You are on page 1of 21

c

ô 
J 

¬ 
 
  ¬ c
c c
 c c
c
c

c

ccc
c 
cc
c

    ô 
cccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccccc

FUNÇÕES
INORGÂNICAS

PROF. AGAMENON ROBERTO


c

< 2011 >



ccc c 
cc

    ô 
FUNÇÕES INORGÂNICAS
nº de moléculas ionizadas (n ) i
INTRODUÇÃO Į c
nº de moléculas dissolvidas (n)
As substâncias químicas podem ser
agrupadas de acordo com suas propriedades
Testando conhecimentos
comuns. Estas propriedades comuns são
chamadas de propriedades funcionais. 01) Adicionam-se 600 moléculas de HC ·c à água.
Sabendo que 5 40 moléculas estarão
Em função dessas propriedades podemos ionizadas, podemos afirmar que o grau de
ionização desta espécie química é:
agrupar as substâncias em grupos aos quais
chamaremos de funções inorgânicas. a) 11,4 %.
b) 10,0 %.
As principais funções inorgânicas são: c) 11,1 %.
. Função ácido. d) 60,0 %.
e) 90,0 %.
. Função base ou hidróxido.
02) Adicionando 800 moléculas de HNO3à água,
. Função sal. quantas ficarão inteiras sabendo que o grau
. Função óxido. de ionização é 0,8?
a) 800.
DISSOCIAÇÃO E IONIZAÇÃO b) 80.
c) 8.
Para compreender os conceitos das funções d) 640.
e) 160.
deveremos distinguir os fenômenos de ionização
03) Adicionando-se 500 moléculas de um certo
e dissociação. eletrólito à água, teremos, para um grau de
Observe o fenômeno: ionização igual a 0,9, quantas moléculas
_ X
ionizadas?
H ± C·cX H2O H3O X C·c ±
a) 90.
Devido à diferença de eletronegatividade entre b) 50.
os átomos de hidrogênio e cloro a ligação c) 450.
d) 45.
covalente é quebrada produzindo íons. Este e) 250.
fenômeno chama-se ionização.
A ionização ocorre com alguns compostos FUNÇÃO ÁCIDO (CONCEITO DE ARRHENIUS )

moleculares. Segundo Arrhenius toda substância que em


Veja agora o fenômeno: solução aquosa sofre ionização produzindo
_
NaC·c X H2O Na X (aq) X C·c ± (aq) como cátion, apenas o íon H , éX um ácido.
Neste fenômeno os íons apenas são Exemplos:
separados. O fenômeno será denominado de H2O
dissociação. HC·c HX X C·c ±

A dissociação ocorre com os compostos H2O


H2SO 4 2 H X X SO4 2±
iônicos.
X
Hoje, sabemos que o íon H liga-se à
GRAU DE IONIZAÇÃO OU DISSOCIAÇÃO cĮ c molécula de água formando íon H O3 , chamado X

de hidrônio ou hidroxônio.
Quando as espécies químicas estão em
Exemplo: c
solução aquosa, nem todas sofrem ionização ou _ X
H2SO 4 X 2 H2O 2 H3O X SO 4 2 ±
dissociação. A porcentagem de espécies que
Os ácidos podem ser classificados seguindo
sofrem estes fenômenos é dada pelo grau de
vários critérios.
ionização ou dissociação.

ccc c  
cc
Ú cc  c
c   c ccc c

    ô 
a) Quanto ao nº de hidrogênios ionizáveis Para os hidrácidos:
X
Monoácidos: Possuem 1 H Fortes: HC ·c; HBr e HI
HC·c; HCN; HNO 3
Médio: HF
X
Diácidos: Possuem 2 H
Fracos: Todos os demais.
H2S; H 2CO 3; H SO
2 4

X
Para os oxiácidos:
Triácidos: Possuem 3 H
H3BO 3; H 3PO 4 Fazemos a diferença (x) entre o nº de

X
átomos de oxigênio e o nº de hidrogênios
Tetrácidos: Possuem 4 H
ionizáveis. Se:
H4SiO 4; H 4P O
2 7 _
x=0 Fraco
b) Quanto à presença do oxigênio H3BO 3: x=3±3=0
_
Hidrácidos: Não possuem oxigênio x=1 Médio
Exemplos: HNO2: x=2±1=1
_
HBr; HCN; H 2S; H 4[Fe(CN) ]6 x=2 Forte
H2SO 4: x =4±2=2
Oxiácidos: Possuem oxigênio
_
Exemplos: x=3 Muito forte

HC·cO3; H 2SO 3; H PO
3 4 HC·cO4: x=4±1=3
c) Quanto ao nº de elementos Testando conhecimentos:
Binários: Possuem 2 elementos
01) O ácido de fórmula HCN é:
Exemplos: HBr; H2S; HC ·c
a) forte.
Ternários: Possuem 3 elementos b) oxiácido.
Exemplos: HCN;HNO 2; HClO 4 c) binário.
d) possui 3 hidrogênios ionizáveis.
Quaternários: Possuem 4 elementos e) tem grau de ionização menor que 5%.
Exemplo: H4[Fe(CN) 6] 02) Dentre as espécies químicas, citadas, é
classificado como ácido de Arrhenius:
c Quanto ao grau de ionização a) Na 2CO 3.
Fracos : Possuem Į ” 5%. b) KOH.
c) Na2O.
Exemplo: d) HC·c.
Į c 0,2% e) LiH.
H2CO 3 :
03) A equação correta da ionização do ácido
Médio : Possuem 5% c Į c 50% sulfúrico é:
_
Exemplo: a) H2SO 4 X H2O HSO42- X H3O X .
_
b) H2SO 4 X 2 H2O SO41- X 2 H3O X.
H3PO 4 : Į c 27% c) H2SO 4 X 2 H2O
_
SO42- X 2 H3O 2X.
_
Į• d) H2SO 4 X H2O HSO42- X H3O 2X.
Fortes : Possuem 50% _
e) H2SO 4 X 2 H2O SO42- X 2 H3O .X
Exemplo:
04) O ácido que corresponde à classificação
HC·c: Į c92% monoácido, oxiácido e ternário é:
a) HNO3. c
Quando não conhecemos o grau de b) HC·c.
ionização podemos aplicar as seguintes c) H2SO 4.
d) HCNO.
observações para classificar o ácido. e) H3PO 4.

