Por isso desenvolvemos as melhores soluções com o objectivo de lhe garantir a melhor experiência de habitação. www. Tem assim por principal objectivo as soluções implementadas o garantir que possa usufruir ao longo de todo o ano dessas condições excepcionais na sua casa. abrangendo os edifícios novos e aqueles por reabilitar. garantir o seu bem estar. Associado ao conforto térmico será também quantificado o consumo de energia que é necessário para garantir esse conforto. O Regulamento das Características de Comportamento Térmico apresenta o conforto térmico como um direito das pessoas e estabelece um patamar mínimo que deve ser atingido em todos os edifícios habitacionais. INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS. as temperaturas médias numa casa sustentável energeticamente encontram-se. As tecnologias de construção descritas em “Medidas de Optimização da Procura de Energia” contribuem para dotar de conforto os edifícios. durante todo o ano. qual o grau de conforto térmico e o consumo de energia necessários para alcançar esse conforto. existindo um valor máximo autorizado. é possível geri-lo e mesmo exigi-lo. Este patamar tornou-se recentemente mais exigente no âmbito de um pacote legislativo que. A sua casa. introduz também a certificação energética dos edifícios. CONFORTO TÉRMICO EM ESPAÇOS INTERIORES Na grande maioria dos climas da Europa as amplitudes térmicas naturais vão para além dos limites de tolerância das pessoas.Projecto: CASAS DAS OLIVEIRAS Local: PAÇO D’ARCOS. Casas das Oliveiras. em que as suas temperaturas médias correspondem exactamente àquelas consideradas confortáveis (18 a 26ºC).com Página 2 de 9 . trazendo para o seu interior o melhor que o clima oferece – no interior. CONCEITOS: CONFORTO TÉRMICO: O conforto térmico nas nossas casas é uma condição importante a alcançar para o bem-estar e mesmo para a sua saúde. utilizando-se para tal métodos de cálculo universalmente respeitados que permitem antever. Portugal apresenta neste âmbito condições climáticas excepcionais. resultando na necessidade de desenvolvimento de soluções de maior protecção e conforto.casasdasoliveiras. como tal. que se aproximam dos 0ºC no Inverno e dos 40ºC no Verão e optimização dos recursos e consumos energéticos. visando a total protecção face a extremos de temperatura. mediante as características do edifício. na fase de projecto (pela via da simulação e do cálculo). sem que se façam sentir extremos desconfortáveis. OEIRAS Promotor: SSDR. LDA. O conforto térmico pode ser medido e. entre os 18 e os 28ºC. o seu conforto.

casasdasoliveiras. com um desempenho extraordinário em termos de conforto – em alguns espaços e em pleno Verão. representam também um enriquecimento estético porque. do que uma fachada plana consegue revelar. integrados nas fachadas de edifícios. para as pessoas se poderem sentir bem em espaços exteriores – o que foi muito bem explorado pela Universidade de Sevilha. Possuem ainda. a sua varanda única. alguns dos quais em parceria com o Instituto Superior Técnico.CONFORTO TÉRMICO EM ESPAÇOS SEMI-EXTERIORES Sempre que possível. sendo a grande factor de atractividade destes espaços o facto de se assumirem como espaços de transição. pelo facto de lhe oferecer a possibilidade de usufruir do espaço exterior. possível reduzir a temperatura em 10ºC. na cidade. O seu retiro com o máximo de conforto. www. Estes espaços de transição entre o interior e o exterior são um elemento importante para optimizar o comportamento térmico dos edifícios. CONFORTO TÉRMICO EM ESPAÇOS EXTERIORES Apesar das pessoas. no âmbito da Feira Internacional EXPO ‘92. estes ofereçam também um grau de conforto térmico elevado. Desta forma é determinante garantir a ausência de pontes térmicas. sem sofrer os efeitos menos confortáveis do respectivo clima. quando comparada com a temperatura exterior local. um isolamento eficaz e durabilidade. que concebeu e realizou. À escala da cidade. como uma bolsa de clima intermédio. os espaços de transição entre o interior e o exterior. mais precisamente o Martin Centre. garantindo a máxima qualidade e bem-estar na sua varanda ou terraço enquanto usufrui de um momento de pausa no seu dia. criando espaços únicos. um conjunto de espaços exteriores extremamente atractivos. Também a Universidade de Cambridge. deve ser explorado o relacionamento entre espaços interiores e exteriores. Atenuadas as intempéries. Trata-se de um desafio fascinante – impedir que as envolventes se tornem barreiras às condições de conforto. personalizados. permite enriquecer a qualidade de vida de qualquer pessoa. uma identidade libertadora que os marca. hoje em dia. Interagir efectiva e alargadamente entre o exterior e o interior. revelam mais informação sobre os espaços encobertos pela envolvente. por exemplo. aprofundando os nossos conhecimentos de conforto em espaços exteriores. passarem em média apenas 10% do seu tempo em espaços exteriores. como espaços de transição. é muito importante que. ao criarem profundidade nas fachadas. foi. tem desenvolvido estudos e programas ambiciosos.com Página 3 de 9 . porque constituem mais uma camada de protecção entre o interior e os extremos do clima exterior. explorando o potencial de espaços de transição ou de atenuação climática (“buffer zones”). encontramos nestes espaços de transição as condições para serem utilizados durante uma considerável parte do ano.

