Notas

1. Alma 42:8. Ele também é conhecido como o “plano de (…) Deus” (ver 2 Néfi 9:13; Alma 34:9), o “plano de redenção” (ver Jacó 6:8; Alma 12:26, 30, 32–33; 29:2; 42:13), o “plano de salvação” (ver Alma 24:14; 42:5) e o “plano de misericórdia” (ver Alma 42:15, 31). 2. 2 Néfi 2:25. 3. Ver D&C 107:35. 4. Ver D&C 49:15–17. 5. Ver Russell M. Nelson, “Salvação e Exaltação”, A Liahona, maio de 2008, pp. 7–10. 6. Ver D&C 76: 53; 132:7. 7. Ver D&C 131:1–3. 8. Um exemplo desse objetivo é esta declaração das escrituras: “teu dever será para com a igreja eternamente; e isto por causa de tua família” (D&C 23:3; grifo do autor). 9. Ver D&C 13. 10. Ver Mateus 16:18–19; D&C 27:12–13; Joseph Smith — História 1:72. 11. Ver D&C 110:11–16. 12. Ver D&C 128:8, 18; 132:45–46. 13. Ver 2 Néfi 10:2; 30:8. 14. “A Família: Proclamação ao Mundo”, A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 15. A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 16. Declarei anteriormente que “o casamento é a instituição que forma a ordem social, a fonte da virtude e o alicerce da exaltação eterna” (“Fortalecer o Casamento”, A Liahona, maio de 2006, p. 36). 17. Sempre que as escrituras alertam que “toda a Terra seria completamente destruída”, a advertência está ligada à necessidade da autoridade do sacerdócio para selar as famílias nos templos sagrados (ver D&C 2:1–3; 138:48; Joseph Smith — História 1:38–39). 18. D&C 49:16; ver também Gênesis 2:24; Mateus 19:5; Marcos 10:7–9; Moisés 3:24; Abraão 5:18; D&C 42:22. 19. I Coríntios 11:11. 20. Moisés 1:39. 21. Ver 2 Néfi 9:22; Alma 12:8; 33:22; Helamã 14:17; Mórmon 9:13; Moisés 7:62; Tradução de Joseph Smith, Gênesis 7:69. 22. D&C 14:7. 23. Ver D&C 132:19. 24. Ver Mateus 19:6. 25. A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 26. Salmos 127:3. 27. Ver D&C 132:19–20. 28. Ver D&C 88:33. 29. D&C 132:7; grifo do autor. 30. Jesus ensinou esse conceito ao povo da antiga América (ver 3 Néfi 27:16–20). Ver também 2 Néfi 33:4; D&C 42:61; Joseph Smith Translation, I João 5:13 (não disponível em português). 31. Ver D&C 128:1–18; 137:7–8. 32. Ver Joseph Fielding Smith, Doutrinas de Salvação, compilado por Bruce R. McConkie, 3 vols., 1954–1956, vol. 2, p. 76. 33. Ver Alma 41:3; D&C 137:9. 34. Church News, 5 de julho de 2008, p. 2. 35. Ver 2 Néfi 2:27; Jacó 6:8. 36. Satanás quer que sejamos tão miseráveis como ele é (ver Apocalipse 12:9; 2 Néfi 2:18; Moisés 4:6; D&C 10:22–27). 37. Ver Alma 5:12–14. Essa poderosa mudança inclui o arrependimento, o perdão e uma renovada determinação de “[vir] a Cristo, [e ser] aperfeiçoados nele” (Morôni 10:32). 38. “Cremos que os primeiros princípios e ordenanças do Evangelho são: primeiro, Fé no Senhor Jesus Cristo; segundo, Arrependimento; terceiro, Batismo por imersão para remissão de pecados; quarto, Imposição de mãos para o dom do Espírito Santo” (Regras de Fé 1:4). O arrependimento exige uma completa mudança para melhor — um aperfeiçoamento total. 39. Ver D&C 93:1. 40. Ver Morôni 10:32. 41. Ver D&C 93:13–14. 42. D&C 93:19; ver também D&C 66:2; 132:5–6. 43. Ver Bruce R. McConkie, Mormon Doctrine, 2ª ed., 1966, p. 118

