You are on page 1of 1

Pré-Texto

OBRAS EM DESTAQUE

Avaliação da aprendizagem

Cipriano Carlos Luckesi do exame. Necessitamos de servido de álibi – político, ins-


mudar essa conduta. Nossos titucional e pedagógico – para
educandos vêm a nós para a má qualidade do ensino) e,
aprender e não para serem de outro, um alto investimen-
examinados. E, no caso, os to na busca da qualidade do
exames não ajudam a apren- ensino e da aprendizagem dos
der. Eles, por si, são classifica- nossos educandos, tendo em
tórios e excludentes, ao passo vista o seu desenvolvimento,
que a aprendizagem necessita como sujeitos de seu destino
de inclusão pelo acolhimento, e como cidadãos.
pela orientação e pela reo- Aqui, somente trataremos
rientação, o que só pode ser da avaliação da aprendiza-
subsidiado pelo ato de avaliar, gem na escola e não dos sis-
que é diagnóstico. temas de avaliação, denomi-
Afinal, acredito que já po- nados avaliação de projetos

O
que pretendemos, es- demos ter clareza conceitual ou de larga escala; contudo,
pecificamente, é contri- sobre o que é o ato de avaliar para exercitarmos essa prá-
buir para a criação de e o que é o ato de examinar tica, devemos estar cientes
uma cultura sobre o fenôme- a aprendizagem na escola. O do âmbito sócio-cultural onde
no e a prática da avaliação da convite deste escrito é para estamos atuando.
aprendizagem em nossas es- que nós todos reconheçamos
colas, onde, hoje, ainda prati- os contornos e limites da cul- Cipriano Carlos Luckesi
camos exames e dizemos que tura da avaliação. Isso, de um Livro: Avaliação da aprendizagem na
praticamos avaliação; ou seja, lado, traz para dentro de nossa escola: reelaborando conceitos e
predominantemente, viven- compreensão e de nossa prá- recriando a prática
ciamos em nossas escolas, tica o fim do investimento na Editora Malabares Comunicação e
de todos os níveis, a cultura reprovação escolar (que tem Eventos

42