UTI CRITÉRIOS DE ADMISSÃO E ALTA

PÓS- GRADUAÇÃO 2008

Alexandre de Souza Campos

POR QUÊ INTERNAR NA UTI?
‡ RECURSOS CONCENTRADOS ‡ TECNOLOGIA AVANÇADA ‡ PESSOAL ESPECIALIZADO À DISPOSIÇÃO 24h POR DIA

DEFINIÇÃO
³A TERAPIA INTENSIVA TEM COMO DEFINIÇÃO OFERECER CUIDADOS A PACIENTES EM CONDIÇÕES GRAVES, POTENCIALMENTE RECUPERÁVEIS, QUE SE BENEFICIEM DE OBSERVAÇÃO DETALHADA E TRATAMENTO INVASIVO´

A UTI NO HOSPITAL (1990-2000) 6% 94% LEITOS DE ENFERMARIA LEITOS DE UTI .

A UTI NO HOSPITAL (2010) 20% 80% LEITOS E ENFERMARIA LEITOS E TI .

INTERNAÇÃO EM UTI ‡ QUEM ADMITIR NA UTI? ‡ QUANDO ADMITIR NA UTI? .

INTERNAÇÃO EM UTI ‡ QUEM NÃO ADMITIR? ± ³MUITO BEM PARA SE BENEFICIAR´ ± ³MUITO MAL PARA SE BENEFICIAR´ .

SEM LIMITES TERAPÊUTICOS (VENTILAÇÃO MECÂNICA..) . DROGAS VASOATIVAS..MODELOS DE PRIORIDADES ‡ PRIORIDADE 1 NECESSIDADE DE TRATAMENTO QUE NÃO PODE SER OFERECIDO FORA DA UTI.

MODELOS DE PRIORIDADES PRIORIDADE 2 MONITORIZAÇÃO INTENSIVA COM POTENCIAL INTERVENÇÃO IMEDIATA. SEM LIMITES TERAPÊUTICOS (PACIENTES COM DOENÇAS CRÔNICAS QUE APRESENTAM INTERCORRÊNCIA AGUDA CLÍNICA OU CIRÚRGICA) .

MODELOS DE PRIORIDADES PRIORIDADE 3 COMPLICAÇÕES REVERSÍVEIS EM PACIENTES COM DOENÇA DE BASE ³IRREVERSÍVEL´. COM LIMITES TERAPÊUTICOS. (CÂNCER METASTÁTICO COM INFECÇÃO) .

MODELOS DE PRIORIDADES PRIORIDADE 4 PACIENTES QUE GERALMENTE NÃO TÊM INDICAÇÃO DE UTI A ± PACIENTES DE BAIXO RISCO (MUITO BEM PARA A UTI) B ± PACIENTES COM DOENÇA TERMINAL IRREVERSÍVEL (MUITO MAL PARA A UTI) .

QUAIS OS INDICADORES ? ‡ ‡ ‡ ‡ PATOLOGIAS SINAIS VITAIS EXAME FÍSICO EXAMES COMPLEMENTARES .

INDICADORES PATOLÓGICOS .

..PATOLOGIAS CARDIOVASCULARES ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ IAM ANGINA INSTÁVEL DE ALTO RISCO CHOQUE ARRITMIAS COMPLEXAS EMERGÊNCIAS HIPERTENSIVAS RECUPERAÇÃO PÓS-PCR EDEMA AGUDO DE PULMÃO C/ IRpA BLOQUEIOS CARDÍACOS AVANÇADOS DISSECÇÃO AÓRTICA. .

.PATOLOGIAS RESPIRATÓRIAS ‡ INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA ‡ EMBOLIA PULMONAR C/ INSTABILIDADE ‡ NECESSIDADE DE FISIOTERAPIA ‡ RESPIRATÓRIA INTENSIVA ‡ HEMOPTISE MACIÇA ‡ INTUBAÇÃO IMINENTE. ..

TÓXICO. ANÓXICO.PATOLOGIAS NEUROLÓGICAS ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ AVC AGUDO COM SENSÓRIO REBAIXADO COMA ( METABÓLICO... ) HIC COM POTENCIAL HERNIAÇÃO HSA MENINGITE COM SENSÓRIO REBAIXADO DESORDENS NEUROMUSCULARES GRAVES STATUS EPILEPTICUS MORTE ENCEFÁLICA EM POTENCIAL DOADOR ‡ TCE COM SENSÓRIO REBAIXADO .

