You are on page 1of 7

Unidade 2 homem, ou seja, na concepção de que tudo e todos podem ser

divididos em partes cada vez menores que podem ser analisadas e


2.3 As regras do jogo: o método científico. estudadas separadamente e que (para usar a frase clássica) “para
compreender o todo, basta compreender as partes”.
O método científico pode ser definido como a maneira ou o
conjunto de regras básicas empregadas em uma investigação Talvez, o exemplo mais fácil de se verificar o método proposto por
científica com o intuito de obter resultados o mais confiáveis Descartes, seja através da medicina: baseada no modelo cartesiano
quanto for possível. Entretanto, o método científico é algo mais a medicina se dividiu em especialidades cada qual procurando
subjetivo, ou implícito, do modo de pensar científico do que um entender os mecanismos de funcionamento de um órgão ou parte
manual com regras explícitas sobre como o cientista, ou outro, específica do corpo humano. As doenças passaram a ser encaradas
deve agir. como algum distúrbio em determinada parte que constitui o
homem, e o homem em si, como um todo, deixa de ser considerado
Geralmente o método científico engloba algumas etapas como: a
na investigação da medicina segundo modelo cartesiano.
observação, a formulação de uma hipótese, a
experimentação, a interpretação dos resultados e, por fim, a Fonte: http://www.infoescola.com/ciencias/metodo-cientifico/
conclusão. Porém alguém que se proponha a investigar algo
através do método científico não precisa, necessariamente, cumprir
todas as etapas e não existe um tempo pré-determinado para que
O método científico ao longo da história
se faça cada uma delas. Charles Darwin, por exemplo, passou cerca
de 20 anos apenas analisando os dados que colhera em suas  Os pré-socráticos: (Tales de Mileto, Anaximandro, Pitágoras,
pesquisas e seu trabalho se constitui basicamente de investigação, Heráclito, Parmênedes, Empedócles, Anaxágoras e
sem passar pela experimentação, o que, contudo, não torna sua Demócrito). Começam a substituir a concepção do mundo
teoria menos importante. Algumas áreas da ciência, como a física caótico concebido pela mitologia pela ideia do cosmos: o
quântica, por exemplo, baseiam-se quase sempre em teorias que universo era a ordem, era o cosmos, e estava ordenado por
se apóiam apenas na conclusão lógica a partir de outras teorias e princípios (arché) e leis fixas necessárias, inerentes à própria
alguns poucos experimentos, simplesmente pela impossibilidade natureza. O principal problema abordado pelos pré-socráticos
tecnológica de se realizar a comprovação empírica de algumas foi o de responder se, diante de fenômenos em contínua
hipóteses. transformação, existia algum princípio permanente ou
realidade estável, universal e imutável que determinava a
O método científico como conhecemos hoje foi o resultado direto da
existência das coisas. O que são, de que são feitas, como são
obra de inúmeros pensadores que culminaram no “Discurso do
feitas e de onde vêm as coisas que são percebidas? Essas
Método” de René Descartes, onde ele coloca alguns importantes
eram as perguntas que os filósofos pretendiam responder.
conceitos que permeiam toda a trajetória da ciência até hoje. De
uma forma um pouco simplista, mas apenas para dar uma visão O procedimento utilizado pelos filósofos é o da especulação
melhor do que se trata o método proposto por Descartes, ele racional. Esta escala de construção do conhecimento
baseia-se principalmente na concepção mecânica da natureza e do permaneceu por mais de 2000 anos, como uma atividade
filosófica, racional, especulativa, de abertura ao inteligível, Ideia desse objeto. No caso da caneta é irrelevante, mas o
na tentativa de uma compreensão racional do cosmos. foco de Platão são coisas como o ser humano, o bem ou a
justiça, por exemplo. (fonte:
Exemplo: o pensamento pré-socrático nega que o mundo http://pt.wikipedia.org/wiki/Platao)
tenha surgido do nada: no plano do eterno, nada se perde,
tudo se transforma, tudo vai e volta, e nessa dinâmica o  Método Aristotélico: (Aristóteles, discípulo de Platão) consiste
elemento primordial é o chamado physis (fazer, surgir, em analisar a realidade através de suas partes e princípios
brotar, produzir). A physis seria a natureza eterna. que podem ser observados para, em seguida, postular seus
princípios universais, expressos na forma de juízo,
encadeados logicamente entre si. Propõe uma ciência que
 A abordagem platônica (Platão: 429-348 aC): nesta produz um conhecimento que pretende ser um fiel espelho
abordagem o rela não está nos fatos e fenômenos da realidade, por estar sustentado no observável e pelo seu
percebidos pelos sentidos: o verdadeiro mundo platônico é o caráter de necessidade e universalidade. Desenvolve um
das ideias, que contém modelos e as essências d como as conhecimento da essência das coisas e das causas,
aparências devem se estruturar. Para Platão, a forma, respondendo às perguntas o que é? e por que é?.
acessível aos sentidos, apenas nos mostra como as coisas
Exemplo: O método de Aristóteles consistia nas formas
são, mas não o que elas são. Para o filósofo, o real é o
indutiva e dedutiva de raciocinar. O raciocínio dedutivo
pensado, o intuído. O que nos fornece o que são as coisas,
consiste em argumentar do geral para o particular. Por
o seu verdadeiro conhecimento, a ciência, é a inteligência, o
exemplo:
entendimento, que é o conhecimento racional indutivo,
desenvolvido através da dialética – intuição dos princípios
Todos os gatos miam (premissa)
universais, análise e síntese – concebido por ele como um
Mimi é um gato (premissa)
método científico racional.
Logo, mimi mia (conclusão)
Exemplo: Para Platão, o mundo concreto percebido pelos
sentidos é uma pálida reprodução do mundo das Ideias. Cada O raciocínio indutivo consiste em argumentar do particular
objeto concreto que existe participa, junto com todos os para o geral. Por exemplo:
outros objetos de sua categoria de uma Ideia perfeita. Uma
determinada caneta, por exemplo, terá determinados Mimi mia (premissa)
atributos (cor, formato, tamanho etc.). Outra caneta terá Mimi é um gato (premissa)
outros atributos, sendo ela também uma caneta, tanto Logo, todos os gatos miam. (conclusão)
quanto a outra. Aquilo que faz com que as duas sejam
As dificuldades com o método dedutivo consiste na falta de
canetas é, para Platão, a Ideia de Caneta, perfeita, que
premissas universalmente verdadeiras, pondo em cheque a
esgota todas as possibilidades de ser caneta. A ontologia de
eficácia do método de Aristóteles para descobrir a verdade.
Platão diz, então, que algo é na medida em que participa da
* Repetição do experimento para testagem das
hipóteses: procurando obter novos dados e novas evidências que
 Ciência grega: baseada numa racionalidade que interpretava as confirmassem;
os fatos particulares, mutáveis e perecíveis, a partir de um
sentido que adquiriam como parte de um todo. Na ciência * Formulação das generalizações e leis: pelas evidências
grega não se dá destaque ao processo de descoberta; havia obtidas, depois de seguir todos os passos anteriores, o cientista
um processo de demonstração, de justificação dos princípios formularia a lei que descobrir, generalizando suas explicações para
universais. Conhecimento científico era o demonstrado todos os fenômenos da mesma espécie.
como certo e necessário através de argumentos
A revolução científica moderna foi idealizada por Galileu Galilei ao
lógicos.
introduzir a matemática e a geometria como linguagens da ciência
e o teste quantitativo experimental e com isto estipular a chamada
verdade científica. A visão do universo por Galileu era de um
 Ciência Moderna: Durante o renascimento onde se introduziu mundo aberto, unificados, deterministas, geométricos e
a experimentação científica modificou-se radicalmente a quantitativos diferente daquela concepção aritostélica, impregnada
compreensão e concepção teórica de mundo, ciência, pelos resquícios das crenças míticas e religiosas. Com isto Galileu
conhecimento e método. Conforme Bacon a natureza é estabeleceu o domínio do diálogo científico, o diálogo experimental,
mestra do homem e para dominá-la era preciso obedecê-la. que era o diálogo entre o homem e a natureza. O homem deveria,
Para isto era necessária a indução experimental cuidando de com sua razão e inteligência teorizar e construir a interpretação
várias coisas que ainda não aconteceram e depois de posse matemática do real e à natureza caberia responder se concordava
das informações concluir a respeito dos casos positivos. Isto ou não com o modelo sugerido.
passou a ser conhecido como método científico e deveria
seguir os seguintes passos: Newton, dando uma interpretação diferente da de Galileu, afirmava
que suas leis e teorias eram tiradas dos fatos, sem interferência da
* Experimentação: fase em que se realizariam os especulação hipotética. Esse seria o método ideal, através do qual
experimentos sobre o problema investigado, para observar e se poderia submeter à prova, uma a uma, as hipóteses científicas.
registrar a metódica e sistematicamente todas as informações que Assim criou-se o método científico Indutivo-Confirmável, com
pudesse coletar; pequenas variações, no seguinte formato:

* Formulação de hipóteses: fundamentadas na análise dos * Observação dos elementos que compõem o fenômeno.
resultados obtidos ds diversos experimentos, tentando explica a
relação causal dos fatos em si; * Análise da relação quantitativa existente entre os elementos
que compõem o fenômeno.
* Repetição da experimentação por outros cientistas:
tem a finalidade de acumular dados que pudessem servir de para a * Introdução de hipóteses quantitativas.
formulação de hipóteses;
* Teste experimental das hipóteses para verificação novas conjeturas ou de novos padrões. Aconteceu quando Galileu
confirmabilista. modificou parte da mecânica de Aristóteles e Einstein fez o mesmo
com Newton.
* Generalização dos resultados em lei.
A concepção contemporânea da ciência está muito distante das
O sucesso das aplicações de Newton no decorrer de três séculos visões aristotélica e moderna, nas quais o conhecimento era aceito
gerou uma confiabilidade cega neste tipo de ciência que fez com como científico quando justificado como verdadeiro. O objetivo da
que, não apenas as ciências naturais, mas também as sociais e ciência ainda é o de criar um mundo cada vez melhor para
humanas, procurassem esse ideal científico e o aplicassem para ter vivermos e atingir um conhecimento científico sistemático e seguro
os mesmos resultados. de toda realidade.
 Ciência Contemporânea: A ciência demonstra ser uma busca, uma investigação, contínua e
incessante de soluções e explicações pra os problemas propostos.
No início do século XX as idéias de Einstein e Popper
revolucionaram a concepção de ciência e método científico. Os EXERCÍCIOS
princípios tidos com incontestáveis no século passado foram
cedendo seu lugar à atitude crítica. A partir deles desmistificou-se a 1). Como pode ser descrito o método científico?
concepção de que método científico é um procedimento regulado
2). O que significa dizer que o método científico não é rígido?
por normas rígidas que o investigador deve seguir para a produção
do conhecimento científico. Sendo assim, há tantos métodos 3). Quais são as principais características do método científico que
quantos forem os problemas analisados e os investigadores conhecemos hoje?
existentes.
4). Explique, de uma forma simples e objetiva, o que você entende,
Na ciência contemporânea, a pesquisa é resultado decorrente dentro da concepção das etapas do método científico, sobre:
da identificação de dúvidas e da necessidade de elaborar e
construir respostas para esclarecê-las. A investigação - Observação:
científica desenvolve-se porque há necessidade de construir uma - Formulação de uma hipótese:
possível resposta ou solução para um problema, decorrente de - Experimentação:
algum fato ou conjunto de conhecimentos teóricos. - Interpretação dos resultados:
- Conclusão.
A ciência atual reconhece que não existem regras para uma
descoberta, assim como não há para as artes. A atividade do 5). Faça um quadro comparativo entre os métodos científicos,
cientista é semelhante a do artista. Os pesquisadores podem seguir numa abordagem histórica, abordados no texto lido, registrando
caminhos diversos para chegar a uma conclusão. seus principais representantes; sua base de aplicação e
pensamento e seus exemplos.
Analisando a história da ciência, constata-se que muito de seus
princípios básicos foram modificados ou substituídos em função de
Os Métodos Modernos
Por trás de qualquer proposta didática de metodologias preocupada O seu carro chefe é o silogismo, que consiste numa construção
com a construção do conhecimento há concepções e ideias mais ou lógica que, a partir de duas preposições chamadas premissas,
menos formalizadas e explicitadas em relação aos processos de retiram uma terceira, nelas logicamente implicadas, denominadas
ensinar e aprender. Tais processos encontram-se alicerçados numa de conclusão.
concepção de mundo e de ciência, na qual são incorporadas as
dimensões teórico-conceituais articuladoras das práticas e das Uma vez levantada a hipótese, os cientistas fazem uma dedução:
teorias, bem como as metodologias específicas e os procedimentos preveem o que poderia acontecer se sua hipótese for verdadeira.
que se fazem necessários à construção dos conhecimentos. Essa dedução é testada mediante novas observações ou
(MARSULO E SILVA, 2005) experimentações. Isso permite tirar conclusões a respeito das
deduções. Se confirmadas, elas são aceitas. Se não confirmadas,
Quanto à metodologia como via de acesso à ciência pressupõe-se a são rejeitas e novas deduções são formuladas para serem testadas.
construção de um método a fim de atingir um objetivo, uma meta, É importante esclarecer que, ao se realizarem as experimentações,
conduzindo à busca do conhecimento. No método, se articulam deve-se trabalhar sempre com um grupo experimental (o grupo em
teorias e práticas. "É ele um sumário delas, momento de que se promove uma alteração a ser testada, deixando todas as
explicitação dos processos de concepção e condução de demais condições sem alteração) e um grupo de controle
determinada prática social". (MARQUES, 1996) (submetido às condições sem nenhuma alteração). Assim, pode-se
testar um fator por vez. Se uma hipótese for confirmada por grande
Hoje, os cientistas e os filósofos preferem falar numa diversidade número de experimentações, então ela pode se tornar uma teoria.
de métodos, que são determinados pelo tipo de objeto a investigar
e pela classe de proposições a descobrir. Considerando esse grande O método dedutivo possibilita na teoria a realização de
número de métodos, torna-se conveniente classificá-los. Os experiências impossíveis na prática. Podem-se criar experimentos
métodos podem ser classificados em dois grupos: os dos que que na prática são inviáveis tecnicamente ou economicamente. Na
proporcionam as bases lógicas da investigação científica e o dos engenharia, por exemplo, podem-se criar modelos de estruturas e
que esclarecem acerca de procedimentos técnicos que poderão ser submetê-las a todo tipo de provas para testar a reação da estrutura
utilizados. Podemos incluir nesse grupo os métodos indutivos e que é teórica. Na Economia têm sido formuladas leis gerais, como
dedutivos. leis da oferta e da procura e a lei de rendimentos crescentes.

