You are on page 1of 65

INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

INSTRUMENTAL ENGLISH

AUGUST/ 2010
MANAUS-AM

_________________________________________________________________________________________________ 1
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

INGLÊS INSTRUMENTAL
Elaborada por Sandra Mara Belino Alves Toda
Especialista em Metodologia do Ensino da Língua Inglesa – UFAM
Mestranda em Gestão Ambiental – Universidade Ibero Americana/UFAM

_________________________________________________________________________________________________ 2
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

UNIT 1
CONSCIENTIZAÇÃO

A finalidade do Inglês Instrumental é auxiliá-lo a “ler” em Inglês. Embora você possa ter pouco ou
nenhum conhecimento desta língua, você já detém um número razoável de elementos facilitadores de
compreensão de um texto escrito em qualquer língua, considerando que você já é um profundo
conhecedor de, pelo menos uma: a materna. Em função disto, você domina ou tem condições de
dominar, procedimentos que o auxiliarão na compreensão de um texto escrito. A estes procedimentos
chamamos de READING STRATEGIES ( ESTRATÉGIAS DE LEITURA).

♦ Por que ao lermos certos textos somos capazes de entendê-los com facilidade, enquanto que ao
lermos outros nossa compreensão é apenas parcial e ainda, em outros casos, os textos se afiguram
como incompreensíveis?

♦ Seria a compreensão, ou a falta de compreensão, inerente às informações contidas nos textos?

♦ Ou seria isto relacionado unicamente à habilidade, ou à falta de habilidade, dos leitores?

Lendo Sob Diferentes Perspectivas

Leia o texto cuidadosamente e depois responda as perguntas que o seguem.

Se os balões estourassem, não se ouviria o som, pois tudo ficaria muito distante do andar certo. Uma
janela trancada também evitaria de se ouvir o som, pois a maioria dos edifícios tendem a ser bem
isolados. Sendo que a operação toda depende de corrente elétrica contínua, uma interrupção no
meio do fio, também, poderia causar problemas. É claro que o indivíduo poderia gritar, mas a voz
humana não é suficientemente forte para se ouvir longe assim. Um problema adicional é que uma
corda do instrumento pode arrebentar. Neste caso, não haveria uma distância menor. Haveria, então,
menos problemas acessíveis. Com um contato face a face, o número de coisas que poderiam não dar
certo seria mínimo. (Bransford, 1979 – tradução)

a) – O texto lhe parece fácil ou difícil?


b) - O texto faz sentido, parece coerente?
c) - Se você fosse solicitado a escrever ou dizer o que lembra deste texto, acha que lembraria de
quase tudo ou de muito pouco?
d) – Existe algum termo ou expressão desconhecidos que prejudiquem sua compreensão?

_________________________________________________________________________________________________ 3
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

Esquema: Como compreendermos Textos Escritos

♦ Um esquema é uma estrutura abstrata que representa a maneira como o conhecimento e a


experiência estão organizados em nossa mente. ( Ex.: o campeão de caratê quebrou o bloco de
cimento).

♦ Quando lemos ativamos os nossos esquemas, caso o leitor deixe de ativá-los, o texto terá pouca ou
nenhuma chance de fazer sentido para aquele leitor.

♦ Os textos em si são sempre incompletos: sem a ativação de componentes conceituais inerentes ao


esquema e das relações entre eles, os textos são vistos como incoerentes e sem sentido.

♦ Se voltarmos ao texto apresentado podemos, agora, perceber porque os leitores tendem a não
compreende-lo quando o lêem sem a figura ou o título , mas o compreendem sem dificuldades quando
o lêem acompanhado da figura ou do título.

Três Causas da Falta de Compreensão

a) – A compreensão não se realizará se o leitor não possuir esquemas relativos ao conteúdo do texto.
b) - Pode deixar de haver compreensão quando o leitor possui esquemas pertinentes, mas por alguma
razão, não os ativa.
c) - Pode haver falha de compreensão quando o leitor, por alguma razão, forma uma representação
mental do texto diferente daquela que o autor teve a intenção de transmitir.

Conclusões

A não compreensão de um texto por parte do leitor pode ocorrer devido:

a) – as falhas contidas no próprio texto que não apresentam um número adequado de pistas para que
o leitor possa ativar os esquemas necessário de forma a completar as informações não explícitas;
b) - ao próprio leitor que, durante a leitura, aborda o texto de forma ascendente exclusivamente,
deixando de fazer uso de seus conhecimentos anteriores e/ou não se valendo de estratégias
adequadas.

O significado dos textos não é a soma de suas partes, mas sim uma representação mental criada
pelos próprios leitores a partir da ativação de esquemas pertinentes já disponíveis em suas mentes,
através de processamentos interativos ascendentes e descentes.

_________________________________________________________________________________________________ 4
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

The two following texts you are going to read in Portuguese. Read them and find out what they are
about.

O LADO DESCONHECIDO DA SUDAPANOL

Para milhares de peramboleiros, a Sudapanol roc uma empresa que faz seguros. Você puruca pensar
assim. E está nerco. Quase nerco. Porque talvez você desconheça as outras simparidades da
empresa.

O lado desconhecido da Sudapanol.

Ota faz seguros desde 1895, roc pioneira em xentas modalidades de seguros e tem hoje para 500
representações na Perambil, América Latina e Europa.

Pat, de acordo mit tendências da economia peramboleira, a Sudapanol xentanificou suas


simparidades.

Além de associações mit bancos, ota trabalha mit capitalização do Perambil e que, em 1979, cracovou
50 anos.

Além disso, a Sudapanol puruca apoio a música, a arte, e o esporte.

Garantir um forburro tranqüilo roc o trabalho da Sudapanol.

PROBLEMA NA CLAMBA

Naquele dia, depois de plomar, fui ver drão o Zé queria ou não ir comigo la na clamba. Pensei melhor
grulhar-lhe. Mas na hora de grulhar a ficha vi-o passando com a golipesta – então me dei conta que
ele já tinha outro programa.

Então resolvi ir no tode. Até chegar na clamba, tudo bem. Estacionei o zulpinho bem nascinho, pus a
chave no bolso e desci correndo para aproveitar ao chinta aquele sol gostoso e o mar pli sulapente.

Não parecia have em glapo na clamba. Tirei os grispes, pus a bangoula. Esta pli quieto ali que ate me
saltipou. Mas esqueci loga das saltipações no prazer de nadar no tode, inclusive tirei a bangoula para
ficar mais a vontade. Não sei quanto tempo fiquei nadando, siltando, corristando, ate estopando no
mar.

Foi no tode depois, na hora de voltar na clamba, que vi que nem os grispes nem a bangoula não
estavam mais onde eu tinha deixado.

Que fazer? (Mike Scott)

_________________________________________________________________________________________________ 5
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 2

READING STRATEGIES

São técnicas ou estratégias de leitura que devidamente utilizadas facilitarão a compreensão da leitura
de um texto.

♦PREDIÇÃO – nesta estratégia utiliza-se a inferência, ou seja, conjectura-se, imagina-se a respeito do


assunto do texto. Aqui ocorre a preparação mental para a absorção do conteúdo.

♦SKIMMING – estratégia que supõe uma leitura rápida e superficial com a finalidade de captar a idéia
geral do texto. Sua finalidade está relacionada com a identificação dos pontos principais que
facilitarão sua compreensão. Neste ponto devemos atentar para: títulos, subtítulos, legendas, layout
do texto, ilustrações, palavras transparentes ou cognatas (palavras muito parecidas com a língua
materna), etc. Lançar mão da inferência (tentar “chutar”seu significado) é muito importante. A
informação não-verbal (ilustrações, mapas, números, sinais de pontuação, diagramas, dicas
tipográficas, tabelas, etc) é um elemento facilitador da compreensão.

♦SCANNING – estratégia utilizada para obtenção de uma informação específica dentro de um texto.
Exemplo: procurar o telefone de uma pessoa no catálogo telefônico. Você leria o catálogo todo ou
utilizaria alguma técnica conhecida? Começaria pelo sobrenome.

♦LEITURA DETALHADA – neste estágio, faz-uso de todas as técnicas de leitura. Trata-se aqui de
uma compreensão detalhada. É utilizada para obter-se todas as informações que um texto possa
oferecer. Poucas vezes este processo será utilizado.

♦IDENTIFICAÇÃO DE PALAVRAS TRANSPARENTES OU COGNATAS – esta técnica tem como


objetivo mostrar que mesmo em idiomas diferentes existem palavras comuns ao idioma nativo, que
vem facilitar a leitura.

♦VOCABULÄRIO E USO DO CONTEXTO – técnica de leitura onde se institui a utilização do


dicionário. Sua utilização só é feita como último recurso. Primeiro identifica-se as palavras
transparentes ou cognatas, ou tenta-se inferir o significado da palavra dentro de um contexto. O leitor
é levado a usar o dicionário de maneira inteligente atentando, por exemplo, para a classe gramatical
das palavras. OBS. A identificação dos afixos (prefixos e sufixos) é mais um processo que deverá ser
incentivado para a descoberta do significado das palavras.

♦ORGANIZAÇÃO DE UM TEXTO – esta técnica de leitura leva o leitor a observar que todo texto tem
uma seqüência lógica: princípio, meio e fim. Para tal deve-se observar as dicas topográficas, layout,
ou seja, toda a linguagem não verbal.

♦PONTOS GRAMATICAIS – exploração dos aspectos gramaticais focalizados dentro de um texto. A


análise gramatical não é dada nos moldes tradicionais, mas sim à medida que aparece no texto e
desde que sua identificação possa facilitar o processo de compreensão.

♦AVALIAÇÃO CRÍTICA – neste estágio de leitura, após a compreensão geral do texto, o leitor faz sua
avaliação crítica, ou seja, opina sobre o assunto em questão e discute-se sua validade e/ou
aplicabilidade. Neste momento, tem importância a estrutura do texto em questão. Podem ser os
textos: INFORMATIVOS (os que relatam fatos, transmitem informações), APELATIVOS (os que
tentam convencer o leitor, exemplo: a propaganda) ou EMOTIVOS (os que objetivam expressar
emoções, crenças ou valores). A leitura crítica tanta decodificar o objetivo do autor. Por que ao

_________________________________________________________________________________________________ 6
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
lermos certos textos somos capazes de entendê-los com facilidade, enquanto que ao lermos outros,
nossa compreensão é apenas parcial e, ainda, em outros casos, os texto se afiguram como
incompreensíveis? Seria a compreensão, ou a falta de compreensão, inerente às informações contidas
nos textos? Ou seria isto relacionado unicamente à habilidade, ou à falta de habilidade dos leitores?

_________________________________________________________________________________________________ 7
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

EXERCÍCIOS

I – Dê uma olhada nos quatro textos que se seguem. Você pode perceber que eles não
estão nem em inglês, nem em português. Você saberia dizer em que línguas eles
estão?

a) – Textos números 1 e 3.
b) - Textos números 2 e 4.

TEXTOS 1 E 2
I – Como você denominaria os textos 1 e 2? Marque a resposta certa:
( ) contos
( ) artigos de revistas
( ) gráficos
( ) índices de revistas
( ) manuais de instrução
( ) tabelas

II - Qual o nome das revistas e qual a data de publicação das mesmas?

III – Liste os assuntos que você conseguiu entender em cada um destes índices,
dizendo em que página da revista eles são tratados

TEXTO 1 TEXTO 2

IV – Qual dos dois textos foi mais fácil compreender? Porque? Que recursos você
utilizou?

_________________________________________________________________________________________________ 8
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________ 9
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________ 10
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________ 11
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

TEXTO 3

I – Qual o assunto deste próximo texto?

II – Para que período este horóscopo é válido?

III – Leia os textos com atenção e responda:

a) – Marque, no texto, as palavras parecidas com o português.

b) - Que signo corresponde ao signo de Câncer em alemão?

c) - E ao de Libra?

d) - Que signo tem o nome parecido com o português?

e) - O que significam os números que estão no final de cada signo?

IV – Você conseguiu entender mais alguma coisa?

V - Que recursos você usou para detectar o assunto deste texto?

_________________________________________________________________________________________________ 12
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

TEXTO 4 - HOROSCOPE

I. Qual o assunto do próximo texto?

II – Para que período este horóscopo é válido?

III - Que signos são abordados neste texto? Como você conseguiu saber?

IV – O que quer dizer “il”? Por que cada signo tem 2 títulos?

V - O primeiro bloco de informação sobre cada signo é dividido em duas partes? O que
elas significam?

VI – Marque, no signo de Libra – Amour e no de Gêmeos – el lê Reste, as palavras


parecidas com o português. Preencha o quadro abaixo com o que você puder entender
destas duas partes:

GÊMEOS – EL LE RESTE LIBRA – AMOUR

VII – Por quê você conseguiu entender o TEXTO 4 mais profundamente do que o
TEXTO 3? Os recursos utilizados foram os mesmos?

_________________________________________________________________________________________________ 13
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 3
Prediction – pre reading and guessing.

Como já vimos que podemos entender textos até mesmo em outras línguas, vamos partir agora para a
prática de estratégia de leitura. Os concentraremos em estratégias de leitura aplicadas a brochuras e
anúncios. A linguagem desses tipos de textos é um pouco diferente da linguagem usada em textos
acadêmicos porque geralmente não é formal. Se você trabalha em uma agência de viagens, poderá se
encontrar em situações nas quais precisará extrair informações de anúncios e brochuras, em inglês,
de operadoras e de outras empresas, para que possa dar uma melhor consultoria aos seus clientes: e
é você, e não seu cliente, quem terá que entender textos escritos em inglês.

Algo que você já possui e que o ajudará bastante na tarefa de abordar textos em inglês é seu
conhecimento de mundo, seu “background knowledge”. Ao abordar um texto, a observação de seus
aspectos extralingüísticos, tais como figuras e símbolos, assim como a de seu título e subtítulos
podem fornecer informações úteis sobre o texto. É claro que os aspectos lingüísticos do texto são
extremamente importantes também.

WHAT IS A COMPUTER?

A computer is a machine with a complicated network of electronic circuits using very high integration. It
is capable of storing millions of data and performing up to billions of operations in one second, from the
simplest comparison between two numbers to the most complicated and powerful string manipulation.
This work is performed at incredible speed, following technological improvements.

In only a short time, the computer has changed the way in which many kinds of jobs are done.
However, it is not able to think, it accepts data and instructions as input, and after processing them, it
outputs the 10 results.

A computer is not merely a machine but a system. So in Data Processing Center (D.P.C.) we have to
consider three parts: the hardware or central processor and peripheral equipment, the software or
programs and the live ware or the technical people, including the staff.

The hardware consists of several units: the central processor, the input/output processors (I/O), data
communication processors (DCOM), all of them with one or several units and many combinations.
Attached to the I/O processors is the peripheral equipment: attached to the DCOM are the
teleprocessing lines, adapters, modems and terminal, or another computer alone or networking with
another host system.

The software is the collection of man-written solutions and specific instructions needed to solve
problems with a computer, as well as all documents needed to guide the operation of a computer, that
is, manuals, programs, flowcharts, etc.

The live ware basically consists of systems analysts, the programmers, operators and technical
managers, including supervisors, networking and data base administrators.

_________________________________________________________________________________________________ 14
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

EXERCISES

1. Localize no texto estas idéias:

a) – Um computador não é capaz de pensar.


Parágrafo ______________ linha _______________

b) - Os computadores trabalham numa velocidade incrível.


Parágrafo ______________ linha _______________

c) – Os avanços tecnológicos influem no desempenho do computador.


