You are on page 1of 2

Jornal  do  Sindicato  dos  Aeroviários  de  Porto  Alegre  -­  Ano  XXV  -­  Edição  330

Assinado  acordo  que  regulariza  


horas  extras  na  TAP  M&E
O  Sindicato  reuniu-­se  com  a   Convenção  Coletiva  de  Trabalho   caso  para  não  descontar  dos  
vice-­presidente  de  Finanças  da  TAP   (CCT),  em  seu  artigo  10.  A  partir   salários  dos  trabalhadores  horas  
M&E  Brasil,  Gláucia  Loureiro,  e  com   do  acordo,  a  empresa  passa  a   não  trabalhadas  por  orientação  das  
o  vice-­presidente  de  Operações,   cumprir  a  CCT  em  todos  os  itens   FKH¿DV2VGLULJHQWHVGDHPSUHVD
eng.  Valter  Fernandes,  no  último   desse  artigo  e  os  trabalhadores   comprometeram-­se  a  avaliar  essa  
dia  5,  para  assinar  e  debater  os   passam  também  a  ter  suas  faltas   situação.
procedimentos  para  o  cumprimento   e  atrasos  descontados  como  rege   Pelo  acordo,  as  horas  não  
do  Acordo  Coletivo  de  Trabalho.   a  CLT  (Consolidação  das  Leis  do   trabalhadas  (chamadas  de  
O  acordo  para  regularização  das   Trabalho). negativas)  até  31  de  março  foram  
horas  extras  foi  aprovado  pelos   O  Sindicato  já  alertou  à  empresa   perdoadas  pela  empresa.  As  horas  
trabalhadores  em  assembleia   que,  nesse  processo  de  transição,   extras  realizadas  no  mês  de  março  
realizada  no  dia  28  de  abril. é  fundamental  bom  senso  para   deverão  ser  compensadas  em  abril,  
O  Sindicato  reivindicou   não  prejudicar  os  funcionários,   ou  pagas  em  maio.
à  empresa  outra  forma  de   XPDYH]TXHPXLWDVFKH¿DVH Na  reunião  também  foram  
SDUFHODPHQWRGRVYDORUHVD¿PGH supervisores  solicitaram  em  abril  a   debatidos  outros  temas  de  interesse  
reduzir  o  prazo  de  quitação  desses   realização  de  folgas  por  interesse   da  categoria.  
créditos.  Dessa  forma,  os  valores   da  empresa.  A  entidade  solicitou   Veja  abaixo  um  resumo  dessas  
serão  pagos  em  uma,  seis,  doze  ou   à  TAP  M&E  que  analise  caso  a   discussões:
23  parcelas  mensais.  Na  quitação,  
serão  priorizados  os  funcionários   RELÓGIO-­PONTO  -­  O  novo  sistema   em  seus  planos,  em  2011,  iniciar  nenhum  
com  menores  salários  ou  quantias  a   entra  em  funcionamento  a  partir  do   plano  de  demissão  voluntária.
receber. dia  24  de  maio,  e  os  trabalhadores   PPR  -­  O  Sindicato  cobrou  novamente  
passam  a  receber  um  recibo  das  horas   a  construção  de  uma  proposta  de  
As  informações  sobre  o  valor  
trabalhadas.  É  importante  que  todos  os   Participação  nos  Lucros  e  Resultados.  A  
a  receber  e  qualquer  discordância   aeroviários  guardem  esses  documentos   empresa  está  avaliando  a  reivindicação.
quanto  à  quantia  devem  ser   comprobatórios,  que  serão  muito   RESTAURANTE  -­  O  Sindicato  solicitou  
tratadas  diretamente  com  o  setor   importantes  em  caso  de  discordância  na   a  redução  de  um  dos  valores  da  tabela,  
de  Recursos  Humanos  da  empresa.   folha  de  pagamento. considerado  alto  pelos  trabalhadores  
A  assessoria  jurídica  do  Sindicato   MIGRAÇÃO  PARA  A  PETROS  -­  A   dessa  faixa  salarial.  A  empresa  
empresa  comunicou  que,  na  última   comprometeu-­se  a  estudar  o  caso  e  
informa  que  nenhum  trabalhador  
reunião  do  Conselho  da  Petros  (4/5),   avaliar  a  revisão  do  valor.  O  Sindicato  
será  prejudicado  havendo  diferença   não  foi  aprovada  a  migração  do  plano   ressalta  que  sua  posição  é  de  que  a  TAP  
no  valor  alegado  pela  empresa.   da  TAP  M&E  do  Aerus  para  a  Petros,   M&E  não  deveria  cobrar  pelas  refeições,  
3DUDUHFHEHUDTXDQWLD¿UPDGD porque  alguns  conselheiros  pediram   ou  repassar  um  valor  inferior  ao  menor  
no  acordo,  o  trabalhador  deve   mais  informações.  Esse  fato  certamente   cobrado  hoje.  Contudo,  a  negociação  
assinar  um  documento  que  dá   irá  atrasar  o  processo.  Nesta  quarta-­ visa  garantir  o  serviço,  a  sua  qualidade  e  
feira  (11/5),  o  Sindicato  e  a  Fentac/CUT   o  melhor  acordo  possível  entre  empresa  
anuência  dos  valores  declarados  
estiveram  na  Petros  conversando  com   e  trabalhadores.  O  Sindicato  continua  
pela  empresa.  Ao  longo  da  última   alguns  conselheiros,  que  informaram  que   reivindicando  refeição  quente  para  o  
semana,  o  Sindicato  colheu  as   na  próxima  reunião  do  Conselho,  em  27   terceiro  turno.
