transparência
desativada e o efeito é semelhante a pintar no verso de áreas com
transparência em uma folha de acetato.
- Apagar
Edita ou pinta cada pixel e o torna transparente. Esse modo está
disponível para a ferramenta linha (quando a região de preenchimento
está selecionada), a ferramenta lata de tinta, a ferramenta pincel, a ferramenta lápis, o comando
Preencher e o comando Traçar. É necessário estar em uma camada com a opção Bloquear
Transparência desativada para usar esse modo.
- Escurecer
Examina as informações de cor em cada canal e seleciona a cor básica ou de mesclagem (a que for
mais escura) como cor resultante. Os pixels mais claros que a cor de mesclagem são substituídos e
os mais escuros não são alterados.
- Multiplicar
Examina as informações de cor em cada canal e multiplica a cor básica pela cor de mesclagem. A cor
resultante é sempre mais escura. Multiplicar qualquer cor por preto produz a cor preta. Multiplicar
qualquer cor por branco não altera a cor. Ao pintar com uma cor que não seja preto ou branco, as
pinceladas sucessivas de uma ferramenta de pintura produzem cores progressivamente mais escuras. O
efeito é semelhante ao de desenhar na imagem com vários marca-textos.
- Superexposição de Cores
Examina as informações de cor em cada canal e escurece a cor básica para refletir a cor de
mesclagem, aumentando o contraste. Mesclar com branco não produz alterações.
- Superexposição Linear
Examina as informações de cor em cada canal e escurece a cor básica para refletir a cor de
mesclagem, diminuindo o brilho. Mesclar com branco não produz alterações.
- Clarear
Examina as informações de cor em cada canal e seleciona a cor básica ou de mesclagem (a que for
mais clara) como cor resultante. Os pixels mais escuros que a cor de mesclagem são substituídos e os
mais claros não são alterados.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 15


- Dividir
Examina as informações de cor em cada canal e multiplica o inverso das cores de mesclagem e básica.
A cor resultante é sempre mais clara. Dividir por preto não altera a cor. Dividir por branco produz a
cor branca. O efeito é semelhante a projetar vários slides fotográficos, um sobre o outro.
- Subexposição de Cores
Examina as informações de cor em cada canal e clareia a cor básica para refletir a cor de mesclagem,
diminuindo o contraste. Mesclar com preto não produz alterações.
- Subexposição Linear
Examina as informações de cor em cada canal e clareia a cor básica para refletir a cor de mesclagem,
aumentando o brilho. Mesclar com preto não produz alterações.
- Sobrepor
Multiplica ou divide as cores, dependendo da cor básica. Padrões ou cores se sobrepõem aos pixels
existentes, preservando os realces e as sombras da cor básica. A cor básica não é substituída e sim
misturada com a cor de mesclagem, para refletir a luminosidade ou a sombra da cor original.
- Luz Indireta
Escurece ou clareia as cores, dependendo da cor de mesclagem. O efeito é semelhante ao de iluminar a
imagem com uma luz de spot difusa. Se a cor de mesclagem (origem da luz) for mais clara que
50% cinza, a imagem ficará mais clara, como se tivesse sido subexposta. Se a cor de mesclagem for
mais escura que 50% cinza, a imagem será escurecida como se tivesse sido superexposta. A pintura
com preto ou branco puro produz uma área mais escura ou mais clara, de forma distinta, mas não
resultará em preto ou branco puro.
- Luz Direta
Multiplica ou divide as cores, dependendo da cor de mesclagem. O efeito é semelhante ao de iluminar
a imagem com uma luz de spot direta.
Se a cor de mesclagem (origem da luz) for mais clara que 50% cinza, a imagem ficará mais clara, como
se tivesse sido dividida. Isso é importante ao adicionar realces a uma imagem. Se a cor de mesclagem
for mais escura que 50% cinza, a imagem será escurecida, como se tivesse sido multiplicada. Isso é
importante ao adicionar sombras a uma imagem. Pintar com preto ou branco puro resulta em preto ou
branco puro.
- Luz Brilhante
Superexpõe ou subexpõe as cores, aumentando ou diminuindo o contraste, dependendo da cor de
mesclagem. Se a cor de mesclagem (origem da luz) for mais clara que 50% cinza, a imagem será
clareada pela diminuição de contraste. Se a cor de mesclagem for mais escura que 50% cinza, a
imagem será escurecida pelo aumento de contraste.
- Luz Linear
Superexpõe ou subexpõe as cores, aumentando ou diminuindo o brilho, dependendo da cor de
mesclagem. Se a cor de mesclagem (origem da luz) for mais clara que 50% cinza, a imagem será
clareada pelo aumento de brilho. Se a cor de mesclagem for mais escura que 50% cinza, a imagem será
escurecida pela diminuição de brilho.
- Luz do Pino
Substitui as cores, dependendo da cor de mesclagem. Se a cor de mesclagem (origem da luz) for mais
clara que 50% cinza, os pixels mais escuros que a cor de mesclagem são substituídos e os mais claros
não são alterados. Se a cor de mesclagem for mais escura que 50% cinza, os pixels mais claros que a

