You are on page 1of 8

Nº 2 - Maio de 2011

Editorial

N
o contexto do Sistema de Acesso ao Direito e aos Tribunais a participação dos
Advogados em escalas presenciais e de prevenção junto dos Tribunais e dos
órgãos de polícia criminal, assume um papel de especial e extrema relevância no
cabal funcionamento das diligências realizadas pelos diversos operadores judiciários.

Em nenhumas outras intervenções de Advogados, como as


que ocorrem em escalas, se poderá aferir tão notoriamente
da indispensabilidade daqueles profissionais à
administração da Justiça. Índice

A imposição constitucional e legal do direito à Página 2 - Tipos de Escala:


assistência, aos que dele usufruem, assim o dita. Responsabilidade pela sua
Elaboração
A Ordem dos Advogados, através do seu sistema e Página 3 - Nomeação para o
Processo e Nomeação para o Acto
de procedimento informático, garante a presença Página 4 - Inserção de Escalas no
dos Advogados na defesa dos direitos, garantias e SinOA
liberdades dos cidadãos, em todo o território Página 5 - Substabelecimentos
VS. Pedidos de Substituição
nacional e em todos os dias da semana.
Página 6 - Nomeações Ad-Hoc
Nessa esteira, tem criado os mecanismos necessários
para minimizar os efeitos da impossibilidade de
comparência de Advogados designados para escala.

Porém, é no âmbito das escalas que se levantam as maiores


suspeitas quanto à transparência do sistema. Nestas situações, importa salientar que a
Ordem dos Advogados actuará relativamente a factos concretos que sejam levados
directamente ao seu conhecimento.

Mas mais do que disponibilizar mecanismos e ferramentas que garantam o seu eficaz
funcionamento, é fundamental que a Ordem dos Advogados crie mecanismos de
informação que permitam aos Advogados o cumprimento escrupuloso e pontual dos seus
deveres, que dignificam e prestigiam a profissão e contribuam para o cabal funcionamento
do sistema.

É o que se pretende com o presente Boletim.

A Direcção do IAD
1
Página
Nº 2 - Maio de 2011

Tipos de Escala: Responsabilidade pela sua Elaboração

P
ara assistência ao primeiro Ao IAD têm chegado algumas sugestões no
interrogatório de arguido detido, sentido de se alargar o número de escalas
para audiência em processo presenciais a outros Tribunais que delas não
sumário ou para outras diligências urgentes dispõem, ou mesmo aumentar ou diminuir o
previstas no Código de Processo Penal número de Advogados presencialmente
devem ser organizadas escalas de escalados nos Tribunais que dispõem desta
prevenção de advogados. modalidade de escala.

Importa pois referir, que a Direcção Geral da


Administração da Justiça é a única entidade
que determina não só, o número de
advogados em escala presencial, mas
também, os tribunais que devem dispor deste
tipo de escalas, informação essa que
transmite mensalmente à Ordem dos
Advogados.

A Ordem dos Advogados limita-se assim, a


cumprir as determinações da DGAJ, gerando
as escalas presenciais para os Tribunais e
Assim dispõe o art.º 41º da Lei n.º 34/2004, com o número de advogados indicados por
de 29 de Julho com a redacção dada pela Lei aquela entidade.
n.º 47/2007, de 28 de Agosto.
Compete porém, à Ordem dos Advogados a
O nº 2 do supra citado artigo estabelece elaboração das listas mensais das escalas
ainda que “A nomeação deve recair em de prevenção e presenciais.
defensor que, constando das escalas de
prevenção, se apresente no local de Assim, caso ocorra diligência com carácter
realização da diligência após a sua urgente, na qual seja obrigatória ou solicitada
chamada.”

Pela epígrafe do artigo em apreço e pelo A Direcção Geral da Administração


preâmbulo da Portaria que vem regulamentar da Justiça é a única entidade que
este diploma legal, desde logo devemos determina não só, o número de
concluir que, em detrimento de escalas advogados em escala presencial,
presenciais, a regra é a da existência de mas também, os tribunais que
escalas de prevenção - escalas em que o devem dispor deste tipo de escalas,
advogado assume a disponibilidade de, informação essa que transmite
apenas quando para tal for contactado, se mensalmente à Ordem dos
2

deslocar ao local da realização da diligência Advogados.


