You are on page 1of 23

ERROS E ANÁLISE DE DADOS EXPERIMENTAIS

ERROS E ANÁLISE DE DADOS EXPERIMENTAIS

- Análise de dados para determinar erros, incertezas, precisão e a validade
das medidas experimentais.

-Exemplos: teste de economia de combustível
Especificação de um amplificador  qual exatidão, precisão,...
das medidas de voltagem, distorção, etc..

-Em toda medida há erros  Como analisá-los? Quais os critérios para
descartar um dado experimental?

TIPOS DE ERROS -Erros originam-se em fontes diversas e podem ser classificados em três grandes categorias: -Erros grosseiros: erros humanos. -Nesse caso. devido a componentes defeituosos ou desgastados e efeitos ambientais sobre o equipamento. leituras incorretas. Por exemplo. -Erros sistemáticos (ou erros fixos): falhas dos instrumentos. variações em parâmetros ou mudanças aleatórias no sistema de medição. -Erros aleatórios: São aqueles provocados por fenômenos que não podem ser diretamente estabelecidos ou identificados. ajuste e aplicações incorretas de instrumentos e erros computacionais. pode-se usar métodos teóricos para estimar a magnitude do erro. -São divididos em duas categorias: erros instrumentais e erros ambientais. .

. quando uma incerteza em % é especificada. o erro pode ser considerável. dependendo da magnitude de uma quantidade medida. .Em um dado instrumento de medida.Assim. ACÚMULO DE ERRO EM ELEMENTOS DE UM SISTEMA . geralmente ela corresponde à % do valor do fundo de escala.

é possível estimar o erro acumulado de um instrumento. E A  ET  ECD  E AMP  E G 2 2 2 2 Erro acumulado transdutor condicionador amplificador processador .Assim. e cada um deles introduz um erro.Como um instrumento contém vários elementos. ACÚMULO DE ERRO EM ELEMENTOS DE UM SISTEMA . pequenos erros podem se acumular e tornar-se inaceitáveis .

FUNCIONAMENTO IMPRÓPRIO DE INSTRUMENTOS SAÍDA  QO (MEDIDA) ENTRADA  QI (VARIADA) .

-A inclinação da linha reta é a constante de calibração ou sensibilidade S do instrumento: Qo S Qi -Exemplo: Transdutor de pressão piezoelétrico  a sensibilidade S é dada como a voltagem ou carga de saída por unidade de pressão. . FUNCIONAMENTO IMPRÓPRIO DE INSTRUMENTOS -Uma porção significativa da curva de resposta pode ser representada por uma linha reta que é ajustada aos dados por regressão.

FUNCIONAMENTO IMPRÓPRIO DE INSTRUMENTOS . Qo  S Qi  Z o . assim: Qo  S Qi .A maioria dos instrumentos eletrônicos são capazes de ajustar o deslocamento de zero.Se a linha de resposta não passa através da origem. o desvio medido no intercepto com a ordenada é chamado de deslocamento de zero (“zero offset”) Zo .

FUNCIONAMENTO IMPRÓPRIO DE INSTRUMENTOS -Para valores elevados da quantidade de entrada. a resposta irá desviar da linha reta.Qi é chamado de range do instrumento. L -O valor mínimo Qi que pode ser medido adequadamente pelo instrumento é usualmente limitado pelos erros de escala excessivos. -A diferença entre o limite superior de operação e o limite inferior de operação do instrumento define a faixa de operação ou span s do instrumento: s  QiR  QiL . o instrumento não irá R funcionar adequadamente acima deste valor Qi R . -Quando este desvio torna-se excessivo (~1 a 2%).

FUNCIONAMENTO IMPRÓPRIO DE INSTRUMENTOS .

EFEITOS DO TRANSDUTOR -Deve ser selecionado e colocado no processo de maneira que ele não afete ou mude o processo. -Erros sérios podem resultar e a medida pode tornar-se sem significado ou levar a resultados incorretos. -Geralmente: O tamanho e o peso do transdutor deve ser pequeno em relação ao tamanho e ao peso do componente ou processo. .

. -Exemplo: sensibilidade de transdutores de pressão em relação à temperatura. -Porém. -Esses erros podem também ocorrer em outros elementos do sistema de medição. -Se a variável secundária varia com o tempo. apresenta sensibilidade (sensitividade) para outra variável. é possível que o transdutor possa medir outra variável. -Neste caso. a mudança do zero é chamado de zero drift e a mudança de sensibilidade é chamada de sensitivity drift. ou seja. o deslocamento de zero e a sensibilidade irão variar em função do tempo. ERROS DE DUPLA SENSIBILIDADE DO TRANSDUTOR -Transdutores: projetados para medir somente uma variável do processo.

ERROS DE DUPLA SENSIBILIDADE .