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 16


cor de mesclagem são substituídos e os mais escuros não são alterados. Isso é importante ao adicionar
efeitos especiais a uma imagem.
- Diferença
Examina as informações de cor em cada canal e subtrai a cor de mesclagem da cor básica ou a cor
básica da cor de mesclagem, dependendo de qual tiver brilho maior. Mesclar com branco inverte os
valores da cor básica, enquanto mesclar com preto não produz alterações.
- Exclusão
Cria um efeito semelhante, mas de menor contraste que o do modo Diferença. Mesclar com branco
inverte os valores da cor básica. Mesclar com preto não produz alterações.
- Matiz
Cria uma cor resultante com a luminosidade e a saturação da cor básica e com o matiz da cor de
mesclagem.
- Saturação
Cria uma cor resultante com a luminosidade e o matiz da cor básica e com a saturação da cor de
mesclagem. Pintar com esse modo em uma área com saturação zero (cinza) não produz nenhuma
alteração.
- Cor
Cria uma cor resultante com a luminosidade da cor básica e com o matiz e a saturação da cor de
mesclagem. Isso preserva os níveis de cinza na imagem e é útil para colorir imagens monocromáticas e
pintar imagens coloridas.
- Luminosidade
Cria uma cor resultante com o matiz e a saturação da cor básica e com a luminosidade da cor de
mesclagem. Esse modo cria um efeito inverso ao efeito do modo Cor.

5 - Digitalizando Imagens

• Digitalizando Imagens em Scanners

Os scaneres são dispositivos utilizados para se adquirir uma imagem através de foto-composição
de imagens.
Para que se obtenha uma imagem através de um scanner siga as seguintes etapas:
- Clique no menu Arquivo/ opção Importar
- Selecione a origem do Digitalizador

É possível importar imagens digitalizadas diretamente de qualquer scanner que tenha um módulo
complementar compatível com o Adobe Photoshop ou suporte a interface TWAIN.

TWAIN é uma interface de plataforma cruzada para a aquisição de imagens capturadas por certos
scanners, câmeras digitais e utilitários para captura de imagens.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 17


6 - Usando Filtros

Para usar um filtro, escolha o comando apropriado do submenu do menu Filtro e siga as instruções
abaixo:
- O último filtro escolhido aparece na parte superior do menu.
- Os filtros são aplicados à camada ativa, visível.
- Os filtros não podem ser aplicados a imagens em modo Bitmap, cores indexadas ou 16 bits por canal.
- Alguns filtros funcionam só em imagens RGB.
- Alguns filtros são processados em RAM.
- Aplicar filtros, especialmente em imagens grandes, pode demorar.
- Visualizar efeitos pode poupar tempo e evitar resultados indesejados. Dependendo do filtro, pode-se ter
uma janela de visualização ou visualizar efeitos em toda a camada.
Para poupar tempo ao experimentar vários filtros, faça-o em uma parte pequena e representativa
da imagem ou em uma cópia de baixa resolução.

• Tipos de Filtros

. Artístico - Esses filtros reproduzem efeitos de materiais naturais.


