You are on page 1of 16

PHP com MySQL

Para recapitular...
 Criar banco de dados:
– CREATE DATABASE nome_do_banco;
 Criar tabela no banco de dados:
CREATE TABLE nome_da_tabela (
nome_campo1 tipo_campo1 restricoes,
nome_campo2 tipo_campo2 restricoes, ...
nome_campoN tipo_campoN restricoes);
 Um banco de dados contém várias tabelas
relacionadas (provavelmente de um mesmo sistema)
Para recapitular...

 Alterando uma tabela:


ALTER TABLE nome_tabela ADD (
nome_campo1 tipo_campo1 restricoes ....);
ALTER TABLE nome_tabela DROP (
nome_campo1 ...);
Para recapitular...

 Apagando uma tabela


DROP TABLE nome_tabela
Para recapitular...

 Para inserir dados na tabela


INSERT INTO tabela [(campo1[, campo2[, ...]])]
VALUES (valor1[, valor2[, ...]])
 Para alterar os dados de um determinado
registro:
UPDATE tabela
SET campo1 = valornovo, ...
WHERE critério;
Para recapitular...

 Recuperando informações do banco:


SELECT cidade, estado FROM brasil
WHERE populacao > 100000;
-----------------------
SELECT nome, endereco, idade
FROM cadastro
WHERE idade > 20
ORDER BY nome ASC;
Acessando MySQL via PHP

 Baseia-se em utilizar comandos SQL para


interagir com a base de dados
 Utiliza comandos específicos do MySQL
Acessando MySQL via PHP
 Para realizar a conexão com o banco
mysql_connect(host[:porta] , login , senha );
 O valor de retorno é um inteiro que identifica a
conexão, ou falso se a conexão falhar.
 Antes de tentar estabelecer uma conexão, o PHP
verifica se já existe uma conexão estabelecida com o
mesmo host, login e senha.
 Se existir, no identificador desta conexão é retornado.
Senão, uma nova conexão é criada.
Acessando MySQL via PHP

 Após realizar as transações desejadas é


preciso fechar a conexão com o banco através
da função:
mysql_close (identificadorDaConexão);
Acessando MySQL via PHP
<?php
$link = mysql_connect('localhost', 'usuario', 'senha');
if (!$link) {
die('Não foi possível conectar: ' . mysql_error());
}
echo 'Conexão bem sucedida';
mysql_close($link);
?>
Acessando MySQL via PHP

 Após conectar, devemos escolher qual banco


de dados iremos utilizar através do comando:
mysql_select_db(banco_de_dados [, conexao]);

 se o identificador da conexão não for


fornecido, a última conexão estabelecida será
utilizada.
Acessando MySQL via PHP
<?php
$link = mysql_connect('localhost', 'usuario', 'senha');
if (!$link) {
die('Não foi possível conectar: ' . mysql_error());
}
$db_selected = mysql_select_db('banco', $link);
if (!$db_selected) {
die ('Impossível utilizar a base: ' . mysql_error());
}
?>
Acessando MySQL via PHP

 Para fazer consultas (inserir, alterar,


recuperar...) no banco de dados utilizamos a
seguinte função:
resultado = mysql_query(consulta [, conexao] );
 Onde consulta é a expressão SQL a ser
executada
 O valor de retorno é falso se a expressão SQL
for incorreta, e diferente de zero se for correta.
Acessando MySQL via PHP

 Para verificar o número de linhas (registros)


retornados por uma consulta:
– mysql_num_rows (resultado);
 Para utilizar os resultados de uma consulta
existem algumas possibilidades, das quais
destaco duas
Acessando MySQL via PHP
– mysql_fetch_row (resultado)
– mysql_fetch_array (resultado)
 O retorno de uma consulta é um array.
 Este array pode ser retornado com indíces
numéricos ou correspondendo às colunas do
banco...
Acessando MySQL via PHP
<? ...
$result = mysql_query('SELECT nome, email FROM cadastro');
if (!$result) {
die('Não foi possível consultar:' . mysql_error());
}
while ($registro = mysql_fetch_array($result))
{ // laço para percorrer as linhas
echo $registro[‘nome’]; //exibe os nomes retornados
echo $registro[‘email’]; // exibe os mails retornados
}
mysql_close($link);
?>