You are on page 1of 28

CARBOIDRATOS, LIPÍDIOS E PROJETO GENOMA

CAMPO MOURÃO 2000

MARCELA AUGUSTA BENDER

CARBOIDRATOS, LIPÍDIOS E PROJETO GENOMA

Trabalho apresentado à disciplina de Bioquímica do 1º ano do curso de Medicina Veterinária. 3º Bimestre. Centro Integrado de Ensino Superior. Prof ª.: Cláudia

CAMPO MOURÃO 2000

assim sendo. todos os outros carboidratos . as TRIOSES são os monossacarídeios mais simples. HEXOSES.São moléculas que desempenham uma ampla variedade de funções. e fazem isomeria óptica. Quimicamente  São polihidroxialdeídos (ou aldoses) ou polihidroxicetonas (ou cetoses).Feita exceção à dihidroxicetona.A classificação dos monossacarídeos também pode ser baseada no número de carbonos de suas moléculas. sendo os mais simples monossacarídeos compostos com no mínimo 3 carbonos: • • O Gliceraldeído A Dihidroxicetona . ou "hidratos de carbono" . dos quais derivam todas as outras classes. etc. . PENTOSES. entre elas: • • • • Fonte de energia Reserva de energia Estrutural Matéria prima para a biossíntese de outras biomoléculas Monossacarídeos: .possuem centros de assimetria (ou quirais).CARBOIDRATOS Conceitos Gerais: . .Os carboidratos são as biomoléculas mais abundantes na natureza. seguidos das TETROSES. todos os outros monossacarídeos . a fórmula geral é: [C(H2O)]n. .São os carboidratos mais simples. daí o nome "carboidrato". HEPTOSES.Para um itos carboidratos.e por extensão.

os mais importantes são as Pentoses e as Hexoses.. através de suas hidroxilas e com a saída de uma molécula de água.São carboidratos ditos Glicosídeos. A configuração do átomo de carbono . pois são formados a partir da ligação de 2 monossacarídeos através de ligações especiais denominadas "Ligações Glicosídicas" . . . . por exemplo.O tipo de ligação glicosídica é definido pelos carbonos envolvidos e pelas configurações de suas hidroxilas.A Ligação Glicosídica  Ocorre entre o carbono anomérico de um monossacarídeo e qualquer outro carbono do monossacarídeo seguinte.Os dissacarídios mais importantes são: 1-A Maltose : É um dissacaridio que contém dois resíduos de D-glicose unidos por uma ligação glicosídica entre C-1 (o carbono anomérico) de um resíduo de glicose e C-4 do outro.As hexoses mais importantes são: • • • • Glicose Galactose Manose Frutose Dissacarídeos: . .Destes. como uma proteína.Os glicosídeos podem ser formados também pela ligação de um carboidrato a uma estrutura não-carboidrato.As pentoses mais importantes são: • • • Ribose Arabinose Xilose .

a maltose é . inserimoss as denominações “furanosil”ou “piranosil”no nome de cada resíduo de monossacarídio. as duas unidades de glicose não são quimicamente idênticas . Na maltose . Se há um terceiro resíduo. não obstante . Um O precede o nome da primeira unidade de monossacarídio(esquerda). Embora o átomo de carbono anomérico envolvido na ligação glicosídica não mais esteja disponivel para a reação com um íon cúprico ou férrico. e especialmente para nomear os oligossacarídios mais complexos. 2-A Lactose : . com uma seta conectando os dois números . a Segunda ligação glicosídica é descrita a seguir . Isto porque o carbono anomérico livre do segundo resíduo de glicose continua disponível para ser oxidado. um açúcar redutor. portanto .anomérico na ligação glicosidica entre os dois resíduos de D-glicose é a alfa. Para distinguir as estruturas em anel com seis átomos e aquelas com cinco átomos . É então dada a configuração (alfa e beta) no átomo de carbono anomérico que reúne a primeira unidade de monossacarídio (esquerda) á Segunda . Os dois átomos de carbono unidos pela ligação glicosídica são então indicados em parênteses . de forma clara e precisa . Vária regras devem ser seguidas para nomear os dissacarídios . O segundo resíduo de glicose é capaz de existir nas formas alfa e beta-piranosidicas . como um lembrete de que a união açúcaraçúcar é feita através de um atómo de oxigênio. como a maltose . através das mesmas convenções. Primeiro o nome do composto é escrito iniciando-se pela sua extremidade não-redutora e continuando-se para a essquerda .