. Desfoque - Os seis filtros de desfoque suavizam uma seleção ou uma imagem e são úteis para retoques.
Eles suavizam as transições criando pixels intermediários próximos a arestas aguçadas de linhas definidas
e áreas sombreadas em uma imagem.
Observação: Para aplicar um filtro de Desfoque às arestas de uma camada, certifique-se de desativar a
opção Preservar Transparência na paleta Camadas.
. Traçados de Pincel - Como os filtros Artísticos, os filtros de Traçados de Pincel dão uma aparência de
pintura ou trabalhos artísticos usando efeitos diferentes de pincel e de traçados de tinta. Alguns desses
filtros adicionam granulação, tinta, ruído, detalhes de aresta ou textura a uma imagem para obter um efeito
de pontilhismo.
. Distorção - Os filtros de Distorção fazem a distorção geométrica de uma imagem, criando efeitos 3D ou
outros efeitos plásticos. Observe que esses filtros podem utilizar muita memória.
. Ruído - Os filtros de Ruído adicionam ou removem ruídos, ou pixels com níveis de cores distribuídos
aleatoriamente. Isso ajuda a mesclar uma seleção com os pixels adjacentes. Filtros de Ruído podem criar
texturas incomuns ou remover áreas com problemas, como sujeira e rabiscos, de uma imagem.
. Pixelização - Os filtros no submenu Pixelização definem nitidamente uma seleção agrupando pixels de
valores de cor similares em células.
. Acabamento - Os filtros de Acabamento criam formas 3D, padrões de nuvens, padrões de refração e
simulação de reflexões de luz em uma imagem. É possível manipular objetos no espaço 3D, criar objetos
3D (cubos, esferas e cilindros) e criar preenchimentos de textura a partir de arquivos em tons de cinza,
produzindo efeitos de iluminação similares a 3D.
. Nitidez - Os filtros de Nitidez recuperam o foco de imagens desfocadas aumentando o contraste dos
pixels adjacentes.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 18


. Croqui - Os filtros no submenu Croqui adicionam textura às imagens, em geral para um efeito 3D. Os
filtros também são úteis para criar trabalhos artísticos e aparência de desenhos feitos à mão. Muitos dos
filtros Croqui usam as cores de primeiro plano e de plano de fundo quando estão redesenhando a imagem.
. Estilização - Os filtros de Estilização produzem um efeito pintado ou impressionista em uma seleção,
mesclando pixels, localizando e aumentando o contraste em uma imagem. Após usar filtros como Indica-
ção de Arestas e Traçado do Contorno, que realçam as arestas, é posssível aplicar o comando Inverter
para contornar as arestas de uma imagem colorida com linhas coloridas ou contornar as arestas de uma
imagem em tons de cinza com linhas brancas.
. Textura - Use os filtros de Textura para dar a aparência de profundidade ou substância a uma imagem
ou para adicionar uma aparência orgânica.
. Vídeo - O submenu Vídeo contém os filtros Desentrelaçamento e Cores NTSC.
. Outros Filtros - Os filtros no submenu Outro permitem criar seus próprios filtros, modificar máscaras.
fazer o deslocamento de uma seleção em uma imagem e ajustes de cores rápidos.
. Digimarc - Os filtros da Digimarc incorporam uma marca d’água digital em uma imagem para armaze-
nar informações de copyright.
. Efeitos de Iluminação - O filtro Efeitos de Iluminação permite produzir uma grande variedade de
efeitos de iluminação em imagens RGB através da variação de 17 estilos de iluminação, 3 tipos de luzes e
4 conjuntos de propriedades de luz. É possível também usar texturas a partir de arquivos em tons de cinza
(chamados mapas de relevo) para produzir efeitos similares a 3D e salvar seus próprios estilos para uso
em outras imagens.

7 - Controle da Imagem

• Opções de Ajuste de Imagem

O menu Editar possui comandos para aplicar transformações na imagem.


Pode-se redimensionar, rotacionar, inclinar, distorcer e aplicar perspectiva a áreas selecionadas de uma
imagem, camadas inteiras, demarcadores e bordas de seleção. Pode-se também rotacionar e virar parte
ou a totalidade de uma camada, uma imagem inteira, demarcador ou borda de seleção.
Use as diretrizes abaixo ao aplicar transformações:
- Pode-se transformar uma camada vinculada. A transformação afeta todas as camadas do grupo
vinculado.
- Não se pode aplicar transformações ao plano de fundo como uma camada ou em imagens de 16
bits por canal. No entanto, pode-se transformar seleções no plano de fundo.
- Pode-se aplicar transformações a um canal alfa selecionando-o, primeiro, na paleta Canais.
- Pode-se aplicar transformações a uma máscara de camada selecionando-se, primeiro, sua mini-
atura na paleta Camadas.
- Pixels são adicionados ou subtraídos durante as transformações. O Photoshop calcula os valores
das cores de pixels adicionados durante transformações com o método de interpolação definido na caixa
de diálogo Preferências (Geral). Isso afeta a velocidade e qualidade da operação. O padrão, interpolação
bicúbica, é lento, mas de melhor resultado.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 19


