You are on page 1of 62

Tecido Ósseo

Prof. Clever Gomes Cardoso


Instituto de Ciências Biológicas
Departamento de Morfologia
Tecido ósseo - Função

- Suporte

- Proteção dos órgãos vitais

- Protege a medula óssea

- Apoio aos músculos

- Armazenamento de minerais (cálcio e fósforo)


Canalículos: nutrição e
comunicação entre osteócitos
Tecido ósseo - Composição
Células
Tecido
Matriz extracelular altamente
calcificada (matriz rígido
óssea)

Tipos de células: osteócito

 osteócitos – se localizam em cavidades no interior da matriz óssea

 osteoblástos – são os produtores da parte orgânica da matriz óssea

 osteoclastos – reabsorvem o tecido ósseo (remodeladores dos óssos)


Tecido ósseo - Composição
Tecido ósseo – Matriz óssea

Fosfato de cálcio

Hidroxiapatita [ Ca10 (PO4)6(OH2)2] Colágeno tipo I (90%)

+ +
Proteoglicanas
Substância Glicoproteínas
Bicarbonato, Citrato, Magnésio, Fundamental (participação na
Sódio, Potássio amorfa mineralização da
matriz)

Parte Inorgânica (35% do peso Parte orgânica (65% do peso da


da Matriz óssea) Matriz óssea)
Tecido ósseo – Matriz óssea

As proteínoglicanas contêm um eixo de


proteínas onde se ligam covalentemente
moléculas de glicosaminoglicanas (GAGs)

GAGs são unidades repetidas de


dissacarídeos (açúcar amino e ácidos
urônico)

As glicoproteínas são moléculas de


proteínas globulares ligados a monômeros
de açúcar ramificado
Tecido ósseo – Matriz óssea
Tecido ósseo – Matriz óssea
Hidroxiapatita + Fibras colágenas

Dureza e resistência do Tecido ósseo

Osso sem cálcio  Flexíveis quanto os tendões

Osso sem colágeno  Quebradiço


Tecido ósseo – Estudo histológico

Técnica por desgaste


Solução ácida diluída

Osso mole Técnica de descalcificação


(ácidos acético e nítrico e
quelantes)
Tecido ósseo – Células

1 – Células Ósteoprogenitoras – células indiferenciadas


Linhagem
2 – Osteoblastos – Sintetizam matriz extracelular osteoblástica
3 – Osteócitos – Células maduras (baixo metabolismo)
Sistema mononuclear
4 – Osteoclastos – células gigantes e móveis (reabsorção) fagocitário
(Monocito – Macrofago
- Osteoclasto
Tecido ósseo – Células
Osteoblastos Osteócitos Osteoclastos
Tecido ósseo – Células osteoprogenitoras
Células alongadas oriundas do mesenquima (mesoderma embrionário)
 Possuem propriedades de células tronco (proliferação e diferenciação)
Tecido ósseo – Células osteoprogenitoras
Presentes na camada interna do periósteo e endosteo
Originam osteoblastos
Tecido ósseo – Osteócitos

 Localizada em lacunas no
interior da matriz óssea (da
lacuna partem os canalículos)
 Sobrevivência longe dos vasos

 Junções Comunicantes entre


as células

 Comunicação célula-célula
(prolongamentos de
osteócitos vizinhos)
Tecido ósseo – Osteócitos
Pequena quantidade de
retículo endoplasmático,
aparelho de Golgi
pequeno, núcleo
condensado

Baixa atividade sintetica,


contudo, os ostéócitos
são essenciais para
manutenção da matriz Lacuna
óssea Canalículo
Tecido ósseo – Osteócitos
Matriz óssea