Página

onde a sua presença é necessária.


Nº 2 - Maio de 2011

a presença de um Advogado, o pedido será O facto da identidade do Advogado nomeado


efectuado informaticamente através da apenas ser conhecida em simultâneo com o
plataforma pedido da nomeação, contribuiu para evitar o
informática favorecimento deste ou daquele Advogado
SINOA, pelo em detrimento de outro.
agente
judiciário ou Indicado pelo sistema, o Advogado a intervir
órgão de na diligência é chamado pela entidade
polícia que tem a seu cargo a condução da competente, tendo de se apresentar junto da
diligência. mesma no período de uma hora.

Nomeação para o Processo e Nomeação para o Acto

O
s Advogados que intervêm em tendo sido, justificou a impossibilidade de
escalas ficam, nos termos do artigo comparência, nomeadamente, por se
41º, n.º 3 da Lei de Acesso ao encontrar doente, casos em que a nomeação
Direito e aos Tribunais, nomeados para os será somente para o acto.
actos subsequentes do processo.
- Cai ainda no âmbito das nomeações para o
A regra é, portanto, a da nomeação “para o acto, as efectuadas para cumprimento de
processo”. cartas precatórias, o que aliás, se justifica
pela finalidade deste instrumento jurídico.
Só assim não acontece nos casos previstos
nos nºs 5, 6 e 7 do art.º 3º da Portaria n.º
10/2008 de 3 de Janeiro alterada pela
Portaria n.º 210/2008 de 29 de Fevereiro e
pela Portaria n.º 654/2010 de 11 de Agosto.

Deste modo, a nomeação considera-se “para


o acto” sempre que:

- Não existindo mandatário constituído ou


defensor nomeado, o arguido manifestar
intenção de constituir mandatário;

- Havendo mandatário constituído, este tenha


faltado à diligência; Concluindo, o Advogado que em
determinada diligência proveniente de escala
- Havendo defensor anteriormente nomeado,
for nomeado para o acto deverá no SINOA
este tenha faltado à diligência “em que
confirmar a escala com indicação “Sim, sem
devesse estar presente”, havendo que
3

nomeação para processo” e introduzir o acto


atentar nestes casos às situações em que o
Página

isolado de acordo com o disposto na alínea


defensor não foi devidamente notificado, ou
h) do artigo 10.º do Regulamento de
Nº 2 - Maio de 2011

Organização e Funcionamento do Sistema Se estivermos no âmbito de uma nomeação


de Acesso ao Direito e aos Tribunais na para o processo deverá ser confirmada a
Ordem dos escala com indicação, “ Sim, com nomeação
Advogados: para processo” e criar o respectivo processo,
“Confirmar na de acordo com o disposto na alínea e) do
área reservada do artigo 10.º do Regulamento de Organização
portal da Ordem e Funcionamento do Sistema de Acesso ao
dos Advogados, Direito e aos Tribunais na Ordem dos
no prazo máximo Advogados: “Indicar, através do portal da
de 5 (cinco) dias, Ordem dos Advogados, no prazo de 5
após a efectivação da escala, em caso de (cinco) dias, após notificação da nomeação
intervenção processual decorrente de que ocorra para processo pendente, o
nomeação urgente feita apenas para a respectivo número, vara/juízo, secção, tipo
diligência, os elementos informativos de acção, natureza de Processo,
necessários à transmissão e processamento identificação das partes…”
dos honorários.”

Inserção de Escalas no SinOA

s escalas presenciais – que obrigam à presença física do Advogado no local para onde

A foi escalado - são organizadas por dois turnos, um da parte da manhã e o segundo da
parte da tarde, cujos horários dependem dos Trubinais.

No âmbito das escalas presenciais, não tendo o Advogado qualquer intervenção, tem direito à
compensação prevista no n.º 10 da Tabela anexa à Portaria n.º 1386/2004 de 10/11, por remissão
do art.º 26.º n.º 1 da Portaria n.º 10/2008 de 3 de Janeiro, alterada pela Portaria n.º 210/2008 de
29 de Fevereiro e pela Portaria n.º 654/2010 de 11 de Agosto a que corresponde a 3 URs.
4
Página

Para o efeito, na deslocação sem intervenção, deverá o Advogado confirmar a escala indicando
“Sim, sem nomeação para processo” e seleccionar o respectivo turno.
Nº 2 - Maio de 2011

Se o Advogado, no âmbito das escalas de prevenção, não efectuar nenhuma


diligência, não haverá lugar ao pagamento de qualquer compensação.