.através de seus sistemas vasculares . Ela é formada pelos vegetais . até as demais partes da planta. Em contraste á maltose. ou "pontos de ramificação" da cadeia . os átomos de carbonos anoméricos de ambos os monossacaridios estão envolvidos na ligação glicosídica. libera D-galactose e D-glicose. Polissacarídeos: .4) e poucas ligações  (1. A sacarose é o maior produto intermediário da fotossíntese . macromoléculas formadas por milhares de unidades monossacarídicas ligadas entre si por ligações glicosídicas. em muitos vegetais ela é a principal forma de transporte dos hidratos decarbono das folhas . a lactose e a sacarose não contém átomos de carbono anoméricos livres.Os polissacarídeos mais importantes são os formados pela polimerização da glicose. porém não pelos animais superiores . assim .6). 3-A Sacarose: É um açúcar comum ou seja um dissacarídio de glicose e frutose.São os carboidratos complexos. a lactose é um dissacarídio redutor . quando hidrolisado. O carbono anomérico do resíduo de glicose está dissponível para oxidação . em número de 3: 1- O Amido: • • É o polissacarídeo de reserva da célula vegetal Formado por moléculas de glicose ligadas entre si através de numerosas ligações  (1.É um dissacarídio que ocorre apenas no leite e.

2- O Glicogênio: • • É o polissacarídeo de reserva da célula animal Muito semelhante ao amido.LIPÍDIOS são biomoléculas insolúveis em água. a celulose também é um polímero de glicose.6). o que confere um alto grau de ramificação à sua molécula • Os vários pontos de ramificação constituem um importante impedimento à formação de uma estrutura em hélice 3. • Este tipo de ligação glicosídica confere á molécula uma estrutura espacial muito linear. e forma hélice em solução aquosa. e solúveis em solventes orgânicos . que forma fibras insolúveis em água e não digeríveis pelo ser humano. mas formada por ligações tipo  (1.A Celulose: • • É o carboidrato mais abundante na natureza Possui função estrutural na célula vegetal.4).• Sua molécula é muito linear. como um componente importante da parede celular • Semelhante ao amido e ao glicogênio em composição.Desempenham várias funções no organismo. Reserva de energia . LIPÍDIOS Conceito: . possui um número bem maior de ligações  (1. entre elas: 1.

• • Os óleos de origem vegetal são ricos em AG insaturados.A maioria dos lipídios é derivada ou possui na sua estrutura ÁCIDOS GRAXOS Ácidos Graxos: Conceitos Gerais: .São ácidos orgânicos. Quando existem mais de uma dupla ligação. .Ácidos graxos insaturados: • Possuem uma ou mais duplas ligações è são mono ou poliinsaturados • • São geralmente líquidos à temperatura ambiente A dupla ligação. Isolamento e proteção de órgãos . a maioria de cadeia alquil longa. Componente estrutural das membranas biológicas 4. estas são sempre separadas por pelo menos 3 carbonos. nunca são adjacentes nem conjugadas . Combustível celular 3.Esta cadeia alquil pode ser saturada ou insaturada. quando ocorre em um AG natural. 1- Ácidos graxos saturados: • • • Não possuem duplas ligações São geralmente sólidos à temperatura ambiente Gorduras de origem animal são geralmente ricas em ácidos graxos saturados 2. é sempre do tipo "cis".2. com mais de 12 carbonos.

