You are on page 1of 7

Agora a teoria. Acho que sobre projeção ortogonal a apostila que postei no blog é suficiente.

Vamos aos tipos de perspectiva.

Perspectiva cavaleira.

Primeiro os conceitos básicos:

LINHA DO HORIZONTE(LH)- Numa definição simples linha do horizonte é máximo que nosso
olho consegue alcançar em uma paisagem. Observe o mar, quando o olhamos da terra há um
ponto em que ele se encontra com o céu. Observe o poente, há um ponto em que o sol parece
cair sobre a terra desaparecendo, é a linha do horizonte. A linha do horizonte está sempre
vinculada à altura do observador. Se você está sentado seu raio de visão de uma paisagem é
bem menor que se você estiver de pé.

CONCEITO QUASE FORMAL – Linha imaginária que corresponde sempre à altura a

que se encontram os olhos do Observador.

LINHA DE TERRA(LT) – é a linha em que os pés do observador estão.É a reta que traçamos
abaixo da linha do horizonte.

CONCEITO FORMAL – Reta determinada pela interseção dos planos vertical e horizonta de
projeção.

VERDADEIRA GRANDEZA (VG)- É a verdadeira medida do desenho, na escala em que estamos


representando. Se uma mesa tem 75cm de comprimento e vamos representá-la na sua VG
vamos utilizar 75cm em qualquer escala que nos permita representá-la. A verdadeira grandeza

só é obtida na linha de terra (importante!!!)

PONTO DE FUGA –(PF) – Ponto na LH para onde convergem as linhas retas do desenho.

PLANO GEOMETRAL – onde o observador se situa.

PERSPECTIVA – Ciência da representação gráfica dos objetos como vistos por nossos
olhos.Representação da idéia do corpo tridimensional ou bidimensional em uma superfície.

A perspectiva é traçada dentro do cone de visão do observador(o chamado ponto de distância)

TIPOS DE PERSPECTIVAS:

AXONOMÉTRICA OU CILINDRICA (PARALELA)– Sistema de representação,


rigorosa, num esquema de três eixos: comprimento, altura, largura ( tridimensão )
também chamada de perspectiva PARALELA. É mais aplicada no desenho de
instalações hidráulicas e na de peças, em que o problema de medidas é
fundamental.
As perspectivas axonométricas podem ser :

Axonométrica Cavaleira - o observador está situado no infinito(não existem pontos de fuga


nem ponto principal) construímos a figura a a partir da linha de terra, onde os objetos serão
representados na sua verdadeira grandeza(VG)suas medidas serão exatamente iguais às da
realidade(em escala, é claro). Todas as linhas projetadas são paralela ou oblíquas ao plano do
quadro.As inclinações normalmente utilizadas para os desenhos desse tipo de perspectivas são
os ângulos de 30º, 45º e 60º, ângulos encontrados nos jogos de esquadros, equipamentos que
já são tradicionalmente utilizados para desenhos técnicos.

Ex. Construir em perspectiva cavaleira a figura representada nas vistas abaixo:

v.frontal v.superior v.lateral

lembra todas as explicações sobre o cubo, aqui não detalho passo à passo quero apenas
mostrar as linhas importantes na figura:

linhas oblíquas paralelas ao ângulo

Ãngulo(que pode ser 30°, 45° ou 60°)

Linha de terra(as medias estão na verdadeira grandeza, na sua medida real)

LEMBRE-SE : linha de construção fina, com grafite 0,5;

Linha tracejada(linhas que sabemos que existem, mas não vemos no nosso
desenho, também com 0,5;

Linha da figura- grossa, com 0,9.

Não esquecer de determinar no desenho o ângulo e construir todas as linhas


invisíveis da figura.

OBSERVE TAMBÉM:

COTAGEM:
Na vista superior – devemos cotar a profundidade e largura;

Na vista frontal – devemos cotar a altura e largura;

Na vista lateral – a largura e a altura.

AXONOMÉTRICA ISOMÉTRICA – construída em três eixos,mas só 1 aresta da figura está na


linha de terra. Iso quer dizer mesma; métrica quer dizer medida. A perspectiva isométrica
mantém as mesmas proporções do comprimento, da largura e da altura do objeto
representado. (essa é a diferença básica entre cavaleira e isométrica: na cavaleira uma das
faces da figura, ou a frontal ou a lateral vai estar apoiada na linha de terra, na isométrica as
faces lateral e fontal não se apóiam na linha de terra)

A mesma figura representada em perspectiva isométrica:

observe que nesse caso existem dois ângulos iguais de onde saem
as retas oblíquas. Sempre que constuiruma figura em perspectiva isométrica lembre-se que
tem que apenas uma aresta estar apoiada na linha de terra.

Existem ainda as perspectivas axonometricas dimétricas e trimetricas, mas essas não vamos
estudar.

PERSPECTIVA CÔNICA- (EXATA OU RIGOROSA)A perspectiva cônica mostra os objetos


de maneira semelhante à forma como são vistos pelo olho humano, como apareceriam
em uma fotografia.

Para a construção da perspectiva cônica é que vamos precisar dos conceitos de Ponto de
Fuga, Linha do horizonte, posição do observador(ponto de vista).

Passos para construir a perspectiva cônica.

1.Trace a linha de terra.


2. defina o quadro(qual a altura? Qual a largura?)e o construa sobre a linha de terra.

Largura=5cm

Altura=4cm

LT

3.Trace linhas oblíquas que cruzem os ângulos do seu quadro:

4. trace uma reta horizontal que corta as linhas oblíquas . Essa é a sua linha do
horizonte.
5.Determine a área que quer ver no desenho(1metro? 1,5 metro? 2,0 metros?)

E estabeleça seus Pontos de Distânica(pontos de fuga)

 Essa medida é aleatória, você que decide, mas a distância de um lado tem que
ser igual a distância do outro.

Seu desenho está pronto para fazer qualquer objeto em perspectiva cônica.

Lembre-se:

a) Apague as linhas oblíquas de dentro do quadro.

p.d p.p p.d L.H

L.T

b) Todas as medidas deverão ser marcadas na linha de terra(L.T.)onde está a


verdadeira grandeza.
c) Todas as perpendiculares fugam para o Ponto principal(P.P)
d) Todas as paralelas fugam para o Ponto de distância(P.D).
6.Para construir sua figura dentro do quadro geometral(esse desenho que fizemos) é só
se lembrar do velho cubo ou do paralelepípedo.É uma mesa que quer construir? Faça
primeiro o cubo e depois construa sua mesa. É uma cama? Faça a mesma coisa.

CLASSIFICAÇÃO

- Cônica - 1 ponto de fuga


- 2 pontos de fuga
- 3 pontos de fuga
- Axonométrica - Oblíqua - militar
- cavaleira
- Ortogonal - isométrica
- dimétrica