assinaturas  nas  dependências   de  maio,  será  retomada  a  avaliação  do   ASSÉDIO  MORAL  -­  O  Sindicato  
da  TAP  M&E,  e  quem  ainda  não   caso. denunciou  o  assédio  moral  e  a  truculência  
assinou  deve  vir  à  sede  da  entidade   SEGURANÇA  DO  TRABALHO  -­  O   contra  um  delegado  sindical  que  
Sindicato  cobrou  da  empresa  uma  postura   questionou  as  condições  de  segurança  
para  assinar  o  documento.  Os  
mais  atenta  às  questões  de  segurança   dos  equipamentos  da  empresa  logo  após  
créditos  somente  começarão  a   no  Trabalho  e  maior  apoio  às  ações   o  recente  acidente  com  aeroviários  em  um  
ser  pagos  após  a  entrega  dos   do  SESMT.  O  Sindicato  considerou   caminhão  no  Hangar  4.  O  representante  
documentos  assinados  à  empresa.   que  houve  melhorias  na  atuação  do   dos  trabalhadores  foi  transferido  de  
O  Sindicato  reivindica  esse   SESMT,  mas  ressaltou  que  ainda  são   setor.  A  postura  foi  considerada  também  
DFRUGRKiDQRVD¿PGHFRUULJLU necessárias  mudanças  na  empresa  para   antissindical  pelo  Sindicato,  que  cobrou  
garantir  a  segurança  dos  trabalhadores,   o  retorno  do  delegado  sindical  ao  setor  
a  forma  como  a  TAP  M&E  
especialmente  após  os  últimos  acidentes   que  trabalhava  até  o  acidente.  A  empresa  
tratava  a  questão  das  horas   nos  hangares. disse  que  irá  avaliar  o  caso.  O  Sindicato  
extras,  contrariando  o  que  rege  a   PDV  -­$HPSUHVDD¿UPRXTXHQmRHVWi aguarda  um  retorno  positivo.
26  anos  de  luta:  é  hora  de  comemorar Aeroviários  da  TAM  
estão  no  limite
O  Sindicato  convida  a  categoria  a   Não  serão  vendidos  ingressos  
comemorar  os  26  anos  de  fundação   no  dia  do  aniversário,  pois  toda  a   A  sobrecarga  de  trabalho  na  
da  entidade.  Dos  500  convites   venda  é  antecipada.  Trabalhadores   7$0HVWiFDGDYH]SLRUD¿UPDP
disponíveis,  a  metade  já  foi  vendida.   da  categoria  que  não  são   os  trabalhadores,  em  especial  nos  
Por  isso,  os  aeroviários  devem   sindicalizados  não  podem  participar   setores  de  check  in  e  embarque.  
antecipar  a  compra  dos  ingressos,   da  festa.  Aqueles  que  atualmente   A  precariedade  das  condições  de  
SDUDQmR¿FDUHPIRUDGDIHVWD não  são  sócios  e  querem  participar   WUDEDOKRHDIDOWDGHSUR¿VVLRQDLV
O  aniversário  contará  com  o   do  evento  devem  associar-­se  em   para  dar  conta  da  demanda  vêm  
tradicional  pão  com  salsichão,   horário  comercial  até  o  dia  27.   colocando  em  risco  a  saúde  e  
refrigerante  e  chope  à  vontade.   O  preço  dos  convites  varia:  são   a  integridade  dos  aeroviários,  
Todos  devem  trazer  1  kg  de  alimento   cobrados  R$  12  para  aeroviários   que  sofrem  com  o  estresse  dos  
não  perecível,  ou  R$  2,  que  serão   sócios;;  R$  6  para  aeroviárias  sócias;;   passageiros  de  voos  cancelados.  
recebidos  na  recepção  e  doados   R$  10  para  não  sócias  e  R$  35  para   São  inúmeras  as  situações  em  
para  entidades  assistenciais. não  sócios  (sendo  estes  dois  últimos   que  dois  ou  três  funcionários  
O  evento  inicia  às  21  horas  do   não  pertencentes  à  categoria). ¿FDPGLDQWHGHFHPRXGX]HQWRV
dia  27  de  abril  (com  a  abertura   A  festa  contará  com  dois   clientes      revoltados  com  a  demora  
dos  portões  e  dos  barris  de  chope)   ambientes,  um  com  música   no  atendimento  para  o  embarque  ou  
e  será  encerrado  às  2  horas  da   eletrônica  (com  um  DJ)  e  outro  com   a  entrega  de  voichers  em  razão  de  
madrugada. música  ao  vivo.   cancelamentos.  