podem ser descritas em número e posição em ambos os sistemas. são denominados. 14 ômega -7 ômega -9 ômega -6 ômega -3 ômega -6 . e entre os carbonos 12 e 13. entre os carbonos 9 e 10. quando presentes. 3 e 4. a ..2 Delta 9."D " A partir do grupamento metil terminal è Numeração Ômega .12 ou 18:2 (9. 12.12) Pertencente à família Õmega -6 • • Nome descritivo Palmítico Palmitoleico Esteárico Oleico Linoleico Linolênico Aracdônico Outros exemplos de ácidos graxos: Nome sistemático Hexadecanóic o Hexadecenóic o Octadecanóic o Octadecenóic o Octadecadien óico Octadecatrien óico Eicosatetraen óico Átomos carbono 16 16 18 18 18 18 20 de Duplas ligações 0 1 0 1 2 3 4 Posições das duplas Classe de Ag ligações Poliinsaturado (Delta ) 9 9 9. por exemplo: O ácido linoleico possui 18 átomos de carbono e 2 duplas ligações.Nomenclatura de Ácidos Graxos: • O nome sistemático do ácido graxo vem do hidrocarboneto correspondente."j " • Os carbonos 2. respectivamente. • As duplas ligações. sua estrutura pode ser descrita como: • 18. 11. • • Existe um nome descritivo para a maioria dos AG. 15 5. b e g .contados a partir da carboxila. 12 9. 8. Os AG tem seus carbonos numerados de 2 formas: • • A partir da carboxila è Numeração Delta .

. Fosfolipídios: . .São também chamados de "Gorduras Neutras". ou triglicerídeos .A principal função dos triacilgliceróis é a de reserva de energia.Ou "Lipídios Polares". são lipídios que contém fosfato na sua estrutura .Ácidos Graxos Essenciais: .Os triacilgliceróis são lipídios formados pela ligação de 3 moléculas de ácidos graxos com o glicerol. derivados do glicerol com 1 ou 2 AG esterificados.Existem ainda os mono e diacilgliceróis. derivadas do ácido linoleico e com inúmeras funções sobre contratibilidade de músculo liso e modulação de recepção de sinal hormonal. e fornecem por grama aproximadamente o dobro da energia fornecida por carboidratos. incluindo os saturados e os monoinsaturados .São armazenados em uma forma desidratada quase pura.devem ser obtidos da dieta. e são armazenados nas células do tecido adiposo. . um triálcool de 3 carbonos.Os AG poliinsaturados.família do ácido linolênico . principalmente os das classes j-6 . no entanto. .família do ácido linoleico – e j-3 . respectivamente. através de ligações do tipo éster . pois são sintetizados apenas por vegetais. Triacilglieróis: .Os ácidos graxos que participam da estrutura de um triacilglicerol são geralmente diferentes entre si. principalmente.Estes ácidos graxos participam como precursores de biomoléculas importantes como as PROSTAGLANDINAS.O homem é capaz de sintetizar muitos tipos de ácidos graxos.

fosfoglicerídeos . e uma cabeça polar alcoólica .são glicoesfingolipídios. a esfingosina um aminoálcool de cadeia longa . e sim.. ou Lecitina Serina è Fosfatidilserina Etanolamina è Fosfatidiletanolamina .Formados por uma molécula de ácido graxo de cadeia longa.As outras hidroxilas do glicerol estão esterificadas a AG . um açúcar simples como álcool polar .São lipídios importantes também na estrutura das membranas biológicas .Os fosfoglicerídeos desempenham importante função na estrutura e função das membranas biológicas. como por exemplo: • • • Colina è Fosfatidilcolina.o qual está ligado por uma ponte tipo fosfodiéster geralmente a uma base nitrogenada. pois são claramente anfipáticos Esfingolipídios: .Os mais importantes são também derivados do glicerol .Existem 3 subclasses de esfingolipídios: • As Esfingomielinas = Possuem a fosfocolina ou a fosfoetanolamina como cabeça polar alcoólica • Os Cerebrosídeos = Não possuem fosfato.ou um de seus derivados. ou glicolipídios .