Parágrafo ______________ linha _______________

d) - O computador mudou a maneira de se fazer muitas coisas.


Parágrafo ______________ linha _______________

2. Responda às seguintes perguntas de acordo com o texto.

– What does the computer accept as input?

- What does the computer do with the results?

- What are attached to the DCOM processors?

- What is attached to the I/O processors?

3. Complete as afirmações seguintes:

The computer is capable of ________________________________________

It is also capable of ______________________________________________

4. Releia o texto e então reescreva as afirmações abaixo, corrigindo-as.

a) – A computer is a machine with a very simple network of electronic circuits.

b) - A computer is a single machine.

c) - The hardware or programs are parts of the D.P.C.

d) – The software consists of the systems analysis, programmers, operators and many others.

_________________________________________________________________________________________________ 15
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
5. Combine as duas colunas

(a) The computer has changed the way....... ( ) at incredible speed.

(b) The work of a computer is executed…. ( ) stores millions of data.

(c) Programs and flowcharts are documents… ( ) in which kinds of jobs are
done.
(d) The computer performs billions of ( ) needed to guide the
operations and… operation of a computer.

6. Diga a que se referem as palavras em negrito.

Line 7 - in which _____________________

Line 8 – It is no able ___________________

Line 9 – processing them _______________

Line 17 – all of them ___________________

7. Consulte o texto ou com a ajuda de um dicionário e escreva as definições das seguintes


palavras.

Flowchart
Hardware
Host system
Input
Live ware
Mainframe
Modem
Network
Output
Software

_________________________________________________________________________________________________ 16
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

UNIT 4

GRAMMAR FOCUS

Para ler e entender um texto escrito é necessário que você seja capaz de reconhecer os tempos
verbais ingleses, que são muito mais simples que os portugueses. Iremos relembrar alguns tempos
verbais:

Preste atenção nas seguintes frases:

The hardware consists of several units.


The computer performs billions of operations and....
What does the computer do with the results?

SIMPLE PRESENT

Expressões mais comuns no simple present: every day, every week, every month, every year,
advérbios de frequência como: usually, generally, sometimes, hardly, ever, etc, são frequentemente
usados neste tempo.

As três frases acima estão no presente simples, que é conjugado diferentemente da nossa língua
materna que é o português, que
ao contrário da língua inglesa os verbos são conjugados em formas a saber: afirmativa, interrogativa
e negativa.

Forma afirmativa – leva s nas 3as. Pessoas do singular he , she , it. (AS OUTRAS PESSOAS SÃO
IGUAIS – NADA ACRECENTA)

Exemplo: The computer performs billions of operations......


(The computer está no lugar do pronome pessoal It)

Exceções:
a) - Verbos terminados por s, sh, ch, x, z, o, levam es nas 3as. Pessoas do singular he, she, it.
Exemplo: She guesses my name.
He brushes his teeth every meal.
He touches me with love.
She fixes all of her electronic radios.
It buzzes in my ear all the time.
He goes with me.

b) – Verbos terminados por Y precedido de consoantes, troca o y por ies.


Exemplo: to fly He flies over Manaus every day.
To cry – She cries every night.

Porém, se o verbo terminar por y e for precedido de vogal, apenas acrescentamos o s.


Exemplo: to pay - He pays all my bill every month.

_________________________________________________________________________________________________ 17
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

Interrogativa e Negativa: Usamos do para todas as pessoas, exceto para He – She – it , que
usamos Does
Exemplo. Do you go to shopping? No, I don’t. or No, I don’t go. (ou do not)
Does he fly over Manaus? No he doesn’t. – No, he doesn’t fly over Manaus.
What does the computer accept as input?

Note: It is important to notice that when does or doesn’t is used, the principal verb loses its
variation in the third singular person.

PRESENT CONTINUOUS TENSE

Forma Afirmativa
Usamos verbo “to be” no presente (am – is – are) mais o verbo que se quer conjugar com terminação
ing.
Exemplo: The software is changing everyday.

Forma Interrogativa: Is the software changing everyday?

Forma negativa: The software is not (isn’t) changing everyday.

PAST CONTINUOUS TENSE

Usamos o verbo “to be” no passado (was – were), mais o verbo que se quer conjugar com terminação
ing.
Exemplo: The computer was failing when I connected it .

Interrogativa e negativa – tanto o presente quanto o passado contínuos, seguem a mesma forma do
verbo to be.

SIMPLE PAST

O simple past é usado para expressar eventos e situações que ocorreram no passado e que não tem
nenhuma relevância para o momento presente. Há dois tipos de passado na língua inglesa, dos
verbos regulares e dos verbos irregulares. Estes tempos verbais são a base da conjugação de
alguns tempos verbais em inglês, pois a partir deles, todos os outros tempos verbais podem ser
formados. Por isso, dominar os verbos regulares e Irregulares é essencial para o desenvolvimento da
habilidade de leitura.

Regular verbs
♦ São aqueles que formam o SIMPLE PAST e o PAST PARTICIPLE acrescentando o sufixo ed. Ex.:
to work – worked – worked
♦ Se o verbo já terminar em e, acrescenta-se somente o d. Ex.: to dance – danced – danced

♦ Se ele terminar em consoante precedida por uma vogal e uma consoante, dobra-se a consoante
final e acrescenta-se ed. Ex.: to clip – clipped – clipped
♦ se ele terminar em y precedido de consoante, troca-se o y por i e acrescenta-se ed. Ex.: to study –
studied – studied

_________________________________________________________________________________________________ 18
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

INFINITIVE SIMPLE PAST PAST PARTICIPLE TRANSLATION


To remark
To Told
To Dizer
To Conversar
To mean
To answer
Falar
To Asked
To Claimed
To Commented
To suggest
To Reported
To explain
To complain

1. Após preencher o quadro acima responda as perguntas abaixo:

a) – Que verbos se referem à ação de falar?

b) - Que verbos se referem à ação de reclamar?

c) - Que verbos podem ser considerados synonymus?

d) - E quais verbos são considerados opposites?

_________________________________________________________________________________________________ 19
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

LIST OF IRREGULAR VERBS

INFINITIVE PAST PAST INFINITIVE PAST PAST


PARTICIPLE PARTICIPLE
to be was/were Been to let Let Let
to beat Beat Beat to lie Lay Laid
to become Became Become to lose Lost Lost
to begin Began Begun to make Made Made
to break Broke Broken to meet Met Met
to bring Brought Brought to pay paid Paid
to build Built Built to put put Put
to buy Bought Bought to read read Read
to catch Caught Caught to ride rode Ridden
to choose Chose Chosen to ring rang Rung
to come Came Come to rise rose Risen
to cost Cost Cost to run ran Run
to cut Cut Cut to say said Said
to dive Dove Dived to see saw Seen
to do Did Done to seek sought Sought
to draw Drew Drawn to sell sold Sold
to drink Drank Drunk to send sent Sent
to eat Ate Eaten to shake shook Shaken
to fall Fell Fallen to show showed Shown
to feel Felt Felt to shut shut Shut
to fight Fought Fought to sing sang Sung
to find Found Found to sit sat Sat
to fly Flew Flown to sleep slept Slept
to forget Forgot Forgotten to speak spoke Spoken
to freeze Froze Frozen to spell spelt Spelt
to get Got Gotten to spend spent Spent
to give Gave Given to stand stood Stood
to go Went Gone to steal stole Stolen
to grow grew Grown to swim swam Swum
to have Had Had to take took Taken
to hear Heard Heard to teach taught Taught
to hide Hid Hidden to tell told Told
to hit Hit Hit to think thought Thought
to hold Held Held to throw threw Thrown
to hurt Hurt Hurt to understand understood Understood
to keep Kept Kept to wear wore Worn
to know Knew Known to win won Won
to leave Left Left to write wrote Written
to lend Lent Lent to mean meant Meant

Obs.: Exercícios sobre esse assunto está disponível no final da apostila.

_________________________________________________________________________________________________ 20
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 5

GRAPHICS AND THE NON-VERBAL INFORMATION

Os textos que se seguem são 2 (dois) gráficos. A informação não-verbal é muito usada
em gráficos e tabelas e, se bem explorada, pode contribuir muito para a compreensão do
texto.
Marque todas as palavras cognatas. Em seguida responda às perguntas abaixo de
acordo com a informação contidas nos gráficos que estão na página seguinte.
Qual a maior distância da terra em relação à Vênus e ao Sol?

Qual a temperatura no centro do Sol?

Descreva o processo de rotação de Vênus

Qual a temperatura em Vênus e na superfície do Sol?

Qual o diâmetro de Vênus?

Qual a idade do Sol?

Qual a composição da atmosfera de Vênus?

Qual a composição química do Sol?

Quantos satélites Vênus possui?

Agora leia o texto sobre o Sol, que está logo abaixo do gráfico, marcando todas as
palavras cognatas. Em seguida faça um resumo do texto utilizando o seu
conhecimento non-verbal e prévio.

_________________________________________________________________________________________________ 21
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________ 22
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

UNIT 6
COGNATOS

Uma estratégia que muitos estudantes brasileiros usam, para tornar mais fácil a tarefa de
entender um texto em inglês, é reportar-se ao sistema lingüístico do português para encontrar
semelhanças entre as duas línguas no nível lexical. A título de exemplificação, dê uma olhada
nas palavras abaixo e diga o que você acha que elas significam.

Museum Family sport Service


Traditional Ocean music Symbol
Aquarium Excellent terrible Crime
Atlantic Pacific Indian Phenomenon
North West April Exam
August November art gallery Experiment
Hotel Vulcan bar Hemisphere
Restaurant Top attraction Object
Plantation Activity submarine Elephant
Helicopter Festival culture Scientist
Marathon Concert dentist Intelligence
Architect Economist geologist Competence
Biologist History program credit card
Apartment Tourism administration Reaction
reservation Modification territory Performance
Humanity Experience adult Extinction

Você pode perceber claramente a semelhança entre essas palavras e palavras em português.
E elas realmente têm o mesmo significado. Tais palavras são chamadas de cognatos
(cognatas) e facilitam o seu entendimento de um texto. Já existem, inclusive, palavras e
expressões inglesas muito utilizadas pelos brasileiros. Confira, por exemplo:

Layout Laundromat feedback check-in


Music Hamburger ferry-boat Fashion
performance Sport show Video
mil shake no-show stand-by Skate
Charter Hacker cheesburguer Volleyball

Contudo há palavras em inglês que se parecem com palavras em português, mas possuem
significados diferentes. São os chamados false friends ou false cognates (falsos cognatos).
Na página seguinte, há uma lista de falsos cognatos. O que você acha que eles significam?
Primeiro, decida se a palavra se parece com alguma em português. Depois, consulte seu
dicionário para ver o que elas significam.

_________________________________________________________________________________________________ 23
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

AC cigar injury Party


Accent College interest Physician
Age Compass intoxicate Prejudice
Agenda Complexion journal Pretend
Announce comprehensive lamb Push
Applicant Dessert large Rate
appointment Enroll late Record
Attire Exit library Shore
Beef Expert liquor Sort
Best Exquisite lunch Stranger
Boat Fabric luxury Sympathetic
Body Facilities male Tent
Brand Game mall Tentative
Camp Gate parent Tip

Escreva abaixo alguns falsos cognatos que você conhece, se possível dentro da área de
informática.

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________ 24
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 7

SKIMMING / SCANNING

Estratégia que supõe uma leitura rápida e superficial com a finalidade de captar a idéia geral do texto.
Sua finalidade está relacionada com a identificação dos pontos principais que facilitarão sua
compreensão. Neste ponto devemos atentar por: títulos, subtítulos, legendas, “layout” do texto,
ilustrações, palavras transparentes ou cognatas (palavras muito parecidas com as da língua materna),
etc. Lançar mão da inferência (tentar “chutar” seu significado) é muito importante. A informação não-
verbal (ilustrações, mapas, números, sinais de pontuação, diagramas, dicas tipográficas, tabelas, etc.)
é um elemento facilitador da compreensão.

Muitos livros voltados para o desenvolvimento da competência de leitura dos estudantes universitários
mencionam as palavras skimming e scanning, duas formas distinta (mas não são tão distintas assim)
ao se abordar num texto. Para perceber a diferença entre uma e outra, faça os exercícios do texto a
seguir:

THE INTERNET

Not long ago, it would have been hard to get an Internet article published outside the confines of the
specialized computer pages. Today editors are commissioning Internet articles, which means they are
planning publication before they have even read them. To some extent, of course, journalism is a
fashion industry. Previously, the focus has been on microcomputers, virtual reality, computer viruses
and video games. Now it is the Internet that is fashionable.

A popular questions is: “who is on the Internet? Apart from the \white House, the American Library of
Congress and the Science Museum, computer hardware and software suppliers are significant users,
partly because they have the plethora PCs, modems and communications programs required to exploit
on-line access. Most of the world’s universities and research institutes are on the Internet because
linking them was, after all, the reason the Internet was invented.

The Internet grew out of the ARPAnet, sponsored by the US Defense Department’s Advanced
Research Projects Agency: to start with, this linked four university campuses in California and the
University of Utah. The real Internet came into being when the ARPAnet was connected to the
Computer Science Research Network.
(Adapted from an article by Jack Schofield)

EXERCISES

1. These are the main topics in the text. Which paragraph does each topic refer to?
( ) Who uses the Internet.
( ) The purpose of the Internet.
( ) The Internet is now a popular subject.

2. Choose the correct alternative. According to the writer, the Internet was invented to:

– defend the United States of America.


– communicate with other countries.
– promote worldwide academic and scientific exchange.
– promote computer hardware and software sales

_________________________________________________________________________________________________ 25
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

3. Write in English.

– Os fornecedores de hardware e software possuem um grande número de PCs, modems e


programas de comunicação.

_______________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________

b) - A verdadeira Internet começou a existir em 1980.

4. Match the two columns. Look for the explanation:

(a) confines ( ) a printed piece of writing.

(b) fashion ( ) investigation undertaken in order to discover


new facts.
(c) plethora ( ) limits, borders.

(d) research ( ) over-abundance of something.

( ) which is admired and imitated during a period or


at a place.

5. Find in the text the sentences which correspond to the ones below. Write them down.

a) – Computer hardware and software suppliers have a large number of PCs, modems and
communications programs that required on-line access.
_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

b) - The actual Internet came into existence in 1980.

________________________________________________________________________

c) – The Internet, originally ARPAnet, was financially supported by the US Defense Department’s
Advanced Research Project Agency.

_____________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________

6. Now write your translation of the statements in exercise 5.

a) ______________________________________________________________________________

b) ______________________________________________________________________________

c) ______________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________ 26
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

7. Write in English what is written in Portuguese. (scanning)

– Not long ago ___________________ to get an Internet article.


teria sido difícil

– Today editors _______________________ articles on the Internet.


estão recomendando

– The Internet __________________________ ARPAnet.


originou-se

d) – The area Internet _______________________ in 1980.


começou a existir

8. Read the first paragraph and say if these statements are true (T) or false (F).
a) – It was always easy to find texts about the Internet ( )
b) – Nowadays editors read these texts before publishing them. ( )
c) - Texts about microcomputers are in fashion. ( )
d) - The Internet is much more in fashion than video games. ( )

9. Complete these sentences.

– The Internet grew out of _____________________________________

– The real Internet came into being______________________________

– The ARPAnet was connected to ______________________________

10. Which is the best (but not necessarily literal) translation for:

“The US Defense Department’s Advanced Research Projects Agency”.

a) – Centro de Pesquisas Adiantadas do Departamento de Defesa Americano.


b) – Centro Avançado de Pesquisas do Departamento Americano de Defesa.
c) – Agência de Pesquisas Avançadas do Departamento de Defesa dos EUA.
d) – Agência Avançada de Projetos de Pesquisa do Departamento de Defesa dos EUA.

