INFORMATIVO

Ano 3 - Número 132
Brasília, 31/03/10 www.pronasci.gov.br

PAC2 injetará R$ 3,2 bi no Pronasci
O Pronasci terá um aporte de recursos no valor de R$ 3,2 bilhões na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado nesta segunda-feira (29) pela Casa Civil da Presidência da República. É a primeira vez que ações de segurança entram como iniciativas que podem ajudar no desenvolvimento do país. A verba do PAC2 será investida na estruturação de postos de polícia comunitária (R$ 1,6 bi) e na construção de espaços voltados aos jovens (R$ 1,6 bi), numa parceria com os ministérios do Esporte, Cultura, Trabalho e Emprego e Desenvolvimento Social e Combate à Fome. A estimativa é que sejam construídos 2.883 postos de polícia comunitária em 543 municípios espalhados pelos 26 estados do Brasil e no Distrito Federal. O custo de cada posto é de R$ 555 mil. As unidades terão tamanho padrão de 50 m² e seguirão as diretrizes do Pronasci, com a implantação de módulos, como a central de videomonitoramento. O modelo de policiamento defendido pelo Programa já mostra resultados positivos na reocupação de territórios antes dominados pelo crime e na redução da violência em comunidades do Rio de Janeiro, onde receberam o nome de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). A idéia é aproximar os policiais da população, de modo que trabalhem em parceria na prevenção de crimes. Já o projeto Espaço Integrado para jovens poderá ter os tamanhos de 700 m², 3 mil m² ou 7 mil m² (dependendo do local disponível) e atenderá também aos 543 municípios, dando prioridade aos 235 que integram o Pronasci. O custo unitário de cada unidade varia de R$ 1,52 milhão a R$ 2,58 milhões. SEGURANÇA NOS ESTÁDIOS I O Grupo de Trabalho (GT) Segurança em Estádios de Futebol, coordenado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp/MJ), esteve reunido esta semana, em Brasília, com representantes das policias civis, militares e corpos de bombeiros de todo o país.
Isaac Amorim / ACS / MJ

Pela primeira vez o PAC vai contemplar a segurança pública

“O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) é um sucesso no que diz respeito a investimentos em áreas de infra-estrutura e ficamos felizes ao saber que o Pronasci seria contemplado nessa nova fase do PAC, porque é um reconhecimento de que estamos trilhando o caminho correto. Essa é mais uma demonstração de que o Estado brasileiro trata a segurança pública como matéria de fundamental importância”, afirma o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto. Polícia Comunitária - Os profissionais de segurança pública que atuarem nos postos de policiamento terão acesso às imagens captadas por câmeras de vídeo instaladas na cidade para prevenir delitos e ações criminosas. Além disso, cada estrutura contará com dois veículos e duas motos. Tudo isso permitirá a redução no tempo de resposta e na prevenção das ocorrências. Os policiais que atuarão nos postos são, geralmente, mais preparados e valorizados. Eles fazem parte do projeto Bolsa Formação, que concede R$ 443 mensais aos que fazem os cursos de formação oferecidos pelo MJ. No Brasil, 176 mil profissionais de segurança estão no projeto. A intenção do Governo FedeSEGURANÇA NOS ESTÁDIOS II O objetivo do Grupo é prevenir atos de violência, combater de forma adequada possíveis distúrbios e proporcionar uma atuação técnica às polícias do país no enfrentamento a situações críticas em estádios. Nesta semana, a proposta do GT será encaminhada ao ministro Luiz Paulo Barreto.

ral é implantar este novo tipo de policiamento de proximidade em comunidades antes dominadas pelo crime organizado e, com isso, possibilitar a construção de uma nova relação da polícia com a comunidade baseada na confiança. "A implantação dos postos consolida a política de segurança pública orientada pelo Pronasci, que prevê menos repressão, menos armamentos, mais inteligência e prevenção", disse o secretário-executivo do Pronasci, Ronaldo Teixeira. “A polícia é a representação do Estado naquele local e, com a implantação dos postos, a comunidade tem de volta o território pacífico, necessário para o ingresso dos demais serviços públicos, como educação, saúde e esporte”. Espaço Integrado - Num local, que pode variar de 700 m², 3 mil m² ou 7 mil m², o projeto Espaço Integrado oferece, a jovens de 15 a 24 anos (público-alvo do Pronasci), atividades culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, políticas de prevenção e telecentros para a inclusão digital. A meta do Governo Federal é construir 800 destas unidades até 2014 (200 por ano), em 543 municípios, inclusive nas 235 cidades integrantes do Pronasci. TRÁFICO DE PESSOAS Foi realizado na semana passada, em São Paulo, o Seminário Regional sobre Tráfico de Pessoas e Exploração Sexual, que debateu soluções para combater o tráfico de pessoas em todo o mundo. Estiveram presentes autoridades de sete países, incluindo o Brasil.

Confira, em anexo, o artigo “A Criminalização da Polícia”, escrito por Alexandre Pereira da Rocha, policial civil do Distrito Federal. Mestre em ciência política (UnB). Doutorando do Centro de Pesquisa e Pós-graduação sobre as Américas (CEPPAC/UNB). Participe! Envie seu texto (até três laudas) para acs@mj.gov.br.

Ministério da Justiça