You are on page 1of 15

A transição escola/trabalho

Escola
Uma escola ou colégio é qualquer estabelecimento ou instituição de
educação. Essa ideia surgiu da filosofia dos gregos antigos, onde eles
se reuniam em praças públicas para praticar filosofia e trocar ideias.

Uma escola é formada por diferentes pessoas, sendo o director aquele


que dirige, o professor quem ensina e dá as aulas, e o aluno aprende e
estuda os ensinamentos do professor.

As matérias estudadas em uma escola variam muito, dependendo da


época, do local ou do nível de ensino

A escola está dividida por estas categorias:


Educação infantil
A educação infantil, educação pré-
escolar ou educação pré-primária
consiste na educação das crianças antes da
sua entrada no ensino obrigatório.

É ministrada normalmente no período


compreendido entre os zero e os seis anos
de idade de uma criança.

Neste tipo de educação, as crianças são


estimuladas - através de atividades lúdicas
e jogos - a exercitar as suas capacidades
motoras, a fazer descobertas e a iniciar o
processo de alfabetização.
Ensino básico
A educação básica ou ensino básico
é o nível de ensino correspondente
aos primeiros anos de educação
escolar ou formal.
Esta denominação corresponde,
consoante o sistema educativo que o
ministra, a um conjunto específico de
anos de escolaridade,
correspondendo, na generalidade dos
casos, aos primeiros quatro a nove
anos.
Ensino Secundário
O ensino secundário ou educação
secundária constitui o ensino
ministrado aos adolescentes, com
idades que podem ir dos 10 aos 18
anos, conforme o país e o seu sistema
educativo.

Carateriza-se por constitutir uma


transição do ensino primário
(tipicamente obrigatório, genérico e
ministrado às crianças) para o ensino
terciário (tipicamente opcional,
especializado e ministrado a adultos).
Universidade
Uma universidade é uma instituição
pluridisciplinar de formação dos
quadros de profissionais de nível
superior, de pesquisa, de extensão e de
domínio e cultivo do saber humano.
Uma universidade provê educação
tanto terciária (graduação) quanto
quaternária (pós-graduação).
Mundo do trabalho
O emprego é um fato jurídico que se configura
quando alguém (empregado ou empregada) presta
serviço a uma outra pessoa, física ou jurídica
(empregador ou empregadora), de forma
subordinada, pessoal, não eventual e onerosa.

Ter um emprego, não só constitui o principal


recurso com que conta a maioria das pessoas para
suprir as suas necessidades materiais, como
também lhes permite plena integração social. Por
isso, a maior parte dos países reconhece o direito
ao trabalho como um dos direitos fundamentais
dos cidadãos. Emprego é a função e a condição
das pessoas que trabalham, em carácter temporário
ou permanente, em qualquer tipo de actividade
económica, remunerada ou não.
Transição entre escola e o trabalho

A transição da escola para o emprego é uma questão importante


para todos os jovens e ainda mais para os que apresentam
necessidades educativas especiais.
Os Problemas

Acesso à educação e à formação

Em teoria os alunos com necessidades educativas especiais beneficiam das


mesmas escolhas educativas que os seus colegas beneficiam das mesmas
escolhas educativas que os seus colegas mas, na prática, apenas lhes são
oferecidos programas orientadospara o bem estar ou para o trabalho mal
remunerado.
Eles não estão, necessariamente, interessados nas escolhas que lhes são
propostas e os programas educativos e de formação nem sempre
correspondem aos seus interesses e necessidades. Isto coloca-os numa
situação de desvantagem face ao mercado de trabalho.
Preparação Vocacional

A prepração vocacional não está, muitas vezes, relacionada com reais práticas de
emprego; muitas vezes tem lugar em espaços segregados e nem sempre é orientada
para profissões complexas.
~
As pessoas com deficiencias não recebem as qualificações requeridas para emprego;
a formação necessita de ser mais ajustada às actuais exigências do mercado de
trabalho.
Taxas de desemprego

Desemprego é a medida da parcela da força de trabalho


disponível que se encontra sem emprego. Esse fenômeno
social é observado principalmente em países
subdesenvolvidos cujas economias não conseguem suprir o
crescimento populacional.
Um agravante é a crescente mecanização e informatização
dos processos de trabalho, acabando com cargos que antes
eram desempenhados por pessoas sem instrução/qualificação
e, agora, por exigirem conhecimento e formação, acabam
excluindo muitos trabalhadores do mercado .
Expectatias e atitudes

Professores, pais, empregadores e público em geral


subestimam as capacidades das pessoas. A cooperação é
muito importante para desenvolver uma visão realista das
competências dos alunos em todos os sectores da educação,
incluindo durante a transição para o trabalho.
Como fazer a transição

Existe várias formas para vários exemplos.


Um jovem que tenho apenas o 9º ano é aconcelhado sempre a terminar o
12º, existe bastantes cursos profissinais com estagio que facilmente obtém
trabalho apartir do estágio.( ATEC)

Conclusão do 12º ano e tirar um CET (Curso de Especialização


Tecnológica (CET) é uma formação pós-secundária não superior que visa
conferir qualificação do nível 5)
depois com a formação já feita, o jovem já consegue transitar para o
mundo o trabalho mais facilmente.
Concluir o 12º e concluir a vida de estudante na universidade.
Por muitos exemplos á vista começa-se a perceber que a vida
do estudante na universidade só é boa no tempo real. No
futuro não se preve um trabalho próprio para o estudante
(curso que o estudante tirou).
Muitas das desistencias escolares deve-se ao facto de se ver(e
falar) sobre o desemprego mesmo depois de um curso tirado
(licenciaturia, mestrado, etc)
O jovem tem muitas opções de vida antes de transitar para o mundo do
trabalho. O mesmo deve ser feito com cuidado porque a vida de
trabalhador é bastante constante.

Para jovens que estão desempregados existe empregos que “tentam”


conseguir por a pessoa em empregos como por exemplo a “Transitar”.

Para os jovens, os alunos, os desempregados terem sucesso, por vezes bastante


estudarem a palavra DETERMINAÇÃO.