11. Escreva com poucas palavras, em português, qual a idéia geral do texto The Internet.

_____________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________ 27
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 8
GRAMMAR

FORMAÇÃO DE PALAVRAS

Para interpretar o significado da palavra através da sua análise deve-se decompor a palavra
em pequenas partes, tais como: raiz, prefixo e sufixo. O conhecimento do processo de formação das
palavras e o significado dos afixos poderão ajudá-lo a descobrir o significado de muitos vocábulos sem
precisar recorrer ao dicionário.
Prefixo é o elemento que vem antes da raiz e altera o significado da palavra.
Sufixo é o que vem depois da raiz e geralmente faz com que a palavra mude de classe
gramatical.

PREFIXOS
IN-, IM-, UN-, IR-, IL-, A-, NON - (são prefixos que expressam negação: não, oposto a).
Exs. inactive, impossible, unusual, irrelevant, illegal, amoral, non-smoker.
MIS-(expressa incorreção, erro) ex: miscalculate.
DIS-(expressa negação) ex: desconecta

Prefixos que expressam tamanho ou grau:


SUPER-(acima, mais do que) ex: Superman
OUT-(fazer alguma coisa mais rápida, etc. do que) ex. outrun.
SUR-(sobre e acima) ex: surtax
SUB-(menos, mais baixo do que) ex: subhuman.
OVER- (demais) overeat
UNDER- (de menos) ex. underprivileged
HYPER-(extremamente) ex: hypercritical
ULTRA - (extremamente e além de) ex. ultra-violete
MINI - (pouco) ex: miniskirt

Prefixos locatives:
SUPER - (sobre) ex: superstructure
SUB - (abaixo, em grau inferior) ex. subconscious.
INTER-(entre) ex: international
TRANS-(através de, de um lugar para outro) ex. transplant.

Prefixos de tempo e ordem:


FORE-(antes) ex: foretell
PRE-(antes) ex: pre-marital
POST-(depois) ex: post-classical
EX-(anterior) ex: ex-husband
RE- (novamente, de volta) ex: re-evaluate, review

OUTROS PREFIXOS:
AUTO-(próprio) ex: autobiography
NEO-(novo) ex: Neo-Gothic
PAN- (todo, universal) ex. : pan-African
PROTO-(primeiro, original) ex: prototype.
SEMI-(metade) ex: semicircle
VICE-(adjunto) ex: vice-presidente.

_________________________________________________________________________________________________ 28
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
SUFIXOS

FORMAM SUBSTANTTVOS:
-ER, -OR (aquele que faz a ação) ex.: driver, instructor
-ANT, -ENT (agente) ex. consultant, resident
-ATION, -TION, -ION, -MENT (estado, ação) ex. creation, advisement, location,
-ING (atividade, resultado de uma atividade). Observe que a terminação ING pode indicar a forma do
gerúndio em inglês ou pode formar verbos substantivados que funcionam como adjetivo. Ex.:
John is working now.
-NESS, -ITY (estado, qualidade) ex.: happiness, popularity
-SHIP (status, condição) ex.: friendship , dictatorship
-HOOD (status) ex.: boyhood
-IST (ocupação) ex.: violinist
-ISM (atitude, movimento político) ex: idealism, comunism

FORMAM VERBOS:
-IFY, -IZE (-ISE), -EN: ex.: simplify, realize, darken.
-ED (formam o passado regular): ex.: prepared

FORMAM ADVÉRBIOS
-LY (equivale a -MENTE em Português). Ex.: loudly, quickly
-WARD(S) (movimento, direção). Ex.: backward(s), upward(s).

FORMAM ADJETTVOS
 -ABLE, -IBLE (capaz de, com característica de). Ex.: comfortable, responsible.
 -ISH (pertencente a, parecido com) Ex.: spanish.
 -LESS (sem, com falta de). Ex.: useless.
 -OUS [-EOUS, -IOUS] (caracterizado por). Ex.: virtuous, courteous, vivacious.
 -IC' AL [-IAL, -ICAL] (relativo a) Ex.: heroic, criminal, editorial, musical.
 -IVE [-ATIVE, -ITIVE] (exprimem gradação ou não gradação). Ex.: attractive affirmative,
sensitive, creative.

Important hint

Um recurso bastante útil para a abordagem de textos em inglês é o dicionário bilingue. Contudo, ao
procurar uma palavra no dicionário, há algo que você deve ter sempre em mente. Como nós vimos,
muitas palavras são formadas por prefixos. Portanto, se você procurar uma palavra como
hopelessness, você não deverá encontrá-la, mas encontrará hope, e, como você já conhece os
sufixos –less e –ness, adivinhará rapidamente o significado de hopelessness.

_________________________________________________________________________________________________ 29
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

EXERCISES

1. Complete the chart with the correct noun. Underline words will help you.

CLUES NOUN
1 He takes photographs
2 He plays guitar
3 It washes dishes
4 The state of being able to do something
5 The relationship you have with your friend
6 The designs roads, bridges and machines
7 He writes for a newspaper
8 He acts in films and plays
9 The thing we make when we build
10 The quality of being important
11 The period when you are a child
12 The feeling of being excited
13 The state of being happy
14 Knowledge you get a school or college
15 The act of dividing something
16 Entering a place, or the cost of entering
17 The thing we open tins with
18 He is forced to seek refuge in a new country
19 Something we do when we are active
20 The state of fact of being great

_________________________________________________________________________________________________ 30
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

UNIT 9
READING FOR GENERAL IDEAS

Reading for General Idea tem objetivo de, simplesmente, identificar o assunto do texto.

PROCEDIMENTOS
Short Texts
Título/subtítulo
Informação não verbal
Conhecimento Anterior
Marcar as cognatas
Escrever uma frase contendo um assunto de cada parágrafo ao lado do mesmo (idéia geral do
parágrafo).
Junte as frases que você fez para fazer um resumo em nível das idéias gerais do texto.
Long Texts
Título/subtítulo
Informação não verbal
Conhecimento Anterior
Marcar as cognatas dos dois primeiros parágrafos, dos dois parágrafos do meio e os dois dos
últimos parágrafos.
Escrever uma frase contendo um assunto de cada parágrafo ao lado do mesmo (idéia geral do
parágrafo).
Juntar as frases que você fez para fazer um resumo em nível das idéias gerais do texto.

Tente descobrir quais são os sufixos usados abaixo. (PROFESSIONS)


Accountant Policeman
Actor/Actress Politician
Architect Postman
Bank teller Personnel Manager
Biologist Physician
Businessman Player
Carpenter Physicist
Cashier Psychologist
Chemist Receptionist
Cleaner Reporter
Cook Saleswoman
Dentist Salesman
Doctor Secretary
Driver Singer
Ecologist Soldier
Engineer Student
Lawyer Teacher
Mechanic Workman
Nurse Writer

_________________________________________________________________________________________________ 31
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

HOW TO PROCESS DATA

The human brain performs data processing whenever we make a decision. We draw from our
memory the known facts about the situation, and the probable results of various courses of action, and
then we decide. We are usually not aware of the process but it does take place.
In a business, for example, many things are known: the names and addresses of the
employees, of the customers, and of the suppliers; the details of goods sold or stocked, their
description, cost price and sales price; the number of vehicles owned or leased by the company, their
registration numbers, age, capacities, the total expenditure and income of the company. This is data
(plural of the Latin word datum) which means facts. It may be in the form of numbers, letters or
symbols. Data processing, then, is the manipulating and using of facts.
The words data and information are often used as synonyms, but in fact they should not be.
Data, in itself, needs to be informative. Information is frequently referred to as distilled data or
processed data. Data processing, then, is the production of information from data.
How does the computer help you manage that data, keep it up to date, and get what you need
when you need it? A computer programmer, with that data, develops a series of instructions or orders
for the computer to perform a particular task. This is what we call a program, which has to be
introduced into the computer by means of one of the input units. This unit will transmit that data as a
series of electrical impulses into the memory of the computer where data is manipulated to give us the
required information through one of the output units. To accomplish good information, normally several
tasks have to be processed, then a set of tasks (programs) is called a job.

EXERCISES

Say in which paragraphs and lines these ideas are:

Information is the result of processing

Data is manipulated in the memory

Data is the same as facts

When we make a decision, our brain process data.

A job is a set of tasks.

Data may be in the form of numbers, letters or symbol

Say if these statements are right or wrong:

When we process data, we process facts _________

A program is a series of instructions ____________

A job is a series of information ________________

The description of goods in a business is data ____________

When we make a decision we are always aware that our brain is processing data.
___________

_________________________________________________________________________________________________ 32
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

Explain the meaning of the words “data” and “information”.


________________________________________________________________

Complete these statements:

Data may be in the form of _______________________________

A computer programmer develops _________________________

A program has to be introduced ___________________________

The required information is given through ___________________

In the text there are two definition of “data processing”. Find them and write them.

__________________________________________________________

__________________________________________________________

Look for the right translation.


To make a decision ( ) manter-se atualizado
To take a place ( ) estar ciente
To be aware ( ) decidir-se
To be referred to ( ) acontecer
To keep up to date ( ) referir-se

_________________________________________________________________________________________________ 33
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

THE CENTRAL PROCESSOR

The central processor (CPU) is the computer's brain. It controls data' flow and performs
arithmetic and logic calculations. It is the most important part of the system because it controls all the
operations of the computer. The central memory, the logic and arithmetic units and the control unit are
part of it. A microprocessor is an integrated circuit that contains a complete CPU on a single chip.
The memory, formerly called the `core', is the space within a , computer where information is
stored while being actively worked on. In every system all the data to be processed and related
instructions must go through the central memory. Therefore, this unit holds a vast amount of data and
instructions for processing.
The arithmetic unit performs arithmetic calculations, i.e. moves numbers about, determines the
algebraic signal of results, rounds them off, compares them, etc.
Decision-making is the basic function of the logic unit. It is the ability to speedily take an
appropriate action based on the result of a comparison, for example. It is also possible to test for the
existence of a condition encountered during the processing of a particular application and to alter the
sequence of instructions accordingly.
The control unit controls and coordinates the activities of a computer system. In executing an
instruction, the control unit performs the following functions:
1. It determines the instruction to be executed.
2. It determines the operation to be performed by the instruction.
3. It determines what data, if any, is needed and where it is stored.
4. It determines where any results are to be stored.
5. It determines where the text instruction is located.
6. It causes the instruction to b carried out or executed.

EXERCISES
1. Retire of the text 10 repeated words

2. Retire of the text 10 cognates words.

3. Retire of the text 10 typographic clues.

4. What is the central processor?

5. What does it do?

6. Why is the central processor the most important part of the system?

7. What is a microprocessor?

8. What does it contain?

9. Which are the parts of a CPU? (conversation about computer

_________________________________________________________________________________________________ 34
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 10
GRAMMAR FOCUS

Future with “will” and with “going to

Ëm inglês, não há tempo verbal futuro. Para expressar um evento futuro ou uma previsão, utiliza-se o
verbo modal will, a forma verbal be going to, o present progressive e o simple present. Contudo,
em textos teóricos e acadêmicos de Turismo, a forma mais comum é will, por ser mais formal.
Observe os exemplos abaixo:

Capital investment, both public and private sector driven, is the best indicator o future Travel & tourism
growth. Over the next tem years, WEFA expects that Travel & Tourism capital investment will grow
68.4% in real terms worldwide.
(WTTC, 1995, p.14)

Space tourism is an idea whose time has come. It’s going to start soon, and it’s going to grow rapidly.
(WINRIGHT, www.spacefuture.com)

Exercise

Complete the decisions below with I’ll and a suitable verb.


Example: The train is late. I think ______ a taxi.
The train is late. I think I’ll take a taxi.
1. Phew! It’s hot in here. I think ___________________ the window.

2. Can you confirm by fax? Yes, ________________ that immediately.

3. The telephone is ringing! __________________ it!

REVIEW

Future - using “will” and “to be going to”

Will e going to são usados para previsões mas, veja estas diferenças.

Quando acrescentamos uma condição (if...) nós usamos will.


Ex.: If you protect your files with a password, you won’t have problems with a
unauthorized access.
2. Quando falamos sobre coisas as quais já foram decididas,
usamos going to
Ex.: We are going to replace these computers in May.

What will happen in the future to computers? They will be more powerful.

What changes will there be?

Sentenças Condicionais (I)

A sentença condicional do tipo mais comum é usada para indicar o que acontecerá se uma certa
condição se concretizar. Ela é composta de:

If + Simple Present …. Will + verbo principal

_________________________________________________________________________________________________ 35
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
If you do that again, I will kill you.

Outra sentença condicional comum é para indicar, não o resultado da condição, mas sim uma ordem
ou um pedido. Nesse caso, usa-se o verbo no imperativo, em lugar de will + verbo principal:
. If you go to the beach, (please) take your beach umbrella.

Exercise

l. Replace the gaps by will + verbs in parentheses:

If you say that again, I _________________ you. (to hit)


If the crocodile tastes you, you _________________. (to die)
If you go to bed soon after eating, your stomach _________________excess acid. (to produce)
If you spend a long time out in the sun, your skin _____________ its elasticity. (to lose)

Now use the imperative of the verbs in parentheses:


1. If you want to get a nice tan, ________________ a good suntan oil. (to buy)
If you want to lose weight, _________________ it little by little. (to do)

Now replace the gaps in the if clauses by the Simple Present of the verbs
in parentheses:
If you ______________ your physical activities, you will lose weight. (to increase)
If you ______________ at the sky, you will see the sun. (to look)
If he _______________ on that table, he will break it. (to walk)
If she ____________ all that wine, she will get drunk. (to drink)

Sentenças Condicionais II

A sentença condicional do segundo tipo é usada para indicar o que aconteceria se uma certa condição
se concretizasse. Ela é composta de:

If + Simple Past ... would + verbo principal

If you did that again, I would kill you.


If I commanded you to throw yourself into the water, you would obey me.

• Se o verbo da oração condicional for to be, usa-se were para todas as pessoas (mesmo I / he / she/
it), em lugar de was.
If we were shipwrecked together, which would you save?
If I were a king, you would be my queen.

_________________________________________________________________________________________________ 36
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
Exercises
1. Replace the gaps in the following sentences by would + verbs in parentheses:

1. If I were you, I _____________ a beach umbrella. (to buy)


2. If I had enough money, I _____________ a trip down the Amazon river. (to take)
If I saved only Madame Recamier, the other lady _____________ (to die)
If she knew everything, she _____________ able to swim. (to be
If Utillo said that again, Modigliani ____________ him. (to hit)
If they painted the bridge white, the number of suicide attempts ____________ ( fall)

Now replace the gaps in the if clause by the Simple Past of the verbs in parentheses.