São lipídios que não possuem ácidos graxos em sua estrutura . e se divide em 5 classes principais . como os hormônios esteróides e os ácidos e sais biliares . .• Os Gângliosídeos = Possuem estrutura complexa. C. transportadora de triacilglicerol exógeno na corrente sanguínea .O excesso de colesterol no sangue é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças arteriais coronarianas.esteróides com função alcoólica . e permite a classificação das mesmas em 5 grupos.Os esteróis .e vária subclasses .São associações entre proteínas e lipídios encontradas na corrente sanguínea.são a principal subclasse dos esteróides. de acordo com suas densidades e mobilidade eletroforética: • Quilomícron = É a lipoproteína menos densa. D e E . o ácido siálico Esteróides: . e que tem como função transportar e regular o metabolismo dos lipídios no plasma .A fração protéica das lipoproteínas denomina-se Apoproteína.Derivam do anel orgânico Ciclopentanoperidrofenantreno . principalmente o infarto agudo do miocárdio.Apo A. B.A fração lipídica das lipoproteínas é muito variável. Lipoproteínas: . e atua como precursor na biossíntese dos esteróides biologicamente ativos.O colesterol é um esteróide importante na estrutura das membranas biológicas. o principal exemplo é o Colesterol .Destes. com cabeças polares muito grandes formadas por várias unidades de açúcar como por exemplo.

Ceras As ceras biológicas são ésteres de ácidos graxos de cadeia longa saturada e insaturada (contendo 14 á 36 átomos de carbono) com álcoois de cadeia longa (contendo 16 á 30 átomos de carbono). Os seus pontos de fusão (60 á 100 graus centígrados) são geralmente maiores que aqueles triacilgliceróis. quase todas relacionadas com as suas propriedades repelentes da água e sua consistência firme. secretam ceras de suas glândulas do bico que. espalhadas sobre suas penas .• VLDL = "Lipoproteína de Densidade Muito Baixa". Os pássaros principalmente os aquáticos . atua retirando o colesterol da circulação. lubrificados e a prova de água. As ceras são a principal fonte de armazenamento do combustível metabólico nos organismos que constituem o plâncto marinho. Seus níveis aumentados no sangue estão associados a uma diminuição do risco de infarto agudo do miocárdio. Certas glândulas da pele dos vertebrados secretam ceraspara proteger o cabelo e a pele e mantê-los flexíveis . é formada na transformação de VLDL em LDL • LDL = "Lipoproteína de Densidade Baixa". é a principal transportadora de colesterol. azevinhos. As folhas brilhantes dos rododendros. do marfim venenoso e de muitas plantas tropicais são cobertas . deixam-nas repelentes á água. seus níveis aumentados no sangue aumentam o risco de infarto agudo do miocárdio • HDL = "Lipoproteína de Densidade Alta". As ceras também exercem uma grande diversidade de outras funções na natureza. transporta triacilglicerol endógeno • IDL = "Lipoproteína de Densidade Intermediária".

Sabese hoje. PROJETO GENOMA O Conhecimento de Nós Mesmos Quando nasce um ser humano. que as protege contra os parasitas e previne uma evaporação excessiva de água . pomadas e substância para dar lustro. O futuro será determinado. a cera de carnaúba (de uma palmeira do Brasil ) e o óleo de espermacete ( retirado de uma espécie de baleia ) são largamente usados na manufatura de loções . que muito do seu "destino" já está predisposto antes mesmo de seu nascimento. muitas prospecções podem ser feitas quanto ao seu futuro. A lanolina (extraída da lã do carneiro ) . As cera biológicas encontram uma grande variedade de aplicações nas indústrias farmacêuticas de cosméticos e outros . mas será grandemente influenciado pelo ambiente ao redor. a cera de abellhas .por uma camada de cera . naturalmente. também. pela maneira como ele vai gerir suas próprias ações. .