ccc c  
cc
Ú cc  c
c   c ccc c

    ô 
05) Sejam os seguintes ácidos, com seus OXIÁCIDOS:
respectivos graus de ionização:
Usamos os prefixos hipo e per e os sufixos
HC·cO4 ( 97% )
H2SO 4 ( 61% ) oso e ico, que dependem do Nox do elemento
H3BO 3 ( 0,025% ) central, de acordo com a tabela abaixo.
H3PO 4 ( 27% )
HNO 3( 92% ) .
Ácido hipo ELEMENTO CENTRAL oso
Assinale a alternativa correta:
a) H 3PO é4 mais forte que H SO Ácido ........................................... oso
2 . 4
b) HNO 3é um ácido moderado.
Ácido ........................................... ico
c) HC·cO4é mais fraco que HNO .3
d) H 3PO é4 um ácido forte.
Ácido per ..... .. ........ ...... . ..... .. ....... ico
e) H 3BO é3 um ácido fraco.
Seguindo, de cima para baixo, a ordem
PROPRIEDADES DOS ÁCIDOS crescente do Nox.
Os ácidos possuem algumas propriedades Exemplos:
características: sabor, condutibilidade elétrica,
HC·cO : ácido hipocloroso
ação sobre indicadores e ação sobre as HC·cO2 : ácido cloroso
bases.
HC·cO3 : ácido clórico
Sabor:
HC·cO4 : ácido perclórico
Apresentam sabor azedo. Testando conhecimentos:
Condutibilidade elétrica:
01) Os ácidos de fórmulas H SO 2 4 e H 2SO 3 são
Em solução conduz a corrente elétrica. chamados, respectivamente, de:
Ação sobre indicadores: a) sulfídrico e sulfúrico.
b) sulfuroso e sulfúrico.
Algumas substâncias adquirem colorações c) sulfídrico e sulfuroso.
d) sulfúrico e sulfídrico.
diferentes quando estão na presença dos ácidos,
e) sulfúrico e sulfuroso.
estas substâncias são chamadas de indicadores.
02) Os ácidos perclórico, fosfórico, nitroso e
sulfuroso possuem, respectivamente, as
Indicador Cor na presença do ácido
fórmulas moleculares:
Fenolftaleína Incolor
Tornassol Róseo a) HC·cO4, H 3PO 4, HNO e
2 H SO
2 .3

Metilorange Vermelho b) HC·cO4, H 2PO 3, HNO3e H SO


2 .4
c) HC·cO3, H 2PO 2, HNO e
2 H SO
2 .4
Ação sobre bases d) HC·cO3, H 2PO 3, HNO e
3 H S.
2
e) HC·cO2, H 2PO 4, HNO e
2 H S.
2
Reagem com as bases produzindo sal e água.
03) A respeito do ácido fosfórico podemos afirmar
NOMENCLATURA DOS ÁCIDOS
que:
HIDRÁCIDOS: a) é um hidrácido.
b) é um ácido forte.
c) possui dois hidrogênios ionizáveis.
Ácido X elemento formador X ÍDRICO d) é mais forte que o ácido nítrico.
e) é ternário.
Exemplos: 04) O ácido cianídrico é um gás de ação
HC·c: ácido clorídrico venenosa muito rápida e é usado na câmara
de gás, em locais que possuem pena de
H2S: ácido sulfídrico morte. A fórmula molecular do ácido
cianídrico é: c
HCN: ácido cianídrico a) HCN.
b) HCOOH.
H2Se: ácido selenídrico c) H4Fe(CN) 6.
d) HCNO.
HBr: ácido bromídrico e) HCNS.


ccc c 
cc
Ú cc  c
c   c ccc c

    ô 
Existem casos em que o mesmo elemento As bases podem ser classificadas seguindo
central forma ácidos diferentes, porém com o vários critérios.
mesmo Nox. Nestes casos, a diferença se a) Quanto ao n.º de oxidrilas
encontra no grau de hidratação e usamos os
Monobases: Possuem apenas uma oxidrila.
prefixos orto, meta e piro.
Exemplos:
O prefixo orto é usado para o ácido com o
NaOH, KOH, AgOH, NH 4OH
maior grau de hidratação.
Dibases: Possuem duas oxidrilas.
H3PO 4
Exemplos:
Ácido ortofosfórico.
Zn(OH) 2, Pb(OH) 2, Sn(OH) 2
O prefixo meta é usado para o ácido obtido
de uma molécula do "orto" pela retirada de Tribases: Possuem três oxidrilas.
uma molécula de água. Exemplos:
H3PO 4 ± H 2O = HPO 3 Au(OH) 3, A ·c(OH)3, Ni(OH) 3
Ácido metafosfórico.
Tetrabases: Possuem quatro oxidrilas.
O prefixo piro é utilizado quando de duas
Exemplos:
moléculas do "orto" retiramos apenas uma de
Pb(OH) 4, Sn(OH) 4
água.
2 H3PO 4 ± H 2O = H P
4 O
2 7 b) Quanto à força
Ácido pirofosfórico.
Fortes: São as bases em que a oxidrila se liga
Testando conhecimentos: a um metal alcalino ou alcalino terroso.
Exemplos:
1) A fórmula do ácido pirocrômico apresenta
fórmula H Cr
2 O2 . 7Qual a fórmula do ácido NaOH, KOH, Ba(OH) 2, Ca(OH) 2.
ortocrômico? Fracas: São as demais bases.
Exemplos:
2) Se a fórmula do ácido sulfúrico é H SO
2 , 4qual NH4OH, AgOH, A ·c(OH)3
será a fórmula do ácido pirossulfúrico?