If she _____________ a better diet, she would lose weight, (to start)
If she _____________ that substance, we would die. That’s poison. (to take)
If I _______________ French, I would read about the Sun King. (to know)
If they _______________ nature, they would not destroy our forests. (to love)

2. Replace the gaps by the correct forms of the verbs in parentheses (present/future)

If you _____________ that again, I _________________ you (to say) (to kill)
If they _____________ London, they _____________ to 221lB Baker Street. (to visit) (to go)
If you _____________ a taxi, you _______________ there soon. (to take) (to get)
If she _____________ English well, she __________ Tennyson’s poems. (to know) (to understand)
If I ______________ that famous painter, I ____________him. (to see) (to recognize)

3. Replace the gaps by the correct forms of the verbs in parentheses (Past/Continuos)

If I ______________ trouble with my homework, I _______________ for the teacher’s help. (to have) (to
ask)
If Holmes _____________ here now, he _______________ a quick solution to the mystery. (to be) (to find)
If they ______________ me that question again, I _______________ my back and go away. (to ask) (to
turn)
If he ______________ only one of the ladies, the other one _____________. (to save) (to die)
If I _______________ from that illness, I ___________ a doctor immediately. (to suffer) (to see)

4. Match the two columns to make correct sentences.


answer
1. If you say that again, (A) she would be very angry.
2. If we were shipwrecked, (B) It will explode.
3. If you went to London, (C) I would try to save you.
4. If someone robbed her, (D) I’ll hit you.
5. If you touch that bomb, (E) You’d see many bridges.

_________________________________________________________________________________________________ 37
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

UNIT 11
GRAMMAR FOCUS - PRONOUNS

 Os pronomes são usados para fazer referência a elementos já mencionados em um texto.


Portanto, sempre que encontrar um pronome, procure descobrir a que elemento do texto ele está se
referindo. Use a gramática como mais uma estratégia para facilitar a reconstrução do texto.

DEMONSTRATIVE PRONOUNS
SINGULAR PLURAL
THIS THESE
THAT THOSE

SUBJECTIVE OBJECTIVE POSSESSIVE POSSESSIVE REFLEXIVE


PRONOUNS PRONOUNS ADJECTIVE PRONOUNS PRONOUNS
I ME MY MINE MYSELF
YOU YOU YOUR YOURS YOURSELF
HE HIM HIS HIS HIMSELF
SHE HER HER HERS HERSELF
IT IT ITS ITS ITSELF
WE US OUR OURS OURSELF
YOU YOU YOUR YOURS YOURSELF
THEY THEM THEIR THEIRS THEMSELVES

 SUBJECTIVE PRONOUNS só podem ocupar a posição de sujeito (sempre antes do verbo)


Ex: Mary (she) visited Alex yesterday.
 OBJECTIVE PRONOUNS ocupam a posição de objeto direto/indireto, além de serem
usados depois de preposições. Ex. Paul (he)gave Jane (her) (indirect object) a book (it) (direct object)
for her birthday.
 POSSESSIVE ADJECTIVES & POSSESSIVE PRONOUNS ambos indicam posse e
concordam sempre com o possuidor.
 POSSESSIVE ADJECTIVES funcionam como adjetivos, logo, devem sempre vir
acompanhados de um substantivo. Ex.: my car
POSSESSIVE PRONOUNS como pronomes que são, substituem um substantivo. Logo,
nunca vêm acompanhados de substantivo. Ocorrem sempre sozinhos. Ex: It is mine.
 REFLEXIVE PRONOUNS
 São usados com verbos pronominais (sujeito e objeto são a mesma pessoa) Ex: I cut
myself last week.
 Dão ênfase ao sujeito ou ao objeto. Ex: I myself made the cake
 Quando precedidos da preposição by indicam que a pessoa fez a ação sozinha ou sem
ajuda. Ex: I went to the party by myself.

_________________________________________________________________________________________________ 38
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

EXERCISES

1. Choose the correct pronoun and fill in the blanks.


 __________________(I/ My) sisters do not live in Belo Horizonte.
 __________________(We/Our) are teachers.
 __________________ (It/Its) is very cold today
 __________________ (My/Mine) class is here, __________ (your/yours) is on the
second floor.
 __________________(He/His) is from Japan.
 That new BMW is _________________(their/theirs).
 Karen likes ___________________ (his/him) very much
 Laura is a good friend of _______________(mine/him).
 My mother usually cuts ____________ (herself/her) finger when she cooks.
 Are ______________(they/them) __________(your/you) parents.
 When ____________(I/me) hurt ___________ (my/myself), _________ (his/he) helped
(me/myself).
 ____________(him/his) t-shirt is white ___________ (her/hers) is black.

2. Refer back to the pronouns table and fill in the blanks with the adequate pronoun. Locate the
word(s) the pronouns are referring to.

MADONNA

Madonna Louise Veronica Ciccone is an American pop singer and actress. ________
was born in 1958 in Bay City Michigan, USA. __________ started acting and dancing when
______________ was a child.
__________ created a provocative image of _____________. This contributed to the
success of ___________ cereer. ______________ dresses ___________ in an
unconventional way. __________________ first album Madonna (1983) was a great success.
The MTV channel had an important role in ___________________ career. __________
showed her music videos.
____________ successful recordings and concert tours were Like a Virgin (1984) True
Blue (1986), Like a Prayer (1989), Bedtime Stories (1994) and the 1990 Blonde Ambition
concert tour. ___________ wrote a book in 1992 – Sex. ___________ contains controversial
erotic photographs and had a first printing of more than one million copies. In 1991 Madonna
released the documentary Truth or Dare. __________ is an explicit behind – the – scenes
account of her global concert tour.

_________________________________________________________________________________________________ 39
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 12

ORGANIZING THE IDEAS IN ENGLISH

ESTRUTURA DAS FRASES EM INGLÊS

Subject + Verb + Objects and/or Other Complements

A estrutura das frases em inglês é muita mais fixa do que no português. Inversões e omissões
de sujeito são permitidas no português, inclusive enriquecem a linguagem. Em inglês, a ordem das
palavras é, praticamente, fixa. Pouquíssimas inversões são permitidas e o sujeito deve estar sempre
presente, ocupando seu lugar na frase. Quando ele não existir, o It ou o there (que não é o lá, apesar
de ser escrito da mesma forma) preenchem o espaço do mesmo.

Ao ler em inglês, deve-se ter em mente que:


 Todas as frases tem um verbo
 O sujeito em inglês é explicito e formado por substantivos, pronomes ou
estruturas nominais (um conjunto formado de substantivo + palavras que
possam modificá-lo).
 Normalmente as frases têm objetos (diretos/indiretos) e/ou outros
complementos como adjuntos adverbiais de tempo, lugar e outros.
 Da mesma forma que o sujeito, tanto os adjuntos adverbiais quanto os objetos
são formados por substantivos, pronomes ou estruturas nominais.

EXERCISES

1. Marque o sujeito, verbo, objetos e complementos das orações que se seguem.


a. This is not a physics textbook

b. This book demonstrates the relevance of basic scientific concepts in a real-world


context.

c. It encourages the study of physics.

d. The traditional order of presentation has been reversed in this book in the hope of
increasing motivation.

e. It first shows the applications of physics principles in familiar everyday things, such as
television, transport, telecommunications, domestic gadgets and health.

_________________________________________________________________________________________________ 40
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

INPUTTING DATA

The input to a computer is the data that is fed into the computer for it to process. The input data
may be either numbers or character strings (e g a list of names). The computer receives input through
an input device, " such as a keyboard, or from a storage device, such as a disk drive.
A keyboard is then one form of input device for a computer. It is usually alphanumeric but also
contains special keys, which perform, particular functions on the computer. Alphanumeric because it is
a mixture of characters which can be numbers or letters or symbols or any combination. A
programmable function key is a key on a computer keyboard whose function depends on the software
being run. In many cases, programmable function keys (PF) can be defined as equivalent to
combinations or sequences of other keys.
A magnetic disk is a computer data storage device on which programs and data may be stored
and retrieved quickly- far faster than cassette tape 15 but more expensive. Data on disks is stored in
many concentric circles, each of which is called a track. Data stored on a magnetic disk cannot be read
as quickly as data stored in the main memory of the computer, but disk storage has larger capacity and
is not erased when the computer is turned off. Microcomputers use floppy disks or diskettes, or hard
disks. A floppy disk looks like a small phonograph record, covered with a magnetic coating. A hard disk
or fixed disk is permanently mounted in the computer and cannot be removed. The part of the computer
that reads and writes the disk is known as the disk drive

EXERCISES

1. In which paragraphs are the main ideas in the text


a) Um tipo de dispositivo de entrada. ____________________
b) O que é entrada de dados e como é recebida pelo computador. ____________________
c) O teclado e suas funções.__________________________

2. Complete in English
a) A _____________is one form of ______________________device.
b) The part of the computer that _____________________ and __________________the disk
is known as the ________________________.

3. Match the columns.


(a) strings ( ) correr, executar
(b) through ( ) flexíveis
(c) run ( ) desligado
(d) retrieved ( ) instalado
(e) erased ( ) mais rápido
(f) turned off ( ) recuperada
(g) floppy ( ) apagado
(h) coating ( ) por meio de
(i) mounted ( ) sequências ou listas
(j) faster ( ) chaves
( ) película ou camada
4. Answer these questions according to the text.
What’s a track?

Where is a hard disk permanently mounted?

Which is faster: a disk or a cassette tape?

Give an example of a character string?

_________________________________________________________________________________________________ 41
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 13

OUTPUTTING DATA

The output of a computer is the information that the computer generates as a result of its
calculations. Computer output may be tinted on paper, displayed on a terminal or stored on magnetic
disks.
One-way of generating good quality printed output is to use a converted electric typewriter.
Sometimes systems using this will allow the keyboard to be used to enter information as well. The well-
known types of printers are: line printer, daisywheel printer, dot-matrix printer, electrostatic printer, laser
printer and others.
A computer terminal is an input-output device whereby a user is able to communicate directly
with a computer. 'A terminal must have a keyboard, so that the user can type in instructions and input
data, and a means of displaying output, such as a CRT (television) screen. Today, personal computers
are often used as terminals on larger computers.
In the 1960s, punched cards were the dominant way of feeding programs into computers. As
interactive terminals became more readily available, punched cards became less popular. A punched
card was a card on which holes were punched according to a particular pattern that could be read by a
computer. The holes were usually punched on the cards by a keypunch machine, which had a
keyboard like a typewriter. The computer read the cards when they were passed through a card reader,
which sent the signals to the computer, where they were translated into machine instructions.

EXERCISES

1. Answer these questions according to the text.


a. How did a computer read the cards?
b. How is it possible to generate good quality printed output?
c. Why must a terminal have a keyboard?
d. What is the output of a computer?
e. Are punched cards still popular nowadays? When were they?

2. The output may be:


a. ___________________ on a terminal or _______________ on disks.

3. Write yes or not


a. ( ) Through a terminal, the user can communicate directly with a computer
b. ( ) Keyboards may be used to input information as well.
c. ( )Compute output may be only displayed on a terminal.
d. ( ) There were machines to punch holes on cards.
e. ( ) We can’t use a personal computer as a terminal.

4. Say which words in the text the following words in bold type refer to
a. Its calculations
b. Using this
c. On which holes
d. They were passed
e. Which had a keyboard
f. They were translated

5. Retire of the text cognates words and repeated words.

_________________________________________________________________________________________________ 42
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

UNIT 14

ADJECTIVES – COMPARATIVES & SUPERLATIVES


COMPARATIVO

Igualdade: as ...... as (tanto ........ quanto)


Ex.: Vera Fischer is as beautiful as Yoná Magalhães.
Vera Fischer is as tall as Sharon Stone.

Obs.: Se a frase for negativa, usaremos “so”


Ex.: Vera Fischer isn’t so beautiful as Carolina Dickman.

Inferioridade: less …… than (menos …… que)


Ex.: Vera Fisher is less beautiful than Sharon Stone.
Carolina Dickman is less tall than Vera Fischer.

Superioridade: adjetivos longos – more ……. than (mais ...... que)


Ex.: Vera Fischer is more beautiful than Renata Sorah.

Superioridade: adjetivos curtos – acrescenta er ao adjetivo (er ….. than)


Ex.: Vera Fischer is taller than Carolina Dickman.

SUPERLATIVO

Adjetivos longos – the most….. (o mais…)


Ex.: Vera Fischer is the most beautiful actress in our TV.

Adjetivos longos – acrescenta est ao adjetivo ( o mais….)


Ex.: Vera Fischer is the prettiest actress in our TV.

Regras Ortográficas

Adjetivo monossílabo, formado por cvc (consoante-vogal-consoante), dobra a última consoante ao


acrescentar er ou est.
Ex.: big – Shopping Amazonas is bigger than São José shopping
Ex.: hot – Manaus is the hottest city that I know.

Adjetivos terminados em “Y” precedido de consoante, tira o y e acrescenta ier para o comparativo
de igualdade ou iest para o superlativo.
Ex.: pretty – Julia Robert is prettier than Sharon Stone.
Ex.: dry - Goiania is the driest city that I know.
Obs.: Se o adjetivo terminar em “Y”, mas for precedido de vogal, segue a regra
geral.

EXCEÇÕES: Alguns adjetivos e advérbios têm, no grau de superioridade e superlativos, formas


irregulares.
Good (bom, boa) better the best
Well (bem)
Bad (ruim) worse than the worst
Little (pouco) Less than the least

ATENÇÃO

_________________________________________________________________________________________________ 43
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
Exercício sobre este assunto está no final da apostila, pois valem pontos.
UNIT 15

FLOWCHARTING
Flowcharts are recognized as one of the most important ways co effectively communicate ideas
between people who may differ in knowledge, education and position.
Instead of trying to use outdated notes and memorandums, a flowchart shows a worker, in
brilliant simplicity, how to perform a particular process that an engineer or owner has designed.
Flowcharts help the office manager describe a filing system to a clerk. They let a chemical
engineer teach a complicated testing process to a lab technician; they enable an auditor to uncover
weaknesses in the security of a client's assets; they make it possible for a businessman to explain his
company structure to the bank representative when applying for financing; they allow a department
head to prove his need for additional employees for responding to customer service calls; and they give
supervisors a professional tool that helps them identify where bottlenecks are in their operation and
how the process can be improved.
In just a few blocks of information, you can conclusively communicate a general overview of
your problems - then go on to a more detailed chart of specific solutions in each particular area. Once a
flowchart is completed for a process, it is then used for training, troubleshooting, testing, and inspecting
that process. You should always train the people to any new . changes to a process, and, of course,
you should train new people to your processes ... and the best training aid in the world is a flowchart!
Flowcharts are being used today in practically every nation of the world they visually clarify
everything from personnel structure to telephone wiring from inspection processes to genealogy charts.

EXERCISES

1. Write yes or no.


a. Nowadays practically every nation of the world use flowcharts. ( )
b. A flowchart is the worst training aid in the world. ( )
c. Once a flowchart is completed for a process, it is not possible to use it anymore. ( )
d. Flowcharts give supervisors a toll that helps them identify how the process can be
improved. ( )
e. Flowcharts communicate ideas between people who are similar in education, position
and knowledge. ( )

2. Complete the sentences.


a. Flowcharts helps the manager ____________________________
b. Flowcharts let an engineer _______________________________
c. Flowcharts enable an auditor _____________________________
d. Flowcharts allow a department head. _______________________

_________________________________________________________________________________________________ 44
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

ANOMALOUS VERBS

PRESENT PAST TRANSLATION SYNONYMS


Can Could Poder – capacity, To be able to
possibility e
permission
May Might Poder – possibility e It will/would be
permission possible
Will Would Usado para formar
futuro (will) e o
conditional (would)
Shall Should Dever – obrigação
ou conselho
Must - Precisar – To have to
obrigação, To need to
necessidade,
conclusão lógica e
proibição

EXERCISE
1. Complete the following sentences.

a. A synonym for to be able to is ____________________________


b. No sentido de possibility a synonym for may is _______________
c. Os dois verbos que indicam obrigação em inglês são __________
d. A synonym for must is __________________________________

THERE TO BE

Infinitive There to be
Simple Present There is/there are
Simple Past There was/there were
Simple Future There will be
Conditional There would be
Present Perfect There has/have been
Near Future There is going to be

_________________________________________________________________________________________________ 45
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
UNIT 15
LINKING WORDS

Nesta unidade, focalizaremos os elementos utilizados dentro do texto para ligar idéias, criando, assim,
uma linguagem fluente dentro de um texto ágil.