1 a 1% requer. -Exatidão de 2 a 5% pode ser obtida a um custo aceitável. peso e energia requerida (não pode afetar o sistema). determinando o erro acumulado. verificando que ele está operando dentro das especificações. MINIMIZANDO O ERRO EXPERIMENTAL -Exatidão de 0. -Alguns procedimentos para minimizar o erro em uma medida são: i) Selecionar cuidadosamente o transdutor  tamanho. geralmente. . iii) Calibrar cada instrumento no sistema. alto custo e tempo  pode ser inviável. ii) Checar a exatidão de cada elemento no sistema de instrumentação.

vii) Calibrar o sistema medindo a variável em um processo conhecido. vi) Checar o sistema para ruídos eletrônicos  filtros. . Estime os erros que serão produzidos por sensibilidade dupla de cada elemento v) Conectar os componentes do sistema de maneira adequada. Atenção deve ser tomada para variações na temperatura e o tempo necessário para a medida. etc. viii) Estimar o erro total no sistema de todas as fontes conhecidas. MINIMIZANDO O ERRO EXPERIMENTAL iv) Examinar o processo e o ambiente no qual o sistema de instrumentação deve operar..

MINIMIZANDO O ERRO EXPERIMENTAL .

-Mais adequado: método de Kline e McClintock. -Senso comum: Assumir que o erro/incerteza no resultado é igual ao erro máximo em qualquer parâmetro usado para calcular o resultado. . ANÁLISE DE INCERTEZA -Muitas vezes para calcular um resultado particular desejado é necessário que os resultados de várias medidas sejam combinados. -Essa estimativa deve ser usada apenas para inspeções grosseiras. é improvável que a incerteza seja do tamanho estimado pelo procedimento acima. -No entanto.

x2 . w2 ..... xn ) -Considere wR como a incerteza no resultado e w1.   wn    x1   x2   xn   . ANÁLISE DE INCERTEZA -Suponha que um conjunto de medidas é realizado e a incerteza de cada medida é dada... A incerteza no resultado é dada por: 2 1/ 2  R   R  2  R   2 wR   w1    w2   ... -Queremos estimar a incerteza nos resultados calculados baseado nas incertezas das medidas primárias.wn as incertezas das variáveis independentes. O resultado R é uma função das variáveis independentes xi: R  R( x1 . x3 ..

. Resistência de temperatura T  30  1o C temperatura Calcule a resistência do fio e sua incerteza.3% Resistência a 20C   0. ANÁLISE DE INCERTEZA -EXEMPLO 1: A resistência de um fio de cobre é dada por R  R0 [1   (T  20)] onde R0  6   0.004o C 1  1% Coef.

-Assim.Note que a propagação da incerteza nos resultados depende do quadrado das incertezas das variáveis independentes. se a incerteza de uma variável é significativamente maior que as outras (5 a 10x). -Conclusão: No planejamento experimental. ANÁLISE DE INCERTEZA . deve-se ter em mente a redução das grandes incertezas para melhorar a medição global. a incerteza maior predomina e as outras poderão ser desprezadas. Assim. . pouco se ganha ao reduzir pequenas incertezas. devido ao quadrado das propagações.

Em (2) serão feitas medidas de voltagem V e de corrente I. Calcule a potência em cada caso sabendo que E  100V  1% I  10 A  1% . ANÁLISE DE INCERTEZA EXEMPLO 2 – Seleção de um método de medição. Um resistor possui um valor nominal de 10   1% . Uma voltagem é aplicada no resistor e a potência dissipada é calculada de duas maneiras: (1) A partir de P  E 2 / R (2) A partir de P  E I Em (1) apenas a medida da voltagem V será feita.

T1 é a temperatura no ponto 1 e R é a constante dos gases.) é usado para medir a vazão de ar a baixas velocidades.001in 2 T1  70F  2F . respectivamente.92  0. A relação descrevendo a vazão é dada por: 1/ 2  2 g c p1  m  cA ( p1  p2 )  R T1  Onde C é o coeficiente de descarga (empírico)..5 psia A  1. Calcule a incerteza percentual da vazão mássica medida para as seguintes condições: c  0. ANÁLISE DE INCERTEZA -EXEMPLO 3: Um certo tipo de medidor de vazão (tipo orifício.005 p  1. p1 e p2 são as pressões nos pontos 1 e 2..005 psia p1  25 psia  0.4 psia  0.0in 2 0.. A é a área de seção transversal do escoamento. Venturi.

para melhorar a exatidão da medida. ANÁLISE DE INCERTEZA .Note que a maior contribuição para incerteza é a medida de p1. a análise de incerteza permite identificar quais variáveis estão contribuindo para a incerteza de forma mais significativa. deve-se buscar melhorar a exatidão de p1. . -Assim. Portanto.