c) Quanto à solubilidade em água


FUNÇÃO BASE OU HIDRÓXIDO (CONCEITO
Solúveis: São as bases constituídas pelos
DE ARRHENIUS)
metais alcalinos e o NH4OH.
Para Arrhenius base ou hidróxido é todo
Exemplos:
composto que em solução aquosa sofre
LiOH, RbOH, NaOH
dissociação iônica, libertando como ânion,
apenas o íon OH , ±denominado de oxidrila ou Pouco solúveis: São as bases dos metais
hidroxila. alcalinos terrosos.
Exemplos:
Exemplos:
HO
Mg(OH)2, Be(OH) 2, Ca(OH) 2
NaOH 2 Na 1X (aq) X OH 1-
(aq)

H2O Praticamente insolúveis: São todas as c


Pb(OH) 2 Pb 2X (aq) X 2 OH 1-
(aq)
demais bases.
Estas equações recebem o nome de Exemplos:
equações de dissociação da base. Fe(OH) 3, AuOH, Sn(OH) 4

ccc c 
cc
Ú cc  c
c   c ccc c

    ô 
Testando conhecimentos: Se o cátion possui duas valências
diferentes devemos acrescentar os sufixos oso e
01) A base LiOH pode ser classificada como :
ico, respectivamente, para a menor ou maior
a) monobase, forte e insolúvel.
valência.
b) monobase, fraca e insolúvel.
c) dibase, forte e solúvel.
Exemplos:
d) tribase, fraca e insolúvel.
e) monobase, forte e solúvel. Fe(OH) 2 : hidróxido ferroso.

02) A base mais forte entre as citadas abaixo é: Fe(OH) 3 ; hidróxido férrico.
a) AgOH. Pb(OH) 2 : hidróxido plumboso.
b) NH OH.
4
c) Fe(OH) 3. Pb(OH) 4 : hidróxido plúmbico.
d) KOH.
e) Zn(OH) .2 Para as bases constituídas por cátions com
03) Qual das espécies abaixo é uma base? duas valências diferentes, podemos substituir
as terminações oso ou ico pelas suas valências
a) HCN.
b) NaC ·c. em algarismos romanos.
c) CaO.
d) NH OH.
4
Exemplos:
e) HNO .2
Fe(OH)2 hidróxido de ferro II.
04) (Osec-SP) Uma base forte deve ter o grupo
OH±ligado a um: Fe(OH)3 hidróxido de ferro III.

a) elemento muito eletropositivo. AuOH hidróxido de ouro I.


b) elemento muito eletronegativo.
c) semimetal. Au(OH) 3 hidróxido de ouro III.
d) metal que forneça 3 elétrons.
e) ametal. Testando conhecimentos:

01) Uma das bases mais importantes no nosso


NOMENCLATURA DAS BASES cotidiano é a soda cáustica, que possui
fórmula e nome, respectivamente, iguais a:
A nomenclatura de uma base depende da a) KOH e hidróxido de potássio.
b) LiOH e hidróxido de lítio.
valência do cátion. c) Ca(OH)2e hidróxido de cálcio.
Quando o cátion possui uma única valência d) NaOH e hidróxido de sódio.
e) Au(OH) 3e hidróxido aúrico.
devemos colocar a palavra hidróxido seguida do
nome elemento que originou o cátion. 02) Sobre o hidróxido plumboso pode-se afirmar
que:
Exemplos:
a) é uma base forte e solúvel em água.
KOH: hidróxido de potássio. b) não reage com o ácido clorídrico.
c) tem uma solubilidade grande em água.
LiOH: hidróxido de lítio. d) a valência do chumbo nesta base é X2.
e) é uma tetrabase praticamente insolúvel
Zn(OH) 2: hidróxido de zinco. em água.

03) É uma base forte e pouco solúvel em água:


A·c(OH) 3: hidróxido de alumínio.
a) hidróxido de níquel III.
NH4OH: hidróxido de amônio. b) hidróxido de alumínio. c
c) hidróxido de potássio.
Ca(OH)2: hidróxido de cálcio. d) hidróxido de ouro III.
e) hidróxido de bário.
Ba(OH) 2: hidróxido de bário.

ccc c  
cc
Ú cc  c
c   c ccc !c

    ô 
04) Escreva a equação de dissociação iônica das onde o NaC ·c possui o Na ,Xque é diferente
bases abaixo:
do H X, e o C ·c±, que diferente do OH .±
_
Hidróxido cobaltoso. HNO 3 X Ca(OH)2 CaOHNO 3X H O2

onde o CaOHNO 3 possui o Ca , 2X


que é
Hidróxido de zinco.
X
diferente do H ,eo NO 3 ±, que é diferente
Hidróxido estânico.
do OH ±.
Hidróxido de rádio. A reação entre um ácido e uma base recebe o
nome especial de neutralização ou salificação.
PROPRIEDADES DAS BASES
A neutralização entre um ácido e uma base
As bases de Arrhenius apresentam
pode ser total ou parcial.

características referentes aos íons OH , entre
elas podemos citar: sabor, condutibilidade Neutralização total

elétrica, ação sobre indicadores e ação sobre É quando o total de hidrogênios ionizáveis
ácidos. do ácido é igual ao total de oxidrilas da base,
Sabor: neste caso o sal formado é classificado como um
sal normal.
Apresentam um sabor cáustico, lixívia ou
Exemplos:
adstringente.
HBr X K O H > K Br X H 2O
Condutibilidade elétrica: Sal normal

As soluções básicas, por possuírem íons H2 S O4 X 2 NaOH > Na 2SO4 X 2 H 2O


livres, conduzem a corrente elétrica. Sal normal

Ação sobre indicadores:


2 H N O 3 X Ca ( OH ) 2 > Ca( N O 3) 2 X 2 H O
2
Indicador Cor na presença da base Sal normal
Fenolftaleína Vermelho Neutralização parcial
Tornassol Azul
Metilorange Amarelo
Ocorre quando o número de hidrogênios
Ação sobre os ácidos: ionizáveis do ácido for diferente do número de
Reagem com os ácidos produzindo sal e água. oxidrilas da base.
_ Exemplos:
HC·c X NaOH NaC·c X H2O
_
FUNÇÃO SAL HC·c X Ca(OH)2 Ca(OH)C·c X H2O
sal básico
Sal é todo composto que em solução
aquosa possui pelo menos um cátion _
H3PO 4 X AgOH AgH2PO 4 X H2O
X
diferente do H , e pelo menos um ânion sal ácido

diferente do OH . _
HNO 3 X A·c(OH) 3 A·c(OH)2NO 3X H O2
Podemos também afirmar que sal é um sal básico

composto obtido pela neutralização de um ácido _


H2SO 4 X NaOH NaHSO4 X H2O
por uma base. c
sal ácido
Exemplos:
_
HC·c X NaOH NaC·c X H2O


ccc c  
cc
Ú cc  c
c   c ccc "c

    ô 
Podemos também efetuar a reação entre dois A nomenclatura desses sais é feita citando-se
X ±
ácidos diferentes e uma única base ou, entre a presença do H ou da OH , pelos termos
duas bases diferentes e um único ácido, hidrogeno ou hidroxi ao nome do sal normal,
formando nestes casos sais duplos. respectivamente.
Exemplos: Exemplos:
_ NaHCO3: hidrogeno-carbonato de sódio
HC·cX HBr X Ca(OH)2 CaBrC ·cX 2 H2O
sal duplo Fe(OH) 2NO 3: di-hidroxi-nitrato férrico
_
H2SO 4X NaOH XKOH NaKSO 4X 2 H O
2
Para os sais duplos devemos citar o nome
sal duplo
dos dois cátions ou dos dois ânions.
A nomenclatura dos sais normais é feita
Exemplos:
citando-se o nome do ânion, proveniente do
CaBrC ·c: cloreto brometo de cálcio
ácido (mudando-se a terminação) seguido do
NaKSO 4: sulfato de sódio e potássio
nome do cátion, proveniente da base.
Terminações dos ácidos e sais Testando conhecimentos

ÁCIDO SAL 01) O sal bicarbonato de sódio é usado como


ÍDRICO ETO antiácido, além de entrar na composição do
OSO ITO fermento químico; ele também recebe o
ICO ATO nome de hidrogenocarbonato de sódio. A
_ fórmula química desse composto é:
HC·c X NaOH NaC·c X H2O
a) NaHCO 3.
ácido hidróxido cloreto b) Na 2CO 3.
clorídrico de de c) Na(HCO3) 2.
sódio sódio d) NaCO 3.
_ e) NaH 2CO 3.
HNO 2 X AgOH AgNO2 X H2O
ácido hidróxido nitrito 02) A chuva ácida causa sérios problemas às
nitroso de de estátuas de mármore, pois este é
prata prata transformado em gesso, conforme a
equação:
_ _
H2CO 3 X Fe(OH)2 FeCO3 X 2 H2O CaCO3X H SO
2 4 H2O X CO 2X CaSO 4
mármore gesso
ácido hidróxido carbonato
carbônico ferroso ferroso O mármore e o gesso pertencem a que
funções, respectivamente:
Os sais obtidos pela neutralização parcial de a) ácido e sal.
um ácido por uma base são classificados como: b) sal e sal.
c) óxido e óxido.
Sais ácidos ou hidrogenossais d) base e base.
e) sal e óxido.
Restaram hidrogênios ionizáveis do ácido
03) O sulfito ácido de sódio ou hidrogeno sulfito
Exemplos: de sódio tem fórmula:

NaHCO3; KH 2PO 4 a) NaHSO 4.


b) NaSO 4.
c) NaS2O 3.
Sais básicos ou hidróxissais d) NaHSO 3. c
e) Na 2SO 3.
Restaram oxidrilas da base.

Exemplos:

Ca(OH)C·c; Fe(OH)2NO 3 
ccc c  
cc
Ú cc  c
c   c ccc #ccc

    ô 
04) O papel sulfite, ou sulfito tem esse nome Exemplos:
porque o tratamento final do papel envolve o
sulfito de sódio, cuja fórmula molecular é: C·c2O7: heptóxido de dicloro.
a) Na S
2 O2 .3
b) Na SO .4 CO2: dióxido de carbono.
2
c) Na2SO 3.
d) Na S Para os compostos iônicos:
2 O4 .6
e) Na S.
2

05) Os nomes dos compostos NaHSO3 e óxido X de X nome do elemento


Fe3(PO 4) 2são, respectivamente:

a) sulfato de sódio e fosfato de ferro III.


b) sulfito de sódio e fosfito ferroso. Exemplos:
c) di-hidrogenossulfato de sódio e fosfato de
ferro III. Na2O: óxido de sódio
d) sulfeto de sódio e fosfito férrico.
e) hidrogenossulfito de sódio e fosfato de ZnO : óxido de zinco
ferro II.
A·c2O3: óxido de alumínio

FUNÇÃO ÓXIDO Se o elemento forma dois cátions diferentes,

É o conjunto de compostos binários onde o devemos indicar a valência em algarismos

oxigênio é o elemento mais eletronegativo. romanos ou com as terminações oso e ico.