A  entidade  também  solicitou  ao  
gerente  de  Recursos  Humanos,  
Sindicato  ingressa  com  três  ações   Sr.  Arnaldo,  uma  posição  sobre  o  
pagamento  das  horas  extras  em  
contra  AirSpecial  em  defesa  da  CCT domingos  e  feriados.  A  empresa  
vem  pagando  100%  de  adicional  
O  Sindicato  ingressou  com  três   entreguem  o  atestado  a  outro   sobre  a  hora  trabalhada,  quando  o  
ações  na  Justiça  contra  a  AirSpecial   setor,  obrigando  os  trabalhadores   correto,  pela  CCT,  era  o  pagamento  
por  descumprimento  da  Convenção   que  devem  retornar  à  atividade   equivalente  a  150%  por  hora  
Coletiva  de  Trabalho  (CCT).   HPWXUQRVQRWXUQRVRXDRV¿QDLV trabalhada  nessas  datas.
A  empresa  vem  descumprindo   de  semana  a  comparecerem   O  Sindicato  segue  reivindicando  
tanto  a  CCT  quanto  a  CLT,  não   antes  à  empresa  para  entregar  o   à  TAM  a  contratação  de  mais  
realizando  o  pagamento  do  vale-­ documento.  E  não  está  pagando   trabalhadores  para  acabar  com  a  
alimentação  a  funcionários  em   hora  extra  aos  aeroviários  que   sobrecarga.  Há  mais  de  dois  meses  
férias,  ou  licença  maternidade.  De   realizam  cursos  fora  do  horário  de   o  Sindicato  busca  uma  reunião  com  
acordo  com  a  assessoria  jurídica  do   trabalho. a  TAM  para  tratar  desses  temas.
Sindicato,  o  benefício  tem  caráter   O  Sindicato  também  ingressou  
salarial  e  deve  ser  pago,  inclusive   com  ação  judicial  visando  o  
Projeto  LATAM  realiza  
aos  que  estão  afastados  por  motivo   pagamento  da  diferença  retroativa   seminário  no  Brasil
de  licença  durante  150  dias.   do  reajuste  conquistado  na  última  
A  AirSpecial  está  descumprindo   data-­base,  não  aplicado  pela   O  Sindicato  e  a  Fentac/
ainda  o  item  31  da  CCT,  que  prevê   empresa  no  13º  salário,  férias  e  nos   CUT  participam,  nesta  quinta  e  
que  a  entrega  de  atestado  médico   salários  de  janeiro  e  fevereiro. sexta-­feira  (12  e  13  de  maio),  no  
seja  feita  no  momento  do  retorno   A  Infraero  é  corresponsável  pelas   Rio  de  Janeiro,  do  Encontro  de  
DDWLYLGDGHjFKH¿DLPHGLDWD$ irregularidades  cometidas  por  sua   Trabalhadores  da  Latam  promovido  
empresa  exige  que  os  funcionários   terceirizada. pela  ITF  (Federação  Internacional  
dos  Trabalhadores  em  Transportes).
O  seminário  contará  com  a  
Bate-­papo  com  Juremir  Machado  no  14  Bis participação  do  presidente  do  
O  Sindicato  irá  promover,  em  20  de  maio,  às  19  horas,  no  Espaço  14   Sindicato,  Celso  Klafke,  dirigentes  
Bis,  um  bate-­papo  com  o  jornalista  Juremir  Machado  da  Silva,  sobre  o   da  ITF  e  representantes  sindicais  
livro  de  sua  autoria  “A  História  regional  da  infâmia”,  que  aborda  o  papel   da  TAM  e  da  LAN  em  vários  países.  
dos  negros  na  Revolução  Farroupilha.  A  atividade  tem  entrada  franca.   Os  sindicatos  brasileiros  junto  com  a  
Juremir  é  colunista  do  Correio  do  Povo,  professor,  escritor  e  tradutor. )HQWDF&87VHUmRRVDQ¿WUH}HVGR
evento.
EXPEDIENTE

Aerofolha  é  uma  publicação  do  Sindicato  dos  Aeroviários  de  Porto  Alegre
Rua  Augusto  Severo,  82  -­  São  João  -­  Porto  Alegre  -­  RS  -­  CEP  90240-­480  -­  Fone/Fax:  51  3343-­4302
www.aeroviarios.org.br  -­  info@aeroviarios.org.br  -­  Diretor  de  Imprensa:  Henri  Rupp  (comunica@aeroviarios.org.br)  
3URMHWRJUi¿FRHHGLWRUDomR PautaNova  (www.pautanova.com  -­  redacao@pautanova.com  -­  Tel.:  51  4063-­7707).  O  conteúdo  
deste  veículo  é  de  inteira  responsabilidade  da  direção  do  Sindicato.  Editado  em  11/05/2011.  Tiragem:  1,5  mil  exemplares.