Caldeira de condensação para apoio ao sistema de aquecimento (Buderus Logamax plus – GB022 – 24/24K) com uma eficiência a 30% da carga de nominal de 107%. apresentamos uma análise detalhada onde poderá verificar todas as características que garantem a classificação das Casas das Oliveiras com A+. a integrar o conjunto dos demais aspectos importantes para a caracterização do edifício. durante o funcionamento normal do edifício. sem dúvida uma classificação única para um espaço único – o seu. As fracções habitacionais apresentam excelente eficiência energética. relativa ao desempenho energético dos edifícios. Página 4 de 9 www. do Parlamento Europeu e do Conselho da União Europeia. da venda ou do arrendamento dos mesmos. aprovado pela Resolução do Conselho de Ministro n. dos seus consumos reais ou aferidos para padrões de utilização típicos.º 2002/91/CE.º 119/2004 de 31 de Julho.SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA: O Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE) resulta da transposição para direito nacional da Directiva n. que aprova a estratégia nacional para a energia. tendo por base as soluções inovadoras e exclusivas que lhe oferecemos. aquando da construção. no que respeita à linha de orientação política sobre eficiência energética.com . de 16 de Dezembro de 2002. o SCE vem dar expressão a uma das medidas contempladas na Resolução do Conselho de Ministros nº 169/2005 de 24 de Outubro. CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA CASAS DAS OLIVEIRAS Porque acreditamos que é importante para si ter um total conhecimento do retorno do seu investimento na sua nova casa. exigindo também que o sistema de certificação abranja igualmente todos os grandes edifícios públicos e edifícios frequentemente visitados pelo público. das quais destacamos:   Colectores Solares para aquecimento de Aguas Quentes Sanitárias de elevado rendimento (Vulcano KKC – 1S). apresentando classe A+. no caso dos novos edifícios ou no caso de edifícios existentes sujeitos a grandes intervenções de reabilitação. a certificação energética deve garantir o acesso à informação sobre os consumos de energia potenciais.casasdasoliveiras. De acordo com a Directiva. Para além da Directiva. Essa Directiva estabelece que os Estados-Membros da União Europeia devem implementar um sistema de certificação energética de forma a informar o cidadão sobre a qualidade térmica dos edifícios. relativa à eficiência energética nos edifícios. Enquadra-se também numa das medidas previstas no Programa Nacional para Alterações Climáticas. passando o critério dos custos energéticos.