incluindo a base genética das doenças. sua suscetibilidade a doenças. com sua intrínseca sabedoria. transformando-os em proteínas essenciais à estrutura e à vida do ser que os possui. o objetivo seguinte é aplicar tecnologia para alterar. Cada gene simplesmente corresponde a uma "frase" dizendo a cada célula como ela deve reunir os aminoácidos disponíveis. Mas a célula. é nada menos que a busca do completo entendimento da base genética do Homo sapiens. De posse desse conhecimento. visando aperfeiçoar o ser humano e livrá-lo de doenças e outros fatores limitantes. Decifrar o código genético é saber ler através dos 80 mil genes que compõem o DNA humano. O padrão genético da pequena Escherichia coli contém quase 5 milhões de pares de bases químicas. entende e segue a mensagem do DNA como se isso fosse a mais trivial das tarefas. Trinta e seis anos depois da descoberta da estrutura helicoidal da molécula do DNA. não apenas sua estrutura. O do ser humano. Uma tarefa que tem se mostrado gigantesca e demorada. o laureado James Watson não poupou entusiasmo na tarefa de convencer seus interlocutores a concederem recursos para o Projeto Genoma Humano que. algumas das instruções. sua cor e outros atributos físicos. como também sua inteligência. mesmo para os cientistas de nossa época. nos idos de 1989. seu tamanho. seu tempo de vida e até aspectos de seu comportamento. equipados com formidáveis computadores. estava para se iniciar.O genoma da criança traz codificadas no DNA dos seus 46 cromossomos as instruções que irão afetar. Em outras palavras. lê. quando preciso. algo em torno de 3 bilhões. . A grande meta do Projeto Genoma Humano é ler e entender estas instruções.

. onde se encontra algo essencial: o genoma humano. eles formariam um frágil cordão com cerca de 1 metro e meio de comprimento. que incluem também moléculas de proteínas associadas. O Genoma Na maioria das células existe um núcleo. uma estrutura contendo o projeto de construção e funcionamento do corpo. já dissera o grande Sócrates. certamente com inteira noção de quão gigantesca seria a tarefa."Conhece-te a ti mesmo". Genoma é o conjunto dos genes de um indivíduo e é encontrado no núcleo das células sob a forma de 46 filamentos enrolados em pacotes chamados cromossomos. conhecida como ácido desoxirribonucléico — o DNA. e apenas 20 trilionésimos de largura! Este fantástico cordão que encerra o código genético é na verdade constituído por uma gigantesca molécula. cuja grande meta está muito além do nível molecular. Se desenrolássemos estes fios e os ligássemos em série. Mas também não poupou entusiasmo para convencer o gênero humano a arrebanhar recursos para esse empreendimento.

A estrutura espacial do DNA. . a famosa "escada helicoidal". descoberta em 1953 por James Watson e Francis Crick. O corpo humano contém cerca de 100 trilhões de células. através de estudos de difração de raios-X. tem a forma de uma dupla hélice.

timina (T). e se compõem de açúcar. . ligadas por degraus muito estreitos. como veremos a seguir: Como funciona o Código Genético O corpo humano conta com 20 aminoácidos diferentes. da mesma forma que C e G.É como se fosse uma escada flexível formada por duas cordas torcidas. O organismo humano pode sintetizar pelo menos 80 mil diferentes proteínas. Existem quatro bases nitrogenadas no DNA. para constituir as diferentes proteínas necessárias à sua estrutura e funcionamento. chamadas nucleotídeos. por exemplo. que se unem em diferentes seqüências. Não pode existir no DNA um par de bases formado de adenina e citosina. as quais se unem aos pares para formar os "degraus" da escada: adenina (A). Um dado fundamental no mecanismo de funcionamento do DNA é o fato de que A e T se atraem mutuamente. A ordem particular em que as bases se alinham ao longo da cadeia de açúcar e fosfato é chamada a seqüência nucleotídica do DNA. Essa seqüência é característica para cada organismo e encerra milhões de sinais que a célula consegue interpretar como instruções para a fabricação de proteínas. fosfato e uma base nitrogenada. guanina (G) e citosina (C). Cada "corda" é um arranjo linear de unidades semelhantes que se repetem. ou de timina e guanina. Elas obedecem rigorosamente à regra de que só podem se unir destas duas maneiras: A se liga a T e G se liga a C.