 O método dedutivo é um método que parte do geral, e  O método indutivo: procede inversamente ao dedutivo,
desce para o particular. Parte de princípios reconhecidos parte do particular e coloca a generalização como um
como verdadeiros e indiscutíveis e possibilita chegar a produto posterior do trabalho de coleta de dados
conclusões de maneira puramente formal, em virtude de particulares. De acordo com o pensamento indutivo, a
apenas uma lógica. É o método proposto pelos racionalistas, generalização é constatada na observação de casos
segundo os quais a razão é capaz de levar ao conhecimento concretos suficientemente confirmadores dessa realidade.
verdadeiro, que decorre de princípios a priori evidentes e Constitui o método proposto pelos empiristas, para os quais
irrecusáveis. o conhecimento é fundamental exclusivamente na
experiência, sem levar em consideração os princípios Os recursos de análise e síntese são a base do método científico.
estabelecidos. Podem ser usados em momentos diferentes, conforme a finalidade
que se tenha. Mas, no todo, se complementam.
O método indutivo é realizado em três etapas: observação dos
fenômenos; descoberta da relação entre eles e Na redação, esses mesmos recursos podem ser a base para a
generalização da relação. As conclusões obtidas por meio da estrutura dos textos e servem para criarmos duas possibilidades de
indução correspondem a uma verdade não obtida nas premissas organização do raciocínio. Assim, temos:
consideradas. A hipótese é baseada em observações para atingir o
conhecimento científico. (CHIBENI, 2006).