QUAL O RETORNO DO SEU INVESTIMENTO? As soluções construtivas apresentadas. frigorífico combinado. Benefícios Fiscais. QUAIS AS PRINCIPAIS VANTAGENS QUE ESTAS TÉCNICAS E TECNOLOGIAS LHE GARANTEM? Não valorizamos somente os ganhos imediatos. microondas de encastre. Aço inox. Lajes de pavimento isoladas com 8 cm de betão celular e membrana acústica Impactodan. desenvolvemos para si um estudo detalhado. forno eléctrico série plana. com a referência SC365X1 (classe energética A) e placa vitrocerâmica de 90 cm com a referência SE2951TCE. no usufruto da sua nova casa de sonho. por tipologia. inox. Promoção de uma maior eficiência na utilização dos recursos. www. Diminuição da dependência energética de Portugal. Exposição solar privilegiada. Aço inox da marca Smeg com a referência KS1250X1. Envidraçados Isolar Neutralux 5/12/4 de baixa emissividade. ou através do nosso site. pois acreditamos que o seu investimento é um efectivo contributo no seu futuro.           Acumuladores de Água Quente Sanitária da série ST da Vulcano de elevada eficiência e isolamento das tubagens de água quente. Ventiloconvector da Ferroli (VNO 15+120) de elevada eficiência. representam uma poupança bastante significativa para si. Valorização do património imobiliário. 2 Paredes divisórias interiores isoladas com 40 mm de lã de rocha com densidade 70 Kg/m .com Página 5 de 9 . Paredes exteriores de elevada eficiência energética (Sistema Alsseco com 50 mm de EPS.casasdasoliveiras. ventilado da marca Smeg com a referência CR325APL (classe energética A+). Caixilharia metálica da Sosoares de elevada eficiência (classe 4 de permeabilidade ao ar segundo ensaio realizado pelo LNEC). Electrodomésticos de elevada eficiência energética: máquina de lavar roupa da marca Smeg com a referência STA120. 120 cm. evitando em grande escala a transmissão energética. máquina de lavar louça da marca Smeg com a referência ST112-1. 60x60 cm. em dupla alvenaria de tijolo furado 11+9 com caixa-de-ar de 5 cm) com tratamento das pontes térmicas planas. Porque acreditamos no nosso compromisso energético. Contribuição para a protecção do meio ambiente. 20 litros da marca Smeg com a referência FME20EX3.casasdasoliveiras.com. em comparação com fracções habitacionais correntes. Protecções solares exteriores de lâminas de inclinação regulável. mediante o envio de um email o qual será respondido pelo nosso serviço personalizado de acompanhamento ao Cliente. chaminé de parede. garantindo:       Redução das contas mensais relacionadas com o consumo de energia. nomeadamente as radiações infra-vermelhos de grande longitude. Poderá solicitar mais esclarecimentos no nosso Espaço de Cliente. em www. no qual poderá verificar a poupança anual nos principais factores de consumo energéticos. Cobertura inclinada isolada termicamente com 50 mm de poliestireno extrudido com correcção das pontes térmicas nas caleiras da cobertura com 2 cm de Granuterm.

1. Poupança anual com a utilização do sistema de preparação de AQS em comparação com um sistema corrente (esquentador a gás com uma eficiência a 30% da carga nominal de 75%): Poupança Anual por Tipologia 105.00 € Tipologia T2 Tipologia T3 2.casasdasoliveiras. Poupança anual com a utilização do sistema de aquecimento em comparação com um sistema corrente (resistências eléctricas): Poupança Anual por Tipologia 172.00 € 88.00 € 79.00 € Tipologia T2 Tipologia T3 3.00 € 238.00 € Tipologia T2 Tipologia T3 www. Poupança anual com a utilização dos colectores solares: Poupança Anual por Tipologia 118.com Página 6 de 9 .