1. Alma 42:8. Ele também é conhecido como o “plano de (…) Deus” (ver 2 Néfi 9:13; Alma 34:9), o “plano de redenção” (ver Jacó 6:8; Alma 12:26, 30, 32–33; 29:2; 42:13), o “plano de salvação” (ver Alma 24:14; 42:5) e o “plano de misericórdia” (ver Alma 42:15, 31). 2. 2 Néfi 2:25. 3. Ver D&C 107:35. 4. Ver D&C 49:15–17. 5. Ver Russell M. Nelson, “Salvação e Exaltação”, A Liahona, maio de 2008, pp. 7–10. 6. Ver D&C 76: 53; 132:7. 7. Ver D&C 131:1–3. 8. Um exemplo desse objetivo é esta declaração das escrituras: “teu dever será para com a igreja eternamente; e isto por causa de tua família” (D&C 23:3; grifo do autor). 9. Ver D&C 13. 10. Ver Mateus 16:18–19; D&C 27:12–13; Joseph Smith — História 1:72. 11. Ver D&C 110:11–16. 12. Ver D&C 128:8, 18; 132:45–46. 13. Ver 2 Néfi 10:2; 30:8. 14. “A Família: Proclamação ao Mundo”, A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 15. A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 16. Declarei anteriormente que “o casamento é a instituição que forma a ordem social, a fonte da virtude e o alicerce da exaltação eterna” (“Fortalecer o Casamento”, A Liahona, maio de 2006, p. 36). 17. Sempre que as escrituras alertam que “toda a Terra seria completamente destruída”, a advertência está ligada à necessidade da autoridade do sacerdócio para selar as famílias nos templos sagrados (ver D&C 2:1–3; 138:48; Joseph Smith — História 1:38–39). 18. D&C 49:16; ver também Gênesis 2:24; Mateus 19:5; Marcos 10:7–9; Moisés 3:24; Abraão 5:18; D&C 42:22. 19. I Coríntios 11:11. 20. Moisés 1:39. 21. Ver 2 Néfi 9:22; Alma 12:8; 33:22; Helamã 14:17; Mórmon 9:13; Moisés 7:62; Tradução de Joseph Smith, Gênesis 7:69. 22. D&C 14:7. 23. Ver D&C 132:19. 24. Ver Mateus 19:6. 25. A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 26. Salmos 127:3. 27. Ver D&C 132:19–20. 28. Ver D&C 88:33. 29. D&C 132:7; grifo do autor. 30. Jesus ensinou esse conceito ao povo da antiga América (ver 3 Néfi 27:16–20). Ver também 2 Néfi 33:4; D&C 42:61; Joseph Smith Translation, I João 5:13 (não disponível em português). 31. Ver D&C 128:1–18; 137:7–8. 32. Ver Joseph Fielding Smith, Doutrinas de Salvação, compilado por Bruce R. McConkie, 3 vols., 1954–1956, vol. 2, p. 76. 33. Ver Alma 41:3; D&C 137:9. 34. Church News, 5 de julho de 2008, p. 2. 35. Ver 2 Néfi 2:27; Jacó 6:8. 36. Satanás quer que sejamos tão miseráveis como ele é (ver Apocalipse 12:9; 2 Néfi 2:18; Moisés 4:6; D&C 10:22–27). 37. Ver Alma 5:12–14. Essa poderosa mudança inclui o arrependimento, o perdão e uma renovada determinação de “[vir] a Cristo, [e ser] aperfeiçoados nele” (Morôni 10:32). 38. “Cremos que os primeiros princípios e ordenanças do Evangelho são: primeiro, Fé no Senhor Jesus Cristo; segundo, Arrependimento; terceiro, Batismo por imersão para remissão de pecados; quarto, Imposição de mãos para o dom do Espírito Santo” (Regras de Fé 1:4). O arrependimento exige uma completa mudança para melhor — um aperfeiçoamento total. 39. Ver D&C 93:1. 40. Ver Morôni 10:32. 41. Ver D&C 93:13–14. 42. D&C 93:19; ver também D&C 66:2; 132:5–6. 43. Ver Bruce R. McConkie, Mormon Doctrine, 2ª ed., 1966, p. 118