Vaso
sanguíneo

Processos celulares
canalículos Junções comunicantes

osteócitos

Matriz óssea
Tecido ósseo – osteoblastos

 Células que sintetizam a parte orgânica


(colágeno tipo I, proteoglicanas e
glicoproteínas)  aumento da síntese
proteica

 Concentram fosfato de cálcio


participando da mineralização da matriz

 Localizam-se sempre nas superfícies Figura osteoblastos


ósseas

 Quando ativos são Cuboides e com citoplasma basofílico

 Possuem prolongamentos citoplasmático com os osteoblastos vizinhos


(futuros canalículos)
Tecido ósseo – osteoblastos

Osteóide:
Matriz óssea
recém-
formada não
calcificada

Osteoblasto

Osteóide

Matriz óssea mineralizada


Tecido ósseo – osteoblastos

Osteóide

Colágeno tipo I (95%)


+
Proteoglicanos

+
Glicoproteínas
Tecido ósseo – osteoclastos
 Não pertencem a linhagem de células osteoprogenitoras
 Origem: Linhagem celular dos progenitores de monócito-macrófago da
medula óssea
 Origem: Monócitos da circulação sanguínea  tecido ósseo  fusão em
células multinucleadas

 Células móveis, gigantes e ramificadas

 Degradam o tecido ósseo


Tecido ósseo – osteoclastos

Lacunas de Howship
Depressões da matriz escavadas pela ação enzimática
Tecido ósseo – osteoclastos
Tecido ósseo – osteoclastos
Tecido ósseo – osteoclastos
Tecido ósseo – osteoclastos
Tecido ósseo
Os osteoclastos têm a
função essencial na
remodelação e na
renovação do tecido
ósseo
Tecido ósseo – Periósteo/Endósteo

As superfícies
internas e externas
dos ossos são
recobertas por
células osteogênicas
(camada interna) e
por tecido conjuntivo
(camada externa)
Tecido ósseo – Periósteo
Porção Fibrosa (externa) – Fibras colágenas e fibroblastos
Porção Celular (Interna) – Células ósteoprogenitoras e pré-osteoblastos
(parecidas com fibroblastos)

Fibras de Sharpey –
Fibras colágenas do
periósteo que se prendem
ao osso
Tecido ósseo – Periósteo

periósteo osso
Tecido ósseo – Endósteo

 Camada de células ósteoprogenitoras

 Reveste o osso internamente (inclusive os canais de Havers)


Tecido ósseo – Periósteo/Endósteo

Funções do Endósteo e Periósteo:

 Nutrição do Tecido ósseo


 Fornecimento de novos osteoblastos (crescimento e recuperação do osso)
Tecido ósseo – Tipos de ossos
O osso é formado por uma parte compacta e uma parte esponjosa

Osso compacto e osso esponjoso tem a mesma estrutura histológica


Tecido ósseo – Tipos de ossos
Ossos Longos

Osso esponjoso (grande quantidade)


Extremidades ou epífises
Osso compacto (delgada camada superficial)

Osso esponjoso (pequena quantidade)


Diáfise (parte cilindrica)

Osso compacto (quase a totalidade)


Tecido ósseo – Tipos de ossos
Ossos Longos
Tecido ósseo – Tipos de ossos
Ossos Curtos

Centro esponjoso
recoberto por
periferia compacta
Tecido ósseo – Tipos de ossos
Ossos Chatos
Diploe

Tábua interna

Tábua externa
Tecido ósseo

Osso Imaturo ou Primário


Histologicamente
existem 2 tipos de
tecido ósseo
Osso maduro ou Secundário ou Lamelar

Os dois tipos possuem as mesmas células e os mesmos constituintes da matriz

Tecido ósseo primário  as fibra colágenas se dispõem irregularmente

Tecido ósseo secundário ou lamelar  as fibra colágenas se


organizam em lamelas
Tecido ósseo – Osso Primário ou Imaturo

 Primeiro tecido ósseo a ser formado


 É substituído por tecido ósseo secundário
 Fibras colágenas dispostas irregularmente
↓ Minerais - ↑ Osteócitos
Tecido ósseo – Osso secundário, maduro ou Lamelar
Fibras colágenas organizadas em lamelas de 3 a 7 μm