As palavras que aparecem dentro de um texto, organizando a sua estrutura, ligando as idéias e
estabelecendo aquela “adequação interna” à qual nos referimos na unidade anterior são chamadas de
linking words (conectivos) ou (semantic markers). Esses elementos de ligação funcionam, do mesmo
modo que as placas de sinalização nas estradas: vão mostrando como as idéias estão se organizando
dentro do texto, as marchas e contramarchas, os acidentes de percurso, etc.

Aprender a identificar e usar as linking words é parte importante do processo de compreensão das
ideais contidas em um texto escrito.

Task 4 Leia os textos e complete com as linking words sugeridas abaixo:

If – but – moreover – as – if – besides – although – then –or – and – that is why

a) _____________ the U.s. is entering into a new era, as you suggest, _______

perhaps the rest of the world can also look forward to a better future.

b) The solution to the trade deficit with Japan is not to pressure the Japanese to

work less an play more_________ spend less.

c) – This is a practical, convenient arrangement, particularly ____________ you


reside outside of Switzerland.

d) – His love affair with the camera may have developed gradually __________

in a flash.

a) – Most illegal immigrants live along the margins of society, working cheaply,

anonymously and without complaint so as to avoid detection by authorities

_________ they have become part of the texture of American life, they have

remained anxious fugitives.

b) – Advertisers must believe in the integrity of circulation information. _______

c) we subject our circulation records to independent verification by the Audit

_________________________________________________________________________________________________ 46
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

ACRONYMS AND ABBREVIATIONS


LISTA DE SIGLAS E ABREVIAÇÕES
ACK - Affirmative Acknowledgment CPU - Central Processing Unit
ACM - Alterable Control Memory; CPS - Characters Per Second
Association for Computer Machinery CRC - Cyclic Redundancy Check character
ACS – Advanced Communications System CRJE - Conversational Remote Job Entry
ACU – Automatic Calling Unit CRT - Cathode Ray Tube
ADABAS - Adaptable Data Base CUG - Closed User Group
Management System DAMA – Demand Assignment Multiple Access
ADAPSO - Association of Data Processing DAP – Data Access Protocol
Services Organization DASD - Direct-Access Storage Device
ADF – Application Development Facility DBA - Data Base Administrator
ALGOL - Algorithmic Language DBD - Data Base Description
ALOHA - Packet Transmission Protocol DBDC - Data Base / Data Communications
ANSI – American National Standards DBMS - Data Base Management System
Institute DBTG - Data Base Task Group
APL - A Programming Language DCE - Data Circuit-terminating Equipment
APT – Automatically Programmed Tools DDCMP - Digital Data Communications
ARQ – Automatic Request for Repetition Message Protocol
AS – Application System DDD - Direct Distance Dialing
ASA – American Standards Association DDL - Data Description Language of CODASYL
ASCII – American Standard Code for DDP - Distributed Data Processing
Information Interchange DDS - Data-phone Digital Service
ASR – Automatic Send and Receive DEC - Digital Equipment Corporation
Capabilities DES - Data Encryption Standard
BASIC – Beginner’s All-purpose Symbolic DIANE -Direct Access Network Europe
Instruction Code DIP - Dual In-line Package
BCD – Binary-Coded Decimal notation DL/1 -Data Language 1
BCS - British Computer Society DOR - Digital Optica1 Recording
BDAM - Basic Direct Access Method DOS - Disk Operating System
BIT - Binary Digit DP - Data Processing
BOMP - Bill of Materials Processor DPCX - Distributed Processing
BSC - Binary Synchronous Communication ControlExecurive
BTAM - Basic Telecommunications DPMA - Data Processing Management
Access Method Association
CAFS - Content Addressable File Store DPPX - Distributed Processing Programming
CAL - Computer Assisted Leaming Executive
CAPTAIN - Character and Pattem DSE - Data Switching Equipment; Distributed
Telephone Accwss Information Network System Environment
CAV - Computer Assisted Video DTE - Data Terminal Equipment
CBX - Computerized Branch Exchange DUV - Data Under Voice
CCD - Charge Coupled Device EAM - Electrical Accounting Machine
CD – Compact Disk EBAM - Electron Beam Access Method
CDC -Control Data Corporation EBCDIC - Extended Binary Coded Decimal
CICS - Customer Information Control System Interchange Code
Institute ECL - Emitter Coupled Logic
CML - Current Mode Logic EQMA - European Computer Manufacturers
COBOL - Common Business Oriented Association
Language EDP - Electronic Data Processing
CODASYL - Conference on Data EDS - Exchangeable Disc Store
Systems and Languages ENQ - Enquiry Character
CODEC - the inverse of a Modem EOB - End of Block
COM - Computer Output on Microfilm EOM - End of Message
COMSAT - Communications Satellite ESC – Escape
Corporation

_________________________________________________________________________________________________ 47
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

ESL – European Systems Language OCR - Optical Character Recognition


ESS - Electronic Switching System OR - Operation Research
FAX - Facsimile OS - Operating System
FCC - Federal Communications Commission PAD - Packet Assembler /Disassembler
FDM - Frequency-Division Multiplex PAM - Pulse Amplitude Modulation
FDMA - Frequency-Division Multiple Access PC - Printed Circuit; Personal Computing
FDS - Fixed Disc Store PCB - Program Control Block
FEP - Front End Processor PCM - Pulse Code Modulation
FET - Field-Effect Transistor PDN - Public Data Network
FORTRAN - Formula Translation Language PDS - Personal Data System
FSK - Frequency Shift Keying PERT - Program Evaluation and Review
GIS - Generalized Information System Technique
HDLC - Higher-Level Data Link Control PL/1- Programming Language 1
HISAM - Hierarchical Index Sequential: Access PPM - Pulse Position Modulation
Method PROM - Programmable Read Only Memory
IBM - International Business Machines PSB - Program Specification Block
Corporation PSS - Packet Switched Service
IC - Integrated Circuit QTAM - Queued Telecommunications Access
ICA - Integrated Communications Adapter Method
ICL - International Computers Limited R & D - Research and Development
IDMS - A Codasyl-based data base RAM - Random Access Memory
Management System RJE – Remote Job Entry
IDMSX - Integrated Data Base Management RMS - A DEC Access Method
System ROM -Read Only Memory
IDS - Integrated Data Store RPG - Report Program Generator
IFIP - International Federation of Information SAGE - Semi-automatic Ground Environment
Processing Sacieties SAM - Sequential Access Memory
IMIS - Integrated Management Information SDLC - Synchronous Data Link Control
System SP - Space Character
IMP -Interface Message Processar SPC - Stored Program Control
IMS -Information Management System SSCP - System Service Control Point
I/O - Input/Output STAIRS - Storage and Information Retrieval
IP - Information Provider System
IPA - Information Processing Architecture TCMI - Telecommunications Access Methods
ISAM - Index Sequential Access Method TDMA - Time Division Multiple Access
ISDN - Integrated Service Data Network TIP – Terminal Interface Processor
JCL - Job Control Language TOS - Tape Operating System
KSR - Keyboard Send and Printer Receive TOTAL - Data Base Software Package
capabiiities TPMS - Transaction Processing Management
LRC - Longitudinal Redundancy Check System
LSI - Large Scale Integration TSO - Time Sharing Option
MAC - Multiple Access Computing TTY - Tele Typewriter Equipment
MIRC - Magnetic Ink Character Recognition UDLC - Univac Data Link Control
MPIS - Million Instructions per Second UNIVAC - Universal Automatic Computer
MIS - Management Information System VAB - Voice Answer Back
MODEM -Modulator Demodulator Unit VAN - Value Added Netwvork
MVS - Multiple Virtual Systems VDU - Visual Display Unit
NAK - Negative Acknowledge Character VM - Virtual Machine
NCC - National Computer Centre VS - Virtual Storage
NCP - Netwvork Control Program VSAM - Virtual Storage Access Method
NDBMS -Netevork Data Base Management VSPC - Virtual Storage Personal Computing
System VTAM - Virtual Telecommunications Access
NDPA – Network Problem Determination Method
Application VU - Volume Unit
NDR – Nondestructive Read WPM - Words Per Minute
NOI - Node Operator Interface
O & M - Organisation and Methods

_________________________________________________________________________________________________ 48
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

GLOSSARY OF DATA PROCESSING TERMS


GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS INGLÊS/PORTUGUÊS
USADOS EM PROCESSAMENTO DE DADOS

Lista de palavras comumente encontradas em manuais e livros sobre Computação. Algumas


definições foram extraídas de manuais da IBM, Burroughs, American National Standard e
Vocabulary for Information Business.

ABACUS - instrumento primitivo para realizar APLICATION PACKAGE - conjunto de


cálculos por meio de pequenas bolas que programas projetados para aplicação do
correm em arames montados num quadro. computador em áreas específicas da
ABEND - encerramento de execução de um atividade humana, bem definidas.
programa, devido a um erro de APPLICATION PROGRAM – programa para a
programação ou erro do computador. solução de problemas do usuário.
ABSOLUTE MACHINE LANGUAGE - ARCHIVAL STORAGE – armazenamento de
codificação na linguagem nativa do dados que devem ser guardados por longo
computador, que permite à máquina tempo, para eventuais consultas.
executar as instruções escritas, passo a ARGUMENT - argumento; variável
passo. independente de uma função; quando certo
ACCESS - ato de gravar ou ler dados através valor é substituído por ela, determina o valor
de um dispositivo periférico, como fita, da função.
disco, disquete, terminais etc. ARITHMETIC UNIT - unidade num sistema de
ACCESS TIME - é o tempo que se gasta para computação que contém circuitos que
gravar ou ler dados na memória do executam operações aritméticas.
computador ou o tempo médio para se ler ARRAY - arranjo de elementos em uma ou
ou gravar dados em um equipamento mais dimensões. É uma matriz.
periférico. ARTIFICIAL INTELLIGENCE - ramo da ciência
ACCMULATOR - lugar de armazenamento da computação que trata do uso dos
onde os resultados de operações computadores para simular o pensamento
aritméticas ou movimentação de dados são humano.
temporariamente guardados. ASSEMBLER - programa de computador que
ADDRESS - um número, que é o endereço. aceita instruções escritas por um
identificando um lugar da memória. programador em linguagem que não seja de
ALGOL - Algorithmic Language – linguagem de máquina e as converte em códigos ou
alto nível usada para a solução de linguagem aceita pela máquina na qual o
problemas científicos ou gerais, montada programa deve ser usado.
num formato de blocos. ASSEMBLY PROGRAM - programa montador.
ALGORITHM - série de instruções relativas à Consiste num programa que transforma a
solução de um problema específico. codificação das instruções escritas em
ALIAS - nome alternativo dado a um arquivo de linguagem simbólica em instruções em
banco à e dados. Pseudônimo. linguagem de máquina.
ALPHAMERIC/ALPHANUMERIC – termo geral ASSYNCHRONOUS TRANSMISSION -
para o uso combinado de caracteres transmissão na qual cada caractere de
alfabéticos, numéricos, caracteres especiais informação é individualmente sincronizado,
(como." " etc.) normalmente pelo uso de elementos de start
ANALOG COMPUTER – computador cujas e stop.
variáveis são medidas por analogia física. AUTOCODES - linguagens que são
Equipamento que trabalha com variáveis de semelhantes à linguagem natural, como o
modo contínuo, fornecendo, por exemplo, inglês, e são orientadas para ‘problema’ em
pressão, temperatura, voltagem etc. por vez de para 'máquina'.
meio de circuitos elétricos. Enquanto o
analógico mede continuamente, o digital
conta discretamente.

_________________________________________________________________________________________________ 49
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
AUTOMATIC CALLING UNIT - dispositivo que BLOCK - conjunto de caracteres, palavras ou
permite discar automaticamente um número dígitos, assim como de registros lógicos,
telefônico e que, sem intervenção humana, que formam uma unidade física chamada de
faz a conexão de computador e terminais. bloco físico.
AUTOMATION - método pelo qual máquinas BLOCK DIAGRAM - etapas de procedimentos
São controladas por um Computador a fim para a solução de um problema, ilustradas
de executar operações predeterminadas em numa representação gráfica de sua
seqüência, ou determinadas por operações seqüência lógica. Como num fluxograma.
ou condições precedentes. BOOLEAN - pertencente ao processo usado
AUXILIARY STORAGE - extensão da memória na álgebra formulada por Boole ou lógica
principal de um computador. Essa extensão formal.
é armazenada temporariamente em discos BRANCH - instrução ou comando que, diante
magnéticos. de certas condições, determina uma
BACK-UP - cópia sobressalente necessária em ramificação.
caso de algum acidente. BREAK POINT - lugar no programa onde a
BACKGROUND PROCESSING - execução execução normal é interrompida para
automática de programas de baixa permitir uma intervenção manual, a fim de
prioridade quando os programas de alta facilitar a correção.
prioridade não estão usando os recursos do BROADCAST - transmissão de uma
sistema. mensagem para todos os terminais
BACKING STORE - memória de grande conectados ao canal de comunicação.
capacidade usada para suplementar a BUFFER - área na memória usada para
capacidade da memória principal de um armazenar dados de entrada ou saída antes
processador central. de serem processados; é usada para
BAND - faixa de freqüência através da qual se compensar a diferença de velocidade de
consegue transmitir sinais digitais de transmissão de dados entre a memória
codificados em analógicos e vice-versa. principal e os dispositivos periféricos.
BASE - o mesmo que raiz, um número básico BUG - erro ou mal funcionamento que se quer
ao qual se aplica incremento para achar ou analisar.
localizar um endereço de memória ou setor BULK STORAGE FILE - área de
de disco. armazenamento comum.
BASIC - linguagem de programação para BURST - separação em folhas de um
aplicação conversacional num processo de formulário sanfonado.
recursos compartilhados de memória BUSINESS DATA PROCESSING – uso do
chamado de time sharing. processamento automático de dados em
BATCH PROCESSING – agrupamento de um contabilidade ou gerenciamento.
número de itens de entrada similares, a BYTE - grupo de dígitos binários normalmente
serem processados em uma mesma rodada. operados como uma unidade.
BAUD - unidade que mede a velocidade com a CALCULATOR - calculadora.
qual as informações são transferidas. CARD - papel de qualidade especial usado
BINARY - elemento eletrônico que envolve como meio de entrada; cartão.
duas possibilidades, uma verdadeira e outra CARD CODE - combinações de perfurações
falsa. que representam caracteres numéricos,
BINARY CELL - célula de memória com alfabéticos ou especiais em um cartão
capacidade de um dígito binário. perfurado.
BINARY CODE - código que faz uso de dois CARD PUNCH - dispositivo periférico usado
caracteres distintos, normalmente O e 1. para registrar informação através de
BINARY DIGIT - em notação binária, um dos perfurações em cartões.
caracteres O e 1. CARD READER - dispositivo periférico de um
BIT - abreviação de binary digit (dígito binário). computador que lê e traduz em códigos de
BLANK - caractere usado para indicar uma máquina as perfurações dos cartões.
posição de saída ou armazenamento, no CARD WRECK - resultado de uma leitura
qual nada está armazenado. Espaço em errada de um cartão perfurado devido ao
branco. mal funcionamento do maquinário ou
porque alguns cartões estão mutilados (card
error).