PATOLOGIAS TOXICOLÓGICAS ‡ INSTABILIDADE HEMODINÂMICA APÓS INGESTÃO DE DROGAS ‡ INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA APÓS INGESTÃO DE DROGAS ‡ CONVULSÕES APÓS INGESTÃO DE DROGAS .

CONTÍNUA... ) ‡ INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA FULMINANTE ‡ PANCREATITE GRAVE ‡ PERFURAÇÃO ESOFAGIANA .PATOLOGIAS GASTROINTESTINAIS ‡ HEMORRAGIA GASTRINTESTINAL COMPLICADA ( INSTABILIDADE HEMODINÂMICA. ASSOCIADA A COMORBIDADES.

) ‡ TEMPESTADE TIREOTÓXICA INSTÁVEL ‡ COMA MIXEDEMATOSOINSTÁVEL ‡ CRISE ADRENAL INSTÁVEL ... SENSÓRIO REBAIXADO.PATOLOGIAS ENDÓCRINAS ‡ CETOACIDOSE DIABÉTICA COMPLICADA( INSTABILIDADE HEMODINÂMICA... .

PATOLOGIAS CIRÚRGICAS ‡ PÓS-OPERATÓRIO DE PACIENTES REQUERENDO MONITORIZAÇÃO CONTÍNUA. SUPORTE VENTILATÓRIO. SUPORTE HEMODINÂMICO.. . CUIDADOS INTENSIVOS DE FISIOTERAPIA E ENFERMAGEM..

PÓS-OPERATÓRIO ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ IDADE > 70 ANOS CIRURGIA DE GRANDE PORTE E EXTENSA INSTABILIDADE HEMODINÂMICA HEMORRAGIA MACIÇA SEPSE GRAVE INSUF. RESPIRATÓRIA FALÊNCIA RENAL .

MENOS DE 10% NECESSITARAM DE INTERVENÇÃO DA UTI´ .180 PACIENTES CIRÚRGICOS ADMITIDOS PARA UTI. ESTRITAMENTE PARA MONITORIZAÇÃO.³DENTRE 6.

INDICADORES CLÍNICOS .

SINAIS VITAIS ‡ PULSO < 40 OU > 150 BPM ‡ PAS < 80 OU 20 MMHG ABAIXO DO USUAL ‡ PAM < 60 MMHG ‡ PAD > 120 MMHG ‡ FR > 35 RPM .

. .EXAME FÍSICO ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ANISOCORIA QUEIMADURA > 10% ASC OBSTRUÇÃO DE VIAS AÉREAS COMA CIANOSE TAMPONAMENTO CARDÍACO ..

INDICADORES LABORATORIAIS .

0 MEQ/L PAO2 < 150 MMHG PH < 7.1 OU > 7.IAM.CT CRÂNIO ALTERADA COM HEMORRAGIA. CONTUSÃO« ‡ ECG .7 GLICEMIA > 800 MG/DL CÁLCIO > 15 MG/DL EXAMES DE IMAGEM . ARRITMIAS COM INSTABILIDADE .EXAMES COMPLEMENTARES ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ SÓDIO < 110 OU > 170 MEQ/L POTÁSSIO < 2.0 OU > 7.

ALTA DA UTI QUANDO NÃO NECESSITAREM MAIS DE CUIDADOS INTENSIVOS QUANDO NÃO SE BENEFICIAREM MAIS DE CUIDADOS INTENSIVOS .

PERSPECTIVAS FUTURAS ‡ RACIONALIZAÇÃO DAS INDICAÇÕES DE UTI ‡ CUIDADOS DE FINAL DE VIDA ‡ ORTOTANÁSIA X DISTANÁSIA ± LIMITES TERAPÊUTICOS ± SUSPENSÃO DE ESFORÇOS ± EXTUBAÇÃO TERMINAL ‡ POLÍTICA DE TRATAMENTO DE PACIENTES AGUDOS/ GRAVES .

SEMI-INTENSIVA / UNIDADE INTERMEDIÁRIA ³OFERECE CUIDADOS DE MONITORIZAÇÃO E DE ENFERMAGEM A PACIENTES COM MODERADA OU POTENCIAL INSTABILIDADE FISIOLÓGICA. OS QUAIS NÃO PODEM SER ADMINISTRADOS EM ENFERMARIA´ .

UTI LUGAR DE VIDA .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful