Na Terra

da Magia
Filipe Stacul

Filipe Stacul

Na Terra da Magia

Colatina Maio de 2011

Copyright © 2011 Juan Filipe Stacul Todos os direitos reservados e protegidos pela lei 9.610 de 19/2/1998

Preparação de Texto Revisão Capa Diagramação Ilustrações Juan Filipe Stacul

Stacul, Filipe. Na Terra da Magia/ Filipe Stacul. Ilustrações do autor - Colatina, 2011. 18f. : 12il.

1. Literatura Infantil. 2. E-book.

I. Título

Todos os direitos reservados a Juan Filipe Stacul Rua Fioravante Rossi, 3284 Honório Fraga - Colatina, ES. filipestacul@gmail.com

Recado do Autor
Um livro para crianças... escrito por uma criança!
s vésperas de me formar no curso de Letras, fui visitar minha madrinha, Anízia, com o objetivo de lhe entregar pessoalmente o meu convite de formatura. Na época, mesmo atormentada por uma grande perda, ela recebeu minha mãe e eu com um belo sorriso e uma mesa maravilhosa de lanches e frutas. Foi um dia agradável, de conversas longas e saudosas. Lá fora, a tarde colatinense nos brindava com aquele sol escaldante, mas belo, e o jardim da Dona Dedê estava florido de rosas vermelhas.

À

Em determinado momento da conversa, minha madrinha me disse que estava orgulhosa de mim por aquele momento de conquista. Disse que, desde o início, sabia que eu seria um bom escritor. Nesse momento, para minha grande surpresa, disse que guardara os dois livros que eu escrevera para ela na minha infância. Sabe quando você não se lembra de que uma coisa aconteceu, até o momento em que alguém diz que ela aconteceu? Foi exatamente isso que houve comigo, naquele momento. E, de repente, estava eu lá com meus doze anos de idade, cortando papel, costurando, confeccionando diários com páginas em branco para que, então, começasse a colocar nelas as minhas idéias. Minha madrinha ao meu lado, me apoiando, dizendo a mesma coisa que seu filho, Marco Antônio, anos depois, me diria quando começamos a escrever o jornal The Family: “Escreve, menino, escreve...”. Run Forest, Run!

Então eu escrevia. Colocava no papel tudo o que eu via e ouvia. Reproduzia os clássicos infantis a minha maneira, criava romances adultos demais para uma criança daquela idade. E foi assim que o Filipe de doze anos confeccionou um livreto, com na época 23 páginas, escritas à mão, de Felipe na Terra da Magia. O mesmo material, que sete anos depois, eu e minha madrinha desenterrávamos daquele baú de recordações e trazíamos novamente para a existência palpável. Resolvi publicá-lo. O desejo veio de supetão, arrebatador. Não sossegaria enquanto não revisasse (sem modificações que não fossem gramaticais) e publicasse aquele manuscrito singelo, tímido, criado por um pedaço de mim que eu ficava tão feliz em rever. Reencontrar aquele Filipe fez eu me sentir mais leve, mais feliz. E eu queria compartilhar essa felicidade. Eu queria que outras pessoas conhecessem esse pedaço tão bonito de mim mesmo. Na Terra da Magia é a história escrita por uma criança que, não contente com a aspereza do mundo real, tentou se refugiar no mundo das histórias infantis que lhe eram contadas. Inquieto, não se contentou também com um imaginário já criado e resolveu revirá-lo pelo avesso, pois só encontraria seu lugar em uma terra que ele mesmo criasse. Este lugar estava além de qualquer regra, mesmo as da fantasia. A história que você, leitor, encontrará aqui e lerá para seus filhos, sobrinhos, netos e alunos é a história de um garotinho que resolveu mergulhar pelo mundo dos contos de Grimm, do País das Maravilhas de Lewis Carroll, do Pato Pateta de Vinícius e Toquinho, para emergir e se entregar ao próprio ato criativo. É a história de uma criança, sobre uma criança, para outras crianças. É a minha história, a sua. É a história de um mundo que sempre estará, de alguma forma, vivo no íntimo de cada um de nós. Uma boa leitura, para todos nós! Filipe Stacul, maio de 2011.

Dedicatória

Dedico a minha família e a todas as crianças que sonham com um mundo de encanto e magia.

1

Quem é Felipe?

Felipe é um menino alegre e brincalhão, que sonha com uma terra de encanto e magia. Ele é criativo e esperto, inteligente e educado. Felipe é um exemplo de menino. Esse é Felipe:

2

A estrela cadente
Certa noite, Felipe viu uma estrela cadente e, com muita fé, pediu: _Estrela, estrela! Eu te peço: Que eu conheça um lugar diferente, mágico, legal.

Felipe foi dormir com esperanças de conhecer tal lugar.

3

A Terra da Magia

Naquela manhã, quando Felipe acordou, ele estava em um lugar estranho. As árvores eram azuis, o céu verde, as vacas voavam, as aves pastavam. Tudo era estranho, nada era igual à Terra. Felipe andou, andou, procurou algo. Será que ele encontraria uma aventura?

4

O Pato Misterioso

Felipe andou, viu coisas novas, até ele chegar a um lugar onde uma pata tivera um patinho lindo e três filhos feios. Esse patinho belo era maldoso e cruel e prendeu Felipe com os outros três patos. Felipe ajudou os irmãos patos a se salvarem. Esses irmãos se tornaram belos cisnes e Felipe continuou o seu caminho.

Felizmente ele foi salvo.

5

Chapeuzão Verde*
Felipe, ainda andando pela Terra da Magia, encontrou uma menina chamada Ana, que era conhecida como Chapeuzão Verde, pelo fato de usar um capuz largo e verde que sua bisavó lhe dera. Eles fizeram amizade, levaram doces para a bisavó de Ana, e Felipe então lhe perguntou: _Como posso ir embora da Terra da Magia? _Só com a chave que fica com a Rainha de Dominós – Disse Ana. _Obrigado Ana! Agora vou procurar a Rainha de Dominós. Tchau e até a próxima! _Tchau, Felipe! E Felipe continuou a sua jornada.

6

Os Seis Porquinhos
Andando, andando, Felipe chegou a um lugar onde seis porquinhos maus maltratavam um pobre lobo e tentavam derrubar a sua casa. Felipe resolveu salvar o Lobo Bom. Armou uma armadilha para os porcos e os pegou.

Fez torresminho, lingüiça, chouriço, feijoada. Em gratidão pelo banquete, o Lobo Bom levou Felipe até o palácio da Rainha de Dominós.

7

A Rainha de Dominós e a Chave Mágica

Guiado pelo Lobo Bom, Felipe chegou a um reino com guardas de dominó. Ele encontrou a Rainha de Dominós e pediu: _Rainha, vossa majestade poderia conceder-me a honra de receber sua chave mágica para que eu possa voltar para casa?

_Seria um prazer!, respondeu a Rainha. Mas a chave foi roubada pelo Esquilo-Sem-Grilo. _Pode deixar, eu pegarei o ladrão. Felipe recuperou a chave, lutando bravamente com o Esquilo-Sem-Grilo.

8

Em casa

Felipe girou a chave em uma fechadura de diamantes, em um portão de ouro. Assim que o portão abriu, surgiu uma grande luz e, quando Felipe abriu o olho, ele estava em sua cama. O relógio marcava: 6:00 h.

9 6

12 3

Felipe estava feliz por estar em casa, mas nunca esqueceria a sua mais bela aventura!

FIM

9

Recado Especial**

Am
Ete rno

2

or

Vem aí: A continuação do mais belo Romance! Amor eterno 2. O que acontecerá com Joseph? Quem viverá o novo romance? Não percam!!!

10

Agradecimentos

Agradeço: A Deus, minha mãe, minha madrinha, minha irmã, meu irmão, nossa mãe Maria Santíssima e a todos que eu tanto amo.

Notas:
*Embora a grafia correta seja Chapelão Verde, resolvi manter o texto original. Por se tratar de nome próprio, é gramaticalmente aceitável. A proposta desse projeto é, justamente, efetuar o mínimo possível de alterações no manuscrito original. ** Trata-se de um anúncio fictício. Amor eterno 2 seria a continuação da novela Amor eterno, que escrevi no mesmo ano em que criei Na Terra da Magia. Essa continuação da novela, no entanto, nunca foi escrita. O trágico Amor eterno era inspirado em Titanic, de James Cameron. Considero, hoje, uma história adulta demais para uma criança de 12 anos.

A obra Na Terra da Magia de Filipe Stacul foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada. Com base na obra disponível em naterradamagia.wordpress.com. Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em http://naterradamagia.wordpress.com. Ou seja, você é livre para copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que atribua os devidos créditos de autoria e não faça modificações na obra original. Você não pode utilizar esta obra para fins comerciais.

lá! Meu nome é Filipe. Sou licenciado em Letras pela Faculdade Castelo Branco de Colatina e mestrando em Estudos Literários pela Universidade Federal de Viçosa. Desde criança, sempre gostei de escrever e sonhava em ser um grande escritor. Na Terra da Magia foi o primeiro texto que escrevi, aos doze anos. A presente edição, virtual, objetiva recuperar duas paixões do Filipe criança: Os livros de colorir e as histórias de magia. Espero que esse pequeno livro desperte tantas sensações boas ao leitor quanto despertou em mim durante sua revisão e edição. Boa leitura! Filipe Stacul

O

Com desenhos para colorir!