Exemplos: Exemplos:

Na2O; H 2O; A ·c2O3; SO 3; CaO FeO : óxido de ferro II


ou
Podemos dividir os óxidos em dois grupos: óxido ferroso
Os óxidos moleculares: O elemento ligado Fe2O 3 : óxido de ferro III
ao oxigênio é ametal. ou
óxido férrico
Exemplos:
CLASSIFICAÇÃO DOS ÓXIDOS
CO2; SO 3; CO; Cl 2O 7
Podemos classificar os óxidos em:
Os óxidos iônicos: O elemento ligado ao
Básicos: Reagem com água, formando uma
oxigênio é um metal.
base, e reagem com ácidos, formando sal e água.
Exemplos:
Exemplos:
Fe2O 3; CaO; Na 2O; A ·c2O3 _
K2O X H2O 2 KOH

NOMENCLATURA DOS ÓXIDOS _


K2O X 2 HC·c 2 KC·c X H2O

Para os óxidos moleculares:


Ácidos ou anidridos: Reagem com água
óxido X de X nome do elemento formando ácido, e reagem com bases, formando
sal e água.
Antes da palavra óxido e do nome do
Exemplos:
elemento colocamos os prefixo mono, di, tri, _ c
SO3 X H2O H2SO 4
tetra, etc., para indicar a quantidade de átomos
_
de cada elemento na fórmula. SO3 X 2 NaOH Na2SO 4 X H2O


ccc c  
cc
Ú cc  c
c   c ccc $%c

    ô 
Neutros ou indiferentes: São óxidos PERÓXIDOS
moleculares que não reagem com água, nem com São compostos que possuem em sua

base ou ácidos. estrutura o grupo (O2) .
Os peróxidos mais comuns são formados por
Os mais importantes são CO, NO e N 2O
hidrogênio, metais alcalinos e metais alcalinos
Anfóteros: São óxidos que comportam tanto terrosos.
como óxidos ácidos quanto como óxidos básicos. Sua nomenclatura é feita usando-se a palavra
Exemplos: peróxido seguida do nome do elemento ligado

ao grupo (O2) .
A·c2O3, ZnO, As 2O 3

Duplos ou mistos: São os óxidos que se


Exemplos:
comportam como se fossem formados por dois
Na2O 2: peróxido de sódio
outros óxidos de um mesmo elemento.
CaO2 : peróxido de cálcio
Exemplo:
H2O 2 : peróxido de hidrogênio
Fe3O 4= FeO X Fe O
2 3
Os peróxidos reagem com a água, produzindo
Testando conhecimentos:
uma base e água oxigenada, e reagem com os
01) A alternativa que apresenta um óxido ácido, ácidos, produzindo um sal e água oxigenada.
óxido básico, óxido neutro e óxido duplo,
Exemplos:
respectivamente, é:
_
Na2O 2 X 2 H2O 2 NaOH X H O2 2
a) CO, CaO, SO ,3 Na O 2 .4 _
Na2O 2 X H2SO 4 Na2SO 4 X H2O 2
b) N 2O ,5 BaO, NO, Pb O 3 .4
c) CO2, Al 2O 3, Fe O
3 ,4 Cl O.
2
d) N 2O, MgO, CO ,2 Mn O 3 .4 O peróxido de hidrogênio é líquido e
e) SO 2, K O,
2 CO, K O 2 .2
molecular. Quando está dissolvido em água,
02) O anidrido sulfuroso tem fórmula molecular: produz uma solução conhecida como água
oxigenada, muito comum no nosso dia-a-dia.
a) H 2SO .3
b) H 2SO .4
c) H2S. Revisando as funções
d) SO 3. 01) Qual dos itens abaixo representa o eletrólito
e) SO 2. mais forte?

03) Nos últimos anos, a cidade de São Paulo a) Grau de ionização igual a 40%.
vem sofrendo os efeitos da chuva ácida. O b) Grau de ionização igual a 0,85%.
caráter ácido da chuva é causado pela c) Tem 40 moléculas dissociadas em cada
presença de: 200 moléculas totais.
d) 3/4 de moléculas estão dissociadas.
a) monóxido de carbono. e) Metade das moléculas está dissociada.
b) amônia. 02) Quando o solo é bastante ácido, agricultores
c) óxidos de enxofre. procuram diminuir a acidez por meio da
d) sais de fósforo. adição de substâncias com propriedades
e) partículas de carvão. alcalinas. Com essa finalidade, um dos
produtos utilizados é o:
04) Sobre o composto CO2podemos afirmar que:
a) NaC·c.
a) é um óxido básico. b) CaO. c
b) não reage com água. c) Na2SO 4.
c) chama-se óxido de carbono. d) NH4NO 3.
d) é um sal. e) KClO4.
e) reage com base produzindo sal e água.