_________________________________________________________________________________________________ 50
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
CATHODE RAY TUBE DISPLAY - dispositivo COMM0N LANGUAGE - linguagem em forma
que apresenta os dados em forma visual por codificada e legível por máquina, comum a
meio de raios luminosos controlados. É dois ou mais computadores e equipamento
comumente chamado de vídeo ou display. associado.
CELL - é a intersecção de uma fileira ou COMMUNICATION- processo de transmitir
coluna, numa tabela. Célula. informação de um ponto para outro.
CENTRAL PROCESSING UNIT - unidade de COMPILER - programas usados para traduzir
um computador constituída dos circuitos que os programas-fontes escritos em
controlam a interpretação e execução das determinada linguagem de alto nível para
instruções. É denominada unidade central linguagem de máquina ou assembler.
de processamento. COMPUTER - máquina capaz de aceitar
CHANNEL - caminho pelo qual os sinais dados, processá-los e fornecer resultados,
podem ser enviados ou transferidos de/ou sem a intervenção do homem durante sua
para uma unidade de entrada ou saída. execução.
CHARACTER - uma letra, símbolo ou dígito COMPUTER CODE - código de máquina para
usado como parte da organização, controle determinado computador.
ou representação dos dados em um COMPUTER INSTRUCTION - instruções de
computador. máquina para determinado computador.
CHARACTER PRINTER – dispositivo que COMPUTER MEMORY - setor do computador
imprime um só caractere por vez. que tem por finalidade armazenar programa
CHARACTER RECOGNITI0N - identificação à e todos os resultados intermediários,
e caracteres por meio automático. enquanto forem necessários.
CHARACTER SET - conjunto de letras, COMPUTER PROGRAM - série de instruções.
números, pontuação e símbolos disponíveis. aceitável por um computador, preparada
CHARACTER STRING - grupo de caracteres para obter determinado resultado.
em fileira (ordem crescente ou decrescente). CONCATENATE - combinar dois grupos de
CHIP - peça retangular ou quadrada de silício caracteres, colocando-os em seqüência
na qual são impressas várias camadas de para formar uma nova fileira de caracteres.
um circuito integrado. Usada em CONCURRENCY - extensão à qual os dados
microcomputadores. podem ser acessados por mais de um
CIRCUIT - uma conexão física elétrica entre usuário ao mesmo tempo.
dois pontos. CONDITION - expressão lógica que determina
CLASS - classe. Conjunto de documentos, se uma operação acontecerá.
itens, relatórios etc. com características CONSOLE - parte de um computador usada
semelhantes. para comunicação entre o operador ou o
CLOCK - dispositivo que gera sinais periódicos técnico de manutenção e o computador.
necessários para sincronização. CONSOLE TYPEWRITER - máquina de
COBOL - Common Business Oriented escrever usada por um operador para se
Language - linguagem de alto nível para comunicar com o sistema.
programação comercial. CONSTANT - constante. Um valor fixo e
CODE - conjunto de regras que especificam a invariável.
maneira pela qual os dados podem ser CONTINUOUS STATIONERY – formulário
representados. contínuo.
CODE BLOCK - tipo especial de dados que se CONTROL PROGRAM - programa projetado
refere a uma parte do código Compilado do para listar (relacionar) e supervisionar o
programa. desempenho do trabalho de processamento
CODING - usado em programação quando se de dados.
refere ao processo de escrever uma série CONTROL UNIT - parte do computador digital
instruções na linguagem apropriada. que controla as instruções de leitura e
COLUMN - arranjo vertical de caracteres ou registro. interpreta-as e as aplica.
outras expressões. CONVERSATIONAL MODE – maneira de usar
COMMENT - informação num programa de computadores quando o usuário se
computador que é ignorada pelo comunica com a máquina na base de
computador e é incluída somente para perguntas e recebe imediatamente a
auxílio do leitor. resposta. Também chamado interativo.

CORE - memória principal do computador; DECLARATION - statement usado pelo

_________________________________________________________________________________________________ 51
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
nome usado nos anos 60. compilador para definir uma variável, um
CORE STORAGE - núcleo de memória. procedimento ou identificador de função.
CRITICAL PATH - caminho através de uma DECK - coleção de cartões perfurados,
rede PERT que mostra o menor tempo em pertencentes a um serviço.
que um projeto pode ser completado. DELAY - tempo despendido entre o término da
CROSS-FOOTING - soma de subtotais num confecção de um relatório e sua real
relatório para dar um total impresso na possibilidade de utilização; retardo.
mesma linha. DEVICE - dispositivo físico real de um sistema
CURSOR - marcador de posição de caractere de computador.
que pode ser movimentado manualmente. DIAGNOSTIC MESSAGE – mensagem que o
CYCLE - intervalo de tempo no qual um computador imprime em caso de erro para
conjunto de acontecimentos se completa. ajudar o programador a identificar a causa
DATA - plural da palavra latina 'datum' e do erro.
significa dado, informação, um único fato; DIGIT - caractere ou algarismo básico de um
elemento básico que é fornecido, produzido sistema de numeração; no sistema decimal
ou processado pelo computador. são os algarismos de O a 9 e no sistema
DATA BASE - conjunto de dados organizados binário, O e 1.
segundo uma seqüência lógica que permite DIGITAL COMPUTER – computador no qual
o acesso de maneira simples; o mesmo que números, letras e símbolos são
‘data bank’ representados por combinações dos dígitos
DATA BANK - banco de dados; coleção de O e 1; processa informações e Números
arquivos de dados. representados como dados discretos ou
DATA PROCESSING - execução de uma descontínuos.
seqüência sistemática de operações. DIRECT ACCESS - pertencente a um
DATA PROCESSING SYSTEM – conjunto de dispositivo à e armazenamento no qual o
máquinas capazes de aceitar informação, Tempo de acesso é independente da
processá-la de acordo com um plano e localização dos dados; sinônimo de random
produzir resultados desejados. access e contrário de sequential access.
DATA REGISTER - dispositivo interno do DIRECTORY - área num disco onde os nomes
computador utilizado para armazenar os e lugares de arquivo são armazenados.
dados enquanto necessários. DISK DRIVE - dispositivo que capacita o
DATA SET - maior unidade de armazenamento computador a ler e imprimir dados em
de dados e recuperação em um sistema de discos.
operações; dispositivo que desempenha DISK PACK - dispositivo constituído de um
função de modulação/demodulação e conjunto de discos magnéticos destinados à
controle para fornecer compatibilidade entre armazenagem auxiliar de dados.
máquinas e linhas de comunicação, para DISK/DISK STORAGE – dispositivo magnético
transmissão através dessas linhas. para armazenamento, no qual os dados são
DATA SINK - equipamento capaz de aceitar armazenados em faixas concêntricas sobre
sinais (dados) provenientes de um uma superfície redonda e plana.
dispositivo de transmissão, testando-os e DISPLAY- representação visual de dados em
podendo originar outros sinais de controle. console.
DATA SOURCE - equipamento que fornece DOCUMENTATION - registro em papel de um
sinais de dados a serem transmitidos. problema e sua solução.
DATE TYPE - um tipo de dados especial que DROP - conexão disponível para um terminal
consiste em dígitos para armazenar valores em uma linha de transmissão.
de ano, mês e dia. DRUM - dispositivo magnético no qual os
DEBUG - detectar, localizar e corrigir erros dados são armazenados na superfície de
num programa. um tambor cilíndrico.
DECISION TABLE - tabela com todas as DUMP - descarga. Copia o conteúdo de toda a
possibilidades que devem ser consideradas memória ou de parte à ela, normalmente da
na decisão de um problema, juntamente memória interna para uma externa.
com as ações a serem tomadas.

_________________________________________________________________________________________________ 52
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
EDITOR- programa de computador que faculta FIRMWARE - refere-se a software que é
ao usuário conhecer o arquivo, acrescentar armazenado em alguma forma fixa, tal como
e modificar. read-only-memory (ROM).
ELEMENT - unidade de um conjunto, matriz, FIXED WORD-LENGTH COMPUTER -
seqüência etc. computador com palavra de tamanho fixo.
ENCAPSULATION - genericamente, projeto de FLAGGING - sinalização de erros numa
uma função ou programa que obedece ao mensagem impressa.
princípio de ‘informação escondida’. FLIP-FLOP - circuito usado para armazenar um
ENTRY - item a ser incluído, ou que já foi bit de informação.
incluído em uma lista. FLOAT - termo usado na análise da rede PERT
ENTRY POINT - a primeira instrução que descreve o tempo livre disponível para
executada no programa quando ele é atividades que não estão no critical path.
ativado. FLOPPY DISK - meio de armazenamento feito
ENVIRONMENT VARIABLES – variáveis de de plástico coberto com uma camada
um sistema operacional que podem ser magnética. É o meio de armazenamento
usadas para comunicar informações mais comum usado em micros.
configuradas para programas executáveis. FLOWCHART - representação gráfica das
ERROR MESSAGE - indicação de que um erro etapas envolvidas na solução de um
foi detectado. problema.
ERROR RANGE - diferença entre o mais alto FLOWCHART SYMBOL – símbolo usado para
valor do erro e o mais baixo, ou seja, representar operações, dados, fluxo ou
amplitude de erro. equipamento em um flowchart.
EXPRESSION - combinação de constantes, FORMAT - o arranjo dos dados.
identificadores, operadores e funções que FORTRAN - FORMULA TRANSLATION -
produzem um único valor quando avaliadas. linguagem de programação destinada a
EXTERNAL STORAGE - dispositivo para resolver problemas que envolvem fórmulas
armazenamento externo ao computador. algébricas.
FAIL-SOFT - capacidade de um computador de FUNCTION - conjunto de instruções que geram
prosseguir o trabalho da melhor maneira um único valor de saída para um dado valor
possível quando há erro no maquinário ou da variável independente ( ou variáveis).
programa. GARBAGE - resíduo; informações sem
FAILURE - incapacidade de uma operação significado ou não desejadas mantidas na
para satisfazer a seus objetivos. Falha. memória do computador ou em qualquer
FAX ou FACSIMILE MACHINE - aparelho para elemento de armazenamento.
transmitir cópias de documentos através de GATE - refere-se a um circuito lógico no qual
linhas telefônicas. Alguns computadores têm um único sinal de saída é função de
a possibilidade de enviar e receber sinais de determinada combinação de sinais de
fax. entrada; usado na execução da lógica
FEEDBACK LOOP - componentes e processos booleana.
envolvidos na correção ou controle de um GRAPH PLOTTER - dispositivo periférico para
sistema, usando parte da saída como produção de resultado (Output) gráfico de
entrada; realimentação. um computador.
FIELD - num registro, área específica usada GRAPHICS - referência a imagens gráficas.
para uma categoria determinada de dados. HALF DUPLEX - linha de transmissão que
FILE - conjunto de registros tratados como uma permite que a informação passe em duas
unidade. direções, mas não simultaneamente.
FILE LAYOUT - arranjo e estrutura de dados HANDSHAKING - troca de sinais
em um arquivo. predeterminados com o propósito de
FILE LOCKING - processo pelo qual um controle quando uma conexão é
usuário garante acesso exclusivo a um estabelecida entre dois data sets.
banco de dados. HARD DISK - meio de armazenamento que
FILE SERVER - computador numa rede, usa disco de alumínio rígido, coberto com
preparado para fornecer armazenamento a óxido de ferro; o mesmo que 'winchester'.
outros computadores. com o objetivo de HARDWARE - refere-se às características
compartilhar informações entre os vários mecânicas e eletrônicas de um sistema de
usuários. processamento de dados, isto é, trata-se da
máquina ou equipamento.

_________________________________________________________________________________________________ 53
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
HASH TOTAS - totais de controle; soma dos INTERFACE - componente de maquinário para
totais de um campo específico ou ligar dois dispositivos; parte da memória ou
determinado grupo de registros, com o registros à qual dois ou mais programas
objetivo de conferência. podem ter acesso.
HIGH LEVEL LINGUAGE – linguagem de INTERPRETER - programa que traduz e
computador na qual o usuário pode executa cada comando de linguagem-fonte
escrever os comandos de forma orientada antes de traduzir ou executar a próxima.
para sua terminologia usual. I/O - abreviação de input/output.
HOLLERITH – HERMAN HOLLERITH, JOB - grupo específico de tarefas prescritas
inventor do processamento de dados por como uma unidade de trabalho para o
meio de cartões perfurados; diz-se também computador.
de um tipo específico de código ou cartão JOB CONTROL STATEMENT - comando em
perfurado que utiliza doze fileiras por coluna um job que é usado para identificar o job ou
e, normalmente, oitenta colunas por cartão. descrever suas condições ao sistema
HOME LOOP - operação que envolve somente operacional.
as unidades de entrada e saída associadas JOB MIX - seleção de programas a serem
ao terminal local. rodados simultaneamente.
HOST COMPUTER - computador que se JOB STACKING - pilha de jobs múltiplos para
encarrega das operações de um grupo de serem processados um após outro,
computadores ligados em uma rede. automaticamente.
HOST SYSTEM - sistema central ao qual está JUMP INSTRUCTI0N – instrução num
ligada uma rede de terminais. programa que faz com que o controle seja
IDENTIFIER - nome que identifica uma função, passado para uma instrução que não seja a
procedimento, variável, constante ou outra seguinte.
entidade em um programa-fonte. KEY - cada uma das teclas em um teclado;
IDLE TIME - parte do tempo disponível durante item pelo qual um arquivo de dados é
o qual o maquinário não está sendo usado. classificado.
IMPLEMENTATION - série de operações que KEYBOARD - dispositivo que registra dados
culminam na implantação de um sistema de pela pressão de teclas; teclado.
computador. KEYWORD - palavra que tem um significado
INDEX – lista de referência ordenada do especial para um compilador ou outro
conteúdo de um arquivo. programa utilitário.
INFORMATION - resultado útil ou informativo KILOBYTE - 1.024 bytes.
de uma operação de processamento de LABEL - um ou mais caracteres usados para
dados. identificar um registro, uma mensagem ou
INFORMATION RETRIEVAL – métodos e arquivo; rótulo.
processos usados para recuperar LANGUAGE - conjunto de representações,
determinada informação dos dados convenções e regras estabelecidas para
armazenados. transmitir informações entre pessoas ou
IN LINE PROCESSING – processamento de entre pessoas e máquinas.
dados sem estarem sujeitos à classificação LASER PRINTER – impressora que usa raio
preliminar. laser para gerar uma imagem e a transfere
INPUT - dados transferidos de um meio externo para o papel eletrostaticamente.
para a memória interna. LAYOUT - planos ou projetos, tais como
INPUT AREA - área na memória reservada fluxogramas ou diágramas, que indiquem o
para input. procedimento a ser executado.
INPUT DEVICE - dispositivo usado para trazer LIBRARY - coleção organizada à e programa,
os dados a serem processados para dentro rotinas e sub-rotinas, bastante usados por
da unidade central de processamento de terem sido previamente testados e com os
dados. Exemplo: leitora de disco magnético. quais muitos problemas ou parte deles
INSTRUCTION - código que faz com que podem ser resolvidos, de imediato.
determinada operação se realize. LINE PRINTER - dispositivo que imprime todos
INTEGER - número inteiro. os caracteres de uma linha como uma
INTERATION - processo que executa unidade.
repetidamente uma série de operações até
que certa condição prevista esteja satisfeita.