 Análise e síntese: Esses são os dois métodos básicos de


investigação científica. São dois processos de raciocínio
que norteiam a pesquisa, a investigação e a discussão nas
ciências. Todas as ciências, sejam as exatas, as biológicas ou  O raciocínio
as humanas, apóiam-se nesses dois métodos.
Os métodos de análise e síntese traduzem o funcionamento da
Como funcionam os métodos de investigação? mente humana ao investigar com objetividade a realidade à sua
volta. O raciocínio ligado à análise é chamado dedutivo e o
• A análise — Consiste na decomposição de um todo em suas relacionado à síntese chama-se indutivo.
partes. É o que acontece quando um químico faz experiências para
descobrir os elementos que compõem uma substância ou quando • Dedutivo — É o raciocínio que precede à análise.
um professor de Português mostra aos alunos as diversas funções
literárias num texto. Nesses dois exemplos, a análise está sendo • Indutivo — É o raciocínio relacionado à síntese.
colocada em prática. Então, temos:
• A síntese — É o oposto da análise. É um método em que se
vai da parte para o todo, das causas para os efeitos. Exemplos: o
químico misturando elementos para obter determinada substância;
o médico perguntando o que o paciente sente para fazer o
diagnóstico; um aluno fazendo uma série de operações para chegar Exercício:
à resposta de um problema de Matemática. Nesses casos, está
1). Por que é importante lembrar que “os processos de ensinar
sendo colocada em prática a síntese. Nas ciências, esses dois
e aprender encontram-se alicerçados numa concepção de mundo e
métodos, embora opostos, são complementares.
de ciência”? O que isso tem a ver com a importância do método
Para lembrar: científico.
2).Os cientistas hoje consideram uma diversidade de métodos
científicos. Por que isso ocorre? Não seria arriscado basear
experiências sem um parâmetro metodológico básico?

3). Descreva, de maneira sucinta, as características básicas do


método dedutivo e do método indutivo.

4). Ver o vídeo “Caçadores de mitos: sob a chuva num


conversível” e destacar os procedimentos utilizados para
comprovar um fato (métodos, tipos de raciocínio, etc.).