ccc c  
cc
Ú cc  c
c   c ccc $$c

    ô 
03) Cal viva é o óxido de cálcio (CaO).
a) Escreva a equação da reação da cal viva ÂNIONS BIVALENTES
com a água.
b) Por que, na agricultura, a cal viva é Nome no ácido Nome no sal Radical
adicionada ao solo? carbônico carbonato CO3 2-
04) Considerando a equação química abaixo, os crômico cromato CrO 4 2-
reagentes e produtos, respectivamente, dicrômico dicromato Cr 2O 7 2-
pertencem às funções: estânico estanato SnO 3 2-
_
C·c2O7 X 2 NaOH 2 NaC·cO4 X H2O estanoso estanito SnO 2 2-
a) óxido, base, sal e óxido. fosforoso fosfito HPO3 2-
b) ácido, sal, óxido e hidreto. mangânico manganato MnO 4 2-
c) ácido, sal, óxido e hidreto. metassilícico metassilicato SiO 3 2-
d) óxido, base, óxido e hidreto.
oxálico oxalato C2O 4 2-
e) base, ácido, óxido e óxido.
sulfídrico sulfeto S 2-
05) O ânion e o cátion mais comuns nas águas sulfúrico sulfato SO4 2-
oceânicas são: sulfuroso sulfito SO3 2-
a) cálcio e magnésio. tiossulfúrico tiossulfato S2O 3 2-
b) sódio e sulfato. zíncico zincato ZnO 2 2-
c) sulfato e cloreto.
d) cloreto e sódio.
e) magnésio e sulfato.
06) A areia é constituída basicamente de SiO . 2 ÂNIONS TRIVALENTES
Ao aquecer areia a altas temperaturas,
obtêm-se: Nome do ácido Nome do sal Radical
a) sílica - gel. antimônico antimonato SbO 4 3-
b) cimento. antimonioso antimonito SbO 3 3-
c) cal. arsênico arsenato AsO 4 3-
d) vidro. arsenioso arsenito AsO 3 3-
e) argila.
bórico borato BO 3 3-
3-
PRINCIPAIS ÂNIONS ferricianídrico ferricianeto [Fe(CN) 6]
ortofosfórico ortofosfato PO4 3-
ÂNIONS MONOVALENTES
Nome no ácido Nome no sal Radical
acético acetato CH3COO 1-
alumínico aluminato AlO 2 1- ÂNIONS TETRAVALENTES
bismútico bismutato BiO 3 1-
brômico bromato BrO 3 1-
Nome do ácido Nome do sal Radical
bromídrico brometo Br 1-
ciânico cianato OCN 1- ferrocianídrico ferrocianeto [Fe(CN) 6] 4-
cianídrico cianeto CN 1- ortossilícico ortossilicato SiO 4 4-
clórico clorato ClO 3 1- piroantimônico piroantimoniato Sb 2O 7 4-
clorídrico cloreto Cl 1- piroarsênico piroarseniato As 2O 7 4-
cloroso clorito ClO 2 1- pirofosfórico pirofosfato P2O 7 4-
fluorídrico fluoreto F 1-
hipobromoso hipobromito BrO 1-
hipocloroso hipoclorito ClO 1-
hipoiodoso hipoiodito IO 1-
iódico iodato IO3 1-
iodrídico iodeto I 1-
metafosfórico metafosfato PO3 1- c
nítrico nitrato NO3 1-
nitroso nitrito NO2 1-
perclórico perclorato ClO 4 1-
permangânico permanganato MnO 4 1-
tiociânico tiocianato SCN 1-

ccc c  
cc

    ô 
PRINCIPAIS CÁTIONS

Monovalentes Bivalentes Trivalentes Tetravalentes


HX Be 2X B 3X
NH4 X Mg 2X Al 3X
Li X Ca 2X Bi 3X
Na X Sr 2X Cr 3X
KX Ba 2X
Rb X Ra 2X
Cs X Zn 2X
Ag X Cd 2X
Cu X Cu 2X
Hg 2 2X Hg 2X
Au X Au 3X
2X
Fe Fe 3X
Co 2X Co 3X
Ni 2X Ni 3X
Sn 2X Sn 4X
Pb 2X Pb 4X
Mn 2X Mn 4X
Pt 2X Pt 4X
3X
As
3X
Sb

SOLUBILIDADE DOS SAIS NORMAIS EM PREVISÃO DE OCORRÊNCIA DE UMA


ÁGUA
REAÇÃO

REAÇÕES DE DESLOCAMENTO
Sal Solubilidade Exceções
A previsão é feita com a fila de reatividade
nitratos
solúveis METAIS:
cloratos
K > Ba > Ca > Na > Mg > Al >Zn > Fe > H >
acetatos
Cu > Hg > Ag > Au
cloretos
solúveis Ag 1X
, Hg 2
2X
, Pb 2X
_
brometos Fe X CuCl 2 FeCl 2X Cu
iodetos
_
Mg X HgSO 4 MgSO 4X Hg
sulfatos solúveis Ca2X, Sr 2X
, Ba 2X
,
Pb 2X _
Zn X 2 HCl ZnCl 2X H 2

_
sulfetos insolúveis Li 1X
, Na1X, K 1X
, Ag X Al(NO )3 2 impossível de ocorrer
Cs 1X , NH 41X, Ca ,2X
Sr 2X, Ba 2X AMETAIS:
F > O > N > Cl > Br > I > S
outros insolúveis Li 1X
, Na 1X , K 1X ,
sais Rb 1X , Cs , 1X
NH 41X _
F2X 2 NaBr 2 NaF X Br 2
c
_
Cl 2X Na S
2 2 NaCl X S

_
I2X NaCl impossível de ocorrer
"#
ccc c ! 
cc

    ô 
REAÇÕES DE DUPLA TROCA

‡ Quando um dos produtos for menos


solúvel que os reagentes 1ª experiência:

_
Os ácidos são, em geral, solúveis em água.
_
As bases dos alcalinos e o NH OH são
4

solúveis
_
Para os sais, seguimos a tabela de
solubilidade anterior.
.
_
NaCl X AgNO 3 AgCl X NaNO 3 Material:
_
Fe(SO4) 3X 6 NaOH 2 Fe(OH)3X 3 Na SO
2 4 ‡ 1 aparato para testar condutividade.

‡ 8 copos
‡ Quando um dos produtos for mais volátil
que os reagentes ‡ Açúcar comum.

_ ‡ Sal comum.
Os principais ácidos voláteis são HF, HCl,
HBr, HI, H 2S, HCN, HNO e
3 HNO 2 ‡ Solução aquosa de ácido acético bem
diluída (vinagre branco).
_
FeS X 2 HCl FeCl 2X H S
2
‡ Solução aquosa de hidróxido de
_ amônio bem diluída (NH OH).
2 NaCl X H 2SO 4 2 HCl X Na2SO 4 4

‡ Quando um dos produtos for menos ‡ Solução aquosa de ácido clorídrico


(HCl).
ionizado (mais fraco) que os reagentes
‡ Solução aquosa de hidróxido de sódio
_ (NaOH).
H2SO 4X 2 NaNO 2 Na2SO 4X 2 HNO 2

ácido forte ácido fraco ‡ Álcool comum

‡ 10) Suco de laranja.