8 - Trabalhando com Textos

Programas de pintura e edição de imagens, como o Adobe Photoshop, criam bitmap de texto
composto por pixels. A nitidez do bitmap de texto depende do tamanho do texto e da resolução da
imagem.
Se quiser criar textos redimensionáveis contendo muitos caracteres, importe a imagem do Photoshop
para um aplicativo que suporte contorno de texto e crie o texto usando esse aplicativo.
O Adobe Photoshop oferece controles sobre os atributos de texto, incluindo fonte, tamanho do
texto, entrelinhas, ajuste de espaço, espaçamento, mudança de linha de base, alinhamento e rotação.
Use as ferramentas de texto para criar textos em uma imagem:
- As ferramentas texto horizontal e texto vertical permitem que você crie um texto colorido armazenado
em uma nova camada de texto.
- As ferramentas máscara de texto horizontal e máscara de texto vertical permitem criar bordas de
seleção na forma do texto. As seleções de textos aparecem na camada ativa e podem ser movidas,
copiadas, preenchidas ou traçadas como qualquer seleção.

Para alterar o estilo da fonte e do parágrafo do texto:


- Com as ferramentas Texto Horizontal e Vertical, selecione o texto
digitado.
- Utilize as janelas Caractere e Parágrafo para escolher os caracteres,
os estilos de texto e parágrafo.
- Utilize a janela Opções, para alterar as opções disponíveis.

Para criar uma borda de seleção de texto:


- Selecione uma das ferramentas máscara de texto.
- Clique no local onde deseja que a borda de seleção de texto apare-
ça.
- Especifique os atributos de texto na janela Opções.
- Clique dentro da área de texto, na parte inferior da caixa de diálogo, e digite o texto que deseja.
Obs: A borda de seleção de texto aparecerá na imagem na camada ativa.

Para digitar texto:


- Digite o texto selecionando uma ferramenta texto e clicando na
imagem para definir um ponto de inserção. A caixa de diálogo
Ferramenta Texto permite digitar texto e especificar atributos de
formatação.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 20


9 - Imprimindo Imagens

Escolha no menu Arquivo/ opção Configuração de Página para exibir as opções gerais de im-
pressão. A área principal contém opções padrão para tipo de papel, efeitos de impressão, redução,
ampliação e orientação.

Conhecendo a caixa de diálogo Configurar Página:

Orientação - Imprime a página usando a configuração Horizontal ou Vertical. Como a impressão


Vertical é muito mais rápida, recomenda-se rotacionar a imagem horizontal em 90 graus usando o coman-
do Rotacionar Tela de Pintura e, em seguida, imprimir usando a orientação Vertical.
Propriedades ou Opções - Define opções específicas para a impressora selecionada.
Etiquetas - Imprime o nome do arquivo e o nome do canal na imagem.
Marcas de Corte - Imprime marcas de corte onde a página deve ser aparada. É possível imprimir
as marcas de corte nos cantos, no centro de cada aresta ou em ambos.
Barras de Calibração - Imprime uma escala de tons de cinza de 11 passos, uma transição de
densidade de 0 a 100%, em incrementos de 10%. Com uma separação de cores CMYK, uma barra de
nuances de degradê é impressa à esquerda de cada chapa CMY e uma barra de cores progressiva, à
direita.
Marcas de Registro - Imprime marcas de registro na imagem, usados principalmente para alinha-
mento de separações de cores e duotônicos.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 21


Mais opções gerais de impressão:

Negativo - Imprime uma versão invertida da imagem. Ao contrário do comando Inverter no menu
Imagem, a opção Negativo converte a saída para um negativo, não a imagem na tela. Se você imprimir
separações diretamente em fotolito, será possível obter um negativo, embora os fotolitos positivos sejam
comuns em muitos países. Se estiver imprimindo em papel, utilize um positivo.

Emulsão para Baixo - Torna o texto legível quando a emulsão está por baixo.
Interpolação - Reduz a aparência serrilhada da imagem de baixa resolução redefinindo a resolução
automaticamente na impressão.

Borda - Permite a impressão da borda preta ao redor da imagem, especificando a largura na


unidade de medida escolhida.

Legenda - Permite imprimir legendas inseridas na caixa de diálogo Informações do Arquivo. O


texto da legenda é sempre impresso como tipo Helvetica simples de 9 pontos.