Caso haja lugar a alguma intervenção, quer em escalas presenciais,


O que jamais deverá
quer em escalas de prevenção, o Advogado deverá confirmar a
ocorrer é o Advogado,
escala:
a partir da mesma
a) “Sim, com nomeação para processo”, caso tenha sido nomeado diligência, criar
para o processo. Neste caso, os honorários deverão ser lançados simultaneamente
na plataforma informática SINOA com o trânsito em julgado do nomeação para acto
respectivo processo. isolado e nomeação
para o processo.
b) “Sim, sem nomeação para o processo”, caso tenha sido nomeado
para acto isolado, devendo indicar se a duração da diligência foi
inferior ou superior a 6 horas. Deverá igualmente escolher na janela
“Espécie de Processo”, o acto correspondente à diligência que praticou.

O que jamais deverá ocorrer é o Advogado, a partir da mesma diligência, criar a nomeação para
acto isolado e após a nomeação para o processo.

Substabelecimentos VS. Pedidos de Substituição

R
ecentemente, foi disponibilizada no que ocorrer com uma antecedência mínima
SINOA uma ferramenta para os de 48 horas em relação à data da escala, só
Advogados que estão inscritos nas se tornando efectivo após ser validado pela
listas de escalas presenciais Ordem dos Advogados e aceite
e de prevenção: o Pedido de pelo colega substituto.
Substituição.
Após, tudo se processa como
Esta nova ferramenta veio se o Advogado substituto
ultrapassar a “velha” estivesse de escala, o qual fica
dificuldade dos responsável pelas diligências
substabelecimentos em para que for nomeado, pelos
escala, permitindo a um respectivos processos, tendo
Advogado que não possa direito a receber as
estar de escala num dia em compensações e honorários
que foi nomeado para o que forem legalmente devidos.
efeito, a indicação de um
colega, também inscrito no Caso não seja possível efectuar
SADT na modalidade de o pedido de substituição na
5

escalas, para o substituir. plataforma informática SINOA,


Página

o Advogado que está de escala


O pedido de substituição é efectuado pode passar substabelecimento a um colega
informaticamente na plataforma SINOA e terá que esteja inscrito no SADT.
Nº 2 - Maio de 2011

No entanto, a lei apenas prevê a contrário do que acontece no pedido de


possibilidade de substabelecer com substituição, é o Advogado substituído quem
reserva e para diligência determinada continua responsável pelos processos, quem
(artigo 35º, nº 1 da Lei 34/2004, de 29 de tem o dever de os criar na plataforma
Julho, na redacção da Lei 47/2007, de 28 de informática SINOA e quem tem o direito a
Agosto), não sendo, por isso possível passar lançar e a receber os referidos honorários
substabelecimento de forma genérica para (cfr. n.º 2 do mesmo dispositivo legal).
todas as diligências em que o Advogado
venha a intervir no âmbito de uma escala. O Advogado substituto, munido de
substabelecimento, terá de ajustar com o
Por outro lado, em caso de colega os honorários devidos pelo seu
substabelecimento com reserva e ao trabalho.

Nomeações Ad-Hoc

N
os termos do artigo 29º da Portaria n.º 10/2008 de 3/01, alterada pela Portaria n.º
210/2008 de 29/02 e pela Portaria n.º 654/2010 de 11/08, “Todas as notificações,
pedidos de nomeações e outras comunicações entre a Ordem dos Advogados e os
tribunais, as secretarias ou serviços do Ministério Público, os órgãos de polícia criminal, os
profissionais forenses participantes no sistema de acesso ao direito, os serviços da segurança
social e o IGFIJ, I. P., devem realizar-se por via electrónica, através de sistema gerido pela
Ordem dos Advogados”.

Porém é sobejamente conhecida a relutância


de algumas entidades em dar cumprimento
ao legalmente disposto, o que tem originado
queixas por parte dos Advogados de
nomeações efectuadas arbitrariamente à
margem do sistema.