Desvendar o seqüenciamento das bases dentro do DNA. C. . - Uma vez que 3 bases codificam um aminoácido. metionina e alanina. cerca de 4. que são. Um fragmento do DNA com a seqüência GAGATGGCA codifica uma seqüência de três aminoácidos. Isso é o que constitui o gene: um segmento de DNA que contém a mensagem completa para a síntese de uma proteína. um gene funciona como uma "sentença". G e T. respectivamente. cada um deles contendo instruções sobre como as células devem produzir um determinado tipo de proteína. - O número total de pares de bases é o que geralmente determina o tamanho do genoma: o genoma do homem contém aproximadamente 3 bilhões de pares de bases. conterá mil aminoácidos. a seqüência de bases ATG codifica o aminoácido metionina. Por exemplo. seriam as "palavras". cerca de 15 milhões. ácido glutâmico. Na linguagem química do código genético. para cada organismo. o "segredo" de sua formação e de seu funcionamento. Os Números da Genética - O padrão genético da espécie humana -. Cada conjunto de 3 bases (codons).5 milhões. cujas letras seriam as quatro bases A.A instrução para que as células fabriquem uma proteína específica é dada por um segmento da cadeia de DNA contendo uma seqüência específica de bases. pois o DNA é o "manual de instruções" usado pela célula. e o da bactéria Escherichia coli.o genoma humano -. na seqüência ao longo da "corda" do DNA. por exemplo). o de uma levedura. uma proteína codificada por um gene de tamanho médio (contendo 3 mil pares de bases. as quais sinalizam às células um determinado aminoácido a ser usado na síntese da proteína.contém de 60 a 80 mil genes. é desvendar o seu código genético.

visando . - Armazenar essa informação em bancos de dados. com os seguintes objetivos: Identificar e fazer o mapeamento dos 80 mil genes que se calcula existirem no DNA das células do corpo humano.- Os cientistas calculam que a diferença entre o DNA do homem e o DNA do chimpanzé é de apenas 2%. principalmente microorganismos. iniciado formalmente em 1990 e projetado para durar 15 anos. desenvolver ferramentas eficientes para analisar esses dados e torná-los acessíveis para novas pesquisas biológicas. Como parte deste empreendimento. Projeto Genoma O Projeto Genoma Humano é um empreendimento internacional. paralelamente estão sendo desenvolvidos estudos com outros organismos selecionados. - Determinar as seqüências dos 3 bilhões de bases químicas que compõem o DNA humano.

Um nível maior de resolução é obtido associando-se os genes a cromossomos específicos. Numerosas escolas. Mapeamento e Seqüenciamento do Genoma O PGH tem como um objetivo principal construir uma série de diagramas descritivos de cada cromossomo humano. O objetivo é descobrir todos os genes na seqüência do DNA e desenvolver meios de usar esta informação para estudo da biologia e da medicina. Um mapa genômico descreve a ordem dos genes ou de outros marcadores e o espaçamento entre eles. Existem mapas de baixa resolução. com resoluções cada vez mais apuradas.desenvolver tecnologia e também como auxílio ao trabalho de interpretar a complexa função genética humana. o conhecimento adquirido a partir de genomas não-humanos freqüentemente leva a novas descobertas na biologia humana. tendo a liderança de James Watson. na época chefe dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA (NIH). Para isso. O projeto Genoma Humano começou como uma iniciativa do setor público. universidades e laboratórios participam do . que indicam as posições relativas dos marcadores de DNA (genes e outras seqüências identificáveis de DNA) através de seus padrões de hereditariedade. Depois de completo o mapeamento. Como existe uma ordem subjacente a toda a diversidade da vida e como todos os organismos se relacionam através de semelhanças em suas seqüências de DNA. o passo seguinte é determinar a seqüência das bases de cada um dos fragmentos de DNA já ordenados. que descrevem as características químicas da própria molécula de DNA. de forma a corresponderem a suas respectivas posições nos cromossomos (mapeamento). como os mapas de associações genéticas. e depois ordenar estes fragmentos. em cada cromossomo. e existem os mapas físicos. é necessário: dividir os cromossomos em fragmentos menores que possam ser propagados e caracterizados.