Plano de Fundo - Permite selecionar a cor do plano de fundo da página, fora da área da imagem.
Um plano de fundo preto ou colorido pode ser apropriado para slides impressos para filmadora. Clique
em Plano de Fundo e selecione uma cor na caixa de diálogo Seletor de Cores. Esta opção de impressão
não afeta a imagem em si.

Sangrar - Permite imprimir marcas de corte na imagem e aparar a imagem dentro do gráfico.
Pode-se especificar a largura do sangramento.

Transferir - Ajusta as funções de transferência, para compensar o aumento ou perda de pontos


que ocorrem na transferência. Esta opção é reconhecida na impressão direta a partir do Photoshop ou na
gravação do arquivo como EPS e impressão em uma impressora PostScript. É melhor ajustar as configu-
rações para aumento de pontos na caixa de diálogo Configuração de CMYK, mas as funções de transfe-
rência também são úteis para compensar um dispositivo de saída mal calibrado.

• Caixa de Diálogo Imprimir:

Escolha no menu Arquivo/ opção Imprimir para abrir a caixa de diálogo e obter outra forma de
configurar a impressão.
Para abrir a caixa de diálogo Configurar Página clique no botão Configurar na caixa de diálogo
Imprimir.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 22


• Imprimindo com Separação de Cores:

Para imprimir separações:

- Escolha no menu Arquivo/ opção Imprimir.


- Em Espaço, escolha Separações.

Obs: As separações são impressas para cada uma das cores na imagem.

Para imprimir uma separação de cores, converta uma imagem RGB, de cores indexadas ou Lab em
uma imagem CMYK. A conversão divide as cores RGB ou Lab em quatro cores normalmente usadas na
impressão de separações de cores: ciano, magenta, amarelo e preto.

Observe o seguinte ao converter uma imagem para CMYK:

- Certifique-se de salvar uma cópia da imagem RGB ou de cores indexadas caso queira reconverter a
imagem.

- Evitar conversões múltiplas entre os modos RGB e CMYK, pois cada conversão requer que os valores
de cor sejam recalculados e arredondados, resultando em uma cor menos precisa.

- Ao converter valores de cor de um modo a outro, o Photoshop usa o modo de cor Lab, que fornece um
sistema de definição de valores de cor em todos os modos. O uso do Lab garante que as cores não sejam
alteradas visivelmente durante a conversão, em vez de ter que remapear as cores para confiná-las em um
gamut reduzido.

- A conversão de CMYK para RGB para exibição na tela não afeta os dados reais do arquivo. A conver-
são é realizada em uma cópia dos dados.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 23


10 - Os Recursos Especiais para Web

. Os recursos especiais para Web:

Que o Photoshop sempre foi o preferido na área de editoração e tratamento de imagens e fotos,
não temos dúvidas; mas na sua versão 7.0, ele apresenta-se como uma ferramenta indispensável também
para web designers.
A seguir, mostraremos alguns desses novos recursos especiais.
Além das ferramentas incorporadas no próprio programa, a Adobe trouxe no mesmo pacote o
Adobe Image Ready, que é fundamental para a criação de elementos da sua home page.
Neste curso, mostraremos algumas dessas ferramentas que nos ajudarão muito na construção de
suas páginas. Quanto ao Image Ready, estudaremos em nosso curso de Web Design.

. Otimização da Imagem:

O Photoshop 7.0 inclui recursos abrangentes de otimização para produzir elementos gráficos da
web, com a mais alta qualidade de imagem e redução no tamanho de arquivo. Antes de salvar, compare
as imagens original com as imagens das versões otimizadas.
Para isso, primeiramente, você trabalha a imagem desejada. Abaixo da opção Salvar, você verá
uma outra com nome Salvar para Web. Nesse caso, o programa abrirá uma janela, onde você deve
clicar na guia “Até 4” e dessa forma, você terá 4 opções onde serão encontradas as diferentes otimizações
da mesma imagem:

Note que a original permanece na primeira janela enquanto que as demais aparecem com algumas
características modificadas. Depois, escolha as configurações de compactação GIF, JPEG, PNG-8 ou
PNG-24 e compare a qualidade, tamanho de arquivo e tempo de download (no canto inferior esquerdo
das janelas). Você pode criar arquivos GIF de 10 a 50 % menores do que era possível anteriormente,
usando este novo recurso de diminuição de GIFs.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 24


Escolha a melhor opção em tamanho e/ou resolução, de forma que a imagem não seja muito
prejudicada e salve-a em uma pasta.