 Organizam-se de forma paralela ou em camadas concêntricas em torno


de canais com vasos  Sistema de Havers
Tecido ósseo – Osso secundário, maduro ou Lamelar
Tecido ósseo – Osso secundário, maduro ou Lamelar

SISTEMA DE
HAVERS

Lamelas 4 a 20
(fibras colágenas
paralelas)
+
Canal revestido por
endósteo com Vaso
e nervos (Canal de
Havers)
Tecido ósseo – Osso secundário, maduro ou Lamelar

Diáfise dos ossos

Possuem 4 padrões
distintos

-Sistema de Havers
- Circunferencial interno
- Circunferencial externo
- Intermediários

Substância cimentante: proteoglicana que separam os grupos de lamelas


Tecido ósseo – Osso secundário, maduro ou Lamelar

Sistema de Havers
ou ósteons
Tecido ósseo – Osso secundário, maduro ou Lamelar

Canais de Volkmann:
comunicam os canais de Havers
entre si, com a cavidade
medular e com a superfície
externa do osso

Sem lamelas concêntricas


Atravessam as lamelas ósseas
Tecido ósseo – Tipos de ossificação

Ossificação Intramembranosa Ossificação endocondral

Ocorre no interior de uma membrana


Inicia sobre um molde cartilaginoso
conjuntiva
Tecido ósseo – Ossificação intramembranosa

Ocorre no interior de membranas conjuntivas

Forma os ossos frontal,


parietal, partes do occipital,
do temporal e dos
maxilares superior e inferior

Centro de ossificação primária

Local da membrana onde a


ossificação começa
1 – Células mesenquimatosas se transformam em grupos de osteoblastos

2 – Os osteoblastos sintetizam osteóide (matriz não mineralizada). A matriz


engloba alguns osteoblastos que se transformam em osteócitos

3 – Mineralização e remodelamento (osteoclastos)


Tecido ósseo – Ossificação intramembranosa

Cavidades
penetradas por
vasos sanguíneos
 origem da
medula óssea

Vários grupos de ossificação surgem simultaneamente  formação das


traves ósseas
Tecido ósseo – Ossificação intramembranosa
Tecido ósseo – Ossificação intramembranosa
Tecido ósseo – Ossificação intramembranosa

A parte da membrana conjuntiva que não sofre ossificação passa a constituir o


endósteo e o periósteo
Tecido ósseo – Ossificação endocondral
Tem início sobre uma peça de cartilagem hialina com forma semelhante à do
osso que vai se formar, porém menor

É a principal responsável pela formação de ossos longos de curtos

Como ocorre a ossificação endocontral?

1 – Modificações na cartilagem hialina: Hipertrofia dos condrócitos, redução da


matriz cartilaginosa a finos trabiques, mineralização da matriz, morte dos
condrócitos

2 – Cavidades ocupadas pelos condrócitos são invadidas por capilares


sanguíneos e células osteogênicas oriundas do conjuntivo adjacente

3 – Células osteogênicas se transformam em osteoblastos e sintetizam matriz


óssea sobre os trabiques
Tecido ósseo – Ossificação endocondral
Centro primário de ossificação

Tecido ósseo primário sobre os restos de cartilagem calcificada


Tecido ósseo – Ossificação endocondral
Centro secundário de ossificação
Tecido ósseo – Ossificação endocondral
osteoblastos

osteóide
Osteoblasto recentemente capturado
Ossificação do disco epifisário
Tecido ósseo – Ossificação endocondral
Quando os centros secundários de ossificação ocupam a epífise, a cartilagem
fica reduzida a dois locais

 Cartilagem articular
 Cartilagem de conjugação ou
disco epifisário
Na cartilagem de conjugação ,
pelo lado da epífise, pode-se
distinguir 5 zonas