CERIMONIAL – É o conjunto de formalidades para os atos públicos e solenes.

PROTOCOLO –É a regra cerimonial diplomática estabelecida por decreto ou pelos costumes. ETIQUETA – É um cerimonial que abrange os estilos, usos e costumes que devem ser observados nas casas reais, nas sedes governamentais e nos atos públicos. Com relação à diferença entre as três definições, podemos observar que o CERIMONIAL é um termo geral que abarca tanto o ato público como o solene. É o CERIMONIAL que cria a atmosfera para as relações. ETIQUETA refere-se a estilos e costumes que fazem parte de atos públicos solenes. PROTOCOLO relaciona-se ao corpo diplomático e define as regras que devem prevalecer num cerimonial. Outro conceito que devemos definir é a CORTESIA. CORTESIA – É a demonstração ou o ato para se demonstrar atenção e respeito para com as pessoas. A CORTESIA É A BASE DO CERIMONIAL O CERIMONIAL e a CORTESIA estão relacionados um com o outro; é o CERIMONIAL que imprime a cortesia que se deve dispensar às relações entre as pessoas. QUANDO ORGANIZAR SOLENIDADES Por que são organizadas solenidades e quando devem ser utilizados o cerimonial e protocolo? Em situações que se fizerem presentes autoridades públicas (ministros, governadores, cônsules, deputados, vereadores...), sendo a ocasião organizada por uma entidade pública ou privada, fazse necessária à aplicação do Decreto 70 274 que normatiza a posição hierárquica dos envolvidos. Também nas cerimônias mistas, onde as autoridades de organizações públicas são mescladas com autoridades de organizações privadas. Portanto, sempre que o tipo de evento exigir a organização de uma solenidade especial, mesmo que seja sem a presença de autoridades públicas, é de real importância que cada um dos presentes tenha sua hierarquia dentro da organização respeitada. Normalmente, são considerados eventos formais as posses, as inaugurações, as formaturas, as aberturas e os encerramentos de congressos, seminários, jornadas e assemelhados, o ato de descerrar placas, a inauguração de retratos ou bustos. Enfim, todo e qualquer evento que tenha como convidado uma autoridade.

sim. A PRECEDÊNCIA. por outro lado.TRATAMENTO E PRECEDÊNCIA – Diferença entre os termos – O TRATAMENTO é a forma de nos dirigirmos às pessoas. Cada estado deve definir como vai receber seus visitantes e irá homenageá-los de acordo com seu próprio PROTOCOLO. todos coincidem. . são vários os estudiosos do assunto que têm utilizado seus próprios termos para definir o que é o PROTOCOLO. A igualdade jurídica dos estados (que é uma regulamentação) surge no Congresso e estabelece que cada país é quem dita as suas próprias leis de cerimonial. em dar a estes conceitos um caráter de solenidade na atividade internacional ou em esfera oficial ou pública dos Estados. Assim mesmo. Porém. Relaciona-se com a PRIMAZIA. determina a ordem ou a hierarquia de uma pessoa sobre outra e/ou de um estado sobre outro. Existem outras definições sobre CERIMONIAL.