• Divisão de Imagem (fatias)

Esta técnica é bastante interessante, principalmente quando desejamos sensibilizar algum ponto da imagem,
para inserir links, textos HTML...

Abra a imagem que deseja trabalhar.


Você poderá utilizar as réguas para ajudar no trabalho. Para isto, utilize o comando Visualizar/Mostrar
Réguas. Selecione Visualizar/Ajustar para / Guias.

Clique em qualquer ponto da régua e arraste o mouse até o ponto desejado. Uma guia azul será criada
para cada vez que você clicar e arrastar o mouse a partir da régua.
Com a ferramenta Mover, você pode arrastar as guias para o ponto que quiser. Desta forma, poderemos
dividir previamente a imagem, antes de fatiá-la.

Vamos isolar cada parte da imagem, dividindo-a em pedaços. Para isso, certifique-se de que a opção
Aderir às Guias está ativada. Usando a ferramenta Seleção, clique próximo a interseção do primeiro
quadrado com o canto superior e arraste o mouse até que todo quadrado esteja selecionado.
Utilizando as ferramentas: Fatia e Seleção de Fatia, criaremos as fatias que serão sensibilizadas na
página Web.
Com a ferramenta Fatia, clique dentro da área reservada e arraste, até preencher o espaço especificado.
Se precisar ajustar os contornos, utilize a ferramenta Seleção de Fatia. Toda a imagem será dividida com
linhas, onde, a área delimitada será chamada Fatias de Usuário e as outras serão chamadas Autofatias.
Você poderá criar diversas fatias, sendo que as únicas que poderão receber Opções (duplo clique na fatia
ou botão na Barra de Opções). Quando você define opções para uma Autofatia, esta automaticamente
é convertida em Fatia de Usuário. Observe o preenchimento dos campos a Janela de Opções de Fatia
abaixo:

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 25


Podemos ter também Fatias de Camada, criadas em camadas diferentes. As fatias sobrepostas
geram Autofatias chamadas de Subfatias, que são dependentes das fatias subjacentes.
Para otimizar as fatias, clique em: Menu Arquivo / Salvar para a Web... e clique no botão de
Seleção de Fatias, para ver as opções de imagem, cor, tamanho... Ao clicar no botão Salvar, você
deverá salvar esta fatia como um arquivo independente, porém dentro do mesmo diretório em que salvará
a sua página Web, assim como todos os arquivos ligados à ela como: subpáginas, imagens...

• O Image Ready

No curso de Web Designer, você irá conhecer o Image Ready que é instalado juntoamente com
o Photoshop, com a finalidade de manipular componentes da Web.
Os dois programas - Image Ready e Photoshop – compartilham comandos, ferramentas, paletas e
atalhos de teclados em comum, para que o usuário obtenha um fluxo de trabalho mais eficiente.
Se você já estiver familiarizado com o Photoshop, rapidamente irá se acostumar com o Image
Ready. Além disso, o Photoshop se integra perfeitamente a toda a linha de ferramentas de mídia dinâmica
e de editoração profissional da Adobe.
O Photoshop compartilha a interface de usuário comum e, em alguns casos, até mesmo com as
principais tecnologias dos outros produtos da Adobe.
O Adobe Photoshop 7.0 fornece recursos internos de otimização para criação de elementos
gráficos da Web enquanto o componente Adobe Image Ready, realiza fatiamento, animação de imagem,
sobreposições javascript e outras tarefas avançadas da web.

Para esta integração, clique no ícone Saltar para o “Image Ready”


(CTRL+SHIFT+J) ou “Saltar para o Photoshop” (CTRL+SHIFT+M) da caixa de
ferramentas, em um dos programas para mover um arquivo instantaneamente de um programa para outro.
Camadas, efeitos de camada, tipo, rolagens, animações e outros atributos do arquivo são preservados em
ambos os programas a medida que você os utiliza.

Obs: Quando for criar páginas para a Web, tenha sempre em mente as ferramentas e
características específicas de cada aplicativo.

O Photoshop fornece ferramentas para criação e manipulação de imagens estáticas para


uso na Web. Você pode dividir uma imagem em fatias, adicionar links, texto HTML, otimizar as
fatias e salvar a imagem como página.
O Image Ready fornece muitasdas mesmas ferramentas de edição do Photoshop. Além
disso, ele possui ferramentas e paletas mais avançadas para a Web, processando e criando imagens
dinâmicas como animações e rollovers.

- APOSTILA DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA - 26