Sendo um dos objectivos do actual sistema


evitar que as nomeações sejam efectuadas
“ad hoc”, ao sabor das “preferências”, dos
“conhecimentos” ou da “comodidade” de
quem tem o dever de as solicitar, compete
aos Advogados inscritos em escalas
recusarem estas nomeações e contribuir
para uma maior transparência, equidade e
A nomeação dos Advogados no âmbito do eficiência do sistema.
Sistema de Acesso ao Direito é assim da
6

exclusiva competência da Ordem dos É assim dever do advogado “recusar a


Página

Advogados. nomeação para acto ou diligência efectuada


em desconformidade com a designação feita
Nº 2 - Maio de 2011

pela Ordem dos Advogados constante da patrocínios sem qualquer reflexo na


lista de escalas de prevenção de Advogados respectiva remuneração.
ou sem recurso ao sistema gerido pela
Ordem dos Advogados (SINOA)” - alínea c) Na realidade, os honorários do defensor são
do art.º 10º do Regulamento de Organização processados tendo como referência o tipo de
e Funcionamento do Sistema de Acesso ao processo/acção, pelo que, o número de
Direito e aos Tribunais na Ordem dos defesas efectivamente asseguradas pelo
Advogados. defensor, num determinado processo, não
tem qualquer repercussão para a fixação
Para além das nomeações terem de observar de honorários (cfr. artigos 25.º, 26. º e 28.º
as regras do disposto no artigo 29.º da da Portaria n.º 10/2008, de 3 de Janeiro e
Portaria em apreço, o mesmo advogado não Portaria n.º 1386/2004, de 10 de Novembro.)
deve ser defensor de vários arguidos no
mesmo processo, evitando-se, assim, juízos
prévios sobre incompatibilidades ou
compatibilidades de defesas, susceptíveis de
prejudicar os interesses dos arguidos, o que
poderá acarretar futuros pedidos de dispensa
e sob pena do defensor exercer vários

Informação IAD
As Actas das Reuniões do IAD podem ser consultadas na Página da OA, assim como, o Plano de
Actividades do IAD para o ano de 2011.

Iniciou-se na segunda quinzena de Abril o processo de transmissão electrónica dos pedidos de


honorários por inviabilidade da pretensão do beneficiário que tinham sido estornados pelo
IGFIJ, IP. Encontra-se assim sanada a falha no sistema informático, gerido por aquele Instituto,
que impossibilitava a compensação prevista no n.º 7 do artigo 25.º da
Portaria n.º 10/2008, de 3 de Janeiro com a redacção dada pela Portaria n.º
210/2008, de 29 de Fevereiro e pela Portaria n.º 654/2010.

Na sequência de reunião realizada no passado mês de Abril entre o Sr.


Bastonário e o Sr. Ministro da Justiça, por este último foi transmitido que o
Instituto de Gestão Financeira e Infra-Estruturas da Justiça, IP iria proceder
ao pagamento parcial de honorários e despesas vencidos. A primeira fase dos pagamentos
decorreu na semana que se iniciou a 11 de Abril e a segunda fase iniciar-se-á a partir de 9 de
Maio.
7

Da leitura do Primeiro Relatório de Monitorização do Sistema de Acesso ao Direito, poderemos


Página

identificar os problemas relacionados com a regulamentação das escalas no actual SADT,


denunciados e cuja correcção foi solicitada pela Ordem dos Advogados.
Nº 2 - Maio de 2011

PRIMEIRAS JORNADAS NACIONAIS DO


INSTITUTO DO ACESSO AO DIREITO

Caros(as) Colega(s),

No próximo dia 2 de Julho de 2011 serão realizadas em Lisboa, na sede da


Ordem dos Advogados, sita no Largo de São Domingos 14, as Primeiras
Jornadas Nacionais do IAD, nas quais se pretende abordar os problemas do
actual sistema do Acesso ao Direito e aos Tribunais.

A participação gratuita foi sujeita a prévia inscrição que terminou no passado


dia 2 de Maio e oportunamente será dado a conhecer aos Colegas inscritos as
condições do transporte.

Brevemente será disponibilizado o programa completo das Jornadas.

Largo de São Domingos, 14, 1º, 1169-060 Lisboa


T: 21 882 35 50 – F: 21 882 35 55
acessodireito@cg.oa.pt

www.oa.pt

IAD na OA IAD no FACEBOOK IAD no Twitter


8
Página