pode-se comparar o mapeamento e seqüenciamento genético ao mapeamento de uma estrada que se estendesse. que conta com cerca de 1000 membros de 50 países. Em outros países. Diferença entre a abordagem ao PGH feita pelo setor público e privado Lançando mão de uma imagem que já se tornou clássica. O Projeto Genoma Humano. não incluídos na relação acima. Rússia. registrando os detalhes das células humanas -inclusive as porções do DNA que não contêm gene algum e que constituem 97% do seu . conduzido pelos órgãos do governo tem obtido dados de alta qualidade e precisão. 18 países iniciaram programas de pesquisas sobre o genoma humano. Estados Unidos. para ajuda a coordenar a colaboração internacional ao projeto. Itália. Austrália. usando recursos do NIH e Departamento de Energia norte-americano. Coréia. de Porto Alegre a Manaus. China. digamos. Dinamarca. Suécia e União Européia. Só este órgão financia cerca de 200 investigadores separados nos EUA. Informações sobre estes países e suas pesquisas de contribuição para o PGH podem ser obtidas através da HUGO (Human Genome Organization). Holanda. muitas empresas privadas grandes e pequenas também conduzem pesquisa sobre o genoma humano. Além destes. participam através de estudos de técnicas de biologia molecular de aplicação à pesquisa genética e estudos de organismos que têm interesse particular para suas regiões geográficas. Os maiores programas desenvolvem-se na Alemanha. Alguns países em desenvolvimento. México. França. grupos de pesquisadores em universidades e institutos de pesquisa também estão envolvidos no Projeto Genoma. Brasil. Japão.projeto. Israel. Reino Unido. Basicamente. Canadá.

cada curva. através da comparação do DNA de diferentes indivíduos. os rios. as "cidades". tornou-se crucial para elas.80 mil genes humanos haviam sido identificados. A iniciativa privada. apenas 4550 dos 60 . especialmente para as indústrias farmacêuticas. A situação atual do conhecimento obtido através do PGH Em 1990. dentre cerca de 4000 doenças genéticas existentes. que matam cerca de 80% da população. A rapidez na obtenção de resultados. apenas 2% dos genes (cerca de 1500 genes) haviam sido associados a localizações específicas nos 46 cromossomos. e apenas algumas. registrando cada montanha. deixando de lado as árvores. É como se alguém fosse percorrendo o trajeto a pé. estejam associadas com aproximadamente 200 dos cerca de 80 mil genes que compõem o corpo humano. Supõe-se que as 20 doenças mais comuns. Então optaram por um método mais objetivo: concentrar-se apenas nos pontos principais. que podem ser transformados em patentes. embora menos precisa. evidentemente. em termos científicos. é uma abordagem mais rápida.total. ao iniciar-se o Projeto Genoma. juntou-se ao projeto em vista do potencial de lucro que as pesquisas podem trazer. as duas formas de trabalho podem se complementar. encontrado ao longo do caminho. Mais de oito anos depois. Concentrar-se apenas nestes. Com a iniciativa privada ocupando-se apenas dos genes mais interessantes e os pesquisadores do governo dedicando-se ao seqüenciamento dos demais. porém. Isso significa. haviam sido entendidas em um nível molecular. em benefício do conhecimento geral. deixando de lado os demais. aqueles genes "defeituosos" que causam as doenças. dirigir a pesquisa para os genes específicos. buscando. cada posto de gasolina. ou cada pedra do caminho. chegou-se aos seguintes resultados: .