1. Alma 42:8. Ele também é conhecido como o “plano de (…) Deus” (ver 2 Néfi 9:13; Alma 34:9), o “plano de redenção” (ver Jacó 6:8; Alma 12:26, 30, 32–33; 29:2; 42:13), o “plano de salvação” (ver Alma 24:14; 42:5) e o “plano de misericórdia” (ver Alma 42:15, 31). 2. 2 Néfi 2:25. 3. Ver D&C 107:35. 4. Ver D&C 49:15–17. 5. Ver Russell M. Nelson, “Salvação e Exaltação”, A Liahona, maio de 2008, pp. 7–10. 6. Ver D&C 76: 53; 132:7. 7. Ver D&C 131:1–3. 8. Um exemplo desse objetivo é esta declaração das escrituras: “teu dever será para com a igreja eternamente; e isto por causa de tua família” (D&C 23:3; grifo do autor). 9. Ver D&C 13. 10. Ver Mateus 16:18–19; D&C 27:12–13; Joseph Smith — História 1:72. 11. Ver D&C 110:11–16. 12. Ver D&C 128:8, 18; 132:45–46. 13. Ver 2 Néfi 10:2; 30:8. 14. “A Família: Proclamação ao Mundo”, A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 15. A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 16. Declarei anteriormente que “o casamento é a instituição que forma a ordem social, a fonte da virtude e o alicerce da exaltação eterna” (“Fortalecer o Casamento”, A Liahona, maio de 2006, p. 36). 17. Sempre que as escrituras alertam que “toda a Terra seria completamente destruída”, a advertência está ligada à necessidade da autoridade do sacerdócio para selar as famílias nos templos sagrados (ver D&C 2:1–3; 138:48; Joseph Smith — História 1:38–39). 18. D&C 49:16; ver também Gênesis 2:24; Mateus 19:5; Marcos 10:7–9; Moisés 3:24; Abraão 5:18; D&C 42:22. 19. I Coríntios 11:11. 20. Moisés 1:39. 21. Ver 2 Néfi 9:22; Alma 12:8; 33:22; Helamã 14:17; Mórmon 9:13; Moisés 7:62; Tradução de Joseph Smith, Gênesis 7:69. 22. D&C 14:7. 23. Ver D&C 132:19. 24. Ver Mateus 19:6. 25. A Liahona, outubro de 2004, p. 49. 26. Salmos 127:3. 27. Ver D&C 132:19–20. 28. Ver D&C 88:33. 29. D&C 132:7; grifo do autor. 30. Jesus ensinou esse conceito ao povo da antiga América (ver 3 Néfi 27:16–20). Ver também 2 Néfi 33:4; D&C 42:61; Joseph Smith Translation, I João 5:13 (não disponível em português). 31. Ver D&C 128:1–18; 137:7–8. 32. Ver Joseph Fielding Smith, Doutrinas de Salvação, compilado por Bruce R. McConkie, 3 vols., 1954–1956, vol. 2, p. 76. 33. Ver Alma 41:3; D&C 137:9. 34. Church News, 5 de julho de 2008, p. 2. 35. Ver 2 Néfi 2:27; Jacó 6:8. 36. Satanás quer que sejamos tão miseráveis como ele é (ver Apocalipse 12:9; 2 Néfi 2:18; Moisés 4:6; D&C 10:22–27). 37. Ver Alma 5:12–14. Essa poderosa mudança inclui o arrependimento, o perdão e uma renovada determinação de “[vir] a Cristo, [e ser] aperfeiçoados nele” (Morôni 10:32). 38. “Cremos que os primeiros princípios e ordenanças do Evangelho são: primeiro, Fé no Senhor Jesus Cristo; segundo, Arrependimento; terceiro, Batismo por imersão para remissão de pecados; quarto, Imposição de mãos para o dom do Espírito Santo” (Regras de Fé 1:4). O arrependimento exige uma completa mudança para melhor — um aperfeiçoamento total. 39. Ver D&C 93:1. 40. Ver Morôni 10:32. 41. Ver D&C 93:13–14. 42. D&C 93:19; ver também D&C 66:2; 132:5–6. 43. Ver Bruce R. McConkie, Mormon Doctrine, 2ª ed., 1966, p. 118

Estude estas escrituras junto com o Discurso do Élder Russell M. Nelson
Notas

Estude estas escrituras junto com o Discurso do Élder Russell M. Nelson

Estude estas escrituras junto com o Discurso do Élder Russell M. Nelson

Notas