Procedimento:

a) Coloque, nos 7 copos, volumes iguais


de água e identifique com etiquetas
numeradas.
b) Nos copos de 2 a 7 adicione,
separadamente, pequenas quantidades
de açúcar, sal, HCl, CH COOH,
3 NH OH,
4

álcool comum e NaOH.


c) A seguir, teste a condutividade de
cada sistema, separadamente, c
analisando o brilho da lâmpada. Lave
com água os eletrodos antes de cada
teste.
%&
ccc c $ 
cc
Ú cc  c
c   c ccc $c

    ô 
Aplicações: 04) Duas substâncias que, em solução aquosa,
apresentam íons são:
01) (Covest-98) Considere a figura abaixo:
a) cloreto de sódio (NaCl) e álcool etílico
(C2H 6O).
b) sacarose (C12H O 22 ) 11
e álcool etílico
(C2H 6O).
c) sacarose (C H 12 O22) e11ácido sulfúrico
(H2SO 4).
d) ácido sulfúrico (H 2SO 4) e cloreto de sódio
(NaCl).
e as seguintes possibilidades para o líquido e) sacarose (C 12H O22) 11e cloreto de sódio
existente no interior do copo: (NaCl).
I. H O
2
II. H O
2 X glicose
III. H O 2ª experiência:
2 X sal de cozinha

Qual alternativa que melhor descreve a INDICADOR FENOLFTALEÍNA E AZUL DE


condição da lâmpada? BROMOTIMOL
a) Acesa em II e apagada nas demais.
OBJETIVO:Produzir os indicadores de
b) Apagada em I e acesa nas demais.
c) Apagada em I e II. fenolftaleína e do azul de
d) Acesa em I, II e III.
bromotimol para identificar os
e) Acesa em I e apagada nas demais.
meios ácido e básico.
02) Dos seguintes sólidos:
I. glicose (C6H 12O ).6
MATERIAIS:
II. dióxido de silício (SiO 2).
III. óxido de magnésio (MgO). ‡ Álcool.
- X
IV. acetato de sódio (H 3CCOO Na ).
‡ Dois copos e uma colher.
Conduzem corrente elétrica no estado de
‡ Fenolftaleina e azul de bromotimol.
fusão.
a) I e II.
b) I e III. COMO FAZER:
c) II e III.
d) II e IV. a) Coloque o pó dos indicadores em um
e) III e IV.
copo e acrescente cerca de 50 mL de
03) Observe a figura. Ela representa um circuito álcool. Mexa bem.
elétrico.O béquer contém água pura, à qual
adiciona-se uma das seguintes substâncias: b) Filtre ou despeje o líquido
KOH (s,) C H6 6(l), HCl(g)
, Fe (s), NaCl(s) sobrenadante em outro recipiente.

COMENTÁRIOS:
Você pode utilizar gotas das soluções de
fenolftaleína e azul de bromotimol para testar
a acidez ou basicidade de alguns líquidos, tais

Após essa adição, a lâmpada pode ou como:


não acender. Indique quantas dessas _
Suco de limão.
substâncias fariam a lâmpada acender? _
Água com sabão.
a) 5. _
b) 4. Água com pasta dental. c
c) 3. _
Vinagre.
d) 2. _
e) 1. Soluções de produtos de limpeza.

()
ccc c ' 
cc
Ú cc  c
c   c ccc $c

    ô 
3ª experiência: 4ª experiência:

INDICADORES NATURAIS SANGUE DO DIABO

OBJETIVO:Fazer indicador com produtos OBJETIVO: Verificar a atividade do indicador.


naturais.
MATERIAIS:
MATERIAIS: Beterraba e repolho ± roxo. _
Hidróxido de amônio,
_
COMO FAZER: Fenolftaleina.
_ _
Corte uma fatia de beterraba, ou uma Recipiente.
_
folha do repolho em pequenos Tecido branco

pedaços.
_ COMO FAZER:
Ferva os pedaços cortados em dois
a) Coloque 500 mL de água destilada em
copos de água durante 10 min.
um recipiente.
_
Filtre o líquido com um coador b) Adicione o indicador à água do

comum. recipiente.
c) Adicione 20 mL de NH4OH a este
COMENTÁRIOS:
recipiente.
a) O extrato assim obtido deve ser

guardado em geladeira. COMENTÁRIOS:

b) A tabela abaixo mostra as cores dos _


Coloque a solução em um tecido

indicadores em presença de soluções branco. Observe a cor. O que acontece

de caráter ácido ou básico: com o tempo? Explique.


_
Lave o tecido com sabão. O que
Solução Solução
ácida básica acontece? Por quê?

Extrato de Verde 5ª experiência:


Vermelho
repolho ± roxo amarelado NEUTRALIZAÇÃO ENTRE ÁCIDOS E BASES

Extrato de OBJETIVOS:Observar a tendência de


beterraba Vermelho Amarela neutralização entre ácidos e
bases.

_ MATERIAIS:
Também funcionam como indicadores
_
Solução aquosa de uma base.
naturais: suco de amora, vinho tinto e _
Solução aquosa de um ácido.
extratos alcoólicos de casca de cebola e _
Indicador. c
_
de pétalas de flores coloridas. Tubos de ensaio.