LINEAR PROGRAMMING - campo da MAGNETIC STORAGE – dispositivo de

_________________________________________________________________________________________________ 54
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
Matemática cujo objetivo é otimizar a armazenamento que utiliza as propriedades
solução de um problema que depende de magnéticas de materiais para armazenar
um conjunto de variáveis sujeito a um dados.
conjunto de restrições; programação linear. MAGNETIC TAPE - fita com superfície
LINK - instrução de opção no fim de uma sub- magnetizada.
rotina, para retorno do programa ao ponto MAINFRAME - o mesmo que Unidade Central
de partida; ligação. de Processamento.
LIST - lista de expressões, nomes de campos MAIN STORAGE - armazenamento interno
ou nomes de arquivos separados por principal.
vírgulas. geralmente especificados como MANAGEMENT INFORMATION SYSTEM -
comandos, procedimentos ou argumentos gerenciamento desempenhado com auxílio
de funções. de processamento automático de dados.
LIST PROCESSING - método de MARK SENSING - técnica usada para detectar
processamento de dados em forma de marcas feitas com lápis especial em
listas. posições específicas no cartão e
LIVEWARE - termo usado para designar as automaticamente transformá-las em
pessoas que trabalham num centro de perfurações.
processamento de dados. MASS STORAGE - armazenamento de uma
LOAD - em programação. dar entrada de grande quantidade de dados, com acesso
dados na memória; carregar. imediato pela Unidade Central de
LOGIC UNIT - circuitos no processador central Processamento.
que executam instruções lógicas. MASTER F1LE - arquivo relativamente
LOGICAL TYPE - tipo de dados especial que permanente ou que é considerado como
consiste em valores verdadeiros (T) ou principal em determinado job; arquivo-
falsos (F). mestre.
LOOP - seqüência de instruções que é MATCH - verificar identidade entre dois ou
executada repetidamente até que outra mais itens de dados.
condição prevaleça. MEDIUM (pl. MEDIA) - material no qual os
MACHINE - termo comumente usado para dados são registrados, Por exemplo: discos
designar computador. magnéticos.
MACHINE CODE - código de operação que MEGABYTE – 1.035.576 de bytes.
uma máquina pode reconhecer e executar. MEMORY – amplamente usada para significar
MACHINE INSTRUCTION – instrução que uma 'armazenamento de dados', dispositivo no
máquina pode reconhecer e executar. qual as informações podem ser
MACHINE LANGUAGE - linguagem que é armazenadas e recuperadas, quando
reconhecida diretamente pelo computador. necessário.
MAGNETIC CARD - cartão com superfície MEMORY VARIABLE - refere-se à variável
magnetizada na qual dados podem ser que está na memória, em contraposição
armazenados. àquela que se encontra no campo do banco
MAGNETIC CORE - minúsculo anel de ferrite de dados.
capaz de armazenar um bit. MENU - lista de escolhas que aparece na tela
MAGNETIC DISC - disco com superfície enquanto determinado programa está sendo
magnetizada. executado.
MAGNETIC DRUM - cilindro com superfície METHOD – operação executada em resposta a
magnetizada. uma mensagem enviada a um object.
MAGNETIC INK - tinta que contém partículas MICROSECOND - a milionésima parte do
6
de uma substância magnética cuja presença segundo (1/10 s).
pode ser detectada por sensores MILL - termo antigo para Unidade Central de
magnéticos. Processamento.
MAGNETIC INK CHARACTER MILLISECOND - a milésima parte do segundo
3
RECOGNITION - reconhecimento por uma (1/10 s).
Máquina de caracteres escritos à tinta MILL TIME – durante uma rodada, tempo no
magnética. qual o processador central está ativo.
MODE – método de operação.

MODEM - abreviação de OPERATION - instrução que designa qual


modulador/demodulador. operação deve ser executada.

_________________________________________________________________________________________________ 55
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
MODULE – genericamente, um procedimento OPTICAL CHARACTER RECOGNITION -
ou função que podem ser tratados como identificação pela máquina de caracteres
uma unidade. impressos através de dispositivos sensíveis
MONITOR - programa controle que a luz.
supervisiona a operação de vários OPTICAL SCANNING - expositor ótico; técnica
programas independentes, para otimizar a para reconhecimento, pela máquina, de
operação. caracteres por suas imagens, isto é, expõe
MULTI-ACCESS - capacidade de um oticamente dados escritos ou impressos e
computador de permitir que vários usuários os transforma em representação digital.
o usem ao mesmo tempo. OPTMIZE - fazer algo trabalhar da melhor
MULTIPROCESSING - execução simultânea maneira possível num conjunto de
de dois ou mais programas ou seqüências circunstâncias, isto é, otimizar.
de instruções por uma rede de ORDER CODE - lista de funções ou instruções
computadores ou por um só. a que o maquinário deve obedecer.
MULTIPROGRAMMING - execução simultânea OUTPUT - resultado ou informação transmitida
de dois ou mais programas ou seqüências para um dispositivo de saída
de instruções por um computador, sob a OUTPUT AREA – área de armazenamento
direção e o controle do programa reservada para output.
supervisor. OUTPUT DEVICE – dispositivo de saída de
NANOSECOND - bilionésima parte do segundo dados que transforma os dados
9
(1/10 s). processados pela unidade central de
NETWORK - série de pontos ligados por canais processamento de modo a tornar-se
de comunicação, rede. inteligível. Exemplo: impressora.
NUMERIC CHARACTER - o mesmo que digit. OUTPUT UNIT – dispositivo que recebe
NUMERIC CODE - informações codificadas impulsos do processador central e os
numericamente; código numérico. converte em caracteres de saída para
OBJECT - linguagem ou programa produzido serem perfurados, impressos ou qualquer
através da compilação ou tradução de outra outro meio de saída.
linguagem ou programa denominado 'fonte'. OVERFLOW – estouro; situação que ocorre
OBJECT FILE - arquivo que contém a saída de quando o resultado de uma operação
um compilador ou outro tradutor de aritmética excede a capacidade de
linguagem, geralmente o resultado da armazenamento do espaço que lhe foi
compilação de um único arquivo-fonte. destinado.
OBJECT PROGRAM - programa em OVERLAP - realizar toda ou parte de uma
linguagem de máquina pronto para ser operação, simultaneamente com uma ou
rodado pela máquina. mais operações adicionais; justapor,
OFF-LINE - diz-se do equipamento num sobrepor.
sistema de computação que não está sob OVERLAY - parte de um programa executável
controle direto da Unidade Central de que compartilha a memória com outras
Processamento de Dado. partes do mesmo programa.
ON-LINE - diz-se do equipamento periférico OVERTIME - hora extraordinária.
sob o controle direto da Unidade Central de PACKAGE – programa genérico de grande
Processamenro de Dados. aplicação, escrito de forma que o usuário
OPERAND - parte de uma instrução; pode ser somente complete os dados que tornem o
um resultado, um parâmetro ou a indicação programa específico para seu sistema.
da localização da próxima instrução. PAGING - divisão do núcleo da memória em
OPERATING SYSTEM - sistema operacional partições de comprimento fixo.
que consiste numa coleção integrada de PAPER TAPE - tira de papel capaz de registrar
rotinas de serviço que supervisionam a informações com uma série de perfurações.
seqüência de programas no computador; PAPER TAPE PUNCH - máquina de perfurar
realiza também depurações, compilação, fita de papel.
contagem e determina ainda áreas de PAPER TAPE READER - dispositivo que lê e
armazenamento na memória, traduz as perfurações feitas em fita de
papel.

PARALLEL OPERATION – execução PROGRAM - conjunto de instruções em


concorrente ou simultânea de duas ou mais determinada seqüência, destinado a
operações em dispositivos múltiplos. resolver um problema específico e

_________________________________________________________________________________________________ 56
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
PARAMETER - elemento que pode ser apresentado ao computador em
substituído por um valor qualquer. determinada linguagem.
PARITY BIT - bit de controle anexado a um PROGRAM EDITOR - programa que cria e
arranjo de dígitos binários, para tornar a edita arquivos de textos ou programas.
soma de todos os dígitos binários sempre PROGRAM LIBRARY - coleção de programas
par ou sempre ímpar. e rotinas de computador.
PARITY CHECK - teste cuja função é verificar PROGRAMMABLE FUNCTION KEY - tecla no
se o número de uns (ou zeros) em um teclado do computador cuja função depende
conjunto de dígitos binários é ímpar ou par. do software que está sendo usado. Em
PATTERN RECOGNITION - identificação de muitos casos, essas teclas podem ser
formas ou configurações por meios definidas como equivalentes a combinações
automáticos. ou seqüências de outras teclas.
PAYCHECK - cheque de pagamento. PROGRAMMER - pessoa que projeta. escreve
PAYROLL - folha de pagamento. e testa programas.
PERIPHERALS - dispositivos de entrada, saída PROGRAMMING - programação – elaboração
ou memória auxiliar ligados ao processador de uma seqüência lógica de eventos que o
central. computador deve executar para resolver um
PICOSECOND - um trilhonésimo de segundo problema.
12
(1/10 s); abreviado por psec. PROTOCOL - convenção que determina como
PITCH - unidade de largura que mede a a informação será comunicada entre dois
quantidade de caracteres que cabem, de dispositivos e quando começar a parar o
um lado ao outro, em uma polegada. envio de informação.
PLOTTER - dispositivo que desenha figuras no PUNCH - perfuração feita em cartões ou fita de
papel, acionando canetas, de acordo com papel.
as instruções do computador. PUNCHED CARD - cartão perfurado.
POINT - medida usada para descrever a altura PUNCHED PAPER TAPE - fita de papel
de um caractere. perfurada.
POS LISTING - listagem de programa. QUANTIFY - dar valores numéricos aos
PRIMARY STORAGE - área da unidade central elementos de um problema.
de processamento, onde os dados são QUERY - pedido de informação para ser
armazenados até sua utilização. recuperada de um banco de dados.
PRINTER - impressora; dispositivo de saída QUEUE - estrutura da dados da qual os itens
que fornece informações impressas. são removidos na mesma ordem que
PRINTER MEMORY - memória usada para entraram; fila.
armazenar textos e 'formatar' comandos. QUEUE ACCESS METHOD – qualquer método
PROBLEM ORIENTED LANGUAGE - de acesso que sincroniza automaticamente
linguagem construída para facilitar a a transferência de dados entre o programa
codificação de determinada classe de que usa o método de acesso e os
problemas; necessita ser traduzida em dispositivos de entrada e saída.
linguagem de máquina para ser operada RADIX - o mesmo que 'base'.
pelo computador. RANDOM ACCESS - acesso aleatório; o
PROCEDURE - procedimento específico para mesmo que direct access em COBOL,
execução de um problema. modo de acesso pelo qual registros lógicos
PROCEDURE-ORIENTED LANGUAGE - tipo específicos são obtidos ou localizados num
de linguagem usada para expressar o arquivo que armazena grande quantidade
procedimento conveniente usado na de dados, de maneira não seqüencial.
solução de ampla classe de problemas. RANDOM ACCESS DEVICE – dispositivo no
PROCESS - seqüência sistemática de qual o tempo de acesso é efetivamente
operações para produzir um resultado independente da localização dos dados.
específico. RANGE - intervalo de valores que uma
quantidade ou função pode admitir.

RAW DATA - dados que não foram SCANNER - dispositivo que permite ao
processados ou que podem não estar em computador ler uma página impressa ou
condições de serem interpretados pela manuscrita.
máquina. SCHEDULED MAINTENANCE - manutenção

_________________________________________________________________________________________________ 57
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
READ -interpretar dados de um dispositivo de executada com plano estabelecido.
armazenamento, no sentido de ler uma SCOPE - num comando de banco de dados,
informação. cláusula que especifica uma série de
READ/WRITE HEAD – eletromagneto registros a serem endereçados pelo
incorporado em dispositivos magnéticos de comando.
armazenamento que registra e lê dados. SECONDARY STORAGE - dispositivo de
READER - dispositivo que converte informação armazenamento adicional ao principal. É
de uma forma de armazenamento para também chamada de "memória de arquivo".
outra, no sentido de entrada de dados. SEGMENT - código ou dados manipulados
REAL TIME INPUT - dados de entrada pelo linkcr como uma unidade indivisível.
inseridos em um sistema no momento de SELF-CHECKING CODE - código de
serem produzidos por outro sistema. verificação de erro.
REAL TIME OUTPUT - dados de saída SEPARATOR - caractere ou conjunto de
retirados de um sistema por outro sistema, caracteres que diferenciam campos ou
quando necessário. registros, um do outro.
REAL TIME PROCESSING - processamento SEQUENCE - série de passos que devem ser
em tempo real; processamento no qual as executados numa ordem determinada.
informações são processadas à medida que SEQUENTIAL PROCESSING - processamento
vão realmente ocorrendo, com fornecimento de registros numa seqüência
imediato dos resultados obtidos. predeterminada.
RECORD - registro; coleção de itens de dados SERVICE ROUTINE - rotina de apoio a uma
relacionados, tratados como unidade, que operação.
formam um elemento de um arquivo. SET - coleção de elementos ou dados que têm
REEL - carretel, bobina; usado para enrolar características comuns.
fita. SHANNON - unidade de medida de quantidade
REGISTER - dispositivo capaz de armazenar de informação igual àquela contida em uma
determinada quantia de dados, como uma mensagem.
'palavra'. SHARED - modo pelo qual um arquivo pode
REMOTE ACCESS - acesso remoto; utilização ser aberto e acessado por mais de um
do processamento de dados em sistema de usuário ao mesmo tempo.
comunicação de uma ou mais estações SHIFT - deslocamento; movimento de
distantes. caracteres de uma unidade de informação
REPORT - qualquer conjunto de resultados para posições adjacentes à direita ou à
impressos. esquerda.
RETRIEVAL - recuperação. SIGN BIT - bit de sinal; dígito binário usado
REWIND - voltar fita de papel ou disco como indicador de sinal.
magnético para o início. SIMPLEX MODE - operação de um canal de
ROLLING FORWARD – acumulação de comunicação em uma só direção, sem
subtotais sucessivos num relatório qualquer possibilidade de reversão.
impresso. SIMULATE - representar certas características
ROOT - parte especial do programa que tem o de comportamento de um sistema físico ou
mais baixo endereço. abstrato pelo comportamento de outros
ROUND OFF - arredondar resultados. sistemas; simular.
ROUTINE - conjunto ordenado de instruções SING POSITION - posição que contém a
que podem ter uso freqüente ou geral. indicação do sinal algébrico de um número,
ROW - grupo de colunas ou campos localizado normalmente no fim de um
relacionados que são tratados como uma numeral.
única entidade. SINGLE-ADRRESS - endereço simples;
RUN - único desempenho de um programa ou formato de instrução que contém um
rotina. endereço.
RUN TIME - tempo durante o qual um SKIP - salto; função de perfuradora de cartões
programa está sendo rodado. ou de fila, equivalente à função tabular em
máquina de escrever.