construção ou beneficiação de imóveis para habitação própria e permanente. por permitir a amortização dos sistemas solares a) www. Poupança anual devido às características dos envidraçados e respectivas caixilharias em comparação com soluções correntes: Poupança Anual por Tipologia 38. Tipologia T3 Benefícios Fiscais associados a Imóveis com Classificação A+: IRS Todos os imóveis classificados de acordo com certificado energético na categoria A ou A+ beneficiam de acrescimento de 10% no limite de estabelecido para dedução à colecta no caso Juros e amortizações de capital no âmbito de contratos de crédito de aquisição.00 € Tipologia T2 6.casasdasoliveiras.00 € 30.4. b) IRC As empresas que invistam em equipamento solar podem amortizar o respectivo investimento no período de quatro anos.com Página 7 de 9 . visto ser de 25% o valor máximo da taxa de reintegração e amortização aplicável.00 € Tipologia T2 Tipologia T3 5.00 € 32.60 Euros. Poupança anual devido às características das paredes exteriores em comparação com paredes exteriores correntes (Dupla de alvenaria de tijolo 15 + 11 com caixa-de-ar de 5 cm com 30 mm de poliestireno extrudido): Poupança Anual por Tipologia 65. (Base legal: nº6 do Artigo 85º do CIRS). Trata-se de uma importante medida. Isto significa que passamos de um limite de 586 Euros para 644.

160 € 1. independentemente de outros incentivos.320 € 24. activas ou passivas (ex: equipamento de captação de energia solar ou eólica) beneficiam de uma redução no valor a pagar no IMI até 10%.c) em quatro anos. respectivamente. IMI Os imóveis que utilizem técnicas ambientalmente sustentáveis.200 € 1. estimamos que o retorno global do seu investimento alcance os seguintes valores: Tipologia T2 Colectores solares Sistema de aquecimento Sistema de AQS Paredes exteriores Envidraçados Benefício fiscal TOTAL 3.520 € 2.com Página 8 de 9 . existe uma diminuição de 5% e 10%.520 € 4.880 € 3. para imóveis residenciais e imóveis destinados a comercio.200 € 2.280 € 2. Regulamentar N.880 € www.600 € 1.520 € 6.360 € T3 4.720 € 9. de 6 de Outubro). indústria e serviços. Deste modo.º 22/99. é-lhe garantido um potencial retorno anual no seu investimento na sua nova casa: Tipologia T2 Colectores solares Sistema de aquecimento Sistema de AQS Paredes exteriores Envidraçados Benefício fiscal TOTAL 88 € 172 € 79 € 30 € 32 € 58 € 459 € T3 118 € 238 € 105 € 65 € 38 € 58 € 622 € Considerando como período médio de um Contrato de Crédito Habitação 40 anos no âmbito da habitação própria permanente. Aquando da primeira avaliação para cálculo do valor patrimonial do imóvel. (Base legal: Dec.320 € 18.casasdasoliveiras.

O estudo baseia-se nas condições de conforto estabelecidas pelo RCCTE em vigor e para os preços correntes da energia: Energia eléctrica – 0. A poupança gerada equivale ao CO2: . Nota Técnica: As comparações apresentadas são para as fracções habitacionais construídas no lote 15 do Alto da Terrugem de acordo 2 os equipamentos instalados e soluções construtivas aplicadas. ou seja.casasdasoliveiras.057 €/kWh a preços constantes. equivalente a cerca de 48 000 m2 de floresta. Porque sabemos que o investimento na sua casa é também um investimento no seu mundo.7. 20 080 Ton. e porque acreditamos na responsabilidade ecológica que cada um de nós assume ao preservar os recursos.118 €/kWh. 14 920 Ton.Absorvido por 2480 árvores para o caso das fracções com tipologia T2. .Libertado pela circulação de uma viatura a gasolina durante 120 000 km. As fracções habitacionais T2 apresentam cerca de 95 m e 2 as fracções habitacionais T3 apresentam uma área de 120 m . T3 4800 Ton. 18 520 Ton. Gás Natural – 0. . equivalente a cerca de 64 000 m2 de floresta. 24880 Ton.com Página 9 de 9 . uma pegada ecológica menor.Absorvido por 3320 árvores para o caso das fracções com tipologia T3. uma pegada ecológica menor. www. ou seja. as Casas das Oliveiras garantem também uma baixa emissão global de CO2: Tipologia T2 Solução apresentada Solução corrente Diferença 3600 Ton.