+,
ccc c * 
cc
Ú cc  c
c   c ccc $ c

    ô 
COMO FAZER: Perguntas:
_
Preparar a solução ácida e acrescentar a) Neste experimento ocorreu fenômeno
o indicador. químico ou físico? Justifique sua
_
Adicionar um produto básico, de resposta pela observação visual.
preferência em pequenas quantidades. b) Da mistura do ácido muriático com o
_
Observar a mudança de cor do mármore, cujos principais componentes
indicador. são, respectivamente, ácido clorídrico e o
carbonato de cálcio, formam-se cloreto de
COMENTÁRIOS:
cálcio, gás carbônico e água. Identifique
_ os reagentes e produtos. Escreva a
Repita a experiência com outras
equação que representa a reação.
soluções básicas, tais como água com
c) Ao redor das bolinhas de naftalina
sabão ou creme dental.
_ podemos observar uma camada formada
Use outros ácidos, tais como vinagre
por pequenas bolhas. Qual a substância
incolor, ácido muriático, etc.
_ que constitui essas bolhas? Como
Troque o indicador e observe a
denominamos a interação entre as bolhas
mudança de cores.
e a naftalina?
6ª experiência: d) Como você explica o deslocamento das
bolinhas de naftalina para a superfície do
ELEVADOR DE NAFTALINA
líquido quando surge a camada de
Material:
pequenas bolhas? Ao alcançarem a
superfície, as bolinhas começam a
‡ 10g de mármore em pequenos pedaços.
afundar. Por quê?
‡ 5g de sal comum.
‡ 20 mL de ácido muriático diluídos em 7ª experiência:
180 mL de água (na proporção de
RECONHECENDO UM ÓXIDO BÁSICO
1 parte de ácido para 9 partes de água).
Material
‡ 3 bolinhas de naftalina
‡ Cinza de cigarro ou de madeira.
‡ 1 proveta de 100 mL.
‡ Copo transparente.
‡ Água.
‡ Indicador ácido-base (fenolftaleína).
Procedimento:
‡ Água.
Coloque na proveta os pedaços de
‡ Fita de magnésio ou disco (eletrodo de
mármore (10g), o sal (5g) e 25 mL do
sacrifício usado em filtros de piscinas).
ácido muriático já diluído.
Procedimento 1:
A seguir, adicione água até a marca
a) Coloque no copo transparente água.
superior da proveta (100mL).
b) Adicione algumas gotas de
Depois, acrescente as 3 bolinhas de
fenolftaleína.
naftalina. c
c) Coloque certa quantidade de cinza e
Observe o que acontece e responda às
observe a mudança de cor.
questões:

./
ccc c - 
cc
01
Ú 

     

2 
c c
 c c
d 3i
45 67 3i8   6 9 i i:t  H S   i   t 
> ?@ C
; i  <t=::i K A B  ;i ii  t     
:
D= i3 A   3 = , f   .
D
. H Ai i   i  l  

? E? G ?E
KC + C F K
   t     
.
G
P i t : H Z   f t     f PEV
H Ii fit   
i
>
J ,  l  t l
ti  flíl
>
t 

i,  ;i J A 


  i  
f 

 i

li  = , A i  ii t   i 


 . Ai i  
<i  Kii   
i l 
  i  t 
[J C].
i   f  i  
H Ai i  L
l  i i   i   t  i   i  t

 . f    f .
H l t  t  t flíl
Mª iN i :
S  t i   
.
OEAPÃ QE RJ XIQ ÁTIQ T RA H A  t  i i  

BASE
l
   
    .
U
B EVIV: Vifi   t  i  i
 C   
. \ª iN i :

AVEOIAS: Z APÃ E R P !" EdS


H  t
  t. S#VE ! IdS#VE
H Sl  f lft lí . $ APÃ E P EIPI"A
H 
 WX  
ti
.
H  i .
 ti l
H Sl   i  t 
 . H G 
 i.
H Á i  l  
. H Sl 
 Pd ]C  KI.
H Vi . H Sl 
 S  d .
^
H Bi  t 
i. H Sl 
 d l  Ad . ]
H V l
ti  flíl.
H Y P i t:
 f PEV  l .
H Y l
l  KI  t 
l
 .

l  Pd ] C  

[
 E ZA EO: f     iit   
H l    t 
t  l   PI , C i
l_l 
t   
 t f lft lí   .
l  til    l
. A      : c
H G F PI C + G Kd ]
Ai i 
l 
i   i , Pd ] C  + KI   
 

t .     t

   .
ccc
c 
cc
Ú cc  c
c   c ccc $"ccc

    ô 
b) Em um tubo de ensaio coloque, coloque
5 mL de solução aquosa de CuSO e 45 mL
de solução aquosa de NaOH. Tampe e
agite por inversão. Ocorre a formação de
um precipitado azul [Cu(OH) ].2

A reação que ocorre é:


_
CuSO 4 (aq) X 2 NaOH (aq) Na2SO 4 (aq) X Cu(OH) 2 (aq)

c) Em um tubo de ensaio coloque 5 mL de


solução aquosa de nitrato de prata
(AgNO 3) e 5 mL de solução aquosa de
cloreto de sódio (NaCl). Agite e
verifique a formação de um precipitado
branco (AgCl).

A reação que ocorre é:


_
NaCl (aq) X AgNO 3 (aq) NaNO3 (aq) X AgCl (aq)

ATENÇÃO
_
AgNO 3X NaI NaNO3X AgI
ppt

10ª experiência:

REAÇÃO DE NEUTRALIZAÇÃO MOSTRANDO


SUBSTÂNCIAS SOLÚVEIS e INSOLÚVEIS EM
ÁGUA

OBJETIVO: Mostrar uma reação de dupla troca


com substâncias solúveis e
insolúveis em água.

MATERIAIS:
‡ Copo de béquer.
‡ Leite de magnésia.
‡ Solução de ácido clorídrico.

MODO DE FAZER:
‡ Colocar em copo de béquer leite de
magnésia, que contém hidróxido de
magnésio, uma base insolúvel em água.
‡ Adicionar ácido clorídrico, que reage com
o hidróxido de magnésio, neutralizando-o
e produzindo o cloreto de magnésio, que c
é um sal solúvel em água.

_
Mg(OH) 2X 2 HCl MgCl 2X 2 H O
2

ab
ccc c ` 
cc
c