o Banco de Dados do Projeto Genoma guarda informação sobre outros genes identificados. novas terapias baseadas em novas classes de remédios. baseadas em diagnósticos de DNA. o setor público passou a rever seu cronograma e espera concluir o Projeto em 2003 e não em 2005. sem esquecer que alguns poderão nos surpreender. dando preferência a uma abordagem dirigida apenas aos genes que apresentam interesse para a cura de doenças. Novas tecnologias clínicas deverão surgir.como o câncer. Além destes. o Projeto Genoma tem se concentrado mais em desenvolver tecnologia eficiente para seqüenciamento de DNA do que propriamente em fazer um seqüenciamento de larga-escala. Até este ponto. - Seqüenciamento: Mais de 4% das bases do genoma humano foi seqüenciado. Ênfase será dada à prevenção da doença. cuja localização nos cromossomos ainda não foi inequivocamente determinada.- Mapeamento genético: mais de 7000 genes foram mapeados a cromossomos particulares. Benefícios potenciais do PGH Pode-se antecipar alguns dos benefícios que o Projeto Genoma poderá trazer para a humanidade. o conhecimento sobre como os genes contribuem para a formação de doenças que envolvem um fator genético -. Na Medicina. Com a entrada da iniciativa privada no Projeto Genoma. por exemplo -. em vez do tratamento do doente. . como proposto inicialmente. por exemplo.levarão a uma mudança da prática médica. novas técnicas imunoterápicas. As informações detalhadas sobre o DNA e o mapeamento genético dos organismos revolucionarão as explorações biológicas que serão feitas em seguida.

Supõe-se que as 20 doenças mais comuns. Mas tem havido grandes progressos na descoberta de genes associados a doenças. Em . A partir daí. os recursos biológicos e os bancos de dados gerados pela pesquisa sobre o genoma terão grande impacto nas indústrias relacionadas à biotecnologia. a terapia genética foi usada para curar uma criança cujo sistema imunológico era prejudicado pela falta de uma enzima. possível substituição de genes defeituosos através da terapia genética. disputam esse conhecimento que deverá levar ao aperfeiçoamento da medicina no próximo milênio. Doenças Genéticas e seu Potencial de Cura Em 1990. surgiu uma onda de euforia sobre o potencial de cura através da alteração do DNA. permitindo também seu aperfeiçoamento e tornando os animais domésticos. que matam cerca de 80% da população. no entanto. mais resistentes a doenças. produção de drogas medicinais por organismos geneticamente alterados. estejam associadas com aproximadamente 200 dos 100 mil genes que compõem o corpo humano. O conhecimento da genética humana auxiliará muito o conhecimento da biologia de outros animais. o controle do lixo e a despoluição ambiental. As tecnologias. como a agricultura. especialmente. pela primeira vez. corrigindo os genes defeituosos. uma vez que não esta não é muito diferente da biologia humana. a produção de energia.prevenção em maior grau de doenças pelo conhecimento das condições ambientais que podem desencadeá-las. A iniciativa privada tem se dedicado mais intensamente ao estudo desses genes específicos e as indústrias farmacêuticas. por exemplo. barreiras técnicas que têm impedido a concretização das grandes expectativas criadas a respeito da terapia genética. Ainda existem hoje.

Osteoporose. tais como: Mal de Alzheimer. já existem patentes sobre os genes descobertos para muitas doenças. Doenças Cardiovasculares. . Obesidade. Câncer do Cólon. Suscetibilidade ao Câncer de Mama e Ovário. Artrite Reumática. Hipertensão.conseqüência. Mal de Parkinson e Calvice.

ANEXOS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .

Ed. B.br/disciplina/bioquimica Jornal Gazeta do Povo .pucpr. São Paulo : Ed. 4 5 6 Site: www. 2 3 TORRES.projgenoma. Guanabara. Savier.cjb. B. Princípios da Bioquímica. 1997. ALBERTS .1 LEHNINGER. Albert Lester.net Site: www. 1990. 1996. A Bioquímica Básica. Artes Médicas. Bruce – Biologia Molecular da Célula/Bruce Alberts – 3ª Edição – Porto Alegre.