SOFTWARE - conjunto de programas, SUPERVISOR - parte do programa de controle


procedimentos, regras e documentação através do qual o uso de recursos é
referentes à operação de um sistema. coordenado e é mantido o fluxo de
Exemplo: programas montadores, operações através do processador central.
compiladores, sub-rotinas etc. integram o SYMBOL - nome indicado para um valor que

_________________________________________________________________________________________________ 58
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
software de um sistema. representa uma constante ou o endereço do
SORTING - classificação; disposição de dados código ou dados.
ou informações em seqüência conveniente, SYMBOLIC ADDRESS - endereço expresso
podendo ser alfabética ou numérica. em símbolos convenientes ao programador.
SOURCE - comando escrito por um SYMBOLIC LANGUAGE – linguagem
programador em qualquer linguagem, com simbólica; caracteres usados pelo
exceção da linguagem de máquina real. programador para escrever um programa.
SOURCE CODE - representação textual de um SYNTAX - regras que ditam a forma das
programa ou procedimento. declarações (statements) ou comandos,
SOURCE PROGRAM - programa escrito em definidos pelos implementadores da
source language, contrasta com programa linguagem.
objeto. SYSTEM - reunião de métodos, procedimentos
SPACE - lugar destinado ao armazenamento ou técnicas para regular a interação e
de dados. formar um todo organizado.
SPECIFICATION - análise de um problema SYSTEM DEFINITION – documento detalhado
para definir o que é e como deve ser que descreve cada aspecto de um sistema,
resolvido. seus objetivos, dados contidos nele, formas
SPOT PUNCH - dispositivo para perfurar um usadas, saída etc.
furo de cada vez. SYSTEMS ANALYSIS - número de atividades
SPREADSHEET - é uma tabela de números ligadas à implantação de um sistema de
dispostos em linhas e colunas, utilizadas em computação para determinar o que deverá
cálculos comerciais. ser realizado e como otimizá-lo. Requer
STATEMENT - em programação, uma estudo minucioso de todas suas etapas e,
expressão significativa ou instrução principalmente, o conhecimento detalhado
generalizada, em linguagem-fonte. do sistema já existente.
STEP - instrução num programa. SYSTEMS FLOWCHART – fluxograma que
STOCK-KEEPING- controle físico do estoque. mostra o projeto esquematizado de um
STORAGE - sinônimo de ‘memória’ dispositivo sistema.
no qual os dados podem entrar, ser TABULATION - usado para qualquer forma de
armazenados e recuperados. tabu1ação de saída, em forma impressa.
STORAGE CAPACITY - quantidade de dados TAG - identificação de um registro em fita
que podem ser contidos num dispositivo de magnética.
armazenamento. TAPE DECK - o mesmo que tape unit; unidade
STORE ADDRESS - número que se refere a de fita.
determinada localização na core store. TAPE LABEL - rótulo (identificação) da fita.
STORED PROGRAM - programa armazenado TARGET LANGUAGE - linguagem objetiva;
na memória do computador. linguagem na qual alguma outra linguagem
STRING - grupo de caracteres armazenados deve ser traduzida.
num computador. TASK - unidade de trabalho para a unidade
STUB CARD - cartão picotado, de modo que a central de processamento, do ponto de vista
parte destacável pode ser usada como do programa de controle.
recibo; cartão dual. TELEPROCESSING - forma de manuseio de
SUBROUTINE - conjunto de instruções informações na qual meios de comunicação
necessárias para dirigir o computador na são utilizados; teleprocessamento.
resolução de operações lógicas ou funções TEMPORARY STORAGE - em programação,
matemáticas definidas. locação na memória para resultados
SUBSCRIPT - chave numérica que identifica intermediários.
certo elemento num conjunto ou tabela. TERMINAL - qualquer dispositivo capaz de
SUMMARIZING - reunião de uma massa de enviar e receber informação através de um
dados em uma forma significativa e de canal de comunicação.
utilidade; totalização. THIN-FILM MEMORY - memória de película
magnética.

THROUGHPUT - volume total de trabalho


realizado por um sistema em um período de
tempo determinado; jornada.
TIMESHARING – tempo compartilhado;
participação do tempo disponível de um
sistema de computação por vários usuários,

_________________________________________________________________________________________________ 59
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
via terminais.
TOKEN - uma seqüência básica de caracteres
que têm significado coletivo.
TRACK - faixa de disco magnético disponível
para um cabeçote de gravação ou leitura;
trilha.
TRANSLATOR - programa que traduz um
programa em linguagem-fonte para outro
em linguagem de máquina; tradutor.
UNCONDITIONAL JUMP - salto incondicional;
instrução no programa que transfere o
controle para uma instrução específica,
diferente daquela que estaria em seqüência.
UNIT - dispositivo com função específica.
UPDATE - atualizar, modificar o arquivo-mestre
com informação atualizada.
USER - aquele que utiliza um sistema de
computação.
UTILITY ROUTINE - rotina-padrão usada como
apoio de uma operação. Exemplo: rotina de
classificação, de conversão etc.
VARIABLE - quantidade que pode assumir
qualquer valor em determinado conjunto de
números.
VARIABLE WORD-LENGTH COMPUTER -
computador com palavra de tamanho
variável.
VERB - primeira palavra de um comando que
descreve a ação a ser executada.
VIRUS - programa de computador que,
automaticamente, se autocópia e infecta
outros discos ou programas sem que o
usuário se aperceba disso.
VISIBILITY - conjunto de condições sobre as
quais uma variável pode ser acessada pelo
nome.
VISUAL DISPLAY UNIT - tubo de raio
catódico, usado para expor dados em forma
diagramática ou em caractere.
WIDOW - linha no alto da página que pertence
ao parágrafo de página anterior.
WORD - grupo de caracteres que possuem um
único endereço e são tratados como uma
unidade de informação.
WORD MARK - termo usado em programação
com o objetivo de definir o comprimento de
um campo. NOTA: Abreviações e Glossário,
WORKSTATION - computador pessoal retirado na íntegra, do livro
conectado a uma rede. INGLÊS PARA PROCESSAMENTO DE
WRITE - registrar dados em um dispositivo de DADOS, de Terezinha Prado
armazenamento Galante e Elizabeth Pow, editora
Atlas S.A. – 1996.

_________________________________________________________________________________________________ 60
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

• BOECKNER, Keith and P. Charles Brown - Oxford English for Computing – 6a. Edição –
Editora Oxford University Press – 1996.

• GALANTE, Terezinha Prado & Pow Elizabeth – Inglês para Processamento de Dados – 7a.
edição – Ed. Atlas – 1996.

• MARQUES, Amadeu – Password English – Ed. Ática – 7a. edição – 1997.

• MURPHY, r – Essencial Grammar in Use – CUP – 1990.

• OLIVEIRA, Luciano Amaral – English for Tourism Students – Ed. Roca - 2001

• OLIVEIRA, Nádia Alves – Para Ler em Inglês – Desenvolvimento de Habilidade em Leitura


– Ed. Printing House – 2nd Edition – 1999.

• OLIVEIRA, Sara Rejane de F. – Estratégia de Leitura para Inglês Instrumental – Ed. Unb –
São Paulo – 1988.

• ROCHA, Analuiza Machado & Barbosa, M.Benta de Lima & Ferrari , Zuleica Águeda – Get
Ready – Ed. Moderna – São Paulo – 2000

• VIEIRA, Lilian Cavalcanti Fernandes – Inglês Instrumental – Universidade do Ceará – 1999.

_________________________________________________________________________________________________ 61
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________

GRAMMAR ENGLISH TEST

I – Choose the correct alternative:

1. He is the best doctor ____ I know. a) – who b) – that c) – which


2. The book_____ you gave me is very
interesting. a) – that b) – whose c) – who
3. I _______ my room. a) – cleaned b) – have cleaned
c) – to clean
4. The hotter, the ________. a) – better b) – the best c) – more better
5. You are getting fatter and _______. a) – more fast b) – most fast c) – fatter
6. She talked to the President_______. a) – itself b) – sheself c) – herself
7. We enjoyed ______ at the party. a) – us b) – ourselves c) – we
8. Tomorrow after nine I will be _____ to Los
Angeles. a) – traveling b) – travel c) – to travel
9. She ______ her room yesterday. a) – cleans b) – cleaned c) – clean
10. John ____ the wrong bus yesterday. a) – takes b) – took c) – take
11. The children _____ hard last year. a) – worked b) –works c) – work
12. She often ____ breakfast in the kitchen.
a) – have b) – has c) – having
13. He didn’t ____ to the mall last night. a) – goes b) – went c) – go
14. Your shoes are _____ the sofa. a) – at b) – behind c) – over
15. We are going to the club __ Monday. a) – on b) – at c) – in
16. She gets up ___ 8 o’clock everyday. a) – on b) – in c) – at
17. Easter is _____ April. a) – on b) – in c) – at
18. My father _____ a cake last night. a) – makes b) – made c) – making
19. We _____ arrive late. a) – don’t b) – didn’t c) – not
20. When did you _______ your shoes? a) – polished b) – polish c) – polishes
21. She _____ her house last March. a) – paint b) – painted c) – paints
22. That boy always ______ English in the
afternoon. a) – studys b) – studies c) – study
23. Does Jose _______ coffee? a) – likes b) – to like c) – like
24. She will _____ next week. a) – to study b) – study c) – studying
25. Jelf is going _______ his new car. a) – driving b) – to drive c) – drive
26. The cat is ______ around the sofa. a) – runing b) – running c) – run
27. ________ reading my book? a) – is she b) – are she c) – she is
28. He ____ sleeping now. He ________ a) – isn’t – are b) – isn’t – is c) – isn’t – is
studing studying studing
29. John is late. I meet ____ at the bus. a) – he b) – his c) – him
30. Sally is doing _____ homework. The
children ate doing. a) – her – them b) – its – their c) – her – their
31. _______ sad today? a) – is you b) – are you c) – you are
32. We ______ tired last night. a) – were b) – are c) - was
33. ___ a letter for you yesterday but ____ any a) – There is – b) – There isn’t – c) – There was –
letter today. there was there wasn’t there isn’t
34. _______ book is interesting but _____ a) - These – that b) – This – that c) – This – those
magazines are horrible.

_________________________________________________________________________________________________ 62
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
35. ______ you watching that film five minutes a) – Were b) – Was c) – Are
ago?
36. _______ cap isn’t here. It is in the ____ a) – Jack’s – girls b) – Jack’s – c) – Jack’s –
room. girls’s girls’
37. He is sick. He ____ go to the doctor. a) – used b) – should do c) – should
38. Let’s go now, _________? a) - shall not we
b) – shall we c) – will we
39. Theys could help you _______? a) - couldn’t they b) – could they c) – don’t they
40. When I arrived, the teacher_____ for an a) – spoken b) – spoke c) – had spoken
hour.

DEGREES OF COMPARISON – EXERCISES

1.Papyrus was used ________ than paper. 12 – His wife is ______ than his sister.
a) – early d) – more early a) – prettier d) - prettiest
b) – earlyer e) - earliest b) – pretty e) – the prettiest
c) – earlier c) – very pretty
2. Our next examination may be _______ the 13 – He’s far intelligent _____ you think.
last one. – more intelligent than
– more bad than – most intelligent than
– much bad than – the most intelligent as
– more badly than – intelligenter than
– more worse than – more intelligent as
– worse than
3. The “Herald”is ___________ newspaper in 14) – Chico is thin; but Gil is ______ Chico and
the town. Caetano is the _____ of all.
a) – the importantest – thinner than – thinest
b) – the less important – thinner than thinnest
c) – the more important – more thin than – the most thin
d) – the most important – as thinner than – thinnest
e) – the importanter – thiner than – thinnest
4. Health is ________ than wealth. 15) – England in geographically _____Scotland.
– good d) – the best a) – large than d) – larger than
– better e) - best b) – the largest e) - largest
– well c) – large as
5. This book is --_____ the last one we used. 16) - This exercises seems to be ________
a) – worst than d) – worse than than the last one.
b) – gooder than e) – best than a) – bad c) – very bad
c) – more good than b) – worse d) – the worst
6. She’s surely the ________ girl in town. 17) – The dictionary you bought at that book
– prettiest d) - prettier store is ________ mine.
– prettyest e) - prettyer a) – better c) – as good as
– most pretty b) – good d) – best
7. Today the weather is ______ than yesterday. 18) – A truck is ________ car.
– more bad d) – the worst – heavyer than d) – heavier than
– the worse e) – baddest – more heavy than e) – as heavy than
– worse – heavy than
8. Brazil is the _____ country in South America. 19) – They aren’t ______ the Universe.
– larger d) – least large – more vast as d) – most vast as
– largest e) – most large – vast as e) – so vast as
– more large – as vast than
9. Today Mary is ______ woman in the world. 20) – Is Portuguese ______ German?
– happier d) – the most happy – easier than d) - easy
– happyest e) – the less happy – easyer than e) – most easy

_________________________________________________________________________________________________ 63
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
– the happiest – more easy than
10. Jean is better than John. John is not 21) – The Amazon is one of the ____ areas in
so_____ as Jean. the world.
– bad d) - good a) – rainiest d) – more rain
– best e) - worse b) – rainniest e) - rainnier
- better c) - most rain
11. The first lesson in the book was certainly 22) – He is _________ boy in town.
_______ than the others: but was not _______ a) – so rich
in the book. b) – richer
– easier – the best d) – easy - good c) – the richest
– easy – the better d) – richest
- easiest – the best e) – richer than
23) – I think that orange juice is _______ 32) - No one was ______ that John when he
lemonade. heard a lie.
a) – more good than d) – good than – angrier d) - angry
b) – better than e) – more better – so angry e) – more angy
c) – as better as than - angriest
24) – This is _____ performance I’ve ever seen. 33) – That region is _______ the Northest.
– good as d) - better – dryer than d) – more dry than
– best e) – the best – drier than e) – most dry of
– more good – more driest
25) – It is ________ the Universe. 34) – Is the ________ that planet.
– as immense as – more useful than
– more immense as – usufullest
– immenser – as useful than
– as immense than – most useful
– the most immense as – usufuller than
26) – Is hunger ______ thirst? 35) – The Earth is ________ that planet.
– most terrible than a) – most beautiful than
– more terrible than b) – beautifuller than
– terrible than c) – as beautifull than
– terribler than d) – more beautiful than
– the most terrible than e) – beautiful than
27) – Jane is ______ girl at the party. 36) – Maquila is strong,but Tyson is _____ him.
a) – more attactive than a) – more stronger than
b) – as attractive more b) – stronger than
c) – the attractiviest of c) – so stronger than
d) – the most attactive d) – strongest than
e) – more attractive as e) – the most stonger.
28) – The elephant is one of _______ animals 37) – It is nnnnnnnnnot a bad mark, but it is
on Eart. ____ than your usual one.
a) – the biger d) – bigger than a) – bad d) - worst
b) – the biggest e) - biggest b) – worse e) – the worst
c) – the bigest c) – bery bad
29) – The Palio is _____ economical _____ 38) – Mary is tall, Besatriz is _______ Mary, but
Fiesta, but the Palio Mile is _____ of the three. Anne is __________ of all.
a) – more …than – the best – as tall / the most all
b) – the … most – of – taller than / the tallest
c) – as … as – the goodest – more tall – most tall
d) – as … than – the best of – taller tha – the taller
e) – more …. as – the best of – taller as – the tallest
30) – This dog is ________ a lion. 39) – Helen is _______all those people.
a) – more dangerous as – the most generous of
b) – as dangerous most – most generous
c) – more dangerous - the more generous
d) – as dangerous as – more generous
e) – the dangerous as – the most generous
31) – You are surely ________ pilot here. 40) – Martha is _________than Marcos.

_________________________________________________________________________________________________ 64
Teacher: Sandra Toda
INSTRUMENTAL ENGLISH

___________________________________________________________________________
a) – the better d) - worst – the tallest d) – more all
b) – the best e) - best – most tall e) – the least tall
c) – the worse - taller

_________________________________________________________________________________________________ 65
Teacher: Sandra Toda